Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias | Roadtrip

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias

Anda a planear uma viagem à Irlanda, mas ainda não sabe bem o que incluir no seu roteiro para visitar a Ilha Esmeralda? Não se preocupe que nós damos-lhe uma mãozinha. Aqui encontra um guia completo para visitar a Irlanda, onde vamos partilhar consigo não uma, mas três sugestões de roteiros para visitar a Irlanda, com os locais verdadeiramente imperdíveis na Républica da Irlanda e na Irlanda do Norte e muitas dicas práticas que lhe vão facilitar a logística e permitir desfrutar ao máximo da sua viagem pela verdejante ilha dos celtas.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Falésias de Moher – Roteiro para visitar a Irlanda

Já tivemos a oportunidade de visitar a Irlanda por duas vezes, a última das quais numa roadtrip à volta da ilha. E de ambas as vezes regressamos a casa verdadeiramente fascinados. O que nem é de estranhar, pois a combinação de singulares belezas naturais com um riquíssimo património histórico, aos quais se soma a enigmática cultura celta, fazem da Irlanda um destino mesmo muito difícil de igualar.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Castelo de Dunluce – Roteiro para visitar a Irlanda

Prepare-se para percorrer algumas das estradas mais cénicas da velha Europa, para ficar de queixo caído perante paisagens costeiras que parecem recortadas de um livro de fantasia, visitar castelos e abadias medievais, atravessar vertiginosas pontes suspensas, calcorrear animadas cidades e castiços vilarejos piscatórios, ouvir muita música celta, beber muita cerveja preta e ver o maior número de representações de duendes verdes e trevos de quatro folhas de toda a sua vida… Com um bocadinho de sorte, até encontra um verdadeiro!

Conteúdo deste Artigo

Informações, guia e dicas de viagem para visitar a Irlanda

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
The Dark Hedges – Roteiro para visitar a Irlanda

A ilha da Irlanda encontra-se dividida por dois países, nomeadamente a República da Irlanda e a Irlanda do Norte. A República da Irlanda é um país soberano que integra a União Europeia. Já a Irlanda do Norte pertence ao Reino Unido, em conjunto com a Inglaterra, Escócia e País de Gales. Abaixo encontra as principais informações práticas para visitar ambos os países.

Informações práticas para visitar a República da Irlanda

  • Línguas oficiais: Inglês e Gaélico Irlandês
  • Capital: Dublin
  • Moeda: Euro
  • Fuso Horário: GMT (mesma hora que Portugal)
  • Indicativo da República da Irlanda: +353
  • Visto República da Irlanda: sendo um país da EU, os cidadãos portugueses podem viajar para a República da Irlanda apenas com o Cartão de Cidadão, não sendo necessário qualquer tipo de visto. Os cidadãos brasileiros terão de levar o passaporte, mas também não precisam de visto para visitar a República da Irlanda (estadias para fins turísticos até 90 dias).
  • Roaming na República da Irlanda: pode utilizar o seu tarifário móvel português na República da Irlanda (chamadas e dados) sem qualquer custo adicional. Se for brasileiro, é melhor comprar um cartão SIM quando chegar à Irlanda pois os preços do roaming são extremamente elevados.

Informações práticas para visitar a Irlanda do Norte

  • Línguas oficiais: Inglês e Gaélico Irlandês
  • Capital: Belfast
  • Moeda: Libra Esterlina Britânica – GBP (clique para ver taxa de câmbio)
  • Fuso Horário: GMT (mesma hora que Portugal)
  • Indicativo da Irlanda do Norte: +44
  • Visto Irlanda do Norte: Como a Irlanda do Norte pertence ao Reino Unido, após o Brexit deixou de ser possível para os cidadãos portugueses visitarem a Irlanda do Norte apenas com o Cartão de Cidadão. Presentemente, os cidadãos portugueses e brasileiros necessitam de passaporte para visitar a Irlanda do Norte, mas não precisam de visto para estadias para fins turísticos até 180 dias.
  • Roaming na Irlanda do Norte: pode utilizar o seu tarifário móvel português na Irlanda do Norte (chamadas e dados) sem qualquer custo adicional, à semelhança do que faz nos países da União Europeia. No caso de ter dúvidas, consulte o seu operador antes de viajar para a Irlanda do Norte. Se for brasileiro, o melhor mesmo é comprar um cartão SIM na Irlanda para fintar as elevadas tarifas.

Como chegar à Irlanda? Dicas de voos

Cobh – Roteiro para visitar a Irlanda

O Aeroporto de Dublin (DUB) é a principal porta de entrada na Irlanda e tem voos diretos low cost desde Lisboa, Porto e Faro. Olhe para as companhias aéreas Ryanair e Era Lingus se procura voos baratos para a Irlanda. Para conseguir os melhores preços, sugerimos que leia as nossas dicas para comprar voos baratos.

Como ir do Aeroporto de Dublin ao centro da cidade?

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Bedford Tower – Dublin

A forma mais económica de ir do aeroporto ao centro da cidade é de bus. Os autocarros /ônibus saem à saída do terminal das Chegadas, do lado esquerdo. Geralmente a paragem de referência no centro de Dublin é na O’Connell Street (40 minutos de viagem aproximadamente).

Nós optamos por comprar o transfer de autocarro através do GetYourGuide com antecedência e online. É descomplicado, tem cancelamento gratuito, há autocarros frequentes e sabemos com o que contar. Reserve aqui o seu transfer em bus de / para o Aeroporto de Dublin.

Quando visitar a Irlanda?

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Killary Fjord – Roteiro para visitar a Irlanda

Como acontece com a maioria dos países do norte da Europa, a melhor época do ano para visitar a Irlanda é no verão. Os meses de junho a agosto têm temperaturas mais agradáveis e dias mais longos. Sem surpresa, é também a época alta, período em que a maioria das pessoas escolhe visitar a Irlanda. Certifique-se que assegura a sua reserva de hotel com vários meses de antecedência e prepare-se para as multidões de turistas.

Outra altura com enorme pressão turística é durante as comemorações do Saint Patrick’s Day (17 de Março) – o padroeiro da Irlanda. As comemorações estendem-se cada vez mais no calendário e as maiores cidades ficam à pinha, o que faz com que os preços dos alojamentos subam em flecha.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Galway – Roteiro para visitar a Irlanda

Em termos de clima, espere o inesperado! A Irlanda é conhecida por viver as quatros estações no mesmo dia: prepare-se para apanhar chuva, sol, vento frio e mais chuva. Não é à toa que a Irlanda é chamada de Ilha Esmeralda: todo aquele verde tem que se alimentar de água e ela normalmente cai do céu quando lhe apetece.

