Visitar Londres – o melhor de Londres num roteiro de 3 dias

0
5789
Londres Roteiro

Bem vindos ao nosso Roteiro de Londres, capital da Inglaterra, e sinónimo de elegância e erudição, de modernidade e inovação, de história milenar e cultura singular no mundo, de entretenimento e diversão. London chic, posh & nifty. A classe e a modernidade de mãos dadas.

As ilhas flutuantes de Uros
London Eye

Seja qual for o seu interesse, Londres promete satisfazê-lo. Não é à toa que a capital britânica é um dos destinos de viagem mais procurados do mundo. E um dos locais mais mediáticos tanto devido à fama das suas estrelas, família real inglesa incluída, que fazem os cabeçalhos de jornais, como por estar permanentemente na vanguarda de eventos sociais, políticos, culturais e financeiros. Londres é ainda o paraíso dos fans de museus: a grande maioria dos museus de Londres são gratuitos todo o ano.

londres-wellington-arch
Wellington Arch, entre o Hype Park e o Green Park no centro de Londres.

Londres tem inúmeras facetas. Essas facetas espelham-se tanto na multiculturalidade dos rostos dos seus habitantes como na forma como a cidade inova a cada momento. Este caldeirão de culturas faz de Londres a capital mais cosmopolita da Europa.

Londres é uma cidade feita para ver e sentir. Por entre monumentos históricos reconhecíveis em qualquer lugar do mundo há uma vibração incontrolável. O frenesim da City, o bulício dos mercados, o toque intemporal dos tradicionais táxis e double-deckers zumbindo pelas condicionadas estradas.

Quando visitar Londres?

O tempo em Londres é chuvoso, todos o sabemos. É quase impossível visitar Londres sem assistirmos a um dos seus traços mais característicos. Mas como a maior parte das atrações são “indoors”, há sempre como fugir a uma molha.

londres-hyde-park
Nos meses de verão, os londrinos não desperdiçam uma oportunidade de apanhar um pouco de sol em Hyde Park.

No verão, as esplanadas atraem enxames de londrinos e turistas e os verdejantes parques enchem-se de animação. No inverno, pode ter a sorte de ver neve cair e vestir Londres dum manto branco. Mas não dura muito tempo: depressa a neve fica cinzenta. A altura mais barata para visitar Londres são os meses de novembro e janeiro. Novembro traz o frio e com ele a cidade começa a preparar-se para o Natal. Em janeiro, os saldos levam milhares de pessoas àquela que é uma das cidades com as mais famosas ruas de compras.

Mapa com os principais pontos de interesse turístico de Londres

O melhor de Londres num roteiro de 3 dias

A nossa proposta de roteiro de 3 dias em Londres é apenas a ponta do iceberg do que a metrópole britânica tem para oferecer. Londres está para experiências como Roma está para a história da Humanidade. Na nossa opinião, num roteiro de 2 dias em Londres é possível concentrar os “postais de Londres”, mas nesse caso ou sacrificamos as pernas ou atrações turísticas incontornáveis ou o prazer de conhecer e saborear Londres como ela merece.

Big Ben e Westminster Bridge vistos da margem sul do Tamisa.

Na verdade, a primeira vez em Londres provou-nos logo que a cidade tem muito mais para oferecer do que aquilo que parece à primeira vista. Já lá estivemos uma segunda vez, e terceira, e…, mesmo assim, estamos longe de ter “saboreado” tudo o que a capital inglesa tem para oferecer.

Não obstante, venha daí conhecer os mais emblemáticos pontos de interesse turístico de Londres e deixe-se dominar pelo ambiente vibrante desta metrópole.

1º dia em Londres

O primeiro dia do nosso roteiro de Londres reserva a visita a pontos de interesse da capital britânica que facilmente vai identificar. Será um dia bem preenchido e monumental.

Big Ben

roteiro de londres 3 diasInevitavelmente, começamos o nosso roteiro de Londres pelo símbolo da cidade: o Big Ben. Ao contrário do que a maioria das pessoas julga, Big Ben é o nome do sino de 13 toneladas dentro da Elizabeth Tower, nome oficial da torre do relógio britânica. Infelizmente, o Big Ben está inoperacional desde inícios de 2017 para reparações e estima-se que os trabalhos de restauro durem até 2021.

