Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

Ilha de Ons | Galiza: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

Guia completo para visitar a Ilha de Ons, com toda a informação prática para organizar a sua excursão, dicas para saber como se deve preparar antes da sua viagem e um roteiro com o que ver e fazer (melhores trilhos, praias e miradouros) na única ilha habitada do Parque Nacional das Ilhas Atlânticas da Galiza.

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

Ainda na dúvida se vale a pena visitar a Ilha de Ons? Se busca um destino de natureza ainda selvagem, a nossa resposta é um inequívoco “sim”. Inclusivamente, achamos que visitar a ilha de Ons é uma excelente ideia como complemento ou em alternativa às turísticas Ilhas Cíes, o lugar mais visitado do Parque Nacional Marítimo-terrestre das Ilhas Atlânticas da Galiza, uma reserva natural protegida criada em 2002, e um dos poucos paraísos naturais virgens que nos restam na Terra.

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

Sempre na sombra das Ilhas Cíes, a Ilha de Ons tem lentamente conseguido captar a atenção dum público cada vez mais abrangente, e cada vez mais numeroso. A beleza das suas paisagens e o fácil acesso encarregaram-se de a tornar num dos destinos mais cobiçados da Galiza. Visitar a ilha de Ons é a oportunidade perfeita para total imersão na natureza no seu estado mais puro, percorrendo trilhos entre flora e fauna singulares, falésias com vistas de cortar a respiração e praias virgens de sonho.

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

Para que o seu sonho de visitar a Ilha de Ons não se torne num pesadelo, montamos este guia completo para preparar a sua viagem, com dicas e toda a informação prática sobre quando visitar, como ir, regras e condições de acessso, o que ver e fazer e onde ficar alojado.

Na preparação da sua viagem para visitar a Ilha de Ons, sugerimos que leia também os seguintes artigos:

Guia completo para visitar a Ilha de Ons – Galiza

Onde fica a Ilha de Ons?

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar

A Ilha de Ons fica situada na entrada da Ría de Pontevedra. É a maior ilha do Arquipélago das Ilhas de Ons, em conjunto com a ilha de Onza e vários ilhéus menores. Juntamente com as Ilhas Cíes, Sálvora e Cortegada, formam o Parque Nacional Marítimo-terrestre das Ilhas Atlânticas da Galiza.

Como se caracteriza a Ilha de Ons?

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar
Praia Canexol – Visitar Ilha de Ons

A Ilha de Ons tem quase 6 km de extensão e 1,3 km de largura (max.). A linha de costa virada a leste é perfilada por areais que constituem algumas das melhores praias insulares da Galiza (Canexol, das Dornas e Melide), razão por que muitos vão visitar a Ilha de Ons na época balnear.

Já a costa virada a oeste é extremamente agreste, com condições de vento e mar propícias à formação de escarpas e alcantilados abruptos, furnas e grutas marinhas, farelhões e escolhos. Estas paredes quase verticais estão cheias de vida, sendo lar de espécies de aves e espécies submarinas protegidas dado o elevado grau de nutrientes das águas profundas do lado ocidental. Ao contrário das Ilhas Cíes, a Ilha de Ons tem fontes e cursos de água doce que permitiram o surgimento duma maior biodiversidade de flora e fauna.

Quando visitar a Ilha de Ons?

É essencial saber quando visitar a Ilha de Ons numa viagem independente (ou seja, sem recorrer a excursões guiadas). Neste modelo de viagem e usando o serviço regular de transporte marítimo, a Ilha de Ons só pode ser visitada :

  • Diariamente nos 9 dias que antecedem e incluem a Páscoa (ou seja, durante a Semana Santa)
  • Diariamente entre 1 de julho e 31 de agosto
  • Nos fins-de-semana de junho

Fora destas épocas, só poderá visitar a ilha de Ons recorrendo a excursões guiadas privadas que algumas companhias náuticas disponibilizam em datas específicas.

Embora qualquer altura seja boa para se aventurar neste paraíso imperdível da Galiza, há algumas alturas do ano que serão mais agradáveis do que outras dependendo das condições climatéricas.

