Visitar Funchal: roteiro de 2, 3 e 4 dias na capital da Madeira

Visitar Funchal: roteiro

Uma viagem à Madeira é um festim de sensações e emoções que passa, invariavelmente, por visitar o Funchal. Apesar de mil quilómetros a separarem de Portugal, é dos destinos de férias mais populares, a nível nacional e internacional. Neste artigo vai encontrar um guia e roteiro, que consideramos perfeito para quem tenha 2 dias para visitar o Funchal, com os principais pontos de interesse e muitas dicas práticas para planear a sua visita à capital da “Pérola do Atlântico”. Como 2 dias no Funchal sabem sempre a pouco, no final sugerimos mais atividades e lugares imperdíveis para completar um roteiro a visitar o Funchal em 3 dias e 4 dias.

Na preparação da sua viagem para visitar o Funchal sugerimos que leia também os seguintes artigos:

Conteúdo deste Artigo

Razões para visitar o Funchal

Por todas e mais algumas razões, o Funchal é um dos melhores e mais apaixonantes destinos de Portugal. Esta é daquelas cidades que só se descrevem com justiça usando muitos superlativos. Extraordinária, é o menor deles.

Visitar Funchal: roteiroNo sonho que é uma viagem à Madeira, tudo começa a materializar-se ao visitar o Funchal. O primeiro impacto é a visão impressionante duma cidade (grande!) que cresce pela encosta acima de montes escarpados e verdejantes. Como um anfiteatro perfeito para o Oceano Atlântico. Como uma varanda para o mar.

Visitar Funchal: roteiro
Forte de São Tiago – Roteiro para visitar Funchal

A capital madeirense alia élan cosmopolita ao enquadramento natural de rara beleza de forma perfeita. Talvez seja essa a principal razão que leva muitos a visitar e fazer férias no Funchal. Uma e outra vez, porque o Funchal é uma caixinha de surpresas incessantes.

Visitar Funchal: roteiro
Capela do Corpo Santo – Roteiro para visitar o Funchal

Clima invejável, cores e fragrâncias exóticas, localização paradisíaca, mais de 500 anos de história, património riquíssimo, jardins deslumbrantes, gastronomia distinta, capacidade criativa e com eventos de classe mundial, são atributos de apenas algumas cidades eleitas. O Funchal está entre essas eleitas. Como o açúcar, o ouro branco que lhe trouxe prosperidade, o Funchal adoça momentos e vivências sem igual.

Visitar Funchal: roteiroSabe receber como poucas. Sacia desejos simples e satisfaz os mais exigentes em igual medida. Mostra como desfrutar da vida em pleno e encanta a cada nova descoberta. Atrai à primeira vista e conquista para a vida.

A capital do Melhor Destino Insular do Mundo dá-lhe as boas-vindas.

Quando visitar o Funchal?

Visitar Funchal: roteiro
Forte de São João Batista – Roteiro para visitar Funchal

O clima subtropical que agracia a Ilha da Madeira, faz do Funchal um destino que pode ser visitado o ano inteiro. Localizada na costa sul da ilha, caracterizada por ausência de temperaturas extremas e níveis de humidade estáveis ao longo do ano, a cidade do Funchal é um destino muito apetecível e agradável. Principalmente de maio a outubro, altura em que é mais procurada por portugueses e estrangeiros, principalmente nos meses de julho e agosto.

Visitar Funchal: roteiroOs verões são caracterizados por serem quentes e secos e os invernos são muito amenos (de meter inveja ao verão de alguns países da Europa). As chuvas registam-se de outubro a maio, o que não significa que não ocorram esporadicamente nos restantes meses. As temperaturas médias alteram-se pouco ao longo do ano, oscilando entre os 17/18° C no inverno e os 25/26° C no verão. A água do mar sofre também poucas variações com temperaturas médias que vão dos 18°C no inverno aos 23°C no verão.

Posto isto, a melhor altura para visitar o Funchal depende muito dos seus interesses. Os dias longos e amenos da primavera e do outono são perfeitos para os amantes da natureza e das caminhadas.

Visitar Funchal: roteiro
O colorido festival Festa da Flor – Roteiro para visitar o Funchal

Na primavera, a cidade do Funchal convida ao passeio na rua. Parece um verdadeiro Jardim do Éden com a explosão de cor dos inúmeros jardins floridos e verdejantes. O expoente máximo acontece em maio, altura em que decorre o colorido festival da Festa da Flor.

No outono as cores são outras, mas o cenário é igualmente apaixonante. Para fugir aos primeiros pingos de chuva, aprecie o resguardo dos museus, das lojas de artesanato, das caves do Vinho da Madeira ou dos espaços aconchegantes repletos de delícias madeirenses.

Para quem quer desfrutar de uns bons dias de praia, com água bem temperadinha, nada supera os meses de verão. Nessa altura, as cénicas praias do Funchal chamam irresistivelmente para um mergulho em águas límpidas temperadas. À falta de lugar, pense na alternativa das piscinas, algumas de água salgada, de certos hotéis. E se as praias de rocha e seixos não lhe enchem as medidas, é só apanhar um barco ou avião até Porto Santo onde 9 km de areia dourada e deliciosas águas cristalinas esperam por si.

Visitar Funchal: roteiro
Passagem de Ano no Funchal

Já no inverno, o clima primaveril torna o Funchal num destino perfeito para fugir aos rigorosos invernos continentais. Por isso, já sabe, se tiver muito frio no inverno, rume à Madeira e poupe no aquecimento. Com jeito, ainda lhe paga os voos para o Funchal! E claro, no inverno há também a famosa Passagem de Ano do Funchal, que dispensa qualquer tipo de apresentações. É um dos eventos mais mágicos e ímpares do planeta, daqueles que tem de vivenciar pelo menos uma vez na vida.

Onde fica o Funchal?

