Visitar Madeira: roteiro de 3, 5 e 7 dias com os locais a visitar na Ilha da Madeira

Visitar Madeira: roteiro de 3 a 7 dias com o que visitar na Ilha da Madeira

Anda a sonhar com uma viagem à Ilha da Madeira, mas não sabe bem por onde começar o planeamento? Então veio parar ao sítio certo. Neste artigo vai encontrar um guia e roteiro, que consideramos perfeito para quem tenha entre 3 a 7 dias para visitar a Madeira, com os principais pontos de interesse e muitas dicas práticas para planear a sua visita à “Pérola do Atlântico”.

Conteúdo deste Artigo

Razões para visitar a Madeira

Levada da Madeira – Roteiro para visitar a Madeira

Se há ilha no mundo que tem lugar cativo no topo da lista de viagens da maioria das pessoas, é a Madeira. O que não é de admirar, pois a Madeira é considerada uma das ilhas mais bonitas do mundo. A prová-lo está o troféu de Melhor Destino Insular do Mundo ganho nas últimas seis edições dos World Travel Awards, os “Óscares do Turismo”.

Visitar Madeira Roteiro
Ponta de São Lourenço – Roteiro para visitar a Madeira

Crédito que não deixa por mãos alheias! Apesar de ficar a menos de mil quilómetros de Portugal Continental, a Madeira é mesmo um mundo à parte. Bafejada por um clima subtropical, que lhe garante temperaturas amenas durante todo o ano, na Madeira encontra águas do mar temperadas, uma orografia montanhosa espantosa e luxuriantes florestas de Laurissilva. É como viajar para um verdadeiro Portugal Tropical.

Vista do Pico Ruivo – Roteiro para visitar a Madeira

E não se deixe enganar pelo tamanho! É certo que a Ilha da Madeira tem somente 57 km de comprimento e 22 km de largura. Todavia, o que lhe falta em tamanho, sobra-lhe em locais de interesse.

Visitar Madeira Roteiro
Casas típicas de Santana – Roteiro para visitar a Madeira

Desde a vibrante e maravilhosa cidade do Funchal às impressionantes piscinas vulcânicas naturais da Costa Norte, passando pelos imponentes Picos Ruivo, Torres e Areeiro, que com os seus mais de 1800 metros de altura figuram entre mais altos de Portugal, há um mundo imenso, repleto de maravilhas para descobrir. Há tanto para ver e fazer que até custa a acreditar que a ilha é tão pequena. E como tudo fica relativamente perto, não vai perder muito tempo com viagens.

Visitar Madeira Roteiro
Cabo Girão e Praia de Câmara de Lobos – Roteiro para visitar a Madeira

Prepare-se para percorrer apaixonantes vilas e cidades costeiras. Mergulhar em surreais piscinas naturais de origem vulcânica. Percorrer levadas que o vão conduzir pela floresta encantada de Laurissilva, até surpreendentes cascatas e paradisíacas lagoas. Perder-se em bosques mágicos que parecem recortados de um livro de J. R. R. Tolkien. Subir aos imponentes picos do Maciço Central e desfrutar dos seus assombrosos miradouros. Deambular pela árida península vulcânica da Ponta de São Lourenço. Deliciar-se com a exótica gastronomia madeirense e encantar-se com as seculares tradições da ilha.

Visitar Madeira Roteiro
Lagoa das 25 Fontes – Roteiro para visitar a Madeira

Em suma, deixe-se maravilhar por uma miríade de paisagens de cortar a respiração, que a cada curva @ vão deixar cada vez mais apaixonad@ por este paraíso tropical, de seu nome Madeira.

Na preparação da sua viagem à Ilha da Madeira sugerimos que leia também os seguintes artigos:

Quando visitar a Madeira

Visitar Madeira RoteiroSe há destino que pode ser visitado o ano inteiro, é a Madeira. O seu clima subtropical faz com que as temperaturas médias se alterem pouco ao longo do ano, oscilando entre os 17/18° C no inverno e os 25/26° C no verão. A água do mar sofre também poucas variações com temperaturas médias que vão dos 18°C no inverno aos 23°C no verão. Posto isto, a melhor altura para visitar a Madeira depende muito dos seus interesses.

Os dias longos e temperados da primavera e do outono são perfeitos para os amantes da natureza e das caminhadas. Na primavera a Madeira explode de cor, com o seu expoente máximo a acontecer em maio, altura em que decorre o colorido Festival da Flor.

Visitar Madeira RoteiroNo outono as cores são outras, mas a ilha é igualmente apaixonante. Em setembro e outubro tem ainda o bónus de poder assistir (até mesmo, participar) nas vindimas do famoso Vinho da Madeira.

Para quem quer desfrutar de uns bons dias de praia, com água bem temperadinha, e viver in loco a animação dos arraiais madeirenses, nada supera os meses de verão. Nessa altura as piscinas vulcânicas naturais e as largas dezenas de praias da Madeira são verdadeiramente irresistíveis.

Visitar Madeira Roteiro
Piscinas Naturais Vulcânicas de Porto Moniz – Roteiro para visitar a Madeira

E se as praias de rocha e seixos não lhe encherem as medidas, é só apanhar um barco ou avião até Porto Santo onde o esperam nove quilómetros de areia dourada e deliciosas águas cristalinas.

Já no inverno, a Madeira oferece um clima primaveril, quando comparado com a Europa Continental, o que a torna perfeita para fugir aos rigorosos invernos continentais. Por isso, já sabe, se tiver muito frio no inverno, rume à Madeira e poupe no aquecimento. Com jeito, ainda lhe paga os voos para a Madeira!

Visitar Madeira Roteiro
Fogo de Artifício na Passagem de Ano no Funchal

E claro, no inverno há também a famosa Passagem de Ano do Funchal, que dispensa qualquer tipo de apresentações. É um dos eventos mais mágicos e ímpares do planeta, daqueles que tem de vivenciar pelo menos uma vez na vida.

Quantos dias são necessários para visitar a Madeira?

Visitar Madeira RoteiroÉ certo que a área da Ilha da Madeira é relativamente pequena, mas não se iluda. Os 741 km2 da ilha escondem uma miríade de segredos que demoram bem mais do que 3 ou 4 dias a explorar.

Em nossa opinião, 7 dias é o ideal para uma primeira visita à Madeira. Numa semana conseguirá visitar os locais mais emblemáticos da ilha, percorrer uma mão cheia de levadas e veredas e desfrutar de uns deliciosos banhos nas piscinas naturais vulcânicas ou numa das muitas praias da Madeira. Caso pretenda dar um saltinho a Porto Santo ou às Ilhas Desertas, o ideal é acrescentar, pelo menos, mais 2 ou 3 dias.

Só tem entre 3 a 5 dias disponíveis para visitar a Madeira? Não deixe de ir! Obviamente que terá de deixar para outra viagem alguns dos locais que destacamos no roteiro de 7 dias para visitar a Madeira… E de cortar em algumas caminhadas e dias de praia. Ainda assim, acredite que vai regressar a casa igualmente maravilhado. Se for esse o seu caso, espreite as nossas sugestões de roteiros para visitar a Madeira em 3 e 5 dias.

Onde fica e como chegar à Madeira – dicas de voos

Visitar Madeira: roteiro de 3 a 7 dias com o que visitar na Ilha da MadeiraO Arquipélago da Madeira situa-se no Oceano Atlântico, a cerca de 980 km a sudoeste de Lisboa e a aproximadamente 700 quilómetros da costa ocidental africana, quase à mesma latitude de Casablanca, Marrocos. O Arquipélago da Madeira é formado pela Ilha da Madeira, Ilha de Porto Santo, Ilhas Desertas e Ilhas Selvagens. Somente as duas primeiras se encontram permanentemente habitadas.

Existem vários voos diários de Lisboa e do Porto para a Madeira (Funchal) e a viagem demora pouco mais de 1:30h partindo de Lisboa e aproximadamente 2h voando do Porto.

O melhor de tudo é que não faltam opções económicas, graças às ofertas agressivas das companhias de aviação low cost, como a EasyJet e a Transavia. Posto isto, é relativamente fácil conseguir reservar voos para a Madeira por valores entre os 50€/75€ ida e volta. Se apanhar boas promoções, pode até pagar consideravelmente menos.

