Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer

Visitar Milão: roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer

Finalmente decidiu visitar Milão e dar uma oportunidade à capital financeira e meca da moda de Itália. Aplaudimos a sua decisão. Milão é uma cidade dinâmica, repleta de cultura vibrante, experiências gastronómicas de dar água na boca, arte e arquitetura brilhantes, história rica e, claro, lojas incríveis. Agora resta saber: o que ver e fazer quando for visitar Milão? Independentemente da sua disponibilidade de tempo, neste guia tem as nossas sugestões de roteiro para 1, 2 e 3 dias em Milão com o que ver e fazer na capital da Lombardia e arredores.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Piaza del Duomo – Roteiro para visitar Milão

Se vai visitar Milão com disponibilidade de tempo limitada, este é o roteiro para visitar Milão em 1 dia ideal para si. Apresentamos as atracões turísticas que oferecem o melhor de Milão, como chegar e se locomover, com sugestões de hotéis onde ficar em Milão e restaurantes onde comer, um mapa turístico para se orientar e as habituais Dicas VagaMundos.

Clique para ler os nossos roteiros com o melhor de Itália

Como chegar a Milão?

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Arco della Pace – Roteiro para visitar Milão

De avião: TAP, easyjet e Ryanair têm voos diários diretos para Milão a partir de Lisboa e Porto. Na easyjet e Ryanair, reservando o voo com antecedência, pode arranjar voos para Milão tão baratos como 40 € ida e volta. O aeroporto de destino é que pode variar. Milão é servida pelo Aeroporto Milão-Malpensa (MXP), o aeroporto internacional de referência de Milão, e pelo Aeroporto de Bergamo Orio al Serio (BGY). Os voos têm uma duração aproximada de 2h 40m a 3 horas, dependendo do aeroporto de partida e de chegada.

Como ir do Aeroporto Milão-Malpensa ou Aeroporto de Bergamo ao centro da cidade de Milão?

Milano Centrale

Distância de ambos os aeroportos ao centro de Milão: circa 50 km

De bus: a forma mais económica de ir do Malpensa (10€) ou do Aeroporto de Bergamo (8€) até ao centro de Milão. Várias empresas rodoviárias oepram estas ligações, com horários, tempos de viagem e preços de bilhetes variáveis. Usualmente, compramos o transfer de autocarro online através do GetYourGuide com antecedência.

É descomplicado, há autocarros frequentes e sabemos com o que contar. Os autocarros (ônibus) garantem ligação à Milano Centrale, a estação ferroviária central de Milão (umas das mais impressionantes estações da Europa inspirada nos estilos modernistas Art Nouveau e Art Deco). Da Centrale há ligações de metro e elétrico (bonde) para praticamente toda a Milão.

De comboio: O Malpensa Express é o comboio que liga o Aeroporto Milano-Malpensa (terminais 1 e 2) ao Centro de Milão (estações de Cardona linha MXP1, e Milano Centrale linha MXP2). O custo da viagem é de 13 € (20 € comprando bilhete ida e volta – andata e ritorno) e dura entre 40 a 50 minutos. Do Aeroporto de Bergamo, comboio não é a melhor opção para chegar ao centro de Milão. A viagem fica mais cara que usando o autocarro e a ligação não é direta: é preciso apanhar bus até uma estação de comboios de Bergamo específica e depois um comboio para Milão.

De táxi: confortável mas dispendioso. Do Aeroporto Malpensa ao centro de Milão, ou vice-versa, o trajeto tem um preço fixo de 95 € e não se deve aplicar nenhum suplemento. Só para o Centro de Milão, para outros pontos da cidade não há tarifa fixa e terá que confiar no taxímetro. O tempo de viagem é de 50 minutos, no mínimo. Do Aeroporto de Bergamo ao centro de Milão, o preço de um táxi do é de mais de 100 €. A viagem dura no mínimo 50 minutos dependendo do trânsito.

De transfer: clique para ver as ofertas de transfer privado e poder escolher a que melhor se adequa às suas necessidades.

Quando visitar Milão?

