Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar

Gosta de uma boa roadtrip e anda a sonhar em calcorrear Portugal de norte a sul? Então tem mesmo de percorrer a mítica Estrada Nacional 2 (EN2), a maior estrada nacional de Portugal e uma das maiores do mundo, só mesmo superada pelas lendárias Route 66 (EUA) e Ruta 40 (Argentina).

A Estrada Nacional 2 conta com 739 km de extensão e atravessa Portugal de norte a sul pelo seu maravilhoso interior, desde a cidade de Chaves, bem no norte de Portugal, à cidade de Faro, no Algarve.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Marco km 500 – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Perante os seus olhos irão desfilar, em ultra definição, algumas das paisagens mais arrebatadoras de Portugal. Desde as ondulantes montanhas transmontanas e beirãs às idílicas praias da costa algarvia, passando pelos indescritíveis socalcos do douro e apaixonantes montados e planícies alentejanas.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Paisagens do Douro Vinhateiro – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Mas um roteiro pela Estrada Nacional 2 é muito mais do que uma viagem composta por belas paisagens panorâmicas. É igualmente uma viagem pelo imenso património histórico de Portugal, pelas suas seculares tradições, e pela sua riquíssima (e deliciosa) gastronomia.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Ruínas do Castelo de Montemor-o-Novo – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Há quem adore percorrê-la de carro ou de mota. Há quem prefira a bicicleta e até mesmo quem opte por a palmilhar a pé. Há quem demore 4 ou 5 dias. Há quem demore um par de semanas. Há, até mesmo, quem por lá ande um mês ou mais. Independentemente do meio de transporte de eleição e do número de dias que por lá passe, uma coisa é certa: percorrer a Estrada Nacional 2 é uma experiência sensorial extraordinária, capaz de criar doces memórias que tempo algum ousa apagar.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Serra de Montemuro – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Para lhe dar uma ajuda na preparação da sua roadtrip épica pela Estrada Nacional 2 escrevemos um guia e roteiro, que consideramos perfeito para quem tenha entre 4 a 6 dias para percorrer a Estrada Nacional 2. Nele vai encontrar não só os principais pontos de interesse da Estrada Nacional 2, mas também muitas dicas práticas que lhe vão facilitar a logística.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Albufeira de Vale de Gaio – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

E como sabemos que o mais certo é 6 dias saberem-lhe a pouco, jogamos na antecipação e apresentamos-lhe também mais de uma mão cheia de sugestões de desvios, capazes de transformar a sua semana de férias num mês de aventura a percorrer Portugal de lés-a-lés pela Estrada Nacional 2 e arredores. Aperte o cinto de segurança e prepare-se para arrancar para uma das maiores aventuras da sua vida!

Mítica Estrada Nacional 2 (EN2): conheça a maior estrada de Portugal

Como já referimos a Estrada Nacional 2 começa em Chaves, onde formalmente é o Quilómetro Zero, e termina em Faro, cerca de 739 km depois. A Estrada Nacional 2 atravessa 11 distritos e 35 concelhos, mais de uma dezena de rios e quatro imponentes serras que atestam a enorme diversidade do interior de Portugal.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Chaves – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Por ser a terceira estrada nacional mais extensa do mundo, e por cruzar o país de uma ponta à outra, é usualmente comparada à norte-americana Route 66, que liga Chicago a Los Angeles (2900 km), e à Ruta 40 que atravessa a Argentina de norte a sul, desde a fronteira com a Bolívia até Ushuaia na ponta mais austral do continente americano (5200 km).

Route 66

A Estrada Nacional 2 foi a materialização de um dos sonhos de Salazar de criar uma estrada que ligasse Portugal de norte a nul pelo centro do país, tornando-se num dos projetos-bandeira do Estado Novo.

Mas se pensa que a EN2 foi toda feita do zero pelo Estado Novo está muito enganado. Muitos dos segmentos do que é hoje a Estrada Nacional 2 já eram as principais vias romanas que atravessavam a Lusitânia de norte a sul. Vias essas que mais tarde foram melhoradas e se tornaram na Estrada Real que cruzava o interior de Portugal nos tempos da monarquia.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Faro – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

O que Salazar fez foi renomear várias estradas já existentes, alcatroar as estradas e caminhos de pedra e terra batida e construir pontes e ligações entre os diferentes troços. Uma obra fantástica que levou a que em 1945 nascesse a mítica Estrada Nacional 2, a estrada rainha de Portugal.

Melhor época para percorrer a Estrada Nacional 2

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarClaro que é possível percorrer a EN2 durante todo o ano mas, em nossa opinião, as melhores estações são a primavera e o outono. Os dias são relativamente compridos, o clima é ameno e atravessar Portugal de norte a sul com o colorido primaveril e outonal como pano de fundo é simplesmente delicioso.

Se optar por ir no verão, terá de lidar com os usualmente tórridos verões do interior de Portugal. Pelo lado positivo, terá dias super longos e poderá desfrutar de algumas das praias fluviais mais bonitas de Portugal (o que por si só mais do que justifica a viagem).

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Praia Fluvial do Gameiro – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

O inverno é claramente a pior estação. Os dias são curtos e o clima está longe de ser muito convidativo, sobretudo nas secções acima do rio Tejo. Escusado será dizer que frio e chuva (e por vezes neve) tornam as estradas nacionais mais perigosas. Se só tiver possibilidade de ir no inverno, não facilite com a segurança.

Quantos dias são necessários para percorrer a Estrada Nacional 2?

Esta é a pergunta do milhão de dólares! E a resposta melhor que lhe podemos dar é a seguinte: no mínimo dos mínimos vai precisar de 4 dias para percorrer a Estrada Nacional 2, mas, na verdade, quantos mais dias tiver disponíveis, melhor.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Centro Geodésico de Portugal – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Se só tiver mesmo os 4 dias, é virtualmente impossível visitar a maioria das terras por onde passa a Estrada Nacional 2. Dá sempre para parar nos pontos mais emblemáticos e ninguém lhe tira o maravilhoso desfile das paisagens ao longo do percurso da EN2. Escusado será dizer que convém madrugar para espremer o dia ao máximo.

Caso tenha mais um par de dias para percorrer a Estrada Nacional 2, ou seja cerca de 1 semana, já consegue ter uma experiência mais completa e relaxante. Na verdade, é o tempo que consideramos ideal para desfrutar ao máximo do roteiro da Estrada Nacional 2 que desenhamos para si.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Pontes sobre o Douro em Peso da Régua – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Se tiver um par de semanas de férias para poder percorrer Portugal de norte a nul, ainda melhor! Não só lhe permite conhecer relativamente bem a maioria dos locais de interesse por onde passa a EN2, como ainda possibilita fazer vários desdobramentos que o vão levar a locais verdadeiramente mágicos do nosso Portugal. Vá estando atento às nossas dicas durante a descrição do roteiro da Estrada Nacional 2.

Passaporte da Estrada Nacional 2

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarSim, existe um Passaporte da Estrada Nacional 2, emitido pela Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2. Para além de conter um pequeno mapa da rota da EN2 serve para ir colecionando os carimbos que atestam a sua passagem por cada um dos 35 municípios por onde passa a EN2 (usualmente pode carimbar nos postos de turismo e nos principais monumentos).

