Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer

Descubra um território único no mundo ao visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros, em Terras de Trás-os-Montes, no remoto Norte de Portugal.

Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros é um dos melhores destinos de férias em Portugal. Os encantos da Albufeira do Azibo e a diversão relaxante das praias fluviais galardoadas, são a grande bandeira. Mas há tanto mais!

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Albufeira do Azibo – Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros

Percorra milhões de anos de história da Terra explorando os geossítios do Geopark Terras de Cavaleiros. Junte-se à folia, indomável e contagiante, dos Caretos de Podence no Entrudo Chocalheiro. Delicie-se com iguarias gastronómicas e vínicas de sabor autêntico e servidas à mesa farta. Passeie sem olhar para o relógio. Aprecie panorâmicas de tirar o fôlego. Respire o ar puro.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Mural alusivo ao Caretos do Carnaval de Podence

No coração do nordeste transmontano, o município de Macedo de Cavaleiros é o fiel guardião de tesouros nacionais e mundiais que muita gente desconhece existirem na quietude do Reino Maravilhoso de Trás-os-Montes. A natureza em estado puro e o homem pintaram um quadro sublime nestas terras ancestrais. Montes e vales vestidos de exuberante vegetação são adornados com o xadrez multicolor dos campos de cultivo, regados de suor de gente estoica. Rios e ribeiros correndo selvagens convertem-se em albufeiras de águas plácidas, águas que sempre foram fonte de vida e, agora, de bem-estar. Rochas em estado bruto (d)escrevem silenciosamente a biografia do planeta.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Poço dos Paus – Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros

Aldeias, de pedra e cal, pontilham a paisagem e zelam pelas memórias destas gentes hospitaleiras que se orgulham dos seus costumes, crenças e tradições. São as gentes genuínas que dão ainda mais valor a uma região já de si preciosa. De braços abertos, acolhem, acarinham, ensinam e marcam quem lhes vê o sorriso.

Se visitar Macedo de Cavaleiros ainda não lhe passou pela cabeça, está na hora de pensar seriamente nisso. Ao longo deste roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros, vamos mostrar-lhe as inúmeras razões que justificam, mais do que uma escapadinha de fim-de-semana, uma viagem de férias, diferente e repousante. Obviamente que lhe vamos mostrar o que ver e fazer, sugerir onde comer e dormir, aconselhar a melhor época para visitar, orientar com um mapa interativo e dar dicas para quando for visitar Macedo de Cavaleiros.

Aproveite a sua visita a Macedo de Cavaleiros e parta à descoberta dos outros encantos do Nordeste Transmontano. Espreite os seguintes artigos para dicas e inspiração:

Onde fica Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros?

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerMacedo de Cavaleiros é uma cidade portuguesa centralmente localizada no distrito de Bragança, no extremo nordeste de Portugal, e sede dum concelho com pouco mais de 15 mil habitantes. Fica a pouco mais de 170 km quilómetros do Porto e a 450 de Lisboa. Apesar de tida como distante, beneficia de ótimos acessos rodoviários, como a A4 e IP2, que facilitam e aproximam a cidade do restante território.

Geopark Terras de Cavaleiros

O Geopark Terras de Cavaleiros abrange toda a área do concelho de Macedo de Cavaleiros, num total de cerca de 700 km2.

Em 2015 foi classificado como Geoparque Mundial da UNESCO, devido às formações geológicas de relevância internacional, à biodiversidade de espécies endémicas de flora e fauna e ao património histórico-cultural que se encontram no seu território. Reúne ao todo 42 fantásticos geossítios identificados até à data, concentrando-se alguns dos mais relevantes no Monte de Morais, uma elevação aplanada na cota dos 750 metros de altitude. Compreende ainda a Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo e cerca de 180 km distribuídos por 24 trilhos e percursos pedestres de todas as categorias.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerCom uma geologia que nos remete para 540 milhões de anos atrás, é um dos únicos cinco umbigos do mundo, assim designados por explicarem a dinâmica dos oceanos e continentes dos tempos mais remotos. No Monte de Morais as rochas contam-nos a história do choque de dois continentes e o desaparecimento de um oceano, anteriores à Pangea.

