Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar | Roadtrip

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar

O Reino Maravilhoso de Miguel Torga guarda hoje mais uma cintilante joia. Estamos a falar-lhe dos Lagos do Sabor, um dos segredos mais bem guardados de Trás-os-Montes e, ousamos afirmar, de Portugal. Nós já fomos explorar os muitos encantos desta região do Nordeste Transmontano e foi amor à primeira vista! Agora vamos partilhar consigo um roteiro detalhado para visitar os apaixonantes Lagos do Sabor, com os nossos lugares favoritos, muitas dicas práticas e sugestões de atividades e alojamentos. Prepare-se para abraçar a natureza e para momentos de puro deslumbramento!

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficarA construção da Barragem do Baixo Sabor domou o rio Sabor, o último rio selvagem de Portugal. Esta obra da engenharia humana criou três gigantescos lagos de águas cintilantes ligados entre si por escarpadas gargantas. Imagine um mar de ondulantes montes e agrestes serras, recortado por um imenso espelho de água, que se funde com o azul do céu e fica com uma ideia do que @ espera quando visitar os Lagos do Sabor.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficarPara que possa desfrutar deste deslumbrante quadro paisagístico que se perde no horizonte foram criados mais de duas mãos cheias de fantásticos miradouros. Mais alguns cénicos baloiços para que logre regressar à infância com a maravilhosa paisagem dos Lagos do Sabor como pano de fundo. Há ainda uma infinidade de trilhos que pode percorrer, curiosas formações rochosas, maravilhosas praias fluviais e imensa vida selvagem, com destaque para os grifos, as águia-de-Bonelli e as simpáticas lontras.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar E o melhor de tudo é que ao riquíssimo património natural dos 70 km de extensão dos Lagos do Sabor junta-se ainda o seu riquíssimo património histórico. Castros milenares, conventos e santuários centenários, vilas medievais e imponentes castelos, silenciosos guardiões da história de Portugal.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficarSome-lhe ainda o sorriso afável e a generosidade das suas gentes, que nos fazem sentir em casa, a deliciosa gastronomia transmontana, que deixa qualquer um a salivar, as seculares tradições e lendas assombrosas e aí sim, já tem nas mãos quase todos os ingredientes da poção mágica que nos fez apaixonar pelos Lagos do Sabor. Os restantes são segredo e ser-lhe-ão revelados aquando da sua visita!

Aproveite a sua visita aos Lagos do Sabor e parta à descoberta dos outros encantos do Nordeste Transmontano. Espreite os seguintes artigos para dicas e inspiração:

Conteúdo deste Artigo

Onde ficam os Lagos do Sabor e como visitar?

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar

Os Lagos do Sabor vão desde a Barragem do Baixo Sabor, que começou a operar em 2016, até à Foz do Azibo. O espelho de água tem sensivelmente 70 km de extensão, encontrando-se distribuído por três gigantescos lagos, designadamente o Lago de Cilhades, o Lago do Medal e o Lago dos Santuários. Aos três lagos poderá ainda somar a já referida Foz do Azibo, que ficou bem mais larga após a construção da barragem, e a deslumbrante Albufeira do Azibo.

A área total dos Lagos do Sabor tem mais de 200 km de extensão e abrange territórios de 4 municípios do distrito de Bragança, nomeadamente Alfândega da Fé, Macedo de Cavaleiros, Mogadouro e Torre de Moncorvo.

A melhor maneira de explorar a região dos Lagos do Sabor é fazendo uma roadtrip de carro ou de mota. Na verdade, visitar a grande maioria dos locais de interesse que vamos referir no nosso roteiro dos Lagos do Sabor, sem viatura própria é virtualmente impossível. Recorrendo a transportes públicos terá de se ficar pelas vilas e perde o melhor dos Lagos do Sabor, que são as estonteantes vistas dos seus miradouros e as aldeias e castelos remotos.

Dica VagaMundos: Se não tem carro próprio e precisa de alugar um carro para a sua visita aos Lagos do Sabor, recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida. Clique para ver todas as opções de aluguer de carro.

Circuito Automóvel Panorâmico dos Lagos do Sabor

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficarDe forma a facilitar a descoberta do imenso território dos Lagos do Sabor, a Associação de Municípios do Baixo Sabor criou três circuitos panorâmicos circulares para serem percorridos de carro ou de mota. Ao longo dos percursos irá encontrar vários infopontos com os principais pontos de interesse da região e dicas gastronómicas.

Se seguir o nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor, irá percorrer os troços mais bonitos do Circuito Panorâmico dos Lagos do Sabor bem como visitar mais de duas mãos cheias de locais de interesse que não estão incluídos no circuito dito oficial. De qualquer das formas, para sua referência, colocamos abaixo a extensão e os principais pontos de interesse de cado um dos circuitos.

Circuito Panorâmico da Foz do Sabor (40 km de extensão)

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Lago de Cilhades visto do Miradouro da Póvoa – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Principais pontos de interesse:

  • Torre de Moncorvo
  • Foz e Praia Fluvial do Rio Sabor
  • Miradouro de São Gregório
  • Miradouro do Vale do Sabor
  • Miradouro da Póvoa

Circuito Panorâmico dos Lagos do Sabor (120 km de extensão)

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Vista do Miradouro de Santo Antão da Barca – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Principais pontos de interesse:

  • Capela e Miradouro de São Gregório
  • Centro de Interpretação Ambiental e Reabilitação Animal de Felgar (CIARA)
  • Carviçais
  • Capela e Miradouro de Santo Antão da Barca
  • Alfândega da Fé
  • Miradouro da Cabreira

Circuito Panorâmico das Fragas do Sabor (111 km de extensão)

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Albufeira do Azibo – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Principais pontos de interesse:

  • Mogadouro
  • Fragas do Sabor
  • Miradouro da Descontinuidade de Conrad
  • Albufeira do Azibo
  • Foz do Azibo
  • Poço dos Paus
  • Convento de Balsemão
  • Macedo de Cavaleiros

Quando visitar os Lagos do Sabor?

