Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitar

visitar aldeias da serra da estrela

Aceite o nosso desafio e entre numa das regiões rurais mais vivas de Portugal ao visitar as aldeias da Serra da Estrela. A Serra da Estrela é pura e simplesmente o destino de turismo rural perfeito para uma escapadinha na natureza. Uma natureza em estado puro onde as paisagens são, no mínimo, de tirar o fôlego. Agrestes montanhas de granito, magníficos vales verdejantes, lagoas, rios, ribeiros e cascatas de sonho rodeados de densa mata ou floresta.

Às suas inúmeras maravilhas naturais juntam-se aquelas aldeias rurais da Serra da Estrela que todos devíamos conhecer. É nas verdadeiramente imperdíveis aldeias da Serra da Estrela que focamos este artigo para se inspirar para a sua próxima escapadinha.

Visitar as Aldeias da Serra da Estrela

Como região de Portugal de excelência para férias na neve, é natural que seja o inverno a época que mais visitantes atrai ao Parque Natural da Serra da Estrela. Todavia, a Serra da Estrela tem vida genuína muito para além da neve. Devido à sua localização remota em montanha, estas aldeias da Serra da Estrela têm uma identidade especial de singular autenticidade. Revelam-se nas tradições ancestrais que as gentes arduamente preservam e nos costumes que ditam o passar do tempo. São tesouros patrimoniais, etnográficos e gastronómicos à espera de serem descobertos por si.

Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitarComo por magia, as aldeias da Serra da Estrela transfiguram lufa-lufa em sossego, caras fechadas em sorrisos abertos, alcatrão em trilhos, inerte betão em matéria viva, o rugir das máquinas em murmurejar das águas, o exasperante piar do telemóvel em harmonioso canto dos pássaros. Não é isso que no fundo procuramos? Lugares onde o tempo passa devagar? Uma viagem no tempo onde as memórias e o silêncio são uma imersão regeneradora? Queremos levá-l@ a olhar para estas aldeias onde há “natureza autêntica e pessoas genuínas”. Para que estas aldeias da Serra da Estrela se tornem num dos seus destinos prediletos em qualquer altura do ano.

Clique para ler o nosso roteiro para visitar a Serra da Estrela

Cabeça 

A abrir esta lista das aldeias da Serra da Estrela, destacamos a aldeia de Cabeça, no concelho de Seia. Encravada na cumeada duma encosta da Serra da Estrela, terra de lendas e tradições, Cabeça é dominada pela igreja de São Romão à volta da qual cresceu o casario, num xadrez tricolor de telhados vermelhos, casas brancas e de pedra de xisto.

Rodeada de verde, conferido pelo pinhal e ondulantes socalcos, onde a ruralidade domina o quotidiano das tarefas agrícolas e da pastorícia, desde o alto ao sopé da encosta onde corre a ribeira de Loriga, nada faz adivinhar o que se esconde nestas paragens serranas remotas.

Rústica por fora, inovadora por dentro, a alma de Cabeça está nas suas gentes. Admiravelmente criativas e dinâmicas, pouco menos de duas centenas de pessoas com os olhos virados para a inovação ao serviço da comunidade, conseguiram colocar Cabeça no mapa de Portugal. Cabeça foi a pioneira do acesso gratuito a internet wireless e a 1ª Aldeia LED de Portugal. Cabeça é ainda popular pela sua festa anual de Natal. Cabeça Aldeia Natal é um fenómeno de festa sustentável com a sua decoração natalícia ecológica e natural. Cabeça abre os braços para o acolher na sua magia natalícia, mas espere o mesmo caloroso acolhimento o resto do ano. Por exemplo, nas festas da Divina Pastora, 15 dias após o Domingo de Páscoa, ou da Senhora da Nazaré a 15 de Agosto.

