Os souks de Marraquexe

8
1208

Os souks, palavra árabe para mercados, de Marraquexe são outra explosão de sons, cores e cheiros. Localizados a norte e a leste da praça Djema el-Fnaa os souks estão grosso modo organizados segundo os ofícios/produtos comercializados, se bem que nos dias que correm já se encontre em praticamente todos os souks os incontornáveis souvenirs e os produtos de contrafacção.


Leia também o nosso Roteiro de Marraquexe


Os souks mais emblemáticos são o Souk Addadine (souk dos artigos de metal), onde o ruído ensurdecedor dos trabalhadores a baterem o metal é uma constante, o Souk Chouari (cestos feitos com fibras de palmeira e madeira), o colorido Souk dos Tintureiros com as suas peles de lã e seda tingidas a secarem ao sol, o Souk Smata (chinelos marroquinos – babouches – e afins), o Souk Zrabia (o principal mercado de tapetes), o Souk Siyyaghin (joalharia), o Souk El-Kebir (onde milhares de peles são vendidas para posteriormente serem tratadas) e o Souk das Especiarias, localizado no Mellah, o antigo bairro judeu.


Homens a trabalhar o ferro no Souk Addadine


Souk El-Kebir


Babouches de mil e uma cores


Tapetes para todos os gostos


Tagines


Azeitonas


Especiarias

Não estranhem não ver na lista acima as alcaçarias. A razão é simples: as mesmas foram enviadas para o limite da medina, devido ao seu desagradável cheiro. Claro que é possível visitá-las e nós fizemo-lo. No entanto, para quem já tenha visto as de Fez, não recomendamos. Não só não são nada de especial, como ainda ficam localizadas numa zona da medina de reduzido interesse. Contudo se nunca viram nenhumas vale a pena a visita! Não esquecer de usar hortelã durante a visita para mascarar o cheiro.

Na nossa opinião os souks de Fez são bem mais autênticos (bem menos turísticos), impressionantes e labirínticos. Ainda assim os souks de Marraquexe não nos desapontaram e foi extremamente divertido e recompensador percorrer as labirínticas ruas da medina à descoberta dos vários souks, onde o bulício é uma constante.

Escusado será dizer que os souks são o paraíso das compras. Será muito difícil saírem deles de mãos à abanar tal é a oferta e tal é a insistência dos vendedores. Nós desta vez restringimos as compras a dois lenços, especiarias, chás e azeitonas, mas da primeira vez que estivemos em Marrocos trouxemos para casa uma serie de coisas, entre elas um tapete, um shisha e um puf marroquino.

Como já referimos negociar é imperativo pois os preços pedidos são sempre inflacionados. Por isso se, por exemplo, vos oferecerem um lenço por 300 dirhams (cerca de 30 euros) não fiquem surpreendidos perante a exorbitância. Faz parte do “jogo” da negociação. Como tal não tenham vergonha de fazer uma oferta inicial de baixo valor, digamos de 10 dirhams. Claro que o vendedor vai fazer um drama, mas não passa de teatro. Para terem uma ideia nós trouxemos os nossos por 30 dirhams e mesmo assim pagamos mais do que o que devíamos.

Não deixem também de subir aos terraços e observar o corrupio dos souks das alturas. A praça Rahba Kedima (a “Velha Praça”) é um dos melhores locais para a referida experiência.

Para além dos vários cafés também as lojas de tapetes da praça têm terraços com excelentes vistas. Claro que se optarem pelos terraços das lojas o mais provável é acabarem a assistir a uma demonstração dos referidos tapetes. Mas obviamente que não são obrigados a comprar nada, mesmo que no processo de tentativa de venda vos seja oferecido um chá por parte do vendedor.


Pessoas do campo a venderem os seus produtos

De salientar ainda que apesar da maioria das ruas da Medina serem pedonais, na prática apenas significa que não circulam lá os carros, pois os burros, as carroças, as bicicletas e as motas circulam por todo o lado, sendo que estas últimas a altas velocidades.

Os marroquinos são exímios nas razias, por isso não se admirem de verem passar uma moto a uns meros cms de vocês. Mas podemos dizer que apesar da movimentação caótica nas estreitas ruelas, não assistimos a nenhum atropelamento. Pode-se dizer que é um caos organizado. “Just go with the flow!”

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

8 COMENTÁRIOS

  1. Olá Clara. Ainda bem que gostaste do passeio 🙂 Já estamos de volta a Portugal, mas ainda temos muito para ocntar da nossa estadia no reino de Marrocos.
    Bjs

    Olá Kaipiroska. Os souks de Marraquexe são uma autêntica explosão de cores 🙂
    Bjs

    Olá Vento no Cabelo. Muito Obrigado 🙂
    Bjs

    Hola Paco. Gracias por tus palavras 🙂
    Saludos desde Lisboa

    Olá Abelha Rainha. Ficamos muito contentes por te termos conseguido transportar para o buliço de Marraquexe 🙂
    Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.