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Nove meses de inverno e três de inferno. É assim que se fala do clima transmontano na gíria popular. É verdade que a região tem fama (e proveito) de invernos prolongados e verões curtos e quentes. Contudo, cada estação do ano revela uma face diferente dos Lagos do Sabor, e todas elas são igualmente apaixonantes.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Na primavera, esteva, rosmaninho, carqueja, rosa-albardeira e orquídeas selvagens pintam os montes de flores de mil cores, e para mais vai encontrar os Lagos do Sabor com um caudal estupendo. Se visitar em Março tem ainda o (enorme) bónus de poder ver as amendoeiras em flor. Ver os ondulantes montes transmontanos pintados de branco e rosa é das experiências de viagem mais enriquecedoras de Portugal.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Já no outono, carvalhos, castanheiros, zimbro e sobreiros aliados ao mosaico dos campos de amendoal, olival e vinha, pincelam montes e vales de apaixonantes tons outonais. Com temperaturas mais amenas, são as duas estações mais propícias para as caminhadas. E se há coisa que não falta nos Lagos do Sabor, são bons trilhos.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Para aproveitar as belas praias fluviais da Albufeira do Azibo e da Foz do Sabor nada supera o verão. E olhe que a água chega a ser bem mais quente que no Algarve! O reverso da medalha é que os dias tendem a ser mesmo muito quentes, e como os miradouros dos Lagos do Sabor têm uma enorme exposição solar, deve evitar visitá-los durante as horas de maior calor.

No inverno, sobretudo entre dezembro e fevereiro, os dias tendem a ser gélidos, logo, menos propícios às atividades de natureza. Mas são igualmente bons para explorar o vastíssimo património histórico-cultural, deliciar-se com a gastronomia da região e desfrutar das famosas Festas de Inverno. Já para não falar que é nesta estação que os famosos Caretos de Podence saem à rua.

Miradouros e Baloiços dos Lagos do Sabor

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Baloiço do Sobreiro – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Como já referimos atrás, a região dos Lagos do Sabor tem miradouros (e baloiços) estupendos! Abaixo listamos os nossos favoritos, sendo que pode encontrar a descrição de todos eles ao longo do nosso roteiro de 3 dias para visitar os Lagos do Sabor:

Melhores Miradouros dos Lagos do Sabor

  • Miradouro do Talegre
  • Miradouro de São Gregório
  • Miradouro do Vale do Sabor
  • Miradouro da Póvoa
  • Miradouro de São Lourenço
  • Miradouro da Cabreira
  • Miradouro de Santo Antão da Barca
  • Miradouro da Descontinuidade de Conrad
  • Miradouro da Foz do Azibo
  • Miradouro da Albufeira do Azibo

Melhores Baloiços dos Lagos do Sabor

  • Baloiço do Sobreiro
  • Baloiço de São Lourenço
  • Baloiços do Santuário de São Cristovão

Onde ficar a dormir nos Lagos do Sabor? Sugestões de alojamento

A primeira grande decisão a tomar quando se começa a planear uma viagem aos Lagos do Sabor é escolher as localidades onde ficar alojado.

Se for apenas fazer uma escapadinha, e tendo em conta a imensidão da região dos Lagos do Sabor, recomendamos que opte por dividir as noites de hospedagem por várias localidades ao invés de ficar sempre alojado no mesmo local. Sabemos bem que é chato estar a mudar de quarto todas as noites, mas é ainda mais chato perder horas sem conta na estrada, para trás e para a frente, e depois faltar tempo (e energia) para conhecer os principais pontos de interesse dos Lagos do Sabor.

Posto isto as localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor são:

Torre de Moncorvo | Alfândega da Fé | Mogadouro | Macedo de Cavaleiros

(Clique nos nomes das respetivas localidades para ver as melhores opções de alojamento e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.)

Caso vá com mais tempo para visitar os Lagos do Sabor, considere montar base numa só localidade e fazer os seus passeios a partir daí. Exige menos logística e torna a experiência mais relaxante (andar a fazer e desfazer malas todos os dias é sempre chato, sobretudo se viajar com crianças).

Se esta for a sua opção, as melhores localidades para montar base são o “triângulo” Alfândega da Fé, Torre de Moncorvo e Mogadouro (sul do concelho), visto que são as localidades mais equidistantes da maioria dos locais de interesse dos Lagos do Sabor.

Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos nesta região dos Lagos do Sabor – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Bela Vista Silo Housing (Eucisia, Alfândega da Fé)

Envolvido de tranquilidade e natureza, o Bela Vista Silo Housing é um espaço, ousamos dizer, terapêutico. Isolado do mundo o suficiente para desligarmos a ficha. Atrai pela experiência de dormir num silo de cereais convertido em moderna acomodação. Além disso, há um pequeno-almoço servido no quarto que só apetece repetir e uma piscina biológica inserida num espaço envolvente delicioso.

Casa das Quintas (Quinta das Quebradas, Mogadouro)

Sinceramente, somos incapazes de dizer o que mais gostamos nas casas de pedra da Casa das Quintas . Ambiente rural, pacífico, belo e familiar envolve-nos como um agasalho onde apetece estar dentro (no quarto com a lareira acesa) e fora (na piscina e no terraço ou na varanda privada). Rústico e moderno não podiam ter uma união mais feliz. Os quartos são sinónimo de conforto, o espaço exterior transmite bem-estar, o pequeno-almoço é principesco. Que bem que se está no campo!

Quinta da Terrincha (Torre de Moncorvo)

Entre o Rio Douro e uma serra de penedos crescem vastos vinhedos que enquadram a casa-mãe, a piscina exterior e as villas da Quinta da Terrincha numa paisagem sublime. O espaço é todo ele inspirador e conciliador. E conciliar esta riqueza paisagística com santo repouso em villas, onde impera o espaço e domina a unicidade, foi um passo lógico. Às villas totalmente equipadas não lhes falta nada para uma estada, curta ou longa, a dois ou em família. Nem uma lareira para aquele aconchego do lar em puro luxo.

