Machu Picchu: visitar a cidade perdida dos Incas

20
221

Machu Picchu é considerado o maior símbolo do Império Inca, tendo sido descoberto pelo historiador americano Hiram Bingham, que lhe deu o cognome de “a cidade perdida dos Incas”.

 machu-picchuLocalizada a 2350 metros de altura, Machu Picchu ergue-se no topo de um penhasco que dá directamente para o rio Urubamba (600 metros de altura do topo até ao rio), custando-nos a imaginar como é que conseguiram construir uma cidade num local tão inacessível.

 machu-picchuNão é à toa que os estudos arqueològicos indicam que Machu Picchu foi feita de propósito para proteger a aristocracia Inca de um eventual ataque, havendo vestígios de que nela habitavam pouco mais de 700 pessoas. Parece que cumpriu os seus desígnios visto que tudo indica que nunca foi descoberta pelos exploradores espanhóis.

inside-backpacker-train-machu-picchuTodas as visitas a Machu Picchu começam algures na cidade de Cusco. As duas mais populares são o comboio backpacker (por nós escolhido) que nos leva de Cusco até Aguas Calientes. Daqui, há que apanhar um autocarro que, após oito quilómetros de percurso íngreme e serpenteado de montanha, nos deixa às portas da cidadela.

 machu-picchuA outra opção é o mais que famoso Inca Trail (um trilho que pode durar 2 ou 4 dias para percorrer a pé, dependendo do local de partida), que exige, para além de boa forma física, uma boa dose de coragem visto que grande parte do percurso é feito a mais de 3000 metros de altitude. Como referimos anteriormente, caminhadas em altitude não é tarefa fácil.

 machu-picchuIndependentemente da forma escolhida para chegar ao Santuário de Machu Picchu, o deslumbre é o mesmo. A cidade Inca está muito bem conservada (tendo já sido alvo de trabalhos de reconstrução por parte da UNESCO) e a localização não podia ser mais idílica.

 machu-picchuA sensação de paz é inevitável, mesmo com o recinto cheio de turistas. A visão em redor é soberba com as nuvens a descobrirem, de quando em quando, os inúmeros cumes das montanhas que rodeiam a cidadela. Machu Picchu, sem dúvida um lugar de sonho e para sonhar…

 machu-picchu

Galeria de Fotos Machu Picchu

 

Clique para ler o nosso Guia de Viagem Peru

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTrilhos de Mértola: mapas de percursos pedestres e rotas GPS
Anabela e Alexandre (linguista e economista), apaixonados um pelo outro e pelas viagens. Juntaram as letras e os números e criaram Vagamundos - Blog de Viagens onde partilham as suas errâncias pelo mundo e motivam todos a viajar. Autores independentes dos livros Caminho do Amor e Rostos do Oriente. Aproveitam qualquer desculpa para vaguear pelo mundo. Viveram na Alemanha, Dinamarca e EUA. Praticam trekking e lounging, alternadamente. Gostam de sujar cozinhas e conversar até altas horas. Uma vez por ano fingem que tocam djambé.

20 COMENTÁRIOS

  1. Machu Piccho é um dos lugares que gostaria de visitar.
    Nao sabia que a viagem de trem fosse assim tao longa…
    Lindas as fotos! Parabéns!
    Um abraço!

  2. Olá Pedro. De facto o voo transatlantico é um bocado puxado, mas os preços lá acabam por compensar, sobretudo se a estadia for mais prolongada. No nosso caso estivemos cerca de 3 semanas por terras sul americanas, por isso acabou por compensar.
    Abraço

    Olá Juliana. A viagem de trem é algo morosa, sobretudo se tivermos em conta que entre Cusco e Aguas Calientes a distância é relativamente curta. Mas isso deve-se ao facto do comboio ter de serpentear por entre as montanhas, para além de que é bastante velho. Mas mais demorado é o Inca Trail, que é o percurso pedestre, e que não é para todos os pulmões 🙂
    bjs

    Olá Guida. As fotografias serem deslumbrantes devem-se mais ao local que aos fotografos 🙂 Obrigada nós pela visita e pelo feedback. Boa estadia cá por "casa" 😉
    Bjs

    Olá Laura. Supomos que "México" tenha sido um lapso de escrita, até porque também é um destino muito apelativo.
    Bjs

  3. Só tenho três palavras para isto: In-cri-vel!!
    Espero um dia poder ir a Machu Pichu. É daqueles locais que, só por fotografia, deslumbra.

    Sempre a invejar-vos a sorte! 🙂

  4. O trem que leva a Machu Picchu tem até alguns apelidos macabros 😀
    Mas melhor que fazer a pé. Eu gosto de andar, mas nao tenho forma fisica para subir montanhas onde o ar se faz cada vez mais rarefeito.

  5. Destaco várias coisas:

    – as excelentes fotografias, aguçando o apetite por visioná-las "in loco";

    – os textos, sempre perfeitos, pontuando a acção, descrevendo-nos os pormenores suculentos das viagens…

    Machu Pichu, nome mítico, poderá ter sido o primeiro resort da história:)

    Desconhecia que a cidade fosse apenas para as elites de então. Assim, compreende-se o porque da inacessibilidade geográfica.

  6. Olá Carriço. É um sitio que não podes perder, até porque o local aliado ao teu talento para a fotografia iria dar grandes frutos.
    Abraço

    Olá Juliana. Os apelidos macabros do backpacker train não conhecemos. Queres partilhar connosco? 🙂
    bjs

    Olá Paulo. Antes de mais obrigado pelo feedback positivo. É muito bom saber que quem nos visita consegue, através das crónicas, viajar connosco. E que para mais as mesmas abrem ainda mais o apetite para viajar. Acontece o mesmo connosco, frequentemente.
    Abraço

  7. Ola, como estao na Dinamarca?

    Tinha esquecido de responder aqui… o apelido que me lembro do trem la do Peru é o "trem da morte". Tinha outros dois, em italiano e portugues, mas esqueci.

    Um abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here