Dá um souvenir da EN2 muito engraçado e, se viajar com crianças, é uma maneira muito interessante de os manter ligados à viagem. Por norma eles adoram colecionar os carimbos. Pode adquirir o seu Passaporte da Estrada Nacional 2 nos postos de turismo e câmaras municipais dos municípios por onde passa a EN2.

Sinalização e Mapa Interativo da Rota da Estrada Nacional 2 (EN2)

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarA sinalização da Estrada Nacional 2 está longe de ser a melhor. É certo que ao longo do percurso vai encontrar (amiúde) os emblemáticos marcos de estrada da N2, mas existem secções em que a estrada nacional desaparece literalmente.

Provavelmente o mais gritante é o troço entre Santa Comba Dão e Penacova. Primeiro, a construção da Barragem da Aguieira levou a que uma parte da Estrada Nacional 2 tenha ficado submersa. Segundo, grande parte do antigo traçado da EN2 é hoje a IP3.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarPosto isto, é normal que neste troço perca momentaneamente a EN2 de vista. Mas não se preocupe que acaba sempre por dar com ela, mais que não seja uns quilómetros depois. E uns pequenos detours até acabam por dar mais colorido (e unicidade) à sua roadtrip pela Estrada Nacional 2.

Outra secção que divide os fãs da EN2 é a que liga a Sertã a Abrantes. O que é hoje considerada a EN2 (sendo inclusivamente a marcação oficial) é no fundo uma variante do traçado original. Neste caso, nós optamos por seguir a variante e, a partir daí, fazer um pequeno desvio para visitar um dos principais pontos de interesse deste troço, o Penedo Furado. Se quiser percorrer uma estrada mais cénica (e sinuosa), aposte no traçado original da EN2.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarNa preparação da sua roadtrip pela Estrada Nacional 2 sugerimos vivamente que consulte o mapa com todo o percurso da EN2 que disponibilizamos abaixo.


Clique no canto superior direito para aumentar o Mapa Interativo da Rota da Estrada Nacional 2 (EN2).

Se procura uma comunidade de pessoas que amam Portugal, junte-se ao grupo Portugal, um País de Maravilhas. Partilhe fotos e dicas das suas aventuras pelos seus cantinhos favoritos de Portugal e descubra, e ajude outros a descobrir, experiências inesquecíveis de viagem por Portugal.

Onde ficar a dormir ao longo da Estrada Nacional 2? Sugestões de Alojamento

Na maioria das localidades ao longo da Estrada Nacional 2 encontra excelentes soluções de alojamento, que vão desde o alojamento local às grandes unidades hoteleiras, passando por charmosos boutique hotéis e casas de turismo rural.

Na escolha das localidades para ficar a dormir no seu roteiro pela Estrada Nacional 2 recomendamos que analise bem os pontos de interesse da etapa, as respetivas distâncias e condições da estrada.

Por vezes num troço de 100 km existem bem mais atrativos do que num de 200 km. Isso traduz-se em mais paragens que podem também ser mais ou menos prolongadas, dependendo da dimensão das localidades. Não caia no erro de dividir equitativamente a totalidade dos quilómetros da Estrada Nacional 2 pelo número de dias que tem disponível para definir os locais de pernoita.

Na hora de escolher a localidade para dormir ao longo da Estrada Nacional 2, tenha também em conta se a localidade conta com uma boa oferta de alojamentos e demais serviços dos quais vai seguramente precisar durante a viagem (restaurantes e supermercados). Por norma, quanto maior a oferta, mais fácil é encontrar quartos a bons preços, sobretudo se reservar alojamento com alguma antecedência.

Posto isto, as localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro pela Estrada Nacional 2 (EN2) são:

Chaves | Peso da Régua | Viseu | Sertã | Mora | Ferreira do Alentejo | Faro

Mas pode fazer pequenas alterações às etapas que definimos para percorrer a Estrada Nacional 2 (EN2) e optar por ficar em outras localidades, como sejam:

Lamego | Santa Comba Dão | Penacova/Barragem da Aguieira | Abrantes| Montargil | Almodôvar

(Clique nos nomes das respetivas localidades para ver as melhores opções de alojamento e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto)

Por último, queremos salientar que ao longo do roteiro vamos sugerir-lhe os nossos alojamentos favoritos para cada um dos dias – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Reservar alojamento

O melhor da Estrada Nacional 2 num roteiro de 6 dias: o que visitar ao longo da EN2

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Marco km 0 em Chaves – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

O nosso roteiro para percorrer a Estrada Nacional 2 começa em Chaves, no simbólico marco do Quilómetro Zero da N2, e termina em Faro. Escusado será dizer que pode fazer a sua roadtrip na ordem inversa sem qualquer problema.

Como já referimos atrás o número de dias que alocamos para este roteiro é o que consideramos ideal para disfrutar, com alguma tranquilidade, do melhor que a Estrada Nacional 2 tem para oferecer.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Placa Km 738 em Faro – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Claro que, em somente 6 dias, é impossível parar em todas as localidades, mas acreditamos que já é possível ter uma experiência muito completa da mítica EN2. É importante ter em atenção que aos 6 dias terá de somar o dia de viagem do local de origem para Chaves e o dia de regresso a casa a partir de Faro. Ou seja, na prática, vai precisar de 8 dias para a sua roadtrip pela Estrada Nacional 2. A não ser que viva em Chaves ou Faro, claro está.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarSe é nosso leitor assíduo, já sabe que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Se abdicar de parar em algumas das localidades que referimos no roteiro (até porque é bem possível que já conheça bem algumas delas) e cortar em alguns dos pequenos detours que recomendamos, pode fazer este roteiro pela Estrada Nacional 2 em 4 ou 5 dias. No final do roteiro de 6 dias deixamos as nossas sugestões precisamente para quem só tenha 4 ou 5 dias disponíveis.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarNo sentido inverso, para quem tenha mais dias para alocar à sua roadtrip pela Estrada Nacional 2, sugerimos vários desvios ao traçado da EN2 que lhe vão permitir explorar melhor algumas das regiões mais arrebatadoras de Portugal por onde a Estrada Nacional 2 passa.

Roteiro Estrada Nacional 2 – 1º dia (107 km)

Chaves – Vidago – Pedras Salgadas – Vila Pouca de Aguiar – Vila Real – Santa Marta de Penaguião – (Miradouro São Leonardo de Galafura) – Peso da Régua

O nosso roteiro pela Estrada Nacional 2 arranca em Chaves, mais concretamente junto ao lendário marco que sinaliza o Quilómetro Zero da EN2 e que se encontra no Bairro da Madalena, numa rotunda junto ao Jardim Público de Chaves.

Depois da foto da praxe está na hora de se fazer à estrada. Mas não sem antes conhecer os (muitos) encantos de Chaves, a Aqua Flaviae dos romanos. Numa cidade tão antiga como Chaves, cada pedra podia contar-nos uma mão cheia de histórias. Escusado será dizer de que é impossível conhecer Chaves num par de horas. Assim, o ideal é que aproveite o dia de véspera para começar a descobrir Chaves.