Aula de geologia (de e para leigos): antes da Pangeia, há volta de 500 milhões de anos atrás, dois supercontinentes chocaram e “fecharam” o oceano Rheic, o pai do atual Oceano Atlântico. Desse choque resultou uma sobreposição de massas, com o continente “mais rígido” a forçar o leito do oceano e o outro supercontinente a “desaparecerem” progressivamente debaixo de si. Pense numa sanduiche: os dois continentes são as fatias do pão e o oceano Rheic a fatia de queijo. Milhões de anos adiante, e biliões de fenómenos geológicos e naturais depois, o continente que estava por cima (Lagoa) foi moldado pelas forças da natureza que trouxeram à tona o Oceano Rheic (Monte Morais) e o continente de baixo (a depressão onde se aninha a cidade de Macedo de Cavaleiros). A Falha de Morais “rachou” o continente cimeiro, trazendo à superfície as rochas oceânicas que estavam a 15 km de profundidade.

Quando visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros?

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerNove meses de inverno e três de inferno. É assim que se fala do clima transmontano na gíria popular. Apesar de ter algum fundo de verdade, há nuances climatéricas no concelho de Macedo de Cavaleiros. Muito devido ao facto de se encontrar na zona de transição entre a Terra Quente (os vales dos rios Tua e Douro a sul) e a Terra Fria (o planalto transmontano a norte).

É verdade que a região tem fama (e proveito) de invernos prolongados e verões curtos e quentes. Contudo, cada estação do ano revela uma face diferente de Macedo de Cavaleiros e do Geopark Terras de Cavaleiros.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerNa primavera, esteva, rosmaninho, carqueja, rosa-albardeira e orquídeas selvagens pintam os montes de flores de mil cores, e as chuvas enchem rios, ribeiras e cascatas. Já no outono, carvalhos, castanheiros, zimbro e sobreiros aliados ao mosaico dos campos de olival e vinha, pincelam montes e vales de apaixonantes tons outonais. Com temperaturas mais amenas, são as duas estações mais propícias para as caminhadas. E se há coisa que não falta no Geopark Terras de Cavaleiros, são bons trilhos.

Para aproveitar as belas praias fluviais da Albufeira do Azibo nada supera o verão, que, por norma, até é mais fresquinho do que no resto de Trás-os-Montes.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerDe outubro a maio, os dias frios trazem alguma chuva, geadas frequentes e neve esporádica. Já para explorar o vastíssimo património histórico-cultural e deliciar-se com a gastronomia da região todas as estações são perfeitas.

Mas existem eventos, feiras e festividades ao longo de todo o ano que o vão convencer a visitar Macedo de Cavaleiro e o Geopark Terras de Cavaleiros independentemente da temperatura. Salientamos os eventos que colocaram o território no mapa dos destinos com experiências diferenciadoras e imperdíveis.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer

  • Entrudo Chocalheiro de Podence (o Carnaval tradicional mais genuíno: imperdível!)
  • Feiras da Caça e Turismo (último fim de semana de janeiro)
  • Feira do Folar (antes da Páscoa; folar ou calço, qual o melhor?)
  • Feira de São Pedro (junho, festas populares do santo padroeiro e feira empresarial)
  • Ceifa e Segada de Morais (julho, ceifa e malha à moda antiga, ao sabor da sopa da segada)
  • Festival Internacional de Música Tradicional (agosto)
  • Feira das Cebolas (setembro, feira secular em Chacim)

Trilhos e Percursos Pedestres em Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerSe gosta de caminhar, vai adorar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros. São nada mais nada menos do que 180 km distribuídos por 24 percursos pedestres de pequena rota devidamente marcados e com vários níveis de dificuldade. Os nossos favoritos são o Trilho Ricardo Magalhães, a Rota Fraga dos Corvos, e a Rota de Balsamão, sem descurar a Via Ciclável do Azibo, um percurso indicado para fazer com BTT em torno da Albufeira do Azibo.

