De Fillobal a Sarria (23km)

caminho frances de santiago

691km percorridos
122km para Santiago

Esta etapa marca o início dos “toboganes” galegos, autênticas montanhas-russas de subidas e descidas. Um verdadeiro martírio para dois pares de pernas cansadas, amenizado apenas pelos idílicos trilhos por onde o Caminho nos guia. Não podia estar mais certa, a nossa querida leitora Clara Amorim, quando ontem nos disse que a Galiza nos iria brindar com etapas difíceis para as pernas, mas deslumbrantes para os olhos…!

Alvorada!!!

Arrancamos de Fillobal ao raiar do dia, pois tínhamos pela frente uma longa etapa. Os primeiros 4kms até Triacastela foram sempre a descer, mas como já aqui referimos várias vezes, isso nem sempre são boas noticias. Sobretudo quando as descidas são a pique (300 metros de desnível em apenas 4kms) e os trilhos pedregosos.

Pedregoso? Nada disso, são só umas pedrinhas!
Um castanheiro centenário em Ramil, a localidade que antecede Triacastela

Chegamos a Triacastela com as pernas a bambolear e o estômago a pedir um reforço ao parco pequeno-almoço tomada em Fillobal. Duas “toastadas” e dois “café solos” depois, seguimos Caminho!

À saída de Triacastela o caminho oferece-nos duas alternativas para chegar até Sarria. A mais longa segue pelo Mosteiro de Samos, a mais curta por San Xil. Gostávamos de passar pelo mosteiro mas desta vez as nossas pernas obrigaram-nos a optar pelo caminho mais curto. Por vezes também temos de lhes fazer as vontades!

Até ao alto de Riocabo é sempre a subir, apenas com uns quantos falsos planos pelo meio. E olhem que a subida não é nada meiga, pois vamos dos 650 metros aos 900 metros em pouco mais de 5kms. Mas o trilho é muito bonito e as paisagens são de cortar a respiração. É caso para se dizer que não há roseiras sem espinhos!

A partir do alto de Riocabo os famosos “taboganes” galegos dão-nos as boas-vindas. Autênticos “rompe piernas”, como dizem os nossos amigos espanhóis. E quando as dores do corpo são muito fortes, há que procurar todo o tipo de distrações para delas nos abstrairmos. Nessas horas o companheirismo, a boa disposição e uma boa dose de humor são os nossos melhores aliados.

Inventam-se musicas, faz-se palhaçadas, gracejamos com o caminho, brincamos um com o outro. Vale tudo para nos animarmos mutuamente… até mesmo ir tocar o sino da pequena igreja de Furela!

Ah malandro! A tocar o sino da igreja. Não fujas não!

Chegamos a Sarria feitos num oito, curiosamente oito horas depois de termos arrancado de Fillobal. Depois de atravessarmos a ponte sobre o rio, de nome homónimo, uma ingreme escadaria separava-nos do nosso destino, a rua Mayor, que em nossa opinião deveria mudar o nome para a rua dos Albergues, tal o número de locais de pernoita que aí se encontram. Pensamos que era aí que íamos morrer!

Ave Sarria!
Festa antes da hora! Ainda falta estas escadinhas 🙂
Igreja Matriz de Sarria, vista do nosso albergue

 

Não podemos dizer que tenhamos gostado de Sarria. Achamos a cidade muito descaracterizada, um verdadeiro viveiro de peregrinos. Talvez seja o preço a pagar por ser a localidade espanhola de onde arrancam mais peregrinos rumo a Santiago. Por todo o lado se vê publicidade a excursões pelo Caminho, seja a pé, a cavalo ou de autocarro. Todas dão direito à Compostela no final, como se de um mero souvenir se trata-se. A partir daqui o Caminho prometia ser muito concorrido!

Etapa Anterior: De O Cebreiro a Fillobal
Etapa Seguinte: De Sarria a Portomarín


Clique para ler o nosso Guia do Caminho Francês


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

  1. Alexandre e Anabela,
    A fenomenal alvorada de hoje e as magníficas paisagens que vos acompanharam valeram bem todo esse "rompe piernas" por que passaram!!!
    E para finalizar a etapa, aquelas escadas não podiam estar melhor situadas…! 😉
    (Gostaram das minhas rimas? lol)
    Beijinhos!

  2. Clara, essa veia poética, que descobrimos há pouco ser genética, devia ganhar asas!
    Por esta altura do campeonato já tínhamos entregue a alma ao Criador. Por mais mazelas que surgissem já nem queríamos saber, só não queríamos desistir.
    Beijinhos!

  3. Boa tarde, gente boa. Podemos desistir um dia, mas esse dia não é hoje…..e nem se vislumbra quando será….enquanto isso um forte abraço da lusa pátria materna. (encontramos-nos "lá")

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.