Para obter os melhores preços sugerimos que faça várias simulações e que reserve o voo com (pelo menos) três meses de antecedência. Clique para ler as nossas dicas para comprar voos baratos.

Clique para procurar voos através da Skyscanner

Conduzir na Madeira e aluguer de carro

Grande parte dos locais de interesse da Madeira são belezas naturais que, na sua maioria, não são servidas de transportes públicos. Por isso, a não ser que pretenda recorrer a tours, o melhor é alugar um carro.

Visitar Madeira RoteiroPara além de conseguir ir aos locais mais recônditos da ilha, onde poderá desfrutar de paisagens maravilhosas, terá muito mais flexibilidade para alterar os seus planos. Um plano de viagem flexível na Madeira é extremamente importante, visto que as condições climatéricas mudam com imensa frequência. Não é raro viver-se as “quatro estações num só dia”.

Nós alugamos o nosso carro através da RentalCars (do mesmo grupo do Booking.com) e correu tudo cinco estrelas, como de costume. O que gostamos da RentalCars é que permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car (e assim encontrar o melhor preço disponível), sendo ainda possível cancelar o aluguer sem qualquer custo até 48h antes da partida. Clique para ver todas as opções de aluguer de carro.

Dica VagaMundos: Se optar por fazer o seu aluguer na RentalCars, opte também por fazer o seguro contra todos os riscos com eles pois é, significativamente, mais barato do que quando contratado diretamente à empresa de rent-a-car.

Visitar Madeira RoteiroNa hora de alugar a sua viatura tenha em consideração que o relevo na Madeira é muito acidentado. Logo, se forem mais de dois ocupantes no carro, não é lá muito boa ideia alugar um carro com pouca potência, pois terá sérias dificuldades em subir as íngremes ladeiras da Madeira.

No cômputo geral, as estradas na Madeira estão em boas condições. Porém, tenha em atenção que as estradas que cruzam as zonas montanhosas (todo o interior da Madeira) são muito sinuosas e, por norma, muito estreitas. Por isso, convêm redobrar a atenção e não abusar na velocidade. Já a estrada que rodeia toda a ilha pela costa é, no fundo, uma via rápida em excelentes condições. Prepare-se é para atravessar um sem número de túneis durante a sua viagem à Madeira, pois a ilha é um autêntico queijo-suíço rodoviário.

Viagens para Madeira e Porto Santo: Teste de COVID-19 e Recomendações de Saúde

Visitar Madeira Roteiro
Funchal – Roteiro para visitar a Madeira

Todas as pessoas que pretendam viajar para a Região Autónoma da Madeira, independentemente de serem portugueses ou estrangeiros, têm de ser portadores de um Teste PCR negativo à COVID-19 que pode ser feito nas 72h prévias ao embarque ou à chegada à Madeira.

Nós optamos por fazer o teste de antemão recorrendo a um dos postos de colheita em Portugal Continental certificados pelo Governo Regional da Madeira, tendo sido os custos do teste à COVID-19 totalmente suportados pelo Governo Regional da Madeira. Tendo em conta a afluência aos testes, recomendamos que efetue a sua marcação o mais cedo possível, para garantir vaga no posto de colheita mais próximo da sua zona de residência. Clique para mais informações e para efetuar a sua marcação.

Caso não pretenda fazer o teste antes de viajar para a Madeira, terá de o fazer à chegada e ficar em isolamento no seu alojamento até obter os resultados (uma média de 12 horas).

Independentemente da opção tomada, todos os passageiros deverão proceder ao preenchimento obrigatório do inquérito epidemiológico na plataforma digital madeirasafe.com e serão sujeitos a triagem térmica à chegada.

Como medidas complementares de prevenção da COVID-19, as autoridades de saúde madeirenses recomendam o cumprimento das seguintes normas:

  • Uso de máscara, em especial, em espaços fechados e transportes públicos (obrigatório)
  • Distanciamento social (2 metros entre as pessoas e evitar aglomerados);
  • Higienização frequente das mãos;
  • Etiqueta respiratória.

Leia todas as informações atualizadas no site oficial do Turismo da Madeira

Seguro de Viagem para a Madeira

No atual contexto epidemiológico é de crucial importância fazer um seguro de viagem que tenha cobertura COVID-19. Só assim é possível viajar com tranquilidade.

A pensar nisso mesmo, a IATI Seguros criou o IATI Escapadinhas, um seguro de viagem que oferece cobertura em caso de contágio por COVID-19 (exames médicos, transporte sanitário, assistência médica, hospitalização, quarentena obrigatória e repatriação). E se optar pela cobertura de cancelamento em caso de resultado positivo para COVID-19 em Portugal (do próprio segurado, pais ou filhos, se isto impede iniciar a viagem na data prevista), recupera o dinheiro que havia gasto na sua viagem.

O seguro de viagem IATI Escapadinhas é super económico. Para ter uma ideia, na nossa última viagem à Madeira pagamos menos de 10€/pessoa para 9 dias de viagem, já com a opção de cancelamento incluída. Por estes valores, não vale de todo a pena correr riscos e (eventualmente) “ficar a arder” no caso de ter de cancelar a viagem devido à Covid-19.

Clique para fazer uma simulação para a sua viagem à Madeira e não se esqueça que, ao utilizar o nosso link, terá um desconto de 5% na compra seu seguro de viagem.

Tours, excursões e atividades na Madeira

Existem inúmeras excursões e atividades que pode fazer na Madeira. Entre elas destacamos os passeios de barco pela costa, para observação de baleias e e golfinhos, e as excursões de um dia às Ilhas Desertas e Ilha de Porto Santo.

Se gosta de caminhadas, mas não se sente confortável em percorrer as levadas ou as veredas da Madeira sozinh@, pode também juntar-se a um pequeno grupo acompanhado por um guia experiente durante todo o percurso.

Visitar Madeira RoteiroSe não pretende alugar carro na Madeira, recomendamos vivamente que recorra a um tour local para explorar belezas naturais e pontos de interesse mais recônditos da Ilha da Madeira.

Abaixo colocamos os nossos tours e atividades favoritas na Madeira de acordo com a sua tipologia. Clique nos respetivos links para consultar os programas:

Passeios de Barco e Excursões de 1 dia a Porto Santo e Ilhas Desertas

Caminhadas pelas Levadas e Trilhos da Madeira com guia

Excursões de Carro e 4×4 pela Madeira

Excelentes opções se não pretender alugar carro.

Dica VagaMundos: na escolha dos tours, e porque os imprevistos acontecem, evite sempre reservar tours que não permitam cancelamento gratuito. Dê prioridade às excursões e atividades que têm boas reviews e permitam cancelar sem custos com (pelo menos) 48h de antecedência.

Onde ficar na Madeira? Sugestões de alojamento

A primeira grande decisão a tomar quando se começa a planear uma viagem à Madeira é escolher os locais onde ficar alojado. Apesar da Ilha da Madeira não ser propriamente gigante, se for com pouco tempo, recomendamos que opte por dividir as noites de hospedagem por várias localidades ao invés de ficar sempre alojado na mesma. Assim ganha mais tempo (e energia) para conhecer os principais pontos de interesse da Madeira.

As localidades que sugerimos para passar a noite nos nossos roteiros da Madeira são o Funchal, Porto Moniz, São Vicente, Santana e Calheta, mas pode fazer pequenas alterações aos roteiros e optar por ficar noutras localidades vizinhas. Para além das referidas atrás, as melhores apostas são Câmara de Lobos, Machico, Ponta do Sol e Ribeira Brava.

Como deve saber, a Madeira é um dos destinos mais procurados de Portugal, logo, recomendamos que reserve o seu alojamento com o máximo de antecedência possível de forma a garantir os melhores preços. Clique nos links abaixo para procurar alojamento nas respetivas localidades e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Caso vá com mais tempo, considere montar base numa só localidade e fazer os seus passeios a partir daí, visto que exige menos logística e torna a experiência mais relaxante (andar a fazer e desfazer malas todos os dias é sempre chato, sobretudo se viajar com crianças). A duração da nossa última viagem à Madeira foi de 9 dias e foi o que fizemos.

