Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPS

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPS

O idílico Poço Azul é um dos segredos mais bem guardados do Parque Nacional da Peneda-Gerês. E esse secretismo é fácil de entender. É que para visitar o Poço Azul do Gerês não existe outra alternativa a não ser percorrer a pé o fantástico Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSPelo caminho vai cruzar frondosas florestas, rios e ribeiros, beber água fresca das nascentes do Gerês, ver in loco os famosos abrigos de pastores e ter acesso a algumas das vistas mais esmagadoras do Gerês. E claro, como recompensa pelo seu esforço, vai poder dar um mergulho (ou pelo menos molhar o pezinho) num dos poços mais bonitos do Parque Nacional da Peneda-Gerês. A sensação de tranquilidade e comunhão com a natureza é simplesmente extraordinária.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSO trilho do Poço Azul não está inserido em nenhum percurso pedestre oficial do Gerês, ou seja, não se encontra devidamente marcado. Logo, é imprescindível levar o track para GPS que disponibilizamos mais abaixo no artigo. Mas não se deixe demover por isso, pois tendo alguma prática de caminhadas em montanha, o trilho é relativamente fácil de seguir. É um trilho mesmo Into the Wild e talvez por isso esteja entre as nossas caminhadas mais emblemáticas do Gerês.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSPode iniciar o trilho junto à escadaria que dá acesso à Cascata do Arado, ou 300 metros mais à frente num estacionamento de terra batida. Mas nós recomendamos que deixe o carro no estacionamento do Miradouro das Rocas e siga pelo estradão que ladeia e desce ao Rio Arado.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSA recomendação tem a sua razão de ser. Nem sempre a estrada de terra batida que parte do Miradouro das Rocas está em boas condições para a circulação de carros ligeiros. A somar a isso, não é de todo garantido que tenha lugar disponível para parquear a sua viatura perto da Cascata do Arado.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSCaso arranque do Miradouro das Rocas Posto terá pela frente sensivelmente 5,5 km até chegar ao Poço Azul (11 km ida e volta). Mas, como já referimos, dá para cortar um pouco na quilometragem se iniciar o Trilho do Poço Azul junto à Cascata do Arado. Nesse caso poupa mais 1 km para cada lado, ou seja só terá de fazer 9 km ida e volta, aos quais pode ainda subtrair mais 600 metros se conseguir parquear o seu “todo-terreno” no estacionamento de terra batida, situado após a Cascata do Arado.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPSNas secções seguintes deste artigo partilhamos consigo uma breve descrição do trilho (para que saiba ao que vai), informação e dicas práticas sobre o percurso pedestre que liga a Cascata do Arado ao Poço Azul, onde ficar a dormir e, ainda, o mapa e a rota GPS para download do Trilho do Poço Azul.

Vai ver que, seguindo as nossas dicas, é super fácil dar com o paradisíaco Poço Azul do Gerês!

Clique para conhecer os melhores Trilhos do Gerês

Descrição do Trilho do Poço Azul | Gerês: principais pontos de interesse do percurso desde o Miradouro das Rocas e Cascata da Arado até ao Poço Azul

Vista do Miradouro das Rocas

Como já referimos atrás, o nosso local de eleição para começar o Trilho do Poço Azul é junto ao Miradouro das Rocas. Na verdade não há melhor maneira de começar a caminhada do que com uma subidinha, em jeito de aquecimento, ao dito Miradouro das Rocas. As vistas panorâmicas são verdadeiramente fantásticas e servem de aperitivo para o espetáculo que se segue, ao longo do Trilho do Poço Azul.

Lagoas da cascata do Arado onde pode tomar banho

Do Miradouro das Rocas o trilho segue por um estradão de terra batida que não oferece qualquer dificuldade de progressão. O primeiro ponto de interesse do Trilho do Poço Azul é a Cascata do Arado, mas para a ir ver terá de fazer um pequeno desvio. Por isso recomendamos que guarde a visita para o regresso, até porque, vai-lhe saber super bem um mergulhinho depois da caminhada de regresso do Poço Azul.

A partir daqui só mesmo a pé!

A seguir à Cascata do Arado espera-o a primeira subida rasgadinha do trilho. Subida vencida, o Trilho do Poço Azul segue por uma maravilhosa zona florestal, onde já vai encontrar muitas sombras e duas fontes do Gerês, a Fonte das Letras e a Fonte do Curral da Malhadoura. Junto a esta última existe um pequeno merendeiro improvisado, perfeito para fazer uma curta pausa e repor forças.

