Visitar Genebra | Suíça: roteiro de 2 e 3 dias com o que ver e fazer

Visitar Genebra | Suíça: roteiro

Sendo um dos destinos de viagem mais populares da Europa, não é de espantar que visitar Genebra faça parte dos desejos de muitos viajantes, principalmente dos adeptos de desportos de inverno.

Visitar Genebra | Suíça: roteiro
Jet d’Eau – Roteiro para visitar Genebra

Genebra, segunda maior cidade da Suíça, é um destino de viagem ideal para uma escapadinha de fim de semana com vistas arrebatadoras, promenades tranquilas e arquitetura fascinante. Sede europeia das Nações Unidas, um paraíso à beira do lago que alberga o jato de água mais alto do mundo, e um relógio florido que se tornou num símbolo da cidade, elegantes restaurantes desde bares de tapas e sushi a restaurantes tipicamente suíços onde brilham o fondue, o rösti e a raclette… Tudo servido numa bandeja de sofisticação e eficiência suíças.

Visitar Genebra | Suíça: roteiroHá muitos, e bons, motivos para visitar Genebra. A cidade suíça é sinónimo de relojoaria, chocolate e fondue. Estes últimos tornam-na bastante apetecível. Mas adicione uma história rica de turbulência e revolução religiosa, uma mão cheia de bons museus, monumentos fascinantes, a arte e a boémia do bairro colorido de Carouge. Como vê, há muito para descobrir na Capital Mundial da Paz.

Quando visitar Genebra?

Genebra tem duas temporadas altas, pois é muito popular no verão (junho a agosto) e no inverno (dezembro a fevereiro). A proximidade às montanhas, meio rural e florestas são um chamariz para os amantes da natureza: no verão para as caminhadas e passeios de BTT, no inverno para os desportos de neve.

Visitar Genebra | Suíça: roteiro
Relógio Florido no Jardin des Anglais – Roteiro para visitar Genebra

Numa cidade que não é barata, os preços podem ser incomportáveis para algumas carteiras. Para evitar estourar o orçamento, a primavera e o outono tornam-se nas melhores épocas do ano para visitar Genebra. Contudo, conte com chuva e temperaturas frescas.

Genebra ganha vida e anima-se na época do verão com os dias longos, limpos e ensolarados. As temperaturas quentes tiram os genebrinos de casa para encher esplanadas ou passear nas promenades, mergulhar ou apanhar banhos de sol nos Bains de Pâquis ou na Plage des Eaux-Vives à beira do Lac Léman.

Visitar Genebra | Suíça: roteiro
Vista panorâmica do topo da torre da Catedral de St Pierre – Roteiro para visitar Genebra

Apesar disso, Genebra tem um encanto raro em dias claros de inverno. Visitar Genebra no Natal é uma experiência inesquecível. A cidade fica engalanada de mil luzes decorativas dos mercados de Natal, sendo os maiores o da Praça do Mont-Blanc, da Carouge e da Fusterie. Quando a noite se prepara para abraçar a cidade, a magia paira no ar com cor e brilho. Mas vá muito bem agasalhado.

Como chegar?

De avião: A TAP e a easyjet operam voos diários diretos de Lisboa e Porto para o Aeroporto Internacional de Genebra (GVA).

Como ir do Aeroporto de Genebra ao centro?

Distância do Aeroporto ao centro de Genebra: 5,5 km

Use os transportes públicos (comboio ou bus). A viagem é gratuita se levantar o seu bilhete na zona de recolha de bagagem (limite de 80 minutos).

Há uma conexão ferroviária direta do Aeroporto Internacional de Genebra com a estação principal no centro da cidade – Genève-Cornavin.

Há ainda autocarros da rede de transportes pública (ônibus) a cada 8-15 minutos com várias paragens em muitos pontos da cidade.

Os táxis são uma opção muito dispendiosa (entre 30 € a 40 €), apesar da distância entre o aeroporto e o centro de Genebra ser curta.