  • PR1 Corredor Verde de Vale de Prados (9,7 km)
  • PR2 Trilho Ricardo Magalhães (4,5 km)
  • PR3 Trilho dos Caretos (4,4 km)
  • PR4 Trilho Quercus (4,4 km)
  • PR5 Trilho dos Fornos Antigos (9,3 km)
  • PR6 Rota de Banreses (8,2 km)
  • PR7 Rota da Azenha (11,4 km)
  • PR8 Rota do Alto do Mogrão (2,7 km)
  • PR9 Rota do Caminho Velho (5 km)
  • PR10 Rota Moinho das Olgas (7,3 km)
  • PR11 Rota Entre Aldeias (9,6 km)
  • PR12 Rota Fraga dos Corvos (6,1 km)
  • PR13 Rota Azenha do Serrão (8,3 km)
  • PR14 Rota Pena do Corvo (15,4 km)
  • PR15 Rota da Malhadinha (9,6 km)
  • PR16 Rota de Balsamão (5,2 km)
  • PR17 Rota Mourisco (8,7 km)
  • PR18 Rota da Castanha (6,1 km)
  • PR19 Rota dos Cogumelos (12,1 km)
  • PR20 Rota do Facho (8,1 km)
  • PR21 Rota do Rio Macedo (9,3 km)
  • PR22 Rota da Ribeira da Burga (4,6 km)
  • PR23 Rota Alto da Carvalheira (11,7 km)
  • PR24 Percurso Pedestre Geológico (6,5 km)

Clique para ler o nosso artigo dos Melhores Trilhos de Portugal

Onde ficar em Macedo de Cavaleiros? Sugestões de alojamento para visitar o Geopark Terras de Cavaleiros

A primeira grande decisão a tomar quando se começa a planear uma viagem Macedo de Cavaleiros e ao Geopark Terras de Cavaleiros é escolher os locais onde ficar alojado.

Para escapadinhas de 2 ou 3 dias, e tendo em conta que a área do Geopark Terras de Cavaleiros ainda é considerável, recomendamos que opte por dividir as noites de hospedagem por várias localidades ao invés de ficar sempre alojado no mesmo local. Assim ganha tempo (e energia) para conhecer os principais pontos de interesse do município de Macedo de Cavaleiros e do Geopark Terras de Cavaleiros.

Caso vá com mais tempo, considere montar base numa só localidade e fazer os seus passeios a partir daí, visto que exige menos logística e torna a experiência mais relaxante. Afinal, andar a fazer e desfazer malas todos os dias é sempre chato, sobretudo se viajar com crianças. Se for esta a sua opção, Macedo de Cavaleiros é provavelmente a sua melhor aposta, pois é a localidade que apresenta a maior oferta de alojamentos e serviços turísticos da região. É relativamente fácil encontrar quartos a bons preços, sobretudo se reservar alojamento com alguma antecedência. Além disso, conta com bons acessos à maioria dos pontos de interesse do Geopark Terras de Cavaleiros.

Outras localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros, são Podence e Chacim. Mas pode fazer pequenas alterações ao roteiro e optar por ficar em outras localidades vizinhas. Obviamente que há menos acesso a serviços turísticos, mas tem outras vantagens.

Clique nos links abaixo para procurar alojamento nas respetivas localidades e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Na nossa recente visita a Macedo de Cavaleiros e ao Geopark Terras de Cavaleiros, ficamos alojados em três unidades de alojamento diferentes, onde dormir é apenas a desculpa para usufruir dos seus benefícios distintos.

As comodidades dum hotel estão garantidas no Hotel Muchacho, centralmente localizado na cidade de Macedo de Cavaleiros. Embora um clássico de gestão familiar, foi recentemente remodelado com comodidades modernas, uma decoração vintage e um toque kitsch. Os quartos são espaçosos, luminosos e insonorizados, aclimatizados para manterem todo o conforto de verão e inverno. Ao pequeno-almoço, os membros da família desdobram-se em atenções para saciar a sua fome com iguarias regionais e tudo o possa desejar.

Os encantos duma casinha de aldeia, típica por fora, moderna por dentro, foi o que encontramos na Casa da Fonte, em Lamas. Composta por sala de estar com sofá-cama e kitchenette equipada no piso térreo, casa-de-banho e quarto com varando no piso superior, tem todas a comodidades para uma estadia confortável. Como primeiros hóspedes podemos afiançar que a casa é perfeita para umas férias relaxantes (até TV e Wi-Fi já tinha) entre o ambiente pacato da aldeia e a diversão do Azibo. Ainda há que ultimar alguns detalhes, mas brevemente estará disponível para si também.

Em ambiente de aldeia mas com requinte, o Solar de Chacim marca pontos. Mais do que a possibilidade de dormir e acordar num espaço enobrecido pelo brasão, pela decoração clássica e por mobiliário que é uma perdição para os apreciadores de antiguidades, é um lugar que convida ao bem-estar. Entre os salões, a sala de jogos e o alpendre, o baloiçar suave duma rede à sombra de palmeiras, aquele momento Zen na manta estendida na relva, ou um mergulho refrescante na piscina, a escolha é sua. Quer algo mais ativo? Peque na raquete e treine os seus lances no campo de ténis.

