Visitar Amesterdão: o melhor de Amesterdão num roteiro de 2 dias

0
1066
Visitar Amesterdão - Guia e Roteiro

Amesterdão deixa um sabor adocicado na boca de quem a visita. Não só pelos famosos stroopwafles ou tarte de maçã, mas pelo colorido da arquitetura pitoresca e os seus inúmeros e românticos canais. Num roteiro de Amesterdão, perder-se no labirinto dos canais é tudo o que precisa para sentir a cidade.

Visitar Amesterdão

Amesterdão é uma cidade tolerante e com um feeling de liberdade raro noutras grandes cidades do mundo. Chamam-lhe a “cidade do pecado”, mas na nossa opinião é uma imagem estereotipada exagerada.

Neste roteiro de Amesterdão apresentamos um guia detalhado com muita informação prática sobre quando visitar, o que ver e fazer, onde ficar e onde comer. Adicionamos um mapa para poder chegar às principais atrações turísticas de forma rápida e prática.

Porquê visitar Amesterdão?

Amesterdão é mundialmente famosa pela sua atitude liberal. A cidade do XXX, das montras no Red Light District, das experiências das coffee shops, das gay pride parades é um destino para gente de mente aberta.

Muito além dessa imagem estereotipada, Amesterdão é uma cidade que preza a sua identidade histórica e cultural. As áreas residenciais pitorescas encheram-se de lojinhas peculiares, bons cafés e restaurantes.

Amesterdão o que ver e fazer

É uma cidade razoavelmente pequena e plana, logo, a maior parte dos pontos de interesse são acessíveis a pé. Melhor ainda se aderir ao verdadeiro espírito dos holandeses e alugar uma bicicleta. Mas com cuidado. Os holandeses são uns barbeiros e têm pouca paciência para bike rookies, ou seja, o turista que nunca anda de bicicleta.

Bikes em Amsterdão

Perca-se no emaranhado de pontes que cruzam canais, ruas estreitas, casas “tortas” coloridas, milhares de flores e vá mapeando a cidade. Depressa será contagiado pelo sentimento de bem-estar e intimidade que lhe são particulares. A presença da água torna-a encantadora: funciona como um espelho a todo o momento, ótimo para a fotografia.

É esta combinação de fatores que a tornam numa cidade tão única e fotogénica pela qual se vai apaixonar.

Quando visitar Amesterdão?

O tempo em Amesterdão pode ser imprevisível, com dias chuvosos e ventosos a adicionar às temperaturas baixas, típicas do norte europeu. Portanto, um corta-vento impermeável e um agasalho para enrolar ao pescoço são essenciais para combater chuva, vento e frio. Vá prevenido para não estragar o seu roteiro de Amesterdão.

Amesterdão Outono

Amesterdão é muito popular entre os visitantes em março, por altura do desabrochar das tulipas, e sempre que o “rei faz anos”. É verdade, os holandeses celebram o seu dia nacional na data do aniversário do monarca que os governa, o Dia do Rei. Enquanto o Rei Willem Alexander usar a coroa, será a 27 de abril . É uma data de visita interessante em que todas as cidades enchem-se de música e festa, mercados e feiras de rua e cor de laranja. Já na primeira semana de agosto Amesterdão veste as ruas e os canais com as cores do arco íris, com o festival Gay Pride Parade, um dos maiores do mundo.

Amesterdão à noite

O clima torna-se ameno e quente nos meses de junho a agosto o que atrai muitos visitantes. E também nessa fase do ano que acontecem mais festivais de música ao ar livre, apesar de em qualquer altura do ano poder assistir a um dos 300 festivais anuais de Amesterdão.

Mapa dos Principais Pontos de Interesse de Amesterdão


clique no canto superior direito para aumentar

O Melhor de Amesterdão num Roteiro de 2 dias

Sabemos que dois dias para um roteiro de Amesterdão são insuficientes para ver metade do que a cidade tem para oferecer. Mesmo assim, é tempo suficiente para conhecer algumas das coisas mais emblemáticas que fazem de Amesterdão uma cidade tão multifacetada. Se bem planeados, 2 dias já lhe permitem desfrutar dos melhores pontos de interesse de Amesterdão.