  • Época alta: entre os meses de junho e agosto é a época mais movimentada, quando há mais turismo e quando as companhias de navegação operam mais frequentemente e a partir de mais portos.
  • Época Média (shoulder season): os meses de maio e setembro recebem muito menos viajantes, logo, consideramos serem a altura perfeita para visitar a Ilha de Ons, uma vez que é quando os barcos começam a operar regularmente e o tempo é normalmente estável.
  • Época baixa: no resto dos meses, a frequência dos barcos é consideravelmente reduzida, pelo que pode ser a época do ano menos aconselhável para visitar a Ilha de Ons. Além disso, as temperaturas descem consideravelmente, o que significa que o tempo tende a ser instável, e banhos é coisa impensável.

Como ir visitar a Ilha de Ons?

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar
Enseada de Caniveliñas – Visitar Ilha de Ons

Se quer visitar a Ilha de Ons, saiba que há alguns pré-requisitos e logística prévia a tratar.

Mas não se apoquente que vamos fornecer-lhe toda a informação e explicar-lhe passo a passo como deve preparar a sua viagem independente para visitar a ilha de Ons.

A única forma de chegar à ilha de Ons é de barco, quer seja numa viagem independente usando as companhias de navegação que fazem as viagens regulares, numa visita guiada ou até mesmo de barco privado ou alugado (tem que solicitar autorização administrativa de navegação à Xunta de Galicia).

Para proteger e garantir a preservação do meio ambiente, foram implementadas regras e restrições de acesso ao Parque Nacional das Ilhas Atlânticas da Galiza. Um deles é acesso diário limitado, que atualmente é de 1300 visitantes por dia (e 209 autorizações de pernoita no parque de campismo autorizado).

É possível pernoitar na Ilha de Ons num dos (pouquíssimos) alojamentos locais ou em regime de campismo. Chamamos a sua atenção que só pode acampar no parque de campismo autorizado (o campismo selvagem é expressamente proibido).

Como as vagas de visita e pernoita em Ons são muito limitadas, durante os meses de verão esgotam muito rapidamente. Por conseguinte, para garantir o seu acesso à ilha, é aconselhável “tratar da papelada” com bastante antecedência relativamente à data em que pretende realizar a visita. Fique ciente que, por vezes, só com 45 dias de antecedência é que os dados de “ocupação diária” poderão estar disponíveis no site da Xunta de Galicia onde são realizadas as solicitações da autorização de visita.

De forma sumária, eis como deverá proceder:

  • Escolher a data da sua visita
  • Consultar a página da Xunta de Galicia para saber a ocupação diária atualizada, para confirmar se ainda há a(s) vaga(s) que precisa para a sua data
  • Visitar os sites da navieras para saber horários e preços
  • Escolher o horário de ida e volta que lhe seja mais conveniente
  • Solicitar a autorização de visita à ilha de Ons na página da Xunta de Galicia
  • Comprar o(s) bilhete(s) de barco numa naviera autorizada

Como solicitar a autorização de visita à Ilha de Ons?

As autorizações administrativas para visitas de 1 dia à ilha de Ons são gratuitas e devem ser solicitadas, para o dia que deseja visitar Ons, à Xunta de Galicia através deste link:

https://autorizacionillasatlanticas.xunta.gal/illasr/inicio

Depois de selecionar a opção “visitantes” da secção Ilha de Ons, terá preencher os campos obrigatórios com a informação solicitada nos quatro passos do processo para obter a autorização:

  • dados da reserva,
  • dados da pessoa solicitante,
  • dados das pessoas visitantes (se for acompanhado, deve indicar os dados de cada visitante que vai entrar na ilha, registrando os nomes, apelidos, números de documentos de identificação, sexo e data de nascimento de cada passageiro)
  • e confirmação.

Certifique-se que preenche corretamente o seu contacto de email pois este é crucial para que lhe seja enviado, um “código de pré-reserva provisório” (uma vez que se trata de um código que só tem validade de duas horas).

Esta autorização é pessoal e intransmissível, contendo um código de controlo, QR, um número de autorização, a data, o nome e apelidos do visitante. Este é o código que precisa para comprar os bilhetes de barco. Alem disso, é o código deverá apresentar assim que chegar à ilha, por isso, é muito importante que leve a autorização descarregada no telemóvel ou impressa, pois será controlado à entrada na ilha.

Pode anular a autorização até 15 dias antes da viagem.

Clique para solicitar a autorização administrativa gratuita para visitar a Ilha de Ons.

Como comprar o bilhete de barco para a ilha de Ons?

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficarDeve, de seguida reservar o seu bilhete de barco com antecedência. As companhias de navegação mais conhecidas são: Mar de OnsPiratas de Nabia e Cruceros Rías Baixas.

