Rotas e Trilhos da Serra da Estrela – mapa com os percursos pedestres e rotas GPS

Rotas e Trilhos da Serra da Estrela

Se há destino de natureza em Portugal que dispensa grandes apresentações, é o Parque Natural da Serra da Estrela. Afinal de contas, estamos a falar da montanha mais alta de Portugal Continental, uma verdadeira meca para os amantes de desportos de inverno. Nós, para sermos honestos, temos dois valentes pés esquerdos no que ao esqui ou snowboard diz respeito. E apesar de também não sermos propriamente o Cristiano Ronaldo das caminhadas de alta montanha, somos fervorosos adeptos dos Trilhos e Percursos Pedestres da Serra da Estrela.

Rotas e Trilhos da Serra da Estrela

Até porque está longe de ser preciso ter um curso de montanhista para descobrir a pé algumas das maiores maravilhas da natureza da Serra da Estrela. É certo que existem trilhos (super) exigentes de alta montanha, só recomendáveis aos mais experimentados nestas andanças. A boa notícia é que também há uma vasta oferta de percursos pedestres na Serra da Estrela que não necessitam de grandes conhecimentos técnicos e que até podem ser percorridos com crianças. E acredite que muitos deles figuram entre os melhores trilhos de Portugal.

Rotas e Trilhos da Serra da Estrela

Neste artigo vamos mostrar-lhe alguns dos nossos trilhos da Serra da Estrela favoritos e partilhar os mapas e rotas GPS dos respetivos percursos pedestres para que possa planear as suas caminhadas pelo deslumbrante Parque Natural da Serra da Estrela.

Clique para ler o nosso roteiro para visitar a Serra da Estrela

Rotas e Trilhos da Serra da Estrela – percursos pedestres da Serra da Estrela verdadeiramente imperdíveis

Rotas e Trilhos da Serra da EstrelaPara além de uma breve descrição dos trilhos da Serra da Estrela, vai também encontrar neste artigo um mapa interativo com a localização dos pontos de partida das caminhadas, informação prática sobre todos os percursos pedestres e respetiva rota/track GPS para download em formato GPS / KML para usar no seu aparelho GPS, Smartphone ou Google Earth.

Trilho Rotas do Javali e do Poço do Inferno (Manteigas)

Estas duas rotas são dos trilhos mais emblemáticos da Serra da Estrela e encontram-se relativamente bem sinalizados. Como a Rota do Poço do Inferno tem somente 2,5 km pode ser facilmente combinada com a Rota do Javali (11,5 km) ficando o total do percurso circular em cerca de 14 km.

Caso queira fazer uma caminhada curta, mas muito cénica, aposte no Poço do Inferno. Apesar de ter apenas 2,5km vai precisar de umas boas duas horas para o fazer nas calmas, pois o percurso é rasgadinho e tem troços que exigem pôr em prática os seus skills de cabra montanhesa.

Ao longo destas rotas percorremos florestas magníficas, especialmente belas com o colorido outonal visto que nesta zona existem muitos castanheiros, freixos e carvalhos. Neste percurso pedestre destacamos também as quedas de água da ribeira de Leandres, as imponentes cascatas do Poço do Inferno e a soberba vista panorâmica sobre Manteigas.

Distância: 14 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida/Chegada: Manteigas

Rota/Track GPS do Trilho Rotas do Javali e do Poço do Inferno (Manteigas)

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho Rota do Vale Glaciar (PR6 Manteigas)

Rotas e Trilhos da Serra da EstrelaOutros dos nossos trilhos e percursos pedestres da Serra da Estrela favoritos é a Rota do Vale Glaciar. O trilho arranca de Manteigas e termina no símbolo maior da Serra da Estrela, a Torre.

Como o próprio nome indica o trilho segue sempre ao longo do Vale do Glaciar, até chegar ao estupendo Covão d’Ametade, tendo o rio Zêzere como companhia. Pelo caminho até à Torre poderá observar os pastos verdejantes do Vale Glaciar, pintalgados pelos rebanhos de ovelhas, as famosas “cortes” da Serra da Estrela e duas mãos cheias de maravilhas naturais da serra mais alta de Portugal, das quais destacamos o Cântaro Magro, o Cântaro Gordo, o Covão Cimeiro e o Covão do Ferro.