Onde ficar em Genebra? Sugestões de Alojamento

O alojamento em Genebra é caro. Não há forma meiga de o dizer. Portanto, prepare o seu orçamento de viagem tendo em consideração este facto.

Saiba que, ao alojar-se num hotel ou pousada de Genebra, tem direito ao Geneva Transportation Card com viagens ilimitadas nos transportes públicos (bus, elétrico/tram, e barcos mouettes). Peça o seu assim que fizer o check-in na receção.

Para poupar no alojamento em Genebra, temos para si algumas dicas e uma oferta:

  • Se viaja em família ou com amigos, opte por alojamentos com ofertas de quarto para 3, 4 ou 5 pessoas. Alguns hotéis têm quartos duplos comunicantes como o Hôtel Bel’Espérance (3 estrelas – Pâquis), suites familiares como o Novotel Suites Genève Aéroport (4 estrelas – aeroporto), quartos com camas individuais e beliches como o Hotel Central (2 estrelas – centro)
  • Considere ficar num hotel mais afastado do centro de Genebra, mas dentro da Zone10 para ter direito às viagens gratuitas e ilimitadas com o Geneva Transportation Card como o ibis Styles Genève Carouge (3 estrelas), ou o mais simples Auberge Communale de Carouge (2 estrelas) ambos no bairro colorido de Carouge.
  • Pesquise alojamento no AirBnB. Há opções mais económicos do que os hotéis, mas os transportes ficam às suas expensas, pois os alojamentos locais não fornecem o Geneva Transportation Card. Poupe ainda mais. Clique no nosso link de parceiro do AirBnB e ganhe um desconto de €30 na primeira reserva de uma acomodação que custe €65 ou mais, ao registar-se pela primeira vez.

Um hotel 3 estrelas com uma boa relação qualidade-preço é o Hôtel Astoria. Localizado no coração de Genebra, a escassos metros da estação Genève-Cornavin e da estação rodoviária, que facilita a logística de se mover pela cidade ou arredores. Os principais atrativos turísticos são acessíveis a pé. Fica em Saint Gervais / des Grottes, uma das zonas favoritas dos hóspedes. Quartos privados climatizados, insonorizados, limpos e muito confortáveis. O pequeno-almoço, incluído na tarifa do quarto, é bom, variado e servido num dos primeiros pubs de estilo inglês que surgiram na cidade, o Pub Britannia.

Uma das opções mais económicas de alojamento em Genebra é o Hotel Lido. A par disso, tem um ótima localização, por trás da Basílica de Notre Dame de Genève e perto da estação Genève-Cornavin. Os quartos são básicos mas limpos e confortáveis. O único senão, a nosso ver, é o pequeno-almoço, simples mas bom e opcional. Ao domingo e todo o mês de agosto, não servem café da manhã. Todavia, é o mais barato (11€/pessoa) dos hotéis com o mesmo regime na cidade.

Com vista panorâmica para o lago e para o Monte Branco, o histórico Hotel D’Angleterre é um 5 estrelas luxuoso, renovado de forma elegante, localizado na margem do Lago de Genebra mesmo em frente ao Quai du Mont Blanc. Espere serviços personalizados e quartos de topo, conforto supremo e regalias de qualidade: oferta de bebida, chocolate e fruta à chegada e limpeza de quarto 2 vezes ao dia. O pequeno-almoço é excelente.

Clique para ver mais opções de alojamento em Genebra

O que visitar em Genebra em 2 dias?

Visitar Genebra | Suíça: roteiro
Lago Léman – Roteiro para visitar Genebra

Genebra é uma das cidades mais multiculturais do mundo. A Capital da Paz prima pela sobriedade (ruas limpas é apanágio suíço) e isso sente-se ao dobrarmos cada esquina de rua para nos fascinarmos com mais um edifício, praça ou jardim. Cidade com uma cena cultural incrivelmente diversa, um paraíso tranquilo à beira do Lago Léman, casa dos melhores fabricantes de chocolate suíço e templo do verdadeiro fondue, parecem fortes motivos para acreditar que visitar Genebra é a promessa duma estadia de prazeres, original e deliciosa. Visitar Genebra equivale a envolver-se dum idílico cenário montanhoso entre os imponentes Alpes e o imenso Jura, enquanto o Lac Léman se espraia aos nossos pés.

