Visitar Saint-Emilion – Roteiro e Dicas de Viagem

saint-emilion-aquitaine-france

Saint-Emilion, conhecida no mundo inteiro pelos vinhos encorpados e de cor densa, entre eles os Grand Cru, é a mais sedutora vila vinícola da região de Bordéus e de visita imperdível. Construída num anfiteatro natural, a vila de Saint-Emilion empoleira-se no alto duma colina coroada pela torre da igreja monolítica. A encantadora vila medieval, rodeada de milhares de hectares de vinhedos, é particularmente mágica quando o sol se põe sobre o vale e os edifícios de pedra calcária brilham com tons dourados. Contudo, esta vila classificada Património Mundial da UNESCO reserva muitas surpresas numa complexa rede de túneis e galerias subterrâneas.

saint-emilion-vista-panoramica

A entrada na vila faz-se por um dos sete portões que fazem parte da fortificação medieval original. Uma vez no interior das muralhas, a surpresa é certa. Ruas e vielas empedradas, inclinadas, estreitas. Fileiras de casas antigas construídas em pedra calcária de tonalidade dourada. O bom gosto e respeito pelo valor histórico do povoado. Pequenas mas acolhedoras praças, uma mais convidativa que a outra. Tudo contribui para o charme desta vila.

saint-emilion-vielasPor ser pequena Saint-Emilion permite ser facilmente descoberta a pé. E se pensa que a sua dimensão é sinónimo de escassez de atividades, desengane-se. Com dois mil anos de história, Saint-Emilion oferece muito com que ocupar o tempo. Aconselhamos subir até ao Posto de Turismo (basta seguir a direção da torre sineira, o ponto mais alto de toda a cidade) onde pode levantar um mapa gratuito, obter informação detalhada dos pontos de interesse e comprar visitas guiadas às catacumbas ou aos châteaux produtores de vinho.

Roteiro e Dicas de Viagem Saint-Emilion

Clocher de l’Eglise Monolithe

saint-emilion-clocherO monumento histórico mais importante de Saint-Emilion é a sua Igreja Monolítica e respetivo Campanário, a torre sineira construída em estilo gótico e o ponto mais alto da pequena vila – 68 metros de altura.

Se quiser visitar o interior, peça as chaves no Posto de Turismo e devolva após a visita. Por €1,50 vale a pena.

Para os corajosos, nada como subir os 196 degraus do Campanário e ter uma vista panorâmica a 360º sobre os telhados da cidade, as suas praças e os vinhedos circundantes.

Uma vista que vai deixá-lo maravilhado.

Église Monolithe et Catacombs

saint-emilion-eglise-monolitheA igreja medieval, cuja construção foi iniciada no século IX por discípulos fiéis ao monge beneditino Emilion, é a maior igreja subterrânea da Europa. A base românica e corpo gótico comprovam que a sua edificação levou séculos a terminar. A visita ao interior só é possível com visita guiada adquirida no Posto de Turismo. Mas quando falamos da maior igreja subterrânea de toda a Europa, não há muito que pensar. Uma visita de quase uma hora que revela o património subterrâneo e alguns dos segredos da vila. Para além da igreja cravada no monólito, o seu guia (único detentor das chaves da Saint-Emilion subterrânea) desvendará a lenda e a realidade do monge beneditino milagreiro, Emilion, que deu o nome à povoação, a caverna onde Emilion se abrigou como eremita, a capela da Trindade com os seus frescos bem preservados e a história dos mais de 200km de galerias subterrâneas.

Eglise Collégiale

saint-emilion-eglise-collegiale

Edifício religioso também importante, l’Eglise Collégiale é uma das maiores e mais antigas igrejas da região . O mosteiro data do século XII mas a sua construção só terminou no século XV. Pertenceu à congregação de Santo Agostinho até à Revolução Francesa. Não deixe de visitar também os claustros.

Cloître des Cordeliers

saint-emilion-cloitre-des-cordeliersNo interior das ruinas do claustro dum mosteiro franciscano do século XIV, a casa Les Codeliers vem fazendo o seu vinho espumante há mais de um século. O acesso às ruínas do claustro romanesco e ao jardim é gratuito e pode aproveitar para fazer um piquenique ou degustar este bom vinho numa das mesas disponíveis. Basta fazer o seu pedido no balcão do Bar à Bulles, logo na entrada. Há uma visita guiada de trinta minutos às adegas que incluem a explicação das técnicas tradicionais de produção do vinho espumante através da galeria subterrânea com direito a degustação do “vinho da casa”.

