Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar

O sonho de visitar as Ilhas Cíes pode-se tornar num pesadelo se não preparar bem a sua viagem. As Ilhas Cíes são um dos destinos mais visitados e cobiçados da Galiza. E o mais condicionado por restrições também. A boa notícia é que as imaculadas paisagens naturais de dunas e falésias, formações rochosas e manchas de pinhal verdejante, e praias virgens de águas cristalinas das Ilhas Cíes estão a apenas a 45 minutos duma viagem de barco de Vigo ou Baiona.

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar

Se a costa selvagem da Galiza é um tesouro, as Ilhas Cíes são, sem sombra de dúvida, a sua joia mais brilhante. E se pensa que estamos a exagerar, saiba que já os Romanos chamaram de “ilhas dos deuses” a esta pequena fatia de paraíso selvagem na Espanha com paisagens de tirar o fôlego.

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarAs Ilhas Cíes são a imersão perfeita em plena natureza, para picnics ociosos, para dourar ao sol em praias de areia fina e caminhadas tranquilas por senderos soalheiros, pontualmente refrescados pela sombra da floresta, até aos famosos faróis de Cíes. Há poucos percursos pedestres que superem as rotas de trekking das Ilhas Cíes: natureza grandiosa, praias escondidas em enseadas, espécies de flora e fauna únicas e a emoção forte de contemplar a imensidão do Atlântico. Além disso, é um lugar excecional para praticar mergulho e, com sorte, poderá nadar rodeado de golfinhos roazes.

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarComo o caminho para o paraíso é sempre árduo e complicado, compilamos este guia para visitar as Ilhas Cíes com informação prática e dicas para saber como se deve preparar antes da sua viagem às Ilhas dos Deuses.

Na preparação da sua viagem para visitar as Ilhas Cíes, , sugerimos que leia também os seguintes artigos:

Saiba antes de ir visitar as Ilhas Cíes

Obviamente que a única maneira de chegar às Ilhas Cíes é por mar.

A forma mais usual de visitar as Ilhas Cíes é fazendo um passeio de ida e volta num dos ferries que fazem rotas diárias às ilhas a partir de Vigo, Baiona e Cangas. Quem deseje visitar com barco próprio, tem de pedir autorização de navegação e ancoragem, mesmo recorrendo a um barco alugado. Independentemente da sua escolha, tem que planear tudo previamente.

As Ilhas Cíes estão limitadas a apenas 1800 visitantes por dia e 600 lugares de pernoita. Portanto, terá que pedir uma autorização para visitar as Ilhas Cíes com bastante antecedência para garantir uma vaga.

No planeamento da sua visita às Ilhas Cíes tenha também em conta que só existem barcos frequentes durante a época alta (que vai de julho a setembro). Fora da época alta só costuma haver barco ao fim de semana e na semana da Páscoa. É também importante realçar que nos meses de inverno (no caso de ser permitido a circulação, algo que nem sempre ocorre) a visita terá de ser obrigatoriamente realizada na companhia de um guia oficial.

Duas coisas muito importantes que precisa antes de visitar as Ilhas Cíes:

  • Autorização Administrativa de Visita
  • Bilhete de barco

É obrigatório solicitar uma autorização administrativa à Xunta de Galicia para visitar as Ilhas Cíes com, pelo menos, 30 dias de antecedência. Sem esta autorização não pode, de todo, visitar o parque natural das Ilhas Cíes, nem sequer comprar o bilhete de barco.

Reserve o seu bilhete de barco com antecedência. Assim que obtenha a autorização administrativa, deve fazer uma pré-reserva online do seu bilhete de barco às Ilhas Cíes, para garantir o seu lugar na data desejada (normalmente disponíveis entre 30 a 45 dias antes).

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar

Abaixo encontra as outras informações que deve ter em conta quando estiver a planear a sua viagem às Ilhas Cíes:

