Visitar Paris: o melhor de Paris num roteiro de 3 dias

6
11467
Roteiro de Paris

Bienvenue ao nosso roteiro de Paris, a cidade do amor. Visitar Paris é a promessa duma paixão. A capital da França é (como) uma estrela de cinema: bela, sedutora, insinuante, célebre. Estar na ribalta não a assusta. Muito pelo contrário. Paris sabe sempre como lidar com os holofotes e chamar para si mesma o foco das atenções mundiais.

Porquê visitar Paris?

A cosmopolita capital francesa merece toda a fama da cidade mais bonita e romântica do mundo. Nascida do ventre do rio Sena, a sua história é longa mas a cidade parece sempre jovem e requintada. Há séculos que Paris é uma referência mundial a nível cultural e social. E ninguém pode negar o quanto é influente nos domínios da arte, moda, gastronomia… e elegância.

visitar-paris-tour-eiffel (2)

Como destino de viagem mais apetecível da Europa, Paris orgulha-se de ter o monumento mais visitado do mundo: a Torre Eiffel.

La Ville Lumière, epíteto merecido por liderar o Iluminismo, é ainda conhecida como a Capital da Moda. Paris é o epicentro das maiores e mais prestigiadas marcas de moda. Estilista que se preze, luta por uma porta aberta na mais chique e luxuosa rua do mundo: Rue du Faubourg Saint-Honoré.

Arco do Triunfo, Champs-Elysées, Catedral de Notre-Dame, Museu do Louvre são nomes que todos reconhecemos. E são ainda alguns dos mais icónicos pontos de interesse turístico mundiais. Quem não deseja visitar Paris?

Quando visitar Paris?

Todo o ano! Pura e simplesmente, Paris é um destino turístico para o ano inteiro. O clima marítimo confere-lhe verões agradavelmente quentes em contraste com invernos frios e chuvosos. Obviamente que a melhor altura do ano para visitar Paris são os meses quentes de maio a agosto, mas são também os mais procurados pelos turistas. Janeiro é usualmente o mês mais frio e julho, o mais quente. A neve não é muito frequente, já a chuva, principalmente aquela chuva miudinha, é muito comum. A primavera e o outono são usualmente frios e chuvosos. Em suma, venha sempre preparado com guarda-chuva e casaco.

visitar-paris-vista-panoramica2

Em junho, as ruas de Paris enchem-se de animação com a Fête de la Musique. A 13 e 14 de julho o Dia da Bastilha atrai os visitantes para as comemorações da Fête Nationale. Os parisienses saem de férias em agosto, por isso alguns restaurantes e cafés estão fechados. Há ainda muita agitação nas Semanas da Moda em março e setembro. Os meses de maio, junho, julho, outubro e dezembro são os mais populares entre os visitantes.

Mapa com os principais pontos de interesse turístico de Paris

O Melhor de Paris num roteiro de 3 dias – o que ver e fazer

Neste roteiro de Paris queremos levar-vos a conhecer o melhor da cidade luz. Paris abriga um património artístico, histórico e cultural ímpar com centenas de monumentos notáveis e museus de classe mundial. Mona Lisa de Da Vinci mora no Louvre. Os impressionistas Monet, Degas e Renoir moram no Musée d’Orsay.

visitar-paris-ponte-alexandre-iii

Caracterizada por avenidas largas e pelo rio Sena, um favorito dos parisienses, a paisagem urbana de século XIX é a imagem de marca de Paris. A margem direita do Sena é embelezada pela Basílica do Sacré Coeur, no famoso bairro de Montmartre, com vista privilegiada sobre a cidade. Na margem esquerda do Sena, o destaque vai para o Quartier Latin animado pelos estudantes da Sorbonne.

