Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de Portugal

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de Portugal

Sugestão a adicionar à sua lista de escapadinhas de fim-de-semana em Portugal: visitar Monsanto. A aldeia dos Flintstones portuguesa está a sua espera para lhe revelar segredos que bem podiam ser da Idade da Pedra.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalSe a primeira imagem de Monsanto que tivesse na sua vida fosse advinda dum filme, o mais certo seria dizer que os efeitos especiais da película eram merecedores de um Óscar. É que construir uma aldeia empoleirada no topo de um escarpado monte, com casas no meio de gigantescos penedos de granito, só parece estar ao alcance de Hollywood.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalMas a aldeia de Monsanto está longe de ser ficção científica. É bem real e até recebeu o epíteto da Aldeia mais Portuguesa de Portugal, fruto de um concurso organizado pelo Estado Novo em 1938. Em 1995 integrou a rede das 12 Aldeias Históricas de Portugal.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalNesta aldeia única no mundo, homem e natureza vivem em harmonia. No meio de blocos colossais de granito, o povo ergueu paredes da mesma pedra e construiu lares, em simbiose perfeita com o meio natural. Há um equilíbrio, periclitante e extraordinário, duma existência simples e genuína entre penedos boçais que desafiam as leis da gravidade.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalMonsanto é um lugar mágico onde os penedos têm nome e as casas têm penedos. As gentes deram identidade a estes gigantes inertes, como se dum ser animado de espírito se tratasse, e integraram-nos na vida quotidiana. Por isso, humano e natural estão, e são, tão próximos.

Quando visitar Monsanto?

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalPode visitar Monsanto ao longo de todo o ano, até porque cada estação revela uma face diferente desta aldeia beirã. Posto isto, a escolha da melhor altura para visitar Monsanto depende muito dos seus interesses.

A primavera e o outono são as estações perfeitas para aliar atividades na natureza, como sejam caminhadas ou BTT, com uma estadia revigorante na aldeia.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalEm maio não perca a Festa da Divina Santa Cruz, em memória da sobrevivência dos monsantinos a cerco inimigo. A festa religiosa tem lugar a 3 de Maio ou no domingo seguinte. À celebração religiosa juntam-se sons, cores e sabores da festa popular. Cortejos, ranchos, adufes e muita música animam esta festa templária com direito a feira medieval. Divirta-se com as encenações de época e passeie por entre as bancas com produtos e artesanato local, do qual se destacam as marafonas, bonecas de pano típicas de Monsanto, associadas à fertilidade e à proteção do lar.

Praia Fluvial do Pego – Penha Garcia

No verão o calor aperta, mas a aldeia enche-se de vida, fruto das coloridas festas populares. E, por perto, há sempre uma praia fluvial para se refrescar. Em Monsanto tem duas opções: a Praia Fluvial de Penha Garcia (também conhecida como Praia Fluvial do Pego) ou a Praia Fluvial da Barragem Marechal Carmona, em Idanha-a-Nova. Se for pela altura da lua cheia de agosto, ainda pode apanhar as vibes musicais do Boom Festival.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalJá no inverno, Monsanto envolve-se de todo um charme místico. O nevoeiro frequente confere-lhe uma áurea de misticismo. E sabe tão bem o aconchego da lareira depois de um dia bem passado a desvendar os seus segredos.

Onde ficar a dormir em Monsanto? Sugestões de alojamento

Para recarregar as baterias nada como uma casa de turismo rural, e a aldeia mágica de Monsanto é perfeita. Na nossa opinião, nada bate a experiência de “viver” numa destas casas entre penedos. E pode fazê-lo se ficar a dormir num dos alojamentos de Monsanto, que até tem bastante oferta de hospedagem, um benefício da fama mundial de que aldeia histórica goza.

Monsanto GeoHotel Escola – Monsanto: Ter a comodidade dum ótimo serviço hoteleiro em pleno ambiente rural é o empenho do Monsanto GeoHotel Escola – Monsanto. Os quartos privados, decorados com bom gosto, superam expetativas e o pequeno-almoço buffet é nada menos que fabuloso, com opções continental e sem glúten.

Casa Pires Mateus: é uma típica casa grande, com um ambiente familiar, restaurada com materiais atuais mas preservando o estilo tradicional da aldeia. A Casa Pires Mateus mantém as paredes de granito, um toque clássico no mobiliário e a simplicidade sem abdicar do espaço e do conforto. Uma unidade de alojamento com serviços de hotelaria que traduz o estilo da localidade.

Cantinho da Coxixa: numa aldeia mágica, um cantinho mágico é tudo o que precisamos para nos julgarmos únicos no mundo. Quem não quer entregar-se de coração e alma ao romantismo do lugar e do aconchego? Surpreenda a sua cara-metade com uma estadia no Cantinho da Coxixa. Ao entardecer aproveitem a varanda com vista e celebrem a vida com copos a tilintar e aquele abraço de porto de abrigo.

