Tinghir e as Gargantas do Todra

visitar-tinghir-marrocos

Tinghir (também chamada de Tineghir ou Tinerhir) é uma cidade encantadora de Marrocos. Conhecida pelo seu magnífico palmeiral e pelo famoso desfiladeiro das Gargantas do Todra. A cidade é construída em terraços ao redor de um promontório dominado pelas ruínas de uma antiga residência, El Glaoui.

Se estiver a planear um roteiro de Marrocos vindo de Marraquexe em direção ao deserto do Saara, não perca a oportunidade de visitar Tinghir.

Visitar Tinghir

A cidade de Tinghir situa-se no centro do oásis do Vale do Todra, o rio que nasce nas montanhas do Alto Atlas e desaparece no deserto do Saara. Ali perto encontram-se as famosas Gargantas do Todra.

Tinghir

A cidade de Tinghir é um ponto imperdível na Estrada das Mil Kasbahs, no planalto que separa o Alto Atlas do Monte Saghro, uma das montanhas mais altas da cordilheira do Anti-Atlas com mais de 2700 metros de altura. O palmeiral do Todra é um dos mais impressionantes de Marrocos.

Tinghir

Os souks aqui são mais originais, autênticos e castiços. O antigo ksar, nome dado às cidades fortificadas, domina sobre a cidade que muda de aspeto dependendo do ponto de vista. Tinghir umas vezes mistura-se com as cores ocre da terra e montanhas. Outras enquadra-se perfeitamente no verde do palmeiral.

A mesquita Ikelane, no ksar d’Afanour, é um exemplo único da arquitetura tradicional das mesquitas pré-saarianas. Ainda em reconstrução desde 2013, este ponto de interesse de Tinghir demarca-se pela sua antiguidade. Os esforços de restauro focam-se na fidelidade aos materiais e métodos de construção.

Tinghir

Tinghir é uma típica cidade desta região de Marrocos, com as suas castiças casas de adobe e as estreitas e labirínticas ruelas. As várias kasbahs , as casas amplas muralhadas típicas do Norte de África, dominam  a paisagem urbana.

Tinghir

A nova mesquita Ihartane

Mas o seu principal ponto de interesse é, sem sombra de dúvidas, o imenso palmeiral que a rodeia. Adoramos o vagaroso passeio que fizemos por este verdadeiro oásis, observando a população local nos seus afazeres diários. É desta terra incrivelmente fértil que as famílias tiram o alimento diário. A fruta dos pomares e as tâmaras permitem um rendimento adicional, ainda que parco. As imagens falam por si.

Tinghir
Palmeiral de Tinghir
Palmeiral de Tinghir
Palmeiral de Tinghir

Gargantas do Todra

Palmeiral visitado, rumamos até às Gargantas do Todra, a noroeste da cidade de Tinghir. Outrora este desfiladeiro era de difícil acesso. Hoje, uma estrada asfaltada faz com que não se demore mais do que quinze minutos a fazer o percurso.

Gargantas do Todra

Chegados ao desfiladeiro optamos por fazer uma pequena caminhada ao longo do rio Todra. Tempo para observar e absorver a imponência e beleza deste desfiladeiro. As íngremes escarpas do “canyon” são praticamente paredes verticais em determinados pontos.

Gargantas do Todra
Gargantas do Todra

Pelo caminho fomo-nos cruzando com alguns pastores acompanhados pelos seus numerosos rebanhos.

Gargantas do Todra

São inúmeros os trilhos que se podem percorrer por aqui. Não é à toa que as Gargantas do Todra se tornaram numa verdadeira meca para os amantes de caminhadas e escaladas.

Gargantas do Todra

Nós ficamos com vontade de regressar!


Clique para ler o nosso Guia de Marrocos


Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No Viator encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem da Iati. Têm excelentes preços, atendimento top em português e usando o nosso link terá um desconto de 5%.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

6 COMENTÁRIOS

  1. Cada país tem sempre tantos tesouros escondidos… Um mês em cada sítio, não era? Se não tivéssemos que voltar a casa para trabalhar e essas coisas chatas!
    Adorei a foto das senhoras no meio da erva verdinha, com aquela árvores florida ao fundo.
    Abraço amigos
    Ruthia d'O Berço do Mundo

  2. É mesmo amiga Ruthia. Dá vontade de passar pelo menos um mês em cada país que visitamos… mas era preciso uma meia dúzia de vidas para o conseguirmos fazer 🙂
    Beijinhos nossos

  3. Olá Anabela e Alexandre,

    Vou partir com a minha mulher daqui a uns dias numa aventura de 13 dias em Marrocos, de Marraquexe a Tânger.

    Descobri o vosso blog a fazer pesquisas para planear a viagem, e tem sido uma preciosa ajuda na definição fazer o nosso roteiro 🙂

    Nós decidimos incluir uma noite no percurso entre Ouarzazate e Merzouga dada a distância.

    Temos Tinghir como uma das possibilidades de locais onde pernoitar, mas por outro lado li também já alguns blogs e revistas a sugerirem a pernoita em Boumalne-Dades, onde também vamos passar pelo desfiladeiro a caminho de Tinghir.

    Seria interessante ter a vossa opinião 😉 e se tiverem algumas recomendações de riads/hoteis/poisos no geral onde tenham estado nesta zona obviamente também agradecíamos imenso 🙂

    Um abraço, e continuação de boas aventuras!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.