Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro com o que ver e fazer

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro

Faça justiça a um lugar com língua, folclore, natureza e património únicos em Portugal e aventure-se a visitar Miranda do Douro. Já está mais que na hora! Todas as terras têm a sua identidade, mas nenhuma é tão vincada como em Miranda do Douro.

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Muralhas da cidadela de Miranda do Douro

Visitar a terra de Portugal que diariamente cumprimenta o sol antes de todas as outras, é algo que todos nós devíamos ter naquela lista de “lugares imperdíveis a visitar uma vez na vida.” Mesmo sendo ele tão envergonhado por estas bandas de Trás-os-Montes.

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Miradouro da Fraga de Puio – Visitar Miranda do Douro

Uma região onde a amabilidade da população complementa um cenário de rara beleza natural e de enorme riqueza cultural. Milhares de anos de história deram-lhe um castelo, uma sé catedral e um centro histórico medieval de encanto.

Na preparação da sua viagem a Miranda do Douro não deixe de ler também o nosso guia e roteiro para visitar o Parque Natural do Douro Internacional.

Onde fica e como chegar?

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Garganta do Douro vista da Muralhas Pré-Româncias de Miranda do Douro

Miranda do Douro é uma cidade raiana pertencente ao distrito de Bragança, no nordeste de Trás-os-Montes no Norte de Portugal. Faz fronteira a nordeste e sudeste com a Espanha, mais especificamente com a província de Zamora. Localizada no cimo dum monte, na margem ocidental do vale profundo do rio Douro que corre no sopé, o concelho de Miranda do Douro integra o Planalto Mirandês, juntamente com os concelhos vizinhos de Vimioso e Mogadouro.

Há autocarros-expresso diários a ligar Miranda do Douro às grandes cidades portuguesas mas conte com tempos longos de viagem (por exemplo, de Lisboa demoram entre 7 a 8 horas).

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Rue de la Costanielha – a rua mais antiga de Miranda do Douro

Por isso, a forma mais rápida e prática de chegar a Miranda do Douro é de carro próprio ou alugado. Apesar da distância a que fica o concelho mais oriental do Norte de Portugal, os acessos rodoviários a Miranda do Douro encurtam uma viagem que, em tempos, levava um dia inteiro a fazer.

Hoje em dia, um visitante de Lisboa terá uma viagem de 5 horas na estrada (saindo pela A1, tomando A23 em Torres Novas e a IP2 na zona da Guarda em direção a Bragança, saída 8 da IP2 para entrar na IC5 direção Miranda do Douro) e, do Porto, menos de 3 horas (pela A4 tomando a saída 27 para a IC5 direção Miranda do Douro).

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Ruínas do Castelo de Miranda do Douro
Dica VagaMundos: Se não tiver carro próprio, siga a nossa recomendação de alugar carro para explorar os pontos de interesse que sugerimos neste roteiro para visitar Miranda do Douro, alguns dos quais só são acessíveis de carro ou recorrendo a tours locais. Assim, não fica condicionado aos transportes públicos que, apesar de existirem, podem ser uma dor de cabeça na hora de preparar a logística da sua viagem.

Quando visitar?

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Catedral de Miranda do Douro

O clima de Miranda do Douro é bastante rigoroso, de verões (muito) curtos, tórridos e secos, e invernos longos, frios e húmidos, em que a neve gosta de marcar presença. Se pretende explorar o património histórico-cultural e deliciar-se com a gastronomia regional, qualquer estação do ano é boa para visitar Miranda do Douro.

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Pauliteiros de Miranda

Juntando o útil ao agradável, considere visitar Miranda nas festividades e eventos mais emblemáticos, para assistir às manifestações culturais mais características como uma dança dos Pauliteiros de Miranda ou música tradicional mirandesa com tamborileiros, gaiteiros e cantares em Mirandês.