Clique para ver mais opções de alojamento em Macedo de Cavaleiros

O Melhor de Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros num Roteiro de 3 Dias: o que ver e fazer

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerO nosso roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros tem início e fim em Macedo de Cavaleiros. Pode fazê-lo na ordem que considere mais vantajosa sem problema algum, e até mesmo começar num dos pontos de interesse sugeridos que lhe seja mais conveniente e, a partir daí, desenhar o seu próprio roteiro.

É importante referir que o número de dias sugeridos neste roteiro de Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros pressupõe que a viagem seja feita com viatura própria e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região de Macedo de Cavaleiros.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerNa verdade, visitar os lugares de interesse referidos neste artigo sem carro ou sem recorrer a um tour é uma tarefa (praticamente) impossível de realizar. Se estiver sem viatura própria, o melhor mesmo é alugar um carro.

Se é nosso leitor assíduo, já o sabe, mas se é a primeira vez que lê o VagaMundos, tenha em conta que, nos nossos roteiros, o número de dias é meramente indicativo. Se abdicar de conhecer alguns dos pontos de interesse mencionados no nosso roteiro de 3 dias para visitar Macedo de Cavaleiros, pode fazer este roteiro em 2 dias sem qualquer problema.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerCaso queira fazer alguns dos 24 percursos pedestres, praticar desportos náuticos, ou visitar mais alguns geossítios e aldeias tradicionais, ou simplesmente relaxar nas fantásticas praias fluviais com Bandeira Azul da Albufeira do Azibo, recomendamos vivamente que acrescente mais uns dias à sua visita a Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazerAo longo do roteiro vamos dar várias sugestões nesse sentido e verá que é super fácil transformar esta escapadinha por Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros numa semana de férias.

Roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: 1º dia

Macedo de Cavaleiros – Albufeira do Azibo – Trilho Estação da Biodiversidade de Santa Combinha – Santa Combinha – Praia da Fraga da Pegada – Praia da Ribeira – Podence – Passeio de Barco – Podence

Apesar desta nossa proposta de roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros arrancar em Macedo, recomendamos vivamente que reserve a visita à cidade para o último dos 3 dias do roteiro, para que não se sinta pressionado pelo tempo durante a sua “caça” aos geossítios mais recônditos do Geopark Terras de Cavaleiros.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Miradouro de Santa Combinha

Nada como começar em grande, com uma visita ao imenso lago da Albufeira do Azibo. Sinónimo de rio, albufeira e praias fluviais premiadas, o Azibo é um dos maiores highlights do nordeste transmontano pela sua qualidade ambiental e beleza paisagística.

Trilho da Estação de Biodiversidade de Santa Combinha

Aproveite as horas frescas da manhã para assistir ao despertar da vida da Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo na Estação de Biodiversidade de Santa Combinha, um santuário de fauna e flora. Admire uma das melhores vistas panorâmicas sobre a Albufeira do Azibo no Miradouro de Santa Combinha e percorra o trilho pedestre circular de 2,6 km na companhia de borboletas e libélulas.

Zé das Casinhas

Antes de abandonar o miradouro, vá cumprimentar o Zé das Casinhas na sua oficina. Ele terá todo o gosto em mostrar-lhe a arte de construir casinhas de xisto em miniatura e a aldeia-presépio que ele construiu.

Igreja de Santa Combinha

Visite a castiça aldeia de Santa Combinha, de ruas empedradas e casario revestido de xisto enfileirado ao longo duma rua central na cumeada dum serro. Para além da Capelinha de São Gonçalo e da Igreja Matriz de traça barroca e neoclássica, a grande mais-valia da aldeia está no seu miradouro.

