O Bairro Português de Malaca – Portugal em Malaca

4
1816
Bairro Português de Malaca

O Bairro Português de Malaca, é o bairro mais famoso da cidade. Nos longínquos 130 anos de presença na cidade, os nossos navegadores deixaram um legado que milagrosamente sobreviveu até aos nossos dias. É este legado, histórico e humano, e o férreo sentimento de nacionalidade portuguesa que vos queremos dar a conhecer neste artigo.

A Praça do Bairro Português de Malaca, onde podemos encontrar os verdadeiros portugueses de Malaca
Panorâmica da marginal do Bairro Português de Malaca (clique na foto para aumentar)

Malaca era uma tentação para as nações mercantes do séc. XV. Portugal incluído. Como a diplomacia não resultava, tivemos que conquistar a cidade. O inevitável segundo passo, construir uma muralha à volta do que havia e do que de novo haveríamos de construir nestas partes distantes do mundo. Construímos as igrejas, obviamente, como fiel povo católico que sempre fomos. E nas igrejas celebravam-se os casamentos entre portugueses e os locais; assim povoávamos a nossa colónia.

Ermida de São Pedro no Bairro Português de Malaca

130 anos depois, perdemos Malaca para os holandeses. As famílias de luso-descendentes temiam a perseguição e refugiaram-se nas montanhas. Muitos traços os demarcavam já, as tradições, a língua, a religião, a gastronomia, os nomes de família. Distinguiam-se como a comunidade “cristang”, papiavam “portugis”, comiam “caldu pescador”. Nunca abdicaram da sua identidade cultural, apesar das adversidades. E com o passar dos anos, Portugal afastou-se.

Escutando atentamente o Senhor Noel no Bairro Português de Malaca

 

Os VagaMundos foram muito bem recebidos pelo famoso Papa Joe em sua casa

 

Na companhia do Manuel Ribeirinha (à esquerda) fomos conhecer o Senhor Edgar Overee, o seu museu e o seu livro de visitas sobre a mesa

No século passado, um padre resolve reavivar a portucalidade destas famílias resistentes. Nasce o Kampung Portugis, o Bairro Português onde ainda hoje o Senhor Noel Felix, nos seus avançados 80 anos, conta histórias do antigamente em crioulo português, que sobreviveu aos séculos apenas através da oralidade, e canta ainda A Portuguesa com um sentido sentimento de pertença e nacionalidade; onde o Sr. Manuel Bosco “Papa Joe” Lazaroo entretém os seus clientes no seu restaurante Papa Joe’s com “Uma casa portuguesa” ou um fado de Coimbra; onde o Sr Edgar Overee, orgulhoso detentor das chaves do Museu do Bairro Português e dum livro de visitas com milhares de assinaturas, se esforça por manter o parco espólio que os relembra das suas raízes ancestrais.

Um convite aberto a todos para celebrar a maior festa do Bairro Português de Malaca, a Festa San Pedro

Apesar do distanciamento da nação que lhes deu as tradições, eles preservaram a língua papiando portugis antigu em casa, dançando o “Intrudu” antes da quaresma, honrando o “Senjuang” e o “San Pedro” no Verão, e festejando o Natal em família como nós. As festas dos portugueses de Malaca são tão famosas que a cidade malaia bate recordes de turismo exatamente nessas datas.

Explorando as ruas portuguesas no Bairro Português de Malaca
Uma casa portuguesa… em Malaca!

Os nomes de família ainda são portugueses, Gomes, Fernandes, Di Mello. As ruas evocam personalidades portuguesas. Todas as casas exibem uma Nossa Senhora ou um Cristo na cruz, ou ambos.

O caranguejo de São Francisco Xavier, com a lendária cruz desenhada no dorso
No restaurante do Papa Joe o sentimento é bem português

Ainda cozinham o Curry Debal ou o Chili Crab (o caranguejo mais picante que comemos na nossa vida) para o visitante saber o que é a cozinha de fusão inventada pelo povo português.
Os restaurantes que preservam os verdadeiros pratos da gastronomia da comunidade portuguesa, encontram-se dentro da Praça Portuguesa. Os restaurantes com esplanada que estão na marginal do Bairro Português de Malaca aproveitam-se da fama desta gastronomia mas não pertencem sequer aos portugueses da comunidade.

Mas foram os jovens que mais nos surpreenderam. No domingo à tarde, reúnem-se na praça central, ligam as aparelhagens dos carros kitados, bebem cervejas e falam da vida. Fomos convidados deles por umas horas. Foram estes jovens rebeldes que nos deram das suas cervejas, nos ofereceram comida e cantaram umas músicas portuguesas, que o Papa Joe lhes ensinou, para nos mostrarem que ainda têm Portugal no coração. Perguntaram por Portugal. Falaram da vida no Bairro Português de Malaca.

Foi neste pequeno bairro piscatório, com coração lusitano, com um impressionante entusiasmo na hospitalidade ao visitante, melhor ainda se for Português, que descobrimos: aqui também é Portugal. Mutu grandi merseh ao Povo Português de Malaca.

Se gostou deste artigo não deixe de ler a nossa sugestão de Roteiro para visitar Malaca.


Clique para ler o nosso Guia do Sudeste Asiático


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá Vagamundos. Venho agradecer e retribuir a amável visita (e registo ) no meu modesto espaço. Adorei o vosso espaço de andarilhos.
    Virei muitas vezes visitar-vos, certamente.
    Um abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.