  • Festas de Inverno (do Natal ao Carnaval): o frio traz folia a Miranda do Douro. “Em Tempos de Solstício”, manda a tradição do Ciclo dos Doze Dias que os rituais e celebrações comecem doze dias antes do solstício de inverno. Com a cristianização foram movidos para o período entre o Natal e o Dia de Reis. Ora, em Miranda é a dobrar: cumpre-se a pagã e a cristã. Ele é Paulitadas e Gaitadas, “chocalhadas” e Festas dos Moços no Carnaval, Fogueira do Galo (24 dez), Queima do Velho e Enterro do Ano Velho (31 dez), Festival Geada para derreter o gelo e Matancia de l Cuchino para matar a fome… Não há parança no concelho!
  • Festival dos Sabores Mirandeses (fevereiro) arranje estômago para esta feira gastronómica e de produtos regionais
  • l Burro i l Gueiteiro (julho) vadiar de burro mirandês, pelas aldeias de Miranda, ao som da gaita mirandesa, assim se faz este festival itinerante
  • Festival Intercéltico de Sendim (agosto) as raízes musicais celtas doutras paragens viajam até Miranda do Douro
  • Festas de Santa Bárbara (agosto) festas populares da cidade de Miranda do Douro com feira e muita música
  • Eu vou a Miranda ver os Pauliteiros: dança de “lhaços” na cidade no último sábado de cada mês

Onde ficar a dormir em Miranda do Douro? Sugestões de alojamento

Num roteiro para visitar Miranda do Douro nada como ficar a dormir pelo menos uma noite num dos alojamentos de turismo rural do concelho para sentir a verdadeira hospitalidade das suas gentes. Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos no concelho de Miranda do Douro – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Hotel Cabeço do Forte

O Hotel Cabeço do Forte está localizado no ponto mais alto de Miranda do Douro e oferece vistas cénicas para o histórico centro da cidade. Disponibiliza quartos com AC, mobiliário simples e prático, cómodos e limpos. Alguns têm varanda com vista. Tem ainda um lounge-bar, um terraço e uma piscina exterior com amplo jardim para relaxar. Muito bem cotado pela localização, limpeza, comodidades, conforto e simpatia, apresenta uma ótima relação qualidade-preço.

Casas Campo Cimo da Quinta

Situada a 6 km de Miranda do Douro, esta quinta rural tem uma piscina exterior com terraço onde apetece estar, pura e simplesmente. Na tranquilidade da aldeia de Pena Branca, o Cimo da Quinta goza dum ambiente privilegiado onde vigora a arte de bem receber. Com simplicidade, honestidade e familiaridade. O pequeno-almoço é uma sucessão de delícias coroadas pela Bola Doce Mirandesa. No restaurante, vem à mesa a cozinha regional típica da região do Douro.

Casa de l Bárrio

De arquitetura tradicional da aldeia de Picote, dentro do Parque Natural Internacional do Douro, a Casa de l Bárrio é uma casa de férias, totalmente equipada e decorada com bom gosto. No interior, apetece aquele aconchego da lareira numa casa com comodidades modernas e sabe tão bem ler um livro no mezanino. Os anfitriões não escondem a paixão pela região e recebem como poucos. O pequeno-almoço, saído das mãos da Margarida, é uma bênção dos céus!

Curral de l Tiu Pino

Tranquilize-se que não tem que dormir com os animais no Curral de l Tiu Pino, na calma aldeia de Sendim. Há um quarto, estúdios e uma casa de férias cuja escolha só depende de si e da família. Á volta do pátio, as casas rústicas renovadas apresentam a comodidade essencial para quem busca turismo rural de qualidade. A receção calorosa do casal anfitrião é marcante e o Sr. António terá todo o gosto em abrir-lhe as portas do seu pequeno museu rural.

Clique para ver mais opções de alojamento em Miranda do Douro

O que visitar em Miranda do Douro: guia e roteiro para uma escapadinha

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Canhão do Douro em Miranda do Douro, fronteira natural entre Portugal e Espanha

Na margem ocidental do Douro Internacional, que aqui estabelece a fronteira natural com Espanha, a cidade ergue-se imponente lá no alto dum monte de escarpas de xisto rasgadas pelo rio. Dona de cenários de rara beleza natural, terra de fronteira duma riqueza cultural sem igual, de tradições e costumes arreigados, de gentes amáveis e hospitaleiras e autora duma gastronomia de babar, Miranda do Douro é um destino onde a novidade está na sua ancestralidade. Prepare-se para experiências genuínas em harmonia com a flora e fauna locais, o contacto com o meio rural, com as gentes, o artesanato, a gastronomia, as tradições e as festividades regionais.