Castelo de Chaves – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Os locais de visita obrigatória e as experiências a não perder em Chaves são as seguintes:

  • Atravessar a Ponte de Trajano, a milenar Ponte Romana sobre o rio Tâmega;
  • Visitar o Castelo de Chaves e subir à Torre de Menagem;
  • Percorrer a Rua Direita, uma das ruas mais castiças de Portugal;
  • Apreciar a monumentalidade da Praça de Camões, onde se encontram a Igreja Matriz, a Igreja da Misericórdia, os Paços do Concelho e o Museu da Região Flaviense;
  • Passear pelo Jardim do Tabolado e atravessar o rio Tâmega saltitando as poldras;
  • Ir beber um copo às Termas de Chaves (de água, obviamente… até porque vai conduzir);
  • Passear pelo Forte de São Francisco;
  • Cruzar o Bairro da Madalena.
Quer mais dicas sobre a cidade de Chaves? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Chaves, onde também encontra várias sugestões de alojamento para a sua primeira noite.

Está na hora de iniciar a roadtrip pela Estrada Nacional 2 rumando até Vidago, localidade conhecida pela excelência das suas águas termais. Para além da visita às incontornáveis Termas de Vidago, não deixe também de visitar o Balneário Pedagógico de Vidago, o histórico Vidago-Palace Hotel e de passear pelos belíssimos jardins do centenário Parque de Vidago (um tesouro botânico de tranquilidade).

De Vidago avance até Pedras Salgadas, a localidade onde se encontra a nascente da famosa água das pedras. Escusado será dizer que o grande highlight da terra é o histórico Parque Termal de Pedras Salgadas cuja origem remonta ao séc. XIX. Entre os locais mais emblemáticos do parque destacamos o Balneário Termal, o antigo Casino, a icónica Fonte de Pedras Salgadas (hora de provar a famosa água). Se vir que tem tempo, parta à descoberta das outras fontes do parque, como sejam as fontes de D. Fernando, D. Maria Pia, Preciosa, Penedo e Grande Alcalina.

Vista do castelo de pena de Aguiar – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

De Pedras Salgadas é um saltinho até Vila Pouca de Aguiar, que fica primorosamente encaixada entre as Serras da Padrela e do Alvão. Entre os vários pontos de interesse da vila destacamos o Castelo de Pena de Aguiar (onde pode desfrutar de maravilhosas paisagens serranas), a Casa do Condado (que presentemente alberga o Museu Municipal), o Pelourinho e o recinto fortificado de Cidadelhe.

Fisgas de Ermelo
Dica VagaMundos: se gosta de uma boa caminhada, rodeado de natureza, acrescente mais um dia ao seu roteiro da Estrada Nacional 2 e vá percorrer o fantástico Trilho das Fisgas de Ermelo, em plena Serra do Alvão. Este percurso pedestre circunda as imponentes Cascatas do Rio Olo, as Fisgas de Ermelo que, com os seus 200 metros de altura, são uma das cascatas mais altas de Portugal. Aproveite e passe também pela aldeia de Lamas de Olo e pela Lagoa do Alvão.

Clique aqui para ler mais informações sobre o Trilho das Fisgas de Ermelo e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Catedral Vila Real – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

De Vila Pouca de Aguiar continue a sua roadtrip pela Estrada Nacional 2 rumando até Vila Real, a princesa do Corgo. Para visitar a cidade de Vila Real como ela merece seria preciso, no mínimo, um dia inteiro. Porém, como numa roadtrip pela EN2 o tempo não abunda, recomendamos que foque a sua visita nos seguintes pontos de interesse:

  • Sé de Vila Real;
  • Edifício dos Paços do Concelho;
  • Casa de Diogo Cão;
  • Capela Nova e Igreja da Misericórdia;
  • Pelourinho;
  • Igreja de São Pedro;
  • Miradouro da Vila Velha;
  • Palácio de Mateus, uma das mansões mais elegantes da Europa (sim, é a mansão que figura nas garrafas do Mateus Rosé);
Miradouro São Leonardo de Galafura – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

De Vila Real a Estrada Nacional 2 segue rumo a Santa Marta de Penaguião, mas nós recomendamos que faça um pequeno detour e rume até ao Miradouro São Leonardo de Galafura. Situado a 640 metros de altura, nas imediações da aldeia de Covelinhas, este miradouro vai brindá-lo com uma das vistas panorâmicas mais esmagadoras de todo o Douro Vinhateiro. Observar o rio Douro a serpentear os montes tatuados de socalcos, de um lado, e a imponente Serra do Marão, do outro, é simplesmente apaixonante!

O primeiro dia do nosso roteiro pela Estrada Nacional 2 termina em Peso da Régua, a principal cidade da região demarcada do Douro. Comece a sua visita com um passeio pelo cais fluvial de Peso da Régua e pela sua Ecopista Ribeirinha, enquanto observa os inúmeros cruzeiros que navegam no Douro e desfruta da maravilhosa paisagem envolvente. Continue com uma visita ao incontornável Museu do Douro, à sua icónica estação ferroviária e à Igreja Matriz de São Faustino. Feche o dia atravessando a fantástica ponte pedonal sobre o rio Douro (antiga ponte ferroviária da Régua). E, claro, não deixe de provar os famosos Rebuçados da Régua.

Quer mais dicas sobre Peso da Régua? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Peso da Régua.

Dica VagaMundos: nós avisamos que iríamos desencaminhá-lo para fazer alguns desvios mais longos ao traçado da EN2 e vamos já começar a cumprir a promessa. Se ainda não conhece a maravilhosa região do Douro Vinhateiro, tem aqui uma excelente oportunidade para partir à descoberta do Reino Maravilhoso de Miguel Torga. Clique e espreite o nosso Roteiro pelo Douro Vinhateiro para saber aquilo que não pode perder de todo.

Onde ficar a dormir no 1º dia

Original Douro Hotel

O nome diz tudo. O Original Douro Hotel é a mais recente renovação do Hotel do Douro, o mais antigo da região, num edifício de 1880. A decoração singular de requinte clássico, em tons claros e harmoniosos, conferem um ambiente aconchegante e confortável. As suites e quartos privados estão munidos de todas as amenidades para hóspedes que buscam conforto, qualidade e categoria a bom preço. O pequeno-almoço e o terraço são também elogiados.

Casa de São Domingos

Com vistas para jardim, quinta, socalcos vinhateiros e rio, eis o panorama exterior da Casa de São Domingos, que lhe soma uma piscina exterior para deleite dos hóspedes no verão. Uma casa de campo com um toque nobre e uma irrepreensível receção cortês sem deixar de ser familiar. Se o descanso noturno está garantido pelo conforto e comodidade dos quartos, os espaços comuns transportam-nos às origens agrícolas e tradicionais da quinta.

Hotel Regua Douro

Por favor, entregue-se de corpo e alma ao relaxamento no Hotel Regua Douro. Não resista ao piano bar, ao terraço com vistas para montes e vale, com o rio Douro a brilhar em todo o fulgor, ao restaurante onde satisfação é a chave de sucesso. À noite, o corpo agradece o toque reconfortante dos lençóis, o abandono a um leito revitalizante, e a alma agradece o bálsamo de bem-estar.

Clique para ver mais opções de alojamento em Peso da Régua

Roteiro Estrada Nacional 2 – 2º dia (124 km)

Peso da Régua – Lamego – (Lazarim – Portas de Montemuro) – Castro Daire – Viseu

O segundo dia de roadtrip pela Estrada Nacional 2 vai continuar a conduzi-lo pelas sinuosas estradas do Douro Vinhateiro e levá-lo a atravessar a Serra de Montemuro, uma das serras mais desconhecidas de Portugal.