Galleria Vittorio Emanuele II – Roteiro para visitar Milão

Como cidade cosmopolita que é, pode visitar Milão em qualquer altura do ano. Já vivemos a vibração da cidade numa noite de Ano Novo, na primavera e no fim do verão e garantimos: Milão nunca é entediante, um preconceito que muitos continuam a ter. Há sempre algo a acontecer e não falta o que ver nem o que fazer em Milão para preencher até uma semana de roteiro para visitar Milão. Pela nossa experiência, diríamos que os melhores meses para visitar Milão seriam maio e setembro.

Milão tem um clima continental, o que significa invernos frios e cinzentos (temperaturas médias máximas de 6ºC e mínimas de -1ºC em janeiro) e verões quentes e húmidos (com temperaturas médias máximas a rondar os 30ºC e mínimas de 18ºC nos meses de julho e agosto).

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Teatro alla Scala – Roteiro para visitar Milão

Dada a localização da cidade no Vale do Pó, os verões podem ser bastante quentes. A escassez de vento contribui para uma sensação térmica superior à temperatura real. Julho e agosto são os meses da época alta em Milão atraindo milhares de turistas.

Na época baixa de outubro a março (excluindo Natal e Ano Novo), com os dias curtos e o menor número de turistas, a cidade vive ao seu ritmo habitual. Os preços de alojamento são muito mais atraentes, mas conte com chuva, dias nublados, muito frio nos meses de dezembro e janeiro, e até com neve.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Castelo Sforzesco – Roteiro para visitar Milão

Independentemente da estação do ano, chuva e nevoeiro gostam de passar umas temporadas a visitar Milão. Nada de inquietante quando as principais atracões turísticas de Milão são espaços interiores, quer sejam os museus de arte, monumentos e igrejas de classe mundial, quer sejam os templos da moda. Mesmo assim, lembre-se do impermeável na hora de fazer a mala.

Onde ficar a dormir em Milão? Sugestões de alojamento

Para um roteiro de 1 dia em Milão, recomendamos vivamente procurar alojamento perto da Piazza Duomo. Dessa forma, fica perto dos lugares imperdíveis a visitar em Milão, de ótimos restaurantes, e tudo o que precisar provavelmente estará a apenas alguns passos do seu hotel.

Embora Milão seja um pouco menos caro do que Roma, os preços dos hotéis ainda são, em média, bastante altos. É boa ideia reservar o seu quarto com bastante antecedência para garantir os melhores preços de hotéis dentro do seu orçamento. Nunca é demais relembrar: opte sempre por reservar alojamentos que permitam o cancelamento gratuito, não vá ter algum imprevisto antes da sua viagem a Milão.

Abaixo encontra os nossos hotéis favoritos em Milão que apresentam a melhor relação qualidade-preço na sua categoria.

Hotel Ritter

Um dos hotéis mais requisitados em Milão, é o Hotel Ritter. Está convenientemente localizado a 100 metros de uma estação de metro e a uma curta caminhada do Castello Sforzesco, e a dois passos do Bairro de Brera e dos seus restaurantes. Apresenta quartos simples mas muito limpos, confortáveis e com decoração simpática. O pequeno-almoço buffet é bom e tem opção sem glúten a pedido.

B&B Hotel Milano Sant’Ambrogio

B&B Hotel Milano Sant’Ambrogio é um hotel elegante e moderno, localizado muito perto do centro da cidade. Está a uma curta caminhada do Castello Sforzesco e da Catedral Duomo. O design requintado, os quartos luminosos e modernos tornam-no num local perfeito para todos os tipos de viajantes. Alguns dos quartos têm terraço com uma bela vista da cidade. O hotel dispõe de um lounge compartilhado bem decorado.

Ostello Bello

É um hostel com um toque de charme, a apenas uma curta caminhada da Catedral Duomo. Ostello Bello oferece uma estadia económica em quartos privados e dormitórios. O hostel possui decoração colorida e três terraços mobiliados com hammocks e Wi-Fi gratuito.

Room Mate Giulia

O Room Mate Giulia é um hotel moderno com uma decoração interior excecional para quem procura mais luxo. Tem uma localização perfeita – apenas a alguns passos da Catedral Duomo e da Galleria Vittorio Emanuele II. Todos os quartos oferecem uma decoração de estilo moderno e móveis de design, e alguns têm um terraço mobiliado. O hotel dispõe de centro de fitness com sauna.