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiroPara além da sua cultura ímpar, Miranda do Douro detém um riquíssimo património histórico. Como tal, é virtualmente impossível visitar todos os locais de interesse do muralhado centro histórico de Miranda do Douro em duas ou três horas. Assim, o ideal é aproveitar uma escapadinha para visitar Miranda do Douro num roteiro de 2 dias. Garantimos que não serão aborrecidos, pois pelo que vimos, vivemos e fizemos por lá, dá e sobeja para ocupar o tempo. É só pegar nas nossas sugestões, escolher as que mais lhe agradam e desenhar o seu roteiro de 2 dias em Miranda do Douro.

Centro Histórico de Miranda do Douro

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiroOs lugares mais emblemáticos a visitar em Miranda do Douro concentram-se na sua maioria no centro histórico. Portanto, é deixar o carro fora das muralhas e começar a explorar, a pé, os seus recantos repletos de encanto. E já que falamos das Muralhas, começamos mesmo por aí, pois terá que entrar na cidadela por uma destas portas que rasgam a cerca defensiva: Porta da Senhora do Amparo, Porta de Santo António, Porta da Cerca e Porta do Postigo.

Rua Mouzinho de Albuquerque

A Rua Mouzinho de Albuquerque é uma entrada em grande na cidade. Bonita, airosa, luminosa e pontilhada de cor por causa das lojas e comércios que a ladeiam. Atente ao edifício da Alfândega do século XV, hoje Casa da Cultura Mirandesa.

Praça D. João III

Depressa se chega ao coração da cidadela na Praça D. João III, onde não só encontra as famosas estátuas em tamanho real de um casal mirandês (ele vestido com a Capa de Honras Mirandesa) como também o edifício barroco do Solar de ls Ordazes (Solar dos Ordazes), o edifício dos Paços do Concelho (o novo) e o interessante Museu da Terra de Miranda nos antigos Paços do Concelho. Uma visita a este museu é a oportunidade de conhecer mais detalhes sobre a história, etnografia e cultura mirandesa.

Concatedral de Miranda do Douro, Antiga Sé

Segue-se o monumento mais magnífico de Miranda do Douro. Construída na segunda metade do século XVI no lugar da antiga Igreja de Santa Maria, a Concatedral de Miranda do Douro, Antiga Sé de fachada maneirista ladeada por duas poderosas torres, sublima quem a olha. No interior, a grandiosidade dos valiosos retábulos e o requintado cadeiral do coro do Cabido chamam de imediato a atenção. Contudo, o que realmente atrai os mirandeses à sua igreja matriz é um ícone da religiosidade popular – o Menino Jesus da Cartolinha. Pode admirar esta pequena imagem setecentista num oratório em talha dourada barroca. Inundado de oferendas dos devotos, as mais curiosas são as roupas com que a imagem é vestida dependendo do calendário religioso.

Ruínas do Paço Episcopal e Convento dos Padres Trinos

À saída da igreja não deixe de rodear a catedral. Do Miradouro da Sé de Miranda terá uma das paisagens mais magníficas sobre o canhão fluvial do rio Douro, exibindo paredes abruptas com cerca de 200m. Oportunidade ainda para descobrir as Ruínas do Paço Episcopal, a antiga residência dos bispos de Miranda do Douro e passear no Jardim dos Padres Trinos. E já que falamos dos Padres Trinos, atente à Igreja do Antigo Convento dos Frades Trinos, que presentemente alberga a Biblioteca Municipal. No fim da Rue de l Cumbento, já fora das muralhas encontra-se um cruzeiro pré-românico datado de 1140. Fica a dica.