  • As ilhas Cíes têm um número limite de visitas diárias. (Desde 2020, a quota máxima é de 1800 entradas autorizadas diariamente nas Ilhas Cíes e 600 lugares no parque de campismo.)
  • As Ilhas Cíes só podem ser visitadas numa viagem independente (ou seja sem recorrer a um tour organizado) durante a Semana Santa e nos meses de verão.
  • A Espanha tem um fuso horário diferente: GMT+1. Mais uma hora que Portugal. Não se esqueça de adiantar o relógio.
  • Compareça no porto de embarque pelo menos 30 minutos antes da partida para trocar a sua pré-reserva pelo bilhete físico. Só com o bilhete físico é que pode embarcar. O embarque é feito 15 minutos antes da hora marcada da saída do barco. Os barcos não esperam por ninguém.
  • É possível pernoitar nas Ilhas Cíes, mas só e apenas no parque de campismo autorizado.
  • Leve calçado confortável para caminhadas pois vai andar muito. Não há outra forma de mobilidade na ilha a não ser a pé.
  • Para a conservação dos ecossistemas das ilhas, é expressamente proibido: fazer fogo de qualquer tipo; aceder a áreas que não estejam marcadas como acessíveis ao público; danificar ou interferir com a fauna e flora; apanhar flores, pedras ou conchas; alimentar os animais do parque; fazer mergulho sem autorização prévia; fazer pesca desportiva ou submarina; animais de estimação (à exceção de cães-guia).
  • Cuidado com as gaivotas. Como rainhas das ilhas, as gaivotas são muito atrevidas e procuram qualquer desatenção ou oportunidade para roubar comida. Não deixe os alimentos à vista e feche bem os sacos. A inteligência das gaivotas é tal que chegam a abrir fechos e desatar nós.

O que são as Ilhas Cíes?

As Ilhas Cíes formam um arquipélago, classificado como Parque Nacional, situado à entrada da ria de Vigo, na Galiza (Espanha). O arquipélago de Cíes faz parte do Parque Nacional Marítimo-Terrestre das Ilhas Atlânticas criado em 2002 que vai da ria de Arousa até à ria de Vigo.

O arquipélago das Ilhas Cíes é composto por 3 ilhas: Monteagudo (ilha Norte), O Faro (ilha do Médio) e San Martiño (ilha Sul). As duas primeiras são visitáveis numa viagem independente. São as ilhas que estão unidas por um longo areal de dunas que formam uma lagoa de água salgada: a famosa Praia de Rodas (que entrou na lista das praias mais bonitas do mundo do jornal britânico The Guardian, em 2007). A ilha de San Martiño ou do Sul só é acessível em barco privado.

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
As águas azuis das Ilhas Cíes fazem lembrar as águas caribenhas… mas não espere águas quentes.

É claro que menciona-se praias na Espanha e a mente foge-nos logo para as praias do sul de Espanha banhadas pelo cálido Mediterrâneo. Mas no que a beleza diz respeito, as praias das Ilhas Cíes são poderosas adversárias. Talvez por isso, mais recentemente, colaram-lhe o epíteto “Caribe da Galiza.” Também lhe assentaria que nem uma luva, não fosse um detalhe. A comparação é credível no que toca à cor turquesa das águas cristalinas e às areias finas de cor branca… Até ao momento em que vai mergulhar o dedo do pé na água. A água é fria, mesmo fria! Mas não há como negar que este ambiente natural funciona como um observatório de fauna e flora único.

Outrora reduto de piratas, as Ilhas Cíes são atualmente um dos lugares mais bonitos e irresistíveis da vizinha Espanha. São um destino de férias de verão em modo selvagem muito apreciado pelos praticantes de turismo de natureza responsável, os amantes das caminhadas e os adeptos do campismo (quase) selvagem, que querem fugir da cidade para “viver” num parque nacional desabitado e imaculado.

A joia da coroa das Ilhas Cíes é a paradisíaca Praia de Rodas, uma meia-lua perfeita de areia macia e limpa de pequenas dunas que abrigam uma lagoa calma de mar cristalino. Mas as Ilhas Cíes reservam-lhe mais surpresas!

Quando visitar as Ilhas Cíes?

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarÉ essencial saber quando visitar as Ilhas Cíes numa viagem independente. Neste modelo de viagem, as Ilhas Cíes só podem ser visitadas:

  • Diariamente nos 9 dias que antecedem e incluem a Páscoa (ou seja, durante a Semana Santa)
  • Diariamente entre 1 de julho e 15 de setembro
  • Nos fins-de-semana de junho

É nestas épocas que operam as linhas regulares de barcos, já que a única forma de viajar para as Ilhas Cíes é de barco. Fora destas épocas, só recorrendo a excursões guiadas privadas que algumas companhias náuticas disponibilizam em datas aleatórias.

Onde ficam as Ilhas Cíes?