Roteiro Genebra: 1º dia

Comece o seu roteiro de Genebra pela Vieille Ville à descoberta dos lugares que são a alma e a história da cidade e os grandes símbolos de Genebra.

Passe a sua manhã a explorar a Cidade Velha das ruelas estreitas e sinuosas, pátios escondidos, praças pitorescas e lojas de arte e antiguidades. É o coração histórico da cidade medieval e está classificada como Património Nacional. Para ter uma melhor ideia da Vieille Ville, das muralhas e fortificações que a rodearam entre o século XIV e XIX, espreite o Museu Maison Tavel, a casa mais velha da Genebra medieval.

Dica VagaMundos: Em dezembro (primeira quinzena) esteja atento à festa mais tradicional de Genebra, L’Escalade. Genebra viaja ao século XVII num fim-de-semana cheio de animação: fogueiras, cortejos e encenações de batalhas de capa e espada. E não perca a oportunidade de percorrer a rua mais estreita, Passage de Monetier (entrada no 19 rue du Perron). Olhe que é a única oportunidade do ano para conhecer a mais castiça rua de Genebra.

Visite a Catedral de St Pierre, onde João Calvino pregou durante a Reforma Protestante. Não deixe de procurar a modesta cadeira de Calvino no interior da catedral enquanto contempla a arquitetura gótica e os belos vitrais. Por baixo, um museu arqueológico revela alguns dos segredos da antiga Genebra. Bem perto da catedral, o Museu Internacional da Reforma Protestante é interessante para quem queira aprofundar conhecimentos sobre a revolução religiosa que mudou a face do cristianismo na Europa.

Dica VagaMundos: A maioria dos museus da cidade oferecem entrada gratuita no primeiro domingo de cada mês.

Encha-se de coragem e suba os 157 degraus da Torre Norte. É tudo o que o separa da melhor vista panorâmica sobre Genebra. E acredite que vale cada gota de suor. Daqui, qualquer pessoa se torna crente ao contemplar as vistas soberbas sobre a cidade, a imensidão do Lago Léman, o Jet d’Eau, e os montes dos Alpes e do Jura, quiçá coroados ainda de branca neve, a orlarem a bela paisagem verdejante dos inúmeros bosques suiços.

Não perca a praça mais famosa de Genebra, Place du Bourg-de-Four. É aqui que grandes nomes das marcas de luxo se instalaram. Os preços são estratosféricos, mas a classe também é bonita de ver.

Da Vielle Ville até à Place de Neuve é um pulinho. Vá pela Rampe da la Treille para ver o maior banco do mundo: são 120 metros para descansar as pernas depois de calcorrear o centro histórico. Place de Neuve é o bastião cultural da cidade com o Grand Théâtre, o Museu Rath e o Conservatório de Música.

Segue-se um belo espaço verde no seu roteiro de Genebra, o Parc des Bastions, com o famoso Mur des Réformateurs em homenagem aos fundadores da Igreja Protestante Suíça, entre os quais se encontra Calvino.

É um dos parques mais frequentados da cidade pois reúne uma série de atrativos. Tem um café-restaurante todo envidraçado, com um interior muito acolhedor para se entregar aos prazeres do paladar. No verão, a esplanada é irresistível. Tem uma divertida área de jogos com tabuleiros de xadrez e damas em formato XXL pintados no solo. O Parque faz “fronteira” com a Universidade de Genebra, tem um antigo coreto e o Palácio Eynard, sede da Câmara Municipal de Genebra, no fim da Promenade des Bastions, uma avenida pedonal que atravessa todo o parque.