Dito isto, conte com chuva em todas as estações e vá prevenido com um impermeável de confiança (esqueça o guarda-chuva porque o vento vai virá-lo do avesso) e vista por camadas.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Derry – Roteiro para visitar a Irlanda

Se quiser fugir das multidões e economizar na sua viagem à Irlanda, o fim da primavera e início do outono são as alturas do ano ideais para si (aponte para os meses de maio, início de junho, setembro e outubro). Pechinchas?! Só no inverno (novembro a março, excluindo Natal, Ano Novo e o Saint Patrick’s Day). Mas conte com chuva copiosa e muito frio, não porque as temperaturas sejam negativas, mas a sensação da temperatura é estranhamente mais baixa do que a realidade. E não são raras as ocasiões em que cai neve, sobretudo nas zonas mais montanhosas do centro e norte da Irlanda.

Quantos dias são necessários para visitar a Irlanda?

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Abadia de Kylemore – Roteiro para visitar a Irlanda

A nossa proposta de itinerário para visitar a ilha da Irlanda irá levá-lo a conhecer os locais mais emblemáticos da República da Irlanda e da Irlanda do Norte. Posto isto, para desfrutar ao máximo do roteiro para visitar a Irlanda que desenhamos para si, o ideal é alocar 7 dias inteiros à sua viagem, pelo menos, sem contar com os dias dos voos.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Castelo de Blarney – Roteiro para visitar a Irlanda

Caso consiga acrescentar mais alguns dias, tanto melhor. Não só lhe permite conhecer de uma forma mais relaxante a maioria dos pontos de interesse da Irlanda referidos no nosso roteiro, como ainda lhe possibilita fazer vários desdobramentos que @ vão levar a locais verdadeiramente mágicos da Ilha Esmeralda. Vá estando atent@ às nossas dicas durante a descrição do roteiro de 7 dias para visitar a Irlanda.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Museu Titanic – Belfast

Como sabemos que nem sempre existe disponibilidade para fazer uma viagem de 7 dias, desenhamos também roteiros de 3 e 5 dias para visitar a Irlanda. Obviamente que a viagem será num passo bem mais apressado e, claro está, tivemos que subtrair, de forma cirúrgica, lugares e experiências ao itinerário de 7 dias. Ainda assim, acreditamos que vai regressar a casa igualmente maravilhad@ com a sua viagem à Irlanda. Pode consultar ambos os itinerários logo após a descrição detalhada do roteiro de 7 dias para visitar a Irlanda.

Seguro de Viagem para a Irlanda

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Carrick-A-Rede – Roteiro para visitar a Irlanda

Os cidadãos europeus têm acesso a cuidados de saúde e assistência médica nos serviços públicos da República da Irlanda utilizando o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD). Terá apenas de pagar a taxa moderadora como qualquer cidadão da República da Irlanda.

O mesmo já não acontece na Irlanda do Norte, visto que a mesma não pertence à União Europeia, mas sim ao Reino Unido. Por isso, recomendamos que faça um bom Seguro de Viagem. Evitará muitos dissabores no caso de precisar de cuidados de saúde e assistência médica durante a sua viagem, bem como para se precaver contra outros contratempos (como roubos, perda de malas, cancelamento da viagem, etc).

Na hora de comprar um seguro de viagem, a nossa escolha recai sempre na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em seguros de viagem, apresenta sempre o melhor rácio custo-benefício do mercado, e todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19, a preços surpreendentemente económicos.

Clique para fazer uma simulação para a sua viagem à Irlanda e não se esqueça que, ao utilizar o nosso link, terá um desconto de 5% na compra seu seguro de viagem.

Transportes públicos ou alugar carro para visitar a Irlanda?

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Wild Atlantic Way – Roteiro para visitar a Irlanda

Somos da opinião que a melhor maneira de explorar a Irlanda é fazendo uma roadtrip. Não só permite maximizar o seu tempo, como o facto de poder parar em qualquer lugar vai-lhe permitir desfrutar das maravilhosas paisagens costeiras da Irlanda, em particular da Causeway Coastal Route, a estrada panorâmica mais bonita da Ilha Esmeralda.

Até porque, excetuando as cidades, a grande maioria dos locais de interesse da Irlanda não são servidos por transportes públicos. Por isso, a não ser que só pretenda visitar cidades ou recorrer sempre a tours para fazer as suas visitas, diríamos que é crucial alugar carro para visitar a Irlanda.

Na Irlanda conduz-se pela esquerda e talvez seja este o maior entrave na hora de decidir alugar um carro na Irlanda. Mas eis a nossa dica para lhe dar confiança: se nunca conduziu pela esquerda, alugue um carro automático. Assim não tem que andar a meter mudanças com a mão esquerda e vai ver que corre melhor. Pela nossa experiência, ao segundo dia já está ambientad@.

Tenha também em atenção que na Irlanda do Norte, as distâncias e os limites de velocidade são indicados em milhas, sendo que uma milha equivale a sensivelmente 1,6 km. Ou seja quando passar da República da Irlanda para a Irlanda do Norte e vir um limite de 60 mp/h na prática são sensivelmente 90 km/h.

Outro conselho que lhe damos é que só alugue o carro após visitar Dublin, pois para visitar a capital da República da Irlanda o melhor mesmo é recorrer a transportes públicos.

Nós alugamos o nosso carro na Irlanda através da AutoEurope (no aeroporto de Dublin) e correu tudo cinco estrelas, como de costume. O que gostamos da AutoEurope é que permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car (e assim encontrar o melhor preço disponível) sendo ainda possível cancelar o aluguer sem qualquer custo até 48h antes da partida.

Clique para ver as melhores opções de aluguer de carro na Irlanda

Tours para visitar a Irlanda com partida de Dublin

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Giant’s Causeway – Roteiro para visitar a Irlanda

Se tem pouco tempo disponível para visitar a Irlanda e/ou não pretende alugar carro, as excursões organizadas são uma excelente opção para explorar os tesouros da Ilha Esmeralda, pois livram-n@ da dor de cabeça da logística e são completamente stress free. Se for essa a sua opção, recomendamos que monte base em Dublin, pois é desta cidade que arrancam os melhores tours.

Abaixo colocamos os tours com partida de Dublin que apresentam a melhor relação qualidade/preço. Clique nos respetivos links para consultar os programas, ler reviews e fazer as suas reservas:

Onde ficar na Irlanda? Sugestões de localidades para reservar alojamento

O nível de vida na Irlanda é consideravelmente mais alto do que em Portugal e os alojamentos não fogem à regra. Os preços dos hotéis na Irlanda são sensivelmente o dobro da média cobrada em Portugal, logo, a estadia irá “comer” uma fatia considerável do seu orçamento de viagem.