Escadarias do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Comece o dia atravessando o rio Douro rumo a Lamego, cidade que guarda monumentos que são autênticas referências nacionais e brilham como estrelas no firmamento do património português. A grande maioria dos visitantes de Lamego são atraídos por (e limitam-se a) visitar o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

Todavia, Lamego tem muito mais que igrejas. Tem sensações e emoções. Há a bonita colina do Castelo e largas avenidas arborizadas, passadeiras vermelhas da vida da cidade tendo como espetadores ilustres solares e casas brasonadas. Não há rua, ruela ou esquina que não guarde um detalhe de encanto. Por isso, facilmente se distrai e perde a noção do tempo durante a visita.

Catedral de Lamego – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Os locais que consideramos de visita obrigatória e as experiências que não pode perder em Lamego são as seguintes:

  • Santuário de Nossa Senhora dos Remédios;
  • Sé Catedral de Lamego;
  • Museu de Lamego;
  • Castelo e Cisterna de Lamego;
  • Núcleo Arqueológico da Porta dos Figos;
  • Igreja de Santa Maria de Almacave;
  • Percorrer a bela Avenida Dr. Alfredo Sousa e comer uma bôla de Lamego na afamada Casa das Bôlas;
  • Petiscar uma tábua de degustação de Presunto de Lamego n’A Presunteca de Lamego;
  • Visitar as afamadas Caves Raposeira.
Quer mais dicas sobre Lamego? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Lamego.

De Lamego a Estrada Nacional 2 segue rumo a Castro Daire, mas nós desafiamo-lo a fazer não um, mais dois pequenos desvios. O primeiro desvio é para ir visitar a castiça aldeia de Lazarim, onde se celebra um dos Entrudos mais genuínos de Portugal, cuja estrela são as máscaras em madeira de amieiro feitas por artesãos de Lazarim. Para além da incontornável visita ao Centro Interpretativo da Máscara Ibérica, não deixe também de ver a Igreja Paroquial, o Solar de Lazarim, o Pelourinho, as Azenhas da Ribeira e a sua Ponte Medieval.

O segundo desvio é para ir conhecer as Portas de Montemuro, um dos locais mais belos da Serra de Montemuro. A estrada até lá é super cénica e as paisagens são de cortar a respiração! Estamos convictos de que não vai dar por mal empregue a quilometragem extra.

Curiosidade da Estrada Nacional 2: ao longo da rota da EN2 vai encontrar alguns dos nomes de terras mais castiços de Portugal. Os mais emblemáticos são o Colo de Pita, a Picha e a Venda da Gaita. O primeiro no troço entre Lamego e Castro Daire e os restantes entre Góis e Pedrogão Grande. Tire as fotos da praxe às placas para mais tarde mostrar aos seus amigos. É risada garantida!
Igreja Matriz – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Em Castro Daire espera-o um riquíssimo património histórico. Entre os monumentos mais marcantes destacamos:

  • Igreja Matriz (imponente);
  • Casa da Cerca (que hoje alberga o Museu Municipal);
  • Solar dos Aguilares;
  • Pelourinho de Casto Daire;
  • Capela das Carrancas.

Já fora da vila não deixe também de ir conhecer a fantástica Praia Fluvial da Folgosa, uma das praias fluviais mais bonitas do Centro de Portugal. Se for no verão, tem aqui uma excelente oportunidade para uns refrescantes mergulhos nas águas do Paiva.

Poldras na Praia Fluvial de Folgosa
Dica VagaMundos: já conhece a Serra da Freita e de São Macário? Caso não conheça, acrescente mais uns dias à sua roadtrip pela EN2 e vá conhecer as Montanhas Mágicas do Centro de Portugal. Clique e espreite o nosso Roteiro para visitar a Serra da Freita (e arredores) para dicas e inspiração.
Catedral de Viseu – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

O segundo dia da roadtrip pela Estrada Nacional 2 termina em Viseu, a cidade do lendário Viriato. Para além do seu magnífico património histórico-cultural Viseu tem museus extraordinários, flores coloridas em cada recanto, jardins frondosos e alegres para prazenteiros passeios, praças monumentais que convidam à contemplação, uma gastronomia de babar, uma cena criativa expressa nas artes performativas e na street art.

Os locais de visita obrigatória e as experiências a não perder em Viseu são as seguintes:

  • Sé Catedral de Santa Maria
  • Museu Grão Vasco
  • Praça Dom Duarte
  • Praça da República
  • Parque Aquilino Ribeiro
  • Parque do Fontelo
  • Porta do Soar e Porta dos Cavaleiros (as duas sobreviventes das portas das muralhas medievais)
  • Rua Formosa e Rua Direita (ruas antigas mais típicas)
  • Estátua de Viriato e Cava do Viriato
  • Comer um Viriato na Confeitaria Amaral
  • Andar no Funicular de Viseu (se tiver a sorte de o apanhar a funcionar)
Quer mais dicas sobre Viseu? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Viseu.

Onde ficar a dormir no 2º dia

allgo Hostel

Bem no centro histórico, com um preço imbatível e simpatia a condizer, o allgo Hostel não tem rival. Ficamos alojados num dos quartos privados deste hostel e só podemos recomendar. A renovação da casa oitocentista resultou num espaço gracioso e moderno, mantendo toda a identidade. Os dormitórios com casa de banho partilhada têm espaço-cama com uma cortina para maior privacidade, equipado com luz e tomada individuais. Disponibiliza ainda uma cozinha partilhada equipada para preparar refeições ligeiras.

Pousada de Viseu

Exclusividade, requinte, identidade e serviços de excelência estão reunidos na Pousada de Viseu. Este hotel de quatro estrelas tem uma ótima relação qualidade-preço. O antigo edifício do século XIX integra quartos espaçosos, insonorizados e aclimatizados, luminosos e de linhas modernas, alguns com varanda e vista cidade. Os serviços incluem piscinas (a interior é aquecida), ginásio, um SPA (sauna, banheira de hidromassagem, banho turco e massagens), um bar e um restaurante que vão despertar o paladar.

Bemyguest

Precisa de mais espaço para a família ou condições para uma estadia independente? Olhe para os charmosos (e centrais) apartamentos e estúdios do Bemyguest – Loft Guest House Jardim das Mães Charming. Uma família de 4 ou um pequeno grupo de amigos vai adorar o espaço e conforto dos apartamentos. Surpreenda a sua cara-metade na sua próxima escapadinha romântica ficando num dos estúdios ou no loft – com mezzanine! O elevador é uma mais-valia.

Clique para ver mais opções de alojamento em Viseu

Roteiro Estrada Nacional 2 – 3º dia (175 km)

Viseu – Santa Comba Dão – Barragem da Aguieira – Penacova – Góis – (Aldeias do Xisto da Serra da Lousã) – Pedrogão Grande – Pedrogão Pequeno – Sertã

Hoje a Estrada Nacional 2 irá levá-lo a atravessar a bela região do Dão Lafões, famosa pelas suas vinhas, e a apaixonante Serra da Lousã, onde cintilam algumas das Aldeias do Xisto mais bonitas de Portugal.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Ponte sobre a ribeira de Santa Comba Dão com a Igreja Matriz como pano de fundo – Guia da Estrada Nacional 2 (N2)

A primeira paragem do dia será em Santa Comba Dão, uma bonita cidade plantada nas margens do rio Dão, famosa por ser a terra natal de António de Oliveira Salazar. Deambule sem pressas pelo seu gracioso centro histórico, passando pelo icónico Rossio (Largo do Município), fazendo um passeio ao longo dos apaixonantes passadiços da ribeira de Santa Comba Dão e visitando a sua Igreja Matriz, o solar brasonado Casa dos Arcos, o Pelourinho e o Miradouro do Outeirinho. Já fora do centro, na outra margem do Dão, não deixe de fazer uma breve paragem para ver, in loco, a casa onde nasceu Salazar, o pai da EN2.