Ria de Vigo

As Ilhas Cíes situam-se ao largo da foz da Ria de Vigo, na província de Pontevedra, na comunidade autónoma da Galiza, a noroeste da Espanha.

Melhores pontos de partida para chegar às Ilhas Cíes

Há embarcações (ferries) que fazem ligações às Ilhas de Cíes a partir dos portos de:

  • Vigo e Baiona (principais),
  • Cangas, Sanxenxo e Portonovo (mais secundários).

Vigo foi a nossa porta de entrada de eleição nas Ilhas Cíes. Há mais barcos para as ilhas, mais horários disponíveis e a viagem só demora cerca de 40 minutos. Além disso, como a cidade de Vigo tem mais opções de alojamento, oferece o benefício de preços mais económicos de hospedagem e pode-se aproveitar a viagem às Ilhas Cíes para conhecer também a cidade e a Ría de Vigo. Clique para ler o nosso roteiro para visitar Vigo.

A bonita cidade de Baiona é a segunda melhor opção para chegar às Ilhas Cíes, principalmente se quiser também fazer uns dias de praia.

Como ir até Vigo?

Centro histórico de Vigo

A melhor forma é ir de carro. A partir do Porto, chega a Vigo em menos de duas horas e percorre os cerca de 150 km de distância que separam as duas cidades. Prático, rápido e à sua maneira. Os acessos rodoviários entre o norte de Portugal e a cidade de Vigo são facilitados pela autoestrada A3. Tome o sentido Braga – Valença, atravesse a fronteira Valença – Tui e siga até Vigo (Galiza) pela A55 e/ou AP9.

De transportes públicos, as ligações diretas a Vigo só são possíveis a partir do Porto. Há autocarros Porto – Vigo diários. O preço começa nos 7 € e a viagem demora, no mínimo, 2h 50min.

O comboio Celta tem uma ligação diária entre Porto e Vigo. Clique para saber mais sobre horários e preços

lhas Cíes, como ir visitar as ilhas mais bonitas da Galiza? Informação prática de viagem às Ilhas Cíes 

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarA partir de Vigo, Baiona e Cangas há várias empresas a operar os ferries que fazem a rota diária de barco para as Ilhas Cíes de Monteagudo e O Faro. À ilha sul, ilha de San Martiño, só é possível chegar de barco privado, que é também a única maneira de aceder ao arquipélago durante o resto do ano.

Quem deseje visitar com barco próprio, tem de pedir autorização de navegação e autorização de ancoragem com antecedência à Xunta de Galicia. Há ainda a opção de alugar um barco ou iate no porto de Vigo ou em portos autorizados.

É ainda possível pernoitar nas Ilhas Cíes. Chamamos a sua atenção que a única hipótese é em regime de campismo. Pode levar a sua tenda ou alugar uma no parque de campismo oficial (inclui colchão, protetor de colchão, lençol inferior, almofada e fronha). Se não quiser trazer o seu próprio saco-cama, também pode alugar no processo da reserva.

Como as vagas de visita e pernoita nas Ilhas Cíes são muito limitadas, durante os meses de verão esgotam muito rapidamente. Por conseguinte, é aconselhável “tratar da papelada” com pelo menos 30 dias de antecedência relativamente à data em que pretende realizar a visita, e fique ciente que só com 45 dias de antecedência é que os dados de “ocupação” poderão estar disponíveis no site onde são realizadas as solicitações da autorização de visita.

Posto isto, para quem não é adepto de campismo, as melhores opções para visitar as Ilhas Cíes são:

  • Viagem de ida e volta no mesmo dia por conta própria
  • Viagem de ida e volta num tour organizado (sem stress, pois tratam de tudo)

Abaixo partilhamos as informações detalhadas quer opte por visitar as Ilhas Cíes de forma independente ou num tour organizado.

Visitar as Ilhas Cíes em passeio de ida e volta | Viagem Independente

Nesta seção encontra toda a informação, passo a passo, de como deve preparar o seu passeio de ida e volta numa viagem independente para visitar as Ilhas Cíes a partir de Vigo.

Para visitas de 1 dia às Ilhas Cíes, peça a autorização administrativa gratuita e adquira o seu bilhete de transporte numa naviera autorizada. Depois de escolher a data da sua visita, visite os sites das navieras (empresas dos ferries) para saber horários disponíveis e preços, e escolher os horários ida e volta que lhe sejam mais convenientes. A compra dos bilhetes só é possível com o máximo de 45 dias de antecedência. Quando tiver esses dados, proceda à solicitação da autorização administrativa de visita às ilhas quando as taxas de ocupação diária estiverem disponíveis no site da Xunta de Galicia.