Se deixar as reservas de alojamento para a última hora, ainda pior. Sobretudo se viajar durante a época alta. É que os preços dos alojamentos na Irlanda chegam a triplicar durante os meses de verão! Recomendamos vivamente que reserve os seus alojamentos com bastante antecedência através do Booking.com, pois permite cancelamento sem custos em praticamente todas as reservas.

Posto isto, as localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro de 7 dias para visitar a Irlanda são as seguintes (listadas pela ordem da viagem):

Clique nos nomes das localidades para ver as melhores ofertas de alojamento e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Por último, queremos salientar que, ao longo do roteiro para visitar a Irlanda, vamos sugerir-lhe os nossos alojamentos favoritos para cada um dos dias – testados e aprovados por nós – e adicionamos ainda algumas sugestões dos hotéis da respetiva localidade que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

O Melhor da Irlanda num Roteiro de 7 dias (1 semana) | Roadtrip pela República da Irlanda e Irlanda do Norte

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Dublin – Roteiro para visitar a Irlanda

O roteiro sugerido neste artigo é circular, com início e fim em Dublin, a capital da República da Irlanda. Pode fazê-lo na ordem que considere mais vantajosa, e até mesmo começar num dos pontos de interesse sugeridos que lhe seja mais conveniente e, a partir daí, desenhar o seu próprio roteiro.

É importante sublinhar que o número de dias que sugerimos neste roteiro para visitar a Irlanda pressupõe que a viagem seja feita com recurso a carro alugado e não inclui os dias de viagem do ponto de origem para a Irlanda e vice-versa. Logo, a não ser que o seu voo de ida seja matutino e o de regresso mais tardio (existem várias opções nesse sentido), terá sempre de acrescentar mais dois dias para a ida e volta desde o seu ponto de partida até à Irlanda.

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 1 e 2

Os primeiros dois dias do nosso roteiro para visitar a Irlanda serão totalmente dedicados a explorar a cidade de Dublin, a vibrante capital da República da Irlanda.

St. Patrick’s Cathedral

Visitar Dublin é como encontrar aquela ostra rugosa que esconde uma preciosa pérola. Tem caráter e atitude, e o temperamento das suas gentes encontrou o equilíbrio entre o orgulho nacionalista e o hedonismo atual.

Estátua de Oscar Wilde no Merrion Square

Deixe que as estórias fantásticas do passado colorido da cidade operem o seu feitiço enquanto caminha de experiência em experiência numa viagem iniciática à cosmopolita e multicultural Dublin. Conheça os seus heróis. Desvende os seus segredos. Revele os seus tesouros.

Trinity College’s Old Library

Vá além do superficial e viva os seus contrastes: cinzenta e taciturna por fora, colorida e expressiva por dentro. Antes bastião do catolicismo conservador, hoje pessoas do mesmo sexo podem legalmente casar-se. Ao lado dum secular e tradicional pub irlandês está a mais recente casa de sushi japonês.

Ha Penny Bridge

São os próprios habitantes que admitem que a sua Dublin não é a mais bonita das cidades, mas para eles as coisas bonitas são tão fáceis de gostar quanto de esquecer. Dublin não entusiasma à chegada, mas dê-lhe uma oportunidade e será surpreendid@. Abra a ostra em que se esconde esta pérola que o espera de braços abertos e com todo o seu craic.

Dia 1 em Dublin

Castelo de Dublin

O primeiro dia em Dublin será dedicado a visitar os monumentos históricos mais emblemáticos da cidade. Haverá ainda tempo para desfrutar verdadeiramente da alma e espírito dum pub irlandês no icónico bairro de Temple Bar.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Temple Bar

Posto isto, os locais e experiências que recomendamos que inclua no primeiro dia do seu roteiro para visitar a Irlanda são os seguintes (organizados pela ordem de visita):

  • Comece o dia com uma visita ao Castelo de Dublin que remonta ao século XIII. Destacam-se as escavações Vikings, os salões e aposentos vice-reais e a Royal Chapel, uma sumptuosa joia do estilo gótico revivalista.
  • Apreciar o Dubh Linn Garden, um exemplo de paisagismo com um toque de nacionalismo celta e esculturas à guisa de memoriais.
  • Visitar a Chester Beatty Library, uma das atrações de Dublin mais emblemáticas pela coleção de livros raros que alberga.
  • Dar um saltinho à Dublin City Hall (Câmara Municipal), onde poderá ver uma interessante exposição que conta a história da cidade desde a fundação pelos Vikings.
  • Visitar a Christ Church Cathedral, a catedral medieval mais antiga de Dublin com mais de 1000 anos de história. No subsolo da catedral fica a maior cripta da Irlanda e do Reino Unido. Pode comprar o bilhete de ingresso aqui.
  • Almoçar no “velhinho” The Brazen Head, o pub mais antigo da Irlanda nascido em 1198.
  • Subir à torre da igreja de Saint Michael’s, para desfrutar de vistas panorâmicas deslumbrantes sobre a cidade. Aproveite e visite a estimulante exposição Dublinia numa viagem interativa aos primórdios de Dublin.
  • Visitar a imperdível Saint Patrick’s Cathedral, a catedral medieval mais impressionante de Dublin, tanto arquitetonicamente como esteticamente, dedicada ao santo padroeiro da Irlanda, São Patrício. O interior é deslumbrante e a sua torre de 43 metros de altura faz de Saint Patrick’s a igreja mais alta da Irlanda. Para fintar as filas, recomendamos que compre o bilhete de ingresso antecipadamente.
  • Ir às compras à George’s Street Arcade, um dos mercados de cidade mais antigos da Europa.
  • Cumprimentar Molly Malone (na verdade, a sua estátua), uma personagem-símbolo da capital irlandesa, conhecida pela canção do mesmo nome.
  • Atravessar a icónica Ha Penny Bridge, a primeira ponte pedonal sobre o rio Liffey onde se cobrava “half penny” para atravessar.
  • Feche o primeiro dia do seu roteiro a visitar a Irlanda a beber uma pint no bairro de Temple Bar, onde brilha o homónimo The Temple Bar, o pub irlandês mais fotografado do mundo.

Dia 2 em Dublin

Trinity College

Como a noite anterior pode ter sido mais prolongada (e regada), a nossa proposta para o segundo dia a visitar Dublin é mais tranquila, passa por alguns dos espaços verdes mais populares e mostra o rosto da Dublin georgiana.