O Funchal é a capital do Arquipélago da Madeira, situado no Oceano Atlântico a cerca de 980 km a sudoeste de Lisboa e a aproximadamente 700 km da costa ocidental africana. O Arquipélago da Madeira é formado pela Ilha da Madeira e Ilha de Porto Santo, permanentemente habitadas, e as Ilhas Desertas e Ilhas Selvagens. A cidade do Funchal situa-se na costa sul da Ilha da Madeira, gozando de mais horas de luz e clima mais temperado que a costa norte.

Como chegar ao Funchal?

Existem voos diários diretos de Lisboa e Porto operados pela TAP, easyJet, Transavia e SATA operam voos diários diretos de Lisboa e Porto para o Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo (FNC).

Voos diários de Faro para o Funchal implicam sempre uma escala.

Se procura voos low cost para a Madeira, a easyJet e a Transavia têm as opções mais económicas para quem viaja só com bagagem de mão. Posto isto, é relativamente fácil conseguir reservar voos para a Madeira por valores entre os 50€/75€ ida e volta. Se apanhar boas promoções, pode até pagar consideravelmente menos. Para obter os melhores preços sugerimos que faça várias simulações e que reserve o voo com (pelo menos) três meses de antecedência. Clique para ler as nossas dicas para comprar voos baratos.

Clique para procurar voos através da Skyscanner

Como ir do Aeroporto da Madeira ao centro do Funchal?

Distância do Aeroporto da Madeira ao centro do Funchal: 20 km

Bus: O Aerobus é a forma mais económica de chegar ao centro do Funchal. Parte da área de Chegadas (Piso 0) em direção à Praia Formosa, com paragens próximas de diversos hotéis. Corre todos os dias, entre as 4:45h e as 18:00h com intervalos variáveis consoante o tráfego aéreo. A viagem até ao centro do Funchal (Avenida do Mar) tem uma duração de cerca de 30 minutos. O bilhete só pode ser comprado a bordo e custa 5 € (8 € ida e volta). Não se esqueça de ter notas pequenas ou moedas de euro à mão. Clique para consultar horário e percurso.

Táxi: à saída do terminal das Chegadas há uma praça de táxis. O preço de um táxi do Aeroporto da Madeira para o centro do Funchal depende do seu destino, do dia e hora do serviço. Mas não espere pagar menos de 20 €. Tenha em atenção que ao valor da bandeirada de 4 € em dias da semana (4,80 € entre as 21:00h e as 6:00h do dia seguinte e aos Sábados, Domingos e Feriados), somam-se os quilómetros da corrida e a taxa adicional do transporte de bagagem e/ou animais (1,5 €). É cómodo mas não sai barato.

Serviço de transfer: para uma logística sem complicações, pode preferir reservar um serviço de transfer privado. Para dois ou mais viajantes, e certificado pelo GetYourGuide, espreite este transfer particular para o Funchal. Faz serviço porta-a-porta 24 horas e tem preços ajustados e atrativos. Se viaja sozinho, o preço deste transfer em microbus partilhado pode compensar.

Conduzir no Funchal e aluguer de carro

Grande parte dos locais de interesse do Funchal são servidos de transportes públicos. Contudo, pode preferir a privacidade e independência dum carro alugado, que facilita (e muito) a logística.

Visitar Madeira RoteiroPara além de chegar mais rápido aos lugares do seu interesse, inclusivamente locais a visitar perto do Funchal, terá muito mais flexibilidade para mudar os seus planos ao visitar o Funchal.

Nós alugamos o nosso carro através da RentalCars (do mesmo grupo do Booking.com) e correu tudo cinco estrelas, como de costume. O que gostamos da RentalCars é que permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car (e assim encontrar o melhor preço disponível), sendo ainda possível cancelar o aluguer sem qualquer custo até 48h antes da partida. Clique para ver todas as opções de aluguer de carro.

Dica VagaMundos: Se optar por fazer o seu aluguer na RentalCars, opte também por fazer o seguro contra todos os riscos com eles pois é, significativamente, mais barato do que quando contratado diretamente à empresa de rent-a-car.

Visitar Madeira RoteiroNa hora de alugar carro no Funchal tenha em consideração que a cidade fica rodeada de montes com declives acentuados. Logo, se forem mais de dois ocupantes no carro, poderá preferir um carro com mais potência para subir as íngremes ladeiras sem dificuldades.

No cômputo geral, as estradas do Funchal estão em ótimas condições. Porém, lembre-se de todos os cuidados que exige a condução em cidade e não se distraia com os limites de velocidade.

Viagens para Madeira e Porto Santo: Teste de COVID-19 e Recomendações de Saúde

Visitar Funchal: roteiro
Teleférico Funchal-Monte

Todas as pessoas que pretendam viajar para a Região Autónoma da Madeira, independentemente de serem portugueses ou estrangeiros, têm de ser portadores de um Teste PCR negativo à COVID-19 que pode ser feito nas 72h prévias ao embarque ou à chegada à Madeira.

Nós optamos por fazer o teste de antemão recorrendo a um dos postos de colheita em Portugal Continental certificados pelo Governo Regional da Madeira, tendo sido os custos do teste à COVID-19 totalmente suportados pelo Governo Regional da Madeira. Tendo em conta a afluência aos testes, recomendamos que efetue a sua marcação o mais cedo possível, para garantir vaga no posto de colheita mais próximo da sua zona de residência. Clique para mais informações e para efetuar a sua marcação.

Caso não pretenda fazer o teste antes de viajar para a Madeira, terá de o fazer à chegada e ficar em isolamento no seu alojamento até obter os resultados (uma média de 12 horas).

Independentemente da opção tomada, todos os passageiros deverão proceder ao preenchimento obrigatório do inquérito epidemiológico na plataforma digital madeirasafe.com e serão sujeitos a triagem térmica à chegada.

Como medidas complementares de prevenção da COVID-19, as autoridades de saúde madeirenses recomendam o cumprimento das seguintes normas:

  • Uso de máscara, em especial, em espaços fechados e transportes públicos (obrigatório)
  • Distanciamento social (2 metros entre as pessoas e evitar aglomerados);
  • Higienização frequente das mãos;
  • Etiqueta respiratória.