Espaços gourmet e restaurantes requintados dão o mote às experiências gastronómicas. A cultura dos cafés, esplanadas, bistrots e pâtisseries, oportunidade para observar a vida parisiense ao ritmo duma refeição casual, refletem outra faceta do legado gastronómico francês.

visitar-paris-vista-panoramica1

Os bairros de Paris estão cheios de vielas secretas, pátios escondidos, parques discretos e simpáticas arcadas com galerias ousadas. Le Marais mistura o charme requintado das mansões aristocráticas com a animação cool que só os parisienses conhecem. Montmartre é o centro dos artistas, Pigalle é o sinónimo de red-light district coroado pelo Moulin Rouge, Saint Germain-de-Prés é o bairro boémio onde não há lugar para aborrecimento. Isto só para falar de alguns.

Cruzeiros pelo Sena e longos passeios nas suas margens? Agradam-lhe estas experiências de viagem? Apenas algumas das mais fantásticas que Paris lhe oferece. Paris, a Cidade Luz, dá-lhe as boas-vindas.

1º dia do Roteiro de Paris

Torre Eiffel

visitar-paris-tour-eiffel

Como não podia deixar de ser, começamos o nosso roteiro de 3 dias por Paris pela Torre Eiffel , o monumento mais visitado do mundo. As multidões são intimidantes. Pode subir ao segundo piso ou ao topo para as melhores vistas panorâmicas sobre Paris. Se o preço não for convidativo, passeie pelos Campos de Marte – Champs de Mars – para fotografar e fazer-se fotografar com a “dama de ferro”.

Os outros dois melhores lugares para fotografar a Torre Eiffel ficam na outra margem do Sena atravessando a Pont d’Iéna. Assim que atravessa a ponte, faça um pequeno desvio à esquerda e escolha o enquadramento perfeito. Em alternativa pode subir à varanda do Ancien Palais du Trocadéro para ter boas perspetivas da Torre. E ainda aproveita para passear pelos Jardins du Trocadéro. Siga pela Avenue Kléber para chegar ao próximo ponto de interesse mais rápido.

Outra opção: atravessar o Sena pela Pont de L’Alma e tomar a Avenue Marceau até ao Arco do Triunfo. Do lado norte da ponte pode ver a Chama da Liberdade que se tornou no memorial não-oficial da Princesa Diana.

Arco do Triunfo

visitar-paris-arc-du-triomphe

Erigido para comemorar as vitórias de Napoleão Bonaparte, o Arco do Triunfo é um dos pontos de passagem obrigatória neste roteiro de Paris. Com tempo (e dinheiro) pode subir ao terraço do maior arco do mundo e desfrutar duma das vistas panorâmicas de Paris mais populares. Obviamente que destacamos a soberba vista sobre a avenida mais famosa do mundo, Champs-Elysées. Fique tranquilo, dentro de momentos estará a calcorrear estes 2 km de charme. Por baixo do arco encontra o Monumento ao Soldado Desconhecido.

Avenue des Champs-Élysées

Porque é que a Avenida dos Campos Elísios atrai tanta gente? Pela vida que emana. Esta é “A Rua” de Paris. Um must-do, must-see, must-walk, must-feel para qualquer visitante. Sendo provavelmente a avenida mais bonita do mundo, merece que lhe dediquemos tempo. Algumas das maiores marcas do mundo da moda e da joalharia estão aqui e exibem a sua griffe despudoradamente. Será difícil resisitir à tentação de passar horas a olhar para as montras das lojas. Permita-se o luxo de almoçar numa das muitas esplanadas dos Champs-Elysées e sinta-se como um parisiense. Se a carteira for modesta, para além dos cafés e restaurantes requintados, encontrará também as habituais marcas mundiais de fast-food.

Grand Palais

visitar-paris-grand-palais

Uma obra prima da arquitetura feita de pedra, aço e vidro. Reconhecível de imediato pela sua enorme cúpula de vidro, foi construído para a Exposição Universal de 1900 e foi listado como monumento histórico na passagem do milénio. O Grand Palais é como um 3-em-1: a Nave recebe eventos internacionais, as Galerias são o espaço de exposições de obras de arte e o Palácio da Descoberta é um museu dedicado à ciência, um favorito dos miúdos.