Se escolher esta opção, sem dúvida alguma que a melhor localidade para montar base é o Funchal, visto que é a que tem mais oferta de alojamentos e serviços turísticos, conta com excelentes acessos para toda a ilha e acaba por ser a localidade que fica mais equidistante da maioria dos pontos de interesse da Madeira.

Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos no Funchal – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Hotel Baía Azul

No Hotel Baía Azul, virado para o oceano, toda a atenção está centrada no hóspede, no seu bem-estar e na sua satisfação. Áreas comuns amplas salientam peças de design moderno e mobiliário de bom gosto. Somam-se os três restaurantes, bar, Spa, piscina interior e centro de fitness para que nada falte. A excelência tem continuidade nos quartos, cuja iluminação, cores e decoração contribuem para o repouso sereno no consolo da cama de qualidade, almofadas fofas e lençóis de toque suave. Ao pôr-do-sol, a varanda com vista para o mar é de sonho, mas a realidade é melhor ainda quando nos brindam com mimos inesperados, cortesias do conciérge ou do chef. Sem falar no soberbo pequeno-almoço. O rooftop lounge bar e as piscinas exteriores no jardim são irresistíveis para relaxar. O Hotel Baía Azul é luxo acessível que não descura nenhum pormenor do conforto sofisticado dos hóspedes. Expetativas superadas!

Savoy Palace

Aos serviços de topo do Savoy Palace soma-se a localização privilegiada, bem no coração do Funchal. Neste resort de 5 estrelas, onde luxo e requinte marcam presença, tudo é áureo. A estética é brilhante, os serviços são de excelência, as comodidades, irrepreensíveis. Entrar num dos quartos, com varanda vista cidade ou mar, é entrar num mundo dourado de conforto e bem-estar singular. É difícil escolher onde se entregar ao ócio, se na piscina exterior, nos terraços ao ar livre, no rooftop, ou no lounge-bar. Ou satisfazer o bem-estar no Spa ou no centro de fitness. Na dúvida, experimente todos.

Belmond Reid’s Palace

Para si, que busca nada menos do que o melhor, temos uma sugestão. Belmond Reid’s Palace é sinónimo de luxo puro. Situada sobre uma falésia, em quatro hectares de jardins subtropicais com vista para o Atlântico, esta estância de 5 estrelas apresenta um Spa em frente ao oceano, três piscinas e acesso direto à água do oceano. A elegância define a propriedade, dos espaços comuns aos quartos, decorados com um toque clássico e aristocrático onde os materiais nobres prevalecem. A estância destaca-se nos serviços de classe mundial do Spa, ideal para quem busca férias de relaxamento e bem-estar. Um paraíso dentro do paraíso da Madeira.

Quinta da Bela Vista

Poder viver num espaço que replica o esplendor natural da ilha-jardim do Atlântico, é possível na Quinta da Bela Vista, um hotel exclusivo premiado pelo World Travel Awards como Europe’s Leading Boutique Hotel. Verdadeiramente tentador para quem aprecia sossego e tranquilidade, ar puro e liberdade, o hotel 5 estrelas está inserido nos hectares duma quinta com jardins botânicos. Sim, leu bem. No elenco das qualidades desta distinta propriedade familiar, estrela a hospitalidade calorosa e genuína das tradicionais quintas madeirenses, quartos elegantes com varanda privada, uma piscina exterior rodeada dum terraço com vistas para a baía do Funchal, restaurantes e bares, entre outras comodidades, que garantem satisfazer todos os desejos do hóspede.

Apartments Madeira City Center

Para quem procura a privacidade e independência dum apartamento no centro do Funchal, recomendamos vivamente o Apartments Madeira City Center, mesmo ao lado da Zona Velha. Gostamos de casas aconchegantes, onde nada nos falta e perto de tudo. Foi o que encontrámos, a par duma simpatia contagiante que ganha nota máxima na arte de bem receber. As casas renovadas apresentam um conforto notável numa arquitetura de linhas modernas, decoradas com bom gosto e muito bem pensadas, procurando satisfazer todas as necessidades do hóspede, quer para estadias curtas como prolongadas. Quarto confortável, sala comum com kitchenette equipada e espaço de refeições, casa-de-banho e um terraço super agradável, irrepreensivelmente limpos e cuidados. O melhor? A relação qualidade-preço é imbatível na categoria do alojamento local no Funchal.

Clique para ver mais opções de alojamento na Madeira

O Melhor da Madeira num Roteiro de 7 dias (1 semana): lugares a visitar na Ilha da Madeira

Visitar Madeira RoteiroÉ importante referir que o número de dias que sugerimos para o roteiro de 7 dias para visitar a Madeira pressupõe que a viagem seja feita de carro e não inclui os dias de viagem do local de origem para a Madeira e vice-versa. Logo, a não ser que o seu voo de ida seja matutino e o de regresso mais tardio (existem várias opções nesse sentido), terá sempre de acrescentar mais dois dias para a ida e volta desde o seu ponto de partida até ao Funchal, o ponto de início e fim deste roteiro da Madeira.

Na verdade este roteiro foi desenhado para permitir tanto a opção de ficar sediado no Funchal, como a de ir mudando de alojamento durante a sua viagem. Ao longo do roteiro iremos colocar as melhores localidades para ficar alojado dia a dia, para o caso de não querer dormir sempre no Funchal.

Visitar Madeira RoteiroSe é nosso leitor assíduo, já sabe que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Se abdicar de fazer algumas das atividades que sugerimos ou cortar alguns pontos de interesse, pode fazer este roteiro em menos dias. Por isso mesmo, já a jogar na antecipação, desenhamos também um roteiro de 3 e 5 dias para visitar a Madeira. Pode consultar ambos logo abaixo do roteiro de 7 dias.

Visitar Madeira Roteiro
Porto Santo – Roteiro para visitar a Madeira

No sentido inverso, caso queira fazer mais algumas atividades ou caminhadas, relaxar ou praticar surf numa das muitas praias da Ilha da Madeira, partir à descoberta da Ilha de Porto Santo ou das Ilhas Desertas, acrescente mais uns dias e alargue este roteiro da Madeira para 10 ou 15 dias. Ao longo do roteiro vamos dar-lhe algumas sugestões nesse sentido.

Por último, queremos chamar-lhe a atenção que, face à instabilidade do clima na Madeira, deve estar preparad@ para ir fazendo alterações ao roteiro durante a sua estadia. Se não o fizer, arrisca-se a encontrar muitos dos locais mais emblemáticos (como a Eira do Serrado, o Cabo Girão ou o Pico do Areeiro) completamente envoltos em nevoeiro.

Visitar Madeira Roteiro
Bosque mágico do Fanal – Roteiro para visitar a Madeira

O ideal é consultar amiúde as câmaras live do site Net Madeira para avaliar o estado do tempo nas zonas da ilha que pretende visitar nesse dia. Se vir que está muito nublado, não hesite em mudar os planos. Até porque, por vezes, está um sol de raiar numa ponta da ilha e um nevoeiro de cortar à faca na outra.

Roteiro visitar a Madeira: 1º Dia

Funchal

O primeiro dia do roteiro para visitar a Madeira é todo ele dedicado a explorar a maravilhosa cidade do Funchal.

Comece o dia com uma visita ao colorido Mercado dos Lavradores, onde irá encontrar uma miríade de flores e frutas exóticas. É certo que é muito turístico. Ainda assim, vale bem a pena deambular por lá um pouco.

Daí siga até ao emblemático Teleférico que liga o Funchal ao Monte. A viagem é, por si só, uma experiência imperdível. Uma vez no topo do Monte, poderá visitar o fotogénico Jardim Tropical do Monte Palace e a bela Igreja de Nossa Senhora do Monte.

Visitar Madeira RoteiroÉ precisamente da frente da Igreja que arrancam os tradicionais Carros de Cesto da Madeira, a forma mais radical de descer as empinadas ladeiras do Monte. Mesmo que não pretenda sentir a adrenalina e viver na pele as emoções fortes da descida, vale muito a pena fazer a pé o percurso dos Carros de Cesto para assistir, ao vivo, à arte da condução dos “carreiros” e à vertiginosa velocidade que atingem os carros.

Visitar Madeira RoteiroExperiência com os Carros de Cesto terminada, regresse à baixa do Funchal. Pode fazê-lo a caminhar (aproximadamente 2 km) ou apanhando um táxi ou Uber (recomendamos o último, porque, por norma, é mais barato).