Abaixo encontra os locais e experiências que consideramos imperdíveis no segundo dia do seu roteiro a visitar a Irlanda (uma vez mais, apresentados pela ordem de visita recomendada):

  • Comece o segundo dia do seu roteiro a visitar a Irlanda percorrendo a a O’Connell Street, uma as artérias mais históricas de Dublin. É aqui que fica o GPO, o Posto de Correios, palco da sangrenta “Revolta da Páscoa” de 1916 em que os irlandeses se opuseram ao domínio inglês. Ao lado ergue-se uma coluna de 121 metros designada The Spire.
  • Visitar a Trinity College’s Old Library and Long Room, uma das bibliotecas mais bonitas do mundo que tem como joia da coroa o Book of Kells, o Novo Testamento feito por monges celtas por volta do ano 800.
  • Passear pelo jardim Merrion Square, onde se encontra a estátua do insigne filho da capital irlandesa e vulto literário, Oscar Wilde. Ao redor do Merrion Square encontra as famosas casas georgianas, de finais do século XVIII, com as suas portas coloridas, um postal típico de Dublin.
  • Se for adepto de museus (ou quiser fugir da chuva), Merrion Square pode bem ser o seu ponto de interesse mais precioso neste segundo dia do seu roteiro a visitar a Irlanda. Só aqui estão dois dos polos do National Museum of Ireland, o de Arqueologia e o de História Natural (um favorito dos miúdos) e, para aficionadas das artes, a National Gallery of Ireland. A entrada é gratuita em todos eles.
  • Fazer uma caminhada pelo Stephen’s Green, o parque favorito dos dublinenses, com o seu lago ornamental, cascata (sim, leu bem), as indispensáveis esculturas e um parque infantil.
  • Para fechar em grande o segundo dia do seu roteiro a visitar a Irlanda nada como ir visitar a Guinness Storehouse, a principal atração turística de Dublin, que serve diariamente milhares de litros da sua famosa cerveja preta com dois dedos de espuma. Veja este tour com entrada prioritária, para não desperdiçar tempo nas filas.
  • Se o whiskey (à boa maneira irlandesa e não whisky) for mais o seu “veneno”, pode optar por fechar o segundo dia do seu roteiro a visitar a Irlanda na fábrica-museu da Old Jameson Destillery. Nesta visita guiada, aprende sobre a arte do fabrico, mas também se qualifica como provador oficial.
Dica VagaMundos: Se quiser juntar o útil ao agradável e não dispensa esta imersão cultural, opte pela tour que inclui a visita à Old Jameson Distillery e à Guiness Storehouse. Visita guiada de 4 horas, com entrada prioritária e prova das duas bebidas emblemáticas.

Onde ficar a dormir em Dublin

Drury Court Hotel

No coração cultural de Dublin, o premiado Drury Court Hotel tem uma localização premium e funcionários excecionais. Destaca-se o espaço, luz e limpeza dos quartos privados, insonorizados e climatizados. Decorados com bom gosto, o estilo clássico-moderno e os têxteis aveludados conferem-lhe conforto com um toque de requinte. O pequeno almoço tem opções para várias dietas, vegan e sem glúten inclusive. Apresenta uma ótima relação qualidade-preço.

Temple Bar Inn

O Temple Bar Inn passou por um revamp total espantoso, virou um lindo boutique hotel e continua a ser um favorito no coração do bairro Temple Bar. Para quem não perde “a night on the town”, é só sair da porta e está no centro da ação. Transpira criatividade, é colorido, tem um ambiente descontraído e o pequeno-almoço, muito completo, é fabuloso. Dispõe de quartos privados para até 4 hóspedes, confortáveis e limpos, com mini fridge e chaleira elétrica. Insonorizados, mas se ficar num quarto virado para as ruas dos bares, vai agradecer os tampões de ouvidos gratuitos que o hotel fornece.

Stauntons on the Green Hotel

Com vistas para o St. Stephen’s Green, o Stauntons on the Green Hotel ocupa uma bela casa georgiana onde os toques de luxo não foram deixados ao acaso. É perfeito para se alojar em grande estilo por um preço ajustado. O terraço é muito agradável e o pequeno-almoço, simplesmente soberbo.

Clique para ver mais opções de alojamento em Dublin

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 3

Dublin – Cobh – Castelo de Blarney – Cork

Cobh

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 diasO terceiro dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda marca o início da roadtrip pela Ilha Esmeralda. A primeira paragem do dia será em Cobh (a antiga Queenstown), uma pitoresca cidade costeira situada no sul da Irlanda, mais concretamente no Condado de Cork.

Baralho de Cartas da West View Park

Cobh é conhecida por ser o último porto onde o Titanic aportou antes de naufragar nas frias águas do Atlântico Norte, mas o seu verdadeiro cartão postal são as coloridas casas da West View Park, que se encontram elegantemente dispostas lado a lado como se fossem um baralho de cartas, com a magnífica Catedral de Cobh como pano de fundo.

Para além da foto da praxe do “Baralho de Cartas de Cobh” e da incontornável visita à Catedral de Saint Colmán, recomendamos que faça um passeio pelo sempre animado Porto de Cobh e que vá ver a exposição interativa Titanic Experience, que se encontra no histórico White Star Line Building, o local de onde partiram os últimos passageiros do Titanic.

Castelo de Blarney

Cobh visitada, continue o seu roteiro para visitar a Irlanda rumando até ao Castelo de Blarney, um dos castelos medievais mais bonitos da Irlanda, conhecido por albergar a famosa Blarney Stone (a Pedra da Eloquência), que supostamente concede, a todos aqueles que a beijam, o dom da palavra durante sete anos. Uma tarefa que está longe de ser fácil visto que a única forma de beijar a pedra é de cabeça para baixo.

Fila para o beijinho da praxe na Pedra da Eloquência

Beijinhos à parte, os locais a não perder numa visita ao Castelo de Blarney são a capela, o Great Hall (salão de banquetes), as masmorras e os seus magníficos jardins.

Cork

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 diasO terceiro dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda termina em Cork, a segunda maior cidade da República da Irlanda.