La Tour du Roy

saint-emilion-tour-du-roy

Outro ponto de interesse em Saint-Emilion donde se têm as melhores vistas da vila, do rio Dordogne e do vale vinhateiro bucólico, é a Tour du Roy. O sólido torreão quadrangular do século XIII é o que resta duma torre de menagem do castelo que aqui existiu. Suba os 118 degraus de história e maravilhe-se.

Porte de la Cadène

saint-emilion-porte-de-la-cadeneEsta era uma entrada fortificada no interior da vila que, provavelmente separava a ville haute da ville basse, ou seja, a zona religiosa da laica.

A porta de passagem sobre a rue Gaudet, cujas fundações se inserem em duas casas seculares com construção claramente de utilidade defensiva, levanta questões sobre a necessidade duma segunda cintura defensiva no interior da vila de Saint-Emilion para além das suas muralhas milenares.

Ao certo não se sabem as razões da sua edificação, contudo é um dos monumentos listados pela UNESCO, juntamente com as casas a que está acoplada, pelo seu valor histórico.

La Grande Muraille

saint-emilion-grande-muraille

Eis tudo o que resta do mosteiro medieval Dominicano edificado no século XII aos pés da vila de Saint-Emilion. Com a Guerra dos 100 Anos os monges dominicanos tiveram que abandonar o mosteiro e igreja adjacente, pois a sua segurança estava em risco. O mosteiro foi voluntariamente destruído, tendo sido mantida esta imponente parcela como testemunho histórico. A majestosa ruina é conhecida como Grande Muralha desde o século XIX e as vinhas ao redor pertencem ao château do mesmo nome.

saint-emilion-vinhedosEstes são apenas alguns dos monumentos históricos listados pela UNESCO. Se bem que, na nossa opinião, toda a vila o vai encantar pois cada recanto é apaixonante! Portanto, perca-se por entre as sinuosas vielas, explore a seu gosto e não perca a oportunidade de fazer um passeio também pelos vinhedos verdejantes da vila.

saint-emilion-châteauPara os entusiastas das provas de vinho, nenhuma visita a Saint-Emilion fica completa sem uma incursão a um dos châteaux. Alguns têm os portões abertos para satisfazer a curiosidade dos visitantes, outros necessitam de reserva prévia. Pode também hospedar-se numa suite dum dos châteaux e experimentar uma noite numa atmosfera de exuberante elegância e tranquilidade sem igual. Dentre os 103 da região, algum satisfará o seu desejo. Informe-se e reserve no posto de turismo.

saint-emilion-place-du-marcheSaint-Emilion destaca-se ainda pela arte de bem comer. Não faltam restaurantes e cafés em castiças praças que o vão seduzir a provar os sabores do mar, ali tão perto, em elaborados e saborosos pratos onde a ostra de Arcachon é rainha. Os pratos de aves são uma das tentações a considerar, uma vez que as receitas regionais são históricas. E os incontornáveis queijos franceses não podem faltar no menu. É claro que tudo isto deve ser acompanhado por um corposo vinho de Saint-Emilion que se adeque aos sabores – peça sugestões que opções não vão faltar na carta. E para adoçar o dente, o verdadeiro macaron de Saint-Emilion, uma delícia de amêndoa com 400 anos de história, cuja receita conventual secreta é detida apenas por Nadia Fermigier.

Informação prática

  • Um dia é suficiente para descobrir a vila. Se escolher Bordéus para pernoita, há soluções de transportes públicos para chegar a Saint-Emilion (autocarros e comboios regulares). Alugando carro, poderá explorar melhor a região vinícola e visitar châteaux acessíveis apenas de carro.
  • A melhor altura para visitar é no início da primavera ou no outono quando há menos turistas e o calendário ligado à produção vinícola é mais preenchido. A época baixa de inverno é também uma solução já que o clima da região é mediterrânico.
  • Traga calçado prático e confortável: as ruas são empedradas e muito inclinadas.

Outros artigos da França

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

2 COMENTÁRIOS

  1. miguel carneiro miguel carneiro

    bom dia
    obrigado pelas partilhas
    aqui “ostra de Arachon” talvez quisessem dizer ostra de Arcachon

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.