Peru: Guia, Roteiro e Dicas de Viagem

2
187
Peru

O Peru é um dos países da América do Sul que mais viajantes atrai e não é de todo difícil de perceber porquê. Da exótica selva amazónica à extraordinária costa do Pacífico, passando pelo Deserto de Ica e pela cordilheira dos Andes, o Peru oferece algo para todos os gostos.

peru

Os amantes das civilizações perdidas encontram no Machu Picchu, a cidade perdida dos Incas, uma autêntica meca; os entusiastas do surf não terão dificuldades em encontrar uma boa onda ao longo dos seus 3000 quilómetros de costa; os apaixonados pela natureza vão-se maravilhar com a biodiversidade da Amazónia e das Ilhas Ballestas; os aficionados pelas caminhadas vão delirar com o Inca Trail e o Colca Canyon; os que adoram cidades históricas coloniais vão apaixonar-se por Arequipa e Cusco; os que louvam a boa mesa vão delirar com a multiplicidade gastronómica de Lima.

Planeie a sua viajem ao Peru com a ajuda deste Guia, para aproveitar o seu tempo ao máximo neste fantástico país.

Informação Prática e Dicas de Viagem
Visto para o Peru
Saúde e Vacinas
Clima/Melhor época para visitar
Transportes
Principais locais de interesse/o Melhor do Peru
Roteiro Peru
Preparar Viagem ao Peru

Guia de Viagem Peru

Os melhores locais e pontos de interesse do Peru. Sugestões de roteiros e muita informação prática para preparar a sua viagem ao Peru.

Informação Prática e Dicas de Viagem
Peru bandeira

      • Língua: Espanhol
      • Olá em espanhol: “Hola”
      • Capital: Lima Moeda: nuevo sol (S)
      • Fuso Horário: GMT -5 horas
      • Visto Peru: Os cidadãos portugueses não necessitam de visto para visitar o Peru (para estadias até 90 dias)
      • Saúde e Vacinas: para entrar no Peru, não existem vacinas obrigatórias para viajantes oriundos de Portugal (só é exigida a vacina da febre amarela a viajantes oriundos de países africanos). No entanto é de salientar que as condições higiénicas do Peru são ainda muito deficitárias e como tal é imperativo consumir apenas água engarrafada e ter especial atenção com a alimentação até porque as intoxicações alimentares são algo que acontece amiúde a quem visita o Peru (durante a nossa segunda visita ao país ambos fomos vítimas, apesar de termos tomado muitas precauções). Existem ainda regiões onde há sérios riscos de apanhar malária (sobretudo nas regiões tropicais da selva amazónica), dengue (sobretudo nas grandes cidades, como Lima), cólera, hepatites e disenteria. É também importante referir que muitos dos locais de interesse turístico do Peru, como Cusco, Machu Picchu, Colca Canyon e Lago Titicaca estão acima dos 2500 metros. Se pretende visitar algum destes locais convém precaver-se para o mal da montanha, também conhecido como doença das alturas (altitude sickness).Por todas estas razões convém ir a uma consulta do viajante para que possa fazer a profilaxia adequada à região do Peru que vai visitar e para que viaje informado e com a medicação adequada. Como os azares não acontecem só aos outros (e nós somos disso exemplo), um bom seguro de viagem é, a nosso ver, essencial para uma viagem tranquila ao Peru.
      • Clima/Melhor época para visitar: a Primava e o Outono (Set–Nov e Mar–Maio) são as melhores alturas para visitar o Peru. O clima é decente e como se foge à época alta (Julho e Agosto) não só permite fugir às multidões como os preços dos alojamentos são muito mais em conta. Nós já estivemos no Peru em Abril, Maio, Outubro e Novembro e nunca tivemos problemas de maior com o clima.
      • Transportes: O Peru tem uma rede de transportes públicos muito aceitável, sendo possível visitar todos os destinos mencionados neste guia recorrendo a transportes públicos. Lima, a capital, tem uma extensa rede de autocarros e metro assim como uma enorme oferta de táxis a preços bastante acessíveis. Os autocarros que ligam os principais destinos turísticos são de um padrão muito elevado, diríamos mesmo que surpreendentemente luxuoso. Para as viagens longas (algumas delas noturnas) utilizamos sempre a companhia Cruz del Sur e só podemos dizer bem. Pontualidade, conforto, segurança e um excelente serviço de bordo que inclui refeições e entretenimento (filmes, wifi gratuito, etc). Em tudo idêntico ao que encontram num voo de longo curso.
      • Locais a não perder: Lima, Cusco, Machu Picchu, Arequipa, Ilhas Ballestas, Huacachina, Linhas de Nazca, Colca Canyon, Lago Titicaca, Iquitos ou Puerto Maldonado (Amazónia)

