Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer

visitar ronda roteiro

A principal razão porque muitos vão visitar Ronda é a sua magnífica ponte de pedra, uma das imagens-postal mais famosas da Andaluzia, senão mesmo de toda a Espanha. Mas “o que visitar” em Ronda não se resume à Puente Nuevo sobre o profundo canhão El Tajo. Para além dos miradouros com vistas panorâmicas magistrais, visitar Ronda é também conhecer atrações turísticas repletas de história, romantismo e beleza, como muralhas, palácios e banhos árabes, jardins luxuriantes, catedral e igrejas grandiosas e a Praça de Touros mais antiga da Espanha. Explorando mais além, o Caminito del Rey é uma meca para os amantes do trekking temperado com adrenalina.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer

Se está a planear uma visita a este cantinho mágico do sul de Espanha, vai querer saber quais os lugares de visita obrigatória e as experiências a não perder em Ronda.

Neste artigo encontra um roteiro de 1 dia para visitar Ronda, com todas as atrações e pontos turísticos imperdíveis, sugestões de hotéis onde dormir e restaurantes onde comer, e um mapa interativo para aproveitar a sua visita a Ronda ao máximo.

Onde fica Ronda?

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Plaza del Socorro

Ronda é uma cidade na província espanhola de Málaga, das mais bonitas e visitadas do sul de Espanha, e uma das cidades históricas mais interessantes do roteiro dos Pueblos Blancos. Ronda ergue-se numa meseta rochosa a 739 metros acima do nível do mar, em plena região da Serranía de Ronda e a poucos quilómetros da Costa do Sol. Bem no centro do triângulo SevilhaMálagaGibraltar, a leste da cidade encontra-se o parque natural da Serra das Neves e a oeste a Serra de Grazalema.

Como chegar à cidade de Ronda?

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Puerta de Almocábar

De Portugal, de carro ou de avião são as formas mais práticas de chegar a Ronda, sendo o comboio e o autocarro soluções viáveis consoante a cidade de Espanha de origem. Por exemplo, de Madrid, Ronda está à distância de pouco mais de 3h30 de viagem num cómodo e rápido AVE (comboio de alta velocidade).

De carro: sendo um destino perfeito para uma roadtrip desde Portugal (6h de carro desde Lisboa), não é à toa que, dentre os vários lugares imperdíveis que destacamos no nosso roteiro para visitar a Andaluzia de carro, Ronda seja ponto de paragem obrigatório. As estradas cénicas da cordilheira de montanha da Serranía de Ronda foram diretas para a nossa lista de roadtrips de Espanha favoritas.

De avião: a proximidade com Málaga (1h30 de carro) e Sevilha (1h45), abre a possibilidade de encontrar um voo barato para os aeroportos dessas cidades e recorrer a transportes ou alugar um carro para o resto do percurso até ao centro de Ronda.

Onde estacionar em Ronda?

Estacionar no centro histórico de Ronda é tarefa difícil. Os lugares para deixar o carro são muito escassos e terá que lidar com a circulação complicada em ruas muito estreitas.

Nós encontrámos sempre estacionamento gratuito nas zonas residenciais em redor das Avenidas Andalucía e Martínez Astein. Temos sempre que andar um pouco mais para o centro mas poupamos uns bons euros para beber umas cañas nas esplanadas.

Há estacionamentos públicos pagos perto do centro.

O Parking Público APK2 Plaza del Socorro, é coberto e fica a 2 minutos da Praça de Touros. É bastante caro para estacionamentos de curta duração e só compensa para estacionamentos de dia inteiro ou 24 horas.

Mais económico, coberto e igualmente seguro, o Parking Martínez Astein, no extremo da Calle “La Bola”, cobra 1,6€/hora e 19€/dia.

Outra opção é o Aparcamiento Público La Concepción, descoberto (foi-nos impossível averiguar os preços). 

Quando visitar Ronda?

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Balcón del Coño – Roteiro para visitar Ronda

A experiência ensinou-nos que os meses de maio, junho, setembro e outubro são os melhores para visitar Ronda. Ronda é uma cidade em que a temperatura é muito variável de inverno para o verão. No pino do verão Ronda tem temperaturas elevadas com máximas a poder atingir os 40ºC; no inverno, as mínimas podem chegar a valores negativos.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Arco del Cristo, uma das antigas portas principais de entrada na cidade na época árabe

Apesar de estar situada numa das zonas mais húmidas da Andaluzia, ainda assim Ronda partilha do clima seco que caracteriza a região.