Petit Palais

Também construído em 1900 para a Exposição Universal, o Petit Palais é hoje o Museu das Belas Artes de Paris. Aqui podem ser vistas obras dos maiores artistas franceses e internacionais. O edifício é uma autêntica pérola arquitetónica de estilo académico do Século XIX.

Ponte Alexandre III

visitar-paris-pont-alexandre-iii

Classificada como monumento histórico, a Ponte Alexandre III é uma das pontes mais emblemáticas de Paris, e a nosso ver a mais bonita em termos arquitetónicos e de localização. Os quatro cavalos alados saltam imediatamente à vista: será do ofuscante ouro? Um lugar perfeito para um passeio inspirador quer de dia, quer de noite. Ainda assim, a vista ao redor consegue ofuscar o dourado das esculturas altaneiras encimando os quatro pilares.

Les Invalides

visitar-paris-les-invalides

E as vistas continuam a maravilhar neste roteiro de Paris. A Esplanade des Invalides é mais uma grande praça ajardinada perfeita para absorvermos a monumentalidade de Paris. A jóia é o Hôtel Royal des Invalides imediatamente identificável por causa da sua cúpula, sob a qual está o túmulo de Napoleão Bonaparte. Foi pensado por Luis XIV para cuidar dos soldados inválidos ou feridos em batalha. O enorme monumento tem “militar” escrito em todas as linhas, desde os museus ao panteão militar, passando pelas duas igrejas.

Place de la Concorde

Continuamos o nosso roteiro de Paris regressando aos Champs-Elysées para sentir a agitação da maior praça de Paris, falamos da Place de la Concorde. Aqui a Revolução Francesa foi sangrenta já que foi a praça de Paris onde a guilhotina mais vezes desceu sobre as cabeças de condenados, Louis XVI e Marie-Antoinette incluídos. O Obelisco de Luxor, um obelisco egípcio com mais de 3000 anos, é a imagem mais marcante, ladeado pela Fontaine des Mers e Fontaine des Fleuves. Ao redor da Place de la Concorde estão alguns dos hotéis mais prestigiados do mundo, autênticos monumentos arquitetónicos repletos de história e memórias. E não deixe de dar uma voltinha na roda-gigante, isto se visitar Paris entre novembro e maio. Se puder, inclua a Église de la Madeleine neste dia do seu roteiro de 3 dias, é só um pulinho na direção norte da praça.

2º dia do Roteiro de Paris

Dedicamos o segundo dia deste roteiro de 3 dias em Paris à sua faceta artística.

Jardim das Tulherias

Mais do que um jardim, o Jardim das Tulherias é um espaço cultural. O nome do jardim deve-se às fábricas de azulejos que se centravam na zona. É uma das zonas favoritas de promenade, tanto para parisienses como para visitantes. O Jardin des Tuileries respira arte nas belas esculturas de Rodin e Giacometti que o decoram, relaxamento no amplo espaço verde e nos dois lagos, e cultura impressionista do genial Monet no Musée de l’Orangerie. É provável que já tenha identificado a pirâmide de vidro que desponta ao fundo. É a próxima paragem neste seu roteiro de Paris.

Museu do Louvre

visitar-paris-museu-do-louvre

Para os amantes das artes, visitar Paris e não visitar o Louvre é um pecado imperdoável. O Museu do Louvre é o ponto máximo da arte e é indispensável num roteiro de Paris, quer seja um dia, quer sejam dez. O manancial de tesouros artísticos da história da Humanidade não tem par. O palácio real é ele mesmo um museu vivo com influências de 800 anos de estilos arquitetónicos desde o maciço românico à moderna pirâmide de vidro de Pei. Mesmo que desconheça os nomes Vitória de Samotrácia ou Vénus de Milo, reconhecerá imediatamente as esculturas helenísticas quando se cruzar com elas. A nosso ver, o retrato de Mona Lisa ou A Liberdade Guiando o Povo dispensam apresentações.

