Visitar Bruxelas – o melhor de Bruxelas num roteiro de 2 dias

Visitar Bruxelas Roteiro de Viagem

Vai visitar Bruxelas pela primeira vez? Este guia da capital da Bélgica tem tudo o que precisa de saber para fazer um roteiro de 2 dias em Bruxelas e aproveitar o seu tempo ao máximo.

Visitar Bruxelas Roteiro de Viagem
Atomium – Roteiro de Bruxelas

Visitar Bruxelas pode-se revelar uma caixinha de surpresas com experiências que nem estava à espera. Por isso, se isto lhe soa bem, prepare-se para visitar Bruxelas vivendo uma experiência culturalmente gratificante, mas igualmente deliciosa.

Loja de chocolates nas Galeries Royales Saint-Hubert – Roteiro de Bruxelas

Organizamos um itinerário curto para este roteiro de 2 dias em Bruxelas que cobre os principais pontos de interesse, entre monumentos, palácios, museus e bairros de Bruxelas, não esquecendo os agradáveis parques e o tempo para comer e beber bem.

Se procura algo em especial, use os links do índice abaixo para navegar a seu gosto.

Porquê visitar Bruxelas?

La Grand-Place (Grote Markt) by night – Roteiro de Bruxelas

As opiniões dividem-se quando falamos de Bruxelas como destino imperdível dentre as capitais europeias.

É verdade, Bruxelas não consegue igualar outras grandes capitais europeias em termos de pontos de interesse turísticos que figurem nos tops mundiais dos mais visitados como a Torre Eiffel de Paris, o Big Ben de Londres ou a Torre Fernsehturm em Berlim.

Aliás, o ícone de Bruxelas é um menino em bronze com pouco mais de 50 cm de altura – e o atrevidote está a mijar!

Waffles Belgas – simplesmente deliciosas

O que falta a Bruxelas em altura, sobra em delícias.

  • Portugal tem a caldeirada de peixe, a Bélgica tem waterzooi (o segredo está no molho.)
  • Os britânicos têm o fish & chips, os belgas têm moules et frites (podemos repetir?)
  • Capital do chocolate, esse aniquilador de dietas que deu origem aos viciantes pralinés cuja invenção é, por si, só um monumento.
  • Capital dos waffles belgas, a oferta é tão vasta como as receitas portuguesas de bacalhau.
  • Claro que tudo isto tem que escorregar goela abaixo com cerveja belga que consideramos ser a melhor da Europa (perdoem-nos caros alemães!)
Moules et Frites

Bruxelas pode ser para alguns apenas, e nada mais que, a sede da União Europeia, a Capital da Europa como lhe chamam. Mas a importância da capital da Bélgica não se resume à política. A faceta histórica e cultural é tão rica que precisará mais do que um roteiro de 2 dias para a conhecer verdadeiramente.

Mas para lhe tomar o gosto, vamos começar com um roteiro de Bruxelas para um fim de semana bem passado.

Quando visitar Bruxelas?

A melhor altura para visitar Bruxelas é entre abril e outubro quando o clima em Bruxelas é suficientemente ameno para atrair muitos visitantes e usufruir do seu tempo ao máximo. Os meses mais quentes (julho e agosto) são preenchidos de atividades ao ar livre, concertos e festivais. O mês de outubro é muito popular. No fim de semana da Assunção (15 de agosto), a cada dois anos, a Grand-Place é adornada com um tapete de flores.

Os invernos em Bruxelas podem ser bastante frios e chuvosos. Os dias são mais curtos e cinzentos, no entanto, pode atrair pelos eventos culturais que a cidade promove amiúde, os mercados de Natal que são famosos e as pistas de patinagem no gelo. De qualquer modo, Bruxelas é uma excelente opção para uma escapadinha de fim de semana numa cidade europeia em qualquer altura do ano.

Mapa dos Principais Pontos de Interesse de Bruxelas


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro de Bruxelas

Roteiro Bruxelas: 1º Dia

Waffles Belgas

Tem que saber que há dois tipos de waffles (gaufres em francês, wafel em flamengo): a waffle de Bruxelas é um retângulo perfeito de massa mais macia, a waffle de Liege, de contornos irregulares, é mais crocante por causa do açuçar caramelizado no interior.