Dica VagaMundos: não dispensa as emoções das duas rodas e defende a mobilidade ecológica? Então pegue numa das trotinetes elétricas todo-o-terreno da AziboNature e explore a envolvente do Azibo com total liberdade e sem canseiras. Nós já testamos, adoramos a experiência e recomendamos! Estas “meninas” prometem fazer furor.
Praia Fluvial da Ribeira – Azibo

Descemos às fantásticas praias fluviais do Azibo, um pequeno paraíso em Trás-os-Montes e provavelmente o momento mais ansiado deste roteiro por Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros. Praticamente lado a lado, a Praia da Fraga da Pegada e a Praia da Ribeira são das melhores praias fluviais de Portugal. Sucessivamente laureadas com Bandeira Azul, ambas são reconhecidas pela qualidade da água cristalina e das infraestruturas de apoio, com condições perfeitas para atividades náuticas (como canoagem, winsurf e SUP) e acessíveis para pessoas com mobilidade reduzida.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Praia Fluvial da Pegada – Azibo
Dica VagaMundos: aproveite para conhecer a Fraga da Pegada, um geossítio com gravuras e incrustações que datam do Idade do Ferro e da Idade Média.
Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Praia da Ribeira – Azibo

A Praia da Ribeira, vencedora das 7 Maravilhas Praias de Portugal, tem relvado, parque infantil e campos de jogos onde até há lugar para campeonatos de voleibol de praia. Visitando fora do verão, pode usufruir de prazenteiros passeios a pé ou de bicicleta ao redor da Via Ciclável do Azibo e da sua Paisagem Protegida.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
Museu do Careto – Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros

Continue o seu roteiro de Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros rumando a Podence, uma aldeia de fortes tradições e gente autêntica, famosa pelos tradicionais Caretos de Podence, classificados Património Cultural Imaterial da Humanidade UNESCO. O Entrudo Chocalheiro, o mais genuíno entrudo das aldeias de Portugal, é a melhor altura para visitar Podence, quando o diabo anda à solta pelas ruas. No resto do ano, este património histórico-cultural é lembrado no museu Casa do Careto e preservado em pequenas oficinas artesanais que cumprem à risca os velhos métodos de fabrico dos fatos e máscaras.

Dica VagaMundos: “Pinta a Tua Máscara” na oficina do Filipe e da Sofia, um jovem casal que percebe de fazer fatos e máscaras de Caretos como poucos. Dê asas aos seus dotes artísticos. Nós, é mais roteiros, mas as nossas máscaras lá escaparam.
Um dos coloridos murais de Podence

Vale bem a pena perder-se pelas ruas da aldeia. Tão garrida como os Caretos, graças aos murais de street artists desafiados a mostrar a sua visão dos diabretes. Pelo caminho, e passando por muita porta das Tabernas, vai encontrar a Igreja de Nossa Senhora da Purificação, matriz de Podence, a Fonte de Mergulho e a Capela de Santa Eufémia.

Igreja Matriz de Podence

A próxima sugestão deste roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros é para relaxar. Explore os recantos da Albufeira do Azibo a bordo dum mini-cruzeiro em barco movido a energia solar e aproveite um último mergulho em águas a 26ºC. Soa bem mas sabe ainda melhor.

Dica VagaMundos: a caminho do Cais Fluvial do Azibo, uns poucos metros antes, há uma pequena crista quartzítica com vistas fantásticas sobre a Albufeira do Azibo, a Ilha do Fidalgo e o cais. Não é nenhum miradouro oficial. É uma inside tip de quem conhece o território como a palma da mão.

Para fechar este primeiro dia do seu roteiro por Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros, nada como um repasto transmontano, bem aviado e de sabor autêntico na terra dos Caretos. Bastava a saborosa cozinha tradicional macedense para justificar uma visita à região num roteiro gastronómico de delícias e prazeres. Leia a secção Onde Comer, abaixo neste artigo, para saber mais sobre as experiências gastronómicas que o esperam por aqui.

Depois do belo festim, despeça-se da noite estrelada e descanse o corpo no aconchego retemperador duma casa de turismo rural de aldeia. Bem que vai precisar para o dia que se segue. Clique para ver as melhores opções de alojamento em Podence.

Mapa do 1º dia do roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 1º dia de roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros.

Roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: 2º dia

Podence – Capela de Nossa Senhora do Campo – Condução pelo Monte Morais –  Convento de Balsamão – Poço dos Paus – Lagoa – Gnaisses de Lagoa – Descontinuidade de Conrad – Condução cénica pelas margens do rio Sabor – Foz do Azibo – Chacim

O segundo dia deste roteiro por Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros é uma viagem no tempo. Contempla alguns dos mais importantes geossítios dos 42 que estão identificados no geoparque. A ligar as descobertas e experiências, fará percursos cénicos escondidos neste pedacinho do Reino Maravilhoso de Trás-os-Montes.

