Dolce Vita – Centolla

Para nós que temos este vício de apreciar os prazeres da vida, e como tudo o que nos soe a pitéu nos faz crescer água na boca, não podíamos sair de Santiago do Chile sem experimentar a afamada Centolla. O melhor local para degustar o pitéu é sem dúvida num dos restaurantes do Mercado Central. A nossa escolha recaiu sobre o restaurante El Galéon.


Não houve forma de escapar ao espanto. Ao entrarmos vislumbrámos o “bicho” numa montra: uma santola de cor rosa-alaranjada cuja envergadura das patas era uma surpreendente novidade para nós. A refeição é servida envolta num “ritual” a preceito: chega à mesa um tabuleiro de molhos de sabores variados que vão do picante ao adocicado, acompanhamentos e salada, e a chegada da centolla não se faz tardar; com a ajuda de uma tesoura de marisco o empregado descarna as patas à nossa frente, sendo esta a única parte comestível que é servida.

 

É impossível não ficar impressionado com o aparato. Mas, nada nos havia preparado para o que nos esperava. Comer centolla é uma experiência divinal para o paladar. O sabor é autenticamente excepcional! Atrevo-me a dizer que é melhor do que lagosta. Comemos sem pressas.

Para tristeza nossa, a demorada refeição atingiu o seu fim. Contudo, o Mercado Central ainda nos reservava algumas surpresas. Apesar de muitas das bancas de produtos frescos estarem já a fechar o dia, ainda pudemos dar uma volta pelo belo edifício do séc. XIX cujos pilares, arcos, portas e janelas são autênticos bordados de ferro forjado, com especial destaque às figuras femininas que ladeiam a porta principal e que simbolizam a Agricultura e a Paz. Inicialmente este edifício havia sido projectado para albergar uma biblioteca ou um Palácio de Belas-Artes. Contudo, devido à importância do local para a economia da cidade de Santiago do Chile, acabou por lhe ser devidamente dada a função de Mercado Central.

 

 

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSantiago do Chile – Cerro San Cristobal
Próximo artigoKastellet
Anabela e Alexandre (linguista e economista), apaixonados um pelo outro e pelas viagens. Juntaram as letras e os números e criaram Vagamundos - Blog de Viagens onde partilham as suas errâncias pelo mundo e motivam todos a viajar. Autores independentes dos livros Caminho do Amor e Rostos do Oriente. Aproveitam qualquer desculpa para vaguear pelo mundo. Viveram na Alemanha, Dinamarca e EUA. Praticam trekking e lounging, alternadamente. Gostam de sujar cozinhas e conversar até altas horas. Uma vez por ano fingem que tocam djambé.

10 COMENTÁRIOS

  1. olá…
    Agua na boca com essa bela santola… uma pergunta, planeiam voltar a subir ? vao estar no equador, colombia, venezuela ou brasil nos proximos dois meses ?

    Continuem a boa onda,
    Beijinho abraco

    Rodrigo (elvaipe)

  2. Olá Valentim. Depois do Peru e das suas iguarias, tinhamos de voltar ao bom garfo no Chile. Já comiamos uma bela Santola 🙂
    Abraço

    Olá Rodrigo. Já não estamos por terras sul-americanas… infelizmente. A viagem já foi feita à algum tempo. Agora estamos mais para norte e a leste desse paraiso. Estamos na Dinamarca. Se depois da aventura quizeres por cá passar "you are most welcome".

    Abraço e boa incursão pelas profundezas peruanas.

    Olá Tita. Foi de facto preciso muita coragem para atacar aquele bicho 🙂
    bjs

  3. Santola, yum, yum! Mais um item para acrescentar à lista das saudades: marisco. Gostei particularmente da foto do bicho já descascado e pronto a comer e que é o cúmulo do internacional: dois portugueses, no chile, com t-shirt espanhola, num post postado na dinamarca. United Nations indeed.

  4. Eu que já não passava pelo vosso cantinho a algum tempo (estou a aproveitar as férias), deparo-me logo com A Santola! Sim, que não me parece uma santola normal!!!Ainda por cima descascadinha, ai… Fazem ideia há quanto tempo não como uma boa mariscada?! E tão cedo não vou a Portugal…Isso não se faz! 🙂

  5. Olá Teresa. De facto denota-se uma certa mescla multicultural 🙂 Não nos tinha ocorrido. Quanto a essa tua lista das saudades, daquilo que já nos apercebemos e fomos acompanhando, deve estar bem compridinha! Até já nós temos uma, e todos os dias se vai compondo 🙂 Hoje acrescentámos-lhe: bitoque!
    Bjs

    Olá Guida. Sim, nós também ficamos de queixo caído ao ver o bicho.
    Bjs

    Olá Marshmallow. Esperamos que essas merecidas férias estejam a ser boas, mesmo sem A Santola 🙂 Ao publicarmos estas fotos até para nós mesmos estamos a ser mauzinhos, tais as saudades daquele "banquete".
    Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.