Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d’Alta | GeoRota do Orvalho – PR3 Oleiros

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros

No coração da Beira Baixa, em pleno Geopark Naturtejo, esconde-se um dos mais recentes passadiços de Portugal. Estamos a falar-lhe dos Passadiços do Orvalho, a nova estrela do concelho de Oleiros. Estes soberbos passadiços estão inseridos no PR3 GeoRota do Orvalho e não só permitem conhecer uma série de geomonumentos classificados pela UNESCO, como sejam a Cascata da Fraga de Água d´Alta e o Cabeço do Mosqueiro, como ainda brindam o caminhante com algumas das paisagens mais esmagadoras e icónicas da Beira Baixa.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros

A GeoRota do Orvalho conta com cerca de 9 km de extensão, mas não vá à espera de encontrar essa extensão em passadiços contínuos, à imagem do que acontece nos famosos Passadiços do Paiva. Os novos Passadiços do Orvalho só foram construídos em pontos fulcrais da GeoRota do Orvalho, de forma a tornar viável a passagem por zonas do trilho mais exigentes e, assim, permitir a um número mais alargado de pessoas o acesso aos idílicos locais naturais por onde o percurso passa.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros

Nós, pessoalmente, aplaudimos a decisão. Desta forma, o impacto paisagístico dos passadiços foi consideravelmente reduzido e o resultado final é uma simbiose entre as obras-primas da mãe natureza e o trabalho do homem.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 OleirosAo todo serão cerca de um par de quilómetros de passadiços propriamente ditos, sendo que os troços de passadiços mais longos são nas zonas envolventes da Cascata da Fraga de Água d’Alta e do Cabeço do Mosqueiro.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 OleirosPassadiços e geomonumentos à parte, destacamos ainda na GeoRota do Orvalho, o bucólico e verdejante percurso que acompanha a Ribeira de Água de Alta pelo Vale das Fragosas.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 OleirosSe o percorrer na sua totalidade, irá encontrar uma mão cheia de pequenas cascatas e poços de água, bem como atravessar um sem número de pontes de madeira, tendo como banda sonora o som das águas da ribeira e o chilrear dos passarinhos. Dizer que é apaixonante até nos parece redutor!

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 OleirosNa secção seguinte deste artigo encontrará um guia completo para o ajudar a preparar a sua visita aos Passadiços do Orvalho, com imensas dicas práticas e toda a informação que precisa para ir conhecer este empolgante destino de natureza do Centro de Portugal.

Clique para conhecer os melhores Passadiços de Portugal

Guia completo para visitar os Passadiços do Orvalho e a Cascata Fraga de Água d’Alta

Onde ficam localizados os Passadiços do Orvalho? 

Os Passadiços do Orvalho ficam localizados no distrito de Castelo Branco, mais concretamente na freguesia de Orvalho, concelho de Oleiros. Nos mapas que disponibilizamos abaixo pode visualizar a localização exacta dos Passadiços do Orvalho.

Onde começar os Passadiços do Orvalho? Dicas para escolher o melhor itinerário

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros
Escadaria de acesso à Cascata Fraga de Água d’Alta – Passadiços do Orvalho

A primeira grande decisão que terá de tomar, numa visita aos Passadiços do Orvalho, é onde começar a caminhada. Até porque toda a logística está dependente dessa decisão.

De forma a escolher o melhor ponto de partida deve ter em conta (pelo menos) as seguintes variáveis:

  • quanto tempo tem disponível para caminhar,
  • a sua condição física,
  • se vai fazer os Passadiços do Orvalho com crianças pequenas,
  • se pretende fazer um percurso circular ou linear.
Cascata Fraga de Água d’Alta

Para quem tem pouco tempo disponível, não esteja em boa condição física e viaje com crianças pequenas, a melhor opção é ficar-se pela versão “curta” dos Passadiços do Orvalho. No fundo, é a zona que dá acesso à Cascata da Fraga de Água d’Alta somada com o percurso ao longo da Ribeira de Água de Alta que referimos atrás.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros
Desta subida não se livra – Passadiços do Orvalho

Se optar por esta versão curta linear, terá de percorrer menos de 2 km, ida e volta, sendo que o ponto mais exigente do percurso será no regresso ao ponto de partida, quando tiver de subir a imponente escadaria do Passadiço do Orvalho, junto à Cascata da Fraga de Água d’Alta.

Dica VagaMundos: no verão traga o fato de banho, pelo sim, pelo não. A Cascata da Fraga de Água d’Alta forma uma idílica lagoa à qual é difícil resistir!
Vistas panorâmicas do Miradouro do Cabeço do Mosqueiro

Como complemento, recomendamos vivamente que vá de carro até ao Miradouro do Cabeço do Mosqueiro, onde será brindado com soberbas vistas panorâmicas 360°. As vistas sobre a Serra do Açor, Serra da Gardunha, Serra da Lousã, Serra da Estrela e Meandros do Rio Zêzere são de deixar qualquer um boquiaberto.