Chegada essa altura, eis como deverá proceder.

Autorização para visitar as Ilhas Cíes: visitas de 1 dia

As autorizações administrativas para visitas de um dia às Ilhas Cíes são gratuitas e devem ser solicitadas à Xunta de Galicia através deste link: https://autorizacionillasatlanticas.xunta.gal/illasr/inicio

Depois de selecionar a opção “visitantes” da secção Ilhas Cíes, terá preencher os campos obrigatórios com a informação solicitada nos 4 passos do processo para obter a autorização: dados da reserva, dados da pessoa solicitante, dados das pessoas visitantes (se for acompanhado) e confirmação.

Certifique-se que preenche corretamente o seu contacto de email pois este é crucial para obter a autorização. No final do processo, ser-lhe-á enviado, por email, um “código de pré-reserva provisório”.

Clique para solicitar a autorização administrativa gratuita para visita de 1 dia às Ilhas Cíes

Barcos para as Ilhas Cíes

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarHá várias companhias de navegação (navieras) com frotas modernas de barcos regulares a operar as visitas de 1 dia às Ilhas Cíes. Estas companhias operam de diferentes destinos e têm diferentes horários. Em baixo encontra as companhias com sites onde pode consultar os horários e preços e até mesmo comprar os bilhetes da viagem de barco de ida e volta no site da companhia.

Assim que obtenha o “código de pré-reserva provisório” pode avançar para a compra do bilhete (ou dos bilhetes) de barco para as Ilhas Cíes numa naviera autorizada.

Uma vez adquirido o bilhete de barco, receberá (a par do seu bilhete de barco em formato digital) a autorização administrativa definitiva no seu email.

Dica VagaMundos: A aquisição dos bilhetes tem de ser feita no tempo máximo de 2 horas após lhe ser enviado o código. Se passado as 2 horas não tiver comprado o bilhete de barco, o código de pré-reserva provisório deixa de ser válido. O que significa que terá de repetir todo o processo de solicitação de autorização administrativa de visita às Ilhas Cíes no site da Xunta de Galicia para obter um novo código.

Visitar as Ilhas Cíes numa excursão/tour organizado (partindo de Vigo ou Baiona)

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficarComo visitar as Ilhas Cíes exige planeamento e a logística pode ser laboriosa, opte por fazer esta excursão de um dia de barco a Cíes comprando o seu bilhete com antecedência através da Civitatis. Depois de escolher as suas datas e comprar o bilhete de barco, eles tratam da autorização com os dados que forneceu. Totalmente stress free!

Melhores Praias das Ilhas Cíes

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
Praia de Rodas – Ilhas Cíes

Grande parte dos visitantes opta por ficar na deslumbrante praia de Rodas, escolhida pelo The Guardian como a melhor praia do mundo em 2007. Mas sugerimos que visite outras praias das Ilhas Cíes, como a praia naturista de Figueiras ou a praia de Nuestra Señora.

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
Praia de Nuestra Señora – Ilhas Cíes

Ao todo, há 9 praias nas Ilhas Cíes. Têm em comum o seu estado selvagem de praias virgens e a areia fina de cor branca banhada por águas cristalinas. Diferem por agradar a vários gostos, serem mais acessíveis ou recônditas, naturistas ou familiares. Estão concentradas no lado leste das ilhas onde o mar é mais tranquilo. Do lado oeste, as ilhas são marcadas por altas falésias fustigadas por um Oceano Atlântico bravio e indomável.

Praia de Figueiras – Ilhas Cíes

Praia de Rodas: mais de 1 km de comprimento e 60 m de largura de finas areias formam este areal impressionante que une as ilhas de Monteagudo e O Faro, com um sistema dunar e a Lagoa dos Nenos, ideal para passar o dia em família. Está ao lado do cais do Porto de Rodas, por isso apenas terá de caminhar um pouco para passar um dia na praia. Tem serviços de apoio. Não é à toa que é a praia mais visitada das Ilhas Cíes!

Praia de Figueiras: também chamada de Praia dos Alemães é uma praia naturista na ilha norte de Monteagudo, à direita do porto, acessível após uma pequena caminhada.

Praia de Areiña e Praia de Muxieiro: são as duas pequenas enseadas mais próximas do porto de Rodas. O acesso é através de um curto caminho, ao lado do restaurante.