Pont des Arts

A ponte pedonal Pont des Arts, a primeira ponte de ferro construída em Paris, é particularmente popular entre casais de (e)namorados… e cadeados. A prática de “trancar” o amor é desaconselhável, tanto em sentido simbólico como literal. Em 2015 as 45 toneladas de cadeados foram retiradas pois eram um perigo para a ponte e para os barcos que navegavam por baixo. Obviamente que há sempre rebeldes que quebram as regras ou encontram um novo spot na cidade do amor para jurar a eternidade da união… mesmo que ela só venha a durar uns meses.

Pont Neuf

visitar-paris-pont-neuf

Para entrar na Île de France nada melhor do que usar a Pont Neuf. O nome pode induzir a erro pois “a ponte nova” é, na verdade, a mais antiga ponte de pedra de Paris. A ponte de 12 arcos em meia-lua liga as margens do Sena com um bastião a meio que toca a ponta ocidental da Île de France. Aí ergue-se sobranceira a estátua equestre de Henrique IV que a inaugurou após cerca de 30 anos de construção. A destacar os 380 mascarões grotescos usados como elementos decorativos da ponte. Fique na Île de France e caminhe para leste: vamos passear pelo coração de Paris.

Sainte-Chapelle

visitar-paris-sainte-chapelle

Esta igreja gótica do século XIII é sublime e tudo se deve aos seus enormes vitrais representando cenas bíblicas. A luz filtrada pelas cores dos vitrais da Sainte Chapelle dão ao interior desta “capela” um luminância incrível. Promove muitos eventos por ser um espaço privilegiado para concertos de música clássica e religiosa por causa da excelente acústica.

Catedral de Notre-Dame de Paris

visitar-paris-catedral-notre-dame-de-paris

A catedral de Notre-Dame de Paris é “a” obra-prima do estilo gótico da metrópole francesa e como tal tem de figurar num roteiro de Paris que se preze. Conceda tempo para admirar as rosáceas, as altivas torres, o campanário e as gárgulas no exterior. Atente ainda aos elaborados pórticos com histórias bíblicas, a forma como antigamente se catequizavam os crentes. Lá dentro maravilhe-se com a luz filtrada por milhares de vitrais coloridos – sim, permita-se deixar cair o queixo.

As distâncias na França são calculadas a partir do Ponto Zero no pátio em frente à catedral. Em 2013 celebrou o seu 850º aniversário e como prenda recebeu 9 sinos novos refundidos e remoldados a partir dos anteriores com mais de 100 anos. Só o grande sino “Emmanuel” na torre sul solta a mesma melodia pelos ares de Paris desde 1681. Se os quiser ver de perto e andar atrás de vistas panorâmicas de tirar a respiração, pode comprar um tour que o leva ao topo das torres da catedral. Tem que reservar com antecedência para garantir a visita pois o acesso está sujeito a disponibilidade.

Quartier Latin

visitar-paris-quartier-latin-pantheon

Nenhuma visita a Paris ficará completa sem conhecer o Quartier Latin. Na margem esquerda do Sena, este é o bairro dos estudantes, dos parisienses e dos turistas. Os seus muitos cafés, restaurantes, bistrots convidam a desacelerar o passo, a apreciar uma boa pâtisserie relaxando numa cadeira de esplanada e apenas ver a vida passar. No Quartier Latin encontra o Panteão, a famosa e prestigiada universidade Sorbonne, os Jardins Luxemburgo, o Senado, entre outros pontos de interesse de Paris. As melhores ruas para compras são a Rue Mouffetard e Rue Monge com os seus mercados e feiras da ladra.