The Square Milano Duomo

Mas quando em Milão, nada como sentir-se como uma celebridade no The Square Milano Duomo. Luxo, requinte e elegância mesmo no coração de Milão. Num edifício histórico, o hotel de 4 estrelas fica somente a 5 minutos a pé da Catedral de Milão, da Ópera La Scala e da zona comercial Vittorio Emanuele. Dispõe de restaurante e bar no rooftop. O pequeno almoço buffet é fantástico, com muitas opções para agradar a todas as dietas.

Clique para ver mais opções de alojamento em Milão

Roteiro para Visitar Milão: o que ver e fazer em 1, 2 e 3 dias

A cosmopolita Milão tem os olhos postos no futuro. Mas é impossível conhecer Milão sem desvendar a sua história. Antiga e moderna, Milão revela estas duas facetas no seu centro histórico, palco dum convívio equilibrado entre monumentos históricos e edifícios de arquitetura moderna protagonizada pela sua imponente catedral, Duomo di Milano.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerExplorar os marcos históricos importantes da cidade na Piazza del Duomo, na Piazza della Scala, no Castello Sforzesco e apreciar a Última Ceia de Leonardo Da Vinci são os pontos de interesse imperdíveis num roteiro de 1 dia em Milão.

É claro que visitar Milão equivale também a dar uma olhada nas vitrinas da Galleria Vittorio Emanuele II e da Via Montenapoleone.

E por último, passear pelos belos bairros de Brera e Navigli é sempre uma boa ideia! Se museus não são a sua praia, 1 dia para visitar Milão é suficiente. No entanto, para todos os amantes da arte, recomendamos passar pelo menos 2 dias em Milão.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Bairro Navigli – Roteiro para visitar Milão

Milão é ainda uma excelente base para excursões de dia inteiro para visitar o Lago Como, tomar o gosto à Costa da Ligúria visitando a histórica Génova e a pitoresca vila piscatória de Portofino, ou até mesmo conhecer as encantadoras Cinque Terre.

Lago do Como – um dos destinos a não perder perto de Milão

Quiçá acrescentar um dia ao seu roteiro para visitar Milão, dar um “pulinho à Suiça” e embarcar no castiço comboio Bernina, um dos passeios ferroviários mais belos (e mais íngremes) do mundo, até St. Moritz.

Já percebeu que não custa nada desenhar o seu roteiro de 3 dias em Milão.

Seguro de Viagem para Milão

Algo que consideramos muito importante numa viagem a Milão é um bom seguro de viagem com coberturas que nos façam sentir totalmente protegidos. E no atual contexto epidemiológico, é de crucial importância que um seguro de viagem tenha cobertura COVID-19. Só assim é possível viajar com tranquilidade.

Na hora de comprar um seguro de viagem, a nossa escolha recai sempre na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em seguros de viagem, apresenta sempre o melhor rácio custo-benefício do mercado, e todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19, a preços surpreendentemente económicos.

Clique para fazer uma simulação para a sua viagem a Milão e receba um desconto de 5% na compra do seu seguro de viagem usando o nosso link.

Roteiro para visitar Milão em 1 dia

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerSomos apologistas que a melhor forma de conhecer os lugares é vagamundeando pelas suas ruas e a nossa sugestão de roteiro para visitar Milão em 1 dia foi desenhada para ser viável de se fazer a pé.

As ruas desta metrópole do norte da Itália apresentam beleza e oferecem avenidas largas, pátios castiços, becos empedrados pitorescos, calçadões na margem dos canais e empreendimentos de alta tecnologia.

Seria preciso pelo menos uma semana para explorar adequadamente todos os grandes pontos turísticos e joias escondidas da cidade. Mas com um bom plano de viagem é possível conhecer o melhor de Milão num roteiro de 1 dia.

Piaza del Duomo

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerPorque o tempo é de ouro em Milão, sugerimos que comece o seu roteiro para visitar Milão de manhã bem cedo na Piazza del Duomo, a praça central da cidade, para fintar as multidões.

A enorme praça calcetada abriga o marco mais icónico da cidade, a Catedral de Milão, e é o coração do Centro Storico, cujas ruas são um desfile de lojas e palácios que prendem o olhar a cada instante.

Se escolheu um alojamento com localização central, chegar à primeira paragem do seu roteiro para visitar Milão não será um desafio.