  • Meses quentes: julho e agosto
  • Meses frios: dezembro, janeiro, fevereiro
  • Meses mais chuvosos: novembro, dezembro, janeiro, fevereiro (> de 15 dias/mês de chuva)
Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Iglesia de Santa María la Mayor – Roteiro para visitar Ronda

Também pode programar a sua visita a Ronda para coincidir com uma das festividades locais, já que Ronda enfeita-se como poucas durante as suas festas e romarias. São excelentes ocasiões para conhecer esta região.

  • Ronda Romantica: em maio, traz o glamour e romantismo do século XIX às ruas, com trajes de época a rigor.
  • Festas de Pedro Romero (setembro): são o evento mais importante de Ronda com a célebre Corrida Goyesca de Ronda e festival de flamenco.
  • Semana Santa (março ou abril): como acontece em muitas cidades de Espanha, o fervor religioso da Semana Santa justifica uma visita a Ronda, particularmente com as procissões dos Legionários (Quinta Feira Santa) e das Viúvas (Sexta Feria Santa).
  • Fiesta de la Virgen de la Paz: 24 janeiro, festas em honra da padroeira de Ronda.
  • Feria de la Reconquista: tradicionalmente entre 20 e 23 de maio.
  • Romaria La Virgen de la Calabeza: romaria popular e pitoresca no último domingo de maio ou primeiro de junho.

Quantos dias para visitar Ronda?

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Arco de Felipe V – Roteiro para visitar Ronda

Achamos que 1 dia inteiro é suficiente para desenhar um roteiro a visitar Ronda e as atrações turísticas incontornáveis do centro histórico. Idealmente, optando por ficar 1 noite em Ronda para assistir ao pôr-do-sol, ao adormecer e ao despertar da cidade.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Muralhas de Ronda

Se quiser incluir as sugestões de passeios perto de Ronda que apresentamos no fim do artigo, precisará de 2 dias em Ronda pelo menos, 3 dias se o Caminito del Rey for uma das suas prioridades.

Percorrer o Caminito del Rey é perfeito para combinar com uma viagem a Ronda

Lembre-se que estes eventos e a época alta de verão atraem grandes multidões, por isso é melhor reservar hotel com antecedência para garantir um alojamento onde ficar em Ronda. E por falar nisso…

Onde ficar a dormir em Ronda? Sugestões de alojamento

Para aproveitar ao máximo o élan de Ronda, o nosso conselho é ficar 1 noite em Ronda. É memorável! Se decidir fazê-lo, aqui estão alguns dos melhores hotéis onde ficar em Ronda:

Catalonia Ronda: mesmo em frente à Plaza de Toros, este hotel destaca-se pela infinity pool e as vistas para a praça e para o Tajo de Ronda no rooftop do último piso. Quartos elegantes, aclimatizados, a maioria dispondo de varanda com vistas. Outras comodidades disponíveis incluem um bar, um restaurante, um ginásio e um spa.

Soho Boutique Palacio San Gabriel: instalado num palácio do século XVIII cuidadosamente restaurado, está situado na área mais histórica de Ronda, rodeado por monumentos antigos, ideal para quem deseja ficar perto das principais atrações de Ronda. Além dos seus 23 quartos, possui uma biblioteca e um acolhedor pátio andaluz.

Hotel Colón: uma surpreendente opção de hotel barato em Ronda, com quartos privados simples mas muito confortáveis na Plaza Merced. Só tem uma estrela, mas a localização, a limpeza, as comodidades e a simpatia da equipa familiar por trás deste hotel acolhedor são superiores. Bom, bonito e barato!

Apartamentos Rondacentro: apartamentos modernos com privacidade, totalmente equipados, com WiFi gratuito, situados no centro histórico de Ronda, uns com vista para a Plaza España, outros com terraço privado com vista montanha. Localização (a 100 metros da Alamedo do Tajo), relação qualidade-preço, comodidades e privacidade imbatíveis.

