Cabo Fisterra – o Epílogo do Caminho de Santiago

4
2131
cabo fisterra

É certo que a Catedral de Santiago de Compostela é o destino de todos os peregrinos que caminham até ao Apóstolo Santiago. Mas para muitos não é o destino final. Esse fica a cerca de 90kms a oeste de Santiago, na mística Costa da Morte. Falamos do já centenário epílogo do Caminho de Santiago até ao Cabo Fisterra (desde o século XII que há registos de peregrinos em Fisterra), que na Idade Média era considerada a ponta mais ocidental da Europa, o Fim da Terra (Finis Terrae) antes de Colombo descobrir a América, e o troço final dum itinerário marcado no céu pela Via Láctea.

 

Escultura de Peregrino Medieval, localizada entre Fisterra e o Cabo Fisterra

A tradição secular diz que o peregrino deve queimar algo que usou na sua caminhada na ponta do cabo (as botas, a mochila, um casaco, etc), um ritual de purificação e renascimento. Ainda hoje o ritual é cumprido por muitos peregrinos, se bem que presentemente esteja oficialmente proibido fazer fogo no Cabo Fisterra.

Bota do Peregrino – Cabo Fisterra

Nós não percorremos os 90kms a pé nem tampouco queimamos roupa. A razão é simples: julgamos que um epílogo de 90kms (que demora 3 a 4 dias a ser realizado) não se justifica para quem fez “apenas” 120kms. Essa caminhada ficará para quando percorrermos um dos grandes itinerários do Caminho de Santiago, como seja os quase 800kms do Caminho Francês, que ligam a localidade francesa de Saint Jean Pied de Port a Santiago de Compostela.

Porto de Fisterra

Mas claro, não deixamos de rumar à Costa da Morte e de visitar Fisterra e o seu Cabo, recorrendo no entanto a um meio mais poluente do que o que usamos para quebrar a distância que separa Valença do Minho de Santiago de Compostela. Por outras palavras fomos de carro.

Cabo à vista!

E também não deixamos de fazer um simbólico epílogo à medida da nossa peregrinação. Para tal percorremos a pé os cerca de 3kms que separam a localidade de Fisterra do marco zero do Caminho de Santiago, “plantado” em pleno Cabo Fisterra.

 

Marco que assinala o quilómetro 0 do Caminho de Santiago

Cruzeiro no Cabo Fisterra

Apesar de curta, foi uma “caminhada” com uma enorme carga de simbolismo para nós, onde para além de nos maravilharmos com as soberbas vistas sobre a Costa da Morte, revivemos muitos dos intensos momentos dos últimos dias.

 

Deixamos todos os pensamentos voar, como o vento que nos soprava na face. E ao som do bater das vagas contra ao cabo e tendo um oceano imenso a perder-se no infinito a nossos pés, prometemos que havíamos de regressar.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.