Cromeleque dos Almendres, o Stonehenge português está em Évora

7
1270

Se Évora, cidade Património da Humanidade UNESCO, é, por si só, motivo bastante para uma visita, aqui vai mais uma acha para a fogueira. A região eborense está coberta por alguns dos mais importantes achados arqueológicos nacionais e até mesmo europeus. É o caso do Cromeleque dos Almendres, o maior e mais importante monumento megalítico de toda a Península Ibérica.

Cromeleque dos Almendres

A 15km a oeste da cidade de Évora, na freguesia de Nossa Senhora de Guadalupe, pode visitar aquilo que nós gostamos de chamar o Stonehenge português.

Cromeleque dos Almendres

Este monumento, datado do início do Neolítico (entre 7000 a 8000 anos atrás) é composto por 95 monólitos de pedra dispostos num círculo e numa elipse adossados, com diversos tamanhos e formatos (ovoide ou cilíndrica, e estelas) erigidos na encosta voltada a nascente duma colina.

Este aglomerado megalítico só foi descoberto em 1964 aquando do mapeamento para a Carta Geológica de Portugal. Das escavações feitas no local foram recuperados objectos que ajudaram a datar o monumento e provam, indubitavelmente, que a região de Évora é uma das regiões povoadas mais antigas da Península Ibérica.

Alguns dos menires apresentam ainda decorações em relevo ou gravuras de figuras antropomórficas, báculos e discos solares.

Mas há outro segredo guardado ali nas redondezas. A cerca de 3km do monumento neolítico, por um caminho de terra batida, situa-se o Menir dos Almendres, um solitário e colossal monólito que terá provavelmente alguma associação ao cromeleque. O topo do menir apresenta também algumas decorações similares às dos monólitos do cromeleque.

Sobre estes monumentos megalíticos espalhados pela Europa residem ainda muitas dúvidas sobre a sua utilização e propósito. Quer fossem monumentos de adoração aos astros no céu, quer fossem os primórdios da astronomia, quer fossem locais de assembleia, uma coisa é certa: deixam amplo espaço na mente para a nossa imaginação voar.

Como já vimos o Stonehenge, na Inglaterra, e Ales Stenar, na Suécia, podemos afirmar que não é comparável em tamanho, mas é comparável em encantamento.

Os monumentos megalíticos situam-se numa propriedade privada. Aconselham-se, por isso, as devidas precauções: não sair das vias de acesso, não incomodar a fauna doméstica e selvagem e não destruir a flora local.

Coordenadas GPS

Coordenadas GPS Cromeleque dos Almendres

38°33’27.1″N 8°03’40.2″W

38.557528, -8.061167

Coordenadas GPS Menir dos Almendres

39.82”; 38°33’50.4″N 8°02’53.9″W

38.564008, -8.048300

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

7 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.