De Pedrouzo a Santiago de Compostela (23km)

813km percorridos

Com amor e com pequenos passos se atingem grandes objetivos! Chegamos a Santiago!

À saída de Pedrouzo, uma manhã que prometia!
Alegria ao entrar no concelho de Santiago!

A manhã acordou risonha, tal como nós. A última etapa, tão ansiada, tão desejada, era agora uma realidade. Apenas 20km nos separavam de Santiago, e despertámos convictos que, acontecesse o que acontecesse, hoje abraçaríamos o Santo.

San Paio, paróquia de Sabugueira
A Lavacolla, última paragem dos peregrinos do antigamente

Atravessamos variados pequenos pueblos, dos quais destacamos o pequeno povoado de Lavacolla, mesmo a meio desta etapa. Aqui fica o rio Sionlla onde os peregrinos se lavavam o melhor possível para comparecerem perante o Santo mais limpos.

Na capelinha de São Marcos, onde tivemos uma surpresa: um encontro com a Nossa Amiga.

Nesta etapa do Caminho de Santiago, o peregrino terá ainda de enfrentar algumas elevações, típicas na Galiza. É o caso da subida ao Monte do Gozo, conhecido desde os primórdios deste milenar caminho de peregrinação, por ser o ponto alto donde se tem o primeiro vislumbre das torres da Catedral de Santiago.

Ano Jacobeo de 1993, homenagem a dois grandes peregrinos: o Papa João Paulo II e São Francisco de Assis

Mas onde está afinal a vista para a Catedral? Não é aqui.

É necessário caminhar mais uns valentes metros e subir à colina onde dois perseverantes peregrinos de outros tempos nos apontam o verdadeiro momento de gozo. A visão da catedral no horizonte é, de facto, um momento marcante de satisfação!

Com todo este ânimo nem assusta percorrer os últimos 5km, mesmo estes sendo sobre alcatrão e atravessando zona urbana. Santiago quis adicionar mais uma ajudinha na nossa chegada e, com a cumplicidade do seu amigo São Pedro, arranjou maneira do céu desabar sobre nós. Perante a chuva grossa tivemos que apressar o passo. Mesmo assim, não conseguimos escapar da maior molha de todo o Caminho. Nem as mochilas se safaram desta vez.

Quando percorríamos a rua da Acibechería que dá acesso à Plaza da Inmaculada e à fachada norte da Catedral, já se ouviam as melodiosas notas da gaita-de-foles que há anos dá as boas vindas aos peregrinos do Caminho Francês. A música embala o ouvido, como um prelúdio que prepara os sentidos, a mente e o coração para aquele instante inesquecível para qualquer peregrino, a entrada na Praça do Obradoiro.

É praticamente impossível transpor para palavras a infinidade de sentimentos, sensações e pensamentos que nos dominam naquele momento. As emoções atropelam-se. Numa questão de segundos, somos capazes de passar do júbilo extasiante ao choro incontrolável, da perplexidade perante o impossível à celebração da conquista, do desassossego da mente à serenidade da alma!

Os 800km de imagens gravadas na memória transformam-se num filme em formato fast-forward, revemos paisagens bucólicas, a inigualável beleza da Criação, os rostos de companheiros de caminhada, os sorrisos repartidos, as lágrimas pisadas; revemos a família que espera o nosso regresso a casa e a família do Caminho que se prepara para nos deixar partir. Na exultação da chegada tomamos consciência da singularidade dos dias de Caminho.

Alberto S. Santos escreve: “Um peregrino não esgota a viagem no primeiro destino.” Tão verdade. Chegar a Santiago está longe de ser o fim. É um ponto de partida, não um destino. E dali partimos, desejando espalhar pela Vida que trilharmos tudo o que nos foi dado neste nosso Caminho do Amor.

Etapa Anterior: De Arzua a Pedrouzo
Veja ainda: O Melhor de Santiago de Compostela – roteiro de 1 dia


Clique para ler o nosso Guia do Caminho Francês


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

16 COMENTÁRIOS

  1. Alexandre e Anabela,
    Até eu fiquei emocionada…! As vossas palavras comovem qualquer pessoa, peregrino ou mesmo o comum dos mortais!!! Sim, porque eu acho que vocês estão noutro "patamar"…
    Obrigada por esta inigualável partilha e muitas felicidades para o vosso Caminho futuro!
    Um enorme abraço!
    Clara

  2. Oi Anabela e Alexandre!
    Moro em Natal no nordeste do Brasil e junto com meu marido pretendemos fazer o caminho em 2015. Adorei o relato de vocês e me emocionei com a bela narrativa. Pensamos em fazer no mês de maio. Este seria o melhor período?

  3. Olá Valeria! Muito obrigado pelas suas amáveis palavras. Ficamos sempre muito contentes por saber que os nossos relatos são úteis a futuros peregrinos. Quanto ao melhor tempo Maio e Junho é uma boa altura (meio de Maio a meio de Junho por exemplo), assim como Setembro até meio de Outubro. Nós fomos em Maio/Junho. Se precisar de mais informações é só enviar nos um mail que teremos todo o gosto em ajudar.
    Abraços

  4. Estou a 30 km de santiago e tenho acompanhado o blog de vocês desde que comecei, em leon… Este último trecho e suas palavras me encheram de fé e confiança! Me emocionei de verdade e espero sentir tudo isto! Obrigado pelo blog!

  5. Olá Rafael! Obrigado pelo seu testemunho. Ficamos muito felizes por saber que as nossas palavras foram mais um bálsamo para a sua fé e confiança. Chegar a Santiago vai ser seguramente algo de mágico e inesquecível para si. Depois conte-nos o que sentiu.
    Continuação de Bom Caminho!
    Abraços

  6. Tenho 74 anos. Dá pra aguentar bem a caminhada?
    Sou boa de andança. Só nao sei esse tipo de caminho .como seria. Levar mais tempo? Nao ir com pessoas mais jovens. Escolher companhias da mesma faixa de idade? O que você acha?
    Obrigada por responder.

  7. Olá Ana Maria. Vimos pessoas com a sua idade fazendo o Caminho. Se fizer com tempo, ao seu ritmo, e com preparação adequada é perfeitamente possível. E não precisa de fazer 800km. Pode sempre optar por fazer um Caminho mais curto (basta somente 100km para obter a Compostela). E se gostar e se der bem faz um maior. O nosso primeiro Caminho foi de apenas 120km, saindo de Valença do Minho (pelo Caminho Português).
    Qualquer dúvida disponha!

  8. Suas palavras,muito bem ditas,suas fotos,lindas. Mexeram com minhas emoções.
    Estive vendo a relação de países visitados e não achei o meu, então aproveito para convidá-los a percorrer o Caminho da Fé pelas montanhas mineiras (+/- 450 km) e visitar a Basílica de Aparecida, padroeira do Brasil.
    Deixo-lhes fraternais abraços.

  9. BEM HAJAM PELO TESTEMUNHO QUE DÃO SOBRE O CAMINHO FRANCÊS DE SANTIAGO.
    AS MAIORES FELICIDADES PARA O RESTO DO CAMINHO DAS VOSSAS VIDAS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.