Leia todas as informações atualizadas no site oficial do Turismo da Madeira

Seguro de Viagem para a Madeira

No atual contexto epidemiológico é de crucial importância fazer um seguro de viagem que tenha cobertura COVID-19. Só assim é possível viajar com tranquilidade.

A pensar nisso mesmo, a IATI Seguros criou o IATI Escapadinhas, um seguro de viagem que oferece cobertura em caso de contágio por COVID-19 (exames médicos, transporte sanitário, assistência médica, hospitalização, quarentena obrigatória e repatriação). E se optar pela cobertura de cancelamento em caso de resultado positivo para COVID-19 em Portugal (do próprio segurado, pais ou filhos, se isto impede iniciar a viagem na data prevista), recupera o dinheiro que havia gasto na sua viagem.

O seguro de viagem IATI Escapadinhas é super económico. Para ter uma ideia, na nossa última viagem à Madeira pagamos menos de 10€/pessoa para 9 dias de viagem, já com a opção de cancelamento incluída. Por estes valores, não vale de todo a pena correr riscos e (eventualmente) “ficar a arder” no caso de ter de cancelar a viagem devido à Covid-19.

Clique para fazer uma simulação para a sua viagem à Madeira e não se esqueça que, ao utilizar o nosso link, terá um desconto de 5% na compra seu seguro de viagem.

Tours, excursões e atividades a partir do Funchal

Porto Santo

Se vai passar mais do que um par de dias no Funchal recomendamos a que não se limite à cidade e ao invés aproveite para explorar a Ilha da Madeira. Existem inúmeras excursões e atividades de um dia que pode fazer perto do Funchal. Entre elas destacamos os passeios de barco pela costa, para observação de baleias e e golfinhos, e as excursões de um dia às Ilhas Desertas e Ilha de Porto Santo.

Se gosta de caminhadas, mas não se sente confortável em percorrer as levadas ou as veredas da Madeira sozinh@, pode também juntar-se a um pequeno grupo acompanhado por um guia experiente durante todo o percurso.

Lagoa das 25 Fontes

Por último se não pretende alugar carro na sua visita ao Funchal, recomendamos vivamente que recorra a um tour local para explorar belezas naturais e pontos de interesse mais recônditos da Ilha da Madeira.

Abaixo colocamos os nossos tours e atividades favoritas a partir do Funchal de acordo com a sua tipologia. Clique nos respetivos links para consultar os programas:

Passeios de Barco e Excursões de 1 dia a Porto Santo e Ilhas Desertas

Caminhadas pelas Levadas e Trilhos da Madeira com guia

Excursões de Carro e 4×4 pela Madeira

Dica VagaMundos: na escolha dos tours, e porque os imprevistos acontecem, evite sempre reservar tours que não permitam cancelamento gratuito. Dê prioridade às excursões e atividades que têm boas reviews e permitam cancelar sem custos com (pelo menos) 48h de antecedência.

Onde ficar a dormir no Funchal? Sugestões de alojamento

O Funchal é uma estância turística terapêutica que vem ganhando fama e visitantes desde o século XIX. Consequentemente, a exigência de conforto e qualidade por parte dos hóspedes resultou numa vasta oferta de elevados padrões e numa arte de bem receber exemplar.

O leque de oferta estende-se por todas as classes de alojamento. Desde hotéis de prestígio e resorts de classe mundial, ao alojamento local, passando por encantadores hotéis boutique e hostels de ambiente descontraído. Facilmente encontra um para si, ao seu gosto e que satisfaça as suas necessidades e os seus caprichos.

Como deve saber, a Madeira é um dos destinos mais populares de Portugal. A melhor (e mais procurada) oferta de alojamento concentra-se no Funchal. Logo, recomendamos que reserve o seu alojamento com o máximo de antecedência possível de forma a garantir os melhores preços. Mais uma vez, alertamos: opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

A duração da nossa última viagem à Madeira foi de 9 dias e escolhemos o Funchal como base, o que nos permitiu testar e avaliar vários alojamentos. Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos no Funchal – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço. Clique nos nomes de cada alojamento para saber mais e ler avaliações doutros hóspedes.

Hotel Baía Azul

No Hotel Baía Azul, virado para o oceano, toda a atenção está centrada no hóspede, no seu bem-estar e na sua satisfação. Áreas comuns amplas salientam peças de design moderno e mobiliário de bom gosto. Somam-se os três restaurantes, bar, Spa, piscina interior e centro de fitness para que nada falte. A excelência tem continuidade nos quartos, cuja iluminação, cores e decoração contribuem para o repouso sereno no consolo da cama de qualidade, almofadas fofas e lençóis de toque suave. Ao pôr-do-sol, a varanda com vista para o mar é de sonho, mas a realidade é melhor ainda quando nos brindam com mimos inesperados, cortesias do conciérge ou do chef. Sem falar no soberbo pequeno-almoço. O rooftop lounge bar e as piscinas exteriores no jardim são irresistíveis para relaxar. O Hotel Baía Azul é luxo acessível que não descura nenhum pormenor do conforto sofisticado dos hóspedes. Expetativas superadas!

Savoy Palace

Aos serviços de topo do Savoy Palace soma-se a localização privilegiada, bem no coração do Funchal. Neste resort de 5 estrelas, onde luxo e requinte marcam presença, tudo é áureo. A estética é brilhante, os serviços são de excelência, as comodidades, irrepreensíveis. Entrar num dos quartos, com varanda vista cidade ou mar, é entrar num mundo dourado de conforto e bem-estar singular. É difícil escolher onde se entregar ao ócio, se na piscina exterior, nos terraços ao ar livre, no rooftop, ou no lounge-bar. Ou satisfazer o bem-estar no Spa ou no centro de fitness. Na dúvida, experimente todos.