Visitar Madeira Roteiro
Forte de São Tiago – Funchal

Da parte da tarde, parta à descoberta do riquíssimo património e dos encantos do centro histórico e da marginal do Funchal. Entre os muitos locais que pode visitar destacamos os seguintes:

  • Praça do Município
  • Sé do Funchal
  • Paços do Concelho
  • Palácio de São Lourenço
  • Colégio e Igreja dos Jesuítas
  • Forte de São Tiago
  • Igreja de São Tiago Menor
  • Praia da Barreirinha (aproveite e beba um copo e/ou coma um Prego em Bolo do Caco no Barreirinha Bar Café. O ambiente é top e as vistas, então, nem se fala!)
  • Deambular pelas estreitas ruas da Zona Velha com destaque para a emblemática Rua de Santa Maria, repleta de street art, restaurantes e bares (excelente opção para tomar um copo à noite)
  • Percorrer a Avenida do Mar (onde irá encontrar a Marina e a Praça do Povo)
  • Percorrer a Avenida Arriaga (onde irá encontrar o Teatro Municipal Baltazar Dias, o Jardim Municipal do Funchal, a Estátua de Zarco, o descobridor da Madeira, e o Blandy’s Wine Lodge, uma das mais antigas caves de Vinho da Madeira no Funchal)
  • Passear pelo aprazível Parque de Santa Catarina
  • Casino e Museu CR7
Promenade do Lido – Funchal

Ao final da tarde, se ainda tem tempo, pegue no carro e vá até à Promenade do Lido onde poderá fazer uma agradável caminhada ao pôr-do-sol com vista para o Ilhéu do Gorgulho. E se quiser dar o seu primeiro mergulho nas agradáveis águas da Madeira, basta dar um saltinho à vizinha Praia Formosa. Caso não tenha tempo, guarde a sugestão para outro final de tarde no Funchal. Não vão faltar oportunidades!

Quer mais dicas sobre a cidade do Funchal? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer no Funchal.

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 2º Dia

Funchal – Câmara de Lobos – Miradouro do Cabo Girão – Fajã dos Padres – Ribeira Brava – Ponta do Sol – Cascata dos Anjos – Praia da Calheta – Museu de Arte Contemporânea da Madeira MUDAS – Paúl do Mar – Farol da Ponta do Pargo – (Miradouro da Garganta Funda) – Funchal

O segundo dia do roteiro para visitar a Madeira será dedicado a explorar a Costa Oeste da Ilha da Madeira. Prepare-se para conhecer algumas das localidades costeiras mais bonitas e históricas da Madeira, cabos e miradouros com vistas de cortar a respiração, tentadoras praias e empolgantes cascatas.

Comece o dia rumando até Câmara de Lobos, a primeira povoação criada na Madeira pelo próprio navegador João Gonçalves Zarco, o descobridor da Madeira. Logo que coloque os olhos na sua idílica baía pintalgada de coloridos Xavelhas, os pitorescos barcos de pesca de Câmara de Lobos, o mais certo é cair logo de amores por esta terra de pescadores. Foi o que aconteceu a Winston Churchill, que inclusivamente pintou este apaixonante retrato quando visitou a Madeira em 1950 (sim, Churchill era pintor nas horas vagas. E dos bons, diga-se em abono da verdade!)

Para além do incontornável passeio ao longo da baía e pelas estreitas ruelas do centro histórico, repletas de street art, não deixe também de subir ao Ilhéu de Câmara de Lobos, para desfrutar de excelentes vistas sobre a cidade, a orla costeira, campos de bananais e a imponente falésia do Cabo Girão. No que a património histórico diz respeito não deixe de visitar a Capela de Nossa Senhora da Conceição (primeira capela da ilha da Madeira), a Igreja matriz São Sebastião e o Forno de Cal.

Vista do Cabo Girão de Câmara de Lobos

Bem sabemos que é cedo, mas uma visita a Câmara de Lobos não fica completa sem beber poncha (bebida feita de aguardente de cana-de-açúcar, sumo de limão e mel) e comer gata (peixe seco). Mas talvez o melhor seja regressar ao final da tarde (ou à noite) para cumprir o ritual com preceito.

Dica VagaMundos: para as melhores vistas sobre a baía de Câmara de Lobos dê um saltinho ao Miradouro do Salão Ideal. Verá que não se vai arrepender!

A próxima paragem do roteiro da Madeira será no famoso Miradouro do Cabo Girão, cujos 580 metros de altura fazem dele o promontório mais alto da Europa.

E se a grandiosidade do Cabo Girão impressiona qualquer um, a plataforma suspensa em vidro do miradouro homónimo não lhe fica nada atrás. Literalmente a seus pés, terá vistas vertiginosas sobre a Fajã do Cabo Girão (nome dado às áreas de cultivo à beira-mar plantadas, usualmente no sopé das falésias).

Se sofre de vertigens, terá aqui um verdadeiro teste de fogo. Mas, acredite, quando vir as esmagadoras vistas com que será brindado do skywalk do Miradouro do Cabo Girão, até se esquece delas.

Do Cabo Girão siga até ao vizinho Miradouro da Fajã dos Padres, de onde poderá desfrutar de mais uma fantástica vista sobre a orla costeira e sobre as plantações agrícolas da Fajã dos Padres, famosa pelas suas vinhas e agricultura biológica.

Se quiser ir até lá abaixo, terá à sua espera um cénico teleférico que faz a viagem em apenas 4 minutos. Uma vez na Fajã dos Padres, para além de poder visitar os terrenos de cultivo, poderá desfrutar da sua agradável praia e beber ou comer algo no seu afamado restaurante.

Igreja Matriz de Ribeira Brava

Continue o segundo dia do seu roteiro para visitar a Madeira rumando até à cidade de Ribeira Brava, onde não pode deixar de visitar as ruínas do Forte de São Bento (que presentemente alberga o Posto de Turismo), a Igreja Matriz, o Museu Etnográfico da Madeira e fazer um passeio pela aprazível marginal da Ribeira Brava.

Ponta do Sol

Logo ao lado da Ribeira Brava irá encontrar a apaixonante localidade da Ponta do Sol, o concelho mais quente da Ilha da Madeira e onde o sol brilha durante maior número de horas. Para além da incontornável Praia e Cais da Ponta do Sol, não deixe também de visitar o centro histórico da vila, com destaque para a Igreja Matriz e para as Capelas de Santo António e São Sebastião, e de subir até ao Miradouro do Cascalho e à altaneira Estalagem da Ponta do Sol. Não encontra melhores vistas por estas bandas.

Ponta do Sol visitada, continue o seu roteiro pela Madeira dirigindo-se até à famosa Praia da Calheta, a única praia de areia da Ilha da Madeira (é artificial, mas isso pouco importa). Mas não opte pelo caminho mais direto pela Via Expresso 3! Ao invés disso siga pela antiga estrada regional ER101 via Praia dos Anjos e Madalena do Mar pois não só a estrada é muito mais cénica, como terá à sua espera um dos locais mais surpreendentes da Madeira: a Cascata dos Anjos.

A dita cascata cai diretamente na estrada. Achegue-se! Aprecie a sua grandiosidade de perto e desfrute de um inesquecível duche patrocinado pela natureza. Aproveite também para dar uma lavagem ao carro naquele que é, muito provavelmente, o car wash mais original de Portugal.

Atenção: se o tempo estiver muito chuvoso, é possível que a ER101 seja encerrada pois é uma estrada que está muito sujeita a derrocadas. Nesse caso, a visita à Cascata de Anjos terá de ficar para uma futura viagem à Madeira.

Uma vez na Calheta, para além de dar um mergulho na sua famosa praia, aproveite para visitar o fantástico Museu de Arte Contemporânea da Madeira.

A próxima paragem do nosso roteiro pela Madeira será na pitoresca vila piscatória de Paúl do Mar, idilicamente encrustada por entre imponentes falésias. A localidade em si não tem muito que visitar, mas um passeio pela sua marginal e Porto de Abrigo mais do que justifica a paragem.