O que visitar em Cabeça

Igreja de São Romão | Igreja da Divina Pastora (atual matriz) | Capela de Santo António |Ermida de Nossa Senhora da Nazaré | Forno Comunitário | Socalcos de Cabeça | Piscina natural do Poço da Ponte | Sobreiro centenário do Outeiro da Ponte

Onde comer em Cabeça

Café Estrela | Café Dias | Loja do Primo Zé

Onde ficar a dormir em Cabeça

Abrigo do Outeiro-Serra Da Estrela

Loriga

Assim que se chega à vila de Loriga somos abraçados pela envolvente beleza das paisagens surpreendentes da Serra da Estrela. Garantimos que quando avistar Loriga ao longe, com o seu casario branco e os seus maravilhosos socalcos, vai ser amor à primeira vista. Esta aldeia do concelho de Seia é um recanto soberbo, de paz e sossego, para conhecer sem pressas. Calcorreie as ruas e ruelas, suba e desça escadinhas, aprecie os vasos floridos nos balcões de granito, sacie a sede nos fontanários.

Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitarAs espantosas paisagens da sua localização geográfica levou a que apelidassem esta aldeia da Serra da Estrela de “Suíça Portuguesa”. Loriga está situada a cerca de 770 metros de altitude entre as curvas insinuantes de montes e vales. Rodeiam-na imponentes montanhas, como a Penha do Gato e a Penha do Abutre e no seu coração correm as águas rumorejantes da Ribeira de Loriga formada pelos curso de água que descem da serra. Respira-se ar do mais puro que há. Fundada por romanos e grande centro da indústria de lanifícios, o povoado vai deixá-lo boquiaberto com o seu ex-libris, a maravilhosa Praia Fluvial de Loriga de águas límpidas e cristalinas, uma das praias fluviais mais bonitas de Portugal.

Para os amantes dos trilhos e dos percursos pedestres, Loriga oferece muitas alternativas de caminhadas por entre caminhos de pastores, um vale glaciar, covões, barragens e eiras. Desafiantes cerros íngremes, fazem as delícias dos mais audazes. Loriga está na base dum dos deslumbrantes vales glaciares da Serra da Estrela que serve de cenário para um dos melhores trilhos de Portugal, o Trilho da Garganta de Loriga. Depois reponha energias com uma feijoada de feijoca ou cabrito no forno, barre Queijo da Serra na broa de milho local, adoce com um carolo, uma botelha ou uma fatia de delicioso Bolo Negro de Loriga, e remate com aguardente de zimbro. Como vê, Loriga tem todos os atributos para ser uma das mais belas aldeias da Serra da Estrela.

O que visitar em Loriga

Igreja Matriz | Santuário da Nossa Senhora da Guia |Capelas de S. Sebastião | Capela de Nossa Senhora do Carmo | Escadinhas da Rua da Oliveira | Fontanários de Loriga | Cascata das Lamas | Vale Glaciar de Loriga | Caixão da Moura | Ponte e Estrada Romanas | Pelourinho de Loriga | Miradouro da Penha d’Águia |

Onde comer em Loriga

O Vicente | Restaurante Império | Restaurante São Genes

Onde ficar a dormir em Loriga

O Vicente | Loriga Hostel – Feel Nature | Casa da Carvalha | Casa da Ponte do Arrocho

Sabugeiro

Uma das mais antigas aldeias da Serra da Estrela, é a altaneira aldeia do Sabugueiro, no concelho de Seia. Sobranceira ao rio Alva, na cota dos 1050 metros, a aldeia do Sabugueiro é designada a aldeia mais alta de Portugal. Sendo ou não, esta é uma das mais típicas e encantadoras aldeias bem no coração do Parque Natural da Serra da Estrela.

Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitarA aldeia dos pastores, da transumância e de tradições seculares, tudo isto é atestado no acervo reunido no seu interessante museu etnográfico dedicado à memória e às tradições das gentes serranas. Deixe-se maravilhar pelo cenário natural envolvente, dê um pulinho à igreja matriz, aprecie as suas castiças casas de granito, visite o forno comunitário ainda em funcionamento e não deixe de provar a água da Fonte do Ferreiro de “água fresca no verão e água morna no inverno”.

Coma da caçoila e, claro, aproveite para comprar um belo Queijo da Serra, que aqui há do bom. O presunto e os enchidos não lhe ficam atrás, ótimos com uma fatia de Pão do Sabugueiro, do centeio que ainda se produz por cá. O possante Cão da Serra, precioso guardião de rebanhos e pessoas, dá-lhe as boas-vindas à localidade onde as mantas, tapetes de lã e as capas de burel ainda se fazem, a par dos aconchegantes chinelos de pelo de ovelha, os genuínos. E saiba que esta aldeia da Serra da Estrela tradicional tem os olhos postos no futuro e está prestes a converter-se na primeira Aldeia Inteligente de Montanha.