Olhares do Douro (Foz do Sabor, Torre de Moncorvo)

Não custa nada imaginar o ponto forte dos Olhares do Douro: situado na Foz do Sabor goza de vistas sublimes para o cenário onde Douro e Sabor se encontram. Num ambiente muito tranquilo, a casa de campo é ideal para quem quer passar uns dias de sossego absoluto. Há opção de reservar os quartos privados com casa-de-banho privativa ou a casa toda para oito pessoas. O pequeno-almoço é excecional, servido com mimo e simpatia desarmante e produtos típicos da zona.

Clique para ver mais opções de alojamento nos Lagos do Sabor

O Melhor dos Lagos do Sabor num roteiro de 3 dias: o que ver e fazer numa roadtrip pelos Lagos de Trás-os-Montes

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar O nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor arranca em Torre de Moncorvo e termina em Macedo de Cavaleiros. Mas pode fazer o mesmo na ordem inversa sem qualquer problema, ou até mesmo começar em qualquer um dos pontos de interesse sugeridos e, a partir daí, desenhar o seu próprio roteiro.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar É importante referir que o número de dias que sugerimos para o roteiro dos Lagos do Sabor pressupõe que a viagem seja feita de carro e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região dos Lagos do Sabor. Logo, terá sempre de acrescentar mais dois dias para a ida e volta desde o seu ponto de partida até aos Lagos do Sabor.

Na verdade, visitar grande parte dos locais de interesse referidos neste artigo sem carro ou sem recorrer a um tour é uma tarefa (praticamente) impossível de realizar. Sobretudo os lugares que se encontram fora das principais localidades. Se estiver sem viatura própria, o melhor mesmo é alugar um carro.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Se é nosso leitor assíduo, já sabe que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Caso já conheça algumas das aldeias e vilas ou abdique de visitar alguns dos miradouros que recomendamos, pode fazer este roteiro em apenas dois dias. Para o ajudar na tarefa, no final do artigo sugerimos um itinerário de 2 dias para visitar os Lagos do Sabor.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar No sentido oposto, caso pretenda fazer mais alguns trilhos, conhecer mais miradouros com paisagens estonteantes ou simplesmente relaxar numa das maravilhosas praias fluviais dos Lagos do Sabor, recomendamos vivamente que acrescente mais uns dias à sua visita aos Lagos do Sabor. Ao longo do roteiro de 3 dias vamos dar-lhe várias sugestões nesse sentido e vai ver que é super fácil transformar esta escapadinha aos Lagos do Sabor numa semana (ou duas) de férias.

Atenção: como a Barragem do Baixo Sabor ainda é uma construção relativamente recente, o Google Maps não está a 100% atualizado. Ou seja, por vezes, poderá indicar-lhe um trajeto utilizando estradas que já estão submersas/encerradas. Para evitar andar para trás e para a frente, recomendamos que estude bem o percurso de antemão utilizando o Google Earth (na visão satélite consegue ver se a estrada está ou não submersa) e que dê prioridade às placas de direções que encontra na estrada. Pela nossa experiência, a zona mais complicada (no que a erros do Google Maps diz respeito) é a que rodeia o Lago de Cilhades.

Roteiro visitar Lagos do Sabor: 1º dia

Torre de Moncorvo – Capela, Baloiço e Miradouro de São Lourenço – (Centro de Interpretação Ambiental e Reabilitação Animal de Felgar – CIARA) – Foz do Rio Sabor e Praia Fluvial – Miradouro do Talegre e Baloiço do Sobreiro – Miradouro de São Gregório – Miradouro do Vale do Sabor – Miradouro da Póvoa – Miradouro da Cabreira – Alfândega da Fé
Praça Francisco Meireles – Torre de Moncorvo

O nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor arranca na vila medieval de Torre de Moncorvo, idilicamente encaixada entre a Serra do Reboredo e o Vale da Vilariça. Para desvendar os seus segredos, nada como percorrer a pé o cativante centro histórico e núcleo medieval, pejado de sumptuosos solares. Não deixe de visitar uma das lojas de venda de produtos regionais e de confeção da famosa Amêndoa Coberta de Moncorvo, recentemente galardoada como uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal.

Igreja Matriz de Torre de Moncorvo

Os locais que consideramos de visita obrigatória e as experiências que não pode perder em Torre de Moncorvo são as seguintes:

  • Igreja Matriz de Torre de Moncorvo (o ex-libris da vila é o maior templo religioso de Trás-os-Montes)
  • Edifício da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo
  • Ruínas do Castelo de Torre de Moncorvo
  • Castelo (Porta da Traição)
  • Porta da vila e Capela de Nossa Senhora dos Remédios (assente sobre a única porta existente da cerca medieval de Torre de Moncorvo)
  • Igreja da Misericórdia
  • Casa da Roda dos Expostos
  • Capela de Nossa Senhora dos Prazeres
  • Capela do Espírito Santo e Antigo Hospital
  • Museu do Ferro (onde pode conhecer o enorme património arqueológico e industrial do concelho de Torre de Moncorvo, com destaque para a exploração do ferro)
  • Praça Francisco Meireles (com o seu grandioso Chafariz Filipino)
  • Largo General Claudino (onde encontra várias esplanadas)
  • Provar as deliciosas Amêndoas Cobertas de Moncorvo
Baloiço e Miradouro de São Lourenço – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Vila de Torre de Moncorvo visitada está na hora de se pôr ao volante e rumar até ao Santuário e Miradouro de São Lourenço, nas imediações da aldeia de Felgar, para o primeiro vislumbre dos Lagos do Sabor deste roteiro, mais especificamente sobre o soberbo Lago de Cilhades. E como recentemente foi instalado um cénico baloiço no miradouro de São Lourenço, até pode baloiçar enquanto disfruta do esmagador enquadramento paisagístico. Pura magia!