Belmond Reid’s Palace

Para si, que busca nada menos do que o melhor, temos uma sugestão. Belmond Reid’s Palace é sinónimo de luxo puro. Situada sobre uma falésia, em quatro hectares de jardins subtropicais com vista para o Atlântico, esta estância de 5 estrelas apresenta um Spa em frente ao oceano, três piscinas e acesso direto à água do oceano. A elegância define a propriedade, dos espaços comuns aos quartos, decorados com um toque clássico e aristocrático onde os materiais nobres prevalecem. A estância destaca-se nos serviços de classe mundial do Spa, ideal para quem busca férias de relaxamento e bem-estar. Um paraíso dentro do paraíso da Madeira.

Quinta da Bela Vista

Poder viver num espaço que replica o esplendor natural da ilha-jardim do Atlântico, é possível na Quinta da Bela Vista, um hotel exclusivo premiado pelo World Travel Awards como Europe’s Leading Boutique Hotel. Verdadeiramente tentador para quem aprecia sossego e tranquilidade, ar puro e liberdade, o hotel 5 estrelas está inserido nos hectares duma quinta com jardins botânicos. Sim, leu bem. No elenco das qualidades desta distinta propriedade familiar, estrela a hospitalidade calorosa e genuína das tradicionais quintas madeirenses, quartos elegantes com varanda privada, uma piscina exterior rodeada dum terraço com vistas para a baía do Funchal, restaurantes e bares, entre outras comodidades, que garantem satisfazer todos os desejos do hóspede.

Apartments Madeira City Center

Para quem procura a privacidade e independência dum apartamento no centro do Funchal, recomendamos vivamente o Apartments Madeira City Center, mesmo ao lado da Zona Velha. Gostamos de casas aconchegantes, onde nada nos falta e perto de tudo. Foi o que encontrámos, a par duma simpatia contagiante que ganha nota máxima na arte de bem receber. As casas renovadas apresentam um conforto notável numa arquitetura de linhas modernas, decoradas com bom gosto e muito bem pensadas, procurando satisfazer todas as necessidades do hóspede, quer para estadias curtas como prolongadas. Quarto confortável, sala comum com kitchenette equipada e espaço de refeições, casa-de-banho e um terraço super agradável, irrepreensivelmente limpos e cuidados. O melhor? A relação qualidade-preço é imbatível na categoria do alojamento local no Funchal.

Clique para ver mais opções de alojamento no Funchal

O Melhor do Funchal num roteiro de 2 dias: locais a visitar e o que ver e fazer no Funchal

Visitar Funchal: roteiro
Portas da Cidade ou Portão dos Varadouros – Roteiro para visitar o Funchal

Os locais a visitar no Funchal concentram-se na Zona Velha, no Monte, na Praça do Município, na Avenida do Mar e na Avenida Arriaga. Os pontos de interesse mais emblemáticos, excepto o Monte, estão próximos uns dos outros, sendo possível visitar o Funchal a pé. Este roteiro para visitar o Funchal em 2 dias destina-se em quem gosta de sentir o pulsar duma cidade ao ritmo atento duma caminhada. Afinal, está na ilha da Madeira, famosa por ser um destino de excelência para trilhos e percursos pedestres.

Dica VagaMundos: para quem não dispensa um bom hop-on hop-off quando visita uma cidade, pode comprar com antecedência o seu bilhete de 48h num hop-on hop-off certificado pelo GetYourGuide.

Roteiro para visitar o Funchal: 1º dia

O primeiro dia do roteiro para visitar o Funchal começa na Zona Velha e é dedicado a descobrir a sua faceta mais autêntica, o património mais antigo e os traços mais distintivos da sua cultura.

Mercado dos Lavradores

Visitar Funchal: roteiroComece com uma visita ao colorido Mercado dos Lavradores, onde irá encontrar uma miríade de flores e frutas exóticas. É certo que é muito turístico, com uma ou outra vendedora envergando traje típico e muitos turistas de câmara em punho. Ainda assim, vale bem a pena deambular por lá um pouco. Que mais não seja pelas sensações e pela novidade das cores que preenchem as bancas e dos odores que perfumam o ambiente. Não comprámos, acima de tudo, observámos. E escutámos a interação humana, a azáfama da venda e o jeito despachado de atender, com umas chalaças à mistura.

Dica VagaMundos: a Noite do Mercado, a 23 de dezembro enche mercado e ruas circundantes de música e dança, luz e cor, animação e festividade de espírito natalício. E no dia seguinte pode aqui fazer umas compras de Natal de última hora.

Teleférico Funchal Monte

Daí siga até ao emblemático Teleférico que liga o Funchal ao Monte. A viagem é, por si só, uma experiência imperdível. “Sobrevoando” a cidade a ritmo lento, numa cabine com vista desafogada a 360º, a visão da cidade é memorável. É um zoom-out progressivo que coloca a cidade do Funchal em perspetiva. Melhor que um drone.

Dica VagaMundos: quando o assunto é vistas fantásticas sobre o Funchal, o Forte de São João Batista é um sério concorrente ao teleférico Funchal-Monte. Conhecido por uma boa meia dúzia de nomes, o antigo armazém de pólvora está aberto ao público de terça a sábado das 10h às 18h. A 110 metros de altura, as vistas panorâmicas sobre a cidade e o porto são de pasmar. E não paga mais por isso.
Visitar Funchal: roteiro
Jardim Tropical do Monte Palace – Roteiro para visitar o Funchal

Uma vez no topo do Monte, poderá visitar o belíssimo Jardim Tropical do Monte Palace, um hotel que outrora servia a elite que buscava a Madeira para longas temporadas de férias e turismo de saúde. Deambule pelos trilhos rodeados de plantas extasiantes, descubra os painéis de azulejo, as esculturas, as fontes e lagos. Se for do seu interesse, tem ainda o museu de arte, escultura e minerais para visitar.

Visitar Funchal: roteiroImperdível é também uma visita ao Santuário de Nossa Senhora do Monte, padroeira da cidade do Funchal e venerada desde que a ilha é habitada. A capelinha original foi construída pelo primeiro homem nascido na ilha da Madeira, Adão Gonçalves Ferreira. O último imperador da Áustria escolheu este santuário para última morada, encontrando-se o seu túmulo numa capela lateral.