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer

Dica VagaMundos: antes de arrancar de Podence, começe o dia em beleza no Santuário de Nossa Senhora do Campo para contemplar as vistas 360º da região, dominadas pela Serra de Nogueira a norte, a Serra de Bornes a sul e o Monte de Morais a leste, sem esquecer as Serras do Cubo e da Ala.

O primeiro destino é o Monte de Morais, o umbigo do Geopark Terras de Cavaleiros. Vá pela estrada cénica que cruza e revela esta “terra de duas faces”, através de manchas vegetativas distintas, onde proliferam plantas endémicas únicas no mundo.

Chamam-lhe o Monte Maldito. É que a terra deste lado do monte não dá nada. Já do lado da localidade de Morais, vê-se bem fértil. Como tal, depressa o povo lhe colou o epíteto de Monte Bendito. Foi a cultura popular o primeiro indicador do segredo guardado nas rochas das Terras de Cavaleiros. Na verdade, o fundo dum oceano onde a vegetação continental não vinga por causa dos minerais presentes nas rochas oceânicas inibirem o crescimento.

Continue o seu roteiro subindo ao Convento de Balsamão, da Congregação dos Marianos da Imaculada Conceição, erguido no pico dum monte rodeado de excelsa paisagem e divina tranquilidade. Entre o valioso património religioso, histórico e natural conta-se a deslumbrante igreja do século XVIII, um museu de arte sacra, jardins de silêncio e uma torre de água com vistas panorâmicas de fazer qualquer um acreditar no divino.

Do Convento de Balsamão parte o PR16 Rota do Balsamão, um dos nossos favoritos no Geopark Terras de Cavaleiros. O percurso, para além de passar pelo Geossítio das Termas da Abelheira, desce até ao rio Azibo, mais propriamente ao geossítio do Poço dos Paus. Procure as rochas polidas com listas cinzentas e negras, tal qual um código de barras, e tem perante si o BI do oceano Rheic.

Informação prática do PR16 MDC Rota do Balsamão

  • Distância: 4,9 km
  • Circular: Sim
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Convento de Balsamão

Geologia à parte, o Poço dos Paus é um pequeno oásis de frescura irresistível. Perfeito para um picnic descontraído debaixo da generosa sombra das árvores ou, quiçá, um mergulho no rio.

Dica VagaMundos: onde é que se arranja um picnic nestas paragens? No Restaurante & Tapas Alendouro. A cesta é um mimo. O recheio é surpresa atrás de surpresa de dar água na boca. Reserve com antecedência, levante no restaurante, desfrute… E devolva a cesta no fim, obviamente!
Os milhares de “olhos” dos Gnaisses de Lagoa

Pronto para seguir o roteiro por Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros? Vamos a Lagoa. A primeira paragem é nos Gnaisses de Lagoa, já na margem direita do rio Sabor. A rocha apresenta cristais brancos alongados (uma espécie de olhos na pedra) que testemunham a direção e o sentido de movimentação dos continentes.

Dica VagaMundos: em Lagoa pode aprender a fazer pão com a padeira Tia Maria Luísa, com oitenta anos cheios de humor e histórias de vida. Contacte o Posto de Turismo de Macedo de Cavaleiros para reservar com antecedência a sua experiência.

Dos gnaisses avançamos para os granulitos da Descontinuidade de Conrad. No topo duma das vertentes do rio Sabor, as descontinuidades sísmicas trouxeram à superfície rochas que só se encontram a dezenas de quilómetros de profundidade. Atente num afloramento rochoso discreto, de tons muito escuros e rocha muito rija, um pedaço solidificado do manto da Terra

Descontinuidade de Conrad

Sabendo isto, levantamos o olhar para o horizonte e somos brindados por uma paisagem sublime de montanhas pejadas de fragas que, literalmente, vieram das profundezas da Terra, recortadas pelo vale do rio Sabor. Depressa entramos em estado contemplativo e, como uma lição de humildade, ficamos gratos de ser o grão de areia que somos no mundo.

Foz do Azibo no Rio Sabor

Com o avançar da tarde, sugerimos outro percurso cénico neste segundo dia do roteiro por Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros. Rode pelas margens do rio Sabor, num pedaço cénico da Estrada Nacional 216, e seja brindado com as paisagens das encostas do vale do rio Sabor, engrossado pelas águas do Azibo na Foz do Azibo. Com o sol poente, a paisagem ganha matizes de cor dourada que facilmente enfeitiçam.