Muralhas Pré-Româncias de Miranda do Douro

Reserve tempo também percorrer o Caminho de Ronda das muralhas medievais de Miranda do Douro, apresentando ainda vestígios da cerca do primitivo castelo gótico, datados dos séculos X e XI. São consideradas as mais bem preservadas muralhas de todo o Nordeste Transmontano. Além do valor histórico, esses antigos caminhos de patrulha dos castelos sempre nos presenteiam com vistas panorâmicas dos arrabaldes.

Castelo de Miranda do Douro

É verdade que do Castelo de Miranda do Douro já só restam ruínas que, só com alguma imaginação, nos fazem adivinhar a sua grandiosidade. Mas ainda se identificam a base da Torre de Menagem, a Porta da Traição, os cubelos que interrompiam as muralhas e parte da cidadela.

Rue de la Costanielha

Casa de la Lhéngua Mirandesa

Regresse ao Lhargo D. João III para percorrer a Rue de la Costanielha (com sotaque mirandês). A rua mais antiga de Miranda do Douro tem o maior conjunto de casas burguesas quinhentistas, com interessantes pormenores arquitetónicos. Numa delas, Casa de ls Cachorros Zambargonhados (o nome tem a ver com o que resta na fachada dos chamados cachorros eróticos, que revelam os segredos da cama medieval), está sediado a Casa de la Lhéngua Mirandesa (Casa da Língua Mirandesa).

Porta do Castelo de Miranda do Douro

Noutra ainda, de fachada muito elaborada, ficava a real e nacional la Stalaige de l Zambeira. A rua termina numa imponente e muito bem preservada porta do castelo de Miranda do Douro ladeada por dois torreões, para lá da qual fica a Barbacana Moderna.

Igreja de Santa Cruz – Visitar Miranda do Douro

Não saia da cidadela muralhada sem antes visitar a Igreja da Misericórdia, maneirista, e a Igreja de Santa Cruz, capela barroca do século XVII adossada à Casa De Santa Cruz de Miranda, anterior às Misericórdias.

Parque Urbano do Rio Fresno

Para queimar as calorias dos repastos que Miranda do Douro serve à mesa, nada como percorrer o circuito urbano circular de 4 km que rodeia o promontório do castelo. Num enquadramento natural, damos especial destaque ao troço das margens ribeirinhas no Parque Urbano do Rio Fresno que conduz à Ponte dos Canos e à lendária Fonte dos Canos, com passagem ainda por antigas azenhas. E já que anda por estas bandas, vá dar uma espreitadela ao Aqueduto do Vilarinho.

Cultura Mirandesa

Língua Mirandesa

Miranda do Douro preserva as suas tradições e modo de vida acerrimamente. Tem inclusivamente uma língua própria, o Mirandês, considerado a segunda língua oficial portuguesa. Dantes falada portas adentro dos núcleos familiares em meio rural, foi-se movendo progressivamente para a cidade.

Poderá ouvi-lo nas ruas e vê-lo nas placas informativas dos espaços públicos e até mesmo no nome das localidades do concelho. Mas não se preocupe pois, não só o mirandês se percebe bem (sobretudo quando escrito), como encontra sempre a versão em português.

Pauliteiros de Miranda

Outro claro exemplo são os famosos Pauliteiros de Miranda, símbolo de folclore colorido e animado representado por uma espécie de “dança de guerra” com paus ao som da gaita-de-foles, cuja origem ancestral remonta a uma dança típica de origens celtas.

Capa de Honras Mirandesa

Ícone da identidade mirandesa, feita de pura lã de ovelha (burel), a Capa de Honras Mirandesa há muito que deixou de ser apenas associada à “capa de chiba” proveniente de Leão, na Espanha. Bebendo dessa origem, foi-se tornando cada vez mais elaborada (e laboriosa no fabrico). Atualmente, é apenas utilizada em cerimónias ou eventos de importância relevante. Mas em tempos migrou para o meio rural na sua forma mais simplificada pela necessidade de agasalho nos trabalhos agrícolas e de pastoreio.

O que visitar perto de Miranda do Douro

Miranda do Douro é uma terra que há que ver de dentro e de fora. Preencha o seu roteiro para visitar Miranda do Douro com outras inesquecíveis por esta terra de excelência.