Visitar Genebra | Suíça: roteiro

Dica VagaMundos: Sabia que Mary Shelley encontrou em Genebra a inspiração para escrever “Frankenstein”? Na Plaine de Plainpalais encontra a estátua de Frankenstein, o monstro aterrador nascido da mente duma jovem de 18 anos que revolucionou a literatura com o seu romance de terror gótico. A sua onda não é monstros imaginários do século XIX? Plainpalais recebe o mercado de frescos e a Feira da Ladra onde todos vão dar um giro.

Visitar Genebra | Suíça: roteiroReserve a tarde deste primeiro dia do seu roteiro de Genebra para explorar a fundo o grande atrativo que é o Lago Léman. Também conhecido como Lago de Genebra, é o segundo maior lago de água doce da Europa. Aos pés da cidade estende-se este espelho de água que confere a Genebra um ambiente pacífico. Oportunidade para apreciar as fachadas de hotéis, palácios e villas que atraíram grandes nomes da literatura e das artes.

E lá bem no meio, o jato de água mais alto do mundo, o Jet d’Eau, expele milhares de litros de água a uma altura de 140 metros. Em dias de vento, o repuxo assemelha-se à vela enfunada dum navio.

Visitar Genebra | Suíça: roteiroAproveite para fazer um passeio de barco pelo lago. Apanhe uma mouette genévoise (grátis com o seu Geneva Transportation Card), o barco tradicional que todos usam para fazer o “saut de puce” ao outro lado do lago. Embarcações amarelas e vermelhas (cores da cidade), sulcam as águas do lago para prazer dos visitantes da cidade. Há carreiras que passam à beira do Jet d’Eau, do Jardin des Anglais, da Île de Rousseau e das fachadas dos hotéis de luxo na margem direita.

Também pode optar pelo menos económico, mas mais prolongado, passeio de cruzeiro que leva turistas a conhecer outros pontos de interesse do lago.

Visitar Genebra | Suíça: roteiro

Dica VagaMundos: Quer fechar o primeiro dia do seu roteiro de Genebra com brilho? Dê um pulinho à Place du Molard à noite. Centenas de ladrilhos ficam iluminados com frases de vários idiomas. Uma prova da sua multiculturalidade. Afinal, 40% da população de Genebra é estrangeira.

Roteiro Genebra: 2º dia

O seu roteiro de Genebra continua neste segundo dia para lhe dar a conhecer a Cidade da Paz, a arte da relojoaria e (a mais apetitosa) a faceta gourmande de Genebra.

Apanhe o bus ou tram para Nations. Genebra é conhecida por acolher centenas de ONGs e a grande maioria encontra-se em redor das Place des Nations. É aqui que se situa o museu e a sede Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, a maior rede humanitária do mundo. Mas a grande atração é o Palais des Nations, a sede europeia das Nações Unidas, o maior centro das NU depois de Nova Iorque. Não se esqueça de trazer o passaporte ou cartão de identidade, caso queira fazer a visita guiada ao interior das Nações Unidas. Mas vá bem informado das condições, disponibilidade, horários e preços de visita. Para mais informação, clique aqui e consulte o site oficial da NU.

Mesmo que não visite as obras de arte exposta no interior, vale a pena um passeio pelos jardins da área circundante, principalmente para ver a Chaise Cassée. Mais de cinco toneladas de madeira deram corpo a uma cadeira gigante com uma perna partida com o objetivo de passar a mensagem do horror das minas terrestres. O que era para ser uma instalação artística temporária tornou-se numa das obras mais emblemáticas do século XX e símbolo das campanhas anti-minas.

Aproveite para dar um passeio pelo Jardim Botânico (na primavera é uma explosão de cor com o desabrochar das flores) antes de tomar o bus até à estação central, Gare de Cornavin. Se ainda não visitou, aproveite agora para ver a igreja de Notre-Dame de Genève, bem no meio de uma encruzilhada de estradas e trânsito intenso. Mas no seu interior, a tranquilidade impera.