Dica VagaMundos: se quiser aproveitar na passagem por Peredo a caminho de Chacim, pare no restaurante Saldanha, para um cabrito de leite assado no forno de comer e chorar por mais. Como bónus, demore-se a mirar a coleção de centenas de objetos, alfaias e instrumentos agrícolas e ferramentas de ofícios no que se pode considerar um museu rural vivo.
Cabrito de leite assado no forno

O mais certo é já chegar bem tarde a Chacim, por isso, o melhor é reservar as visitas para o dia seguinte fechando por aqui o segundo dia do seu roteiro por Macedo de Cavaleiros. Clique para ver as melhores opções de alojamento em Chacim.

Mapa do 2º dia do roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia de roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros.

Roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: 3º dia

Chacim – Condução pela Serra de Bornes – Cortiços – Vale de Pradinhos – Macedo de Cavaleiros
Igreja Matriz de Chacim

Comece o terceiro dia de roteiro por Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros com uma curta deambulação pelas ruas de Chacim, distinguida com a marca Aldeias de Portugal em 2013. Localizada no sopé da Serra de Bornes, marcada pela tranquilidade transmontana e detentora dum rico património.

Pelourinho de Chacin

Hoje em ruínas, o Real Filatório de Chacim, um complexo industrial de fabrico da seda, foi um dos mais importantes da Europa. Não deixe também de visitar a Igreja Matriz (Igreja de São Sebastião e Santa Eufémia), a Capela do Desterro, o Pelourinho e de atravessar o riacho pelas pontes medievais do Bairrinho e da Paradinha.

Vale de Macedo visto da Serra de Bornes

O nosso roteiro por Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros segue em direção às alturas, à grandiosidade da Serra de Bornes que apela aos desportos. Para os amantes das caminhadas, como nós, sugerimos a pequena rota circular PR12 MDC Rota da Fraga dos Corvos. Tem início e fim na aldeia de Vilar do Monte, passa pelo Convento Jesuíta, por manchas florestais e campos de cultivo, culminando no Miradouro da Fraga dos Corvos com vistas privilegiadas sobre a paisagem agro-florestal e a cidade de Macedo de Cavaleiros.

Informação prática do PR12 MDC Rota da Fraga dos Corvos

  • Distância: 6,1 km
  • Circular: Sim
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Vilar do Monte
Dica VagaMundos: a Serra de Bornes é uma meca dos praticantes de BTT que acorrem ao lugar por altura das maratonas de BTT e ideal para prática de parapente pois o seu relevo reúne os requisitos necessários para a prática da modalidade. Se gosta de emoções fortes, aproveite!

Num ritmo mais brando, temos mais duas propostas para este último dia do seu roteiro por Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros. São duas das aldeias mais típicas merecedoras de visita. Falamos de Cortiços e Vale de Pradinhos.

Vale de Pradinhos

Na primeira destacam-se os solares paredes-meias com a arquitetura típica das casas de xisto e granito, de dois pisos e varandas de sacada em madeira ou escadas sem guarda. A segunda é famosa pelo vinho do mesmo nome, e por ter sido um dos lugares duma telenovela portuguesa que escolheu Trás-os-Montes como cenário.

Museu do Azeite
Dica VagaMundos: o azeite é o ouro líquido de Trás-os-Montes. A qualidade deste produto regional é inegável e, se não lhe basta a nossa palavra, tire a prova dos nove com uma degustação no Museu do Azeite “Solar dos Cortiços”, localizado num antigo lagar de azeite que operou até aos anos 50 do século passado. Reserve com antecedência.
Casa Falcão – Macedo de Cavaleiros

Estamos a chegar ao fim deste roteiro de 3 dias em Macedo de Cavaleiros e o Geopark Terras de Cavaleiros e fechamos na sede de concelho. O grande destaque vai para a Casa Falcão, uma casa senhorial que alberga o Museu de Arte Sacra, o Posto de Turismo e a receção aos visitantes do Geopark Terras de Cavaleiros. Visite a Igreja Matriz de São Pedro (a antiga), descubra as esculturas, relaxe no jardim do Largo da Câmara Municipal e tire a selfie de praxe frente ao sinal (luminoso à noite) de Macedo de Cavaleiros. Clique para ver as melhores opções de alojamento em Macedo de Cavaleiros.

Mapa do 3º dia de roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 3º dia de roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros.