Talvez seja mais convincente se lhe dissermos que em Pául do Mar come-se mesmo muito bem, desde peixe e marisco fresquíssimo às deliciosas Lapas Grelhadas acompanhadas com Bolo do Caco com manteiga de alho. E se for em épocas de chuva, ainda terá o bónus de poder ver a Queda de Água do Caminho Real do Paúl do Mar em todo o seu esplendor.

O segundo dia do nosso roteiro para visitar a Madeira termina no Farol da Ponta do Pargo, o ponto mais ocidental da Ilha da Madeira. Assistir ao pôr-do-sol deste promontório com quase 300 metros de altura é o final de dia perfeito.

Cascata da Garganta Funda – Roteiro para visitar a Madeira
Dica VagaMundos: se vir que tem tempo e não se importar de andar um pouco a pé, dê um saltinho até ao vizinho Miradouro da Garganta Funda donde poderá avistar a soberba Cascata da Garganta Funda, uma das cascatas mais impressionantes da Madeira com 140 metros de altura. O percurso começa e acaba no Caminho do Pedregal e ir e vir são aproximadamente 1,2 km.

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 3º Dia

Serra de Água – Paul da Serra – Miradouro do Rabaçal – Levada das 25 Fontes e Levada do Risco – Porto Moniz – Seixal – Miradouro do Véu da Noiva – Cascata de São Vicente – São Vicente

No terceiro dia do nosso roteiro para visitar a Madeira irá conhecer o maior planalto da ilha, percorrer as suas primeiras levadas e ter a oportunidade de tomar retemperadores banhos nas piscinas naturais vulcânicas da Costa Norte da Madeira. Por isso, não se esqueça do fato de banho!

Planalto de Paul da Serra

Comece o dia rumando até ao Miradouro do Rabaçal, em pleno Planalto de Paul da Serra, o maior e mais extenso planalto da ilha da Madeira com cerca de 24 km², situado a uma altitude entre os 1300 e os 1500 metros. Se quer desfrutar de uma das estradas mais panorâmicas da Madeira, recomendamos vivamente a que opte por ir via Serra de Água e Encumeada. Só assim poderá percorrer a totalidade da cénica ER110. Será brindado com estonteantes paisagens, daquelas que teimam em ficar tatuadas na retina para a eternidade.

Atenção: tenha em atenção que no troço da ER110 que liga a Encumeada a Paul da Serra podem ocorrer desabamentos e quedas de pedras, o que faz com que a estrada possa estar encerrada. Na nossa última visita à Madeira (setembro 2020) estava em boas condições de circulação, mas convém informar-se antes de se fazer à estrada.

Do Miradouro do Rabaçal arrancam algumas das levadas mais bonitas da Madeira, logo é hora de calçar as suas botas de caminhada e ir percorrer duas delas, nomeadamente a Levada das 25 Fontes e a Levada do Risco (PR6 e PR6.1 respetivamente)

O que são as Levadas da Madeira?

São canais de irrigação ou aquedutos criados com o objetivo de levar a água do norte (onde abunda) para o sul da ilha, mais habitável e onde se implantaram, desde sempre, a maioria das plantações. No total, a Ilha da Madeira conta com uns impressionantes 2000 km de levadas e muitos deles podem ser percorridos a pé.

Os dois percursos somados têm aproximadamente 11 km de extensão (ida e volta). A partir da Casa de Abrigo do Rabaçal seguem sempre paralelos às levadas pela floresta subtropical de Laurissilva, considerada Património da Humanidade da UNESCO desde 1999.

Para além da idílica beleza do percurso, repleto de luxuriante vegetação, no final da Levada do Risco irá deparar-se com uma impressionante cascata, que cai pela rocha formando um gigantesco risco.

Cascata do Risco – Roteiro para visitar a Madeira

Já no final da Levada das 25 Fontes irá deparar-se com um anfiteatro natural de rara beleza. De um enorme rochedo brotam e escorrem 25 linhas de água que formam a paradisíaca Lagoa das 25 Fontes. É difícil imaginar um cenário mais idílico para coroar a caminhada. Clique aqui para ler mais informações sobre a Levada das 25 Fontes e a Levada do Risco e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Lagoa das 25 Fontes – Roteiro para visitar a Madeira

Depois da caminhada, continue o seu roteiro da Madeira rumando até Porto Moniz. Pelo caminho, não deixe de parar no Miradouro da Santa para desfrutar de soberbas vistas panorâmicas sobre Porto Moniz e o Ilhéu Mole.

Em Porto Moniz tem à sua espera as fantásticas Piscinas Naturais de água salgada formadas pela lava vulcânica. Pode optar por ir dar um mergulho às Piscinas Naturais Velhas (também conhecidas por piscinas naturais do Cachalote) – entrada gratuita – ou às Piscinas Naturais Novas, que são bem maiores e apresentam todas as condições para a prática balnear – entrada paga.

Piscinas Naturais Vulcânicas Novas de Porto Moniz

Independentemente da sua opção para ir a banhos, não deixe de contemplar ambas: para ver, não paga nada. E ainda de dar um saltinho ao Forte de S. João Baptista que, presentemente, alberga o Aquário da Madeira.

A próxima paragem no seu roteiro da Madeira será na vizinha vila do Seixal onde o espera a surpreendente Praia da Laje, uma irreal praia de areia preta de uma beleza invulgar. O contraste da areia negra com o azul cristalino do mar e as verdejantes montanhas que parecem tocar o céu, resulta num quadro simplesmente perfeito, que lembra outras paragens bem mais distantes. Apaixonante!

Igualmente imperdível é uma visita às Piscinas Naturais do Seixal (sim, não são só as de Porto Moniz que merecem destaque). O acesso é gratuito e pode ter a certeza que vão ficar a matar no seu feed do Instagram.

Cascata do Véu da Noiva – Roteiro para visitar a Madeira

O terceiro dia deste nosso roteiro para visitar a Madeira já vai longo, mas ainda temos mais um par de pérolas para lhe revelar. A primeira delas é a Cascata do Véu da Noiva, cuja grandiosidade pode ser observada no Miradouro do Véu da Noiva situado na antiga estrada que liga o Seixal a São Vicente.

Cascata de São Vicente

A segunda é a não menos admirável Cascata de São Vicente, localizada mesmo à saída do túnel que antecede a entrada de São Vicente, a localidade onde termina o terceiro dia do roteiro da Madeira.

Marginal de São Vicente

Os locais de visita imperdível em São Vicente são a Capelinha de São Vicente, cravada num bloco basáltico e as Grutas e Centro de Vulcanismo de São Vicente. Se chegar a São Vicente a horas impróprias, reserve as visitas para o dia seguinte.

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 4º Dia

São Vicente – Levada do Alecrim e Lagoa do Vento (Cascata Dona Beja) – Posto Florestal Fanal – Taberna da Poncha (Serra de Água) – Praia do Garajau – Cristo Rei da Madeira – Funchal

Preparado para mais um dia em cheio a visitar a Madeira? Hoje o roteiro irá levá-lo a percorrer mais uma fantástica levada da Madeira, visitar um bosque mágico e conhecer mais um cantinho extraordinário da costa madeirense.

Para começar o quarto dia do roteiro da Madeira da melhor forma, volte a rumar até ao Miradouro do Rabaçal para percorrer a Levada do Alecrim e a Vereda da Lagoa do Vento (PR 6.2). O trilho encontra-se bem marcado e tem aproximadamente 9 km de extensão (ida e volta) já contando com o desvio até à Lagoa do Vento (2 km ida e volta). Se só quiser percorrer a Levada do Alecrim, só terá 7 km pela frente.

Cascata e Lagoa da Dona Beja

No final do percurso tem à sua espera a Cascata e Lagoa da Dona Beja, uma das nossas favoritas na Madeira, onde pode tomar um refrescante banho. Um pouco antes da Lagoa da Dona Beja irá encontrar a placa que assinala o desvio até à Lagoa do Vento, uma autêntica fatia do paraíso na Madeira. Clique aqui para ler mais informações sobre a Levada do Alecrim e a Vereda da Lagoa do Vento e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Lagoa do Vento
Lagoa do Vento

Depois da caminhada, continue o seu roteiro da Madeira rumando até ao Posto Florestal do Fanal, um dos locais mais místicos da Madeira. Há sua espera terá um bosque de Tis centenárias, que remontam ao período anterior ao descobrimento da ilha.

