De Villafranca de Oca a Agés (16,5km)

272,5km percorridos
540,5km para Santiago

Nesta etapa tínhamos pela frente a travessia dos outrora muito temidos Montes de Oca. Nos tempos medievais a travessia de 12kms entre Villafranca de Oca e San Juan de Ortega era um dos mais temíveis troços do Caminho Francês, pois o isolamento e os matagais dos Montes de Oca eram um palco perfeito para os salteadores atuarem.

Hoje o peregrino já não se tem que preocupar com tamanha banditagem mas tem pela frente uma exigente e solitária etapa. Mas nem tudo é negativo, longe disso. A etapa de hoje presenteia-nos com os aromas e melodias da natureza, oferecendo-nos paz de espirito, abrindo portas à reflexão.

Logo no arranque tínhamos pela frente uma exigente subida: em somente 3kms tínhamos de superar um desnível de 200 metros (dos 950 metros de altura para os 1150 metros). Não é propriamente um troço aconselhável para se fazer o aquecimento mas era o que tínhamos pela frente e foi com ele que tivemos de lidar.

Upa Upa!
Uma manhã de sol para variar. Pena que foi de pouca dura…

Chegados ao topo dos Montes de Oca esperava-nos o Monumento a Los Caídos, uma homenagem aos milhares que perderam a vida durante a Guerra Civil Espanhola, e umas tão cobiçadas mesas de merenda. Mote perfeito para se fazer a primeira pausa do dia.

Merenda comida voltamos ao Caminho pois ainda tínhamos mais 9kms pela frente até chegarmos a San Juan de Ortega. E ao longo destes quilómetros por pistas florestais tivemos direito a quase tudo, desde rasgadas subidas a extensos lamaçais e até mesmo a um “banho” de granizo. E como as pernas pediam uma pausa, lá fizemos das pedras de um pinhal cadeiras e comemos umas barras de cereais ao som do cantar dos cucos.

Está quase! Numa ladeira destas é melhor a pé que de bicicleta!
Um autêntico campo de batatas!
As longas retas dos Montes de Oca
A foto da praxe à chegada a San Juan de Ortega

Chegados a San Juan de Ortega fomos recebidos pela chuva e rumamos até ao seu histórico mosteiro fundado há dez séculos por San Juan de Ortega fiel seguidor de Santo Domingo. O mosteiro é de uma enorme beleza e tem uma áurea mística. No dia 21 de Março e no dia 22 de Setembro, às 5 horas da tarde (hora solar), um raio de luz entra por uma pequena janela e ilumina durante 10 breves minutos o capitel da Anunciação. Talvez um dia possamos assistir “in loco” a esse momento.

Visitado o mosteiro comemos as nossas sandes de almoço e voltamos ao caminho que nos haveria de levar até Agés, onde pretendíamos pernoitar. Foram 4kms feitos debaixo de chuva mas sempre com a moral em alta.

Rumo a Agés com a chuva e o cantar do cuco como companhia
“Just one more mile”
Agés à vista

 

Em Agés fomos muito bem recebidos no albergue municipal e foi mais um serão de retemperadoras conversas entre peregrinos, onde reinou a boa disposição e onde a competição não marcou lugar. Escutamos e partilhamos estórias de vida, sonhos e medos, rimo-nos e emocionamo-nos. E como que por magia essas estórias e pessoas passam a fazer parte de nós, do nosso Caminho, dos nossos corações.

Etapa Anterior: De Villamayor del Rio a Villafranca Montes de Oca
Etapa Seguinte: De Agés a Burgos


Clique para ler o nosso Guia do Caminho Francês


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

6 COMENTÁRIOS

  1. Estou a ver que esta foi uma etapa de muitos contrastes…! Mas sempre com a moral em alta!!! 🙂

  2. É verdade Clara! Com muitos altos e baixos mas com a moral sempre em alta. Fosse sempre assim!
    Bjs

  3. E que estórias de vida vocês sempre terão para contar! Aventuras não vos faltam, mas também experiências de quem se pôs ao Caminho!
    Beijinhos VagaMundos!

  4. É muito bom partilhar as experiências da vida e aprender com as vivências dos outros que por vezes tanto nos inspiram 🙂 Gostamos muito da partilha honesta e sem pretensões. E nós temos muito para aprender e um longo Caminho para trilhar 🙂
    Beijinhos

  5. Bela narrativa. Fizeram bem em fazer essa curta etapa, onde as dificuldades do trajeto são minimizadas pelo pouco caminhar. Bonitas fotos! Sempre em frente, ultreia!

    • Muito Obrigado pelo comentário Auro. Abraços nossos. Ultreia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.