Visitar Kuala Lumpur (Malásia): Pontos de Interesse e Dicas de Viagem

kuala lumpur

Chegar a Kuala Lumpur (KL), vindos da pacata capital do Laos, é como regressar ao dito “mundo desenvolvido”, com um “flavour” oriental e tropical.

Depois de quase um mês a percorrer a Indochina, em que a lei é negociar tudo sem exceção, estávamos de volta aos preços tabelados; trocávamos as carrinhas de caixa aberta e os autocarros desconjuntados pelo conforto do moderno metro de KL, trocávamos as ventoinhas pelo ar condicionado. Deixávamos para trás as Bia Hoi´s e as Beerlao´s, dizíamos adeus aos cenários bucólicos da Indochina, e um “olá tímido” à selva de arranha-céus, em contínuo crescimento, que é a capital da Malásia. Uma espécie de Amazónia de betão, ou se preferirem uma Nova Iorque tropical “under construction”.

KL Tower

Mas as semelhanças com a “Big Apple” não se restringem aos arranha-céus. Assim como Nova Iorque, Kuala Lumpur é também um enorme melting pot. Nos seus extensos bairros vivem comunidades oriundas de todos os cantos do mundo, desde americanos, europeus e australianos a chineses, indianos e árabes. E é essa mistura, essa amálgama de tradições, culturas, cores e cheiros que faz com que Kuala Lumpur mereça visita.

Mais do que para visitar highlights, Kuala Lumpur é o lugar perfeito para se deambular, conhecer gentes, degustar novos sabores. E com uma rede combinada de metro, monocarril e comboios urbanos saltitar entre os vários bairros da cidade é relativamente fácil e barato.

Casas coloniais em Kuala Lumpur

Os locais que mais gostamos de percorrer foi o City Center, com as suas casas coloniais, o Merdeka Square, onde se encontra a Masjid Jamek (uma das mesquitas mais charmosas de KL), a Chinatown e a Little India.

Masjid Jamek
Chinatown de Kuala Lumpur
Little India

Também imperdível é uma visita ao Golden Triangle, para se ver ao vivo o cartão postal de KL, as impressionantes Petronas Towers. Também nessa área podemos encontrar a KL Tower, um dos melhores “viewing points” da cidade.

Nós e as Petronas – duas duplas inseparáveis
Petronas Towers by night

E a somente 15kms a norte de KL encontram-se as Batu Caves, um dos santuários hindus mais populares, fora da Índia. A gigantesca estátua do Lord Murugan e a escadaria com 272 degraus impressionam qualquer um, mas o interior das grutas de calcário, pejada de pequenos nichos de adoração e templos hindus supera tudo. Em nossa opinião é de visita imperdível!

Batu Caves
A subida assusta… mas vale a pena o esforço!

Recomendamos é muito cuidado com os ilustres habitantes locais, os macacos. São muito fotogénicos, é verdade, mas são também uma enorme dor de cabeça para os pandit, peregrinos e turistas.

Qualquer distração e podem dizer adeus aos vossos pertences, desde a comida que carreguem a um chapéu ou até mesmo uma máquina fotográfica. Olho aberto!

Para chegar às Batu Caves, desde o centro de KL, basta apanhar o comboio suburbano. Simples e económico!

Seguindo Viagem

De Kuala Lumpur seguimos de autocarro para Malaca. O preço do bilhete foi de apenas 2,5USD.


Clique para ler o nosso Guia do Sudeste Asiático


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

6 COMENTÁRIOS

  1. Nem mais Clara! E não nos vamos ficar pela Malásia. Novidades para breve 🙂
    Beijinhos

  2. Continuação de boa viagem.
    De estar a ser uma experiência inesquecível… Adorava!!!!
    Obrigada pela partilha.
    Manuela Carneiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.