Preparação para o Caminho de Santiago

13
10764
preparação para o Caminho de Santiago

Uma vez tomada a decisão de peregrinar até Santiago de Compostela, o passo seguinte é iniciar a preparação para o Caminho de Santiago. É sobre a nossa experiência de preparação que falamos no artigo de hoje.

A preparação física é essencial para percorrer o Caminho de Santiago e disfrutar de toda a magia da peregrinação. Se não houver uma preparação para o Caminho de Santiago adequada, a probabilidade de contrair lesões aumenta. E é de senso comum que é muito mais difícil sentir a espiritualidade do Caminho, apreciar a beleza da criação e do trabalho do homem, quando as dores e o cansaço são uma constante.

O treino físico deve começar o mais cedo possível, pelo menos 3 meses antes da peregrinação. Claro que tudo depende da distância que pretendemos percorrer para chegar a Santiago. Na nossa segunda peregrinação a Santiago, o objetivo era percorrer 800km logo iniciamos os nossos treinos quase 5 meses antes. Da primeira vez, como apenas pretendíamos percorrer 120km, bastou-nos sensivelmente 2 meses.

O treino deve começar de uma forma suave, com caminhadas de curta distância, feitas com o máximo de regularidade possível. Pela nossa experiência podemos dizer que mais vale fazer 10km três ou quatro vezes por semana do que 25km uma vez por semana.

Na preparação para o Caminho de Santiago, nós começamos por percorrer troços relativamente planos e fomos subindo os quilómetros, percorridos em cada caminhada, de semana para semana, chegando ao ponto de conseguirmos fazer 12km sem grande dificuldade (começamos com sensivelmente 5km). É muito importante que, mesmo estes treinos iniciais, sejam feitos em diferentes tipos de piso, visto que no Caminho a alteração do piso é uma constante. Por isso, sempre que possível, combine troços de asfalto, calçada, terra batida e cascalho na sua caminhada. Para esta fase o nosso campo de treinos de eleição foi o Parque Tejo e a Foz do Rio Trancão, nas imediações de Sacavém.

Quando sentirem que o corpo já responde bem às caminhadas de curta distância, em terreno plano, é chegada a hora de aumentar a exigência dos treinos. Na segunda fase da nossa preparação para o Caminho de Santiago passamos a procurar trilhos de montanha com grandes declives e piso muito irregular, para assim habituarmos o corpo às descidas e subidas. Caminhar 15km em terreno direito são quase um passeio quando comparados com os mesmos 15km em trilhos de montanha, com consecutivas subidas e descidas. Estudem as inclinações máximas que vão encontrar no Caminho (não só as subidas mas também as descidas) e tentem encontrar algo semelhante próximo de casa para prepararem bem o vosso corpo e mente para desafios do Caminho. Nos encontramos na Serra de Sintra, o campo de treinos ideal para nós.

Assim, quando no Caminho se depararem com uma subida ou descida a pique, com mais de 15% de inclinação, já sabem mentalmente que a conseguem superar. Isso pode fazer toda a diferença no Caminho.

Aproveitem também esta mudança de piso para começarem a usar equipamento que pretendem levar para o Caminho, sobretudo o calçado e a mochila. Calçado novo e Caminho de Santiago é sinónimo de bolhas, nunca se esqueçam disso.

E caminhar com a mochila, de preferência com o peso que estimam levar para o Caminho, é também essencial. Experimentem fazer 20kms sem mochila e depois com 10kg às costas e vão ver a diferença. Após meia dúzia de quilómetros percorridos cada quilo transforma-se numa tonelada. E se não vão preparados para carregar o peso da mochila no Caminho, rapidamente vão surgir lesões graves, como sejam tendinites.

Quando sentirem que já conseguem fazer uma caminhada de 15/20km em piso irregular e com declives, carregando a vossa mochila, é chegada a hora de simular dois ou três dias de Caminho. Esta é, por assim dizer, a terceira fase de preparação para o Caminho de Santiago. Por outras palavras, aproveitem um fim-de-semana prolongado e façam vários dias de caminhada seguidos. Afinal de contas, no Caminho vai ser assim, vários dias a andar sem descanso. No nosso caso fizemos os primeiros dois dias do Caminho de Santiago/Fátima, partindo de Lisboa e vimos logo que a mochila tinha peso a mais para caminhar vários dias seguidos.