Parque Natural do Douro Internacional

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiroMiranda do Douro partilha com Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta e Figueira de Castelo Rodrigo o maior e mais espetacular Canhão da Europa: o Parque Natural do Douro Internacional. Numa extensão de cerca de 120 km, o rio Douro escavou um vale profundo de margens escarpadas formam desfiladeiros monumentais de grande espetacularidade. Podíamos dizer que é de igual modo espetacular para observação de aves. Neste “santuário” natural, várias espécies de aves, ameaçadas de extinção a nível nacional e internacional, escolheram a segurança da inacessibilidade das arribas para nidificar. Entre grifos, águias, cegonhas-pretas e outras, destaca-se o Abutre do Egito ou Britango, que foi escolhido como símbolo do parque.

Estacão Biológica Internacional de Miranda

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiro
Cais de embarque da Estacão Biológica Internacional em Miranda do Douro – cuidado com os crocodilos!

Uma das melhores experiências para abarcar a beleza do Parque Natural do Douro Internacional é rumando à Estacão Biológica Internacional Duero/Douro para um fantástico passeio de barco pelo Canhão do Douro. No Cruzeiro Ambiental irá navegar pelo troço mais espetacular do parque fronteiriço Douro Internacional/ los Arribes del Duero. O passeio permitirá admirar as arribas do Douro de uma perspetiva bem distinta da que se tem do alto dos seus miradouros. Mas sobretudo ir a locais completamente inacessíveis por terra.

Arribas do Douro – vista do Cruzeiro Ambiental de Miranda do Douro

Durante o percurso, que dura sensivelmente uma hora, a tripulação dará preciosas explicações sobre a geologia, fauna e flora do local. E para terminar o passeio em beleza, há uma degustação de vinhos do Porto já incluída no preço do bilhete. É uma atividade que consideramos verdadeiramente imperdível numa visita a Miranda do Douro.

Informação Importante: por norma o Cruzeiro Ambiental só sai uma vez por dia aos dias de semana (às 11h) e duas vezes aos fins-de-semana e feriados (às 11h e às 16h). A única exceção é no mês de agosto em que sai diariamente às 11h e às 16h. Para não correr o risco de ficar em terra, recomendamos vivamente a que reserve o seu passeio no Cruzeiro Ambiental com antecedência (e sem qualquer custo adicional) através da Civitatis.

Miradouros de Miranda do Douro – roteiro pelos melhores miradouros do Douro Internacional do concelho de Miranda

Miradouro da Penha das Torres

Rume ao oriente, mais concretamente até Paradela, para visitar o miradouro mais setentrional do concelho de Mirando Douro: o Miradouro da Penha das Torres. Na aldeia da Paradela encontra placas indicativas do miradouro, que o vão conduzir por uma estrada de terra batida até chegar junto das arribas do Douro. Pelo caminho encontrará, do seu lado esquerdo, o maior castanheiro do Parque Natural do Douro Internacional. Basta ir atento!

A particularidade do Miradouro da Penha das Torres é estar localizado no ponto mais oriental de Portugal, o local onde o sol mais cedo alumia. Do miradouro poderá observar o local exato em que o rio Douro entra em território português e a barragem espanhola de Salto de Castro. Para além das soberbas vistas terá também enormes probabilidades de avistar grifos e abutres. Nós tivemos a sorte de ver para cima de duas dezenas deles!

Miradouro de São João das Arribas

A próxima sugestão do nosso roteiro para visitar Miranda do Douro é o Miradouro de São João das Arribas. Fica situado perto da localidade de Aldeia Nova, mesmo ao lado dum castro da Idade do Ferro e da Ermida de São João das Arribas.

Este é um dos miradouros mais famosos do Douro Internacional e a fama tem razão de ser. Do miradouro obtêm-se vistas avassaladores sobre o rio Douro, que aqui corre encaixado num profundo vale, rodeado de vertiginosas escarpas. É de cortar a respiração!

