Dos Casais das Milhariças a Monsanto

Depois de almoço seguimos caminho até ao Arneiro das Milhariças onde tomamos a estrada batida, que atravessa as várzeas, em direcção à serrania. Aqui esperava-nos a primeira subida “rasgadinha” da etapa.


Bifurcação no Arneiro das Milhariças – seguir pela direita


Várzeas à saída do Arneiro das Milhariças


A “rasgadinha” subida

Desafio superado hora de tomar decisões. Aqui o caminho divide-se. Pode-se continuar o Caminho do Tejo original rumo a Monsanto ou seguir a alternativa via Alcanena.


Divisão do Caminho do Tejo – pela esquerda via Monsanto, pela direita a alternativa de Alcanena

Optamos por seguir os planos e seguir em direcção a Monsanto, decisão que viríamos a questionar visto que em Monsanto acabamos por não conseguir arranjar alojamento. Mas sobre isso falaremos mais à frente.

Decisão tomada lá seguimos nós até à Aldeia de Chã de Cima, mas não sem antes apreciarmos a vista que suamos para merecer. Ainda antes da referida aldeia passamos por três moinhos de vento desactivados que merecem contemplação.


Pastor no caminho para Chã de Cima

Em Chã de Cima paramos por alguns minutos no seu miradouro para descansar e apreciar as vistas.


Vista do Miradouro da Chã de Cima

Saímos da povoação pela Rua Horácio P. Gomes e tomamos um caminho de terra batida, que atravessa um eucaliptal, e que vai desembocar na estrada alcatroada que segue até Amiais de Baixo. Neste troço é preciso tomar especial atenção ao trânsito visto que as bermas são curtas e o volume de trânsito é considerável.


Bifurcação em Chã de Cima – seguir pela esquerda

Antes de chegarmos a Amiais de Baixo viramos à direita em direcção a Olhos de Agua. Aqui a combinação cansaço com asfalto começou a fazer mossas e tivemos de parar num pequeno bosque perto da estrada para repor energias e controlar os “estragos”, que felizmente limitaram-se a uma pequena bolha no pé do Alexandre, que levou logo com um penso Comped.


Nascentes do Alviela

Recompostos e já com um dos “pneus” remendados seguimos até às nascentes do Alviela que se revelaram um verdadeiro bálsamo para a alma. E bem que precisávamos dele, pois o caminho de terra batida, estreito e sinuoso, que liga as nascentes do Alviela a Monsanto esperava por nós. O bom foi que nos livramos do asfalto e do “terror” das pequenas bermas.


Caminho entre as nascentes do Alviela e Monsanto

Mais um desafio superado. Mais um “prémio” do caminho: uma vista fantástica sobre Monsanto, terra na qual entramos cansados mas felizes por mais uma etapa ultrapassada.


Monsanto à vista!


Chegada a Monsanto

Esperávamos pernoitar por aqui, mas os planos saíram gorados. Não havia qualquer tipo de alojamento e a receptividade da população em nos ajudar foi pouca. Infelizmente caras fechadas foi tudo o que encontramos em Monsanto. Valeu-nos os pais que nos transportaram até Alcanena onde acabamos por pernoitar e reencontrar os peregrinos italianos, que haviam optado pela alternativa Alcanena à saída do Arneiro das Milhariças.


Fonte do Pião em Monsanto

A bolha contraída entre os Amiais de Baixo e Olhos de Agua não estava pior mas já havia mais duas pequenas bolhas a espreitar, uma delas bem dolorosa (no dedo mindinho). Felizmente os compids funcionaram e no dia seguinte a do mindinho já não doía (acabou mesmo por desaparecer antes de chegarmos a Fátima) sendo que apenas as duas palmares persistiam, mantendo-se contudo bem pequenas.

Anterior: 4ª Etapa Caminho de Fátima: Azóia de Baixo – Monsanto (I)

Seguinte: 5ª Etapa Caminho de Fátima: Monsanto – Santuário de Fátima (I)


Clique para ler o nosso Guia do Caminho de Fátima


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Autoeurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e por norma é onde encontramos sempre os melhores preços.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.