Miradouro da Fraga do Facho – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor
Dicas VagaMundos:

  • Sobretudo se viajar com crianças, não deixe de ir visitar o Centro de Interpretação Ambiental e Reabilitação Animal de Felgar (CIARA), onde pode experimentar um simulador de voo ímpar em Portugal: sobrevoar os Lagos do Sabor na pele de um Grifo ou de uma Águia-de-Bonelli. Marque a sua visita através do e-mail: ambaixosabor@gmail.com
  • Baloiçar com vista para os Lagos do Sabor abriu-lhe o apetite? Então vá almoçar à vizinha localidade de Carviçais, a capital da Posta Mirandesa no concelho de Torre de Moncorvo. Nós apostámos no restaurante O Artur e gostámos da experiência.
  • Quer ir desfrutar das melhores vistas sobre a vila de Torre de Moncorvo e arredores? Então suba à Serra do Reboredo e vá até ao Miradouro da Fraga do Facho, onde até vai encontrar uma instagramável estrutura de ferro para o ajudar a enquadrar a paisagem. Na Serra do Reboredo poderá ainda visitar o Miradouro da Fraga do Cão, marcado pela curiosa formação rochosa em forma de cão. Tenha em atenção que a estrada de acesso a ambos os miradouros é muito má sendo recomendável ir de 4×4 ou pelo menos com um carro robusto.
  • Alternativamente pode sempre acrescentar mais um dia ao seu roteiro para visitar os Lagos do Sabor e aceder ao Miradouro da Fraga do Facho percorrendo o trilho Rota do Lobo (PR1 de Torre de Moncorvo), um rasgadinho percurso pedestre circular de 13 km, que arranca da Capela de São João Batista e Nossa Senhora de Fátima.
Foz do Sabor – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

A próxima paragem do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor será na Foz do Sabor a última aldeia piscatória de Trás-os-Montes. O grande atrativo desta pequena aldeia é, sem surpresas, a fantástica Praia Fluvial da Foz do Sabor, que fica situada no lugar em que o rio Sabor abraça o Douro. À sua espera terá um enorme lençol de água, um extenso relvado com zona arborizada, cais de embarque e um simpático bar para tomar uma refrescante bebida com vista para o rio. Se for no verão, não se esqueça do fato de banho.

Miradouro do Talegre – Lagos do Sabor

Depois de um refrescante mergulho (se for verão, claro está), continue o seu roteiro pelos Lagos do Sabor subindo até à pequena aldeia de Castedo, para ir conhecer o Miradouro do Talegre e o Baloiço do Sobreiro.

Baloiço do Sobreiro – Roteiro para visitar os Lagos do Sabor

Ambos ficam situados nas imediações de Castedo num local completamente isolado, por entre fragas de mil formas e com vistas panorâmicas sobre o Vale da Vilariça e os rios Douro e Sabor verdadeiramente idílicas. Respire fundo, baloice em silêncio, escute os sons da natureza e deixe-se apaixonar por este cantinho mágico de Trás-os-Montes. Há lugares que fazem o coração bater mais forte e este é um deles.

Atenção: o acesso ao Miradouro do Talegre e ao Baloiço do Sobreiro é feito por um estreito caminho rural em terra batida que sai da aldeia de Castedo. Se for com calma, consegue fazê-la sem problemas de maior, mesmo com uma viatura ligeira.
Vale da Vilariça visto do Miradouro de São Gregório

Os próximos miradouros que se seguem no nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor são o Miradouro de São Gregório e o Miradouro do Vale do Sabor. Ficam praticamente ao lado um do outro. O primeiro encontra-se mesmo ao lado da estrada alcatroada que liga o Vale da Vilariça à aldeia de Estevais. O segundo, num local mais isolado, exige percorrer aproximadamente 500 metros por uma estrada de terra batida. Nada que um carro ligeiro não faça.

No Miradouro de São Gregório terá à sua espera a visão soberba duma panorâmica sobre o Vale da Vilariça e a fragada da Lousa. Já do Miradouro do Vale do Sabor, e como o próprio nome indica, poderá desfrutar de excelentes paisagens panorâmicas sobre o Vale do Sabor, com a Foz do Sabor no horizonte.

Miradouro da Póvoa

Para não perder o embalo das vistas de cortar a respiração, continue o seu roteiro pelos Lagos do Sabor rumando até ao Miradouro da Póvoa, de onde terá mais uma fabulosa vista sobre o Lago Cilhades, mas desta feita de uma perspetiva completamente distinta da que teve durante a manhã no miradouro de São Lourenço. Se olhar com atenção, até o consegue ver ao longe.

visitar Lagos do Sabor Roteiro
Estrada cénica que conduz ao Miradouro da Póvoa – Lagos do Sabor

Do Miradouro da Póvoa é um saltinho até ao Miradouro da Cabreira, um miradouro que descobrimos quase por acaso quando seguíamos em direção a Alfândega da Fé. Não só as vistas do miradouro são brutais como a estrada que até ele conduz é das mais cénicas que percorremos na nossa visita aos Lagos do Sabor. Não o vai desapontar!

O primeiro dia do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor termina em Alfândega da Fé, uma airosa vila transmontana assente numa colina a 575 metros de altitude. O mais certo é já chegar bem tarde, por isso, o melhor é reservar as visitas para o dia seguinte. Se quiser assistir a um extraordinário pôr-do-sol dê um saltinho até ao Hotel & Spa Alfandega Da Fé. Vale bem a pena a viagem! Clique para ver as melhores opções de alojamento em Alfândega da Fé.

