Visitar Alqueva | Alentejo: Roteiro de 2 e 3 dias com o que ver e fazer

Visitar Alqueva | Alentejo: Roteiro de 2 e 3 dias

A região do Alqueva, situada a menos de 50 km de Évora, é hoje um dos destinos mais fantásticos de Portugal. A construção da barragem do Alqueva, no início deste milénio, deu origem ao maior lago artificial de toda a Europa Ocidental, com cerca de 250 km², mudando por completo a paisagem, o ecossistema e as rotinas daqueles que aqui viviam.

Temos de confessar que, mesmo antes da existência do Grande Lago do Alqueva, já éramos apaixonados por este cantinho do Alentejo. Mas não há como negar que o surgimento do Lago de Alqueva conseguiu melhorar, significativamente, aquilo que já era bom.

A somar à tranquilidade das imensas planícies alentejanas, pinceladas aqui e ali por pequenos montes, às vilas históricas que nos fazem viajar no tempo, à simpatia e autenticidade das suas gentes e à excelente gastronomia da região, hoje temos também mais de uma dezena de aldeias ribeirinhas, praias fluviais e um sem número de atividades náuticas para praticar. E as paisagens são ainda mais fantásticas que outrora!

Escusado será dizer que há imenso para ver e fazer em redor do Grande Lago do Alqueva, sendo possível passar por aqui um par de semanas sem se aborrecer minimamente. Até porque o Alentejo não convida a pressas!

Por isso, os roteiros que vamos partilhar neste artigo estão longe de esgotar tudo o que a região do Grande Lago do Alqueva tem para oferecer. Mas acreditamos que são um excelente ponto de partida para partir à descoberta dos encantos do Alqueva.

Clique para ler o nosso roteiro com o melhor de Évora

Onde ficar no Alqueva – Sugestões de alojamento na região do Grande Lago do Alqueva

Em nossa opinião Reguengos de Monsaraz é o melhor local para se ficar alojado no Alqueva. Para além de ter uma oferta muito variada de alojamentos e de oferecer todo o tipo de serviços de que o viajante precisa, tem excelentes acessos e é a localidade mais equidistante dos principais pontos de interesse do Grande Lago de Alqueva.

Na nossa última viagem ao Alqueva ficamos alojados na Casa da Cumeada, numa pequena aldeia pertencente a Reguengos de Monsaraz, e adorámos a estadia. Nela encontramos paz e sossego e simpatia sem medida num lugar onde nada é deixado ao acaso.

Feeling at Home na Casa da Cumeada

A casa é super acolhedora, tem um jardim perfeito para se relaxar e a Teresa prepara refeições macrobióticas verdadeiramente deliciosas. O rácio qualidade/preço é mesmo muito bom e como tal recomendamos sem hesitar. Clique aqui para reservar a sua estadia na Casa da Cumeada.

Outras boas localidades para se ficar alojado na região do Alqueva são a vila medieval de Monsaraz, a cidade de Moura, a vila de Portel e a Marina da Amieira onde é possível alugar e dormir dentro de um barco.

Clique nos links abaixo para ver as melhores opções de alojamento nas respetivas localidades da região do Grande Lago do Alqueva:

O Melhor do Alqueva num Roteiro de 3 dias – o que ver e fazer na região do Grande Lago do Alqueva

É importante referir que o número de dias que sugerimos para este roteiro do Alqueva pressupõe que a viagem seja feita com viatura própria e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região do Grande Lago do Alqueva. Se pretender fazer este roteiro recorrendo a transportes públicos vai precisar de, no mínimo, mais um par de dias.

Roteiro do Alqueva: 1º Dia 

Monsaraz
Monsaraz vista do seu castelo – Roteiro do Alqueva

Começamos o nosso roteiro do Alqueva com a visita ao maior ex-libris da região do Grande Lago de Alqueva: a encantadora e altaneira vila medieval de Monsaraz, vencedora do concurso 7 Maravilhas de Portugal na categoria “Aldeias Monumento”.

