Trondheim – da Gamle Bybro à fortaleza

Trondheim reservava-nos muito mais para explorar, e foi nesse espírito que resolvemos perder-nos pelas ruas da cidade.

A velhinha ponte de madeira, Gamle Bybro, foi a primeira a atrair a nossa atenção. Construída em 1681, esta ligação entre o coração da cidade e a fortaleza de Kristiansten era de importância estratégica a nível militar.

O que é de salutar é que, ao longo de todos estes séculos, cidadãos e autoridades resistiram à tentação de “modernizar” a velha ponte de madeira, mantendo inclusivamente a estrutura onde se situavam os portões fortemente guardados como primeiro ponto de defesa da cidade.

A travessia é rápida, mas nós demorámo-nos por ali bastante tempo a gravar as imagens do cenário que a rodeia. Ao longo do rio Nidelva, erguem-se os antigos armazéns portuários que ainda hoje se mantém de pé e dão cor às margens do rio.

A maioria destes armazéns de madeira foi convertida em habitações ou restaurantes com esplanadas flutuantes no próprio rio.

Alguns, obviamente, mostram claramente os sinais de abandono. Adivinha-se o equilíbrio periclitante sobre os pilares corroídos pelo tempo e pela água.

A escassos metros da ponte, deparámo-nos com único elevador de bicicletas do mundo. Não podemos tecer comentários acerca do seu funcionamento, mas temos sérias dúvidas sobre as garantias de equilíbrio, especialmente depois de ouvirmos a história, em primeira voz, de alguém que experimentou e deu valentes quedas ao longo da subida!

A partir daqui foi só puxar pelo pulmão para subir a inclinada colina que nos levaria à fortaleza.

Kristiansten Festning, ergue-se sobranceira na colina de Brubakken, a Este da cidade de Trondheim. Vários episódios históricos comprovam a sua relevância militar e posição estratégica para controlar as movimentações a leste e defender a cidade de forças invasoras.

Para nós, a sua importância estratégica reside… na vista fabulosa que pudemos usufruir sobre a cidade e o fiorde de Trondheim.

E no meio do fiorde, avistámos a ilha de Munkholmen, assim chamada porque ali se situava um mosteiro de monges. No séc. XVI os projectos de construção de um forte avançaram e as suas fundações serviram de cárcere na conturbada história de invasões e alianças com os países escandinavos vizinhos.

Esta é a penúltima crónica sobre Trondheim e prometemos ser diligentes a fechar este capítulo.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

5 COMENTÁRIOS

  1. Á vossa custa já conheço bastante dos países nordicos. Sempre com um pouco de história e muito bem ilustrados.
    Abraços

  2. Também eu, à vossa custa ;), não só fico a conhecer, como fico cheia de vontade de visitar os países nórdicos. Adorei Trondheim, as suas casinhas de madeira e a ponte. Estes locais inspiram-me 🙂 Bjs

  3. Olá João. Sempre a "trabalhar" para mostrar o mundo escandinavo aos nossos leitores 🙂 É bom ter-te como companheiro de viagem!
    Abraço

    Olá Lucy. Com o teu gosot pelos detalhes, estas cidades seriam um manam«ncial para os teus olhos e espírito! E a Holga não teria descanso 🙂
    Bjs

  4. Qué lugar raro!!! parece que las casas estuvieran deshabitadas. Como una maqueta.

  5. Olá,
    lindissimas fotografias, lindissimas paisagens.
    As casas da noruega são super interessantes!!

    Cumprimentos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.