Houses of Parliament ou Westminster Palace

londres-houses-of-parliament-and-big-ben-by-nightThe Houses of Parliament ou Westminster Palace, é o centro político de Londres. Este magnífico palácio gótico acolhe a Câmara dos Lordes e a Câmara dos Comuns. A visita a um dos mais icónicos edifícios históricos da capital inglesa é possível. Prepare-se para uma combinação única de arte e arquitetura surpreendentes, e de movimentação dos bastidores da política dos nossos dias num palco com 1000 anos de história.

Westminster Abbey

Westminster Abbey

A poucos metros ergue-se a imponente Westminster Abbey, o templo representativo do poder religioso da Igreja Anglicana. É neste edifício gótico que reis e rainhas ingleses são coroados e sepultados há praticamente mil anos. Grandes nomes da literatura e da ciência britânicos estão aqui sepultados também. A visita aos claustros e jardins é paga, mas se tiver sorte, pode assistir gratuitamente a uma cerimónia religiosa e deslumbrar-se com o refinado e esplendoroso interior.

Saint James’ Park e Saint James’ Palace

londres-saint-james-parkA poucos metros da abadia, encontramos o tranquilo parque de Saint James. Tempo para relaxar ou, se tiver sorte, assistir a uma das grandes tradições britânicas: o Render da Guarda Real. A parada sai do St. James’ Palace para uma cerimónia colorida e ordeira, com direito a banda de música, passando pelo Buckingham Palace e terminando nas Wellington Barracks.

Dica: o Render da Guarda Real, uma cerimónia que atrai muitos visitantes, acontece às 2ªs, 4ºs, 6ªs e domingos às 10:30h no St. James’ Palace e às 11:00h no Buckingham Palace. Dependendo das condições climatéricas a cerimónia pode ser cancelada a muito curto prazo. Para mais informações consulte o calendário no site oficial da Guarda Real.

Buckingham Palace

londres-buckingham-palaceContinuamos o nosso roteiro de Londres dirigindo-nos para a residência oficial da Rainha em Londres, o Buckingham Palace. Um dos postais mais conhecidos de Londres, o palácio neoclássico é reconhecível de imediato pela ampla varanda onde a família real aparece aos súbditos em ocasiões especiais. Portanto, ir a Londres e não ver a Rainha é uma forte possibilidade. Não se fie na bandeira: o protocolo mudou e mesmo que a bandeira esteja içada no mastro, isso não significa que a Rainha esteja em residência. No verão, pode comprar o bilhete para percorrer os longos corredores interiores do Palácio de Buckingham e as refinadas salas palacianas requintadamente decoradas.

Harrods

Depois de visitado o Buckinghan Palace o nosso roteiro de Londres segue em direcção a  Knightsbridge para dar uma vista de olhos ao edifício que alberga o mais antigo e luxuoso espaço comercial de Londres. Falamos obviamente do Harrods. Para shopaholics com carteiras recheadas, mesmo assim vale a pena ver este exemplar da arquitetura londrina. Há 160 Charles Henry Harrod pegou num armazém na pobre Brompton Road que se veio a tornar na loja de departamentos mais exclusiva de Londres. Produtos escolhidos pela excelente qualidade, marcas mundiais selecionadas e serviço de primeira-classe é a imagem de marca do Harrods para uma clientela de famosos e figuras iminentes.

Exhibition Road

Um bom roteiro de Londres tem de incluir os seus fantásticos museus. Por isso seguimos até à Exhibition Road para nos depararmos com os melhores museus de Londres, na nossa opinião. O nosso favorito é, sem dúvida, o Museu de História Natural de Londres. Atreva-se a encarar autênticos gigantes do mundo natural que rumaram por terra e mar, se tiver coragem.

londres-museu-historia-natural
Interior do Museu de História Natural de Londres.

Para os amantes da arte, o Victoria and Albert Museum reúne provavelmente a maior coleção de obras de arte do mundo: 4,5 milhões, um número deveras impressionante. E para a família, nada se equipara ao Museu da Ciência para uma experiência educativa e divertida. São sete pisos repletos de experiências interativas espantosas para fomentar o gosto pela ciência. A entrada gratuita nos 3 museus é razão para experimentar, mas certas exposições e atividades podem ter um custo de entrada.

Se ainda lhe restar algum tempo, siga em direção ao Royal Albert Hall, a sala de espetáculos mais emblemática e sublime de Londres. A arquitetura é de inspiração italiana e é possível visitar o interior sem ser para assistir a um concerto. Verifique previamente a possibilidade e horários de visita.