Mapa do 1º dia do Roteiro para visitar os Lagos do Sabor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 1º dia do roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Roteiro visitar Lagos do Sabor: 2º dia

Alfândega da Fé – Miradouro de Santo Antão da Barca – Santuário de São Cristóvão – Mogadouro – Castelo de Penas Roias – Fragas do Sabor – Miradouro da Descontinuidade de Conrad – Foz do Azibo – Macedo de Cavaleiros
Torre do Relógio de Alfândega da Fé

Comece o segundo dia do seu roteiro pelos Lagos do Sabor com uma visita ao centro histórico de Alfândega da Fé. Deambule sem pressas pelas suas sinuosas ruas admirando as casas típicas que sobreviveram ao teste do tempo. Aprecie as 34 obras de arte contemporânea inseridas no espaço urbano da vila e delicie-se com a soberba vista do Miradouro do Castelo (não espere é ver um castelo, pois dele, só a memória subsiste). No que a monumentos diz respeito, destacamos os seguintes:

  • A peculiar Torre do Relógio quadrangular (o ex-libris do concelho)
  • Igreja Matriz de São Pedro
  • Igreja da Misericórdia
  • Capela de São Sebastião
  • Casa da Cultura Mestre José Rodrigues

Alfândega da Fé visitada, está na hora de regressar à estrada, desta feita para rumar até ao novo santuário de Santo Antão da Barca, um dos principais lugares de peregrinação da região, e o próximo ponto de paragem do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Santuário e Miradouro de Santo Antão da Barca

A construção da barragem do Baixo Sabor submergiu o antigo santuário mas a capela foi transladada sem danos para a sua nova localização que, diga-se de passagem, é ainda melhor que a original. Hoje Santo Antão da Barca não só é um importante destino religioso mas também um dos melhores miradouros sobre os Lagos do Sabor, de onde poderá desfrutar de fantásticas vistas sobre o Lago do Medal e o Lago dos Santuários. Imperdível!

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar

Dica VagaMundos: a ponte mais cénica sobre os Lagos do Sabor fica na IC5, mesmo ao lado do Santuário e Miradouro de Santo Antão da Barca, no sentido Mogadouro. Se quiser tirar uma foto desta ponte em formato de U (ou V, dependente da perspetiva), saia da IC5 logo após atravessar a ponte e siga em direção à Quinta de São Pedro. Depois é só encontrar o spot perfeito para tirar a chapa!

Já está cansado de miradouros com paisagens de cortar a respiração? E de baloiços instalados em locais de uma beleza natural idílica? Se a resposta for “não” a ambas as questões (e estamos cá desconfiados que será), continue o seu roteiro pelos Lagos do Sabor rumando até ao Santuário de São Cristóvão, no alto da Serra da Figueira, já no concelho de Mogadouro.

Bem lá no topo, para além da Capela de São Cristóvão, terá à sua espera não um, mas dois baloiços super instagramáveis, que o vão brindar com soberbas vistas sobre o planalto transmontano e a linda vila de Mogadouro. As vistas são simplesmente irresistíveis!

Atenção: a não ser que esteja de 4×4 não é de todo recomendável que tente ir de carro mesmo até ao Santuário de São Cristóvão. O melhor é estacionar quando vir um pequeno parque de merendas e seguir a pé, monte acima. A subida é rasgadinha mas são apenas algumas centenas de metros. E, como já sabe, a recompensa é grande!
Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Castelo e Igreja Matriz de Mogadouro

E é precisamente Mogadouro o próximo ponto de paragem do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor. Entre os muitos pontos de interesse da vila destacamos o altaneiro Castelo de Mogadouro, a imponente Igreja Matriz, a Igreja da Misericórdia, o Pelourinho de Mogadouro e o admirável Convento de São Francisco, onde presentemente está instalada a Câmara Municipal de Mogadouro. Ah, e não se esqueça de provar uma Rosquilha de Mogadouro!

Convento de São Francisco – Mogadouro
Dica VagaMundos: para além dos Lagos do Sabor, no concelho de Mogadouro encontra também o Parque Natural do Douro Internacional. Se ainda não o conhece, e puder acrescentar mais um par de dias à sua viagem, não hesite em partir à descoberta de um dos destinos de natureza mais surpreendentes de Portugal. Clique e espreite o nosso Roteiro do Douro Internacional para conhecer os seus principais segredos.
Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Castelo de Penas Roias

Vila de Mogadouro visitada, continue a sua viagem pelos Lagos do Sabor rumando até ao Castelo de Penas Roias, que outrora foi uma das principais fortalezas medievais de Trás-os-Montes, tendo estado inclusivamente na mão da Ordem dos Templários. Do Castelo de Penas Roias pouco mais resta que a sua imponente torre de menagem mas que isso não o iniba de subir à altaneira fortaleza: vistas panorâmicas simplesmente arrebatadoras esperam por si.

Quer mais dicas sobre o concelho de Mogadouro? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Mogadouro.
Monóptero de São Gonçalo
Dicas VagaMundos: gosta de caminhadas e quer acrescentar mais um dia ao seu roteiro para visitar os Lagos do Sabor? Então temos não uma, mas duas sugestões para si:

  • A primeira é ir percorrer o Trilho do Monóptero (PR2 Mogadouro), que arranca da linda Igreja Matriz de Santa Maria de Azinhoso e o conduzirá pelo Planalto Mirandês até ao enigmático Monóptero de São Gonçalo. Este percurso pedestre circular apresenta um nível de dificuldade moderada e tem sensivelmente 16 km de extensão.
  • A segunda sugestão é que rume até ao vizinho concelho de Vimioso para ir palmilhar o Trilho do Castelo de Algoso (PR4 Vimioso). O trilho arranca na Igreja de Algoso e tem como principais atrativos o Castelo de Algoso, oniricamente implantado no cimo de um rochedo com o qual parece fundir-se, e a Calçada e Ponte Medievais sobre o rio Angueira. O percurso pedestre é também ele circular e tem pouco mais de 6 km de extensão, o que o torna consideravelmente mais fácil que o Trilho do Monóptero.
Castelo de Algoso

Do Castelo de Penas Roias, continue viagem até à região das Fragas do Sabor, que lhe irá revelar uma face bem distinta dos Lagos do Sabor. A primeira paragem para apreciar a agreste paisagem será no Miradouro da Descontinuidade de Conrad, que já se encontra inserido no Geopark de Terras de Cavaleiros.

Miradouro da Descontinuidade de Conrad

No topo duma das vertentes do rio Sabor, as descontinuidades sísmicas trouxeram à superfície rochas que, por norma, só se encontram a dezenas de quilómetros de profundidade. Atente num afloramento rochoso discreto, de tons muito escuros e rocha muito rija, um pedaço solidificado do manto da Terra. Levante o olhar para o horizonte e aprecie uma paisagem sublime de montanhas pejadas de fragas que, literalmente, vieram das profundezas da Terra, recortadas pelo vale do rio Sabor.