Dica VagaMundos: No Monte, a 300 metros do Teleférico Funchal-Monte, fica o Teleférico do Jardim Botânico. A descida pelo vale da ribeira de João Gomes, que desagua no mar no Funchal, é mais um passeio cénico encantador. No Jardim Botânico da Madeira – Eng.º Rui Vieira, terá 80 hectares decorados com milhares de plantas autóctones, plantas oriundas de todos os continentes e centenas de aves exóticas a viver em harmonia.

Carros de Cestos da Madeira

Visitar Funchal: roteiroÉ precisamente da frente do santuário que arrancam os tradicionais Carros de Cesto da Madeira, a forma mais radical de descer as empinadas ladeiras do Monte. Mesmo que não pretenda sentir a adrenalina e viver na pele as emoções fortes da descida, vale muito a pena fazer a pé o percurso dos Carros de Cesto para assistir, ao vivo, à arte da condução dos “carreiros” e à vertiginosa velocidade que atingem os carros (até 48 km/h).

Experiência com os Carros de Cesto terminada, regresse à baixa do Funchal. Pode fazê-lo a caminhar (aproximadamente 2 km) ou apanhando um táxi ou Uber (recomendamos o último, porque, por norma, é mais barato).

Dica VagaMundos: quando chegar à baixa do Funchal altura já deve sentir um ratito no estômago. Que tal uma sandes de carne de vinho e alhos, esse petisco típico dos arraiais madeirenses? Satisfaça o apetite e inicie-se nas experiências gastronómicas.

Zona Velha

Visitar Funchal: roteiroDeambular pelas estreitas ruas da Zona Velha, sem mapa e sem pressa, é a melhor forma de sentir o bairro mais histórico, boémio e com caráter do Funchal. Visite de dia para não lhe escapar nenhum detalhe. Volte à noite pela animação noturna e tomar um copo de Poncha ou Rum da Madeira.

O destaque vai para a emblemática Rua de Santa Maria, a mais antiga da cidade do Funchal. Como uma galeria de arte, democrática e a céu aberto, o núcleo histórico de Santa Maria fascina com as suas portas pintadas. O projeto cultural Arte de Portas Abertas reúne criativos que usam a tinta e a cor para transmitir mensagens. Street art impressionante que enche os olhos.

Se as paredes tivessem ouvidos, as esquinas do casario típico, antigo e castiço, revelavam coisas de fazer corar. Se as pedras falassem, aquelas ruas empedradas teriam muita estória para contar. Das doces às picantes. E por falar em paladares… Aproveite para almoçar relaxadamente num dos restaurantes ou esplanadas da rua mais emblemática do Funchal. Experimente a clássica e apaladada espetada em pau de louro ou o surpreendente peixe-espada com banana, dois dos pratos mais típicos da Madeira.

Espetada em Pau de Louro

O festim dos sentidos na Zona Velha, das casas dos pescadores e das mansões que contam a história do primeiro bairro povoado do Funchal, continua…

Com as lojinhas de artesanato das quais destacamos a Fábrica de Chapéus de Santa Maria, a única na ilha a fazer os chapéus de vime tradicionais da Madeira, ou a fábrica das inconfundíveis Botas de Vilão.

Com o amarelo berrante do Forte de São Tiago, um forte histórico construído em 1614 para defesa da ilha contra os corsários.

Com o património religioso onde o povo madeirense expressa toda a sua devoção, como a Capela do Corpo Santo num dos largos mais bonitos e airosos da cidade, ou a belíssima igreja matriz da paróquia de Santa Maria Maior, dedicada a Santiago Menor.

Visitar Funchal: roteiro
Largo da Capela do Corpo Santo – Roteiro para visitar o Funchal

Com as magníficas vistas do miradouro do Largo do Socorro, sob uma romântica pérgula florida. Aqui tem duas opções: descer à Praia da Barreirinha para banhos de sol e mar e relaxar na esplanada do Barreirinha Bar Café. O prego no bolo do caco é dos melhores da cidade e os hambúrgueres são dos favoritos dos funchalenses.

Praia da Barreirinha – Roteiro para visitar o Funchal

Em alternativa pode interessar-lhe conhecer um dos museus instalados na Zona Velha. O Madeira Story Centre é um estimulante museu de história interativo que, em hora e meia, dá uma panorâmica de 14 milhões da existência da Madeira.

Avenida do Mar

Nas tardes prazenteiras do Funchal, um passeio nas largas promenades à beira do mar são um convite irresistível. Atravesse a Ribeira de Santa Luzia através da Praça da Autonomia, o início da Avenida do Mar.

Largos passeios de calçada portuguesa entre espaços verdes ajardinados conduzem à Marina do Funchal, donde partem a maioria das excursões e tours para avistamento de cetáceos e baleias em alto mar ou ao longo da exuberante orla costeira.

Visitar Funchal: roteiroObserve a audácia dos rapazes a mergulharem do pontão e admire a réplica funcional da embarcação Santa Maria de Colombo, a nau-capitânia comandada por Cristóvão Colombo na viagem que o levou a descobrir as Américas. Satisfaça o paladar com um gelado italiano. Dê um pulinho ao Madeira Wine Lounge, na Praça do Povo, para desfrutar de provas de voluptuoso Vinho da Madeira e da gastronomia regional ao som da música ao vivo.

Dica VagaMundos: “Terra à Vista!” Vista a pele de descobridor quinhentista e viaje na nau Santa Maria. Navegue pela orla costeiro num passeio de 3 horas com direito a bolo de mel e Vinho da Madeira.

Visitar Funchal: roteiroCom o aproximar da noite, a Zona Velha ilumina-se e entra suavemente no espírito noturno. Regresse pois é a altura certa para fazer parte desta animação vibrante de gente bonita e fechar em beleza o primeiro dia do seu roteiro a visitar o Funchal.

Roteiro para visitar o Funchal: 2º dia

O segundo dia deste roteiro para visitar o Funchal sugere uma viagem no tempo, desde a sua elevação a cidade à capital moderna e cosmopolita dos nossos dias.