Há muito que ver e fazer em Cork, mas, visto que o tempo numa roadtrip é sempre limitado, recomendamos que foque a sua visita nos seguintes pontos de interesse de Cork:

  • Visitar a Catedral de Saint Fin Barre, uma das catedrais mais imponentes da Irlanda, cujas origens remontam ao longínquo VII.
  • Percorrer a Saint Patrick’s Street, a principal artéria comercial de Cork, pejada de lojas e irresistíveis pubs irlandeses.
  • Caminhar pela McCurtain Street, em torno da qual está localizado o Bairro Vitoriano de Cork, conhecido pela sua atmosfera boémia e cultural.
  • Passear pelo Bairro de Shandon, um dos mais históricos e coloridos de Cork, no qual irá encontrar a impressionante Catedral de Saint Mary e Saint Anne’s Church (Igreja de Santa Ana), conhecida pela sua icónica torre com oito sinos.
  • Ir às compras ao histórico Mercado Inglês, um dos mercados mais antigos das Ilhas Britânicas. É o local perfeito para degustar algumas das iguarias locais.
  • Visitar o Cork City Gaol, uma admirável fortaleza que servia de prisão, e as ruínas do Forte Elizabeth.
  • Passear pelas margens do rio Lee e pelo Parque Fitzgerald, o maior espaço verde de Cork.
Dica VagaMundos: se tiver a oportunidade de acrescentar mais um dia ao seu roteiro para visitar a Irlanda, não hesite em partir à descoberta da Península de Dingle, um dos destinos mais surpreendentes do sul da Irlanda. A melhor maneira de conhecer os seus encantos é percorrendo a estrada panorâmica Slea Head Drive, que tem como principais locais de interesse o arrebatador miradouro de Dunquin Pier, as cabanas de pedra Beehive Forts e o Dunmore Head, o ponto mais ocidental da península de onde se avistam as ilhas Blasket. Se seguir a nossa sugestão, pode optar por ficar a dormir na castiça cidade de Dingle (clique para escolher alojamento) (o principal povoado da península) ou na metropolitana  Limerick (clique para escolher alojamento), a terceira maior cidade da Républica da Irlanda. Em ambas encontra boas opções de alojamento e serviços de restauração, sendo que, se optar por Limerick, pode aproveitar para visitar o colossal King John’s Castle.
Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Dunmore Head

Onde ficar a dormir em Cork

Imperial Hotel Cork City

O bicentenário e luxuoso boutique hotel The Imperial é um marco intemporal de Cork, no coração da cidade, ao lado da principal zona comercial, dos restaurantes e da vida noturna. Dos quartos clássicos à penthouse, máximo conforto, espaço, luz natural, limpeza, bom gosto e comodidades modernas são trunfos incontestáveis. A modernidade e elegância estendem-se ao Spa de luxo, aos dois restaurantes e ao bar, de ambiente vibrante e descontraído.

Cork International Hotel

O estacionamento gratuito e a proximidade ao aeroporto fazem do Cork International Hotel um favorito dos hóspedes. Quer esteja em viagem de negócios, quer se hospede com a família antes da sua aventura de roadtrip pela Irlanda, tem aqui a garantia de uma ótima noite de sono. Além de quartos espaçosos, elegantes e modernos, climatizados e impecavelmente limpos, dispõe de restaurante, bar e centro de fitness.

Clique para ver mais opções de alojamento em Cork

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 4

Cork – Falésias de Monher (Cliffs of Moher) – Poulnabrone Dolmen – Corcomroe Abbey – Castelo de Dunguaire – Galway

Falésias de Moher (Cliffs of Moher)

O quarto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda arranca nas maravilhosas Falésias de Moher, a atração natural mais visitada de toda a Ilha Esmeralda. Cenário de filmes como Harry Potter e o Príncipe Misterioso, as paisagens são de tirar o fôlego.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 diasAs falésias situam-se na região de Burren e estendem-se oito quilómetros ao longo do Oceano Atlântico atingindo a sua altura máxima de 214 metros ao norte da icónica Torre de O’Brien de onde, em dias limpos, é possível observar a silhueta das Ilhas Aran. Se visitar a Irlanda durante os meses de maio e junho, terá como bónus a oportunidade de observar, ao vivo e a cores, os adoráveis papagaios-do-mar, que durante esse período nidificam nas escarpadas arribas.

Para poder apreciar toda a beleza das Falésias de Moher foi criado um percurso pedestre ao longo das vertiginosas falésias. Não ceda à tentação de se aproximar muito do abismo para tirar a fotografia perfeita, pois existe sério risco de queda devido ao terreno escorregadio e às fortes rajadas de vento que por norma assolam as Falésias de Moher.

O percurso arranca junto ao Centro de Visitantes, onde terá de parquear a sua viatura (estacionamento pago), e logo que chega junto às falésias divide-se em dois. Sugerimos que comece a sua visita pela parte norte das falésias, onde se situa a Torre de O’Brien. Posteriormente, se o tempo estiver de feição, explore a zona sul das falésias, onde se encontra o miradouro que permite observar os papagaios do mar. Se fizer todo o percurso terá de caminhar um total de 5 km, mas caso opte por ir apenas até à Torre de O’Brien só terá de percorrer sensivelmente 1 km.

Galway

Falésias de Moher visitadas, volte a pegar no carro e rume até à cidade de Galway, que será a última paragem do quarto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda. Se vir que tem tempo, sugerimos que, pelo caminho, visite o milenar Dolmen de Poulnabrone, as ruínas da Abadia de Kilmacduagh e o Castelo de Dungaire, as outras joias da região de Burren.

Uma vez em Galway, espera-o uma das cidades mais encantadoras da Irlanda, pejada de animados pubs, muita música de rua, ruas e ruelas medievais e um ambiente jovial contagiante.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
The Long Walk

Os locais que consideramos de visita obrigatória e as experiências a não perder em Galway são as seguintes:

  • Eyre Square, a praça principal de Galway, ponto de encontro de eleição de locais e turistas. Para além da sua aprazível zona verde e dos animados cafés e pubs, chamamos a atenção para a Browne’s Doorway (outrora a porta de entrada de uma casa senhorial), a estátua de Liam Mellows (líder local da luta pela independência da Irlanda) e a Fonte do Quinto Centenário (que simula as velas de um barco piscatório irlandês).
  • Passear pela Shop Street, a rua pedonal mais animada do centro histórico de Galway, onde irá encontrar inúmeros artistas e músicos de rua e ver alguns dos edifícios mais emblemáticos da cidade, como seja o Castelo de Lynch (que presentemente alberga a sede de um banco irlandês), e ainda as famosas estátuas dos escritores Oscar Wilde e Eduard Vilde sentados num banco em amena cavaqueira.
  • Deambular pelas ruelas empedradas do pitoresco Bairro Latino, pejado de coloridas casas de traça medieval presentemente ocupadas por pubs, restaurantes e lojas. É o local perfeito para tomar uma pint e experimentar alguns dos pratos típicos irlandeses como o seafood chowder ou o Irish stew.
  • Cruzar o Spanish Arch, um dos poucos vestígios da antiga muralha medieval, situado junto ao porto de Gallway, onde costumavam aportar os navios vindos de Espanha.
  • Passear pelo The Long Walk das docas de Galway, onde irá encontrar uma fileira de coloridas casas de pescadores, que se tornaram num dos maiores cartões postais da cidade.
  • Visitar a impressionante Catedral de Gallway e a Igreja de São Nicolau, o templo religioso mais antigo de Galway.
Catedral de Gallway