Roteiro para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros em 2 dias

Se só tem 2 dias para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros, vai ter naturalmente de abdicar de pontos de interesse ou atividades que descrevemos atrás. De forma a maximizar o tempo disponível para as visitas, o ideal é dormir em localidades diferentes.

Pode sempre optar por cortar os percursos pedestres ou as atividades que incluímos no roteiro de 3 dias pelo Geopark Terras de Cavaleiros conforme o seu gosto, condensando o roteiro de 3 dias em 2. Tem a vantagem de poupar tempo, mas a desvantagem de perder experiências únicas.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 2 dias, podendo ler acima a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 3 dias para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros.

Dia 1

Macedo de Cavaleiros – Vale de Pradinhos – Albufeira do Azibo (Miradouro de Santa Combinha) – Praia da Fraga da Pegada – Praia da Ribeira – Podence – Passeio de Barco – Podence

Clique para ver mais opções de alojamento em Podence

Dia 2

Podence – Gnaisses de Lagoa – Descontinuidade de Conrad – Foz do Azibo – Convento de Balsamão – Poço dos Paus – Chacim – Macedo de Cavaleiros

Clique para ver mais opções de alojamento em Macedo de Cavaleiros

Mapa para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros em 2 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa para visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros em 2 dias

Onde comer em Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros – Restaurantes

Visitar Macedo de Cavaleiros e Geopark Terras de Cavaleiros: roteiro com o que ver e fazer
A bela da Posta

Macedo é um caso sério na hora de nos sentarmos à mesa. A gastronomia local das Terras de Cavaleiros, onde brilha a famosa Posta, é uma das melhores de Portugal. Mas as tentações gastronómicas não se ficam por aí. A gastronomia típica aproveita ao máximo os produtos endógenos da serra, como sejam o mel, as castanhas, o javali e o cabrito, e o resultado é simplesmente delicioso. Não se preocupe com os excessos serranos pois não há calorias que os trilhos do Geopark Terras de Cavaleiros não consigam abater.

 

A mesa estreia-se com uma tainada de queijos, alheira, linguiça e presunto acompanhadas de fatias de pão de cabo a rabo cuja carotcha se torra e rega de azeite, ominipresente numa mesa transmontana que se preze. Avançar com uma bela Posta acompanhada de Batata Rijada, Casulas com Butelo ou um Cabrito de Leite Assado em forno de lenha. Peixe da Albufeira, um Bacalhau Assado na brasa ou um Polvo à Lagareiro na Telha. De inverno, nada como o Rancho para dar energia. No fim, uma fatia de Calço ou Salada de Laranja Azeitada, laranja da Vilariça é claro.

Restaurante & Tapas Alendouro: para grupos ou por encomenda, vem à mesa um desfile de iguarias para todos os paladares, em modo tapas mas com petiscos bem portugueses, ou melhor, transmontanos – simplesmente deliciosos, mas pode optar pelos pratos regionais.
Avenida D. Nuno Álvares Pereira 28, 5340-202 Macedo de Cavaleiros, (+351) 278 421 236

Restaurante O Montanhês: é pena só haver espaço no estômago para um prato porque o cardápio é uma tentação da cozinha transmontana; sem falar das sobremesas: guarde espaço senão vai-se arrepender amargamente.
R. Camilo Castelo Branco 19, 5340-237 Macedo de Cavaleiros, (+351) 278 422 481

Casa do Lago – Fraga da Pegada (Praia Fraga da Pegada): os pratos são velhos conhecidos de todos mas com adição dum sabor distinto num bom casamento de ingredientes, como o bacalhau com natas com maçã assada.
Fraga da Pegada, 5340-410, (+351) 917 343 125

Restaurante Saldanha (Peredo): boa e deliciosa comida caseira, num ambiente do antigamente que nos remete para sabores com tradição: servem o melhor cabrito de leite assado em forno de lenha da região.
Rua Comendador Costa Pereira, 5340-380 Peredo, (+351) 278 471 118

Restaurante Taberna da Fonte (Podence): sem frescuras, o objetivo é saciar a fome com fartura; o arroz de cogumelos e a posta fazem uma grande dupla.
Rua de Lamadona 17, 5340-392 Podence, (+351) 939 388 027

Outros artigos de Trás-os-Montes e Alto Douro

BragançaChavesDouro VinhateiroLagos do SaborLamegoMontalegreParque Natural do Douro InternacionalPeso da Régua | PinhãoVale do Tua | Vilarinho de Negrões 

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.