Um pouco mais à frente vai passar pelo Curral dos Portos. Nas imediações vai encontrar vários abrigos de pastores, alguns deles magistralmente cravados nos penedos. Aprecie as construções mas não entre nos espaços, mesmo que estejam abertos.

Continue o trilho do Poço Azul rumando em direção ao rio Conho. Pelo caminho irá passar pela Tribela e pela Casa do Doutor. Depois de atravessar o rio Conho, pela Ponte das Servas, o trilho segue sempre paralelo ao rio até chegar ao Poço Azul.

Ponte das Servas

Este troço do trilho é verdadeiramente maravilhoso e vai brindá-lo com paisagens de deixar o queixo caído. Para saborear sem qualquer tipo de pressas!

Aproximadamente 1 km depois vai deparar-se com uma deslumbrante lagoa verde. Não se preocupe que não se enganou. Na verdade, o Poço Azul é bem mais verde do que azul, mas independentemente dos detalhes de coloração, vai ver que é uma verdadeira maravilha da natureza. Agora é desfrutar, que depois da caminhada, bem o merece.

Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPS

Dica VagaMundos: o Poço Azul é cada vez mais procurado, por isso é praticamente impossível ter o espaço só para si. Se quer um local mais recatado, para estar a relaxar ou para fazer um picnic, suba um pouco mais o rio. Vai encontrar imensos locais onde se pode sentar mesmo à beirinha da água e com sorte até encontra algumas pequenas lagoas.
Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês: dicas para visitar, mapa e rota GPS
Se subir um pouco o rio Conho encontra locais mágicos como este

No regresso, se ainda houver forças, não se esqueça de ir até à Cascata do Arado. Suba pelas escadinhas até ao miradouro e desfrute da impressionante vista sobre a cascata. Se quiser ir tomar uma banhoca vai ter de vencer uma inclinada ladeira e saltar de pedra em pedra até às lagoas formadas pela cascata. Exige um pouco de espírito de aventura, mas compensa o esforço. E, em nossa opinião, é o final perfeito de uma caminhada épica até ao Poço Azul do Gerês.

Clique para ler o nosso Guia e Roteiro do Gerês

Trilho do Poço Azul: como ir, dicas práticas para o percurso pedestre, mapa, altimetria e download/descarga de ficheiros em formato GPX / KML para Google Earth, GPS e Smartphone

Como chegar ao Poço Azul e onde estacionar?

Tendo como referência a Vila do Gerês, siga em direção a Vilar de Veiga pela estrada N308-1 até Pereiró. Em Pereiró,  tome a estrada CM1276 em direção à aldeia de Ermida onde vai encontrar placas indicativas da Cascata do Arado, o principal ponto de referência para o início do Trilho do Poço Azul. Estacione junto ao Miradouro das Rocas e siga a pé pela estrada de terra batida. Se estiver com um carro robusto (ou assim mais para o velho), pode sempre avançar até à ponte sobre o rio Arado ou até ao estacionamento de terra batida 300 metros mais à frente. Se o fizer, poupa cerca de 2,5 km às pernas.

Informações Práticas

Distância: 5,5 km (11 km ida e volta). Se começar na Cascata do Arado, poupa 2 km (ida e volta)

Circular: não. Como não há outro acesso, vai ter mesmo de fazer ida e volta.

Dificuldade Técnica: Fácil/Moderada

Local de Partida/Chegada: Estacionamento do Miradouro das Rocas, perto da Cascata do Arado

Quando ir ao Poço Azul?

O Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul pode ser percorrido em todas as estações dependendo das condições climatéricas. A menos aconselhável é o inverno, devido ao frio e à chuva que, no Gerês, é quase uma constante nessa estação.

Escusado será dizer que o final da primavera e o verão são de longe a melhor altura para quem quer desfrutar de uns refrescantes mergulhos no Poço Azul ou nas pequenas lagoas do rio Conho. Contudo, leve muita água consigo, proteja-se do sol e evite as horas do calor.

O que levar?