Dicas VagaMundos

  • Como o percurso é linear, e a distância a percorrer é grande, o ideal é deixar um carro em Manteigas e outro na Torre para poder regressar no final do percurso (de outro forma teria de fazer 34 exigentes quilómetros). Caso vá sozinho recomendamos que deixe o carro em Manteigas e combine com antecedência com um taxista para o ir apanhar à Torre. Não vai querer ficar “descalço” no topo da Serra.
  • Outra opção que se lhe reserva, e que recomendamos vivamente se for fazer o trilho com crianças, é terminar o percurso no Covão d’ Ametade (cerca de 10 km linear). Em nossa opinião é o troço mais interessante da Rota do Vale Glaciar, por isso não perde muito. Depois pode ir à Torre de carro.

Distância: 17 km

Circular: não

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida/Chegada: Manteigas/Torre da Serra da Estrela

Rota/Track GPS do Trilho Rota Vale Glaciar (PR6 Manteigas)

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Rota do Maciço Central (PR5 Manteigas)

Rotas e Trilhos da Serra da EstrelaA Rota do Maciço Central é um dos trilhos da Serra da Estrela mais brutais mas é também um dos mais exigentes. Este rasgadíssimo trilho circular, que arranca do Covão d’ Ametade, leva-nos a embrenhar nas entranhas do majestoso Maciço Central da Serra da Estrela. As paisagens são de cortar a respiração.

Entre os locais emblemáticos que poderá contemplar destacamos o Covão d’ Ametade, o Covão Cimeiro, os Cântaros (Magro, Gordo e Raso), a Lagoa dos Cântaros, a Lagoa da Paixão e as Salgadeiras.

Apesar de não ter uma extensão por aí além, não se deixe enganar. São necessárias cerca de 9 horas para percorrer este trilho. É que o percurso apresenta declives mesmo muito acentuados (terá de superar uma subida com cerca de 450 metros e respetiva descida no regresso) o que faz dele um trilho muito exigente fisicamente. Não é de todo recomendado para fazer com crianças pequenas.

Dicas VagaMundos

  • Na preparação da sua caminhada convém ter em conta que a Rota do Maciço Central se encontra acima dos 1400 metros de altitude, logo, no inverno pode encontrá-lo coberto de neve, o que dificulta a caminhada e a orientação. Se não tiver experiência em caminhadas em alta montanha, desaconselhamos de todo que percorra de todo durante os meses de inverno.
  • Queremos também chamar a atenção para a deficiente sinalização do trilho. Independentemente da estação, é imperativo levar consigo o track para GPS que disponibilizamos neste artigo. Por último, recomendamos que realize o percurso no sentido dos ponteiros do relógio.

Distância: 12 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: Difícil

Local de Partida/Chegada: Covão d’ Ametade

Rota/Track GPS do Trilho Rota do Maciço Central (PR5 Manteigas)

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho Rota das Faias (PR13 Manteigas)

A Rota das Faias é um dos melhores trilhos da Serra da Estrela para fazer em família. O trilho é relativamente curto, segue sempre por estradão e não tem desníveis muito acentuados. Logo, pode ser percorrido com crianças mais pequenas sem dificuldades de maior.

O percurso arranca da Cruz das Jugadas, a cerca de 7 km de Manteigas, e mergulha no interior de uma densa floresta de faias. Pelo caminho será brindado com cénicas paisagens sobre o Vale Glaciar do Zêzere, a Torre, os Cântaros Magro e Gordo e as Penhas Douradas.

Todas as estações são boas para percorrer a Rota das Faias, mas a nossa favorita é o outono, quando as faias nos brindam com uma paleta de cores com inúmeros tons de amarelo, laranja e vermelho. Simplesmente maravilhoso!

Distância: 6 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: Fácil

Local de Partida/Chegada: Cruz das Jugadas (coordenadas: 40°25’26.4″N 7°30’59.0″W)

Rota/Track GPS do Trilho Rota das Faias (PR13 Manteigas)

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho Rota da Levada (Cabeça – Loriga)

A Rota da Levada é outro dos nossos trilhos de eleição na Serra da Estrela. A rota arranca na aldeia de xisto de Cabeça (famosa por ter sido a primeira aldeia LED de Portugal) e acompanha a levada comunitária até à vila de Loriga, um dos nossos recantos favoritos da Serra da Estrela.