Os ramos e raízes destas árvores seculares são autênticos contorcionistas, adquirindo um sem número de irreais formas que, quando envoltas pelo (muito frequente) nevoeiro, nos transportam instantaneamente para os bosques mágicos dos livros de J. R. R. Tolkien. Pura magia!

Está na hora de se despedir do Planalto do Paul da Serra e de regressar ao Funchal. Pelo caminho não deixe de fazer uma paragem na castiça Taberna da Poncha, em Serra de Água. Por uma boa razão: para provar aquela que dizem ser a melhor Poncha da Madeira. É certo que não as provámos todas, mas podemos afirmar, sem rodeios, que foi a melhor que bebemos até hoje.

Se ainda tiver energias (e equilíbrio), sugerimos que, ao invés de seguir diretamente para o Funchal, faça mais uns quilómetros para “abraçar” o Cristo Rei da Madeira, na Ponta do Garajau. As vistas panorâmicas sobre o Oceano Atlântico são arrebatadoras e, bem no sopé do promontório, tem a Praia do Garajau, o spot perfeito para fechar o quarto dia do roteiro da Madeira.

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 5º Dia

Funchal – Eira do Serrado (Curral das Freiras) – Pico do Areeiro – Ribeiro Frio – Miradouro dos Balcões – Porto da Cruz – Ponta de São Lourenço – Ponta do Rosto – Caniçal

Hoje irá ser brindado com algumas das paisagens mais arrebatadoras do Maciço Montanhoso Central da Madeira, explorar as praias da Costa Este e percorrer a região mais árida da Madeira, com cenários de outro planeta.

Comece o quinto dia do roteiro para visitar a Madeira subindo até à altaneira Eira do Serrado. Mas, antes de arrancar, não se esqueça de consultar as câmaras em tempo real do site Net Madeira: não são raras as vezes que a Eira do Serrado está envolta por um denso nevoeiro.

Vista da Eira do Serrado – Curral das Freiras

Na Eira do Serrado, a 1095 metros de altura, tem à sua espera um dos nossos miradouros de eleição da Madeira. O acesso é feito por um curto trilho, que arranca da Estalagem da Eira do Serrado. Uma vez lá, poderá desfrutar de uma soberba vista panorâmica sobre as majestosas montanhas do Maciço Central e sobre o Curral das Freiras, uma pequena povoação escondida num profundo vale. Diz-se que, em 1566, as freiras do Convento de Santa Clara terão para lá fugido, para escapar do ataque realizado pelos piratas franceses ao Funchal.

Pico do Areeiro

Da Eira do Serrado continue o seu roteiro para visitar a Madeira subindo até ao Pico do Areeiro, cujos 1818 metros de altitude, fazem dele o terceiro pico mais alto da Ilha da Madeira, depois do Pico Ruivo (1861 m) e do Pico das Torres (1851 m). Mais uma vez, não deixe de espreitar as condições atmosféricas de antemão.

Em dias de boa visibilidade, do miradouro do Pico do Areeiro, poderá usufruir de vistas brutais sobre o Maciço Central da Madeira, com destaque para os grandiosos Pico das Torres e Pico Ruivo, e vários pontos da costa da Madeira com destaque para a Ponta de São Lourenço. Poderá deparar-se também com um imenso mar de nuvens, visto que, frequentemente, elas ficam retidas nos vales envolventes. É uma visão igualmente arrebatadora!

Do Pico do Areeiro arranca um dos trilhos mais sublimes da Madeira, a Vereda do Areeiro, que liga o dito pico ao Pico Ruivo. O trilho é muito exigente. Como tal, o ideal é dedicar um dia inteiro para o percorrer. Por isso mesmo, a nossa recomendação é que, caso seja do seu interesse, o faça no último dia do roteiro da Madeira. Assim garante que não fica sem energia para continuar a explorar a Madeira.

Caso não pretenda fazer o trilho, sugerimos que faça uma pequena caminhada até ao Miradouro da Manta (30-45 minutos ida e volta). Já fica com um gostinho do trilho e desfruta, simultaneamente, de mais uma mão cheia de arrebatadoras paisagens montanhosas.

Nota: no último dia do nosso roteiro para visitar a Madeira vamos apresentar-lhe três opções de atividades. Uma delas será percorrer a Vereda do Areeiro. Se for esta a sua escolha, sugerimos que, de forma a maximizar o seu tempo, da Eira do Serrado siga diretamente para o Miradouro dos Balcões. Apesar do Pico do Areeiro nunca cansar, do ponto de vista logístico não faz muito sentido visitar o mesmo spot duas vezes.
Vereda dos Balcões

A próxima paragem do nosso roteiro da Madeira será em Ribeiro Frio, o ponto de partida do PR11 – Vereda dos Balcões, um pequeno trilho de 1,5 km seguindo a levada da Serra do Fail (3 km ida e volta) que conduz até ao Miradouro dos Balcões.

O trilho que conduz ao Miradouro dos Balcões não apresenta desníveis nem qualquer tipo de dificuldade, o que faz dele uma excelente opção de caminhada para fazer em família, inclusivamente com crianças pequenas. Se apanhar um dia limpo, as vistas sobre a Cordilheira Central da Ilha, com destaque para o Pico do Areeiro, Pico Ruivo e a Penha D’Águia vão deixá-lo boquiaberto. Clique aqui para ler mais informações sobre o trilho que conduz ao Miradouro dos Balcões e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Dica VagaMundos: se é fã de caminhadas, e quiser acrescentar mais um dia ao seu roteiro da Madeira, não hesite em percorrer a fantástica Levada do Furado, que arranca precisamente de Ribeiro Frio. O trilho tem aproximadamente 11 km (linear, ou seja 22 km ida e volta – o melhor será apanhar um táxi para o regresso) e acompanha uma das mais antigas levadas da Madeira por entre a floresta de Laurissilva, desde Ribeiro Frio até ao Miradouro de Portela, já no concelho de Machico.

Trilho terminado, está na hora de dizer “até breve” à Cordilheira Central e continuar o seu roteiro da Madeira rumando até à Costa Este da Madeira, mais concretamente até Porto da Cruz. Famoso pelas suas praias de areia preta naturais (a nossa favorita é a Praia da Maiata), é um dos melhores locais da ilha para a prática de surf e bodyboard. Obviamente que terá de acrescentar mais uns dias ao seu roteiro para visitar a Madeira se apanhar umas boas ondas é a sua praia. Em Porto da Cruz o ambiente surfista é omnipresente e não faltam escolas de surf para alugar equipamento e receber umas dicas. E sempre com a majestosa Penha D´Águia a decorar a paisagem!

Mas Porto da Cruz não se resume a praias bonitas e desportos náuticos. Esta é uma das principais zonas de produção da cana-de-açúcar da ilha, utilizada para produzir o famoso rum da Madeira. Como tal, não pode deixar de fazer uma visita visitar à Destilaria Engenhos do Norte, a única na Europa que ainda opera com um moinho a vapor. Entre os seus runs mais famosos estão o 970 e o 980. Mas, o melhor é aproveitar a visita para provar alguns e deixar-se surpreender.

Dica VagaMundos: se vir que tem tempo (e energia), suba a pé até ao Miradouro do Fortim do Pico. As vistas sobre Porto da Cruz e o seu ilhéu são qualquer coisa!

De Porto da Cruz continue o seu roteiro da Madeira dirigindo-se até ao ponto mais oriental da Ilha da Madeira, a Ponta de São Lourenço. Esta península de origem vulcânica contrasta (e muito) com o resto da ilha da Madeira.

Na Ponta de São Lourenço, a luxuriante vegetação, imagem de marca da Ilha da Madeira, dá lugar a uma paisagem lunar, marcada por escarpadas e ondulantes rochas de cores acastanhadas, alaranjadas e avermelhadas, onde só subsiste a vegetação rasteira e um pequeno oásis de palmeiras. Tal deve-se ao clima semiárido e à enorme exposição aos ventos do norte. No seguimento da península, poderá ainda observar dois ilhéus: o Ilhéu da Cevada, e o Ilhéu do Farol que, como o próprio nome indica é a “casa” do Farol da Ponta de São Lourenço. A sensação de termos viajado para uma outra ilha qualquer é inevitável!