Não comece o dia de estômago vazio: estreie-se nas waffles artesanais na Maison Dandoy (rue au Beurre 31), uma casa gerida há gerações pela mesma família. Os preços são mais puxados mas servem os dois tipos de waffles. De comer e chorar por mais.

Mais económicas? The Waffle Factory ou Le Funambule. Se há coisa que não falta em Bruxelas, são waffles e o topping é um mundo de combinações!

Bruxelas a pé

Mont des Arts – Roteiro de Bruxelas

A melhor maneira de explorar qualquer cidade é a pé. Pode andar por todo o lado, fazer um desvio, e até ficar um pouco perdido e descobrir um lugar que nem sabia que existia. Essa é a nossa parte favorita de qualquer viagem – pura e simplesmente descobrir lugares e recantos escondidos que nos agradam mas não se descobrem no mundo virtual.

Ir a Bruxelas e não provar uma cerveja? Diz que é pecado!

Bruxelas não é uma cidade grande, então é possível andar a pé praticamente por todo o lado. E para quem gosta de andar sempre com a objetiva apontada, a capital belga tem um manancial de subjects e framings que nunca mais acaba – traga uma bateria e cartão SD extras.

La Grand-Place (Grote Markt)

Visitar Bruxelas Roteiro de ViagemVisitar Bruxelas implica começar um roteiro de 2 dias no seu coração: La Grand-Place (Grote Markt). A airosa praça é Património da Humanidade listado pela UNESCO, está rodeada de edifícios históricos, as casas das guildas de comércio e ofícios, e salões dourados que ofuscam. O  mercado de flores atrai gente de todo o lado.

Centro histórico, social e comercial de Bruxelas com edifícios neogóticos, barrocos e neoclássicos que remontam ao século XIV, encontra aqui alguns dos exemplos mais opulentos da arquitetura belga seiscentista.

A praça empedrada é capaz de lhe ocupar metade do dia, quer dedique tempo a entrar em alguns monumentos da sua escolha, quer lhe apeteça sentir a vibração da praça e ruas adjacentes com um ambiente muito característico.

Monumentos da Grand-Place (Grote Markt)

Hôtel de Ville

A câmara municipal de Bruxelas é a uma obra-prima arquitetónica de estilo gótico.

Maison du Roi

Acolhe o Museu da Cidade de Bruxelas; os outros dois museus com mais visitantes na praça são o Museu da Cerveja e o Museu do Cacau e Chocolate (vá-se lá saber porquê?!)

Maison des Ducs de Brabant

Sete casas de guildas com bustos (sérios, como papas!) de duques e duquesas e colunas, e sim, é folha de ouro que decora a fachada.

Le Pigeon

Casa barroca onde viveu Victor Hugo, o escritor francês autor da célebre obra Les Misérables, no seu exílio na capital da Bélgica.

Monumento a Éverard t’Serclaes

Libertador de Bruxelas do domínio da Flandres, a homenagem está debaixo duma galeria na Maison de L’Étoile onde faleceu; diz-se que quem passar a mão na estátua tem regresso assegurado a Bruxelas.

Waterzooi: onde comer?

Waterzooi – uma experiência gastronómica a não perder na sua visita a Bruxelas

Com fome? Está na hora de ir à procura do seu waterzooi: o mais típico é de peixe mas a versão frango começa a ganhar adeptos. Tanto na Grand-Place como nas ruas circundantes a oferta é de pasmar. Nós fomos ao Nüetnigenough (Rue du Lombard 25) para uma prova do guisado de peixe e da primeira cerveja belga: Duvel para ele, Hoegaarden para ela.