Palácio e Jardins de Luxemburgo

visitar-paris-jardins-do-luxemburgo-senado-palacio-luxembourg

Se há algo em que Paris é exímia é em conciliar monumentos com luxuriantes jardins. O Palácio e Jardins de Luxembrugo são outro exemplo onde a arte se alia com perfeição a um ambiente que convida à descontração. Os Jardins de Luxemburgo foram inspirados nos Jardins Boboli em Florença e incluem mais duma centena de estátuas, um lago e uma fonte monumental. É um favorito das famílias pois existem muitas atividades interessantes para os miúdos. A longa existência do Palácio Real de Luxemburgo fez dele o palco de momentos marcantes da história de Paris e da nação francesa e acolhe atualmente o Senado de França.

Igreja de São Sulpício

visitar-paris-eglise-de-saint-sulpice

Destaca-se como sendo a segunda maior igreja da capital francesa. Mas o mais curioso desta igreja de Paris está no seu interior. Estranhamente verá um obelisco no transepto norte. A igreja de São Sulpício tem um gnómon, uma espécie de ponteiro usado nos relógios astronómicos solares para determinar os equinócios. Aproxime-se do obelisco e perscrute o chão em busca da linha do Meridiano de São Sulpício. Para os fans d’ O Código Da Vinci de Dan Brown, este é um lugar de visita imperdível pois é mencionado no livro.

Saint Germain des Prés

visitar-paris-les-deux-magots-saint-germain-des-prés

Fechamos o segundo dia do nosso roteiro de Paris com uma visita ao bairo Saint Germain des Prés. O bairro boémio deve a sua fama ao número de escritores e artistas estrangeiros que nos anos 40, 50 e 60 fizeram destas ruas a sua casa. Facilmente nos apercebemos porque é um bairro tão apaixonante com ruas cheias de charme e elegância. Há ainda uma elite de intelectuais que tenta preservar a autenticidade do bairro que tem sido invadido por causa da elevada fama literária e cinematográfica. Entre os responsáveis contam-se Hemingway que celebrizou a ideia que “Paris é uma festa”, e mais recentemente Woody Allen com Meia Noite em Paris.

3º dia do Roteiro de Paris

Para este terceiro dia do seu roteiro de 3 dias propomos a visita a alguns dos bairros mais emblemáticos de Paris, Montmartre, Pigalle e Le Marais. Este é o dia que terá que recorrer ao metro de Paris pois Montmartre e Pigalle ficam a norte do Sena.

Montmartre

visitar-paris-montmartre-place-du-tertre

Comece o dia em Montmartre para visitar o bairro artístico por excelência de Paris. A Place du Tertre acolhe um número invariável de artistas que se propõe fazer o seu retrato em minutos. Demore-se a absorver o espirito artístico, a observar os detalhes inconfundíveis desta Paris boémia e despreocupada. Afinal, Montmartre encantou Picasso e Modigliani. Talvez por ser a colina mais alta de Paris donde pode ter as melhores vistas.

Basilique du Sacré-Coeur de Montmartre

visitar-paris-sacre-coeur-de-montmartre

A estrela de Montmartre é sem dúvida a Basílica do Sacré Coeur. Tome o funicular que o deixa aos pés da basílica e aproveite a viagem para apreciar o passo lento destas ruas charmosas. A Basílica du Sacré Coeur é o segundo ponto mais alto da cidade de Paris, logo a seguir à Torre Eiffel e acolhe o maior sino da capital no seu campanário. A basílica de estilo romano-bizantino é dum branco ofuscante. Este fenómeno explica-se pela presença de calcite na pedra calcária que, em contacto com humidade, atua como se fosse lixívia conferindo-lhe este branco luminoso.

Pigalle

visitar-paris-moulin-rouge-pigalle

Dos santos aos pecadores. Desça da basílica e atreva-se a conhecer um dos pontos de interesse mais (mal) afamados de Paris, o bairro de Pigalle. Obviamente que o queremos levar até ao Moulin Rouge, o cabaré mais conhecido do mundo. Este foi o bairro que a Belle Époque colocou no mapa mundial pela sua ousadia e arrojo. Pigalle gostava, e ainda gosta, de chocar e chocalhar os espíritos mais conformistas. Aqui nasceu o can-can e a herança do bairro dos bordéis e das boîtes continua refletido nas fachadas dos edifícios e nas sex shops que aqui pululam. Tem de concordar que um roteiro de Paris não estaria completo sem uma visita a Pigalle.