Praia de Bólos: uma pequena praia virada a sul na Ilha d’O Faro, entre a Punta das Velas e a antiga prisão. É daqui que saem os passeios de kayak.

Praia de Nosa Señora: é das praias mais apetecíveis por causa das vistas para a ilha e praia de San Martiño e mar límpido com um leito de areia e rocha. É a favorita dos adeptos de snorkeling.

Praia da Cantareira: é uma enseada com vistas soberbas numa praia de seixos, na ilha de Monteagudo um pouco mais distanciada do (cerca de 1,5 km) do Porto de Rodas, por isso menos frequentada.

Praia de Margaridas: poucos escolhem esta pequenina enseada para estender a toalha, por isso, pode ter a sorte de ter a praia de rochas quase exclusivamente para si.

Praia de San Martiño: provavelmente só a vai ver esta praia das Ilhas Cíes por um canudo. Fica na ilha sul, aquela que só é acessível com um barco privado. Areal branco, mar turquesa e rodeada de vegetação, a sua beleza é inegável, mesmo que vista à distância.

Melhores Trilhos Ilhas Cíes

Visitar as Ilhas Cíes significa desfrutar do paraíso. É difícil resistir à sedução dos banhos de sol estendid@ na areia, mas explorar cada canto das ilhas é igualmente tentador. Talvez o maior chamariz que leva tantos a visitar as Ilhas Cíes sejam os seus magníficos trilhos pelas florestas e pelos vestígios das antigas povoações, sempre acompanhad@ por vistas soberbas. E umas boas dezenas de atrevidas gaivotas-de-pata-amarela, cuja maior colónia chama às Ilhas Cíes de casa.

Amantes da natureza, das caminhadas e da aventura, encontram trilhos fantásticos para satisfazer o apetite nas 4 rotas das Ilhas Cíes. Abaixo encontra uma breve descrição de todos os trilhos das Ilhas Cíes, assim como a informação prática sobre os mesmos.

Rota do Monte Faro

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
Rota do Monte Faro – Trilhos Ilhas Cíes

A Rota do Monte Faro, o trilho mais longo e popular da ilha O Faro, goza das vistas mais espetaculares das Ilhas Cíes: para o arquipélago, a Ría de Vigo, a Praia de Rodas, a Lagoa dos Nenos e a ilha de San Martiño após a subida ziguezagueante até ao Farol de Cíes. Este percurso pedestre das Ilhas Cíes passa pelo Centro de Interpretação da Natureza (antigo mosteiro de San Estevo) onde vale a pena parar para aprender sobre a flora e fauna das ilhas. O trilho passa ainda pela Pedra de Campá, uma pedra esculpida pelo vento e um observatório de aves.

Informação prática da Rota do Monte Faro

  • Distância: 3,7 km (7,4 km ida e volta)
  • Circular: não
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Porto de Rodas / Farol das Cíes

Rota do Farol da Porta

Rota do Farol da Porta – Trilhos Ilhas Cíes

A Rota do Farol d’A Porta é um percurso pedestre pela costa mais meridional da ilha de O Faro. Menos conhecida e trilhada, a rota passa pelo dique do Lago dos Nenos que une as duas ilhas, com vistas para a Praia de Rodas e o Sistema de Dunas de Muxieiro, a praia de Nosa Señora, o Castro das Hortas (o sítio arqueológico mais importante encontrado no arquipélago) e o cais do Carracido, contornando a costa sul da ilha de O Faro pela sua parte baixa. A partir do pequeno cais, o caminho começa a subir ligeiramente até chegar ao farol de A Porta com vistas soberbas para a ilha de San Martiño.

Informação prática da Rota do Farol da Porta

  • Distância: 2,6 km (5,2 km ida e volta)
  • Circular: não
  • Dificuldade Técnica: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Porto de Rodas / Farol d’A Porta

Rota do Alto do Príncipe

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
Rota do Alto do Príncipe – Trilhos Ilhas Cíes

Com falésias sem igual, a Rota do Alto do Príncipe é o trilho das Ilhas Cíes que oferece a melhor perspetiva do contraste das duas vertentes da ilha de Monteagudo. Por uma superfície arborizada (o que permite realizar grande parte do caminho à sombra), é a rota mais curta e fácil de realizar. Ladeia o complexo dunar de Figueiras-Muxieiro, ao qual é proibido o acesso, já que é o último reduto de valiosos exemplares de espécies vegetais muito frágeis. Passa na Praia de Figueiras (naturista) e sobe ao Alto do Príncipe com vistas esmagadoras para as falésias ocidentais e formações rochosas surpreendentes, como a famosa Silla de la Reina (Cadeira da Rainha).