Albufeira Barragem da Aguieira – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

De Santa Comba Dão siga em direção a Penacova. Como já referimos atrás, o troço entre Santa Comba Dão e Penacova é um dos mais complicados da EN2. A construção da Barragem da Aguieira levou a que uma parte da Estrada Nacional 2 tenha ficado submersa e atualmente grande parte do antigo traçado da EN2 é hoje a IP3. Como tal é possível que perca momentaneamente a Estrada Nacional 2 de vista.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Livraria do Mondego

Os principais pontos de interesse entre Santa Comba Dão e Penacova são a admirável Albufeira da Barragem da Aguieira e a Livraria do Mondego, um monumento natural que o tempo esculpiu ao longo de milhões de anos e que faz lembrar livros dispostos verticalmente numa estante.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Fantástica vista do Mirante Emydgio da Silva em Penacova – Guia da Estrada Nacional 2 (N2)

Uma vez em Penacova, não deixe de subir ao Mirante Emydgio da Silva e ao Penedo do Castro para usufruir de fantásticas vistas sobre a vila e o rio Mondego. Se vir que tem tempo, recomendamos que rume até à vila de Lorvão para visitar o Mosteiro de Lorvão. Dista apenas 8 km de Penacova e, em nossa opinião, vale a pena o desvio.

Nota: as marcas dos violentos fogos que varreram Portugal em 2017 estão bem presentes nesta zona do Centro de Portugal. É desolador! Aos poucos a natureza vai recuperando, mas ainda vai demorar alguns anos até que a vegetação recupere todo o esplendor de outrora.
Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Ponte Real sobre o Rio Ceira em Góis – Guia da Estrada Nacional 2 (N2)

Continue a sua roadtrip pela Estrada Nacional 2 rumando até Góis, a porta de entrada da EN2 na Serra da Lousã. O monumento mais emblemático da vila de Góis é a sua imponente Ponte Real, mas são igualmente dignos de destaque a sua Igreja Matriz (onde se encontra o imponente túmulo de D. Luís da Silveira), os Paços do Concelho e a fantástica Praia Fluvial da Peneda, que convida a banhos nos dias quentes de verão.

Dica VagaMundos: quer desfrutar das melhores vistas panorâmicas de Góis? Então faça um pequeno desvio da Estrada Nacional 2 e suba à Capela do Castelo à saída de Góis. As vistas são arrebatadoras!
Aldeia de Xisto da Pena com os Penedos de Góis como pano de fundo

De Goís a Estrada Nacional 2 segue em direção a Pedrogão Grande atravessando uma parte da Serra da Lousã. Mas nós, mais uma vez, recomendamos que faça um pequeno desvio à rota. Desta feita para ir conhecer os imponentes Penedos de Góis e quatro das sedutoras Aldeias do Xisto da Serra da Lousã, mais concretamente Comareira, Aigra Nova, Aigra Velha e Pena (esta é a ordem pela qual as deve visitar para maximizar o tempo de viagem).

Dica VagaMundos: se ainda não conhece a Serra da Lousã e puder acrescentar mais um dia ou dois ao seu roteiro pela Estrada Nacional 2, não hesite em ir conhecer uma das serras mais apaixonantes de Portugal. Clique e espreite o nosso Roteiro da Serra da Lousã para conhecer os seus principais segredos.
Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Ponte Filipina com a Barragem do Cabril como pano de fundo – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Uma vez chegado a Pedrogão Grande terá à sua espera a bonita Albufeira da Barragem de Cabril. Logo após a barragem a EN2 irá conduzi-lo até Pedrogão Pequeno, uma linda Aldeia do Xisto que recebeu o epíteto de Joia da Beira.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar | Roadtrip Portugal de Norte a Sul
Igreja Matriz de Pedrogão Pequeno

O que distingue Pedrógão Pequeno das restantes Aldeias do Xisto é que aqui o xisto esconde-se sob rebocos brancos pincelados de granito. Não deixe de visitar a sua histórica Igreja Matriz, que pertenceu à Ordem de Malta, o seu Pelourinho e a majestosa Ponte Filipina sobre o rio Zêzere.

Ponte Filipina da Sertã – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

O dia de hoje termina na pacata vila da Sertã. Entre os vários pontos de interesse da vila destacamos o Castelo da Sertã, o edifício dos Paços do Concelho, a Igreja Matriz de São Pedro, a Praia Fluvial da Ribeira Grande e a Ponte Filipina da Sertã, também conhecida pelo nome de Ponte da Carvalha ou Ponte Velha.

Onde ficar a dormir no 3º dia

Convento Da Sertã Hotel

A conversão do convento num hotel de 4 estrelas reserva-lhe surpresas incríveis. Para além da expetável categoria, conforto e qualidade de serviços, o Convento da Sertã Hotel tem (imagine só) uma piscina de água salgada. Acolhimento, simpatia e profissionalismo dos funcionários merecem aplausos. No restaurante servem Maranho ou Bucho Recheado, a oportunidade bem-vinda de provar iguarias raras da região. De manhã terá um pequeno-almoço fantástico à sua espera no restaurante ou, se preferir, servido no seu quarto. Acima da média.

Hotel Da Montanha

Encurtando a etapa do dia em 15 km, terminando em Pedrogão Pequeno em vez de na Sertã, o Hotel da Montanha é uma boa opção onde ficar alojado. Mime-se neste hotel 4 estrelas. Afinal, bem merece. Piscina interior aquecida, Spa e centro de bem-estar, centro fitness e court de ténis, restaurante de inspiração regional e toque moderno, salão de chá com infusões do mundo, pequeno-almoço muito bom, piscina exterior e terraço panorâmico com vistas soberbas para o Rio Zêzere e a Albufeira da Barragem do Cabril… Convidativo, não?

Clique para ver mais opções de alojamento na Sertã

Roteiro Estrada Nacional 2 – 4º dia (143 km)

Sertã – Centro Geodésico de Portugal – Vila de Rei – (Penedo Furado) – Abrantes – Ponte de Sor – Montargil – Mora

Hoje é dia de se despedir das ondulantes montanhas do Centro de Portugal e dizer “olá” às extensas planícies do Alentejo. E para uma despedida em grande, abrimos o quarto dia da roadtrip pela Estrada Nacional 2 rumando até ao Picoto da Melriça, onde se encontra o Centro Geodésico de Portugal, que assinala, com pompa e circunstância, o Centro de Portugal.

Centro Geodésico de Portugal

Do alto dos seus 600 metros somos brindados com paisagens verdadeiramente esmagadoras. Em dias de boa visibilidade, até é possível avistar a Serra da Lousã e a Serra da Estrela. Panoramas à parte, pode ainda visitar o Museu da Geodesia e obter o simbólico carimbo do centro do país no seu Passaporte da EN2.

