Visitar o Oásis de Huacachina no deserto de Ica

oasis de huacachina
Se há lugar no mundo que ateste por completo a nossa ideia de oásis no deserto, Huacachina é esse lugar.
Um cenário magistral com todos os elementos que lhe competem: uma laguna natural rodeada de graciosas palmeiras e altas dunas de areia finíssima a coroar o oásis. Huacachina é pequenina, por isso encantadora. Visita-se num dia mas apetece ficar mais tempo para descontrair ou a trepar dunas e encher os pés de areia.
As famílias endinheiradas de Ica (cidade que fica a apenas a 5km) encontraram em Huacachina o refúgio ideal para a sua “casa de praia”. Muitos dos edifícios permanecem de pé e servem hoje de alojamento ou restaurante para os milhares de turistas que visitam a pequena povoação ao longo do ano.
As dunas são perfeitas e subir à crista duma duna para observar o minúsculo oásis, bem lá em baixo, é um convite irrecusável. Perfeitas ainda para sandboarding e passeios de buggy que cortam o deserto de Ica, minado destas montanhas macias.

Clique para ler o nosso Guia de Viagem do Peru


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!
COMPARTILHAR
Artigo anteriorIslas Ballestas
Próximo artigoArequipa, a cidade dos vulcões
Anabela e Alexandre (linguista e economista), apaixonados um pelo outro e pelas viagens. Juntaram as letras e os números e criaram Vagamundos - Blog de Viagens onde partilham as suas errâncias pelo mundo e motivam todos a viajar. Autores independentes dos livros Caminho do Amor e Rostos do Oriente. Aproveitam qualquer desculpa para vaguear pelo mundo. Viveram na Alemanha, Dinamarca e EUA. Praticam trekking e lounging, alternadamente. Gostam de sujar cozinhas e conversar até altas horas. Uma vez por ano fingem que tocam djambé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.