Roteiro Amesterdão: 1º Dia

Visitar a Casa de Anne Frank

Casa de Anne Frank

Inevitalmente, este roteiro de Amesterdão vai começar pelo ponto de interesse mais visitado da cidade, a casa de Anne Frank ou, como se começa a celebrizar, o Anexo Secreto. Anne Frank, sua família e outras quatro pessoas esconderam-se dos nazis neste cubículo claustrofóbico. Durante 2 anos! No interior estão apenas réplicas da mobília original, apenas para dar uma ligeira imagem de como viviam os seus ocupantes. Com mais de um milhão de visitantes, se optar por entrar, tem que reservar online com meses de antecedência.

Mas nas proximidades pode aproveitar para apreciar a fachada da igreja renascentista Westerkerk e o HomoMonument – o triângulo simbolizando presente, passado e futuro, uma espécie de homenagem a membros perseguidos da comunidade LGBTI.

Casa flutuante em Amesterdão

Ao longo do canal vai poder observar as casas flutuantes, algumas delas realmente habitadas. O centenário Museu Casa Flutuante – HouseBoat Museum – é visitável em troca de €4,5 ou gratuita com o IAmsterdam Card, se tiver curiosidade do quotidiano dentro dum barco-casa. Pode até passar uma noite no embalo das águas do canal já que algumas delas foram transformadas em alojamento.

Cruzeiro no Canal

Cruzeiro no Canal Amesterdão

Ok, é verdade! É um cliché e nem é preciso sugerir. Mas mencionamos porque se tiver comprado o IAmsterdam Card, o passeio está incluído. É verdade que somos suspeitos porque adoramos fazer passeios de barco e não perdemos a oportunidade de conhecer cidades da perspetiva da água que as cruza – a nossa Lisboa, Copenhaga, Paris

A Praça dos Museus (Museumplein)

Roteiro Amesterdão

Se o seu interesse são os museus, vai ter uma tarefa muito difícil em Amesterdão, principalmente na Praça dos Museus. É das cidades europeias com a maior concentração de museus. Não deve haver tema de colecionismo que não esteja presente na cidade holandesa.

Dependendo de si, pode aqui passar o resto da tarde… ou dias inteiros, tendo que alargar o seu roteiro de Amesterdão. Dois museus de arte contemporânea: o Stedelijk e o irreverente Museu de Arte Moderna – Moco; o Museu Nacional Rijksmuseum, o maior da Holanda onde encontra a celebérrima “Ronda da Noite” de Rembrandt e uma biblioteca que merece visita; e o Museu Van Gogh, com o maior acervo de obras de Van Gogh, what else?!

O sinal IAmesterdam está mesmo aqui, mas dificilmente vai conseguir ficar sozinh@ na sua selfie. Talvez de madrugada, ao raiar do sol!

Leidseplein

Uma das praças mais movimentadas de Amesterdão, principalmente à noite por causa da cena teatral. Vale a pena passar por lá só para ver a movimentação e sentir o vibe, mas não aconselhamos deter-se muito tempo nem consumir num dos seus cafés, apesar de ser tentador. Se se afastar apenas dois quarteirões, encontrará bares com serviço mais barato e personalizado.

Recarregue energias num café holandês

E prepare-se para terminar o seu primeiro dia a saborear a cerveja artesanal holandesa, uma experiência imperdível num roteiro de Amesterdão. O Proeflokaal Arendsnest é um dos bares favoritos dos locais e percebe-se porquê quando vemos uma oferta de mais de 50 cervejas artesanais. Se cerveja não for a sua onda, licores holandeses, whisky e o gin holandês Jenever pode fazer as suas delícias duma noite de copos.

Roteiro Amesterdão: 2º Dia

Como provavelmente vai começar o seu dia um pouco tarde, afinal ontem foi dia de noitada, vamos sugerir dois sítios calminhos para começar o segundo dia do seu roteiro de Amesterdão.