Início da subida ao Miradouro do Cabeço do Mosqueiro

Se estiver a sentir-se com coragem, estacione a sua viatura no topo do Cabeço do Mosqueiro e desça os empinados passadiços que serpenteiam este impressionante geomonumento a 660 metros de altitude. Não se esqueça é que o percurso é linear, logo, não se livra dos cerca de 200 metros de desnível da subida.

Caso vá com tempo, tenha condição física e seja aficionado das caminhadas na natureza, recomendamos vivamente que opte por percorrer toda a GeoRota do Orvalho – PR3 Oleiros.

Desta forma já irá percorrer aproximadamente 9 km. Terá de superar um desnível acumulado de cerca de 1000 metros, o que irá resultar num dia de caminhada bem mais exigente, mas igualmente mais completo.

Passadiços do Orvalho e Cascata Fraga de Água d'Alta | GeoRota do Orvalho - PR3 Oleiros
Troço dos Passadiços do Orvalho no Cabeço do Mosqueiro

Ao optar pela totalidade da GeoRota do Orvalho, irá percorrer a totalidade dos Passadiços do Orvalho e, para além de visitar os geomonumentos já referidos, terá ainda a oportunidade de conhecer a Lagoa das Lontras, o Forno das Mouras, a Calçada Romana e a localidade de Orvalho.

Uma das muitas pequenas cascatas que se encontram ao longo da Ribeira de Água de Alta – Passadiços do Orvalho

Como o percurso é linear (e de forma a evitar fazer 18 exigentes quilómetros) terá de lidar com algumas questões logísticas. Mas não se preocupe que, mais abaixo, já descomplicamos todo o processo.

Dica VagaMundos: se optar por percorrer toda a GeoRota do Orvalho, recomendamos que arranque do Cabeço do Mosqueiro para, assim, terminar a caminhada com o ex-libris dos Passadiços do Orvalho, ou seja, com a Cascata da Fraga de Água d’Alta. Num dia de calor, fecha a caminhada com chave de ouro e um compensador mergulho nas suas refrescantes águas.

Como visitar apenas a Cascata da Fraga de Água d’Alta?

A Cascata da Fraga de Água d’Alta conta com 50 metros de desnível, o que faz dela a cascata mais alta de toda a Beira Baixa. É, sem sombra de dúvidas, uma das cascatas mais bonitas de Portugal e, por si só, justifica uma visita a esta região.

Se o seu objetivo é apenas visitar a Cascata da Fraga de Água d’Alta, basta estacionar junto à placa indicativa do geomunumento e descer as empinadas escadarias que vão até à lagoa formada pela cascata.

Como visitar apenas o Miradouro do Cabeço Mosqueiro?

O Miradouro do Cabeço Mosqueiro tem acesso de carro. Como tal, é super fácil de visitar. Para além do miradouro, vai encontrar ainda um excelente parque de merendas onde pode fazer um belo picnic em família. Não faltam sequer grelhadores e equipamentos engraçados para os miúdos brincarem.

É preciso pagar para visitar os Passadiços do Orvalho e a Cascata da Fraga de Água d’Alta? Qual o preço dos bilhetes?

À data da nossa última visita aos Passadiços do Orvalho (junho de 2020) não era preciso pagar bilhete para aceder aos Passadiços do Orvalho ou ao trilho da GeoRota do Orvalho. Pelo que apuramos, essa opção não está sequer a ser equacionada. Caso venha a mudar, atualizaremos a informação neste artigo.

Quando ir percorrer os Passadiços do Orvalho | PR3 Oleiros – GeoRota do Orvalho?

Os Passadiços do Orvalho são acessíveis ao público durante todo o ano, mas as melhores estações são, sem dúvida, a primavera e o outono.

O verão costuma ser escaldante por estas bandas, o que até torna uns mergulhos na lagoa da Cascata da Fraga de Água d’Alta mais convidativos. Mas não é tão bom para uma caminhada mais longa, até porque, à exceção do zona da Ribeira de Água de Alta, no Vale das Fragosas, o percurso conta com pouca vegetação, fruto dos fogos que nos últimos anos assolaram esta região.

Se for no verão, recomendamos que opte pela versão curta dos Passadiços do Orvalho ou que, em alternativa, opte por caminhar logo de manhã cedo ou ao final da tarde de forma a fintar o calor.

No inverno é preciso ter em conta as condições climatéricas mais adversas e ir preparado para a chuva e frio. Se for nesta estação, tenha em especial atenção de que o piso irá estar muito escorregadio e que o troço do percurso que acompanha a ribeira pode estar alagado, logo, intransitável. Informe-se antecipadamente sobre as condições do trilho junto às autoridades responsáveis.