Entre os muitos pontos de interesse deste percurso destacamos o vale da Ribeira de Loriga, os moinhos de água, os famosos socalcos agrícolas de Loriga, o Poço da Broca de Serapitel (com a sua maravilhosa cascata de água cristalina) e as Marmitas de Gigante

O percurso entre Cabeça e Loriga está relativamente bem sinalizado, mas o regresso a Cabeça, que é feito por um estradão de forma a tornar o trilho circular, não está de todo sinalizado. Logo, não se esqueça de levar consigo o track GPS.

Dicas VagaMundos: se não quiser fazer tantos quilómetros pode optar por fazer apenas a parte da levada que liga Cabeça a Loriga e depois apanhar um táxi de regresso a Cabeça (fará apenas 8 km). Se for essa a sua opção, recomendamos que faça o trilho na direção inversa (ou seja Loriga – Cabeça) pois assim vai (quase) sempre a descer. Se vir que tem tempo, não deixe também de visitar a Praia Fluvial de Loriga, uma das nossas Praias Fluviais favoritas de Portugal.

Distância: 16 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: moderada

Local de Partida/Chegada: Aldeia de Cabeça

Rota/Track GPS do Trilho Rota da Levada (Cabeça – Loriga)

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho do Covão dos Conchos

Em pleno maciço superior da Serra da Estrela, a mais de 1500 metros de altitude, encontra-se um dos locais mais surpreendentes da maior serra de Portugal, o surreal Covão dos Conchos.

Se é certo que o Covão dos Conchos consegue deixar boquiaberto até o mais experimentado dos viajantes, o trilho que até ele nos conduz não lhe fica atrás, e brinda o caminhante com algumas das paisagens mais bonitas da Serra da Estrela. Vai ser fácil de perceber porque é que é um dos nossos trilhos da Serra da Estrela favoritos.

Para mais informações (e muitas dicas práticas) leia o nosso artigo dedicado ao Covão dos Conchos.

Distância: 10 km (5 km para cada lado)

Circular: sim (na prática é linear, mas como não existem transportes tem mesmo de fazer ida e volta)

Dificuldade Técnica: fácil

Local de Partida/Chegada: Lagoa Comprida

Rota/Track GPS do Trilho do Covão dos Conchos
Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho do Vale do Rossim à Nave da Mestra

A Nave da Mestra é uma das maiores maravilhas da natureza do maciço central da Serra da Estrela. À semelhança do que acontece com o Covão dos Conchos, para lá chegar só mesmo a pé.

Existem vários percursos que conduzem ao cénico vale glaciar da Nave da Mestra, coroado por um colossal bloco de granito que faz lembrar um barco, mas o nosso favorito é o que arranca da Praia Fluvial do Vale de Rossim.

Até chegar à Nave da Mestre vai ter a oportunidade de caminhar pelas margens da albufeira de Vale de Rossim, passar pelo Vale das Éguas (de onde se avistam as Penhas Douradas) e atravessar a famosa fenda Talisca da Mestra.

Para além dos locais já referidos, chamamos ainda a atenção para a pequena casa (hoje abandonada) que fica na base do gigantesco bloco granítico conhecida pelo nome de Casa do Juiz (terá sido um juiz de Manteigas que a mandou construir no início do séc. XX).

Dicas VagaMundos: convém não esquecer que o trilho que liga o Vale do Rossim à Nave da Mestra encontra-se acima dos 1500 metros de altitude e não está sinalizado. Por isso, é imperativo que leve consigo o track para GPS que disponibilizamos neste artigo. Tenha também em atenção que no inverno pode encontrar o trilho coberto de neve, o que dificulta a caminhada e a orientação.

Distância: 14 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: moderada

Local de Partida/Chegada: praia fluvial do Vale do Rossim

Rota/Track GPS do Trilho do Vale do Rossim à Nave da Mestra

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho Rota da Garganta de Loriga

A Rota da Garganta de Loriga é um dos trilhos mais Into the Wild da nossa lista dos melhores trilhos da Serra da Estrela. A rota faz a ligação entre o planalto superior da Serra da Estrela e a vila de Loriga por percursos apenas utilizados por pastores. A envolvência com a natureza é simplesmente soberba.

Entre os locais mais emblemáticos deste trilho figuram o Vale Glaciar de Loriga, os Covões do Boleiro, do Meio, da Nave e da Areia, a barragem do Covão de Meio e a Eira da Pedra.