A praça alberga as lojas de moda elegantes do centro comercial Galleria Vittorio Emanuele II, de 1870, o Museo del Novecento no Palazzo dell’Arengario com uma coleção de arte moderna italiana do século XX, e o Palazzo Reale, do séc. XVIII, que foi outrora residência real e é atualmente um centro cultural com exposições temporárias de arte.

Dica VagaMundos: se precisar de cafeína para abrir a pestana, há uma variedade de cafés animados ao redor da praça para tomar a primeira refeição do dia, la colazione: um brioche (como chamam em Milão ao croissant recheado em vez de cornetto) e um cappuccino ou caffe latte, à boa maneira milanesa. Caffè Napoli, Panini Durini, Caffè Vergnano 1882 e 12oz Coffee Joint ficam na área.

Catedral de Milão (Duomo)

Quer passe uma semana ou 1 dia em Milão, nenhum roteiro fica completo sem visitar a Catedral de Milão (Duomo di Milano).

A Catedral de Milão é uma das maiores catedrais góticas da Europa e uma das mais soberbas com fachadas revestidas de mármores branco e rosa da Candoglia (trazidos do Lago Maggiore pelos canais de Milão), mais de três mil elementos escultóricos e 135 pináculos. Foram precisos quase cinco séculos para esta obra-prima do estilo gótico ser terminada.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerAo primeiro vislumbre, deixou-nos completamente deslumbrados. Mais ainda quando vimos o seu interior e subimos ao telhado. Escadas (opção mais barata) ou elevador (costuma ter filas), a escolha é sua. O que não é opcional é dispensar estas vistas! Poder vislumbrar toda a cidade com as montanhas em pano de fundo e a maravilhosa obra escultórica dos pináculos de perto… É uma visão panorâmica única que você não pode perder durante o seu roteiro de 1 dia em Milão.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer

Dicas VagaMundos:

  • Horário de funcionamento: diariamente das 9:00h às 19:00h (chegue antes das 9:00h quando as filas são pequenas).
  • Espere longas filas para bilheteria e entrada na catedral em qualquer altura do ano.
  • Código de vestimenta: ombros e joelhos cobertos.
  • O complexo compreende a catedral em si, um museu, uma área arqueológica e os terraços.
  • Se está decidid@ a entrar e não apenas admirar o exterior, pode agilizar a sua entrada comprando o bilhete de entrada com antecedência (de preferência um skip the line). Como não tínhamos tempo para a visita guiada, nós reservamos esta entrada para os terraços da Catedral de Milão (clique para ver) através do GetYourGuide, com acesso a toda a catedral de Milão (incluindo terraços, museu e área arqueológica) com skip de line.
  • Quer vistas relaxantes para os pináculos do Duomo pelo preço de um espresso? Suba ao food hall (7º piso) do centro comercial Rinascente. Os preços são tão “sofisticados” como os espaços gourmet que ocupam o terraço, mas vai ficar a matar no seu Instagram.

Galleria Vittorio Emanuele II

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerO outro “templo” da Piaza del Duomo é a Galleria Vittorio Emanuele II, o shopping center mais antigo e luxuoso de Itália.

Este “santuário” de lojas sofisticadas, cafés e restaurantes, alguns tão antigos quanto a própria galeria é imperdível num roteiro para visitar Milão, mesmo que não tenha o mínimo interesse em fazer compras. Os detalhes da fachada, o centro octogonal, a alta cúpula de ferro, e vidro e os mosaicos do piso tornam-no um lugar incrível para passear.

Alguns destes restaurantes “moram” aqui há 150 anos (como o Biffi ou o Savini ou a mais antiga pastelaria de Milão, a Marchesi 1824) e, às suas mesas, já se sentaram ilustres como Verdi, Puccini, Charlie Chaplin ou Frank Sinatra.

Encontre o mosaico do touro no centro da galeria, coloque o calcanhar “nas partes baixas” do touro e gire três vezes para trás. Dizem que dá sorte.

Dica VagaMundos: guarde espaço no estômago (e dinheiro na carteira) para se deliciar com uma das coisas mais apetitosas que Milão tem para oferecer. Os famosos, típicos e deliciosos Panzerotti Luini, uma espécie de pastel recheado, salgado (frito) ou doce (assado), e bem económicos. A pastelaria original (Panificio Luini de 1888) fica mesmo por trás do Rinascente e as filas confirmam que vale (muito) a pena! É pegar no seu ainda quentinho e encontrar um recanto qualquer na rua para saborear este snack típico… de Puglia.

