Trilhos do Conhal | Nisa: mapa do percurso pedestre e rota GPS

Trilhos do Conhal (Nisa) - maoa e GPS track

Em pleno Geopark Naturtejo, no concelho de Nisa, encontra-se um dos nossos trilhos pedestres favoritos de Portugal, o Trilho do Conhal (PR4 Nisa). Este percurso pedestre desenrola-se pelas margens do Tejo e pela Serra de São Miguel, quase sempre com o Monumento Natural das Portas de Rodão no horizonte e com o voo silencioso dos grifos como companhia.

Trilho do Conhal

Já há algum tempo que não o percorríamos, mas ao sabermos que havia sido marcado um novo percurso na região, o Trilho da Mina de Ouro do Conhal (PR9 Nisa), calçamos as botas e rumamos até ao norte do Alentejo para descobrir os seus segredos.

Como os Trilhos do Conhal e o Trilho da Mina de Ouro do Conhal têm uma parte do percurso em comum, pegamos no mapa de ambos de antemão, e desenhamos um novo roteiro com o objetivo de combinar o melhor de ambos os percursos pedestres.

Trilho do Conhal O resultado? O que já era bom, está agora ainda melhor e neste artigo vamos partilhar consigo tudo sobre este fantástico trilho.

Clique para conhecer os Melhores Trilhos e Percursos Pedestres de Portugal

Descrição do Trilho do Conhal alargado (PR4 e PR9 Nisa):

O Trilho do Conhal original tem 10 km e o Trilho da Mina de Ouro do Conhal cerca de 8,5 km, tendo sido desenhado com o objetivo de ser uma versão mais soft do Trilho do Conhal, visto que não exige a subida até ao topo da Serra de São Miguel.

Trilho do ConhalJá o Trilho do Conhal alargado que desenhamos, tem um total de 14 km e como tal é um pouco mais exigente fisicamente que o Trilho do Conhal oficial.

Ao trilho original acrescentamos a subida à Serrinha (e respetiva descida) e a passagem pela Foz da Ribeira do Vale, pela Ilha do Cabecinho, o que nos permitiu ter uma outra perspetiva do Monumento Natural das Portas de Rodão e atravessar as novíssimas pontes suspensas sobre a Ribeira do Vale.

Trilho do ConhalQueremos ainda salientar que o Trilho do Conhal está muito bem sinalizado, pelo que é muito fácil de seguir para quem esteja minimamente habituado a caminhadas pela natureza. Mesmo com as alterações que fizemos, é fácil de dar com o caminho certo, até porque nesta caminhada nunca saímos dos percursos sinalizados. Mas pelo sim pelo não, o melhor mesmo é levar consigo o trek GPS que disponibilizamos neste artigo.

Trilho do Conhal
Trilho do Conhal – Subida à Serrinha

A nossa versão do Trilho do Conhal tem início na aldeia do Arneiro, junto ao Centro Interpretativo do Conhal, e segue em direcção à Serrinha, passando ao largo do marco geodésico.

Trilho do Conhal
Trilho do Conhal – Soberba vista do Miradouro da Serrinha

Cerca de 2,5 km depois vai encontrar um miradouro natural com uma vista esplendorosa sobre o rio Tejo e as suas ilhas, a Foz da Ribeira do Vale e as Portas de Rodão.

Trilho do Conhal – Ponte suspensa sobre a Ribeira do Vale

Vista desfrutada, é hora de descer até à Foz da Ribeira do Vale. Uma vez lá em baixo, duas fantásticas pontes suspensas estão à sua espera. A primeira para transpor a Ribeira do Vale e a segunda para permitir a visita à Ilha do Cabecinho, onde tem uma área de descanso ideal para a primeira merenda do dia.

Trilho do Conhal
Ponte suspensa que dá acesso à Ilha do Cabecinho

Daí o trilho avança pelo antigo “trilho dos burros” até chegar ao Pego das Portas de onde já consegue observar o voo dos grifos ao longe. Mas não se apoquente que vai ter a oportunidade de os ver bem mais de perto quando subir ao topo da Serra de São Miguel.

Pego das Portas

Mas antes da subida, o trilho ainda nos leva a visitar a antiga Mina de Ouro Romana do Conhal do Arneiro onde terá a oportunidade de subir a um dos gigantescos montes de seixos resultantes da exploração do ouro.

Montes de seixos no Conhal do Arneiro

Não deixe também de subir ao Castelejo, uma pequena elevação no meio do Conhal que se supõe ter sido um posto de vigia romano para controlar a mina e o tráfego fluvial, e de onde se consegue ter uma excelente percepção da área de exploração de ouro.

Trilho do Conhal – Vista do Castelejo para o lado do Arneiro
Vista do Castelejo para o lado do rio Tejo

Mina visitada, está na altura de enfrentar a maior subida desde percurso. O topo da escarpada Serra de São Miguel espera por si, mas para poder ter o privilégio de alcançar uma das Portas de Rodão vai ter de suar um bocado.