Praça do Município

Dirija-se à monumental Praça do Município. Consoante os seus interesses, pode escolher entre três monumentos a visitar (ou optar por visitá-los todos).

Praça do Município – Roteiro para visitar o Funchal

Os Paços do Concelho presidem a praça a leste e, no interior, há majestosos salões e um aprazível pátio para deambular. Encha-se de coragem e suba à torre para vistas panorâmicas sobre o centro histórico do Funchal.

A importância histórica do Colégio dos Jesuítas faz dele um dos monumentos mais emblemáticos do Funchal, sendo atualmente a sede da Universidade da Madeira. Virada para a praça, está a distinta Igreja de São João Evangelista, em estilo maneirista, também conhecida por Igreja do Colégio. Não resista a entrar. O interior é de converter qualquer descrente.

Visitar Funchal: roteiro
Colégio dos Jesuítas – Roteiro para visitar o Funchal

Certamente já deu pela arcada (visivelmente antiga) a sul da praça. É o antigo Paço Episcopal, residência dos bispos do Funchal, e atual Museu de Arte Sacra, guardião duma fantástica coleção de arte sacra portuguesa e flamenga quinhentista.

Dica VagaMundos: descubra outros três locais a visitar no Funchal, subindo a Rua dos Ferreiros. Primeiro: Gaudeamus, a loja de artesanato criada por e para os estudantes universitários, depressa se tornou popular entre os funchalenses. Segundo: é capaz de ainda ser um pouco cedo para provas de Vinho da Madeira, mas a Adega D’Oliveiras é dos produtores mais conceituados do néctar madeirense. Terceiro: os amantes dos livros (como nós) vão querer entrar no universo fantástico da Livraria Esperança, a primeira livraria da Madeira (1886) e a maior do país com raríssimas edições, esgotadas em Portugal e no Brasil.

Fábrica de Santo António

Qualquer roteiro para visitar o Funchal que se preze, tem que falar da Fábrica de Santo António na Travessa do Forno. Há mais de 120 anos a produzir os tradicionais bolos de mel (estava a ver que não falávamos deles!) Essa iguaria da doçaria madeirense divide opiniões e gera discussões sobre qual o melhor bolo de mel da Madeira. Longe de os provarmos todos, o bolo de mel da Fábrica Santo António é lamber os beiços. O ingrediente “secreto” da receita da casa está no mel de cana-de-açúcar puro. Encha os pulmões de deliciosos aromas e desperte as papilas gustativas com uma prova de broas (biscoitos) com sabores a especiarias, fruta exótica e frutos secos.

Sé Catedral do Funchal

Visitar Funchal: roteiroProssiga pelo Largo do Chafariz, local histórico de venda de flores, donde terá o primeiro vislumbre da Sé Catedral do Funchal. Datada dos inícios do século XVI, predomina o estilo gótico, donde se destaca a capela-mor com um retábulo em talha dourada e cadeiral de inspiração flamenga, e o teto de madeira lavrada. Merece visita atenta.

Avenida Arriaga

Está na hora de percorrer uma das artérias principais e mais aprazíveis do Funchal. Falamos da Avenida Arriaga que tem um pouco de tudo para ocupar uma boa tarde de passeio. Cumprimente o descobridor da Madeira, João Gonçalves Zarco, eternizado pela mão do escultor Francisco Franco. Entre no Blandy’s Wine Lodge, uma das adegas de Vinho da Madeira mais antigas do Funchal. Admire o edifício barroco e conheça as origens e mecanismos de fabrico deste vinho com fama internacional. O museu expõe uma prensa do século XVII a par de documentos e utensílios do processo de fabrico. Prove para eleger o néctar que lhe trará as melhores recordações da sua visita ao Funchal já no conforto da sua casa.

Palácio de São Lourenço

Visitar Funchal: roteiroUma austera muralha, mesmo defronte, esconde um dos grandes highlights da cidade do Funchal, o Palácio de São Lourenço. Rodeie a muralha até ao lado sul e perceberá. Este palácio-fortaleza destaca-se pela sua arquitetura militar singular: um exterior visivelmente adaptado para funções defensivas e um interior sublime de salões e corredores apalaçados. Monumento nacional desde 1943, alberga atualmente o Museu Militar.

As linhas estéticas do Teatro Municipal Baltazar Dias, um marco da cultura da cidade, ressaltam à vista. O edifício é conhecido pela sua beleza decorativa e arquitetónica desde a sua inauguração em 1888, sendo a sala de espetáculos inspirada no La Scala de Milão.

Sente-se num dos bancos do Jardim Municipal do Funchal. É um dos espaços verdes dentro da cidade mais apreciado por locais e turistas de igual maneira, pela diversidade da flora vinda dos quatro cantos do mundo e ambiente relaxante que emana.

Porto do Funchal 

Desca à Avenida Sá Carneiro, em direção ao mar, onde encontra o Porto do Funchal, o pontão dos barcos de cruzeiro, e o cais de embarque dos ferries que fazem a travessia à Ilha de Porto Santo. Na linha do horizonte destaca-se o edifício do Molhe da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição. Outrora um ilhéu, sabe-se que Gonçalves Zarco fez da fortaleza sua casa durante um largo período de tempo. Atualmente é o espaço eleito pelo Design Centre Nini Andrade Silva.

Visitar Funchal: roteiroMas a verdadeira razão para o trazer aqui é a estrela da Madeira. Vá cumprimentar o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo. Depois dumas fotos de praxe com a estátua da lenda do futebol mundial, visite o CR7 Museu que retrata a história do jogador e reúne medalhas e troféus ganhos ao longo da sua carreira.

Parque de Santa Catarina

Visitar Funchal: roteiroNada melhor para descansar deste segundo dia de roteiro a visitar o Funchal do que no belíssimo e romântico Parque de Santa Catarina. No recinto encontra-se a Capela de Santa Catarina, uma das primeiras capelas a serem construídas na Ilha da Madeira, o que comprova que não estamos num mero jardim, mas num lugar com história. Relvados amplos, sombras frondosas e canteiros floridos dão um encanto bucólico que convida de imediato à contemplação e descontração. Na extremidade oeste do parque, fica a Quinta Vigia, residência oficial do presidente do governo da Região Autónoma da Madeira.