Miradouro do Castrilhouço

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiroO Miradouro do Castrilhouço é menos conhecido, porém, é um dos miradouros mais belos do Douro Internacional. Serpenteando por entre os montes, o rio forma aqui uma curva que faz lembrar uma ferradura, um pouco à semelhança do que acontece com o rio Colorado no Horseshoe Bend (Estados Unidos), ou com o Lago Skadar no Pavlova Strana (Montenegro). Acessível a partir de Miranda do Douro por um estradão de terra batida, fácil de percorrer a pé ou de bicicleta.

Miradouro da Freixiosa

A próxima sugestão dos locais a visitar perto de Miranda do Douro é… Adivinhou! Mais um miradouro. É o selvagem Miradouro da Freixiosa, que fica localizado a pouco mais de um quilómetro da aldeia da Freixiosa. O acesso é mais uma vez feito por estrada de terra batida, mas desta feita com um declive considerável. Se viajar num carro ligeiro, o melhor é estacionar um pouco antes do miradouro (quando o declive aumenta) e seguir a pé.

Este miradouro está localizado no topo de um gigantesco batólito de granito e o único vestígio de mão humana é um gradeamento de ferro que auxilia a subida ao promontório. Se sofre de vertigens, terá pela frente um senhor de um desafio. Mas, acredite, as vistas compensam bem o esforço. Estão seguramente entre as melhores dos domínios do concelho de Miranda do Douro no Parque Natural do Douro Internacional.

Miradouro da Fraga de Puio

O Miradouro da Fraga de Puio na aldeia de Picote é uma estrela das redes sociais de tão fotogénico que é. Foi recentemente renovado tendo sido construída uma fantástica plataforma de vidro, suspensa sobre o rio Douro (a fazer lembrar o famoso miradouro do Cabo Girão na Madeira). Estamos perante um dos mais espetaculares meandros escavados pelo Douro. As vistas perdem-se no horizonte e são mesmo de deixar qualquer um de queixo caído!

Trilhos e Percursos Pedestres em Miranda do Douro

Miradouro do Castrilhouço – um dos pontos de paragem obrigatória no trilho PR1 de Miranda do Douro

Entre os muitos trilhos de pequena rota que existem no concelho, destacamos o nosso favorito. Se gosta duma boa caminhada, acrescente mais um dia ao seu roteiro para visitar Miranda do Douro e vá percorrer o PR1 MDR, que liga Miranda do Douro ao Miradouro de São João das Arribas. O percurso, que também é ciclável, segue praticamente sempre por estradão e passa pelo milenar Castro do Castrilhouço e pelo vizinho Miradouro do Castrilhouço (acima referido).

Informação prática do Trilho PR1 MDR: de Miranda do Douro a São João das Arribas

  • Distância: 9 km (18 km ida e volta)
  • Circular: Não
  • Dificuldade Técnica: Moderada
  • Local de Partida/Chegada: Miranda do Douro/São João das Arribas

Aldeias de Miranda do Douro

Visitar Miranda do Douro: guia e roteiroUm roteiro para visitar Miranda do Douro tem de contemplar as suas aldeias mais típicas e genuínas. Porque há muitas e a escolha é difícil, sugerimos duas que mais se salientam por motivos específicos que lhe podem interessar, para integrá-las no seu roteiro para visitar Miranda do Douro.

Picote

Casas típicas de Picote

A castiça aldeia de Picote (Picuote em mirandês) é uma das nossas aldeias favoritas de Miranda do Douro. Deambule pelas suas apaixonantes ruelas empedradas que fazem viajar no tempo. Observe o casario típico de granito, os moinhos de água e os lagares de azeite, e as pequenas hortas de subsistência onde nunca falta uma picota para puxar a água da ribeira e dos poços.

Porca de Picote e Igreja Matriz de Picote

Visite a sua linda Igreja Matriz e as capelas de Santo Cristo e de Santa Cruz, e atente à escultura zoomórfica conhecida por Porca de Picote (berrão da proto-história) que se encontra localizada no largo principal da aldeia. Sim, não é só em Murça que há uma porca!

Miradouro da Fraga do Puio

E para fechar em beleza o seu passeio por Picote, siga a pé até ao Miradouro da Fraga do Puio (vulgarmente conhecido por Miradouro de Picote), uma verdadeira varanda para o canhão fluvial do Douro Internacional.