Subida à Serra de São Miguel

Em menos de 2 km terá de vencer cerca de 200 metros de desnível, mas vai ver que se for com calma vai conseguir superar este obstáculo.


Nota: infelizmente, os fogos que varreram Portugal em 2017 não pouparam a Serra de São Miguel. Os pinheiros, zimbros e medronheiros são hoje uma triste sombra do que eram, mas aos poucos a natureza começa a despontar e acreditamos que daqui por uns anos vai voltar a ter o esplendor de outrora.

Aproveite que está a cruzar uma zona varrida pelos fogos para refletir sobre este flagelo, que ano após ano teima em agredir o nosso território, e tente ver de que forma pode ajudar na prevenção dos incêndios e na reflorestação. A natureza agradece.


Trilho do Conhal
Trilho do Conhal -Miradouro com vista para Vila Velha de Rodão

Uma vez no topo da serra, o trilho vai conduzi-lo no sentido do Castelo de Rodão até à extremidade norte da serra. E é nesse momento que será brindado pelo voo silencioso dos abutres (grifos) que habitam nas escarpas das Portas de Rodão. Observar o voo destas imponentes criaturas, com o rio Tejo e Vila Velha de Rodão como pano de fundo, é, sem dúvida, o momento mais alto desta caminhada.

Maravilhosas paisagens do topo das Portas de Rodão

Trilho do Conhal – O voo silencioso do Grifo

Depois de saborear este espetáculo, é hora de iniciar a descida rumo ao Arneiro. Pelo caminho tem ainda a oportunidade de fazer um pequeno desvio (está assinalado no trek) e visitar a Buraca da Faiopa, uma antiga mina de ferro. Mas veja só mesmo por fora. A entrada na mesma é expressamente proibida por questões de segurança.

Buraca da Faiopa
Descida ao Arneiro
Fornos Comunitários do Arneiro

Já no Arneiro, terá ainda oportunidade de visitar os fornos comunitários onde se cozia o pão, e a sua bonita Igreja Matriz, que fica mesmo ao lado do Centro Interpretativo do Conhal, onde começou e irá terminar a sua caminhada.


Se procura mais caminhadas no Alentejo não deixe de ler o nosso artigo sobre os fantásticos Trilhos de Mértola


Trilhos do Conhal – alargado (PR4 e PR9 Nisa): como chegar, principais pontos de interesse, fotografias do percurso pedestre, mapas e download/descarga de ficheiros em formato GPX / KML para Google Earth, GPS e Smartphone

Distância: 14 km

Circular: sim

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida/Chegada: Centro Interpretativo do Conhal (Arneiro)

Coordenadas GPS do ponto de Partida/Chegada: 39°36’57.5″N 7°42’18.6″W

Quando Ir: em teoria, o Trilho do Conhal pode ser percorrido em todas as estações, mas as melhores são a primavera e o outono. O verão nesta região do país é, por norma, mesmo muito quente o que torna o trilho muito penoso. Se for no verão, é imperativo evitar as horas de maior calor. No inverno convém ter em atenção que a chuva torna as pedras muito escorregadias e, como tal, deve ter cuidado redobrado ao longo do percurso.

O que levar:

  • Mochila leve e confortável
  • Calçado e roupa adequada para caminhadas
  • Comida e bebida (entre elas muita água pois, à exceção do Arneiro, não há rigorosamente nenhum estabelecimento pelo caminho).
  • Chapéu, protetor solar e óculos de sol
  • Uma máquina fotográfica ou um smartphone para registar os melhores momentos da caminhada e um par de binóculos para poder ver (ainda) mais de perto o voo dos grifos.
  • E o mais importante: um saco para trazerem convosco o vosso lixo

Clique aqui para ver a info e descarregar o track do Trilho do Conhal original


Mapa dos Trilhos do Conhal – alargado


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do Trilho do Conhal

Altimetria dos Trilhos do Conhal – alargado

Altimetria Trilho do Conhal

Onde ficar perto dos Trilhos do Conhal

Quinta dos Ribeiros

Na mais recente incursão pelos Trilhos do Conhal ficamos alojados na Quinta dos Ribeiros em Alpalhão, no concelho de Nisa e foi o complemento perfeito para a nossa escapadinha na natureza no Alto Alentejo.

São hectares de quinta que convidam à descoberta, sem nunca se cansar, por entre o olival e o barrocal em redor duma radiosa Casa Grande e dos dois edifícios com 5 suites – muito confortáveis e acolhedoras, com a mais valia de serem espaçosas, e terem um espaço comum mesmo muito acolhedor.

O pequeno-almoço está incluído no preço do quarto e oferece produtos regionais deliciosos. Outra mais valia da Quinta dos Ribeiros é permitir o acesso à cozinha. Excelente para preparar uns petiscos ou uma jantarada depois de um belo dia de caminhada. E se não apetecer cozinhar é só dar um saltinho a Alpalhão, a terra gastronómica por excelência do concelho de Nisa.

Clique para ver mais opções de Alojamento em Nisa

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Faça um seguro de viagem na World Nomads ou na Iati. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela Iati use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.