Promenade do Lido

Visitar Funchal: roteiroAo final do dia, se ainda tiver tempo, vá até à Promenade do Lido onde poderá fazer uma agradável caminhada ao pôr-do-sol com vista para o Ilhéu do Gorgulho. E se quiser dar um mergulho nas agradáveis águas da Madeira, basta dar um saltinho à vizinha Praia Formosa.

Funchal: mapa dos locais a visitar no Funchal


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa dos locais a visitar no Funchal.

Restaurantes onde comer?

Lapas Grelhadas – um dos pratos que tem mesmo de provar quando visitar o Funchal

Na hora de sentar à mesa, o Funchal tem trunfos imbatíveis. A gastronomia regional é distinta mas este destino turístico aposta também em todas as cozinhas do mundo. Não há apetite que o Funchal não satisfaça.

Não temos uma lista dos melhores restaurantes do Funchal (até porque é impossível experimentá-los todos) mas podemos falar-lhe dos nossos favoritos.

  • A Bica (R. Hospital Velho 17): boa comida tradicional madeirense, sem frescuras e sem rebentar o orçamento, Experimentamos a Espetada em Pau de Louro e o Peixe-Espada Grelhado com Banana e recomendamos sem hesitar. Na hora da conta, até sorrimos!
  • Barreirinha Bar Café (Largo do Socorro): é difícil escolher entre o delicioso prego em bolo do caco, o wrap ou os hambúrgueres, estes também para vegetarianos. À noite, vira bar. O ambiente é top e as vistas, então, nem se fala!
  • Leeno’s (Rua de Leichlingen 30): falaram-nos da mousse de chocolate. Esqueceram-se de referir que as delícias se estendiam às especialidades “na pedra”, à tarde de maçã e ao ambiente.

O que fazer no Funchal à noite?

Noite no Funchal é quase sinónimo de Poncha
  • Para copos: Zona Velha (ponchas, niquitas, cerveja e cocktails)
  • Para sunset: Off-side no Pestana CR7 Rooftop (urban chic)
  • Para abanar o capacete: “Vamos às Vespas?” (3 em 1: Vespas tem dance music para jovens; Marginal toca house & techno; Jam para saudosos dos 80’s)
  • Para tentar a sorte: Casino da Madeira

O que visitar perto do Funchal num roteiro de 3 e 4 dias?

Há tanto mais para ver e fazer na capital madeirense que facilmente encontra novos lugares e experiências para preencher um roteiro de 3 e 4 dias no Funchal. E nem precisa de ir muito longe.

Roteiro para visitar o Funchal: 3º Dia

Praia de Câmara de Lobos com o Cabo Girão no horizonte

Se procura locais a visitar num roteiro de 3 dias no Funchal, a nossa sugestão é explorar a Costa Oeste da Ilha da Madeira. Prepare-se para conhecer algumas das localidades costeiras mais bonitas e históricas da Madeira, cabos e miradouros com vistas de cortar a respiração, tentadoras praias e uma empolgante cascata.

Câmara de Lobos

Rume a Câmara de Lobos, a primeira povoação da Madeira. O mais certo é cair logo de amores por esta terra de pescadores com uma idílica baía pintalgada de coloridos Xavelhas, os pitorescos barcos de pesca de Câmara de Lobos. Para além do incontornável passeio ao longo da baía e pelas estreitas ruelas do centro histórico, repletas de street art, não deixe de apreciar as vistas do alto do Ilhéu de Câmara de Lobos. A cidade, a orla costeira, os campos de bananais e a imponente falésia do Cabo Girão compõem um quadro memorável. Visite ainda a Capela de Nossa Senhora da Conceição (primeira capela da ilha da Madeira), a Igreja matriz São Sebastião e o Forno de Cal. E quem vai a Câmara de Lobos tem de beber poncha e comer gata (peixe seco).

Cabo Girão

O famoso Cabo Girão é o promontório mais alto da Europa com os seus 580 metros de altura. Mais impressionante ainda é o chão em vidro da plataforma suspensa do miradouro homónimo. Literalmente a seus pés, terá vistas vertiginosas sobre a Fajã do Cabo Girão (nome dado às áreas de cultivo à beira-mar plantadas, usualmente no sopé das falésias). Se sofre de vertigens, terá aqui um verdadeiro teste de fogo. Mas, acredite, quando vir as esmagadoras vistas com que será brindado do Skywalk do Miradouro do Cabo Girão, até se esquece delas.

Fajã dos Padres

Famosa pelas suas vinhas e agricultura biológica, dizem que tudo nasce e cresce nas Fajã dos Padres. Do Miradouro da Fajã dos Padres pode desfrutar de mais uma fantástica vista sobre a orla costeira e sobre as plantações agrícolas. Se quiser ir até lá abaixo, tomem o cénico teleférico que faz a viagem em apenas 4 minutos. Uma vez na Fajã dos Padres, para além de poder visitar os terrenos de cultivo, poderá desfrutar da sua agradável praia e beber ou comer algo no seu afamado restaurante.

Ponta do Sol

A localidade da Ponta do Sol deve o nome ao sol que brilha sobre ela mais horas do que qualquer outro lugar na Ilha da Madeira. Depois dum passeio pelo centro histórico da vila, com destaque para a Igreja Matriz e para as Capelas de Santo António e São Sebastião, descontraia na incontornável Praia e Cais da Ponta do Sol. As melhores vistas estão no Miradouro do Cascalho e na altaneira Estalagem da Ponta do Sol.

Calheta

A Calheta é um dos melhores destinos de praia da Madeira. A Praia da Calheta é a única praia de areia da Ilha da Madeira (é artificial, mas isso pouco importa). Entre banhos de sol e mar, aproveite para visitar o fantástico Museu de Arte Contemporânea da Madeira.