Há linhas marítimas regulares nos meses de verão e na Páscoa que saem de vários portos da costa da Galiza, a saber:

  • Sanxenxo
  • Portonovo
  • Bueu
  • Combarro
  • Vigo
  • Pontevedra

O trajeto demora cerca de 40 minutos saindo de Sanxenxo, Portonovo e Bueu, cerca de 50 minutos do porto de Combarro e pouco mais de uma hora a partir de Vigo ou de Pontevedra.

Visitar a Ilha de Ons numa excursão/tour organizado

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar
Praia Area dos Cans, uma das melhores praias da ilha de Ons

Como visitar a ilha de Ons exige planeamento e a logística pode ser laboriosa, pode preferir fazer uma excursão de dia inteiro reservando o barco através da Civitatis, com a vantagem de serem eles próprios a processar a autorização de entrada com os dados que fornecer. Desta forma também garante a sua visita na data que pretende. Totalmente stress free!

Pode reservar o barco (com autorização incluída) a partir destes portos:

Melhores Praias da Ilha de Ons

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar
Praia Canexol

As praias são uma das grandes atrações e, claro, um dos locais a visitar na Ilha de Ons. Ao longo da ilha encontram-se 5 praias bem conhecidas, praticamente virgens, às quais se pode chegar a pé pelos trilhos habilitados. Aliás, a única forma de locomoção na ilha é a pé.

Praia de Melides

Se vai passar apenas 1 dia na Ilha de Ons e pretende fazer trilhos, recomendamos que escolha apenas uma das praias para curtir o sol e desfrutar dalgumas horas de tranquilidade. Para desfrutar de todas, precisa de pelo menos mais um dia e de ficar alojado na ilha.

Praia Area dos Cans

Abaixo listamos as melhores praias da ilha de Ons para @ ajudar a escolher aquela que tem mesmo a sua cara.

Praia de Melide: este pedaço de paraíso de areia fina e branca e águas azul-turquesa fica situado na zona norte e é conhecida por ser a praia mais bonita da Ilha de Ons. Fica a cerca de 30 minutos a pé da zona do cais, mas se está à espera de uma praia deserta, desengane-se. A sua beleza, o facto de ser uma praia nudista reconhecida e com bandeira azul tem-na tornado famosa sendo cada vez mais popular.

Praia das Dornas: como está localizado perto do cais e da aldeia onde estão todos os serviços da ilha, é uma das mais frequentadas. Espere uma praia pequena, de areia branca grossa e zonas de rocha. Ainda assim, é a melhor praia para um primeiro ou último mergulho nas suas águas cristalinas. Recebe o nome das dornas, as embarcações típicas da ilha, das quais ainda restam alguns exemplares.

Praia Area dos Cans: uns poucos metros logo a sul do cais, surge outro areal, mais extenso e bonito, emoldurado pela vegetação. Por isso, é normalmente uma praia muito movimentada sabendo que o mar é geralmente calmo por estar mais protegida de ventos. Na maré alta, as águas azul-turquesa ganham outra vivacidade que a tornam num encanto.

Praia Canexol: apesar de ficar a meros 15 minutos do cais, esta joia natural ainda em “bruto” está menos lotada de turistas. Ficamos particularmente fans deste areal banhado por águas cristalinas dado o seu frágil complexo dunar com formas rochosas espantosas. Leve o material de snorkeling pois esta área é conhecida pela grande variedade de vida marinha que faz destas rochas a sua casa.

Praia de Pereiró: esta enseada de areia branca e fina é a praia mais distante a sul da aldeia do Curro e fica perto do acampamento juvenil. Tem uma vista desafogada para a Ría de Pontevedra e para a Ría de Aldán de que pode desfrutar quase sozinh@… Mais as gaivotas!

Melhores Trilhos da Ilha de Ons

É difícil resistir à sedução dos banhos de sol estendid@ na areia, mas explorar cada canto da ilha é igualmente tentador. Para nós, o maior chamariz que nos levou a visitar a Ilha de Ons foram os seus magníficos trilhos pela vegetação singular, pelas matas de tojo e giesta de Ons e pelos vestígios das antigas povoações, sempre acompanhados por vistas soberbas (e umas boas dezenas de atrevidas gaivotas!).