Anabela com os seus amigos do Cante Alentejano às portas de Monsaraz

Reserve a parte da manhã (ou boa parte dela) para passear pelas ruas empedradas desta maravilhosa vila-museu amuralhada. Existem recantos verdadeiramente apaixonantes para descobrir e imensos cafés com convidativas esplanadas para desfrutar sem presas. Deambular à toa por Monsaraz é, por si só, uma experiência fantástica, mas não deixe de visitar a Igreja Matriz de Santa Maria da Lagoa e o seu imponente castelo que brinda o visitante com esmagadoras vistas sobre as planícies alentejanas e o lago do Alqueva.

Dica: se estiver por Monsaraz pela hora de almoço aproveite para ir comer ao restaurante Sabores de Monsaraz. A comida é caseira e está entre as melhores que vão encontrar na região do Alqueva. O menu tem imensa escolha, mas os nossos pratos favoritos são o Arroz de Pato, o Borrego Assado e as Migas Gata. Nos doces, nada bate a Sericaia.

Monsaraz visitada, continue o seu roteiro do Alqueva com a visita ao milenar Cromeleque do Xarez, um dos mais impressionantes exemplares do megalitismo em território português (só mesmo o Cromeleque dos Almendres é que o supera).

Visitar Alqueva – Cromeleque do Xarez

Estima-se que este conjunto megalítico, composto por mais de 50 menires, tenha sido erguido entre 4.000 a.C a 3.000 a.C, um pouco antes do mundialmente famoso Stonehenge. E ao contrário do seu congénere britânico aqui não há multidões de visitantes, o que permite apreciar com toda a calma do mundo este monumento milenar.

Logo ao lado do Cromeleque do Xarez vai encontrar o Convento da Orada. Nunca o apanhámos aberto, mas podemos afiançar que o seu exterior justifica o pequeno desvio.

Ermida de Santa Catarina de Monsaraz

Daí até à Praia Fluvial de Monsaraz é literalmente um saltinho e pelo caminho ainda pode aproveitar para visitar a solitária Ermida de Santa Catarina de Monsaraz. Se for verão, este é o spot perfeito do dia para dar um mergulho nas refrescantes águas do Guadiana. Caso o tempo não esteja de feição, fique-se por um prazenteiro passeio à beira rio enquanto observa as dezenas de espécies de aves que fizeram do Lago do Alqueva a sua casa.

Praia Fluvial de Monsaraz – Visitar Lago do Alqueva

Praia visitada, está na hora de regressar à Idade da Pedra com a visita à Anta Grande do Olival da Pega e ao Menir da Rocha dos Namorados.

Anta Grande do Olival da Pega
Anta Grande do Olival da Pega – Visitar Alqueva

Este último está associado a uma secular e curiosa tradição pagã que consiste no seguinte: na segunda-feira após a Páscoa as raparigas solteiras vão consultar o menir para saberem se vão casar em breve. Para o efeito atiram para o topo do menir uma pedra. Se a mesma lá permanecer é porque vão casar em breve, se cair para o chão vão ter de esperar mais um ano. Se o menir acerta ou não, isso nós não sabemos, mas podemos abonar que no topo do mesmo estão dezenas de pequenas pedra, logo é um ritual que continua bem vivo.

Menir da Rocha dos Namorados

Quer tenha atirado uma pedrinha ou não está na hora de prosseguir o seu roteiro do Alqueva com uma visita a São Pedro do Corval, o maior centro oleiro de Portugal, que conta com mais de 30 olarias.

São Pedro do Corval

Para além de poder ver ao vivo o barro a ser moldado pelas experientes mãos dos oleiros, é uma excelente oportunidade para comprar formidáveis peças de artesanato alentejano, souvenirs perfeitos para levar consigo no regresso a casa.

Igreja de Santo António

O primeiro dia deste Roteiro de Alqueva termina em Reguengos de Monsaraz. Se ainda tiver tempo, pode aproveitar para visitar uma das muitas excelentes adegas de vinho da região ou para deambular pelo seu castiço centro histórico, no qual se destaca a esbelta Igreja de Santo António.

Onde comer em Reguengos de Monsaraz – sugestão de restaurantes

Se é algo que não falta em Reguengos de Monsaraz são bons restaurantes com o melhor da gastronomia Alentejana. Para boa comida regional recomendamos o Restaurante Aloendro, o Restaurante “Taberna Al-Andaluz”, o Restaurante O Pingo e o Monte D’Acorda (sendo que os dois últimos são os mais económico).