Informação prática da Rota do Alto do Príncipe

  • Distância: 1,5 km (3 km ida e volta)
  • Circular: não
  • Dificuldade Técnica: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Porto de Rodas / Alto do Príncipe

Rota do Monteagudo

Ilhas Cíes | Espanha: guia para visitar, como ir, praias, trilhos e onde ficar
Rota do Monteagudo – Trilhos Ilhas Cíes

Neste trilho das Ilhas Cíes percorrerá a orla do Monteagudo por bosques idílicos até ao alto do Farol do Peito. Por causa da sua proximidade à massa continental, este é o melhor ponto para se desfrutas de espetaculares vistas para a Ría de Vigo, as Ilhas de Ons, o Cabo Home, a entrada da Ría de Pontevedra, o Monte Facho de Donón e a Costa da Vela. Este trilho dá acesso à Praia de Figueiras e permite observar as dunas móveis e estáveis do Complexo Dunar de Figueiras–Muxieiro, as falésias a oeste no lugar de A Valgada, as ruínas de um antigo povoado insular (conhecido por Cuncheiro), o Observatório de Aves, o Farol do Peito e a Furna de Monteagudo.

Informação prática da Rota do Monteagudo

  • Distância: 2,6 km (5,6 km ida e volta)
  • Circular: não
  • Dificuldade Técnica: Fácil / Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Porto de Rodas / Farol do Peito

Onde ficar a dormir numa viagem às Ilhas Cíes? Sugestões de alojamentos

Como já referimos anteriormente, o único alojamento disponível nas Ilhas Cíes é o Parque de Campismo oficial. É também o único lugar onde se pode acampar. Deve reservar sempre com antecedência pois é muito procurado e atualmente tem uma lotação máxima de 600 lugares. Terá de reservar a(s) sua(s) noite(s) de estadia diretamente no site (https://www.campingislascies.com/).

Eles tratam da autorização administrativa para os dias que quiser acampar nas Ilhas Cíes, mas comprar os bilhetes de barco será sempre da sua responsabilidade. Fica a 100 metros da praia e tem restaurante em regime tapería, cafetaria e supermercado onde vendem o básico. Pode levar a sua tenda ou alugar uma tenda do parque de campismo.

O parque de campismo dista cerca de 1 km do porto de desembarque. Tenha isso em consideração na hora de carregar o seu equipamento de campismo, pois os carrinhos de transporte podem não estar disponíveis. Não há eletricidade ou tomadas nas zonas reservadas para as tendas, portanto leve a sua lanterna. Só na zona da receção é que há tomadas alimentadas a energia solar. Relembramos que acampar nas Ilhas Cíes é proibido em qualquer zona que não seja no recinto autorizado.

Se quer visitar as Ilhas Cíes e o campismo não é bem a sua praia, a melhor opção é ficar a dormir na cidade de Vigo. Há vasta oferta de alojamento em Vigo para responder a todas as necessidades de hospedagem já que a cidade atrai visitantes de todas as idades com um leque muito variado de interesses.

Recomendamos que reserve uma opção com cancelamento gratuito, caso os seus planos de viagem sofram alterações.

Abaixo sugerimos o nosso alojamento favorito (testado e aprovado por nós) e somamos alguns dos melhores alojamentos em Vigo, que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Hotel Puerta Gamboa

Mesmo no centro de Vigo, pertíssimo de todos os pontos de interesse a não perder na cidade, está o Hotel Puerta Gamboa. Um hotel encantador, numa casa antiga restaurada, com quartos tradicionais lindos e grandes varandas privadas. O piso de madeira polida, os tecidos de padrão florido e os WC privados com um toque de luxo moderno fazem deste hotel estilo boutique um dos que apresenta melhor relação qualidade-preço. Gerido por uma família que se empenha em fazer-nos sentir bem-vindos, ao ambiente familiar soma-se a excelente comida servida no pequeno restaurante com especialidades galegas caseiras e um serviço louvável.

