San Pedro de Atacama – o Oásis

A descrição da comuna de San Pedro de Atacama é, à partida, simples de se fazer. Mas descrever o espírito que ali se vive é tarefa mais complicada.


Como já aqui dissemos, San Pedro de Atacama é um oásis no deserto. Este é o melhor ponto de partida para conhecer o deserto de Atacama. Não é por isso de estranhar que a principal actividade aqui desenvolvida, e consequentemente principal fonte de receitas, esteja ligada ao turismo.

A oferta de serviços é vasta e estão preparados para agradar a todos os gostos, e carteiras. Desde os autóctones a pessoas vindas um pouco de todo o mundo, todos contribuem com a sua quota-parte para fazer as delícias do turista. Destes últimos, há os que estão só de passagem. Porém há também aqueles que não mais conseguiram daqui arredar pé e desta terra fizeram a sua casa. San Pedro de Atacama é o local ideal para quem precisa de se afastar do buliço urbano e procura viver uma experiência mais genuína num local inóspito.

A Feira Artesanal de San Pedro é o local mais colorido da cidade, responsabilidade dos têxteis de cores vivas. O próprio deserto fornece a matéria-prima para fazer todo o tipo de souvenirs: um cacto que se transforma em moldura, ou uma pedra-pomes convertida em vulcão.

Na praça central encontramos a secular igreja de San Pedro de Atacama, toda ela construída em adobe.

Nada como estender o corpo num destes bancos depois dumas horas no deserto.

Daqui é apenas um quarteirão até à rua mais movimentada da comuna: calle Caracoles. Restaurantes, cafés, bares, lojas de souvenirs, hospedarias, agências de turismo, tudo parece concentrar-se aqui.

Após dias desgastantes, era aqui que infalivelmente acabávamos o dia para sossegar o estômago. À noite esta rua de terra batida enche-se de vozes, risos e tilintar de copos. A primeira experiência foi no Café Adobe: acessível ao bolso e com bom ambiente.

Os passeios pelo deserto foram extenuantes. E com o cair da noite as temperaturas desciam bastante. Daí que La Casa de Piedra, com a sua fogueira no centro do pátio, tenha proporcionado um reconfortante descanso para as pernas e melhor consolo para o estômago.

Na última noite fomos mais gulosos. La Casona apresentava-se com o menu mais típico, logo mais dispendioso. Quanto ao prato, falha-nos a memória, mas a nossa loucura foi um Casillero del Diablo. É que aqui a carta dos vinhos tem uma forma diferente de se apresentar: o cliente é levado à adega para conhecer e escolher o vinho que acompanhará a sua refeição.

E com um brinde deste néctar lendário, despedimo-nos duma experiência inesquecível neste deserto que nos conquistou o coração.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

13 COMENTÁRIOS

  1. De facto, estes locais por onde andaram, diferentes dos habituais destinos excessivamente turísticos, são dignos de uma viagem, e com toda a certeza inesquecíveis.

  2. As fotos dessa postagem, as casinhas de adobe, as ruas estreitas e desertas me fizeram lembrar das vilas de Purmamarca e Humauaca, no norte argentino.Achei que elas são parecidas.
    Amigos, creio que o problema na caixa de comentários do meu blog já foi resolvido
    Bjokas

  3. Vagamundos
    Absolutamente fascinante! Adorei fazer esta viagem ao deserto de Atacama com vocês!
    Bjs

  4. Acho que conseguiram que esse deserto também conquistasse o coração de quem vos lê…

  5. Oi!
    Eu vou visitar o Atacama ainda este ano e seu blog vai ser de grande ajuda!
    Abs,

    Deise – Viagem pelo Mundo

  6. Adorei a série de post do Atacama! Muito lindas as fotos e as descrições!
    Dei um Oscar para vocês no meu último post.

    Abraço

  7. Olá Lucy. Vale bem a pena uma visita ao Atacama. Por vezes estes locais, um pouco menos turisticos, revelam-se uma agradavel surpresa. Neste caso assim foi 🙂
    Bjs

    Olá Yoyo. Agora ficamos com curiosidade para conhecer Purmamarca e Humauaca 🙂 Precisamos de voltar à Argentina 🙂
    Bjs

    Hola Laura. Muchas Gracias 🙂
    Besos

    Hola Eugenia. Continuação de boa viagem pela exotica Nova Zelandia.
    Besos

    Olá Teresa. Ficamos muito contentes por saber que gostaste de viajar pelo Atacama através das nossas crónicas 🙂
    Bjs

    Olá Lacoste. Ainda bem que estás a gostar. Até porque sabemos que estás desejoso de ir até à America Latina. Assim ainda te impulsionamos mais 🙂
    Abraços

    Olá Vitor. Assim parece. O Atacama já ganhou alguns fãs. E o Chile bem que vai precisar do turismo.
    Abraços

    olá Claudia. Sem dúvida. San Pedro é um lugar bem encantador. Um verdadeiro oasis!
    Bjs

    olá Deisoca. Bom de saber! Vamos seguramente gostar de saber as tuas impressões sobre o Atacama! Boas viagens!
    Bjs

    Olá Carolmay. Obrigado pelas palavras e pelo Oscar 🙂
    Bjs

  8. É a melhor base para o visitante se instalar na exploração do deserto. É castiça, típica, calma e interessante.
    Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.