Casa da Tia Piedade: A família terá dias em cheio nesta casa de aldeia onde tudo conta uma história, a da família. Na Casa da Tia Piedade o mimo, o conforto, o sossego e o descanso estão garantidos, com serões bem diferentes dos citadinos.

Clique para ver mais opções de alojamento em Monsanto

Visitar Monsanto: o que ver e fazer?

Visitar Monsanto é uma opção ideal para fazer uma pausa da azáfama citadina. Perca-se nas ruelas, vielas e quelhas desta aldeia milenar onde ainda se escuta o silêncio.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de Portugal
Castelo Templário – Visitar Monsanto

O casario pitoresco, as calçadas puídas, o castelo templário medieval – silenciosa testemunha de batalhas épicas. Imagine as misteriosas lendas, observe as tradições seculares, as artes e ofícios de outros tempos. Siga as pegadas dos nossos egrégios avós envolt@ pelas maravilhas naturais beirãs.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalA aldeia de Monsanto está empoleirada no Cabeço de Monsanto (Mons Sanctus), uma “ilha” de gigantes de granito que aflorou na planície que marca a geografia da região. Ao visitar Monsanto saiba que a aldeia se divide em duas zonas distintas. A zona mais baixa onde fica o casario e a zona alta, onde está o Castelo construído pelos Templário.

Para tirar o melhor partido da experiência de visitar Monsanto, deixe o carro no Miradouro da Praça dos Canhões. Ainda nem entrou na aldeia e já pode observar a magnífica paisagem beirã em que a Aldeia Histórica de Portugal se insere. Prepare-se para descobrir recantos encantadores por entre íngremes ruelas, casas singelas ao lado de palacetes brasonados, portais manuelinos e arcos ogivais…

Igreja Matriz – Visitar Monsanto

Subimos à Igreja Matriz onde se destacam o pórtico românico e a rosácea da fachada principal e elementos manuelinos nas fachadas laterais. No interior evidenciam-se os retábulos e altar em talha. Aqui acorrem os devotos em setembro, por ocasião da romaria a Nossa Senhora da Azenha.

Ao redor da igreja dedicada a São Salvador, padroeiro de Monsanto, soma-se outro património digno de destaque: o Cruzeiro de São Salvador, o Chafariz da Fonte Nova, a Antiga Adega e a Pousada de Monsanto.

Avance ao Largo da Misericórdia também chamado de Largo do Pelourinho onde, obviamente, vai encontrar o Pelourinho de Monsanto perto da Capela do Socorro. Já se vislumbra a Igreja da Misericórdia, de origem românica, e a Torre do Lucano ou Torre do Relógio encimada por uma réplica do Galo de Prata que simboliza o prémio recebido em 1938 da “aldeia mais Portuguesa de Portugal”. Nas costas da torre, pelas Ruas do Relógio e de Santo António abaixo e acompanhando as Cruzes dos Passos, damos com a Capela de Santo António, ao lado do cemitério, e com as Portas de Santo António, a entrada oeste da povoação desde os tempos medievais.

Bancos da Paciência – Visitar Monsanto

À porta do Café Monsantino resistem os Bancos da Paciência e por perto o consultório onde Fernando Namora exerceu a profissão de médico aquando da sua passagem pela aldeia. Aliás foi Monsanto que inspirou a sua obra “Retalhos da Vida de um Médico”.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de Portugal
Arco de São Sebastião – Visitar Monsanto

Poderá encontrar a casa onde Fernando Namora habitou rumando a leste, pela rua de seu nome, à qual se somam outros pontos de interesse: o Chafariz do Meio, a singela Capela do Espírito Santo, renascentista, adossada a uma das portas da povoação designada de Arco de São Sebastião ou do Espírito Santo.

Subindo a Rua do Castelo encontramos muitas das castiças e fotogénicas casas entre penedos de Monsanto, a par de mais uma série das particularidades desta aldeia tão sui generis.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalPara além dalgumas das icónicas “casas duma só telha“, em que um único barroco de granito serve de telhado, estão o Forno Comunitário, a Gruta de Monsanto, a referência gastronómica de Monsanto que é o restaurante Petiscos & Granitos com as suas salas entre penedos, e o miradouro que mais celebriza Monsanto no Instagram. Rua acima descobrirá ainda as castiças furdas, pequenos cortelhos para cevar o porco, ou seja, engordar bem o porco para produzir os muito apreciados enchidos da aldeia.

Para visitar a parte alta de Monsanto não se livra de uma caminhada empinada pela Rota dos Barrocais (PR5). O bom é que pelo caminho pode desfrutar das fantásticas vistas com que o Penedo do Pé Calvo brinda os corajosos. A difícil subida até ao Castelo dos Templários é largamente compensada por um dos mais deslumbrantes miradouros da região, sem exageros.

Uma vez na parte alta, e atravessando a Porta da Traição, não deixe de subir e passear pelas muralhas do Castelo de Monsanto dentro das quais estão as ruínas da Torre de Menagem, da Capela de Santa Maria do Castelo, e a imprescindível Cisterna.