Com o avançar da tarde, sugerimos outro percurso cénico neste segundo dia do roteiro pelos Lagos do Sabor. Rode pelas margens do rio Sabor, num pedaço cénico da Estrada Nacional 216, e seja brindado com as paisagens das encostas do vale do rio Sabor, engrossado pelas águas do Azibo na Foz do Azibo. Pare no miradouro da Foz do Azibo e desfrute da paisagem que, com o sol poente, ganha matizes de cor dourada que facilmente enfeitiçam.

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar
Foz do Azibo

O segundo dia do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor termina em Macedo de Cavaleiros. O grande destaque da cidade de Macedo vai para a Casa Falcão, uma casa senhorial que alberga o Museu de Arte Sacra, o Posto de Turismo e a receção aos visitantes do Geopark Terras de Cavaleiros. Visite também a Igreja Matriz de São Pedro (a antiga), descubra as esculturas, relaxe no jardim do Largo da Câmara Municipal e tire a selfie de praxe frente ao sinal (luminoso à noite) de Macedo de Cavaleiros.

À semelhança do que aconteceu no dia anterior, já deve chegar a Macedo de Cavaleiros ao cair da noite, por isso o mais certo é ter de reservar as visitas para o terceiro dia do seu roteiro pelos Lagos do Sabor. Clique para ver as melhores opções de alojamento em Macedo de Cavaleiros.

Mapa do 2º dia do Roteiro para visitar os Lagos do Sabor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Roteiro visitar Lagos do Sabor: 3º Dia

Macedo de Cavaleiros – Chacim – Convento de Balsamão – Poço dos Paus – Podence (via Paradinha de Morais) – Albufeira do Azibo – Santa Combinha – Trilho Estação da Biodiversidade de Santa Combinha – Praia Fluvial da Fraga da Pegada – Praia Fluvial da Ribeira – Passeio de barco na Albufeira do Azibo

O terceiro dia do nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor será todo ele dedicado a explorar o concelho de Macedo de Cavaleiros e as maravilhas naturais do Geopark de Terras de Cavaleiros.

Pelourinho de Chacim

A primeira paragem do dia será na tranquila aldeia de Chacim, que fica localizada no sopé da Serra de Bornes e é detentora dum rico património. A prová-lo estão a Igreja Matriz (Igreja de São Sebastião e Santa Eufémia), a Capela do Desterro, o Solar de Chacim e o Pelourinho. Não deixe de visitar as ruínas do Real Filatório de Chacim, um complexo industrial de fabrico da seda outrora dos mais importantes da Europa, e de atravessar o riacho pelas pontes medievais do Bairrinho e da Paradinha.

Convento de Balsamão

Continue o seu roteiro pelos Lagos do Sabor subindo ao Convento de Balsamão, da Congregação dos Marianos da Imaculada Conceição, erguido no pico dum monte rodeado de excelsa paisagem e divina tranquilidade. Entre o valioso património religioso, histórico e natural conta-se a deslumbrante igreja do século XVIII, um museu de arte sacra, jardins de silêncio e uma torre de água com vistas panorâmicas de fazer qualquer um acreditar no divino.

Poço dos Paus

Do Convento de Balsamão parte o PR16 Rota do Balsamão, um dos nossos trilhos favoritos no Geopark Terras de Cavaleiros. O percurso circular de somente 5 km de extensão, desce até ao rio Azibo, mais propriamente ao geossítio do Poço dos Paus. Procure umas rochas polidas com listas cinzentas e negras, tal qual um código de barras, e tem perante si o BI do oceano Rheic, com mais de 400 milhões de anos. Geologia à parte, o Poço dos Paus é um pequeno oásis de frescura irresistível. Perfeito para um picnic descontraído debaixo da generosa sombra das árvores ou, quiçá, um mergulho no rio.

Monte de Morais

Poço dos Paus visitado, continue o seu roteiro pelos Lagos do Sabor subindo, via Paradinha de Morais, até ao Monte de Morais, um dos cinco umbigos do mundo no Geopark Terras de Cavaleiros. Vá pela estrada cénica que cruza e revela esta “terra de duas faces”, através de manchas vegetativas distintas, onde proliferam plantas endémicas únicas no mundo.

Careto gigante à entrada de Podence

A próxima paragem deste nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor será na aldeia de Podence famosa pelos tradicionais Caretos de Podence, classificados Património Cultural Imaterial da Humanidade UNESCO.

Museu dos Caretos em Podence

O Entrudo Chocalheiro, o mais genuíno entrudo das aldeias de Portugal, é a melhor altura para visitar Podence, quando o diabo anda à solta pelas ruas. No resto do ano, este património histórico-cultural é lembrado no museu Casa do Careto e preservado em pequenas oficinas artesanais que cumprem à risca os velhos métodos de fabrico dos fatos e máscaras.

Vale bem a pena perder-se pelas ruas da aldeia. Tão garrida como os Caretos, graças aos murais de street artists desafiados a mostrar a sua visão dos diabretes. Pelo caminho, e passando por muita porta das Tabernas, vai encontrar a Igreja de Nossa Senhora da Purificação, matriz de Podence, a Fonte de Mergulho e a Capela de Santa Eufémia.

Albufeira do Azibo

O nosso roteiro para visitar os Lagos do Sabor aproxima-se do fim, mas ainda temos mais uma mão cheia de sugestões para si. Não se preocupe que já não terá de palmilhar muitos quilómetros pois todas elas estão concentradas ao redor da Albufeira do Azibo, um dos maiores highlights do nordeste transmontano.

Igreja de Santa Combinha

A primeira sugestão é ir visitar a castiça aldeia de Santa Combinha, de ruas empedradas e casario revestido de xisto enfileirado ao longo duma rua central na cumeada dum serro. Para além da Capelinha de São Gonçalo e da Igreja Matriz de traça barroca e neoclássica, a grande mais-valia da aldeia está no seu miradouro.