  • Mochila leve e confortável;
  • Calçado adequado a caminhadas de montanha (ir de sandálias pelo caminho não é, de todo, uma boa ideia. Se as quiser utilizar no Poço Azul, leve-as na mochila, podem dar jeito);
  • Comida e bebida (entre elas, muita água, pois não há cafés nem lojas ao longo de todo o percurso, nem tão pouco no Poço Azul. É um local 100% Into the Wild);
  • Impermeável/capa de chuva (não se esqueça que está no Gerês, logo, a não ser que vá no verão, pode sempre chover. E mesmo assim nunca se sabe quando é que o São Pedro manda uma senhora duma trovoada);
  • Protetor solar, óculos de sol e chapéu;
  • Uma máquina fotográfica ou um smartphone para registar os melhores momentos da caminhada;
  • E o mais importante: um saco para trazer consigo o seu lixo.

Outras dicas práticas e recomendações para visitar o Poço Azul

 

  • Ao longo do Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul vai por vezes encontrar marcações de pequena rota e de grande rota. Isto acontece porque parte do percurso coincide com o PR14 TBR – Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês e com a Grande Rota do Gerês – GR50. Pode utilizar as referidas marcações como auxiliar (para não estar sempre a olhar para o GPS), mas não se fie nelas sempre que vir uma encruzilhada, visto que nenhuma dessas rotas passa pelo Poço Azul. O melhor mesmo é ter o track GPS sempre à mão, sobretudo se não tem grande experiência em caminhadas de montanha.
  • É certo que é possível tomar banho no Poço Azul, mas tenha em atenção que está longe de ser uma praia fluvial. O Poço Azul é relativamente pequeno e não espere encontrar muito espaço livre para estender a toalha e passar o dia. O Poço Azul é um espaço selvagem, perfeito para momentos ímpares de contemplação da natureza sublime em redor e para dar um par de refrescantes mergulhos nos dias quentes de verão. E é precisamente assim que queremos que se mantenha!
  • Para nós multidões e natureza não combinam. Se pensa da mesma forma, evite ir ao Poço Azul durante os fins-de-semana de verão. Assim não estraga a experiência!
  • Sabemos bem que o grande objetivo da caminhada é ir ao Poço Azul. Mas muitas vezes o caminho é tão bom como o destino. E no caso do Trilho do Poço Azul podemos afiançar que assim o é. Por isso, não vá a correr e desfrute da caminhada.

Mapa e rota GPS do Trilho da Cascata do Arado ao Poço Azul | Gerês


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do Trilho do Poço Azul – incluí a localização precisa do Poço Azul, todo o percurso desde o Miradouro das Rocas e a Cascata do Arado e os locais para estacionar a sua viatura.

Download de ficheiro em formato KML para Google Earth

Download de ficheiro em formato GPX para GPS e Smartphones

Altimetria do Trilho do Poço Azul | Gerês

Altimetria trilho do Poço Azul

Onde ficar a dormir quando for percorrer o Trilho do Poço Azul

A melhor localidade para ficar a dormir quando for percorrer o trilho do Poço Azul é a Vila do Gerês visto que é a que tem mais oferta de alojamentos e serviços turísticos e acaba por ser a localidade que fica mais perto do início do trilho do Poço Azul.

Na Vila do Gerês um dos nossos alojamentos favoritos é o Hotel Central Jardim, pois é muito económico, super central, muito confortável e ainda oferece um excelente pequeno-almoço já incluído no preço do quarto.

Outra boa opção na Vila do Gerês é o Adelaide Hotel. Perde um pouco na localização face ao Central Jardim, mas os quartos são igualmente confortáveis, tem um bom pequeno-almoço, e a mais-valia de ter uma agradável piscina exterior.

Se preferir um alojamento mais luxuoso recomendamos o Hotel São Bento da Porta Aberta, o nosso preferido para quando queremos ser mimados numa escapadinha romântica. É uma unidade hoteleira super acolhedora e que oferece todo o tipo de serviços de que necessitamos, tendo inclusivamente um (excelente) restaurante com iguarias regionais. A localização é simplesmente idílica, tem excelentes acessos e fica super perto da Marina do Rio Caldo e da Barragem da Caniçada. A relação preço/qualidade é imbatível!

Clique para ver mais opções de alojamento no Gerês

Quer descobrir mais lagoas e cascatas do Gerês? Então não deixe de ler o nosso artigo das Melhores Cascatas do Gerês. Vai encontrar locais verdadeiramente mágicos para dar um mergulho!

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.