Voldenpark

Em 150 anos de existência, o Voldenpark continua ser o maior parque da cidade e o mais famoso da Holanda. 10 milhões de visitantes anuais, entre locais e turistas, não podem estar enganados a respeito deste espaço verde. Para apanhar sol (permita o tempo!), fazer um pouco de exercício ou apenas passear de bicicleta ou a pé pelo perfumado jardim de rosas. Em certas ocasiões há concertos ao ar livre que são gratuitos.

Begijnhof

Em alternativa, Begijnhof é um lugar precioso em Amesterdão para quem procura calma e sossego, que começa a perder um pouco dessa tranquilidade por causa de estar tão popularizada. Aqui encontra um pátio rodeado de casas “tortas” onde apenas viviam mulheres solteiras ou viúvas até aos anos 70, uma das residências mais antigas de Amesterdão e uma capela escondida. Como é uma zona residencial, respeite as regras dos moradores e nunca vá depois das 17h: os portões estão fechados.

Mercado das Flores – flutuante, colorido e perfumado

Ver um mercado flutuante é interessante. Ver barcas serenamente flutuando nos canais de Amesterdão numa explosão de cor, é mágico. As rainhas da festa são as tulipas, of course! As tulipas são um dos símbolos da Holanda e podem ser uma boa lembrança de viagem. Pode sempre levar um bolbo para plantar em casa ou uma tulipa de madeira: fáceis de arrumar na mochila e mais duradouras – isto se souber cuidar do bolbo em casa!

Praça Dam

Continuando o nosso roteiro de Amesterdão, dirigimo-nos para a Praça Dam para nos vermos rodeados de monumentalidade: o Palácio Real, a igreja nova De Nieuwe Kerk e o obelisco do Monumento Nacional, uma homenagem aos caídos da II Guerra Mundial. Centro social e político de Amesterdão, foi durante séculos a praça mais importante da cidade. Aqui por perto poderá ainda descobrir a Sinagoga Portuguesa de Amesterdão na praça Visserplein

NDSM – A faceta hipster de Amesterdão

Imagine: LX Factory, street art, Feira da Ladra, cafezinhos da Mouraria tudo no mesmo sítio. Resposta? NDSM. O antigo estaleiro naval foi recuperado e está na moda com o seu espírito cultural, criativo, underground e alternativo com o benefício de não ter que pagar nada para poder passear por lá, nem chegar lá: é só apanhar o barco gratuito por trás da Estação Central. Fonte de inspiração para artistas e músicos e diversão para si, para além duns tesourinhos vintage do IJ-hallen que o vão seduzir para irem na sua bagagem.

Visite o Museu do Sexo

Vamos levá-l@ por maus caminhos! Afinal, nenhum roteiro de Amesterdão fica completo senão incluir o Red Light District. Vamos começar com a atração mais concorrida: o Museu do Sexo, também conhecido como Templo de Vénus, quase em frente à Estação Central. Um lugar muito peculiar, este museu tem algumas exibições educativas sobre a sexualidade.

Red Light District

As famosas janelas vermelhas de Amesterdão, bordéis e sexshops colocaram a cidade nas bocas do mundo. É o seu bairro mais antigo e com exemplos de arquitetura tradicional: casas estreitas e tortas que parecem afundar-se nos canais. Lá por ser uma área com “bolinha vermelha”, há regras a respeitar, sendo a mais premente NUNCA apontar a lente para as moças das vitrines ou vai arranjar problemas.

Não perca ainda a igreja mais velha de Amesterdão De Oude Kerk, mesmo no centro do Red Light District (irónico, não?) e a primeira coffee shop da cidade, Bulldog Coffee Shop.