Escusado será dizer que não há melhor maneira de explorar este cantinho mágico da Madeira do que percorrendo o fantástico trilho PR8 – Vereda da Ponta de São Lourenço. O percurso pedestre tem sensivelmente 4 km (8 km ida e volta) e está classificado como sendo de dificuldade média.

Dica VagaMundos: se não está muito inclinado para mais uma caminhada, ou como complemento à mesma, pode fazer um tour de barco pela Ponta de São Lourenço. Espreite esta oferta do GetYourGuide que, para além do passeio de barco, inclui uma sessão de snorkel. Tem uma excelente relação qualidade-preço!
Ponta de São Lourenço

O trilho estende-se numa sucessão de subidas e descidas pelas ondulantes arribas da Ponta de São Lourenço. Aqui poderá observar um sem número de formações rochosas doutro planeta e será brindado com soberbas paisagens costeiras, com a Ilha de Porto Santo e as Ilhas Desertas a surgirem no horizonte. Clique aqui para ler mais informações sobre a Vereda da Ponta de São Lourenço e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Atenção: a Ponta de São Lourenço é mesmo muito ventosa e com uma enorme exposição solar. Perante isto, deve evitar caminhar durante as horas de maior calor e levar consigo uma boa reserva de água e um bom corta-vento. Não ceda nunca à tentação de se aproximar das arribas. As rajadas de vento são muito fortes e imprevisíveis. Qualquer descuido pode acabar em tragédia.
Miradouro da Ponta do Rosto

Ponta de São Lourenço visitada, sugerimos que dê ainda um saltinho ao vizinho Miradouro da Ponta do Rosto (de onde é possível vislumbrar tanto a costa norte, como a costa sul da Ilha da Madeira) e à linda Prainha do Caniçal. Visite também o Museu da Baleia da Madeira no Caniçal, caso ainda tenha tempo.

Prainha do Caniçal

E para fechar em beleza o quinto dia do seu roteiro pela Madeira, nada como jantar num dos muitos restaurantes do Caniçal, começando por degustar umas saborosas Lapas Grelhadas. A par de Paul do Mar, não encontra melhor local para provar este pitéu madeirense. Depois da caminhada pela Ponta de São Lourenço, bem que merece!

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 6º Dia

Santana – Parque Florestal das Queimadas – Levada “Um caminho para todos” – Faial – São Jorge – Miradouro da Beira da Quinta – Ponta Delgada – Funchal

Um roteiro para visitar a Madeira nunca estaria completo sem uma visita às famosas casas típicas de Santana, ou não fossem elas um dos cartões postais mais famosos da Pérola do Atlântico. E é precisamente por aí que começa o sexto dia do nosso roteiro da Madeira.

As triangulares casas típicas de Santana, feitas de madeira e colmo, podem ser vistas um pouco por todo o concelho, mas é no Núcleo de Casas Típicas de Santana, um espaço de preservação localizado junto à Câmara Municipal de Santana, que encontra as mais fotografadas.

As casas encontram-se todas recuperadas e estão rodeadas de coloridos jardins que as tornam ainda mais instagramáveis. Para além das fotos de praxe, é possível visitar o seu interior e adquirir uma enorme variedade de artesanato e produtos locais.

De Santana, é um saltinho até ao Parque Florestal das Queimadas, um verdadeiro santuário para observação da flora da Floresta Laurissilva. Escondida pela vegetação luxuriante está a fotogénica Casa de Abrigo das Queimadas, uma casa típica de Santana em ponto gigante com um surpreendente telhado de colmo.

E é precisamente da Casa de Abrigo das Queimadas que arrancam alguns dos trilhos mais bonitos da ilha, nomeadamente a Levada “Um Caminho para Todos”, até ao Pico das Pedras (4 km ida e volta), e a Levada do Caldeirão Verde (13 km ida e volta).

Levada “Um Caminho para Todos”

Como o próprio nome deixa antever, a Levada “Um Caminho para todos” pode ser percorrida, literalmente, por todos, desde os mais novos aos mais idosos (vimos vários casais com carrinhos de bebés e pessoas com mobilidade reduzida). Recomendamos vivamente, até porque é fácil e de excecional beleza.

Visitar Madeira RoteiroDepois da caminhada, continue o seu roteiro da Madeira rumando mais uma vez até à costa, mais concretamente até à fantástica Praia do Faial, uma das nossas favoritas da costa leste da Madeira. A praia apresenta todas as condições e infraestruturas para ir a banhos. Inserida numa envolvente fantástica, destacamos a rocha fragmentada em gigantescos pilares que fazem lembrar o Giants Causeway da Irlanda do Norte.

Dica VagaMundos: quer desfrutar das melhores vistas da região? Então vá até ao Miradouro do Guindaste e ao Fortim do Faial. Não se vai arrepender!
Visitar Madeira Roteiro
Vista do Miradouro junto ao antigo Teleférico de São Jorge

Do Faial siga para norte até São Jorge, no extremo nordeste da ilha da Madeira. Entre os vários locais de interesse que pode visitar em São Jorge destacamos as Ruínas de São Jorge, o miradouro junto ao antigo Teleférico – com soberbas vistas sobre a costa e o Ilhéu da Rocha das Vinhas (fica junto ao Cabo Aéreo Café) e a irreal Nossa Senhora da Pedra, que poderá aceder percorrendo a curta Vereda da Fajã de Cima (junto ao Farol da Ponta de São Jorge).

 Roteiro para visitar Madeira
Miradouro da Beira da Quinta – Roteiro para visitar Madeira

Continue o seu roteiro para visitar a Madeira rumando em direção a Ponta Delgada, mas pelo caminho não deixe de parar no fantástico Miradouro da Beira da Quinta. As vistas sobre a orla costeira e fajãs da costa norte da Madeira são de cortar a respiração. Não é à toa que tem lugar cativo na nossa lista dos melhores miradouros da Madeira.

Igreja do Senhor Bom Jesus
Igreja do Senhor Bom Jesus – Ponta Delgada

Uma vez em Ponta Delgada (não confundir com a homónima açoriana) não deixe de visitar a Igreja do Senhor Bom Jesus (mesmo juntinha ao mar), o complexo balnear de piscinas de água salgada, a Capela dos Reis Magos e o Solar do Aposento, uma histórica casa setecentista.

O dia termina mais uma vez no Funchal. Pode aproveitar para visitar alguns pontos que lhe escaparam no primeiro dia do roteiro da Madeira ou simplesmente fazer um prazenteiro passeio pela sua marginal, antes ou depois do jantar.

Visitar Madeira Roteiro
Espetada em Pau de Louro no restaurante A Bica – Funchal
Dica de restaurante no Funchal: se procura um restaurante que alie boa comida tradicional madeirense sem frescuras e sem rebentar com o orçamento, aposte no restaurante A Bica que não se vai arrepender. Fica mesmo no centro histórico do Funchal, pertinho da animada Rua de Santa Maria onde depois pode ir tomar um copo, e serve comida caseira deliciosa. Experimentamos a Espetada em Pau de Louro e o Peixe-Espada Grelhado com Banana e recomendamos sem hesitar. Na hora da conta, até sorrimos!

Onde dormir:

Roteiro visitar a Madeira: 7º Dia

Para o último dia do roteiro para visitar a Madeira temos não uma, mas sim três propostas para si, para escolher de acordo com os seus interesses. Se não se conseguir decidir por apenas uma (o que compreendemos bem), pode sempre acrescentar mais um par de dias ao seu roteiro da Madeira e fazê-las todas.

Opção 1: percorrer o trilho PR1 – Vereda do Areeiro

Em nossa opinião a Vereda do Areeiro é o trilho-rei da Ilha da Madeira. Se gosta de uma caminhada desafiante, não temos grandes reservas em afirmar que será a cereja no topo do bolo da sua viagem à Madeira.