O que visitar em Sabugueiro

Museu Etnográfico – “Forno Velho” | Igreja Paroquial | Largo da Igreja | Fonte do Ferreiro | Forno Comunitário | Capela de Nossa Senhora de Fátima | Cemitério Velho | Ponte sobre o Alva | Praia Fluvial do Rio Alva | Moinhos de Água | Cascata da Fervença | Central Hidroeléctrica do Sabugueiro

Onde comer em Sabugueiro

Restaurante Casa da Ponte | Restaurante Martins | Mirante da Estrela | Restaurante Miralva

Onde ficar a dormir em Sabugueiro

Abrigo da Montanha Hotel Rural | Hostel Criativo do Sabugueiro | Casa Miguel | Casa da Moreia

Alvoco da Serra

Mais uma das aldeias da Serra da Estrela que pertence ao concelho de Seia é Alvoco da Serra. A pequena aldeia é a povoação que está topograficamente mais perto da Torre, o ponto mais alto da Serra da Estrela perto dos 2000 metros. No entanto, a aldeia situa-se apenas a 684 metros de altitude. Alvoco da Serra ergue-se na encosta soalheira da Serra da Estrela e a ribeira de Alvoco faz parte da paisagem natural e convida a banhos na praia fluvial no verão.

Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitarAlvoco da Serra oferece múltiplas possibilidades para ótimos percursos pedestres. Parta à descoberta das maravilhas e segredos da serra pelo Vale Glaciário do Covão do Alvoco, entre lendas e histórias antigas. É uma localidade de fortes tradições e origens muito antigas, que remontam pelo menos ao período romano. É também uma das aldeias da Serra da Estrela onde a presença da comunidade judaica é antiga e determinante. É verdade, há menos ovelhas e cabras a pastar nos socalcos e as fábricas de lã fecharam. Mas basta ir à mercearia, ao café ou à sociedade recreativa e lá encontramos os que matam o tempo reavivando memórias desta encantadora aldeia da Serra da Estrela. Como a Festa do Solstício a 23 de junho que trouxe novamente à luz uma antiga tradição onde lhe foi buscar inspiração: a rega de levada à luz da candeia. Por isto dizem que Alvoco da Serra é a “aldeia onde nasce o verão”.

O que visitar em Alvoco da Serra

Casa Museu de Alvoco da Serra | Capela de Santo António| Capela de São Sebastião | Capela de São Pedro | Ponte Romano-Medieval | Calçada Romana | Praia Fluvial | Forno Comunitário | Eira | Moinhos de Água | Museu de Arte Sacra de Alvoco da Serra | Miradouro do Monumento ao Sagrado Coração de Jesus

Onde comer em Alvoco da Serra

Oferta de restaurantes em Loriga ou Unhais da Serra

Onde ficar a dormir em Alvoco da Serra

Casa da Ribeira | Casa da Ponte | Quinta de Cabrum

Lapa dos Dinheiros

Castiça, serrana e idílica, a Lapa dos Dinheiros detém numerosas razões para merecer destaque dentre as aldeias da Serra da Estrela. Num cabeço granítico entre o Rio Alva e a Ribeira da Caniça, a aldeia é como uma varanda na encosta norte da serra. Proporciona vistas deslumbrantes e desafogadas sobre o vale do Mondego de tirar o fôlego. A paisagem é tão vasta que se perde no horizonte vislumbrando até o Caramulo e a Lousã. O cenário deste relevo acidentado é complementado pela beleza de locais como o Buraco da Moura, o Buraco do Sumo (uma zona onde a ribeira corre subterraneamente, por baixo de enormes blocos de granito) e ainda pelas sucessivas pequenas cascatas da Ribeira da Caniça.

No verão, todos acorrem à praia fluvial da Lapa dos Dinheiros para momentos refrescantes em comunhão com a natureza. Enquadrada na paisagem de montanha, a praia tem águas límpidas, ostenta o galardão de acessível e tem vigilância. A Lapa dos Dinheiros distingue-se ainda pela rica flora com a ocorrência de raros azereiros, mostajeiros e o azevinho. A sua história é de larga data. Achados arqueológicos datados do Neolítico à Idade Média foram encontrados nas imediações da aldeia.