Coffee Shops em Amesterdão

Tínhamos que falar das celebérrimas coffee shops, razão pela qual muitos querem visitar Amesterdão. Ao contrário do que muitos pensam, as drogas leves não são legais em Amesterdão – apenas o seu consumo dentro de estabelecimentos autorizados é que é permitido. E mais do que 5 g de marijuana consigo, podem-no pôr em sarilhos com a polícia. Se esta for a sua onda e optar por fumar erva, respeite certas regras para não estragar a sua viagem:

  • Se fumar, não beba álcool. A combinação não traz bons resultados.
  • Não fume um “charro” sozinho. A erva aqui pode ser mais forte, por isso, os empregados podem ajudar na hora de decidir o que vai consumir.
  • Cuidado com carteiristas, bicicletas, elétricos, canais, carros… São potenciais perigos que espreitam à esquina assim que sai da coffee shop.
  • Divirta-se com moderação. Se exagerar na dose, pode perder o controle, o que não é nada agradável quando se está num país estrangeiro.

Onde comer?

Há inúmeros restaurantes, cafés e bares em Amesterdão e o número cresce a cada dia. Para petiscar, reconfortar bem o estômago ou simplesmente beber uma cerveja artesanal, vai sempre encontrar um lugar que satisfaça o seu apetite. Inovadores, divertidos e com uma oferta deliciosa no cardápio, apenas à espera que os descubra. Cozinha internacional e gastronomia holandesa incluídas.

Visitar Amesterdão sem degustar uma cerveja artesanal? Inadmissível! Vá até ao Brouwerij’t IJ, uma cervejeira instalada debaixo dum moinho. Mais holandês do que isto é quase impossível. O lugar é bem pequeno, portanto ou reserva com antecedência ou reza para que o sol o deixe usar uma das mesas exteriores. Peça a degustação de 5 cervejas e aproveita para petiscar uns queijos e salames holandeses.

Se há uma coisa que os holandeses sabem fazer muito bem é tarte de maçã. O Winkel 43 é famoso na cidade por ter a tarte de maçã mais deliciosa de Amsterdão na proximidade da Casa de Anne Frank. Com ânsias por um stroopwafel? Passe pela Pancakes Amsterdam na Berenstraat, ao pé do Houseboat Museum e salive.

O Omelegg é dos nossos favorito para doses generosas com preços razoáveis. Omeletes de bacon, queijo, e vegetarianas de dar água na boca, servidas com pão, saladas e outros acompanhamentos.

Onde dormir?

Onde ficar em Amesterdão? Nós gostamos de ficar perto da Praça Dam, no centro de Amsterdão. É divertido e animado, perto ou a uma curta distância de muitas das principais atrações, e de fácil acesso a transportes públicos. Abaixo estão os hotéis que recomendamos.

Shelter City Christian Hostel

Amsterdão não é uma cidade barata. Mas se procura opções económicas, o hostel Shelter City Christian Hostel é uma boa opção. Localização central excelente, pequeno-almoço e WiFi grátis. Este albergue é excelente para quem quer aproveitar a vida noturna de Amsterdão.

Empiric Boutique Suites

Um B&B com uma ótima relação qualidade-preço. Dormir no Empiric Boutique Suites é usufruir duma casa típica com decor moderno e privacidade é ideal para quem quer um tipo diferente de alojamento com toques personalizados como o pequeno-almoço servido no terraço, o mini bar e a máquina Nespresso.

Passengership Avanti

Lembra-se de falarmos em dormir num barco? O Passengership Avanti é um confortável alojamento do género bem no centro da cidade, mas longe do ruído das festas. Honestamente, uma experiência única para tornar a sua visita a Amesterdão ainda mais autêntica. Inclui pequeno-almoço e WiFi gratuito e os preços são económicos comparativamente com outros barcos-hotel.

Kimpton De Witt Amsterdam

Excelente exemplo de luxo e conforto num hotel boutique, o Kimpton De Witt Amsterdam orgulha-se de ter 15 dos seus quartos num edifício do Renascimento. O tratamento é verdadeiramente de 5 estrelas: restaurante, bar, estacionamento, quartos com vista sobre a cidade. Extras de valor: um tapete de ioga no seu quarto e uma bicicleta para os passeios por Amesterdão, miminhos do Kimpton De Witt Amsterdam para os seus hóspedes.

Clique para ver mais opções de Alojamento em Amesterdão

Outros Roteiros de Cidades Europeias

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.