O que levar?

  • Mochila leve e confortável.
  • Calçado adequado a caminhadas.
  • Comida e bebida (entre elas muita água, pois só há cafés e restaurantes na localidade de Orvalho).
  • Protetor solar, óculos de sol e chapéu.
  • Não esquecer o fato de banho nos dias quentes (a lagoa das cascatas é irresistível).
  • Impermeável/capa de chuva (é uma zona de serra. Logo, excetuando no verão, pode sempre ter uma surpresa).
  • Uma máquina fotográfica ou um smartphone para registar os melhores momentos da caminhada.
  • Um saco para trazer o seu lixo consigo.

Clique para conhecer os melhores Trilhos de Portugal

Passadiços do Orvalho | Versão completa da GeoRota do Orvalho – PR3 Oleiros | Castelo Branco: informações práticas do percurso pedestre, mapa e track GPS para download (GPX e KLM)

Informações Práticas

  • Distância: 9 km
  • Circular: não
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Miradouro do Cabeço Mosqueiro/ Cascata Fraga de Água d’Alta
Dica VagaMundos: Se for com companhia e houver dois carros, o ideal é deixar um carro junto ao Miradouro do Cabeço Mosqueiro e outro junto à escadaria que dá acesso à Cascata Fraga de Água d’Alta, para poder regressar no final do percurso (evitando, assim, o esforço de mais 9 km de regresso).

Caso vá sozinho, recomendamos que deixe o carro no Miradouro do Cabeço Mosqueiro e que arranje uma boleia/apanhe um transporte no regresso. O melhor mesmo é programar com um taxista de antemão, para não ficar “descalço” (ou, pelo menos, levar vários números de táxi consigo).

Mapa dos Passadiços do Orvalho e rota GPS | Versão completa da GeoRota do Orvalho – PR3 Oleiros


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa dos Passadiços do Orvalho e GeoRota do Orvalho – PR3 Oleiros

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Versão curta dos Passadiços do Orvalho com visita à Cascata Fraga de Água d’Alta e ao Miradouro do Cabeço Mosqueiro

Informações Práticas

  • Distância: 1,6 km
  • Circular: sim
  • Dificuldade Técnica: Fácil
  • Local de Partida/Chegada: Placa Indicativa do geomonumento Fraga de Água d’Alta

Mapa da versão curta dos Passadiços do Orvalho e rota GPS


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa dos Passadiços do Orvalho – Versão Curta para acesso às Cascatas da Fraga da Água d´Alta.

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Onde ficar na sua visita aos Passadiços do Orvalho? Sugestões de alojamento

Hotel Santa Margarida

Todas as comodidades dum hotel 4 estrelas estão reunidas no Hotel Santa Margarida em Oleiros. Espaços amplos e luminosos, decoração moderna harmonizada aos detalhes rústicos das paredes de xisto identificativas da região, e quartos superconfortáveis e limpos, com varanda mobilada, que emanam conforto, requinte e bom gosto. Mas os argumentos de valor não se ficam por aí. Depois dum delicioso pequeno-almoço tem as duas piscinas exteriores, o centro de fitness e as massagens de relaxamento para responder à sua busca de momentos de bem-estar. A criançada não tem mãos a medir com o espaço e equipamentos para a brincadeira. Há ainda um bar e um restaurante, o Callum, onde a cozinha tradicional marca presença.

Casa De Janeiro 

Descanso e lazer é uma combinação maravilhosa e na Casa de Janeiro é garantida. O sossego vive nos quelhos da aldeia de xisto de Janeiro de Cima, onde este alojamento de Turismo Rural está localizado. Ninguém fica indiferente ao ambiente acolhedor da casa de xisto e pedra rolada, cuja identidade rústica foi preservada em harmonia com mobiliário moderno que responde às necessidades de conforto atuais. Depois de explorar as maravilhas naturais da região, nada como ceder à comodidade duma casa rural que emana acolhimento. Munida de cozinha equipada e terraço, é ideal tanto para uma escapadinha romântica como para uma família de seis pessoas. Junte o preço muito convidativo a um pequeno almoço fabuloso com produtos regionais, compotas e bolos caseiros e sinta-se irresistivelmente em casa.

Clique para ver mais opções de alojamento perto dos Passadiços do Orvalho

Outros Passadiços em Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

4 COMENTÁRIOS

  1. Fui fazer a este percurso em meados deste mês e a certa altura não havia marcas, acabamos por vir parar a vila, sem encontrar as marcas nem a cascata. ?

    • O trilho foi remarcado à pouquíssimo tempo. Agora já não deve ter problemas. Mas o melhor mesmo é levar o track GPS que disponibilizamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.