Piazza della Scala

Cruzar a Galleria Vittorio Emanuelle é também a forma mais rápida de chegar ao próximo ponto de interesse do seu roteiro de 1 dia em Milão, Piazza della Scala. É a praça mais pequena de Milão e será um pit stop muito rápido só para descansar os pés num banco ao lado da estátua de Leonardo Da Vinci e apreciar os palácios requintados dos quais se destaca a fachada neo-clássica do Teatro alla Scala, uma das mais famosas e históricas casas de ópera do mundo, desde 1778.

Teatro della Scala

Confessamos que a linearidade básica da fachada deixa muito a desejar face à monumentalidade da Itália e em comparação com casas de ópera como a Ópera de Viena, o Palais Garnier em Paris, a Ópera Estatal Húngara em Budapeste ou o esplendoroso Palau de la Música Catalana de Barcelona. Mas estamos a falar do Templo da Ópera!

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Leonardo3 Museum

A piazza é também morada de dois museus: Leonardo3 Museum – Il Mondo di Leonardo, desenhos e engenhos do génio italiano (se viajar com miúdos, eles vão adorar), e o museu de arte Gallerie d’Italia.

Dica VagaMundos: para realmente admirar o sublime salão e camarotes, só assistindo a um espetáculo, ou em visita guiada. Se La Scala está na sua lista de desejos, tem que ajustar o seu roteiro para visitar Milão de forma diferente e chegar lá às 16h, no fim dos ensaios e caso não haja outros eventos. Nesse caso, certifique-se de reservar a sua visita guiada ao teatro e pequeno museu com antecedência, pois o La Scala é um dos lugares mais populares para se visitar em Milão.

Bairro de Brera – Pinacoteca de Brera

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerBrera é o bairro artístico de estilo boémio e uma das áreas mais badaladas de Milão. Absolutamente imperdível no seu roteiro de 1 dia em Milão se gosta de bairros históricos com personalidade.

É famoso pelas galerias de arte, oficinas de artistas e artesãos e pelas pequenas lojas, algumas de estilistas modernos. Também pelos cafés e restaurantes trendy. Se andar a passear pelo bairro de Brera quando a fome apertar, está com sorte. Há variadíssimas opções que oferecem as especialidades milanesas tradicionais: ossobuco (pernil de vitela refogado com legumes, vinho branco e caldo) e risoto alla milanese (risoto com açafrão).

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazer
Pinacoteca di Brera

Depois siga para o Pallazo Brera. Se ainda não estiver saciado de arte, não deixe de visitar a Pinacoteca di Brera, o museu de arte mais conhecido de Milão. O palácio abriga também a Academia de Belas Artes e a Biblioteca Nazionale Braidense (fechada aos domingos), uma hidden gem de Milão. Esta biblioteca histórica tem um interior deslumbrante e é considerada uma das bibliotecas mais bonitas da Itália. Vale a pena parar e apreciar pois toma-lhe apenas uns instantes do seu roteiro para visitar Milão em 1 dia.

Castelo Sforzesco e Parco Sempione

Na tarde do seu roteiro de 1 dia em Milão explore o Castello Sforzesco e o Parco Sempione, desde a Fontana di Piazza Castello (ganha pontos em fotogenia) ao Arco della Pace, um arco do triunfo com baixos-relevos e estátuas, construído a pedido de Napoleão.

O Castello Sforzesco é um castelo medieval que remonta ao século XIV e era a residência da família Sforza, os Duques de Milão. Além de ser um marco historico, é um dos maiores castelos-fortaleza da Europa e está incrivelmente bem preservado. Hoje, o castelo abriga espaços culturais e vários museus arqueológicos e de arte antiga (alguns gratuitos), num dos quais alberga uma escultura inacabada de Michelangelo, a Pietà Rondanini. Foi o seu último trabalho antes da morte, aos 89 anos.

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerSe estiver com tempo contado e quiser passar mais tempo ao ar livre, pode simplesmente passear pelos jardins do castelo até ao Parque Sempione, o maior e mais belo parque da cidade de Milão. É lá que se encontram o Acquario Civico di Milano (uma atração para toda a família com flora e fauna aquática) e a Triennale di Milano (o icónico museu do design italiano).