Clique para ver mais opções de alojamento em Ronda

Ronda, o que visitar? Roteiro com o que ver e fazer

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Mirador Puente Nuevo de Ronda

Cruzar pontes lendárias, calcorrear ruas empedradas de traçado medieval, apreciar casarões e palacetes aristocráticos, passear em jardins românticos, deleitar-se com vistas monumentais, saborear rica gastronomia e vibrar com o ritmo próprio da cidade muralhada são das melhores propostas do que ver e fazer quando visitar Ronda.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Miradouro da Alameda del Tajo – Roteiro para visitar Ronda

Ronda é apaixonante! Seduziu celtas, fenícios, romanos e árabes no passado. Na era do Romantismo, Ronda enfeitiçava visitantes ilustres, da aristocracia europeia e do mundo das artes, que buscavam destinos com a autenticidade dum tempo que já não existia. Até grandes vultos como Orson Welles e Ernest Hemingway, aliciados pelo universo da tauromaquia, perderam-se de amores pela cidade suspensa no penhasco.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Canhão el Tajo de Ronda

A “cidade dos castelos” está dramaticamente empoleirada à beira dum precipício com 150 metros de profundidade coroando um promontório rochoso. No meio está o profundo canhão el Tajo de Ronda rasgado pelo rio Guadalevín. O centro histórico (La Ciudad), de reminiscências árabes e traçado medieval, dispersa-se ao sul do Guadalevín, enquanto a Ronda mais moderna (El Mercadillo), nascida da prosperidade do século XVI, estende-se para norte do rio.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Iglesia de Nuestra Señora de la Merced

A nossa sugestão de roteiro para visitar Ronda passa por todas as atrações turísticas imperdíveis começando na Cidade Nova até à Cidade Velha e foi desenhada para não perder pitada do que Ronda tem de melhor para oferecer e tirar o maior proveito do seu tempo.

Seguro de Viagem para Ronda

Algo que consideramos muito importante numa viagem a Ronda é um bom seguro de viagem com coberturas que nos façam sentir totalmente protegidos. E no atual contexto epidemiológico, é de crucial importância que um seguro de viagem tenha cobertura COVID-19. Só assim é possível viajar com tranquilidade.

Na hora de comprar um seguro de viagem, a nossa escolha recai sempre na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em seguros de viagem, apresenta sempre o melhor rácio custo-benefício do mercado, e todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19, a preços surpreendentemente económicos.

Clique para fazer uma simulação para a sua viagem a Ronda e receba um desconto de 5% na compra do seu seguro de viagem usando o nosso link.

Praça de Touros

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerChegados de fresco a Ronda, dirigimo-nos de imediato à Plaza de Toros. Ronda é tida como o berço da tourada e a Plaza de Toros de la Real Maestranza de Caballería de Ronda de 1756 é mais antiga e bem preservada da Espanha. Embora não gostemos nada de touradas, este é um dos locais mais emblemáticos de Ronda. Se for do seu interesse, saiba que tem um museu taurino associado ao lendário matador Pedro Romero.

No mesmo largo pedonal fica a Oficina de Turismo (pode ir buscar um mapa de Ronda) e o acesso ao Paseo de Blas Infante (muito mais agradável), o próximo ponto de paragem deste roteiro para visitar Ronda.

Paseo de Blas Infante e Miradouro de Ronda La Sevillana (Balcón del Coño)

É um lugar lindo para ficar muito tempo de olhar perdido na imensidão! Principalmente do famosíssimo Mirador de Ronda La Sevillana. Num jardim luxuriante com homenagens a Orson Welles, Ernest Hemingway e uma glorieta em homenagem a Miki Haruta, o pintor japonês, caminhamos por uma calçada arborizada em direção aos (primeiros) miradouros e varandas com vistas vertiginosas das falésias.

E que vistas! Em frente estende-se a imensidão da Serranía de Ronda. E, se tiver sorte como nós, a melodia de uma harpa vinda do coreto a acompanhar, enleva a alma. Há ainda um anfiteatro onde acontecem eventos de teatro ao ar livre.

Dica VagaMundos:  perante as vistas da varanda do miradouro de Ronda La Sevillana, qualquer espanhol exclama “¡Coño, vaya vistas!”. A graça pegou e agora La Sevillana é o Balcón del Coño na gíria popular.

Puente Nuevo, imprescindível num roteiro para visitar Ronda

Continue caminhando ao longo da borda do penhasco, pelo beiral das varandas vertiginosas do Paseo de Ronda e contorne o luxuoso e histórico Parador de Ronda.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerEi-la! Esteja à vontade para deixar cair o queixo ao primeiro vislumbre de Puente Nuevo: a principal e mais famosa atração de Ronda, emblema da cidade e o cartão-postal que muito provavelmente @ convenceu a visitar Ronda. Está no Paseo de los Romanticos (oficialmente, Paseo de Kazunori Yamahuchi, mas preferimos o nome não-oficial: assenta-lhe que nem uma luva).