Onde ficar a dormir em Galway

Menlo Park Hotel

O premiado Menlo Park Hotel é um hotel de 4 estrelas, de gerência familiar, localizado a pouco mais de um quilómetro da Eyre Square, com estacionamento privado gratuito, oferecendo a base perfeita para quem quer explorar Galway e os seus arredores. Apresenta quartos espaçosos e elegantemente mobilados, com casa de banho privada, camas e roupa de cama de elevada qualidade, e acesso Wi-Fi gratuito muito rápido. Destaque ainda para a equipa fantástica e o pequeno almoço fabuloso.

St. Judes Lodge B&B

Orgulha-se de oferecer alojamento de luxo e atenção pessoal num ambiente pacífico, tranquilo e seguro, e com razão. St. Judes Lodge B&B integra uma casa de família de 1902, elegantemente restaurada, que proporciona um acolhimento caloroso e descanso absoluto – e um pequeno almoço simplesmente fabuloso. Soma vantagens como ter excelentes acessos a transportes públicos, estacionamento privado, e ficar a pouco mais de 1 k dos restaurantes e pubs de Salthill e do Bairro Latino.

Clique para ver mais opções de alojamento em Galway

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 5

Galway – Abadia de Kylemore – Killary Fjord e Aasleagh Falls – Westport – Derry (Londonderry)

Hoje é dia de trocar os euros pelas libras e os quilómetros pelas milhas, ou seja, de rumar até à Irlanda do Norte, mais concretamente até Derry, onde irá pernoitar no quinto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda. Pelo caminho, ainda na República da Irlanda, irá percorrer alguns troços da estrada panorâmica Wild Atlantic Way, que conduzem a alguns dos cantinhos mais encantadores da Ilha Esmeralda. Convém madrugar, pois a viagem vai ser longa.

Abadia de Kylemore

A primeira paragem do quinto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda será na Abadia de Kylemore, idilicamente situada nas margens de um lindo lago em pleno Parque Nacional de Connemara.

Igreja Neogótica da Abadia de Kylemore

A abadia foi originalmente um sumptuoso palácio, mandado contruir por Mitchell Henry, um rico mercador britânico como prenda para a sua esposa Margaret Henry, que tragicamente faleceu alguns anos depois. De coração partido, Mitchell mandou construir uma igreja neogótica e um panteão como homenagem a Margaret, passando a ser conhecido pelo nome de Taj Mahal Irlandês. Posteriormente o palácio foi ocupado por freiras beneditinas, sendo a Abadia de Kylemore que pode hoje visitar.

Killary Fjord e Aasleagh Falls (Cascata Aasleagh)

Abadia visitada, continue o seu roteiro para visitar a Irlanda rumando até às margens do Killary Fjord, o único fiorde da Irlanda com sensivelmente 16 km de comprimento. Um dos melhores locais para o observar é na pequena localidade de Leenaun, onde pode aproveitar para tomar uma bebida quente e comer um mid morning snack.

A somente quatro quilómetros de Leenaun irá encontrar as Aasleagh Falls, uma vistosa cascata alimentada pelas águas do rio Erriff, um dos cursos de água que desaguam no Killary Fjord. Para lá chegar, basta fazer uma curta caminhada desde o estacionamento situado ao lado da estrada R335.

Derry (Londonderry)

Como já referimos, o destino final do quinto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda será em Derry (Londonderry para os ingleses), uma cidade marcada pelo conflito entre os apoiantes de uma Irlanda do Norte Inglesa e os apoiantes de uma Irlanda do Norte Irlandesa.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 diasFoi em Derry, a segunda maior cidade da Irlanda do Norte que, em 1972, ocorreu o célebre Domingo Sangrento, quando 26 ativistas desarmados foram baleados no bairro Bogside pelos soldados do exército britânico, causando a morte de 14 deles. Um dia negro da história recente da Irlanda, imortalizado pelos U2, na música “Sunday Bloody Sunday”.

Mural do Bloody Sunday

Posto isto, um dos locais a não perder em Derry é precisamente Bogside, o bairro onde viviam os defensores de uma Irlanda unificada sem intervenção britânica, e onde se encontram os famosos murais de arte urbana de Derry, que representam a história desta cidade dividida. A grande maioria deles está na Rossville Street, incluindo o icónico “You are now entering Free Derry”. Praticamente ao lado encontrará ainda o Museu Free Derry, que lhe permitirá entender melhor a história e extensão deste conflito.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Guildhall

Para além da incontornável visita a Bogside, os outros locais de interesse e experiências a não perder em Derry, são os seguintes:

  • Percorrer a pé as Muralhas de Derry, que tem aproximadamente 1,5 km de extensão. Derry é inclusivamente a única cidade completamente muralhada da Irlanda.
  • Ver as quatro portas originais da cidade muralhada, nomeadamente o Bishop’s Gate, Ferryquay Gate, Butcher Gate e Shipquay Gate.
  • Catedral de São Colombo, o principal templo religioso de Derry.
  • Guildhall, um imponente edifício neogótico que presentemente alberga a Câmara Municipal de Derry.
  • Atravessar a fotogénica Peace Bridge (Ponte da Paz).

Onde ficar a dormir em Derry

Holiday Inn Express – Derry – Londonderry

O hotel de 3 estrelas Holiday Inn Express é uma opção de alojamento com ótima relação qualidade-preço. É um dos mais recentes hotéis de Derry, localizado a poucos minutos a pé de tudo o que esta vibrante cidade tem para oferecer. Este moderno hotel disponibiliza quartos privados climatizados, equipados com Smart TVs e acesso Wi-Fi de alta velocidade. As comodidades incluem um lounge, um restaurante e um bar.

Everglades Hotel

Se procura estilo e localização central, o Everglades Hotel Derry é a sua primeira escolha. Nas margens do Rio Foyle, o moderno hotel de 4 estrelas, tem estacionamento público gratuito no local, um bar e um restaurante premiado. Sem falar das vistas! Os 64 quartos privados deluxe esgotam num ápice. A razão é simples: tem preços imbatíveis dentro da categoria. Afirmamos sem hesitar que apresenta a melhor relação qualidade-preço de Derry.

