Boca do Inferno

A vila de Cascais tem um dos pontos da costa portuguesa que atrai mais visitantes. Referimo-nos à Boca do Inferno, que no Verão passado resolvemos revisitar.

boca-do-inferno-cascais-portugal

A imponência do local sobressai à vista. Esta espécie de caverna obriga o mar agitado a forçar a sua entrada pela pequena “boca” na rocha com um tal impacto e violência que até o som produzido pela água mete respeito. Mesmo assustador, o local não deixa de impressionar quem o contempla.

A vila de Cascais e o seu pedaço de costa merecem uma visita, pela peculiaridade das formações rochosas das suas falésias, pelo fabuloso cenário proporcionado pela fúria do bater das ondas do mar na rocha, pela singularidade das praias que flanqueiam a beira-mar e por muitas outras razões que cada visitante descobre por si. É isso mesmo que pretendemos fazer brevemente, explorar esta vila que parece guardar detalhes cativantes.

Mas, voltemos à Boca do Inferno. Se bem que o nome parece descrever com “precisão” o local em si, e não contentes com a óbvia analogia, descobrimos a lenda por trás do fenómeno natural.

Reza a lenda que ali existia um castelo habitado por um feiticeiro, ao que tudo indica, mal-parecido. Um dia decidiu casar-se, mas não aceitou menos do que a rapariga mais bonita da vila de Cascais. Consultou a sua bola de cristal e, qual GPS dos tempos antigos, esta revela-lhe a localização (ao que parece, com imagem de satélite e perfil com foto) da desdita rapariga. Logo ordenou os seus cavaleiros para a irem sequestrar, perdão, buscar. Afinal, a moçoila saiu-lhe melhor que a encomenda, duma beleza estonteante.

Contam as más línguas que aquilo não foi propriamente amor à primeira vista, há quem se atreva mesmo a dizer que a menina sentiu repulsa pelo feiticeiro, cuja beleza desobedecia aos padrões convencionais, era dado à agressividade e revelava modos rudes. Como ela mostrou relutância em assinar o contrato de casamento, ele não foi de modos e mandou encarcerar a menina num torreão negro fechado a sete chaves.

Depois, o feiticeiro teve uma ideia: para carcereiro da menina precisava dum cavaleiro que nunca lhe tivesse posto os olhos em cima. E apareceu o candidato perfeito, com cavalo branco e tudo. O feiticeiro explicou-lhe por alto as funções que iria exercer, que ele era uma aquisição insubstituível para o cargo e passou-lhe as chaves para a mão. Genial, não?

Com o tempo, o cavaleiro ficou descontente com o trabalho, apercebeu-se que não tinha perspectivas de carreira, e ficou curioso por saber o que é que havia de tão importante no torreão para ser preciso ter um guarda 24 horas. O resultado é previsível, certo? Como a curiosidade matou o gato, ele pegou nas chaves, abriu as portas e descobriu a moçoila mais linda de Cascais e arrebaldes. Dizem os românticos que aquilo foi tiro e queda, caíram ambos de amores um pelo outro e, sem mais delongas, resolveram fugir dali na garupa do cavalo branco rumando ao pôr do sol! Uma decisão um tanto ou quanto incauta. Esqueceram-se do feiticeiro, do seu GPS (perdão, da sua bola de cristal), da sua fúria e da sua malvadez.

Ora, como o feiticeiro tinha o perímetro do seu castelo sob apertado controlo de segurança, não demorou nada a saber da ousadia do casalinho de apaixonados e, num acesso de ciúmes e fúria, invocou as forças do mal e das trevas, gerou uma tempestade diabólica e rasgou a terra debaixo dos pés do cavalo branco e, como uma bocarra infernal, cavaleiro e menina foram engolidos pela rocha fendida.

Mas brincadeiras à parte, é bom descobrir mais um recanto do nosso país, ainda mais se vem condimentado com uma história ou uma lenda.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

  1. Stunning place, it must be overwhelming to be able to stand there to contemplate this beauty.
    I loved the story – I thought it would turn into a Beauty and the Beast thing, sadly no… Thanks for sharing it with us!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.