Dali- capital da comunidade Bai no Yunnan

dali-china
Dali, China

A cidade muralhada de Dali é a capital ancestral da comunidade Bai, e foi o nosso segundo quartel-general na província de Yunnan.

A cidade foi colocada na rota turística pelos “backpackers” ocidentais, que viram na pequena cidade rural o local perfeito para relaxar. A sua localização idílica, entre as imponentes montanhas Cang Shan e o imenso lago Erhai terá pesado muito nessa escolha. Na nossa pesou!

Cang Shan

É verdade que hoje a cidade está longe de ser o local bucólico que nos descreveram alguns dos veteranos ocidentais de Dali, que vieram nos anos 90 e por cá foram ficando, mas não deixa de ser um local aprazível para passar quatro ou cinco dias, pois há muito que explorar para lá das muralhas da cidade antiga.

Rua Fuxing

Cidade antiga essa que é pequena o suficiente para se explorar a pé. As principais atrações são os portões norte e sul da muralha, localizadas na sempre apinhada rua Fuxing e a rua Yangren, mais conhecida pelo nome de Foreigner Street, devido à presença de imensos cafés e restaurantes ocidentais. Escusado será dizer que ambas são o local de eleição dos tours chineses, até porque para os chineses, a maior atração de Dali é tirar uma fotografia ao lado dos castiços “olhos de peixe”… se não der para tirar mesmo ao lado tira-se uma fotografia há socapa, que também já não é nada mau. Em Dali as objetivas andam sempre apontadas a nós, mas com o tempo uma pessoa habitua-se.

A mais alta das três Pagodas

Mas o melhor de Dali é mesmo os seus arredores. Ao percorrermos os vastos campos de arroz, as pequenas aldeias Bai, as margens do lago Erhai e os trilhos das montanhas Cang Shan (seja a pé, de bicicleta, ou nos desconjuntados autocarros), rapidamente nos esquecemos do assédio das hordas de turistas chineses.

Lago Erhai

Dos muitos locais que visitamos, destacamos os vilarejos plantados nas margens do lago Erhai, como Cáicun Xianjiyi, Shacun e Shangguan, o colorido e animado mercado semanal da aldeia de Shaping (todas as segundas-feiras), as imponentes Três Pagodas (dez minutos de bicicleta é tudo o que separa o centro de Deli das Pagodas) e as montanhas Cang Shan, onde fizemos um dia de trekking.

Nos arredores de Dali, os campos de arroz são a perder de vista…
… e coloca-se o arroz a secar em todos os espaços livres que se arranjam.
Mercado de Shaping

São vários os trilhos que Cang Shan oferece a quem a visita, mas o mais conhecido (e em melhores condições) é o “Cloud Tourist Road”, um trilho de 11km que liga Gatong ao templo de Zhonghe. O trilho está situado entre os 2500 e os 3000 metros de altitude, e é um constante sobe e desce, que nos leva a atravessar vales, onde correm refrescantes riachos, e a passar por escarpados desfiladeiros com vistas soberbas sobre a montanha e o lago Erhai.

Mapa dos Trilhos

Nós iniciamos o trilho em Gatong, recorrendo ao Cable Car para subir os 2500 metros (como alternativa podem sempre ascender ao início do trilho a pé) e terminamos no tempo de Zhonghe. Daí optamos por descer a montanha a pé, recorrendo a um escarpado e pedregoso trilho muito mal marcado. Não obstante as dificuldades do terreno o trilho passa por entre um cemitério local, o que lhe confere um toque algo mórbido. Estivemos muito perto de nos perdermos mais de um par de vezes e como tal não recomendamos a ninguém!

Templo de Zhonghe
A dura descida…

Se voltássemos a fazer o trilho, uma vez chegados ao tempo de Zhonghe, voltaríamos atrás (2,5km) até ao ponto onde é possível descer recorrendo a umas escadas ou a outro cable car. Fica a dica!


Clique para ler o nosso Guia de Viagem da China


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

  1. Vocês, sim, são verdadeiros caminhantes do mundo! Eu acredito que adoraria este lugar, mesmo que não fosse mais como antigamente…..ainda assim me pareceu bem acolhedor e instigante!

    Beijinhos
    Bia

  2. Olá Bia! Dali pode já não ser o lugar pacato que foi outrora, mas as pequenas aldeias que a rodeiam conservam a sua autenticidade. E as montanhas Cang Shan e o lago Erhai são maravilhas naturais de cortar a respiração 🙂
    Beijinhos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.