Do Centro Geodésico de Portugal são apenas um par de quilómetros até chegar a Vila de Rei, a segunda paragem do dia. Os principais atrativos desta vila, que já foi pertença da Ordem dos Templários, são a sua Igreja Paroquial, a Casa do Capitão Mor, e as Capelas da Misericórdia e da Senhora da Guia.

Vila de Rei
Dica VagaMundos: se vir que o tempo não escasseia, dê um saltinho à Aldeia do Xisto de Água Formosa, idilicamente edificada entre a Ribeira da Corga e a Ribeira da Galega. O desvio que terá de fazer da EN2 é de somente 8 km (16 km ida e volta).
Cascata do Penedo Furado

De Vila de Rei a Estrada Nacional 2 segue rumo a Abrantes, mas nós desafiamo-lo a fazer mais um desvio. Avisamos de antemão que este vai ser mesmo muito difícil de resistir. É que, a uns meros 6 km de Vila de Rei, escondem-se dois dos tesouros naturais mais bonitos do Centro de Portugal: a Praia Fluvial e a Cascata do Penedo Furado.

Como se não bastasse, a mão do homem ainda lhe acrescentou os fantásticos Passadiços do Penedo Furado. Da praia até à cascata são apenas 700 metros (1,4 km ida e volta), logo, o percurso não demora mais do que uns 20 minutos. Vale mesmo a pena! Para mais informações leia o nosso artigo dedicado ao Penedo Furado.

Dica VagaMundos: quer acrescentar mais uns dias à sua roadtrip pela Estrada Nacional 2? Então aproveite a sua passagem por esta região e visite também Tomar, a Barragem de Castelo de Bode, a aldeia templária de Dornes, Constança e o lendário Castelo de Almourol. E se gosta de uma boa caminhada não deixe de fazer o trilho Vigia do Zêzere. As vistas sobre a albufeira da Barragem de Castelo de Bode são de cortar a respiração!
Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar
Vista do Castelo de Abrantes – Guia Estrada Nacional 2 (N2)

Penedo Furado visitado, volte à EN2 e siga diretamente para Abrantes, onde o espera mais uma mão cheia de atrativos. O ponto mais alto (literalmente) de uma visita a Abrantes são as fantásticas vistas do seu altaneiro castelo. A seus pés corre placidamente o rio Tejo. De um lado, as serras do centro de Portugal acenam-lhe em jeito de despedida. Do outro, as planícies e os montados alentejanos piscam-lhe sedutoramente o olho. Apaixonante!

Mas não se fique apenas pelo seu castelo. Visite também as Igrejas de São Vicente, São Batista e da Misericórdia, os Conventos da Nossa Senhora da Esperança e de São Domingos, o Paço Real, a Casa da Câmara Municipal e a Casa Falcão.

Zona Ribeirinha de Ponte de Sôr

Abrantes visitada é hora de atravessar o rio Tejo e seguir em direcção a Ponte de Sor. A partir daqui as curvas da Estrada Nacional 2, omnipresentes desde o Vale do Douro, dão lugar às famosas retas do Alentejo. É uma mudança de paisagem brutal, prova inequívoca da enorme diversidade paisagística de Portugal.

Uma vez em Ponte Sor, faça um pequeno passeio pelo centro histórico onde encontra várias obras de street art, e pela sua aprazível zona ribeirinha. Os monumentos de maior destaque desta cidade Alentejana são a Igreja Matriz e a Igreja da Misericórdia.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarDepois de Ponte de Sor irá percorrer um dos troços da EN2 mais bonitos do dia. Até chegar à Barragem de Montargil, a Estrada Nacional 2 segue paralela à sua maravilhosa albufeira, muitas das vezes ladeada por frondosas árvores que formam como que um túnel natural. É irresistível fazer um par de paragens para desfrutar da beleza e tranquilidade destas paragens.

O 4º dia do nosso roteiro pela Estrada Nacional 2 aproxima-se do seu fim, mas ainda há tempo para conhecer uma das maiores pérolas do Alentejo, o Parque Ecológico do Gameiro. Para lá ir terá de fazer um pequeno desvio da EN2, mas não vai dar por mal empregue o tempo.

Passadiços do Gameiro

À sua espera tem o fantástico Fluviário de Mora, um dos maiores aquários da Europa dedicado aos ecossistemas de água doce. Somam-se a esbelta Praia Fluvial do Gameiro e os Passadiços do Gameiro. Para mais informações leia o nosso artigo dedicado ao Parque Ecológico do Gameiro.

Do parque até Mora é literalmente um saltinho. Se ainda chegar a horas decentes, aproveite para dar um passeio pelas ruelas da vila e fazer uma visita à sua Igreja Matriz e Igreja da Misericórdia.

Dica VagaMundos: se não conhece bem esta região do Alentejo e quiser estender em mais um dia o seu roteiro pela Estrada Nacional 2, sugerimos que alargue a sua estadia em Mora (ou arredores) por mais um dia e faça um tour circular passando por Pavia, Évoramonte, Estremoz, Avis e Barragem do Maranhão. É garantia de um dia em cheio!

Onde ficar a dormir no 4º dia

Hotel Solar dos Lilases

Se quiser ficar mesmo no centro de Mora, o Hotel Solar dos Lilases é a melhor aposta. O hotel, que é no fundo um solar do século XIX primorosamente decorado, oferece quartos muito confortáveis, um bom pequeno-almoço e tem uma vista estupenda sobre Mora. Também não falta uma agradável piscina para se refrescar nos dias quentes de verão.

Casas de Romaria

Pode alugar um estúdio ou uma pequena vila nas Casas de Romaria. Este típico alojamento alentejano fica situado na castiça e tranquila aldeia de Brotas e tem tudo o que é preciso para relaxar depois de um dia em cheio a percorrer a Estrada Nacional 2. Para além da simpatia dos anfitriões, destacamos ainda a agradável piscina exterior e o pequeno-almoço onde nunca faltam os deliciosos produtos regionais.

Lago Montargil & Villas

Se quiser encurtar um pouco a etapa do dia, sugerimos que fique alojado no Lago Montargil & Villas, o nosso alojamento favorito desta região. É um pouco mais caro que as outras duas opções, mas se reservar com antecedência pode conseguir excelentes negócios. E acredite que merece o investimento. Os quartos são super luxuosos, o pequeno-almoço é delicioso e tem uma piscina e um spa fantásticos. A relação qualidade-preço é, simplesmente, estupenda.

Clique para ver mais opções de alojamento em Mora

Roteiro Estrada Nacional 2 – 5º dia (154 km)

Mora – Brotas – Ciborro – Montemor-o-Novo – Santiago do Escoural – (Anta de São Brissos) – Alcáçovas – (Viana do Alentejo) – Torrão – Ferreira do Alentejo

Hoje a rota da Estrada Nacional 2 irá conduzi-lo por algumas das localidades mais autênticas (e desconhecidas) do nosso Alentejo. Prepare-se para ser surpreendido!