Manneken Pis

Visitar Bruxelas Roteiro de ViagemPelo caminho aproveitámos para ver o ícone da capital belga. Copenhaga tem a Pequena Sereia, Bruxelas tem o Manneken Pis (garoto a urinar). Já foi premiado com o galardão de atração turística mais dececionante, mas os locais adoram o menino, a tal ponto que o vestem a rigor em ocasiões especiais e a roupinha é guardada num museu (Maison du Roi). Talvez por isso, Bruxelas achou que a família devia crescer: Manneken Pis tem uma mana, Jeanneke Pis, e um cãozinho Zenneke Pis e não andam muito longe.

L’église Notre-Dame des Victoires au Sablon

Visitar Bruxelas Roteiro de ViagemSeguimos para ver uma das igrejas mais bonitas da cidade: L’église Notre-Dame des Victoires au Sablon. Estamos no bairro do Sablon, Zavel em flamengo. As duas praças, Grand Sablon e Petit Sablon, enchem-se de gente em dias de eventos, mercados de rua e festejos. Ótimo para observar a vida a passar.

Place Royale

Seguimos o nosso roteiro de 2 dias em Bruxelas para vermos como a realeza se cuidava por estas bandas. Se a Grand-Place era o bairro dos nobres e burgueses, a Place Royale com as suas ruas e jardins, era dos monarcas. Os Museus Reais de Belas Artes da Bélgica e o Museu Magritte, pintura surrealista, ficam aqui. Portanto, museum-buffers, esta é para assinalar no mapa.

Palace Royal de Bruxelles

Visitar Bruxelas Roteiro de ViagemA estrela é obviamente o Palace Royal de Bruxelles. E que estrela! No verão as portas abrem-se de par e par para acolher visitantes, muitos com o queixo caído dada a opulência dos salões com mobiliário, tetos, paredes e tronos, lá está, dignos dum rei. Neste momento, pertence ao rei Filipe da Bélgica, monarca constitucional.

E como os poderes devem estar próximos, mesmo em frente ao palácio está o Parlamento da Bélgica – é claro que pelo meio está um maravilhoso e airoso jardim, o Parque de Bruxelas.

Mont des Arts

Visitar Bruxelas Roteiro de ViagemO Mont des Arts, Kunstberg em flamengo, a colina das artes, é um complexo de edifícios no centro da capital da Bélgica dalguma importância nacional pela presença da Biblioteca Real da Bélgica e do Arquivo Nacional da Bélgica. Mas vale apenas a visita pelos espaços ajardinados – se bem que há melhores.

A nossa sugestão é que regresse à La Grand-Place no final do dia. A intensa iluminação dos edifícios consegue dar-lhe um ar mais encantador e se ela é já bonita de dia, imagine à noite.

Roteiro Bruxelas: 2º Dia

Se o primeiro dia deste roteiro de 2 dias em Bruxelas foi preenchido com os lugares imperdíveis a visitar em Bruxelas, a proposta para o segundo dia do seu roteiro de Bruxelas é que explore outras facetas.

Atomium e Mini-Europa

Uma viagem de metro até à estação de Heysel, leva-o ao Atomium, e ao parque temático Mini-Europa.

O Atomium é a imagem postal mais célebre e identificativa de Bruxelas. Construído para a Exposição Mundial de 1958, o átomo gigante é das atrações turísticas mais fotografadas da capital belga, não só pela busca da selfie “estive em Bruxelas” como pela promessa duma das vistas panorâmicas mais apelativas da cidade.

Mesmo ao lado uma Europa em miniatura atrai miúdos e graúdos para um contacto com símbolos icónicos de países europeus.

Na nossa opinião, os preços são excessivos para o que oferecem e se tiver o azar de apanhar chuva, é para esquecer: o parque não tem cobertura e dias cinzentos estragam qualquer panorâmica. Voltemos ao centro histórico onde a cidade tem mesmo interesse.

Catedral de São Miguel e Santa Gudula

A catedral de São Miguel e Santa Gudula é um impressionante monumento religioso, uma catedral com uma arquitetura gótica que nos sublima. Foram precisos mais de 300 anos para completar este magnífico edifício. Desde o século IX a colina da catedral foi local de veneração de São Miguel Arcanjo e posteriormente de Santa Gudula, cujas relíquias foram para aqui trazidas por ordem real, ambos padroeiros da cidade. Casamentos reais foram aqui celebrados e, no interior, um coro gótico, um púlpito barroco e um recente órgão, profusamente decorados, dividem a nossa atenção com riquíssimos túmulos reais.