Do largo da igreja matriz da Lapa dos Dinheiros arranca um dos melhores trilhos da Serra da Estrela: a Rota das Caniças. Desenrola-se ao longo da Ribeira da Caniça, passando pelo Souto da Lapa (um maravilhoso bosque de carvalhos e castanheiros centenários), uma miríade de cascatas (entre as quais as quedas de água da Caniça), a curiosa formação rochosa dos Cornos do Diabo e o Buraco do Sumo. E tudo isto coroado com as soberbas paisagens serranas do Parque Natural da Serra da Estrela.

O que visitar na Lapa dos Dinheiros

Igreja Matriz | Capela de Nossa Senhora do Amparo | Casa “Porto dos Bois” | Fontes e chafarizes da Lapa dos Dinheiros | Praia Fluvial da Lapa dos Dinheiros | Buraco da Moura | Monumento ao Sagrado Coração de Jesus | Souto da Lapa | Cornos do Diabo

Onde comer na Lapa dos Dinheiros

Café Avenida (mais oferta de restaurantes em São Romão)

Onde ficar a dormir na Lapa dos Dinheiros

Casas do Soito

Linhares da Beira

Linhares da Beira é, para além duma das 12 Aldeias Históricas de Portugal, uma das mais belas aldeias da Serra da Estrela. Com origem num castro lusitano, Linhares da Beira é terra de inegável importância no passado. Cada uma das suas pedras guarda em silêncio as memórias de tempos de antão.

Aldeias da Serra da Estrela que tem mesmo que visitarLinhares recebe o nome da cultura do linho que dominava na zona. Esta povoação medieval do concelho de Celorico da Beira, que recebeu o primeiro foral da mão de D. Afonso Henriques em 1169, é um verdadeiro museu a céu aberto. Deambular pelas ruas e ruelas desta aldeia da Serra da Estrela, ladeadas de casas de granito permeadas por solares nobres e coroada pelo seu castelo, é uma verdadeira viagem aos tempos medievais da sua fundação. Prepare-se para magníficas paisagens montanhosas, típicas da Beira. Respire ar puro. Deleite-se com águas frescas e puras.

Entre os locais de visita obrigatória destacamos o seu majestoso castelo, a Fonte de Mergulho, a Tribuna medieval, a Casa do Judeu, a antiga Hospedaria, a Igreja Matriz, o Pelourinho e a Antiga Casa da Câmara e Cadeia. Inspire a cultura, arte e património desta inegável pérola dentre as aldeias da Serra da Estrela.

Linhares da Beira é considerada a Capital do Parapente de Portugal pois tem excelentes condições para a prática da modalidade. Se gosta de emoções fortes, aproveite para visitar esta aldeia da Serra da Estrela.

O que visitar em Linhares da Beira

Castelo de Linhares da Beira | Igreja Matriz | Fonte do Mergulho | Fórum Medieval – Tribuna de Pedra | Casa do Judeu | Pelourinho de Linhares | Antiga Casa da Câmara e Cadeia | Antiga Hospedaria | Janela Manuelina na Rua do Passadiço | Solares

Onde comer em Linhares da Beira

Restaurante Cova da Loba

Onde ficar a dormir em Linhares da Beira

INATEL Linhares da Beira Hotel Rural | Agroturismo A Fidalga | Casa Pissarra

Aldeias Históricas de Portugal

Linhares da Beira é uma das 12 aldeias que que fazem parte da rede das Aldeias Históricas de Portugal. Na sua próxima escapadinha à Serra da Estrela, considere adicionar Piódão, a celebérrima aldeia de xisto com portas azuis, Belmonte, a “capital judaica” portuguesa, e Sortelha, a pequena princesa das aldeias históricas. Todas se encontram a curta distância da Serra da Estrela e facilmente as pode adicionar ao seu roteiro. Leia o nosso Roteiro das Aldeias Históricas de Portugal para mais dicas e inspiração.

Folgosinho

Folgosinho, no concelho de Gouveia, é uma das aldeias da Serra da Estrela mais castiças e autênticas. Aqui ainda se vive o quotidiano da vida serrana, com rebanhos de cabras e ovelhas a percorrer as ruas da aldeia, vindo ou indo para os pastos na serra. Ainda se acarta o cântaro para ir buscar água a uma das várias fontes, até porque as fontes estão na base de muita da tradição oral da povoação. O facto de ter estado muito isolada fez com que muitas das tradições se preservassem mais adiante no tempo.