Deste miradouro altivo, aos 758 metros, as paisagens são um deslumbre: o casario singular aninhado numa encosta plantada de barrocos de granito, a planície beirã até Espanha, as Serras da Estrela, da Gardunha e da Malcata.

Seguindo o trilho pedestre, desvendamos mais alguns dos segredos misteriosos que só são possíveis ao visitar Monsanto e o seu castelo. No exterior das muralhas a norte, estão os vestígios da antiga povoação medieval de São Miguel, vigiada pelas ruínas da Torre do Pião.

Sobressaem as ruínas da Capela de São Miguel, ao redor da qual ainda se encontram sepulturas antropomórficas esculpidas na rocha e a curiosa formação rochosa da Laje das Treze Tigelas, cujas cavidades circulares deram azo a mitos e lendas, obviamente.

Por um lado, a laje foi associada a um culto ancestral, por outro, atribuíram as “tigelas” à boa ação duma senhora nobre que aqui servia sopa aos pobres – daí também a designação de Tigelinhas da Fidalga.

Visitar a Aldeia Histórica de Monsanto: o que ver e fazer na Aldeia mais Portuguesa de PortugalContinuando a sua visita a Monsanto, pode tomar um pequeno desvio que lhe vai revelar as ruínas da Capela de São João, da qual só resta um arco. De seguida, desça para norte, acompanhando os vestígios de linhas secundárias de muralhas defensivas, em direção aos vários conjuntos de Penedos Juntos. Atreve-se a passar nas fisgas que os entremeiam? Vá sem medos. Há milhões de anos que nada os abala. Não se esqueça de respirar esta paisagem natural de soberba beleza.

Quando visitar Monsanto, há ainda dois lugares que merecem destaque pela forte ligação que têm às origens da aldeia. Há vestígios que provam a ocupação humana desde o paleolítico. Indiscutível é a ocupação Romana do lugar da Tapada de São Lourenço de Monsantel, atestada pelos achados arqueológicos dum complexo termal duma provável villa romana, túmulos escavados no granito e troços de via romana.

Monsanto é tão apaixonante que até os Penedos se beijam

Nesta terra mística proliferam as lendas e outra prende-se com a Capela de S. Pedro de Vir-à-Corça ou Ver-a-Corça, situada na base do monte nos arredores da povoação, entre os lugares de Eugénia e Carroqueiro. Apresenta o estilo românico de origem e data provavelmente do século XIII. Reza a lenda que aqui habitava um monge eremita que um dia se viu, literalmente, a braços com um bebé abandonado. O seu pedido desesperado de ajuda foi escutado ao surgir uma corça que amamentou o recém-nascido.

Visitar Monsanto é compreender uma dádiva humana. O ser humano é extremamente engenhoso. Facilmente se adapta ao meio que o rodeia mesmo quando a natureza é tosca, bruta e agreste. Neste lugar de autenticidade, Monsanto serve-lhe, de bandeja, uma das paisagens naturais e humanas mais marcantes, típicas e maravilhosas de Portugal. Não perca a oportunidade de visitar Monsanto e os seus encantos.

Aldeia Histórica de Monsanto: Mapa dos Principais Pontos de Interesse


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa turístico da aldeia histórica de Monsanto.

Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) – Percurso Pedestre e BTT

Se é amante de caminhadas ou BTT, temos um desafio para si. (Re)Descubra Monsanto, a pé ou de bicicleta, através dos extraordinários trilhos e caminhos da Grande Rota 22.

Monsanto integra a Grande Rota das Aldeias Históricas (GR22) que liga todas as 12 Aldeias Históricas de Portugal num traçado circular com cerca de 600 km. Como se não bastasse, ainda atravessa três fantásticas áreas protegidas de Portugal:

  • Parque Natural da Serra da Estrela
  • Parque Natural do Douro Internacional
  • Reserva Natural da Serra da Malcata

A Grande Rota 22 foi renovada e remarcada em 2015. O bom trabalho realizado levou a Associação Europeia de Caminhantes a dar-lhe o selo de “Leading Quality Trails – Best of Europe” (melhores destinos de caminhadas da Europa). Por isso, pode ir à confiança!

Pode consultar todas as etapas recomendadas, clicando nos links abaixo:

GR22 – Grande Rota Pedestre  | GR22 – Grande Travessia BTT

Se gosta de caminhadas não deixe de ler o nosso artigo com os Melhores Trilhos e Percursos Pedestres de Portugal.

Outros artigos do Centro de Portugal

Aveiro | Aldeias Históricas de Portugal | Cascata da Cabreia | Castelo de Bode | Castro Daire | CoimbraPassadiços do Orvalho | DornesEstações Náuticas Centro de Portugal | Fragas de São Simão | Óbidos | Ourém | Penamacor | Penedo Furado | PenichePiodão | Santa Comba Dão | Serra do Açor | Serras de Aire e Candeeiros | Serra da Estrela | Serra da Lousã | Tomar | Viseu

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.