Continue o seu roteiro de Genebra descendo a rue du Mont Blanc em direcção ao Lago Léman, a nossa atenção desvia-se para a estátua L’Immigré de Ousmane Sow, escultor senegalês, para lembrar a situação dos imigrantes sem-papéis que chegam a esta cidade. De destacar nesta rua o edifício dos Correios da cidade e a igreja anglicana, Holy Trinity Chrurch. Caminhe em direção ao lago e maravilhe-se com o Monumento Brunswick, um mausoléu construído em homenagem ao duque Charles II de Brunswick, um benfeitor da cidade de Genebra.

Entregue-se aos prazeres do paladar, afinal está na cidade onde poderá viver a experiência dos cinco sentidos que é o chocolate ou os fondues de queijo. Aliás, o melhor souvenir que pode comprar quando visitar Genebra, são os seus chocolates.

Dica VagaMundos: A restauração em Genebra é bastante dispendiosa. Tire partido dos menus de almoço a preço fixo que alguns restaurantes oferecem. Alguns dos restaurantes de topo tem menus de almoço com 2 ou 3 pratos a rondar os 35€/40€, ou opção mais simples de plat du jour a rondar os 15€/20€. Sempre é uma oportunidade de provar alguma especialidade suíça. Se o orçamento for apertado, há muitas soluções de fast food espalhadas pela cidade.

Atravesse o rio Ródano (Rhône) por qualquer das suas pontes, a mais vistosa sendo a Pont du Mont Blanc. Pode ser interessante uma deambulação pela L’Île, o banco de areia agora consolidado que divide o Rhône em dois braços e onde foram encontrados vestígios de ocupação humana desde a Idade do Bronze.

Marque encontro com o Relógio Florido no Jardin des Anglais, um dos jardins mais frequentados de Genebra e ponto de paragem obrigatória em todos os roteiros de Genebra. O relógio é uma efusão de cor. E sempre natural, já que cada elemento é “(re)desenhado” com milhares de flores e plantas a cada estação. Destaque ainda para o Monumento Nacional, a fonte de bronze no centro do jardim, um coreto oitocentista e o pavilhão rústico.

A arte da relojoaria suíça nasceu em Genebra no remoto século XVI, e exatamente na época mais conturbada da cidade: a Reforma Protestante. No Museu Patek Phillippe poderá saber mais sobre as habilidades destes artistas cujo destaque vai para um relógio astronómico datado de 1660.

Curiosamente, o austero Calvino, que baniu joias e outros adornos frívolos, permitiu a fabricação dos relógios requintadamente esmaltados. Como itens úteis e funcionais que eram, muitos ourives e artesãos converteram-se em relojoeiros como tábua de salvação. Ironicamente, Genebra é atualmente uma das cidades de referência mundial no que a luxo diz respeito. A cidade está pejada de lojas de luxo, das melhores griffes da moda aos mais famosos joalheiros e alta relojoaria.

Visitar Genebra em 3 dias

Caso possa adicionar um dia ao seu roteiro de Genebra, sugerimos um “saltinho” à França. Chamonix fica ali ao lado e é a base para descobrir duas maravilhas da natureza: Aiguille du Midi e Mer de Glace. Um teleférico leva-o ao topo duma das agulhas do maciço do Mont Blanc, e um castiço comboio de cremalheira leva-o a Montenvers com vistas sobre o glaciar Mer de Glace que reserva uma surpresa aos corajosos: a memorável experiência de andar dentro dum glaciar.

Tours de 1 dia a partir de Genebra

Existem várias excursões de um dia que pode fazer a partir de Genebra. Clique nos links abaixo para ver as nossas favoritas, ler reviews e fazer as suas reservas:

Dica VagaMundos: na escolha dos tours, e porque os imprevistos acontecem, evite sempre reservar tours que não permitam cancelamento gratuito. Dê prioridade às excursões e actividades que tem boas reviews e permitam cancelar sem custos com (pelo menos) 48h de antecedência.

Genebra: Mapa dos Principais Pontos de Interesse


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar Genebra.

Outros Roteiros de Cidades Europeias

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.