Clique para ver mais opções de alojamento em Derry

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 6

Derry – Castelo de Dunluce – (Bushmills) – Giant’s Causeway – Carrick-A-Rede – The Dark Hedges – Belfast

Hoje irá percorrer a mítica Causeway Coastal Route, a estrada panorâmica mais famosa da Irlanda, que se desenvolve ao longo da Costa de Antrim, entre Derry e Belfast. Se for fã da série Guerra dos Tronos, vai delirar! Ao longo do dia vai ter a oportunidade de ver, ao vivo e a cores, vários locais onde foi rodada a famosa série da HBO. Independentemente disso, temos a certeza que vai ser um dos dias mais mágicos da sua roadtrip pela Irlanda.

Castelo de Dunluce

A primeira paragem do sexto dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda será no Castelo de Dunluce, a fortaleza mais icónica da Causeway Coastal Route, idilicamente empoleirada no topo de uma escarpada falésia de basalto.

Apesar de se encontrar em ruínas é de visita obrigatória, sobretudo para os aficionados da Guerra dos Tronos, pois o Castelo de Dunluce aparece na série como sendo a House of Greyjoy, a emblemática fortaleza das Ilhas de Ferro. Claro que foi completamente reconstruído digitalmente para o ecrã, contudo, as dramáticas vistas costeiras são bem reais.

Giant’s Causeway

Castelo visitado, continue o seu roteiro para visitar a Irlanda rumando até ao Giant’s Causeway (Calçada do Gigante), o destino de natureza mais famoso da Irlanda do Norte, listado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1986.

A Calçada do Gigante resulta da disjunção prismática de uma grande massa de lava basáltica proveniente de uma erupção vulcânica ocorrida há mais de 50 milhões de anos. O fenómeno criou mais de 40 000 colunas prismáticas de basalto primorosamente encaixadas, criando um deslumbrante cenário que se assemelha a uma colossal calçada à beira-mar plantada.

É um fenómeno natural semelhante ao que criou a Rocha dos Bordões na ilha das Flores, no Arquipélago dos Açores. Contudo, a escala da Calçada dos Gigantes é exponencialmente maior e mais fascinante.

Apesar de existir estrada asfaltada até junto da Calçada dos Gigantes, é obrigatório deixar a sua viatura no parque de estacionamento do Centro de Visitantes e percorrer a estrada a pé. Não se assuste que ida e volta são somente 2 km e, no caso de estar muito cansado ou ter mobilidade reduzida, pode sempre recorrer a um minibus que arranca junto ao Centro de Visitantes.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Old Bushmills Distillery
Dica VagaMundos: bem pertinho da Calçada dos Gigantes encontra-se a vila de Bushmills, onde é produzido o famoso whiskey homónimo. Se for apreciador desta bebida, aproveite para fazer uma visita à Old Bushmills Distillery (com prova), a destilaria legal mais antiga da Irlanda.

Carrick-A-Rede

Depois de se ter deslumbrado com a beleza da Calçada dos Gigantes, está na hora de viver o momento mais vertiginoso do seu roteiro para visitar a Irlanda, ou seja, de atravessar a alucinante ponte suspensa de Carrick-a-Rede.

Esta vertiginosa ponte de cordas com 30 metros de altura fica situada junto ao pequeno vilarejo piscatório de Ballintoy e une a ilha da Irlanda ao pequeno ilhéu Carrick-a-Rede. Apesar de ter apenas 20 metros de comprimento, tem o dom de conseguir acelerar o mais tranquilo dos corações. Para poder viver este momento de adrenalina, terá de caminhar cerca de 1 km (2 km ida e volta) desde o parque de estacionamento, onde se encontra a bilheteira.

Dica VagaMundos: se for fã da Guerra dos Tronos não deixe de dar um saltinho ao Porto de Ballintoy, outro dos locais ao longo da Causeway Coastal Route onde foi rodada a famosa série, mais especificamente Lordsport, o porto principal da ilha de Pyke.

The Dark Hedges

The Dark Hedges exigem um pequeno desvio da Causeway Coastal Route, mas para os fãs da Guerra dos Tronos é ponto de paragem obrigatório num roteiro para visitar a Irlanda.

É que a cinematográfica estrada Bregagh Road flanqueada por gigantescas faias, criando um fabuloso túnel natural, é a famosa Kingsroad da série. É um dos cenários mais mágicos da Irlanda do Norte, mas vá a contar com partilhar o momento com centenas de outros turistas.

Para percorrer a estrada não paga nada, mas tenha em atenção que não é permitido parquear na mesma. Logo, para poder apreciar o local e tirar a fotografia da praxe, terá de deixar a sua viatura no parque de estacionamento do Hotel The Hedges que fica mesmo no extremo da The Dark Hedges (estacionamento pago).

Castelo Carrickfergus

The Dark Hedges visitada, feche o sexto dia do seu roteiro para visitar a Irlanda, rumando até Belfast, a capital da Irlanda do Norte. Tendo tempo, sugerimos que pelo caminho faça uma breve paragem para visitar o majestoso Castelo Carrickfergus. Posto isto, o mais certo é já chegar bem tarde a Belfast, por isso, o melhor é reservar as visitas para o dia seguinte.

Onde ficar a dormir em Belfast

The Flint

Estúdios bem desenhados. Camas super confortáveis. A melhor localização: mesmo no coração do centro da cidade de Belfast. O The Flint valoriza oferecer um serviço de qualidade, sem extras escondidos. A “filosofia da casa” é ser o oposto dos “hotéis quadrados” e que os hóspedes merecem mais do que pequenos-almoços buffet a preços exorbitantes, WiFi lento e irregular, bares e restaurantes com “tapetes às flores”.

Ten Square Hotel

O casamento perfeito entre elegância descontraída e receção calorosa e genuína acontece no Ten Square Hotel. Este é o “hotel quadrado” que vai querer ficar alojado no coração de Belfast. É conhecido, local e nacionalmente, pela sua atmosfera única e localização imbatível, seja como hotel, centro de conferências, venue para celebrações ou apenas um local para rendezvous. E porque às vezes apetece um bar com “tapetes às flores” para apreciar as coisas boas da vida, o Loft Bar no sétimo piso serve cocktails decadentes e vistas requintadas.

Hampton By Hilton Belfast City Centre

Quadrado por fora, luxo arrojado por dentro. O arrojo das cores, das formas e dos materiais do Hampton By Hilton Belfast City Centre leva-nos a questionar se haverá sequer “hotéis quadrados” em Belfast. Na gama dos hotéis de 3 estrelas mas com comodidades e serviços da categoria superior: bar, restaurante, instalações de negócios, snack hub, estacionamento fechado (pago) e um centro de fitness. Fica a 10 minutos a pé da Belfast City Hall.