Dica VagaMundos: Quem viaja do Funchal para a Calheta, tem um caminho direto pela Via Expresso 3. Contudo, temos uma surpresa para si. Siga pela antiga estrada regional ER101 via Praia dos Anjos e Madalena do Mar. Não só a estrada é muito mais cénica, como terá à sua espera um dos locais mais surpreendentes da Madeira: a Cascata dos Anjos que cai diretamente na estrada. Aprecie a sua grandiosidade de perto e desfrute de um inesquecível duche patrocinado pela natureza. Aproveite também para dar uma lavagem ao carro naquele que é, muito provavelmente, o car wash mais original de Portugal. Há atalhos em que vale a pena se meter.

Roteiro para visitar o Funchal: 4º Dia

Junte mais um dia ao seu roteiro do Funchal e embrenhe-se na majestade dos seus picos, nas emblemáticas levadas e em miradouros que invadem de espanto. Não tendo tempo para realizar todas, opte pelas que mais prazer lhe despertarem.

Miradouro da Eira do Serrado – Curral das Freiras

Na Eira do Serrado, a 1095 metros de altura, tem à sua espera um dos miradouros mais icónicos da Madeira. Um curto trilho acede a uma soberba vista panorâmica sobre as majestosas montanhas do Maciço Central e sobre o Curral das Freiras, uma pequena povoação escondida num profundo vale. Diz-se que, em 1566, as freiras do Convento de Santa Clara terão para lá fugido, para escapar do ataque realizado pelos piratas franceses ao Funchal.

Dica VagaMundos: antes de arrancar do Funchal, não se esqueça de consultar as câmaras em tempo real do site Net Madeira (clique no link): não são raras as vezes que a Eira do Serrado está envolta por um denso nevoeiro.

Pico do Areeiro

Subir ao Pico do Areeiro é uma das experiências mais extraordinárias que se pode viver numa visita ao Funchal. O Pico do Areeiro com 1818 metros de altitude é o terceiro pico mais alto da Ilha da Madeira. Em dias de boa visibilidade, estar no coração do Maciço Central com vistas 360º sobre o Pico Ruivo (1861 m) e do Pico das Torres (1851 m), montanha e vales abruptos, terra e mar, é simplesmente arrebatador. E não são raras as vezes que um mar de nuvens nos delicia o olhar e enaltece o espírito com uma sensação de liberdade indescritível. Se tiver tempo, faça o curto trilho (30-45 min ida e volta) até ao Miradouro da Manta para ter um gostinho dum dos trilhos de alta montanha mais sublimes e exigentes da Europa, a Vereda do Areeiro. Clique para mais informações sobre o trilho da Vereda do Areeiro e para descarregar o track GPS para levar consigo no seu smartphone.

Miradouro dos Balcões

Visitar o Funchal e não percorrer uma levada, é um pecado. Para que não falhe esta experiência, sugerimos uma ida a Ribeiro Frio, o ponto de partida do PR11- Vereda dos Balcões. É um trilho linear curto (1,5 km/3 km ida e volta) seguindo a levada da Serra do Fail que conduz até ao Miradouro dos Balcões.

Não apresenta desníveis nem qualquer tipo de dificuldade, uma excelente opção de caminhada para fazer em família, inclusivamente com crianças pequenas. Usualmente nas caminhadas, baixa dificuldade vem frequentemente associada a baixa recompensa, mas no caso do Miradouro dos Balcões a regra está (muito) longe de se aplicar. Se apanhar um dia limpo, as vistas sobre a Cordilheira Central da Ilha, com destaque para o Pico do Areeiro, Pico Ruivo e Penha D´Águia, são de ficar boquiaberto.

Ainda tem energia? Longe de estarem esgotadas, temos mais duas sugestões para fechar com chave de ouro o seu roteiro para visitar o Funchal. Esse ouro que veste os entardeceres mágicos da Madeira com o Oceano Atlântico como pano de fundo.

Cristo Rei do Garajau

A primeira sugestão passa por tomar a direção do Caniço para “abraçar” o Cristo Rei da Madeira, na Ponta do Garajau. As vistas panorâmicas sobre o Oceano Atlântico são arrebatadoras e, bem no sopé do promontório, tem a Praia do Garajau, o spot perfeito para fechar o quarto dia do roteiro do Funchal.

Ponta de São Lourenço

O ponto mais oriental da Madeira esconde um surpreendente e inesperado… Deserto! A paisagem lunar, árida e vulcânica da Ponta de São Lourenço contrasta fortemente com a imagem clássica da Madeira das florestas tropicais e bananais. Os recortes dramáticos das altas falésias rochosas de tons terra sobre um mar de azul intenso são memoráveis, no mínimo. Junte o útil ao agradável e pare na Ponta do Rosto: é possível vislumbrar tanto a costa norte, como a costa sul da Ilha da Madeira.

Dica VagaMundos: Se optar por uma ida à Ponta de São Lourenço, reserve duas horas para uma experiência diferenciadora com excelente relação qualidade-preço. Este tour do GetYourGuide inclui passeio de barco e sessão de snorkel.

Fazer compras na Madeira

Para compras na cidade do Funchal, além dos centros comerciais La Vie, Galerias São Lourenço, Arcadas de São Francisco, Anadia e Do Oudinot, próximos do centro histórico do Funchal, Fórum Madeira, Monumental Lido e Madeira Shopping nos arredores, há comércio espalhado um pouco por todo o lado.

Entre a larga e intemporal Rua João Tavira (aprecie a calçada portuguesa) e as castiças ruas Queimada de Cima e Queimada de Baixo tem um verdadeiro centro comercial a céu aberto com praticamente tudo o que possa imaginar. Até uma loja de chocolate artesanal: os bombons da UAUCacau são uma verdadeira tentação.

Na glamorosa Rua Dr. Fernão de Ornelas encontra algumas marcas de luxo e de renome internacional. Se a fome apertar, há takeaway na Casa do Bolo do Caco (combinações de salivar) e gelatarias com sedutores arco-íris de sabores.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.