A Última Ceia de Leonardo Da Vinci

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerA mundialmente famosa obra de arte A Última Ceia de Leonardo Da Vinci mora na igreja de Santa Maria delle Grazie, uma igreja renascentista em terracota com interior gótico elaborado, mais precisamente no Cenacolo Vinciano. Esta obra-prima do século XV ainda pode ser contemplada na sua localização original, a parede do refeitório do antigo convento dominicano.

A Última Ceia é imperdível, mesmo que só tenha 1 dia em Milão. Contudo, a reserva antecipada é obrigatória para todos os tipos de visitas (individual, grupo ou guiada). O acesso é rigidamente controlado e os bilhetes para visita são difíceis de conseguir. Ver a famosa pintura de Da Vinci em Milão (restrita a 15 minutos e máximo de 18 pessoas) exige alguma logística prévia. Os bilhetes de entrada só são postos à venda a cada dois meses e esgotam rapidamente. Assim que tome a decisão de contemplar esta pintura única, deve reservar o seu bilhete de entrada o quanto antes (mesmo na época baixa).

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerÉ muito provável que ao tentar comprar o seu bilhete através do site oficial, os horários já estejam todos esgotados. Então, para garantir a sua visita à mais famosa pintura de Da Vinci, recorra a tours guiados. Normalmente incluem um guia que explica um pouco da história por trás da obra e, o mais importante, não precisa de planear tudo com meses de antecedência. Este tour de visita guiada sem fila à Última Ceia de Da Vinci que reservamos através do GetYourGuide foi o que nos salvou da frustração de perdermos uma das maiores atrações que almejávamos visitar em Milão num dos nossos stopovers na cidade.

Passeio ao pôr do sol em Navigli

Visitar Milão: Roteiro de 1, 2 e 3 dias com o que ver e fazerHá um lugar imperdível, na nossa opinião, para terminar o seu roteiro de 1 dia em Milão ao entardecer e desfrutar de um passeio ao pôr do sol: o bairro de Navigli.  Localizada ao redor dos canais Naviglio Grande e Naviglio Pavese, Navigli é uma área repleta de bares, restaurantes e cafés da moda. Para aperitivos ou jantares al fresco é perfeito! Se não dispensa um cocktail para começar a noite, não há melhor aperitivo clássico italiano do que Aperol Spritz.

Navigli é um bairro conhecido por ser o centro da vida noturna de Milão, com opções gastronómicas, da universal pizaria à típica trattoria à beira da água, e discotecas exuberantes em embarcações. As ruas calcetadas estão repletas de galerias de arte contemporânea e lojas vintage. O mercado de rua Viale Papiniano e o Mercatone dell’Antiquariato mensal atraem multidões à procura de acessórios em pele, joias e antiguidades.

Roteiro para visitar Milão em 2 e 3 dias

Basílica de Santo Ambrósio – Roteiro para visitar Milão

O que ver e fazer em Milão em 2 e 3 dias? Bem, não faltam monumentos históricos, praças airosas e bairros pitorescos, museus e exposições, eventos culturais e musicais, experiências gastronómicas e lojas para fazer compras para preencher, de boa, um roteiro de 2 e 3 dias em Milão, até de 1 semana.

Interior da Igreja de San Maurizio al Monastero Maggiore – Roteiro para visitar Milão

Depois das nossas sugestões do roteiro de 1 dia em Milão (preenchidíssimo mas viável, já testamos) ainda há lugares imperdíveis na capital da Lombardia. Milão está repleta de igrejas notáveis, votadas a ficar na eterna sombra do Duomo.

