De Azóia de Baixo a Casais das Milhariças

Iniciamos esta etapa pelas 8.15h, no parque de merendas que antecede Azóia de Baixo. Apesar do frio da manhã o sol já brilhava e os sons da natureza foram a banda sonora perfeita para acompanhar os primeiros passos desta etapa, onde seguimos sempre pelo Caminho do Tejo.


Azóia de Baixo

Foi também aqui que nos cruzamos pela primeira vez com dois peregrinos italianos que seguiam para Santiago e com quem acabaríamos por almoçar nesse dia.


Memorial a Alexandre Herculano em Azóia de Baixo

Demorou cerca de 15 minutos a entrarmos em Azóia de Baixo propriamente dita, terra esta conhecida por ter sido o lugar para onde o escritor português Alexandre Herculano se retirou, após o seu casamento Mariana Hermínia de Meira em 1867, e onde acabou por falecer 10 anos mais tarde.


Bifurcação após Azóia de Baixo – seguir pela estrada à direita

Cruzamos a pitoresca povoação e seguimos pela estrada alcatroada em direcção a Casal de São Brás. Quando a estrada curva para a esquerda seguimos por uma outra à direita em direcção à estrada de Vale Flores, um misto de asfalto e terra batida.

Este trecho do caminho, é muito agradável e tranquilo. Os campos cultivados e os montes verdejantes são uma constante e o trânsito é mínimo, quando não mesmo inexistente. Para mais o caminho está todo bem marcado bastando ir tomando atenção sempre que aparecem bifurcações.


Caminho entre Azóia de Baixo e Advagar

Também é aqui que começam os primeiros desníveis da etapa, por isso fizemos uma pequena paragem mesmo no final da estrada de Vale Flores, para repor energias e trocar de meias.


Bifurcação após a estrada de Vale Flores – seguir pelo caminho de terra batida


Advagar

Daí seguimos para Advagar, que cruzamos rapidamente, e tomamos uma estrada de terra batida em direcção a Santos, mais um trecho de que muito gostamos e que se faz com facilidade.


Caminho entre Advagar e Santos


Entrada em Santos


Cruzamento em Santos – seguir em direcção a Pernes


Caminho entre Santos e Casais das Milhariças

Passamos em Santos um pouco antes do meio-dia. Estávamos a projectar almoçar por lá, mas como ainda era cedo optamos por seguir caminho rumo ao Casal das Milhariças onde seguimos pela Rua Alexandre Herculano que liga o Casal ao Arneiro das Milhariças.


Casais das Milhariças

Aí a fome começou a apertar e tudo parecia estar fechado, mas eis que mesmo no fim do Casal das Milhariças nos surgiu a churrasqueira Floresta. A alegria foi grande, pois já estávamos mesmo a ver que íamos ter de “atacar” as sandes que estavam guardadas para o lanche. E assim terminou a parte da manhã desta quarta etapa.

Anterior: 3ª Etapa Caminho de Fátima: Cartaxo – Azóia de Baixo (II)

Seguinte: 4ª Etapa Caminho de Fátima: Azóia de Baixo – Monsanto (II)


Clique para ler o nosso Guia do Caminho de Fátima


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.