Clique para ver mais opções de alojamento em Belfast

Roteiro para visitar a Irlanda: Dia 7

Belfast – Castelo de Malahide – Dublin

Belfast

Museu Titanic

A maior parte do último dia do nosso roteiro para visitar a Irlanda será passado a explorar a vibrante e cosmopolita Belfast, a cidade onde foi construído o navio Titanic.

Roteiro Irlanda: o que visitar em 3, 5 e 7 dias
Albert Memorial Clock

À semelhança de Derry, também Belfast tem ainda bem presentes as cicatrizes do conflito entre os protestantes unionistas e os católicos republicanos. Mas os tempos mais conturbados já ficaram para trás e hoje Belfast, apesar de não esquecer o seu passado, apresenta-se com uma nova cara. Foi inclusivamente uma das maiores surpresas da nossa roadtrip pela Irlanda.

Posto isto, os locais que consideramos de visita obrigatória e as experiências a não perder em Belfast são as seguintes:

  • Visitar o moderníssimo Museu Titanic, a atração turística mais popular de Belfast, no qual se encontra a exposição detalhada sobre o navio mais famoso do mundo. Para fintar as filas, recomendamos que compre o seu bilhete para visitar o Museu Titanic com antecedência (tem cancelamento gratuito até 24 horas de antecedência).
  • Visitar o Muro da Paz, que separa o bairro católico e republicano de Falls Road do bairro protestante e unionista de Shankill Road, e percorrer a Rota dos Murais, que se desenvolve em ambos os bairros e onde estão retratados os piores anos do conflito armado da Irlanda do Norte. Os murais podem ser visitados de forma independente (clique para descarregar um mapa com a localização dos mais importantes), ou fazendo um tour num clássico táxi preto.
  • Fazer uma visita guiada ao interior do Belfast City Hall (é gratuita).
  • Contemplar o Albert Memorial Clock (o Big Ben de Belfast) e o edifício neoclássico da Custom House (Alfândega).
  • Passear pela marginal do rio Lagan, a Donegall Quay, onde irá encontrar a icónica escultura “The Big Fish”.
  • Visitar a Catedral de Belfast, dedicada a Santa Ana
  • Passear pelo animado Bairro da Catedral, onde irá encontrar a maior concentração de pubs por metro quadrado da capital da Irlanda do Norte.
  • Visitar a Queen’s University (construída em estilo vitoriano) e passear pelo vizinho Jardim Botânico, o principal espaço verde de Belfast.
  • Visitar o Museu Ulster (entrada grátis)
  • Beber uma pint no histórico pub The Crown Liquor Saloon.
  • Visitar a Crumlin Road Gaol, a histórica prisão de Belfast.
  • Ir às compras ao Mercado de Saint George, o único mercado vitoriano que ainda persiste em Belfast.
  • Visitar o Castelo de Belfast, que na verdade mais parece uma luxuosa mansão britânica do que uma fortaleza.
Belfast City Hall

Castelo de Malahide

Depois de visitar Belfast, está na hora de regressar a Dublin e colocar um ponto final na sua roadtrip pela Irlanda.

Mas antes de entregar o seu carro alugado, sugerimos que visite ainda o Castelo de Malahide, até porque fica situado a somente 10 km do Aeroporto de Dublin. É uma das fortalezas mais extraordinárias da Irlanda!

Dica VagaMundos: está sem vontade de ir para casa? Então acrescente mais um dia ao seu roteiro para visitar a Irlanda e parta à descoberta do Wicklow Mountains National Park, onde se encontram as montanhas mais altas de toda a Irlanda. Aproveite a viagem e visite também o Mosteiro Glendalough e a cidade medieval Kilkenny.

Mapa do roteiro para visitar a Irlanda em 7 dias (1 semana)


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar a Irlanda em 7 dias (1 semana).

Roteiro para visitar a Irlanda em 5 dias

Só tem 5 dias para visitar a Irlanda? Naturalmente que vai ter de abdicar de alguns dos pontos de interesse da Irlanda que referimos no nosso roteiro de 7 dias. Ainda assim, o itinerário que desenhamos, vai permitir-lhe conhecer os maiores cartões-postais da Ilha Esmeralda.

Claro que pode sempre optar por condensar o roteiro de 7 dias em 5 dias, mas vai andar sempre a correr de um lado para o outro, sobrando-lhe pouco tempo para visitar os locais de interesse.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 5 dias na Irlanda, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 7 dias para visitar a Irlanda.

Dia 1

Dublin

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Dublin

Dia 2

Dublin – Belfast

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Cork

Dia 3

Belfast – The Dark Hedges – Carrick-A-Rede – Giant’s Causeway – Castelo de Dunluce  – Derry

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Derry

Dia 4

Derry – Aasleagh Falls – Abadia de Kylemore – Galway

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Galway

Dia 5

Galway – Cliffs of Moher – Dublin

Mapa do roteiro para visitar a Irlanda em 5 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar a Irlanda em 5 dias.

Roteiro para visitar a Irlanda em 3 dias

Se só tem 3 dias para visitar a Irlanda terá forçosamente de fazer muitos cortes. Ainda assim terá tempo para visitar Dublin e os imperdíveis Cliffs of Moher, e dar um saltinho à Irlanda do Norte. O efeito colateral é que vai ficar com uma enorme vontade de regressar à Irlanda o mais rapidamente possível.

Neste caso julgamos que não se justifica alugar carro, pelo que a melhor aposta para visitar os locais fora de Dublin é mesmo recorrendo a excursões/tours organizados.

Abaixo encontra as nossas sugestões de roteiro de 3 dias para visitar a Irlanda, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 7 dias que partilhamos acima.

Dia 1

Dublin

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Dublin

Dia 2

Dia 3

Mapa do roteiro para visitar a Irlanda em 3 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa com a localização dos pontos de interesse incluídos nas excursões sugeridas para um roteiro para visitar a Irlanda em 3 dias.

Outros artigos das Ilhas Britânicas

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite,

    Vou visitar Dublin durante uns dias e tenho um dia para fazer uma viagem de ida e volta. Pensei em Cork, mas depois percebei que, na Irlanda, talvez Galway fosse mais interessante. Entretanto, apercebi-me de Belfast ali ao lado. O que aconselharia para este dia?

    Muito obrigada pelas suas partilhas, que leio sempre antes das minhas viagens 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.