Hyde Park

Encorajamos a terminar o primeiro dia do nosso roteiro de Londres no Hyde Park para descansar os pés enquanto observa os atrevidos esquilos na sua tarefa de furtar uma bolacha aos locais. Aconselhamos a evitar dar comida aos animais. A nordeste do Hyde Park encontra um dos mais conhecidos palcos de discursos inflamatórios e críticos do planeta: o Speaker’s Corner. Na “esquina do orador” todos podem tecer críticas duras, exceto à família real e ao governo inglês e sempre em cima de um caixote ou cadeira: liberdade de expressão garantida desde que não pise solo britânico.

2º dia em Londres

Neste segundo dia do nosso roteiro de 3 dias em Londres vamos fazer uma viagem no tempo, desde a Londres medieval até à Londres futurista.

The Tower of London – A Torre de Londres

Uma visita a Londres não dispensa conhecer um dos ícones históricos mais emblemáticos: The Tower of London. A história sangrenta da Torre de Londres é algo a que esta fortaleza não consegue escapar com tantas lendas à volta dos prisioneiros, mortos, fantasmas e corvos. É verdade que funcionou como prisão até à II Guerra Mundial. É verdade que rolaram cabeças nos pátios. É verdade que mais de uma centena de prisioneiros foram executados ao longo de nove séculos. Contudo, este edifício medieval, listado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, foi originalmente pensado para servir de fortaleza da cidade com uma torre de menagem digna de ser habitada pelo rei.

 

torre-de-londres-fortaleza

Ao longo dos seus mais de 900 anos, teve um papel incomparável na história da nação inglesa. Controlar a Torre de Londres significava controlar toda a nação, logo, esteve no centro das atenções de todos os que ousaram conquistar ou sonharam conquistar Inglaterra. Mas ninguém melhor do que um Beefeater para lhe mostrar os cantos à casa. O tour guiado pelos icónicos guardas vai revelar as várias versões das histórias de arrepiar os cabelos e desmistificar alguns mitos e lendas enquanto vê as Joias da Coroa e o arsenal.

The Tower Bridge – a Ponte da Torre

londres-tower-bridgeUma das pontes mais bonitas do mundo, the Tower Bridge é inconfundível e tenha de figurar no nosso roteiro de Londres. Esta ponte-báscula sobre o rio Tâmisa é ainda centro nevrálgico da City e o palco perfeito de inúmeros eventos de Londres. Esta magnífica obra da engenharia humana oferece ainda uma das melhores vistas panorâmicas sobre a capital inglesa. Atravessamos o Tâmisa através da Tower Bridge para entrarmos numa das zonas mais trendy e animadas do centro de Londres, o bairro de Southwark.

HMS Belfast

Enquanto percorre a The Queen’s Walk, vai certamente notar a presença dum gigante flutuando sobre o Tâmisa. É o navio-museu da Marinha inglesa HMS Belfast, um navio de guerra “reformado” que participou em missões da II Guerra Mundial contra a Alemanha e na Guerra da Coreia. Mas as suas atenções vão certamente dirigir-se para o alto no sentido contrário ou para a frente.

London Bridge

Foi aqui que foi construída a primeira ponte sobre o rio Tâmisa. Na verdade, o nome London Bridge refere-se a uma série de pontes que tiveram aqui lugar desde o tempo dos romanos. Foi a única travessia possível do rio até nascer a Westminster Bridge. Não sem antes acontecerem sucessivos desastres já que as estruturas eram sempre de madeira. Só no século XIII foi lançada a primeira estrutura de pedra. À imagem da Ponte Vecchio em Florença, também foi projetada para sustentar casas e comércio.

The Shard

londres-the-shard

Continuamos o nosso roteiro de Londres dando um salto gigantesco na história e abrindo as portas ao século XXI. The Shard, o edifício espelhado mais alto da Europa é muito mais do que um centro de negócios. Hotel, bares e restaurantes, centro comercial e residências é o conceito por trás desta cidade vertical. A promessa duma vista panorâmica a 360º sobre a cidade de Londres e até 40 milhas de distância concretiza-se no piso 72. Caso o tempo em Londres o permita, o que pode ser raro. Mas a grande novidade para visitantes está nas duas experiências de realidade virtual de pura adrenalina: Vertigo e The Slide. Só para corações fortes.