Migas com Entrecosto no Monte D’Acorda – prato típico Alentejano

Se for vegan também temos boas notícias: na Casa da Cumeada é possível jantar mesmo que não fique lá hospedado e a comida é sempre super fresca e preparada com todo o carinho pelas talentosas mãos da Teresa.

Prato Vegan na Casa da Cumeada

A reserva é imperativa e pode fazê-la através dos contactos que se encontram nesta página.

Mapa do 1º dia do Roteiro do Alqueva


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 1º dia do Roteiro do Alqueva

Roteiro do Alqueva: 2º Dia

Campinho

Damos início ao segundo dia do nosso roteiro do Alqueva com a visita à aldeia ribeirinha do Campinho. Os principais locais de interesse são a Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus e o seu fantástico parque de merendas que fica mesmo nas margens do Grande Lago de Alqueva. Existe um ancoradouro, donde se podem dar excelentes mergulhos, e uma série de pequenos trilhos que permitem agradáveis caminhadas pela natureza, perfeitas para toda a família.

Pic-Nic no parque de merendas do Campinho

Do Campinho, avançamos até à Marina da Amieira, o principal ancoradouro do Alqueva, onde é possível fazer inesquecíveis passeios de barco pelo Alqueva ou até mesmo alugar um Barco Casa sem precisar de ter Carta de Marinheiro.

Marina da Amieira

Caso queira prolongar a sua estadia no Alqueva por mais um dia, tem aqui uma excelente oportunidade para viver a experiência de dormir uma noite num barco. Clique aqui para mais informações sobre a Marina da Amieira e para reservar um barco.

E para além de navegar pelo Alqueva, pode ainda aproveitar parte do dia extra para percorrer o trilho pedestre “PR 1 PRL – Amieira e Alqueva com o Lago a Seus Pés”, para nós, o melhor percurso pedestre do Alqueva (mais informação sobre o trilho na caixa abaixo).

Informação prática do Trilho da Amieira e Alqueva

Distância: 17 km

Circular: não (é conveniente ter um contacto de um táxi para o regresso)

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida: Marina da Amieira

Local de Chegada: Igreja de São Lourenço na Aldeia do Alqueva

Clique para ler o nosso artigo com os melhores Trilhos e Percursos Pedestres de Portugal

Continuamos o segundo dia do nosso roteiro do Alqueva rumando até Moura, mas não sem antes pararmos na Barragem do Alqueva, a “mãe” deste imenso lago, para apreciar a paisagem.

Barragem do Alqueva

Dizem as enferrujadas letras, que se encontram junto ao parque de estacionamento, que “On a clear day you can see forever”. Que as vistas vão até ao infinito, não nos atravessamos, mas lá que são fantásticas, são.

Ruas floridas de Moura – Visitar Alqueva

Já em Moura não deixe de deambular pelas ruas e ruelas floridas do seu centro histórico e de visitar o seu Castelo e as Igrejas de S. João Baptista, do Carmo e de S. Francisco. Se vir que tem tempo, vá também ao Museu do Azeite, onde pode aprender sobre a produção do azeite e visitar um dos lagares mais antigos do Alentejo.

Castelo de Portel

Termine o segundo dia do roteiro do Alqueva com uma visita à vila medieval de Portel. Para além da visita “obrigatória” ao seu castelo, um dos mais bonitos e imponentes da região do Alqueva, e de um passeio pelas estreitas ruelas empinadas, não deixe também de ver o interior da sua Igreja Matriz e os Paços do Concelho.

Mapa do 2º dia do Roteiro do Alqueva


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do Roteiro do Alqueva

Roteiro do Alqueva: 3º Dia

Preparado para o último dia do nosso roteiro do Alqueva? Então vamos a isso. Comece o dia com uma visita à Herdade do Esporão, a casa de alguns dos melhores vinhos do Alentejo.

Herdade do Esporão

Pode agendar uma visita às Adegas e Caves e fazer uma prova de vinhos enquanto degusta produtos regionais alentejanos, ou simplesmente apreciar as suas vinhas e a icónica Torre do Esporão.

Herdade visitada está na hora de atravessar a nova ponte sobre o Guadiana e rumar até à nova Aldeia da Luz.