  • Basílica de Santo Ambrósio (Basilica Sant’Ambrogio): pioneira no estilo românico lombardo; dedicada ao santo padroeiro de Milão, Santo Ambrósio, cujos restos mortais estão expostos na cripta.
  • Igreja de San Maurizio al Monastero Maggiore: igreja e convento beneditino, de paredes interiores cobertas de belos frescos do século XVI, perfeitamente conservados (uma espécie de Capela Sistina de Milão); o convento funciona atualmente como sede do Museu Arqueológico de Milão.
  • Igreja de San Lorenzo Maggiore: a igreja mais antiga de Milão com mosaicos bizantinos do século IV; edificada no século IX com pedras vindas de edificações romanas do século III.
  • Igreja de San Bernardino alle Ossa: capela ornada revestida de ossos, como a nossa tão famosa Capela dos Ossos de Évora; só para quem não sinta o mínimo desconforto em aceitar a fatalidade da última viagem que nos toca a todos.
  • Cementerio Monumentale: jazidas das famílias mais abastadas de Milão que são um autêntico museu a céu aberto de esculturas soberbas.
  • Biblioteca e Pinacoteca Ambrosiana: um dos lugares mais incríveis e subestimados de Milão; uma autêntica arca do tesouro com a sua biblioteca, a primeira biblioteca a ser aberta ao público, e uma galeria de arte impressionante famosa pela sua coleção de desenhos de Da Vinci, além de obras de Caravaggio e Ticiano.
  • Quadrilatero della Moda: zona comercial de luxo num sofisticado bairro no Centro Storico; a Via Monte Napoleone é uma meca de puro luxo com boutiques de moda de estilistas mundialmente famosos, onde as marcas de grife se concentram, a par de lojas de antiguidades e cafés chiquérrimos em mansões neoclássicas.

Sugerimos que aproveite a viagem a Milão para conhecer lugares deliciosos off the beaten path e até aventurar-se por outras paragens. Fora da cidade há oportunidades de conhecer outras facetas da região que, apostamos, não vai querer perder.

Lago de Como

Lago de Como

O Lago de Como, situado no sopé dos Alpes, é o resort de villas luxuosas e jardins esbeltos à beira do lago mais popular da Itália. Famosa pelas fantásticas paisagens mediterrâneas e alpinas merecedoras da medalha de ouro em fotogenia, é uma ótima opção para um passeio de 1 dia partindo de Milão.

Para além do imprescindível passeio de barco pelas plácidas águas do lago, pode ainda visitar a vila de Como, a glamourosa Villa Olm, o fantástico miradouro de Brunate (conhecido pelo nome de “Varanda para os Alpes”) e as coloridas aldeias de Bellagio e Varenna. Autênticos cenários da idade do ouro do cinema italiano.

Pode fazer todo o passeio de forma independente recorrendo ao comboio e aos barcos que ligam as povoações que mencionamos atrás. Caso queira ter uma experiência mais relaxante, evitando lidar com questões de logística, pode sempre recorrer a um dos muitos tours que diariamente partem de Milão. Veja a caixa abaixo para saber mais.

Génova, Portofino e Santa Margherita Ligure

Portofino

Fuja da agitação de Milão numa excursão de 1 dia pela Costa da Ligúria. Explore a histórica Génova de Cristóvão Colombo, que acolhe o maior porto marítimo da Itália. Imperdíveis de Génova: a Catedral de São Lourenço, o Palácio Ducal e o Palácio Real. Navegue até a vila de pescadores de Portofino e visite o pitoresco vilarejo de Santa Margherita Ligure.

Cinque Terre

Cinque Terre

Uma das maiores maravilhas da costa italiana, o Parque Nacional Cinque Terre, é património da Unesco desde 1997. Os famosos vilarejos Cinque Terre, empoleirados nas escapas da costa da o Mar da Ligúria, emanam serenidade e beleza. Como carros não entram nas vilas piscatórias, um cruzeiro por esta parte da Riviera Italiana é uma excelente ideia para saltitar de vilarejo em vilarejo. E uma ótima maneira de admirar a forma como as aldeias foram “esculpidas” na rocha. Clique para saber mais sobre os cinco coloridos vilarejos de Cinque Terre.

St. Moritz (Suiça)

St. Moritz

St. Moritz é uma popular estância de montanha na Suíça. Você pode fazer uma viagem organizada, que inclui um passeio no Bernina Express . Esta é uma das rotas ferroviárias mais pitorescas da Suíça.

Excursões de 1 dia saindo de Milão

Existem várias excursões de 1 dia que pode fazer a partir de Milão. Clique nos links abaixo para ver as nossas favoritas, ler reviews e fazer as suas reservas:

Dica VagaMundos: na escolha dos tours, e porque os imprevistos acontecem, evite sempre reservar tours que não permitam cancelamento gratuito. Dê prioridade às excursões e atividades que têm boas avaliações e permitam cancelamento, sem custos, com (pelo menos) 48h de antecedência.

Mapa do roteiro para visitar Milão


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar Milão.

Outros artigos da Itália

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.