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarA cidade que se segue na sua roadtrip pela EN2 é Montemor-o-Novo, mas pelo caminho não deixe de fazer uma breve paragem na castiça aldeia de Brotas, para visitar o belo Santuário de Nossa Senhora de Brotas. Programe paragem ainda na aldeia de Ciborro, onde se encontra o simbólico marco que assinala o Quilómetro 500 da Estrada Nacional 2.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarEm Montemor-o-Novo espera-o a primeira grande surpresa do dia: as impressionantes ruínas do Castelo de Montemor onde, reza a história, terá sido ultimada a Travessia Marítima para a Índia de Vasco da Gama. Os marcos mais emblemáticos do castelo são as Portas da Vila e de Santarém, o brasão manuelino da Casa da Guarda, as Torres da Má-Hora e do Relógio, o Convento de Nossa Senhora da Saudação, as Igrejas de São João Batista, Santa Maria do Bispo e São Tiago e o Paço dos Alcaides ou Paço Real.

Depois da autêntica viagem no tempo que é deambular pelas gigantescas ruínas do Castelo de Montemor, desça à cidade e visite também a Praça da República, o Largo dos Paços do Concelho, a Igreja Matriz, o Chafariz do Besugo e a Igreja da Misericórdia, com o seu emblemático portal manuelino.

De Montemor-o-Novo avance em direção a Santiago do Escoural, localidade que se tornou famosa após a descoberta da Gruta do Escoural, que terá servido de casa aos nossos antepassados, como atestam os inúmeros vestígios de gravuras e pinturas rupestres paleolíticas que se encontram nas suas paredes.

Atenção: a Gruta do Escoural só pode ser visitada mediante marcação prévia no Centro Interpretativo do Escoural, preferencialmente com uma antecedência igual ou superior a 24 horas. Pode marcar a sua visita enviando um email para grutadoescoural@cultura-alentejo.pt ou ligando para o seguinte número 266 857 000.
Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento

E é precisamente em Santiago do Escoural que lhe vamos sugerir o primeiro desvio do dia. Desta feita para ir conhecer a Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento, também conhecida por Anta de São Brissos, um dos monumentos megalíticos mais sui generis de Portugal. Como o próprio nome indica, após a cristianização do território, a Anta foi convertida numa singular capela. Merece visita!

Dica VagaMundos: da Anta-Capela de Nossa Senhora do Livramento até ao Cromeleque dos Almendres, são aproximadamente 30 minutos de viagem (1 hora ida e volta). Se ainda não conhece o Stonehenge português, e vir que tem tempo, dê lá um saltinho.
Igreja Matriz do Salvador de Alcáçovas

Anta visitada, regresse à Estrada Nacional 2 e rume até à vila de Alcáçovas onde se encontra o histórico Paço dos Henriques que serviu de residência real no século XIV e onde foi assinado o Tratado das Alcáçovas, a 4 de Setembro de 1479, colocando fim à Guerra da Sucessão de Castela. Para além do paço, chamamos a sua atenção para a altiva Igreja Matriz do Salvador de Alcáçovas e para o Museu do Chocalho, um hino à arte chocalheira.

Castelo de Viana do Alentejo

De Alcáçovas a EN2 segue em direcção a Torrão, mas nós vamos desencaminhá-lo para mais um detour. Por esta altura já percebeu que o nosso roteiro pela Estrada Nacional 2 é tudo menos uma linha reta. Desta feita o desvio será até Viana do Alentejo, onde mais dois tesouros do Alentejo se escondem: o admirável Santuário da nossa Senhora D’Aires e o sublime Castelo de Viana do Alentejo que alberga a belíssima Igreja Matriz, de influência mudéjar e manuelina.

Após a visita retome a Estrada Nacional 2 e rume, então, até Torrão, a princesa do rio Xarrama. Entre os muitos locais de interesse de Torrão destacamos a Anta do Torrão, no Monte da Tumba, a Ponte da Calçadinha Romana, a Igreja Matriz, o Convento de São Francisco, o Palácio dos Viscondes do Torrão, a Igreja da Misericórdia, a Ermida Nossa Senhora do Bom Sucesso e a Albufeira de Vale de Gaio, que se consegue avistar desde Torrão.

Albufeira de Vale de Gaio – Guia Estrada Nacional 2 (N2)
Dica VagaMundos: entre Viana do Alentejo e Torrão pode ainda aproveitar para visitar a bela vila de Alvito (a Igreja Matriz, e o seu Castelo, que é atualmente uma Pousada de Portugal, são maravilhosos) e a Albufeira da Barragem de Odivelas (tem um parque de merendas estupendo,  perfeito para fazer um picnic). Se vir que tem tempo, não hesite em acrescentar mais estas duas paragens ao seu roteiro pela Estrada Nacional 2.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarO 5º dia do roteiro pela Estrada Nacional 2 encerra na vila de Ferreira do Alentejo, que tem como monumento mais icónico a cilíndrica Capela do Calvário. Para além da capela visite também a Igreja Matriz, a Igreja da Nossa Senhora da Conceição, o Solar dos Viscondes, o Palacete de João Carlos Infante Passanha e a Casa do Vinho e do Cante, na antiga Taberna Zé Lélito.

Onde ficar a dormir no 5º dia

Monte Chalaça

Não é chalaça nenhuma dizer que ficar alojado no Monte Chalaça é uma experiência rural completa. Num ambiente tranquilo dum típico monte alentejano, aborrecimento é coisa inexistente. Espaço infantil, kids room, piscina, jardim, quinta com animais entretém os miúdos durante horas. Restaurante, aulas de pintura e culinária, tours de jeep para entreter os graúdos. Vai ter que regressar com mais tempo para desfrutar de tudo.

Trendy and Luxe Bed & Breakfast

Superando o expectável dum bed & breakfast, o Trendy and Luxe Bed & Breakfast apresenta um luxo surpreendente num ambiente tipicamente alentejano. Cada recanto da quinta cativa com pormenores de bom gosto. A envolvente criada neste espaço é singular. Uma harmonia perfeita entre a natureza, o rústico e a tranquilidade. A acrescentar à simpatia e amabilidade dos donos, que nos fazem sentir em casa… A Thelma e a Luoise dão também as boas-vindas em troca dumas festas nas orelhas compridas.

Clique para ver mais opções de alojamento em Ferreira do Alentejo

Roteiro Estrada Nacional 2 – 6º dia (147km)

Ferreira do Alentejo – Ervidel – Aljustrel – Castro Verde – Almodôvar – Ameixial – São Brás de Alportel – Estoi – Faro

E eis que chegamos à derradeira etapa do nosso roteiro pela Estrada Nacional 2. O momento mais alto do dia (para além da chegada a Faro) será a mítica travessia da Serra do Caldeirão. Mas antes a rota da EN2 ainda o vai conduzir por mais uma série de locais mágicos do nosso Alentejo.

Comece o último dia da sua roadtrip pela Estrada Nacional 2 rumando até Aljustrel. Pelo caminho, tempo para uma breve paragem na aldeia de Ervidel para visitar a sua bela Igreja Matriz e ter um primeiro vislumbre da Albufeira da Barragem do Roxo.

Uma vez em Aljustrel, recomendamos uma visita à Igreja Matriz de São Salvador donde pode subir o escadório até à altaneira Ermida de Santa Maria do Castelo e ao que resta das ruínas do castelo. Depois, é pegar no carro e explorar o Parque Mineiro de Aljustrel.