Centro Georges Pompidou

visitar-paris-centro-georges-pompidou

Mesmo que não seja apreciador de arte moderna, o Centro Georges Pompidou vai chamar a sua atenção. A arquitetura muito própria do colorido edifício contrasta fortemente com o cinzento do bairro que o acolhe, um dos mais antigos de Paris. A obra pioneira de Renzo Piano e Richard Rogers destaca-se dentre as mais emblemáticas do século XX, pelos seus tubos, escadas e elevadores de cores garridas. Vale a pena a visita só para ter esta perspetiva exterior. No interior está um dos maiores museus mundiais de arte moderna.

Le Marais

visitar-paris-queijos-e-vinhos-franceses

Terminamos o nosso roteiro de Paris com uma visita a um dos bairros mais charmosos e trendy de Paris. Le Marais é hoje em dia um hub de experiências, tanto para parisienses como para visitantes. Street art, galerias de arte, boutiques de moda, macarons, baguetes, gastronomia e vinhos, tudo se concentra em Le Marais. As ruas e ruelas do Marais levam-no a uma mistura eclética daquilo que é considerado cool em Paris atualmente. A cultura Bobo (Bohemian Bourgeois) está toda aqui. Para terminar o seu roteiro de 3 dias em Paris, este é o bairro perfeito para umas compras e para aquele jantar soberanamente regada com bom vinho francês. Verá que se despede de Paris com vontade de mais. De muito mais!

visitar-paris-passeio-pelas-margens-do-sena

Paris tem muito mais para oferecer do que aquilo que referimos neste artigo. A nossa proposta de roteiro de 3 dias em Paris exige alguma gestão de tempo. Escolha as atrações que mais lhe interessam para cada um dos dias e adapte aos seus interesses. A nossa proposta de roteiro de Paris pode facilmente ser adaptada para um roteiro de 4 dias ou até mesmo de 5 dias. Está concebido para concentrar as melhores atrações turísticas de acordo com as zonas. Como sabemos que só nos apaixonamos por uma cidade quando percorremos as suas ruas, tudo foi pensado para lhe permitir conhecer Paris a pé, à luz do dia ou dos candeeiros das largas avenidas, para poder ver ainda mais maravilhas da cidade de sonho que é Paris.

Onde ficar em Paris? – Sugestões de Alojamento

Alojamento Low Cost/Económico

Absolute Hotel Paris République
Le Village Montmartre
Generator Paris

Alojamento com excelente relação qualidade preço

Le Robinet d’Or
Helussi Hôtel
Select Hotel
Idol Hotel

Alojamento de Luxo

Hotel The Peninsula Paris
Ritz Paris

Outros Roteiros de Cidades Europeias

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize a Momondo para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado.

No GetYourGuide encontra sempre as melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Gostamos de jogar pelo seguro e como tal, nas nossas viagens, não dispensamos o seguro de viagem do WorldNomads.com

Esta página contem links afiliados. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

6 COMENTÁRIOS

  1. Deliciei -me a ler o vosso post, quase que me sentia em Paris, mas não, estou somente a preparar a minha próxima viagem. Li todos os vossos apontamentos históricos e artísticos e muito Obrigada. Continuem.

  2. olá,

    adorei suas sugestões.!
    queria apenas uma informação: sua dica foi começar o 3 dia pela Place du Tertre, lá teria algum lugar pra se tomar um café da manha ou comer alguma coisa rápida de manhã ? ou tem alguma dica de um lugar desse tipo pelo roteiro em Montmartre?

    • Olá Rafaella,

      Obrigado pelo feedback. Na Place du Tertre e em Montmartre tem imensos lugares charmosos onde tomar o café da manhã. Difícil mesmo vai ser escolher 🙂
      Boa viagem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.