Borough Market

Já sente fome? Então está na hora de almoçar no mais antigo e famoso mercado de Londres. Borough Market tem a capacidade de abrir, e satisfazer, o apetite a qualquer pessoa. Centenas de bancas exibindo autênticas delícias caseiras e um arco-íris de produtos frescos arregalam os olhos e fazem salivar até o mais reticente. Especialidades e produtos locais, gastronomia tradicional britânica e cozinha internacional, para carnívoros, vegetarianos e vegans, gourmets ou streetfood fans, todos encontram aqui a resposta ao seu gosto.

Shakespeare’s Globe

londres-shakespeares-globeJá com o estômago reconfortado prosseguimos o nosso roteiro de Londres com uma visita ao Shakespeare Globe, uma réplica o mais fiel possível ao Globe Theatre, sala de teatro isabelina onde Shakespeare exibia as suas peças. A passagem por este marco da cidade de Londres pode ser só para apreciar mesmo a estrutura. Para arreigados apreciadores do maior dramaturgo britânico, há tours diários que permitem a visita ao interior bem como uma exposição sobre a vida e obra de William Shakespeare.

Tate Modern

Tate Modern é “o” museu de arte moderna da cidade de Londres. As suas exposições e a coleção de obras de arte são de classe mundial. Não admira que o Tate tenha conquistado um lugar no pódio dos museus de arte contemporânea mais importantes do mundo.

Millennium Bridge

londres-millennium-bridge

Cruzada por milhares de pessoas, the Millenium Bridge é a ponte pedonal mais fotogénica e “vibrante” de Londres. A estrutura de aço já não vibra, está bem fixa, mas é fonte de inspiração para os fotógrafos que apreciam simetria. E pode ser também inspiradora para si, principalmente se a percorrer de sul para norte. É que mesmo à sua frente tem a cúpula da célebre St. Paul’s Cathedral. E à noite, o efeito das luzes sob o piso de vidro proporcionam uma imagem bonita. Não deixe de a incluir no seu roteiro de Londres.

St. Paul’s Cathedral

londres-st-pauls-cathedralA impressionante e imponente catedral anglicana marca presença inconfundível no skyline da capital inglesa. A cúpula é uma das mais altas do mundo e tanto o exterior como o interior são impressionantes. De arquitetura renascentista, St. Paul’s Cathedral é um excelente exemplo do barroco inglês. Grandes artistas ingleses viram na catedral a oportunidade de reconhecimento contribuindo com pinturas que são obras-primas. Por isso, as fotografias no interior estão vedadas para defender estas obras de arte. Sede do bispo de Londres, a catedral é de grande importância histórica. Foi aqui de o Príncipe Carlos e a Princesa Diana se casaram.

3º dia em Londres

O mote deste terceiro dia do nosso roteiro de Londres é dado pelos próprios londrinos. Vamos percorres as praças mais conhecidas e a zona do West End que espelha a parte mais autêntica de viver na maior metrópole europeia. Se algo está a acontecer em Londres, o mais provável é estar a acontecer nestas ruas do centro da capital inglesa.

Piccadilly Circus

londres-piccadilly-circusNa junção de quatro das mais movimentadas ruas de Londres, Piccadilly Circus é visto como o coração do West End. No meio do círculo surge a fonte encimada pela estátua dum querubim. Erroneamente chamada de Estátua de Eros, a escultura em alumínio (a primeira do mundo) representa o seu maninho Anteros, o deus do altruísmo. O nome oficial é Shaftesbury Memorial Fountain em homenagem a Lord of Shaftesbury, um filantropo vitoriano. É nos degraus desta fonte que a maioria dos turistas se senta para embeber o compasso a que Londres se move neste centro nevrálgico.

Trafalgar Square

londres-trafalgar-squareChamemos-lhe a sala de estar de Londres. Atração turística e espaço público, Trafalgar Square é incontornável em qualquer visita a Londres. A Batalha de Trafalgar deu origem ao nome desta praça londrina. Hoje é o local de eleição para celebrações, protestos, eventos e manifestações de arte. A praça de Trafalgar foi aberta ao público em maio de 1844 e desde logo tornou-se no foco político e social da capital inglesa. A dominar Trafalgar Square, a Coluna de Nelson envolve-se de fontes luminosas – um deleite para os olhos à noite.

