Charlestown

Aproveitando uma nesga de céu limpo no feriado “Presidents Day”, saímos de casa bem agasalhados e fomos explorar a outra margem do Charles River para conhecer mais um bairro da Grande Boston: Charlestown.

A partir do North End, é só um pulinho até à outra margem atravessando a velhinha Charlestown Bridge. Erigida em 1786, foi a primeira ponte a ligar as penínsulas de Charlestown e Boston, com o prestígio de ser uma magnífica obra de engenharia. A presente estrutura de metal data de 1900. Hoje é uma ponte que permite apenas o trânsito rodoviário e pedonal, mas até 1975 era também a ligação ferroviária das duas margens. Daí talvez a aparência de abandono e desleixo a que foi votada. Contudo, a sua importância histórica é inegável e mereceu a nossa atenção.

Seguindo o trecho Norte do Freedom Trail – sobre o qual falaremos aqui um dia – fomos conduzidos até ao estaleiro naval, Charlestown Navy Yard. A imponente e famosa fragata Americana USS Constitution domina o horizonte. Construída neste estaleiro (1797) e baptizada por George Washington, é a pérola da engenharia naval americana devido à pesada artilharia que transportava e resistente solidez do casco.

A entrada faz-se pelo Visitor Centre, o edifício mais antigo ainda em pé, onde uma pequena exposição nos dá a conhecer um pouco da história desta vitoriosa fragata e da importância deste estaleiro desde 1800 até ao seu fecho em 1974, passando pela II Guerra Mundial.

A USS Constitution tornou-se um símbolo da Independência Americana pela proeza de ter derrotado 5 navios de guerra Britânicos em 1812, sendo a derrota do HMS Guerriere a que lhe sagrou mais fama.

É a única sobrevivente do séc. XIX e a mais antiga nave ao serviço da Marinha. Ainda a designam de “Old Ironsides”: segundo reza a lenda, os próprios Britânicos, ao verem a pesada artilharia que a fragata “cuspia”, afirmaram que os seus bordos eram feitos de ferro.

A USS Cosntitution é hoje um navio-museu que merece a subida ao convés e aos porões. Pode ser que descubram algumas das peças de cobre feitas por Paul Revere.

Daqui avançámos para o Bunker Hill Monument. O obelisco de granito de 67 metros de altura reina sobre todo bairro de Charlestown. A colina de Bunker Hill que lhe dá o nome foi palco duma das batalhas mais ferozes entre os inexperientes colonos liderados por William Prescott e as tropas britânicas. Apesar de vencidos, os colonos infligiram um duro golpe aos “Red Coats”, que perderam um terço do seu exército numa só batalha.

Passámos pela Winthrop Square onde as placas recordam os homens de Charlestown que foram treinados na Old Training Field School durante mais de 100 anos, e enviados para as guerras… das quais não regressaram.

Descemos para sul pela Park Street até à City Square. No espaço de poucos metros quadrados encontramos as fundações da casa do pregador John Winthrop, líder dos primeiros colonos que criaram a cidade de Charlestown em 1630…

e o John Harvard Mall, um memorial ao jovem que deu o nome e o seu espólio à prestigiosa Harvard University, e que marca o local onde os primeiros colonos construíram o seu forte.

O sol começou a esconder-se e o frio levou-nos a apressar o passo para uma rápida vista de olhos ao Phipps Street Burying Ground. Este foi o primeiro cemitério de Charlestown criado em 1630.

Para aquecer os ossos, não dispensámos uma passagem pela Warren Tavern. Para além de nos oferecer um verdadeiro ambiente de taberna – “à pinha” e com cerveja bem fresquinha a sair da torneira – tem muita história para contar. Acredita-se que seja a primeira casa a ser reerguida após os britânicos terem reduzido Charlestown a cinzas em 1775. É também a taberna mais antiga em contínuo funcionamento em toda a Boston. E local de eleição para Paul Revere que aqui vinha despejar uns canecos e pronunciar os seus inflamados discursos revolucionários.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

7 COMENTÁRIOS

  1. É uma zona líndíssima. O USS Constitution andou a fugir de mim… só o vi ao longe.

  2. Olá Vitor. Parece que ele no Verão gosta de passear pela baia de Boston 🙂 Maroto!
    Abraço

    Olá Marta. Vale bem a pena a visita e mais para mais é de borla 🙂 Quando cá vierem tem de ser incontornavel!
    Beijinhos

    Olá Lacoste. Eh eh eh. Vamos então tentar continuar a fazer-te babar 🙂
    Abraço

  3. Olá, chegou aqui por um link do twitter da Carolmayr! Muito legal o blog e quando vi a foto do obelisco, pensei que era em DC(onde eu moro).. adorei o post!
    Vou te linkar lá no meu blog pra voltar mais vezes.
    Abraços

    @aprendizviajant

  4. Mais um pouco de história sobre a America do Norte acompanhada de fantásticas imagens. Dá vontade de ver e ler.
    Cumprimentos

  5. olá Claudia Beatriz! Bemvinda às crónicas! Parece que há um obelisco em cada grande cidade dos EUA 🙂 Ainda este mês de Março vamos a DC para conhecer a capital e ver o "cherry blossom festival". Estamos ansiosos!

    Olá Valentim. Os textos e imagens não são "inocentes"… É para despertar a vontede de viajar aos nossos leitores 🙂
    Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.