De Aljustrel é um saltinho até à histórica vila de Castro Verde, que tem como principais pontos de interesse a imponente Basílica Real da Nossa Senhora da Conceição, a Igreja das Chagas do Salvador e o Museu da Lucerna, que guarda um interessante espólio de lucernas romanas, descobertas na pequena localidade de Santa Bárbara dos Padrões.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarE por falar em pequena localidade sugerimos-lhe que faça um pequeno desvio da EN2 e vá conhecer a singela Ermida de São Pedro das Cabeças, idilicamente plantada no alto do Cerro de São Pedro das Cabeças e com a vastidão das planícies alentejanas a seus pés. Para além da incontestável beleza do local há quem diga que foi aqui o palco da lendária batalha de Ourique, uma honra pelo qual várias localidades ainda hoje se digladiam, sendo as mais aguerridas Vila Chã de Ourique, no concelho do Cartaxo, e a vila de Ourique, vizinha de Castro Verde.

Ponte Medieval sobre a Ribeira de Cobres em Almodôvar

Retomando a EN2, rume até Almodôvar, a última paragem por terras alentejanas do nosso roteiro pela Estrada Nacional 2. Entre os vários locais merecedores de visita em Almodôvar destacamos o belo Convento de Nossa Senhora da Conceição, a imponente Igreja Matriz, a secular Ponte Medieval sobre a Ribeira de Cobres e o curioso Museu da Escrita do Sudoeste Almodôvar (MESA).

Paisagem da Serra do Caldeirão

Está na hora de dizer adeus às planícies alentejanas e de abraçar, sem medos, as 365 curvas da Serra do Caldeirão. Sim, não nos enganamos são mesmo 365, uma por cada dia do ano. É uma entrada em grande no Algarve!

Os “vertiginosos” 60 km que separam Almodôvar e São Brás de Alportel são inclusivamente um dos troços mais épicos da Estrada Nacional 2, tendo sido classificado como Rota Património em 2003. São curvas e contracurvas para dar e vender, sempre com as brutais paisagens da Serra do Caldeirão como pano de fundo. Se ainda tinha a ideia de que o Algarve é só praia, depois de atravessar o barrocal algarvio vai mudar radicalmente de opinião.

Os pontos mais emblemáticos entre Almodôvar e São Brás de Alportel são a Ribeira do Vascão, fronteira natural entre o Alentejo e o Algarve, a pacata aldeia de Ameixial, palco de um dos melhores Walking Festivals de Portugal e o incontornável Miradouro da Serra do Caldeirão.

Ameixial

São Brás de Alportel está literalmente localizada entre a serra e o mar e é guardiã de um riquíssimo património histórico. Os nossos destaques vão para o Palácio Episcopal, para a Igreja Matriz, para os Paços do Concelho e para o Museu do Trajo do Algarve. Para desfrutar de umas fantásticas vistas sobre a Serra do Caldeirão e sobre a costa algarvia, dê um saltinho ao Miradouro do Alto da Arroteia.

Igreja Matriz de São Brás de Alportel
Dica VagaMundos: se puder acrescentar mais um dia à sua roadtrip pela Estrada Nacional 2 sugerimos visitar Loulé e alguns dos recantos naturais mais bonitos do Barrocal Algarvio, como sejam a Fonte Benémola e a Cascata de Alte. Para mais informações espreite o 3º dia do nosso roteiro para visitar o Algarve.
Palácio do Visconde de Estói

Faro, o destino final da rota da Estrada Nacional 2 está mesmo ao virar da esquina. Mas pelo caminho sugerimos-lhe ainda uma paragem em Estoi, para visitar o charmoso Palácio do Visconde de Estói e as impressionantes ruínas Romanas de Milreu.

Catedral de Faro

Uma vez em Faro, e depois da fotografia da praxe junto à novíssima Rotunda do km 738 da Estrada Nacional 2 (o último da EN2), não deixe de visitar os seguintes locais:

  • Sé Catedral de Faro
  • Praça D. Afonso III
  • Arco da Vila
  • Arco do Repouso
  • Igreja de São Pedro
  • Igreja do Carmo e Capela dos Ossos de Faro
  • Igreja de São Francisco
  • Teatro Lethes
  • Marina de Faro
Praia da Ilha de Faro

Para fechar com chave de ouro a sua roadtrip pela Estrada Nacional 2, nada como dar um saltinho até à linda Ilha de Faro para assistir a um mágico pôr-do-sol. É o final perfeito de uma viagem épica!

Dica VagaMundos: depois de uma viagem por Portugal de norte a sul nada como uns dias a relaxar numa das praias paradisíacas do Algarve. Clique e espreite o nosso artigo com as Melhores Praias do Algarve. Vai seguramente encontrar uma que tem mesmo a sua cara.

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitar

Onde ficar a dormir no 6º dia

Eva Senses Hotel

O hotel 4 estrelas Eva Senses Hotel promete “conforto sofisticado na capital do Algarve”. E cumpre! Luxo acessível que não descura nenhum pormenor do conforto dos hóspedes. Localização muito central, um rooftop bar com piscina exterior e vistas para a marina que são uma delícia.

Aqua Ria Boutique Hotel

Tem acomodações modernas e elegantes na Rua de Santo António, a rua comercial de Faro, mas com muita tranquilidade no interior. O hotel boutique tem um ambiente confortável, com detalhes de requinte que se destacam. Aqua Ria Boutique Hotel tem quartos modernos, com produtos de higiene da Saboaria Portugueza (um toque atencioso), e um pequeno-almoço delicioso.

Sunlight House

Mais económico, o Sunlight House é um B&B mesmo à beirinha do centro histórico de Faro que se caracteriza pela ambiência perfeita uma escapadinha romântica. Todos os pormenores mostram cuidado e estima duma decoração de inspiração kitsch com bom gosto, sem exageros e muito harmoniosa para o objetivo: puro e santo descanso.

Clique para ver mais opções de alojamento em Faro

Roteiro Estrada Nacional 2 em 5 dias

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarSó tem 5 dias para percorrer a EN2? Sugerimos que mantenha os dois primeiros dias iguais aos do roteiro de 6 dias pela Estrada Nacional 2 e que condense os 4 últimos dias em 3.

Pode parecer estranho fazer tão poucos quilómetros nos primeiros dois dias em comparação com os restantes, mas tem duas razões de ser: o troço entre Vila Real e Lamego é muito sinuoso (logo, lento) e é nesta secção da EN2 que encontra a maioria das cidades de maior dimensão (logo, mais morosas de visitar).

Abaixo encontra a nossa sugestão de divisão para um roteiro de 5 dias pela Estrada Nacional 2, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 6 dias da EN2:

(Clique nos nomes das localidades finais de etapa para ver as melhores opções de alojamento)

Roteiro Estrada Nacional 2 em 4 dias

Roteiro Estrada Nacional 2 (EN2): Guia com o que visitarSe só tem 4 dias para percorrer a Estrada Nacional 2, terá de limitar consideravelmente as paragens que sugerimos no roteiro de 6 dias. Ainda assim, é perfeitamente possível percorrer a totalidade da EN2. Menos do que 4 dias é que não recomendamos de todo, exceção feita a quem só pretenda o prazer puro da condução. Nesse caso vale sempre a pena. A nossa sugestão de divisão para um roteiro de 4 dias pela Estrada Nacional 2 é a seguinte:

(Clique nos nomes das localidades finais de etapa para ver as melhores opções de alojamento)

Outros roteiros de carro por Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.