Sendim

Igreja Matriz de Sendim

A vila de Sendim é conhecida pelo cognome de “Capital das Arribas”. Os principais pontos de interesse desta típica vila mirandesa são a Igreja Matriz de Sendim, o Ermitério Os Santos, a Capela do Senhor da Boa Morte, a Capela de São Paulo, a Fonte do Lugar e o Cais de Sendim, um bonito espaço de recreio à beira do rio Douro, com parque de merendas, procurado por pescadores e aqueles que não resistem a um mergulho no verão.

Restaurantes onde comer

Falar de Miranda do Douro passa inevitavelmente por elogiar o prato ex-libris da região, a Posta Mirandesa. Mas quando uma região é boa numa iguaria gastronómica, nunca a deixa sozinha. Destacam-se ainda os pratos de vitela mirandesa, como a estufada, a raça autóctone de Cordeiro Raça Churra Galega Mirandesa (DOP) em caldeirada de cordeiro ou “costelheticas” assadas na brasa, enchidos fumados de salivar com destaque para a tabafeia de porco e aves, o cozido mirandês mais conhecido por butelo com cascas, ou o bacalhau à mirandesa. Na doçaria tradicional destacam-se os roscos, os sodos, os dormidos e a deliciosa bola doce mirandesa.

Restaurante São Pedro (Miranda do Douro)

O São Pedro foi uma das boas surpresas gastronómicas na nossa última visita ao Douro Internacional. Fica convenientemente situado na Rua Mouzinho de Albuquerque, a principal artéria do centro histórico de Miranda do Douro, e serve um bacalhau grelhado e umas costeletas de cordeiro na brasa de comer e chorar por mais. Dizem que a Posta é uma iguaria (e pelo aspeto assim parece), mas honestamente já não tínhamos barriga para experimentar.

Especialidades: Entradas: Chouriça e Alheira assada. Carne: Posta Mirandesa; Cordeiro grelhado; Costeleta de Vitela; Cabrito à São Pedro; Peixe: Bacalhau assado na brasa; Bacalhau à Portuguesa. Doces: Tarte de amêndoa; Doce de bolacha; Pudim caseiro

Taberna A Moagem (Sendim)

Fomos para petiscar, regressamos para jantar! Para começar o espaço é super acolhedor, o ambiente é muito familiar e, claro, a comida regional é estupenda. Nos petiscos brilham as moelas à transmontana, a alheira e a chouriça assada. Nos pratos principais a Posta e o Bacalhau Assado são apostas ganhas. Para um final doce experimente a Bola Doce Mirandesa ou a Tarte de Amêndoa Mirandesa… Se ainda tiver espaço, claro está!

Especialidades: Entradas: Chouriça e Alheira assada; Moelas à Transmontana; Salpicão com pimenta preta. Carne: Posta Mirandesa; Costeleta de Vitela; Costeleta de Vitela; Cordeiro Assado na Brasa ou no Forno; Bulho com Cascas. Peixe: Bacalhau assado na brasa Doces: Bola Doce Mirandesa; Folar Transmontano; Tarte de Amêndoa

Mapa dos principais pontos de interesse para visitar em Miranda do Douro e arredores


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do que ver e fazer num roteiro para visitar Miranda do Douro.

Outros artigos de Trás-os-Montes e Alto Douro

Bragança | ChavesDouro Vinhateiro | Freixo de Espada à Cinta | Lagos do SaborLamego | Macedo de CavaleirosMiradouros de Torre de MoncorvoMogadouro MontalegreParque Natural do Douro Internacional | Parque Natural de Montesinho | Peso da Régua | PinhãoVale do Tua | Vilarinho de Negrões 

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

2 COMENTÁRIOS

  1. Um excelente guia para conhecer Miranda do Douro que visitei há já alguns anos, apenas por um dia, e vejo que ficou tanto por descobrir!
    As fotografias são muito apelativas.
    Mena

    • Olá Mena,
      Muito obrigado pelo feedback!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.