Como deve saber a Aldeia da Luz original ficou submersa pelas águas do rio Guadiana aquando da construção da barragem do Alqueva. Na altura havia duas opções: ou realojar os seus habitantes nas aldeias vizinhas ou construir uma nova aldeia mantendo no essencial as características da aldeia antiga.

Os habitantes optaram pela segunda hipótese e assim nasceu a mais recente aldeia ribeirinha de Portugal. E para que as suas origens nunca sejam esquecidas foi criado o Museu da Luz, com coleções de Etnografia e Arqueologia, ao qual recomendamos visita. Logo ao lado pode também ver o reconstruído santuário de Nossa Senhora da Luz.

Castelo de Mourão

Aldeia da Luz visitada, prosseguimos o roteiro do Alqueva com uma curta viagem até à linda vila de Mourão. A estrela maior da vila é o seu altaneiro castelo com imponentes muralhas por onde pode passear à vontade e que o vão brindar com soberbas vistas sobre o Grande Lago do Alqueva. Para além do castelo vale também a pena visitar a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias e o prazenteiro jardim da Praça da República.

Fantástico pôr do sol na praia fluvial de Mourão

E a cereja no topo do bolo de uma visita a Mourão é assistir ao pôr-do-sol desde a sua fantástica praia fluvial. É para nós o entardecer mais bonito do Lago do Alqueva.

Restaurante Adega Velha

E como por estas horas já deve estar a ficar com fome, siga a nossa sugestão e vá jantar ao restaurante Adega Velha, um dos restaurantes mais emblemáticos da região do Alqueva. Para além da decoração super castiça, da deliciosa comida regional e do vinho caseiro, ainda pode ter a sorte de assistir a um Cante Alentejano, improvisado sem cerimónias pelos clientes habitués da Adega.

Dica: aproveite que está em Mourão e dê um pulinho até Espanha para abastecer a sua viatura. São apenas 15, os quilómetros que separam o centro de Mourão até à bomba de combustível que fica à entrada de Villanueva del Fresno e a poupança bem que compensa o desvio.

Seguindo ou não as nossas dicas todas, acreditamos que o seu roteiro do Alqueva vai ser cinco estrelas. Mas para quê ficar-se pelas cinco quando pode ter milhares delas?

Pois é, reservamos uma pequena surpresa para o fim. Provavelmente não sabia, mas a região do Alqueva é uma das melhores do mundo para a observação de estrelas, tendo sido inclusivamente o primeiro sítio do mundo a ser certificado pela Starlight Foundation como um “Starlight Tourism Destination”.

Céu estrelado do Alqueva – © Miguel Claro

Por isso, se as condições atmosféricas estiverem de feição, rume até à sede do Dark Sky Alqueva, na aldeia da Cumeada e passe um serão diferente a observar a lua, os planetas e as constelações de estrelas. Clique aqui para fazer a sua reserva (obrigatória).

É fechar com a chave de ouro o seu roteiro de mil estrelas do Alqueva!

Mapa do 3º dia do Roteiro do Alqueva


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 3º dia do Roteiro do Alqueva

Roteiro para visitar o Alqueva em 2 dias

Se só tem 2 dias para visitar o Alqueva, vai ter naturalmente de abdicar de visitar alguns dos pontos de interesse que descrevemos atrás. E de forma a maximizar o tempo disponível para as visitas o ideal é dormir em localidades diferentes, fazendo um circuito circular ao redor do Grande Lago do Alqueva.

Claro que pode sempre optar por condensar o roteiro de 3 dias em 2 mas vai passar demasiado tempo na estrada e pouco tempo nos locais de interesse.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para os dois dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 3 dias do Alqueva.

Dia 1

Monsaraz – Cromeleque do Xarez – Praia Fluvial de Monsaraz – Mourão – Aldeia da Luz – Moura

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Moura

 

Dia 2

Barragem do Alqueva – Portel – Marina da Amieira – Herdade do Esporão – Reguengos de Monsaraz – Cumeada (observação de estrelas Dark Sky)

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Reguengos de Monsaraz

Mapa Roteiro para visitar o Alqueva em 2 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do Roteiro de 2 dias para visitar o Alqueva

Outros artigos do Alentejo

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.