National Gallery of Art

A localização da National Gallery de Londres não podia ser mais privilegiada ao coroar o topo norte da Trafalgar Square. A coleção de obras de arte estende-se por vários séculos e géneros artísticos distintos. Por isso, é um dos melhores museus gratuitos a visitar na capital inglesa. A sua coleção de classe mundial coloca-o no pedestal dos museus de arte mais visitados do mundo, o quarto para ser mais específico.

Soho

É o melhor lugar da cidade de Londres para beber um copo antes do jantar e logo não podia deixar de figurar no nosso roteiro de Londres. A partir das 5h da tarde, as ruas enchem-se de trabalhadores da City. Eles, vestidos nos seus fatos Ermenegildo Zegna, gravata fora e colarinho desabotoado, não se acanham em poisar a sua pint of beer em qualquer beiral à porta do bar. Elas ainda não se livraram dos high heels ou court shoes, mas o à-vontade é o mesmo. Afinal, este é o momento do dia para relaxar. A conversa surge com facilidade, e escusam de dizer que é do álcool. É uma forma de estar.

Leicester Square

Leicester square tme de ser incluída num roteiro de Londres. A praça tem ganho muita vida desde que se tornou no centro de entretenimento da capital inglesa. Atrevemo-nos a chamá-la de Times Square de Londres por causa dos néons das salas de cinema e teatro. É uma das zonas boémias da cidade escolhida tanto por londrinos como pelos turistas para começar bem a noite. Mas admitimos que o mesmo poderia ser dito do Soho ou Covent Garden. Afinal, estamos no West End. No Natal, a praça é ocupada por um dos mercados de Natal mais bonitos e luminosos.

Covent Garden

londres-covent-garden-marketE por falar em Covent Garden, e já que estamos na onda de escolher o melhor spot para nightlife… Covent Garden é vibrante e deve ser incluída no seu roteiro de Londres. Considerado por alguns como um must-see de Londres na zona do West End, visto por outros como um tourist trap. A nosso ver, no meio está a virtude. É uma zona que merece a visita, até porque o Covent Garden Market tem comida fantástica. Os artistas de rua dão-lhe cor e animação. Os restaurantes enchem-se com espetadores dos shows nas salas de espetáculos circundantes, com a Royal Opera House a reinar. Lojas, teatros, restaurants, bares misturam-se com pedaços de história de mais um bairro boémio.

London Eye

londres-london-eye
A roda-gigante London Eye, The London Dungeon e o aquário Sea Life London Aquarium prometem muita diversão para miúdos e graúdos.

A roda-gigante é um dos pontos mais famosos e concorridos para “aquela” vista panorâmica sobre a cidade de Londres. As 32 cabines revestidas de vidro têm capacidade para transportar 15 mil visitantes por dia. Ainda assim, as filas de pessoas que querem usufruir duma das atividades mais populares da capital britânica são uma constante. O preço (a rondar as £25) é um pouco desmotivador para apenas 30 minutos de experiência nos céus, mas o momento é garantidamente inesquecível. Desde que o smog não estrague tudo. Certifique-se sempre dos horários no site oficial do London Eye já que são muito variáveis e a roda-gigante tem períodos em que está fechada para manutenção.

londres-whitehall
The Horse Guards Building vista da rua Whitehall, a rua de Londres que reune mais edifícios governamentais.

Como dissemos inicialmente, visitar lugares imperdíveis de Londres não é tarefa fácil. No nosso roteiro de 3 dias em Londres tentámos condensar os mais emblemáticos, os “postais de Londres” como lhe gostamos de chamar. Mas Londres tem centenas de pontos de interesse turístico incontornáveis que facilmente preenchem mais 3 ou 4 dias: o Zoo de Londres, o Madame Tussauds, a Chinatown, a Brick Lane, Notting Hill… O mais certo é achar que um roteiro de Londres de 3 dias sabe a pouco. Mas com os voos baratos das companhias low cost, consegue fazer a(s) sua(s) viagem(ns) Lisboa-Londres ou Porto-Londres em fins de semana prolongados ou aproveitando feriados. Sugerimos que use este roteiro como ponto de referência, pesquise sobre cada highlight e escolha os que prefere e quando visitar.

Dica: se tem um dia extra não deixe de visitar o enigmático Stonehenge. Saiba como chegar ao milenar monumento megalítico a partir de Londres clicando aqui.

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.