Vista do Miradouro de Fedorentos

Amantes da natureza, das caminhadas e da aventura, encontram trilhos fantásticos para satisfazer o apetite nos 4 percursos pedestres da Ilha de Ons. Abaixo encontra uma breve descrição de todos os trilhos da ilha de Ons, assim como a informação prática sobre os mesmos.

Rota do Sul

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficar
Buraco do Inferno

É a rota mais completa e a única que se desenvolve pelo sul da ilha. O primeiro trecho segue paralelo às suaves praias viradas para a Ría de Pontevedra (Area dos Cans, Canexol e Pereiró), passando pela Laxe do Crego (com sepultura antropomórfica medieval cavada na rocha) pelos bairros de Canexol e Pereiró até chegar à ponta sul onde se situa o Miradouro de Fedorentos com vistas para a ilha-irmã de Onza e as Ilhas Cíes ao fundo.

Seguem-se as dramáticas e abruptas falésias do lado oeste, com vistas de cortar a respiração, onde fica o mítico Buraco do Inferno, moldado pela força do Atlântico que alargou a furna ao ponto de furar o teto. Pare, escute e olhe. Chegando à Enseada de Caniveliñas o trilho encaminha para o ponto de partida no bairro de Curro.

Informação prática da Rota do Sul

  • Distância: 6,2 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Centro de Visitantes

Rota do Norte

Esta rota cruza o povoado de Curro e percorre a parte norte da ilha até à praia de Melide para depois virar a oeste e novamente a sul desenvolvendo-se pelas falésias da face atlântica passando pela Ponta Xubenco e a Ponta Liñeiros. É a única rota que acede ao extremo norte da ilha até à Ponta Centolo. Mas esta ponta está vedada entre 1 de abril e 31 de agosto, altura da nidificação e procriação das gaivotas. É a rota mais longa e com maior desnível (100 metros) da Ilha de Ons, talvez por isso a menos frequentada. Exceto no trecho que conduz à Praia de Melide.

Informação prática da Rota do Norte

  • Distância: 8,1 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade Técnica: Moderada a difícil
  • Local de Partida/Chegada: Centro de Visitantes

Rota do Farol

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficarÉ dos trilhos mais populares da ilha de Ons, apenas superada pela Rota do Sul. É um trilho relativamente curto mas com algum desnível (120 metros) que se desenvolve pelo interior da ilha até à Enseada de Caniveliñas e permite aceder ao único farol ainda habitado do parque natural que fica no ponto mais alto da ilha, o emblemático Farol da Ilha de Ons. As vistas panorâmicas são soberbas. É possível combinar a Rota do Farol com uma das rotas anteriores, ou até mesmo com as duas se der bem à perna.

Informação prática da Rota do Farol

  • Distância: 4 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade Técnica: Fácil a moderada
  • Local de Partida/Chegada: Centro de Visitantes

 Rota do Castelo

Ilha de Ons: o que fazer, como ir visitar, praias, trilhos e onde ficarÉ o mais simples e curto dos trilhos da ilha de Ons, com pouco mais de um quilómetro. Por isso, o mais frequentado. Do cais de embarque segue para a Praia de Dornas donde sai um pequeno caminho pela costa oriental até ao miradouro na Ponta do Castelo, onde se encontram as ruínas duma fortificação defensiva do século XIX.

Informação prática da Rota do Castelo

  • Distância: 1,1 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade Técnica: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Centro de Visitantes

Mapa dos 4 trilhos / rotas da Ilha de Ons

Para ter uma ideia da localização espacial e extensão das rotas, deixamos-lhe um mapa em formato PDF (que pode descarregar diretamente clicando aqui) com informação interessante.

 

Onde ficar a dormir numa viagem à Ilha de Ons?

As únicas soluções de alojamento na Ilha de Ons são o parque de campismo (limitado a 209 ocupantes) e alguns alojamentos locais, cuja oferta é muito escassa e cara. Por isso, a melhor maneira de visitar a Ilha de Ons é ficar alojado numa das localidades onde ficam os portos mais próximos (Portonovo, Sanxenxo e Bueu) donde partem as linhas marítimas regulares para a ilha e fazer um tour de barco reservando a viagem de ida e volta no mesmo dia. Indo no primeiro barco de manhã e voltando no último da tarde, terá tempo de desfrutar do espaço natural, comer num dos seus restaurantes e divertir-se na bela praia de Melide.