Mas todo este treino físico de pouco ou nada vai servir se a mente não estiver preparada para as exigências do Caminho. Dizem que para percorrer o Caminho com sucesso 25% é trabalho físico e 75% é trabalho psicológico. Não sabemos se serão bem estas as percentagens, mas da nossa experiência podemos garantir que o psicológico supera o físico quando se percorre o Caminho de Santiago. Numa adequada preparação para o Caminho de Santiago a componente psicológica não pode ser descurada. A força de vontade, a persistência, o ânimo, o amor, a fê, têm um papel crucial na peregrinação. Para mais informações sobre a componente psicológica do Caminho não deixem de ler o seguinte artigo: “preparação mental para o Caminho de Santiago

Nunca se esqueçam que caminhar 20kms durante um dia é muito diferente de percorrer essa mesma distância durante vários dias seguidos, com uma mochila às costas. O treino começa aqui!

Dicas Práticas para preparar o seu Caminho de Santiago

Inspire-se para o seu Caminho lendo os nossos Guias do Caminho de Santiago

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Quando o aluguer de carro se justifica recorremos sempre ao Rentalcars.com

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

13 COMENTÁRIOS

  1. Muito obrigada pela vossa partilha de experiências! Leio tudo o que escrevem pois encontro-me a preparar o meu Caminho!

  2. Olá Olga Correia!
    Benvinda às Crónicas! Ficamos contentes pelo seu feedback e por saber de mais alguém que vai fazer o seu Caminho. Se precisar de alguma informação em que a possamos ajudar não hesite em contactar-nos.
    Cumprimentos

  3. Olá!
    Pretendo, um dia, fazer o Caminho de Santiago. Estou na fase de colher informações junto às pessoas generosas, que como vocês, separam um tempo de suas vidas para partilhar suas experiencias e ajudar e incentivar pessoas a se aventurar pelo mundo, saindo de sua zona de conforto! Até agora esse blog VagaMundos, foi o melhor que encontrei, muito direto, simples e objetivo! Me senti viajando. Parabéns!
    Grande abraço.

    • Muito obrigado pelas suas palavras Ana. Abraços nossos e votas de grandes aventuras. Qualquer dúvida é só dizer!

  4. Bom dia Anabela e Alexandre.
    UM GRANDE ANO DE 2018 COM MUITAS COISAS POR DESCOBRIR.
    Queria pedir uma ajuda a quem já teve esta experiência. Que tipo de piso vamos encontrar durante o caminho? E que tipo de sapatilhas acham mais recomendado usar, na vossa opinião (sapatilhas normais de running (com bastante amortecimento) ou algo mesmo para trekking (normalmente menos amortecimento e mais suporte)?

    Obg

    • Olá André,
      Obrigado. Também te desejamos um um Feliz 2018!
      Relativamente à tua questão, nós por regra levamos sempre botas de caminhada (trekking). Claro que depende muito do Caminho que vás fazer e se te dás bem com botas de caminhada. Por exemplo o Caminho Português tem muito mais estrada do que trilhos e conhecemos muitas pessoas que preferem as sapatilhas sobretudo se não forem fazer muito mais que 150km. No Caminho Francês já tens algumas etapas com terreno mais acidentado (atravessar os Pirineus, O Cebreiro, Alto do Perdão, Cruz de Ferro, etc) e aí, em nossa opinião, um bom par de botas de trekking, com suporte e amortecimento, são imprescindíveis.
      Abraço e qualquer dúvida é só dizeres.

  5. Gostava de obter informação para fazer uma peregrinação a pé a Santiago de Compostelana e como sou do Algarve de onde devo dar inicio a esta peregrinação e que tipo de treino devo realizar visto que não sei nada sobre como devo organizar esta peregrinação, locais onde posso alojar, comer e qual o melhor caminho que posso fazer.
    Sei que do Algarve existe um caminho desde a Cidade de Tavira a partir da Igreja de s. Tiago mas gostava que fosse mas que fosse de mais perto.
    Aguardo informações vossas

    • Bom dia Joaquim Viegas.

      O Caminho de Santiago já está marcado no Algarve em si (vamos escrever um artigo em breve sobre o Caminho de Santiago no Algarve) mas no Alentejo não está completamente marcado e carece de infraestruturas de apoio. O Caminho está bem marcado desde Lisboa e tem locais onde pernoitar (entre Lisboa e o Porto existem é poucos albergues municipais mas existem sempre albergues privados/alojamento local). A partir do Porto tem mais infraestruturas de apoio e albergues municipais (em média de 20 em 20km), sendo que a partir de Tui (na Espanha) tem ainda mais amiúde. Sendo o seu primeiro Caminho recomendamos que saía do Porto pois tem melhores condições (são cerca de 240km). Caso queira fazer um Caminho mais longo então pode sempre sair de Tomar, Coimbra ou mesmo de Lisboa. Para se preparar para o Caminho recomendamos a leitura dos artigos que pode encontrar aqui: https://www.vagamundos.pt/caminho-de-santiago/

      Qualquer dúvida específica é só dizer. Bom Caminho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here