Miradouro de Santa Combinha

Logo ao lado encontra a Estação de Biodiversidade de Santa Combinha, um santuário de fauna e flora. Admire uma das melhores vistas panorâmicas sobre a Albufeira do Azibo no Miradouro de Santa Combinha e percorra o trilho pedestre circular de 2,6 km na companhia de borboletas e libélulas. É perfeito para fazer em família, sobretudo com crianças pequenas.

Trilho percorrido siga até às fantásticas praias fluviais do Azibo, um pequeno paraíso em Trás-os-Montes e provavelmente um dos momentos mais ansiados do terceiro dia do roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Praia da Fraga da Pegada

Praticamente lado a lado, a Praia da Fraga da Pegada e a Praia da Ribeira são das melhores praias fluviais de Portugal. Sucessivamente laureadas com Bandeira Azul, ambas são reconhecidas pela qualidade da água cristalina e das infraestruturas de apoio, com condições perfeitas para atividades náuticas (como canoagem, winsurf e SUP) e acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida.

E para fechar com a chave de ouro o seu roteiro pelos Lagos do Sabor nada como ir explorar os recantos da Albufeira do Azibo a bordo dum mini-cruzeiro em barco movido a energia solar e aproveitar um último mergulho em águas que, no verão, chegam a atingir os 26ºC. Soa bem mas sabe ainda melhor! Clique para ver as melhores opções de alojamento perto da Albufeira do Azibo.

Mapa do 3º dia do Roteiro para visitar os Lagos do Sabor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Praias Fluviais Lagos do Sabor

Praia Fluvial da Ribeira – Albufeira do Azibo

Presentemente a região dos Lagos do Sabor conta com 3 extraordinárias praias fluviais, nomeadamente a Praia da Fraga da Pegada e a Praia da Ribeira na Albufeira do Azibo (Macedo de Cavaleiros) e a Praia Fluvial da Foz do Sabor (Torre de Moncorvo).

Contudo, nos principais Lagos do Sabor (Cilhades, Medal e Santuários) ainda não existem praias fluviais oficiais. É certo que já é possível encontrar vários embarcadouros e pequenas piscinas flutuantes nos Lagos do Sabor, mas por norma são propriedade privada.

Praia Fluvial da Foz do Sabor

É previsto que nos próximos anos sejam criadas várias praias fluviais nos principais Lagos do Sabor. Logo que tal aconteça, iremos proceder à atualização deste artigo com toda a informação que precisa para as ir conhecer. Mais uma boa razão para o guardar nos seus favoritos!

Clique para conhecer as Melhores Praias Fluviais de Portugal

Trilhos, Percursos Pedestres e Ciclovias nos Lagos do Sabor

Se gosta de um bom trilho na natureza, não vai sair nada desapontado da região dos Lagos do Sabor. No total dos quatro municípios em que estão inseridos os lagos, existem largas dezenas de percursos pedestres de pequena rota devidamente marcados e com vários níveis de dificuldade.

E também temos boas notícias para quem gosta de dar à perna em cima de duas rodas. Existem duas excelentes ciclovias nos Lagos do Sabor, nomeadamente a Ecopista do Sabor (ao longo da antiga Linha Férrea do Sabor) e a Ciclovia do Azibo (percurso indicado para fazer com BTT em torno da Albufeira do Azibo).

No que a trilhos diz respeito, já por lá percorremos bem mais duma vintena deles e abaixo colocamos os nossos favoritos, agrupados pelos respetivos concelhos:

Trilhos e Percursos Pedestres em Alfândega da Fé

  • Trilho do Sabor – 8,5 km Linear
  • Trilho da Ribeira do Rabo de Burro – 4,5 km Linear
  • Trilho de Vilares da Vilariça – 7 km Circular

Trilhos e Percursos Pedestres em Macedo de Cavaleiros

  • PR2 MDC Trilho Ricardo Magalhães – 4,5 km Circular
  • PR12 MDC Rota Fraga dos Corvos – 6 km Circular
  • PR16 MDC Rota de Balsamão – 5 km Circular
  • Estação de Biodiversidade de Santa Combinha – 2,6km Circular
  • Ciclovia do Azibo – 15,5km Circular

Trilhos e Percursos Pedestres em Mogadouro

  • PR2 MGD Trilho do Monópotero – 16 km Circular
  • PR3 MGD Trilho de São Fagundo – 14,5 km Circular
  • PR4 MGD Trilho da Cascata da Faia d’Água Alta – 8,5 km circular (só ir às cascatas são 4 km)
  • PR5 MGD Trilho das Lendas – 10 km Circular
  • PR6 MGD Trilho do Castro e do Contrabando – 5,5 km Circular

Trilhos e Percursos Pedestres em Torre de Moncorvo

  • PR1 TMC Rota do Lobo – 13 km Circular
  • PR8 TMC Rota do Caldeirão – 5 km Circular
  • PR14 TMC Rota das Amendoeiras – 11 km Circular
  • PR16 TMC Rota das Fragas – 10 km Circular
  • Ecopista do Sabor – 34 km Linear

Clique para conhecer os Melhores Trilhos de Portugal

Roteiro para visitar os Lagos do Sabor em 2 dias

Roteiro Lagos do Sabor: o que visitar, melhores miradouros e onde ficar Se só tem 2 dias para visitar os Lagos do Sabor, vai ter naturalmente de abdicar de visitar alguns dos pontos de interesse e localidades que descrevemos atrás. De forma a maximizar o tempo disponível para as visitas, recomendamos vivamente que opte por dormir em localidades diferentes.

Claro que pode sempre optar por condensar o roteiro de 3 dias em 2 dias, mas vai passar demasiado tempo na estrada e pouco tempo nos locais de interesse. E isso acaba por estragar a experiência. Mais vale regressar mais tarde para ver o que não conseguiu na sua primeira viagem aos Lagos do Sabor.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro de 2 dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 3 dias para visitar os Lagos do Sabor.