Atenção: apesar do trilho ser relativamente curto é mesmo muito exigente e no inverno pode estar coberto de neve. Como tal, a não ser que tenha muita experiência em caminhadas em alta montanha, deve evitar totalmente este trilho entre novembro e abril.

Distância: 9 km

Circular: não

Dificuldade Técnica: Difícil

Local de Partida/Chegada: Salgadeiras; EN338, km 27 / Carreira (Loriga)

Rota/Track GPS do Trilho Rota da Garganta de Loriga

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Trilho Rota da Caniça (PR10 Seia) 

Fechamos a nossa lista dos melhores Trilhos da Serra da Estrela com a Rota da Caniça, um dos percursos pedestres mais idílicos da Serra da Estrela.

Só descobrimos este trilho em 2019 e passou logo a ser um dos nossos favoritos. É caso para dizer que foi amor à primeira caminhada. E é tão, mas mesmo tão fácil perceber porquê.

O trilho arranca da Igreja Matriz da aldeia serrana Lapa dos Dinheiros e desenrola-se ao longo da Ribeira da Caniça. Pelo caminho permite conhecer o Souto da Lapa (um maravilhoso bosque de carvalhos centenários), uma miríade de cascatas (entre as quais as quedas de água da Caniça), a curiosa formação rochosa dos Cornos do Diabo e o Buraco do Sumo, uma zona onde a ribeira corre subterraneamente, por baixo de enormes blocos de granito. E tudo isto coroado com soberbas paisagens serranas!

Distância: 7 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: moderada

Local de Partida/Chegada: Lapa dos Dinheiros

Rota/Track GPS do Trilho Rota da Caniça

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Onde ficar na Serra da Estrela – Alojamento perto dos Trilhos do Parque Natural da Serra da Estrela

As melhores localidades para ficar a dormir perto dos trilhos e rotas da Serra da Estrela descritos neste artigo são Manteigas, Penhas da Saúde, Loriga e Seia. Clique nos links abaixo para procurar alojamento perto do trilho que está interessado em fazer:

Mapa com a localização dos pontos de partida das Rotas e Trilhos da Serra da Estrela


Clique para aumentar o mapa com as melhores rotas e trilhos da Serra da Estrela

Clique para conhecer os melhores Trilhos e Percursos Pedestres de Portugal

Dicas práticas para as Rotas e Trilhos da Serra da Estrela

Rotas e Trilhos da Serra da Estrela

  • Na escolha e preparação dos seus trilhos e percursos pedestres pela Serra da Estrela tenha sempre em mente que a Serra da Estrela é uma montanha com elevada altitude. Como tal, as condições climatéricas para além de serem agrestes, podem mudar num ápice. Já nos aconteceu inúmeras vezes iniciar um trilho sobre um céu azul, sem uma única nuvem, e um par de horas depois estar um nevoeiro cerrado de não vermos um palmo à frente dos olhos.
  • Se não tem muita experiência com caminhadas de alta montanha, evite percorrer os trilhos da Serra da Estrela com condições climatéricas adversas ou quando cobertos por grandes mantos de neve.
  • Para além de estar inteiramente ciente das previsões meteorológicas, estude bem as distâncias, faça uma boa autoavaliação da sua forma física (e dos que o vão acompanhar) e do grau de exigência do trilho, leve roupa e calçado adequado à estação e alguma comida e água extra para o caso de ter de lidar com algum imprevisto. Prevenimos que não existe qualquer tipo de serviço de apoio ao longo da maioria dos trilhos da Serra da Estrela que descrevemos neste artigo.
  • A exposição solar é muito elevada na maioria dos trilhos da Serra da Estrela presentes neste artigo. Por isso, não se esqueça de levar consigo um bom protetor solar, óculos de sol e um chapéu.
  • Avise sempre alguém sobre qual o trilho da Serra da Estrela que vai percorrer. Para que a experiência seja fantástica (como se quer) não pode facilitar de todo nas questões de segurança!
  • Não se esqueça de levar um saco para trazer consigo o seu lixo. Infelizmente, são muitos os caminhantes que se esquecem deste pequeno grande pormenor. A natureza agradece (e muito) este seu gesto!

Poderá também gostar de ler os nossos artigos sobre os Trilhos da Serra de Sintra, os Trilhos da Serra da Arrábida e os Trilhos do Parque Nacional da Peneda-Gerês


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.