Hotel Inffinit

Num edifício moderno com quartos repletos de estilo e muito confortáveis, o Hotel Inffinit tem uma relação qualidade-preço muito convincente. Os quartos elegantes têm janelas do chão ao teto, grandes varandas para apreciar a vista da cidade e o pequeno almoço (excelente) é servido na requintada sala de jantar cheia de luz. Nem acredita se lhe dissermos que é um 3 estrelas!

Hotel Pantón

Se procura privacidade e boa localização a preços económicos, o Hotel Pantón é imbatível. Os preços simpáticos são o aspeto mais valorizado pelos milhares de hóspedes, mas soma-se a conveniência do parque de estacionamento gratuito e dum pequeno-almoço bem servido e variado.

Gran Hotel Nagari Boutique & Spa

O Gran Hotel Nagari Boutique & Spa está localizado a 200 metros do MARCO – Museu de Arte Contemporânea de Vigo. O centro de bem-estar deste hotel de 5 estrelas oferece serviços de spa, jacuzzi, massagem e uma adorável piscina na cobertura. Bem situado para explorar a cidade velha, as praias e fazer passeios às Ilhas Cíes, mas corre o sério risco de querer passar o dia todo no hotel a ser mimad@!

Hotel Pazo Los Escudos Spa & Beach

Os quartos com vista-mar do Pazo Los Escudos são um privilégio. O hotel de luxo, perto das praias e com vistas desafogadas para o mar e para a Ría de Vigo, tem serviços de cinco estrelas. A condizer com a elegante casa antiga que foi remodelada para acolher um spa moderno, e quartos luxuosos.

Clique para ver mais opções de alojamento em Vigo

O que levar numa visita às Ilhas Cíes?

  • Corta-vento. Pode dar muito jeito na viagem de barco.
  • Mochila leve e confortável
  • Calçado apropriado para caminhadas. Os seus pés são o único meio de transporte nas ilhas.
  • Protetor solar, chapéu e óculos de sol. Mesmo em dias nublados, uma caminhada nas Ilhas Cíes é sinónimo de escaldão. O sol aqui não brinca em serviço!
  • Leve um saco do lixo. É estritamente proibido fazer lixo no Parque Nacional. Deverá carregar sempre consigo um saco com o seu próprio lixo e depositá-lo nos únicos contentores existentes no cais de embarque.
  • Comida e bebida, sobretudo muita água.
  • Fato de banho, para desfrutar das maravilhosas praias das Ilhas Cíes
  • Uma máquina fotográfica ou um smartphone para registar os melhores momentos das caminhadas.

Onde comer nas Ilhas Cíes?

A oferta de restauração é algo limitada nas Ilhas Cíes. Se quer comer uma boa mariscada galega o melhor mesmo é apostar num dos restaurantes de Vigo

Há alguma oferta de restauração nas Ilhas Cíes, mas conte sempre com filas de espera longas. A oferta concentra-se em pratos ligeiros, tipicamente espanhóis de peixe e marisco. O polvo à galega é dos mais elogiados (mas nada de arrancar a gadelha). A atenção ao cliente varia consoante os dias e, na grande maioria, deixa um pouco a desejar. E os preços não são dos mais simpáticos para a carteira dos portugueses.

Restaurante Rodas: logo a seguir ao cais de desembarque. Uns dias servem comida à la carte, outros em regime buffet, depende. É o mais concorrido e caro.

Restaurante Tapería Islas Cíes: no parque de campismo, serve tapas apetitosas e tem esplanada virada para a praia. Ainda é o que oferece a cozinha mais apaladada, preços mais ajustados, quantidades mais satisfatórias e variedade q.b.

Restaurante Serafín: perto do parque de campismo, é aconselhável para apetites de marisco e peixe frito ou grelhado e do bom. Também tem boa carne grelhada mas a escolha é menor.

Bocadillos y Bebidas Begoña: sem mordomias, é indicado para aquela sandes rápida (bocadillo) e bebida. Dependendo da hora e da freguesia, é escolher, pagar e levar.

Outros artigos de Espanha 

Melhores praias Sul de EspanhaRoteiro da Andaluzia | Roteiro da Extremadura | Roteiro da Galiza | Roteiro dos Picos da Europa | Parque Natural Arribes del Duero | ÁvilaBadajozBarcelona | Benidorm | Cáceres | Granada | Lago de Sanabria | Lalín | Madrid | MéridaOurense | Puebla de Sanabria | Salamanca | Santiago de CompostelaSegóvia | Sevilha | Toledo | Vigo | Zamora

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.