Dia 1

Torre de Moncorvo – Capela, Baloiço e Miradouro de São Lourenço – Foz do Rio Sabor e Praia Fluvial – Miradouro de São Gregório – Miradouro do Vale do Sabor – Miradouro da Póvoa – Miradouro de Santo Antão da Barca – Alfândega da Fé

Clique para ver mais opções de alojamento em Alfândega da Fé

Dia 2

Alfândega da Fé – Mogadouro – Fragas do Sabor – Miradouro da Descontinuidade de Conrad – Foz do Azibo – Albufeira do Azibo – Podence

Clique para ver mais opções de alojamento em Podence

Mapa do Roteiro para visitar os Lagos do Sabor em 2 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar os Lagos do Sabor.

Onde comer numa escapadinha aos Lagos do Sabor – Restaurantes

É certo e sabido que Trás-os-Montes tem uma gastronomia riquíssima e o território onde se inserem os Lagos do Sabor não é exceção.

Posta Mirandesa

Para além da famosa Posta Mirandesa, que dispensa apresentações, há ainda o Cabrito Assado, a Marrã (carne de porco assada na brasa), a Caldeirada de Borrego, a Feijoada à Transmontana, as Casulas (vagens de feijão secas cozidas com bulho, um chouriço típico de carne de porco com ossos), os Peixinhos do Rio com Migas, as Sopas da Segada (onde luze o bacalhau), a Caldeirada da Ribeira, a incontornável Alheira e uma panóplia de pratos de caça e enchidos que nunca mais acaba.

Já nos doces brilham autênticos diamantes da doçaria portuguesa, como sejam a Amêndoa Coberta de Torre de Moncorvo, as Rosquilhas de Mogadouro, os barquinhos e rochedos de Alfândega da Fé e o Calço de Macedo de Cavaleiros.

Abaixo encontra os nossos restaurantes favoritos para degustar a irresistível gastronomia da região dos Lagos do Sabor. Prepare-se para uma verdadeira alquimia de sabores!

Cabrito Assado no Forno

Restaurante O Lagar (Torre de Moncorvo)

O Lagar dá cartas na hora de degustar a excelsa gastronomia de Torre de Moncorvo. O espaço, que ocupa um antigo lagar de azeite, tem tanto de castiço como de acolhedor e a comida está entre as melhores que degustamos na nossa última passagem pela região dos Lagos do Sabor. Experimentamos o Ensopado de Javali e as Favas Guizadas com Entrecosto e estava cada uma melhor que a outra. Se passar por lá num fim-de-semana de inverno, não perca a oportunidade de experimentar o Pernil Cozido com Casulas e o Cabrito Assado no Forno. Nas sobremesas o doce de amêndoa ou a tarte de amêndoa são apostas ganhas.

Especialidades: Entradas: Salpicão do lombo; Queijo Azeitado. Carne: Posta Vitela à Lagar; Ensopado Javali; Favas Guisadas com Entrecosto; Pernil Cozido com Casulas; Cabrito Assado no Forno. Peixe: Bacalhau à Lagar; Migas de Tomate com Bacalhau Frito. Doces: Tarte de Amêndoa; Doce de Amêndoa e Frutos Secos.

Restaurante O Garfo 2 (Alfândega da Fé)

Comida típica Alfandeguense, muita simpatia e uma relação qualidade-preço estupenda são a receita que faz do Garfo 2 o nosso restaurante de eleição na hora de nos sentarmos à mesa em Alfândega da Fé. A Posta e a Caldeirada de Cabrito são uma delícia, mas foram as Sopas da Segada que nos roubaram o coração. Bem, o Pudim de Castanhas também deu uma ajuda!

Especialidades: Entradas: Alheira; Alheira de Bacalhau. Carne: Posta à Garfo; Cabrito Assado no Forno; Feijoada de Lebre; Caldeirada de Cabrito; Casulas Secas; Costeleta de Vitela. Peixe: Bacalhau à Garfo; Trutas Recheadas; Polvo Assado; Sopas da Segada. Doces: Pudim de Castanha; Queijo Regional com Doce

Restaurante A Lareira (Mogadouro)

A Posta Mirandesa é, sem dúvida, a grande estrela do restaurante A Lareira. Grelhada a preceito na lareira da sala de refeições, pela sábia mão do Chef Eliseu, chega ao prato sempre no ponto e acompanhada de uma batata rosti deliciosa. Nas entradas recomendamos vivamente os cogumelos selvagens e alheira na brasa, mas não abuse senão depois não consegue comer a posta toda. E isso seria um pecado!

Especialidades: Entradas: Cogumelos selvagens; Chouriço e Alheira na brasa. Carne: Posta Mirandesa; Caldeirada de Cabrito; Cabrito e Borrego assado na Brasa; Perdiz na Púcara à Avozinha, Perdiz suada. Peixe: Bacalhau à Lareira. Doces: Charlotte e Queijo da Região com Marmelada ou Compota.

Restaurante O Montanhês (Macedo de Cavaleiros)

É pena só haver espaço no estômago para um prato porque o cardápio do Montanhês é uma tentação da cozinha transmontana. A Posta Mirandesa figura entre as melhores às quais já deitamos o dente e o Polvo na Telha, idem, idem, aspas, aspas! Para não nos torturarmos vamos abster-nos de falar do seu Rancho à Transmontana e do Javali no Pote. Para rematar a refeição aposte no Doce ou no Pudim de Castanhas. Guarde é espaço senão vai-se arrepender amargamente!

Especialidades: Entradas: Queijo Terrincho; Alheira. Peixe: Truta à Montanhês; Congro à Montanhês; Bacalhau à Transmontano e Polvo na Telha. Carne: Cabrito transmontano na brasa; Posta mirandesa; Leitão assado em forno de lenha; Rancho à Transmontana, Javali no Pote; Arroz de lebre de cabidela; Perdiz à bordalesa e Faisão no forno com castanhas. Doces: Doce de castanhas e Pudim de castanhas

Outros roteiros de carro por Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.