O Melhor do Peru – principais locais a visitar no Peru

Machu Picchu

Visitar o Machu Picchu é indubitavelmente o ponto alto de qualquer viagem ao Peru. Machu Picchu foi eleita uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo e é considerado o maior símbolo do Império Inca, tendo sido descoberto pelo historiador americano Hiram Bingham, que lhe deu o cognome de “A cidade perdida dos Incas”. Localizada a 2350 metros de altura, Machu Picchu ergue-se no topo de um penhasco que dá directamente para o rio Urubamba (600 metros de altura do topo até ao rio). Machu Pichu é simplesmente soberbo e é um dos locais do mundo que mais nos fascinou. Presenciar in loco esta maravilha do mundo justifica, por si só, uma viagem ao Peru.

Todas as visitas a Machu Picchu começam algures na cidade de Cusco. As duas mais populares são o comboio backpacker e o Inca Tail. A primeira leva os viajantes desde Cusco até ao pequeno vilarejo de Aguas Calientes, que fica a cerca de 8km da cidadela Inca. Para lá chegar pode-se recorrer a um autocarro ou então fazer o percurso a pé (vale bem a pena). A segunda é chegar a Machu Picchu pelo próprio pé, percorrendo o famoso Inca Trail (que pode durar 2 ou 4 dias, dependendo do local de partida).

 Alojamento em Machu Picchu

Cusco

Por entre as enormes montanhas da cordilheira dos Andes, a cerca de 3400 metros de altitude, “esconde-se” a antiga capital do Império Inca, a cidade de Cusco (que no idioma Quíchua significa “umbigo”).

Os maiores destaques da cidade vão para o majestoso Koricancha/Convento de São Domingo (Templo do Sol Inca), para a vibrante Plaza de Armas, onde pontifica a imponente Catedral de Cusco e para o pitoresco bairro de San Blas com as suas casas meio espanholas, meio Incas, muitas delas “decoradas” com varandins de madeira, trabalhados à mão. A calle Hatum Rumiyoc é um exemplo perfeito do que se pode esperar das ruas da antiga capital Inca e, para além do mais, é nessa mesma rua que se encontra a famosa pedra dos 12 ângulos, parte do muro do palácio Hatunrumiyoc. Se não vos faltar o fôlego, aconselhamos vivamente a subir até alguns dos miradouros de Cusco. As vistas são simplesmente divinais!

Após visitar o centro histórico da cidade não deixem de visitar a fortaleza Inca de Sacsayhuaman (pronunciado como “Sexy Woman”, o que origina diversas brincadeiras) que fica localizada a somente dois quilómetros a norte da cidade de Cuzco.

 Alojamento em Cuzco

Lima

Quem visita o Peru dificilmente deixa de passar pela sua capital. E faz muito bem. Lima é uma cidade vibrante onde a modernidade anda de braço dado com as tradições. E o que não faltam são atrações.

Na “Downtown” (centro histórico e financeiro de Lima) destacamos a Plaza de San Martín (onde fica localizado o famoso hotel Bolívar, local onde se diz que foi inventada a bebida nacional peruana, o Pisco Sour), a icónica Plaza de Armas de Lima (onde podemos encontrar o Palácio Presidencial, a Catedral de Lima, o palácio do Arcebispo e a Câmara Municipal), e o Convento de San Francisco (não deixem de visitar as suas catacumbas).

Uma vez visitado o centro nada como rumar até ao charmoso Bairro de Barranco, antiga zona balnear e boémia de Lima. O bairro “pendurado” sobre o Oceano Pacífico conserva ainda muitos traços da arquitectura espanhola e é “decorado” por imensas casas multi-coloridas, onde o tempo parece ter parado. Para além da já mencionada arquitectura, é imperdível uma visita à velha igreja de Barranco e à romântica Puente de los Suspiros.

De Barranco, nada como seguir passeio até Miraflores, sempre com o Oceano Pacífico como pano de fundo. Em Miraflores o nosso destaque vai para o Parque do Amor, a versão limenha do famoso parque Güell de Barcelona, para as ruínas incas de Huaca Pucllana e para o sempre animado Parque Kennedy.

Para os amantes dos desportos radicais nada como fechar o dia a voar de parapente ou a apanhar uma onda no Pacífico. Para os menos aventureiros aconselhamos assistir ao pôr-do-sol de um dos varandins/esplanadas do centro comercial LarcoMar, onde podem também desfrutar da enorme variedade gastronómica de Lima, hoje um destino incontornável para os amantes da boa mesa (invariavelmente acompanhada de um Pisco Sour).