Bruxelas e a Banda-Desenhada

Enquanto percorreu as ruas da capital belga, já se deparou certamente com a street art de faixas de prédios inteiramente preenchidas com coloridas faixas de banda desenhada, com alguns personagens bem seus conhecidos. É que Bruxelas e a banda-desenhada andam de mãos dadas. Se é um verdadeiro apreciador dos desenhos aos quadradinhos, não dispense um pulinho ao Centro Belga da Banda Desenhada.

Galeries Royales Saint-Hubert

Num tom distinto, as Galeries Royales Saint-Hubert, são o lugar mais procurado por aqueles que usam a desculpa de visitar Bruxelas para fazer umas compras. É a artéria comercial de Bruxelas, coberta por uma cúpula, que reúne as lojas de marcas de luxo, alguns dos teatros mais conceituados e restaurantes gourmet – do mais fancy que a cidade tem. Não se deixe demover pelo aspeto luxuoso, passear pelas galerias é de borla.

Bairro Europeu

O Bairro Europeu pode agradar outro tipo de interesses para quem vai visitar Bruxelas. Se tem interesse em saber onde se movem os decisores da União Europeia e por que caminhos anda a nossa governação, vai ter que apanhar o metro até à estação Schuman para ver, por exemplo, o Parlamento Europeu. Um sem número de instituições da EU tem a sua sede nestes edifícios. É aqui que fica também o Instituto Real Belga de Ciências Naturais, o museu para os fans de história natural, dinossauros incluídos.

Parc du Cinquentenaire

O que pode ser mais interessante é um passeio pelo arejado Parc du Cinquantenaire. Este parque público urbano está rodeado por um complexo de edifícios comemorativos dos 500 anos da independência da Bélgica. Datam dos finais do século XIX e são coroados por um arco do triunfo, Les Arcades du Cinquentenaire, erigido já no século XX. Exposições, feiras e festivais acontecem aqui e o parque é o grande atrativo com os seus lagos, quedas de água e jardins pitorescos. Um parque urbano voltado para o lazer que vai permitir-lhe relaxar deste seu roteiro de 2 dias em Bruxelas.

E para fechar

Não saia de Bruxelas sem trazer umas delícias de chocolate belga!

Onde dormir em Bruxelas?

Encontrar alojamento económico em Bruxelas é uma tarefa difícil, a cidade pratica preços dentro dos padrões das cidades europeias por causa de ser um destino mais procurada para os negócios e política que propriamente para o lazer. Para facilitar a sua tarefa de reservar alojamento em Bruxelas, apresentamos algumas sugestões dentro da categoria económica, mid-range e de luxo.

Motel One Brussels
A nossa escolha de alojamento em Bruxelas recaiu no Motel One Brussels pela relação qualidade-preço que apresentava e pelo preço promocional que aproveitamos na nossa visita. A localização permitiu-nos movermo-nos com facilidade pela cidade, pois ficava perto do Parc de Bruxelles e da Catedral de São Miguel e Santa Gudula. WiFi gratuito, quartos climatizados e confortáveis com casa de banho privada, e um pequeno almoço buffet bem fornecido.

Bedford Hotel

Bedford Hotel é um boutique hotel bem no centro histórico de Bruxelas (a 450 metros da Grand-Place e a 200 do Manneken Pis). O pequeno-almoço buffet é muito apreciado. Os quartos tem um design moderno, muito confortável e são espaçosos.

Warwick Brussels

O serviço de primeira, e uma localização central a escassos minutos de La Grand-Place, adicionam aos já de si luxuosos quartos do Warwick Brussels a mais valia de ter um centro fitness e uma sauna. Pequeno almoço buffet completíssimo e o bar-restaurante Chutney’s para uma refeição gourmet ou um cocktail no terraço ao som do piano.

Clique para ver mais opções de Alojamento em Bruxelas

Outros Roteiros de Cidades Europeias

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads . São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.