Reza uma lenda, que foi em Folgosinho que nasceu o mítico guerreiro lusitano Viriato. Verdade ou mentira, não lhe sabemos dizer. Todavia, podemos afiançar que um passeio pelo castiço, e autêntico, coração da aldeia não o vai desapontar, até porque vai-se entretendo a ler as quadras populares por aqui espalhadas. Visite a histórica Igreja Matriz, a Casa do Viriato, o Pelourinho e o sui generis Castelo de Folgosinho.

Mas Folgosinho é especial, não só pela genuína vida serrana, pelas sublimes paisagens serranas ou pelo património histórico. A cereja no topo do bolo de uma visita a Folgosinho é ir ao restaurante Albertino, uma verdadeira instituição gastronómica da Beira Interior, onde a montanha ganha especial sabor. Prepare-se é para sair de lá a rebolar!

O que visitar em Folgosinho

Castelo de Folgosinho | Pelourinho de Folgosinho | Igreja Matriz | Casa de Viriato | Jardim do Viariato | Capela de São Faustino | Fonte do Gorgulhão | Fonte do Outeiro | Fonte do Pedrão | Fonte dos Limos Verdes

Onde comer em Folgosinho

Restaurante O Albertino | Restaurante O Mocas | Café Italiano Pizzeria Folgosinho

Onde ficar a dormir em Folgosinho

Casa dos Limos Verdes

Manteigas

A terminar os nossos destaques das aldeias da Serra da Estrela está Manteigas. Bom, é verdade que Manteigas cresceu muito para além da sua génese de aldeia para ser hoje classificada como vila, pertencente ao distrito da Guarda. Mas a localização privilegiada no Vale Glaciar do Zêzere, rodeada de grandiosas paisagens em plena cadeia montanhosa da serra da Estrela, fazem-na merecedora de destaque. Não é à toa que é conhecida como o Coração da Serra da Estrela.

Chegar a Manteigas possibilita percorrer uma das estradas mais cénicas de Portugal, a fantástica N338, que liga Manteigas ao planalto superior da Serra da Estrela, ao longo do Vale Glaciar do Zêzere.  E o bom da coisa é que ao longo da estrada existem vários pontos onde pode encostar o carro para disfrutar, com toda a calma do mundo, das maravilhosas paisagens deste autêntico vale encantado. Apesar do trajeto ter apenas 15 km de extensão, é possível que demore uma boa hora a percorrê-lo, pois é muito difícil resistir a encostar a cada par de quilómetros. Bem perto da vila, esconde-se a belíssima cascata do Poço do Inferno, que é, de há longa data, um dos ex-libris da Serra da Estrela.

Terra de deleites gastronómicos, não resista a um farto repasto em Manteigas, onde não pode faltar a Truta, a Feijoca de Manteigas e o guloso requeijão com doce de abóbora. Para queimar as calorias, Manteigas é ponto de partida de trilhos idílicos pela sublime paisagem esterlina. O nosso favorito é a Rota do Javali e do Poço do Inferno com florestas magníficas, vistas panorâmicas da Serra da Estrela de ficar boquiaberto e o constante murmúrio das águas alternado pelo harmonioso canto dos pássaros. Depois do esforço, vai saber bem uma ida à Termas de Manteigas.

O que visitar em Manteigas

Igreja Matriz de Santa Maria | Igreja de São Pedro | Solar Casa das Obras | Vale Glaciar do Zêzere | Poço do Inferno | Covão da Ametade | Covão do Boi | Cântaros | Planalto da Serra da Estrela | Penhas Douradas | Termas de Manteigas

Onde comer em Manteigas

Restaurante Vale do Zêzere | O Olival | Restaurante Berne | Restaurante Central

Onde ficar a dormir em Manteigas

Casa de São Lourenço | Casa das Obras | Descanso Serrano | Hotel Berne | Casa das Penhas Douradas Design Hotel & SPA | Vila Gale Serra da Estrela

Mapa com localização das Aldeias da Serra da Estrela


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa com localização das Aldeias da Serra da Estrela.

Outros artigos da Serra da Estrela

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.