 Alojamento em Lima

Ilhas Ballestas

Os amantes da natureza não podem deixar de visitar as Ilhas Ballestas, também conhecidas como a Galápagos dos pobres. As ilhas são ideais para observar leões-marinhos, pinguins, pelicanos entre outros animais em estado selvagem.

O passeio em lancha-rápida leva cerca de uma hora desde a cidade de Paracas até à cercania das ilhas. Pelo caminho podemos observar a Candelabra, uma figura gigante enigmaticamente talhada numa colina arenosa da Reserva Natural de Paracas. Mas as estrelas do passeio são, sem dúvida, os leões-marinhos a espraiarem-se languidamente nas rochas e fragas das ilhas, não menosprezando os pequenos e tímidos pinguins.

 Alojamento na Ilhas Ballestas (Paracas)

Oásis de Huacachina

Se há lugar no mundo que ateste por completo a ideia poética de oásis no deserto, Huacachina é esse lugar. Um cenário magistral com todos os elementos que lhe competem: uma laguna natural rodeada de graciosas palmeiras e altas dunas de areia finíssima a coroar o oásis.

As dunas são perfeitas e subir à crista duma duna para observar o pôr-do-sol e o minúsculo oásis, bem lá em baixo, é um convite irrecusável. Os adeptos de emoções fortes não podem deixar de fazer um passeio de buggy pelo deserto de Ica e de experimentar o sandboarding duna abaixo.

 Alojamento em Huacachina (Ica)

Arequipa

A cidade colonial de Arequipa no Peru, com os seus museus sofisticados, arquitetura colonial e vida noturna vibrante está surpreendentemente rodeada por uma das paisagens mais selvagens do Peru: vulcões ativos, fontes termais, desertos a grande altitude e os vales mais profundos do mundo.

Dos muitos highlights da cidade destacamos a Plaza de Armas, com o vulcão El Misti a erguer-se altivo e ameaçador por detrás da catedral, o colorido e vibrante mercado de San Camilo e o labiríntico Convento de Santa Catalina.

 Alojamento em Arequipa

Vale do Colca (Colca Canyon)

Visitar o Vale do Colca é uma experiência imperdível numa visita ao Peru, não sendo à toa que é o terceiro destino turístico que mais visitantes recebe no Peru. A profundidade do canhão é superior aos 4000 metros, sendo duas vezes mais profundo que o Grand Canyon, nos Estados Unidos. O ponto alto de qualquer visita ao Colca Canyon até pode ser observar in loco o voo do imponente Condor Andino, no Mirador Cruz do Condor, mas podemos afiançar que os encantos do Vale do Colca estão longe de se reduzir a isso.

Visitar os famosos terraços andinos, “plantados” nos desfiladeiros, deambular pelas pequenas aldeias pré-Incas onde o relógio parece não marcar o passar o tempo, percorrer trilhas soberbas ao longo do canhão, ou simplesmente perder a respiração com as soberbas vistas do Miradouro De Los Andes (a quase 5000 metros acima do nível do mar) estão entre os outros atrativos que fazem do Vale do Colca um dos locais que mais gostamos de visitar no Peru.

 Alojamento no vale do Colca (Chivay)

Lago Titicaca

Localizado a 3800 metros acima do nível do mar, o Lago Titicaca tem tudo para ser um dos pontos mais altos de qualquer viagem ao Peru. Piadas à parte, o certo é que o azul cristalino das águas do lago mais alto do mundo são de enamorar qualquer viajante. Do lado peruano Puno é a cidade base para quem pretende explorar o Titicaca. Daí é possível organizar visitas (seja em tours, seja de forma independente) às famosas Ilhas Flutuantes de Uros, à ilha Amantani e à ilha Taquile.

 Alojamento no Lago Titicaca (Puno)

Sugestão de Roteiro para visitar o Peru

Lima – Paracas (Ilhas Ballestas) – Huacachina – Arequipa – vale do Colca (Colca Canyon) – Puno (Lago Titicaca) – Cuzco – Machu Picchu 

2 COMENTÁRIOS

  1. Que bom tantas dicas para um dos meus países de eleição! Já agora acrescentaria um pouco ao roteiro nomeadamente a norte Huaraz e uma passagem pela Amazónia!
    Até breve wanderlusters, Patricia

    • Olá Patrícia! Obrigado pela partilha. Huaraz e Iquitos não conhecemos de todo. Na próxima viagem pela América Latina queremos ir de Lima atá à Cidade do México. Desta última vez fizemos de Lima até Ushuaia overland. beijinhos nossos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here