No trilho do Viking: Foteviken

Nas nossas deambulações pela Suécia, uma visita ao museu de Foteviken era incontornável.

Mas em lugar de vermos um convencional museu, fomos brindados com uma verdadeira aldeia Viking onde os habitantes se vestem a rigor, as casas são reproduções fiéis das habitações desses tempos primordiais, a comida é feita à moda antiga e até as regras devem ser cumpridas escrupulosamente.


Casa do arqueiro

Casa do senhor das terras

Fumeiro

Casa do tecelão

O museu está aberto todo o ano mas a melhor altura para o visitar é na altura do Verão (finais de Junho e princípios de Julho) quando Foteviken abre as suas portas aos turistas para assistirem a uma verdadeira feira medieval Viking. Assim o fizemos e as expectativas foram superadas.

Ao atravessar os portões da aldeia o cenário não podia ser mais autêntico.

Todo o recinto está rodeado dum morro elevado de terra e o centro da aldeia está cingido por uma cerca defensiva feita de madeira. Ao redor espalha-se um acampamento de feirantes que vendem aqui o seu artesanato Viking.

Vale a pena conversar com os artesãos pois eles têm todo o gosto em explicar em detalhe a manufactura, origem e simbologia dos seus produtos.


Jogo do lançamento do tronco

A aldeia está cheia de animação. O visitante pode escutar música recuperada desses tempos idos, entrar num dos jogos de época, matar a fome numa das casas de pasto ou até mesmo entrar numa batalha cuja vitória cabe apenas ao último homem que reste de pé.

Não lhe falta nem a torre de vigia junto ao mar donde se pode controlar todas a movimentações em redor.

A aldeia tem um código de conduta, que até o visitante deve cumprir, e como qualquer povoação que se preze esta tem uma Lei própria aplicada com rigor a quem queira viver como verdadeiro Viking.

É aqui, no Tinghöll, que a comunidade se reúne para a tomada de decisões e discussões importantes na vida da aldeia.

O museu leva a cabo um profundo trabalho de pesquisa sobre a era Viking procurando reproduzir cada aspecto da vida deste povo d’antão o mais fielmente possível. É o caso da alimentação que utiliza os métodos antigos de confecção, e o resultado não é nada mau.

Através dos estudos foram também recuperados os métodos de construção das casas, da disposição das ruas, dos instrumentos e ofícios e, infalivelmente, das embarcações que há mil anos atrás cruzaram mares e oceanos e ainda hoje podem ser navegadas pelos mais entusiastas.

A determinada altura do dia, todos, Vikings e visitantes, parecem convergir para um mesmo ponto no planalto da aldeia.

É chegado o momento tão esperado, o ponto alto do dia… a batalha!

Cada “exército” de homens toma a sua posição. Os seus líderes proferem um breve discurso, insultuoso para o inimigo, elogioso para si como senhor de guerra e para os seus homens destemidos.

Ouve-se o primeiro grito de guerra. Contagiante. Num segundo, o grito de guerra torna-se ensurdecedor e feroz. Os homens precipitam-se para a batalha. As armas são implacáveis e tortuosas, concebidas para fazer o pior estrago imaginável no inimigo.

Aqui não há tréguas. Luta-se até à morte… até ao último homem.

E só um sairá vitorioso.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars.com. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e por norma é onde encontramos sempre os melhores preços.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu vou tomando notas…adoraria ir a este "museu" na realidade creio que falta muito essa representação fiel de uma época ou cultura para a entender melhor. Mto bom mesmo, obrigada pela partilha!

  2. Olá Cris. Obrigado! Fotoviken vale bem a pena. É de uma enorme autenticidade.
    Bjs

    Olá Marta. Ajuda e muito a compreender melhor como era a vida noutros tempos e noutras culturas. Quando puderes ir vais ver que não te vais arrepender 🙂
    Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.