Roteiro para visitar a Madeira

O trilho liga o Pico do Areeiro (1817 m) ao Pico Ruivo (1861 m) ao longo de sete fantásticos quilómetros pelo Maciço Montanhoso Central da Madeira. O percurso tem tanto de belo como de exigente. Terá de superar acentuados declives, atravessar túneis e estreitos corredores esculpidos nas rochas e lidar com um clima instável. Mas, acredite, as fabulosas paisagens do Maciço Montanhoso Central são uma fantástica recompensa pelo esforço. São, literalmente, de tirar o fôlego! Clique aqui para ler mais informações sobre a Vereda do Areeiro e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Visitar Madeira Roteiro

Dica VagaMundos: se não tiver grande experiência em caminhadas de alta montanha e não se sentir confortável em fazer o trilho de forma independente, pode sempre juntar-se a um grupo e fazer todo o percurso acompanhado por um guia experiente. Tem ainda a vantagem de não ter de lidar com qualquer questão logística, o que, no caso de viajar sozinho, acaba por ser a decisão mais racional até porque (por norma) o preço da caminhada com guia + transfers é bem mais barata do que apanhar o táxi de regresso ao Pico do Areeiro. Clique para reservar a sua caminhada pela Vereda do Areeiro com guia + transfers com cancelamento gratuito até 24 horas de antecedência.

Opção 2: percorrer a Levada do Caldeirão Verde

Outra excelente opção para o último dia do seu roteiro da Madeira é ir percorrer a idílica Levada do Caldeirão Verde. Praticamente não tem declives, logo, é bem mais fácil do que percorrer a Vereda do Areeiro.

O percurso acompanha a levada e tem aproximadamente 6,5 km (13 km ida e volta), ligando o Parque Florestal das Queimadas ao Caldeirão Verde, um lugar de excecional beleza onde poderá observar a sua majestosa queda de água e uma paradisíaca lagoa. Pelo caminho irá atravessar quatro túneis escavados na rocha e ser brindado com as verdejantes paisagens da floresta Laurissilva. Clique aqui para ler mais informações sobre a Levada do Caldeirão Verde e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Dica VagaMundos: à semelhança do que sugerimos para a Vereda do Areeiro, se não se sentir confortável em percorrer a Levada do Caldeirão Verde sozinho, pode sempre juntar-se a um grupo e fazer todo o percurso acompanhado por um guia experiente. Clique para reservar a sua caminhada pela Levada do Caldeirão Verde com guia + transfers com cancelamento gratuito até 24 horas de antecedência.

Opção 3: visitar Porto Santo

Já está farto de caminhadas? Então reserve o último dia do seu roteiro da Madeira para conhecer a Ilha de Porto Santo. É certo que num dia só dá para lhe tomar o gosto, mas sempre é melhor que nada.

Visitar Madeira Roteiro
Enseada do Porto das Salemas – Ilha de Porto Santo

Poderá fazer a viagem de forma 100% independente apanhando o barco que liga o Funchal a Porto Santo ou um dos vários voos diários operados pela BinterCanarias. Se for apenas um dia, a melhor opção é o barco, visto que pode levar também o seu carro, dando-lhe total liberdade para explorar a ilha de Porto Santo. Os barcos partem de manhã cedo e regressam ao final da tarde e a viagem demora pouco mais de 2h. Clique para consultar os preços e horários e fazer as suas reservas através do site oficial do Porto Santo Line.

Os locais de visita obrigatória e as experiências a não perder em Porto Santo são as seguintes:

  • visitar a Ponta da Calheta
  • subir ao cume do Pico Castelo, o ponto mais alto da ilha
  • visitar Vila Baleira, a capital da ilha
  • visitar a maravilhosa enseada do Porto das Salemas, um dos tesouros mais bem guardados de Porto Santo
  • desfrutar das fantásticas vistas do Miradouro da Portela e do Miradouro das Flores
  • ir às praias de areia dourada de Porto Santo e dar uns mergulhos nas suas águas cristalinas
Dica VagaMundos: para não se preocupar com questões logísticas, pode sempre recorrer a um tour de um dia para visitar Porto Santo partindo do Funchal. Espreite esta sugestão de tour pela Ilha de Porto Santo do GetYourGuide (clique para ver) que, para além das visitas guiadas pela Ilha de Porto, já inclui no preço a viagem de barco de ida e volta desde o Funchal.

Mapa do Roteiro de 7 dias (1 semana) para visitar a Madeira


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro de 7 dias (1 semana) para visitar a Madeira.

Roteiro de 5 dias para visitar a Madeira

Visitar Madeira RoteiroSó tem 5 dias para visitar a Madeira? Naturalmente que vai ter de abdicar de visitar alguns dos pontos de interesse e fazer algumas escolhas no que diz respeito a caminhadas. Ainda assim terá oportunidade de percorrer algumas levadas e fazer alguns dos trilhos mais emblemáticos da Madeira, como a Vereda da Ponta de São Lourenço.

Recomendamos também que, de forma a maximizar o tempo disponível para as visitas, opte por dormir algumas noites em localidades diferentes ao invés de ficar sempre alojado no Funchal.

Claro que pode sempre optar por condensar o roteiro de 7 dias em 5 dias, mas vai passar demasiado tempo na estrada e pouco tempo nos locais de interesse.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 5 dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 7 dias para visitar a Madeira.

Dia 1

Funchal

Clique para ver mais opções de alojamento no Funchal

Dia 2

Costa Oeste da Madeira

Funchal – Câmara de Lobos – Miradouro do Cabo Girão – Fajã dos Padres – Ribeira Brava – Ponta do Sol – Cascata de Anjos – Praia da Calheta – Paúl do Mar – Farol da Ponta do Pargo – (Miradouro da Garganta Funda) – Porto Moniz

Clique para ver mais opções de alojamento em Porto Moniz

Dia 3

Porto Moniz – Levada das 25 Fontes e Levada do Risco ou Levada do Alecrim e Lagoa do Vento (terá de optar por 1 delas) – Paul da Serra – (Posto Florestal Fanal – apenas se vir que tem tempo) – Seixal – Miradouro do Véu da Noiva – Cascata de São Vicente – São Vicente (se optar por regressar ao Funchal, não deixe de parar em Serra de Água e de ir beber uma poncha à Taberna da Poncha)

Dia 4

São Vicente – Ponta Delgada – Miradouro da Beira da Quinta – São Jorge – Ponta de São Lourenço (tem tempo para percorrer o trilho) – Ponta do Rosto – Caniçal – Santana

Clique para ver mais opções de alojamento em Santana

Dia 5

Santana – Parque Florestal das Queimadas – Levada Um caminho para todos ou a Levada do Caldeirão Verde – Faial – Vereda dos Balcões – Pico do Areeiro (pequena caminhada até ao Miradouro da Manta) – Eira do Serrado (Curral das Freiras) – Funchal

Clique para ver as melhores opções de alojamento no Funchal

Mapa do Roteiro de 5 dias para visitar a Madeira


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro de 5 dias para visitar a Madeira.

Roteiro de 3 dias para visitar a Madeira

Só tem 3 dias para visitar a Madeira? Não se preocupe que nós damos-lhe uma ajuda para conhecer o essencial da ilha. Naturalmente que é impossível ver todos os locais de interesse da Madeira, mas ainda assim vai conseguir ver os locais mais emblemáticos.

Claro que os dias vão ser super preenchidos e terá de abdicar de percorrer a maior parte das levadas e trilhos da Madeira. Ainda assim, acreditamos que vai ter uma experiência muito completa e vai regressar a casa completamente rendido aos encantos da Madeira. O efeito colateral é que vai ficar com uma enorme vontade de regressar à Madeira o mais rapidamente possível.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 3 dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 7 dias para visitar a Madeira.

Dia 1

Funchal

Dia 2

Funchal – Miradouro do Cabo Girão – Paul da Serra – Miradouro do Rabaçal – Porto Moniz – Seixal – Miradouro do Véu da Noiva – Cascata de São Vicente – São Vicente – Taberna da Poncha (Serra de Água) – Funchal

Dia 3

Funchal – Eira do Serrado (Curral das Freiras) – Pico do Areeiro (pode fazer uma pequena caminhada até ao Miradouro da Manta) – Vereda dos Balcões – Santana – Parque Florestal das Queimadas (se vir que tem tempo, pode fazer a Levada Um Caminho para Todos) – Ponta de São Lourenço – Ponta do Rosto – Caniçal – Funchal

Clique para ver as melhores opções de alojamento no Funchal

Mapa do Roteiro de 3 dias para visitar a Madeira


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro de 3 dias para visitar a Madeira.

Outros guias e roteiros de Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.