Nós optamos por visitar a ilha de Ons a partir de Sanxenxo. Escolhemos Sanxenxo em detrimento doutras localidades por ser um dos portos com mais barcos e horários, próximo da ilha, e ter o maior leque de escolha de alojamento, com ofertas para todas as carteiras. Recomendamos vivamente reservar alojamento com cancelamento gratuito, caso os seus planos de viagem sofram alterações.

Abaixo sugerimos os alojamentos em Sanxenxo – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade/preço.

Hotel Carlos I Silgar

Num edifício moderno com quartos repletos de estilo e muito confortáveis, o Hotel Carlos I Silgar tem uma relação qualidade/preço imbatível dentro da sua categoria. Serviços hoteleiros de alto padrão, comodidades de grande qualidade e um pequeno almoço, divinal. Elogiamos particularmente o conveniente estacionamento privado. Pode lá deixar o carro e ir a pé até ao porto (menos de 15 minutos). Assim, livra-se das dores de cabeça de arranjar vaga no porto para o carro na hora de embarcar para a ilha de Ons.

Gran Talaso Hotel Sanxenxo

Surpreenda a sua cara-metade reservando o Gran Talaso Hotel Sanxenxo. Com um excelente spa marinho e uma piscina interior aquecida, os tratamentos de bem estar e beleza são o complemento perfeito para o dia de visita à ilha. Já fica a 20 minutos do porto, mas aproveite o Paseo Maritimo de Sanxenxo ao longo da praia para “temperar” a ocasião com mais uma pitada de romantismo.

Clique para pesquisar alojamento na sua visita à ilha de Ons

O que levar numa visita à Ilha de Ons?

  • Mochila leve e confortável.
  • Roupa leve e fato de banho para desfrutar das maravilhosas praias se visitar a ilha de Ons no verão.
  • Corta-vento (pode dar muito jeito na viagem de barco).
  • Calçado apropriado para caminhadas (se for percorrer os trilhos da ilha, os seus pés vão agradecer).
  • Protetor solar, chapéu e óculos de sol. Mesmo em dias nublados, uma caminhada na Ilha de Ons é sinónimo de escaldão. O sol aqui não brinca em serviço!
  • Leve um saco do lixo. Apesar da ilha dispor de contentores e caixotes de lixo, ao contrário das Ilhas Cíes, queremos aqui deixar um alerta especial para não deixar qualquer resquício de lixo na ilha.
  • Comida e bebida, sobretudo muita água.
  • Uma máquina fotográfica ou um smartphone para registar os melhores momentos das caminhadas.

Onde comer na Ilha de Ons?

Polvo, uma das melhores iguarias que pode comer quando visitar a Ilha de Ons

Na ilha de Ons encontra três estabelecimentos de restauração:

  • Casa Acuña
  • Bar O Pirata
  • Casa Checho

Embora muitos visitantes optem por levar a comida e bebidas consigo, recomendamos que aproveite a oportunidade para comer o tradicional “polvo de Ons” na Casa Acuña, um prato típico ao estilo isleño. Embora o serviço e a rotação de mesas sejam normalmente rápidos, é preferível reservar mesa assim que chegue à ilha (é na aldeia, muito perto do cais), pois normalmente está cheio, especialmente ao meio-dia.

Mapa dos principais locais a visitar na Ilha de Ons


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa dos principais pontos de interesse a visitar na Ilha de Ons.

Outros artigos de Espanha

Melhores Escapadinhas de Espanha | Melhores praias Sul de Espanha | Melhores praias da Galiza | Melhores Praias de CádizMelhores trilhos de EspanhaRoteiro da Andaluzia | Roteiro das Astúrias | Roteiro da Extremadura | Roteiro da Galiza | Roteiro de Maiorca | Roteiro do País BascoRoteiro dos Picos da Europa | Roteiro dos Pueblos Blancos | Roteiro Sierra Nevada | Roteiro SomiedoRoteiro Tenerife | Parque Natural Arribes del Duero | Parque Natural Baixa Limia e Serra do Xurés | Ávila | Barcelona | Badajoz | Benidorm | BilbaoCáceres | Cádiz | Camino de HierroCórdoba | GibraltarGranadaIlhas Cíes | Lago de Sanabria | Lalín | Madrid | Málaga | Mérida | OurensePalma de Maiorca | PlasenciaPontevedra | Puebla de Sanabria | Ronda | Salamanca | San Sebastián | Santiago de Compostela | Segóvia | Sevilha | Toledo | ValênciaVigo | Zamora | Zaragoza

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.