Unindo cidade nova e cidade velha, não é particularmente longa mas é impressionantemente alta. Puente Nuevo, a ponte nova de 1793 que levou quatro décadas a ser construída, está a mais de 100 metros de altura sobre o canhão Tajo de Ronda (o Tajo é o desfiladeiro cavado pelo rio Guadalevín, não confunda com rio Tejo como já vimos em muitos blogs). Integrado na ponte, num antigo posto de guarda está o Centro de Interpretación del Puente Nuevo.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Mirador del Viento – Roteiro para visitar Ronda

Melhores Miradouros para ver a ponte de Ronda Puente Nuevo

Quer saber donde são tiradas aquelas fotos espantosas que viu no Instagram?

  • Mirador Plaza de María Auxiliadora: ao nível da cidade velha, é só abeirar-se dos varandins no jardim.
  • Mirador Puente Nuevo de Ronda: no fim da praça, desça o lance de escadas Cuesta de la Risa (leve muita água e genica nas pernas) e ao longo da descida ingreme há pequenos terreiros em terra batida donde pode mirar a ponte, o canhão e a cascata do rio em todo o seu esplendor. Sem beirais de segurança portanto muito cuidado.
  • Mirador de la Carretera de los Molinos: é uma ladeira em calçada com vários pontos de vista da ponte, à qual se acede saindo da cidade, portanto, é aconselhável ir de carro. Permite aceder (a pé) ao novo calçadão das Muralhas Árabes (Murallas de Albacara y Molinos del Tajo), recentemente requalificada, passando pela Puerta del Viento, Mirador del Viento e pelo Arco del Cristo, uma das antigas portas principais de entrada na cidade na época árabe. Foram os miradouros que mais gostamos.
  • Mirador de Aldehuela: com vista para o lado B da Puente Nuevo, fica coladinho à ponte, junto ao Palácio de Congressos, portanto não tem que andar muito nem subir e descer escadas.

Dica VagaMundos:  reserve a descida aos miradouros da Puente Nuevo para a tarde, depois de conhecer a cidade velha. A luz favorece, e muito, o cenário já de si idílico e a visão da ponte e da cidade suspensa nos penhascos, pintadas de dourado, é simplesmente divinal na golden hour! (E vai tirar foto de meter inveja.)

Casa del Rey Moro, La Mina e jardins

Assim que atravessámos a ponte, sentimos logo ter sido transportados ao passado para a Ronda mourisca de ruas empedradas estreitas, labirínticas e cheias de ambiente.

Passagem rápida diante do Convento de Santo Domingo, só para ver o painel de azulejos do Mirador de los Viajeros Románticos, continuamos alguns metros ao longo da Calle Armiñán para virar de imediato à esquerda e descer a Cuesta de Santo Domingo. O objetivo é visitar a Casa y Jardines del Rey Moro que abriga La Mina, uma antiga mina de água muçulmana escavada na rocha até o leito do rio Guadalevín para fornecer água à cidade. Dizem as crónicas históricas que esse poço secreto foi a causa da rendição dos mouros aos cristãos.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Casa del Rey Moro – Roteiro para visitar Ronda

A entrada é paga e inclui visita à casa em estilo neo-mudéjar, desenhada pela Duquesa de Parcent no início do século XX, aos jardins em estilo mediterrâneo e à La Mina. Como a casa estava em restauro, adiámos a viagem às profundezas do Tajo para a próxima visita a Ronda.

Ponte Velha e Ponte Árabe

Havendo Puente Nuevo tem de haver Puente Viejo em Ronda. Na verdade, há duas pontes muito mais antigas que garantiam a travessia do Tajo de Ronda nos séculos antes da Reconquista. E é para lá que seguimos neste nosso roteiro para visitar Ronda.

Arco de Felipe V

Cuesta de Santo Domingo abaixo, oportunidade para contemplar a fachada barroca do Palacio del Marqués de Salvatierra, atravessar o Arco de Felipe V, até sermos inevitavelmente conduzidos a outro local de interesse: a Ponte Velha.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Ponte Velha de Ronda

Obviamente que a majestosa Ponte Nova ofuscou outras pontes de Ronda, como a Ponte Velha ou a Ponte Árabe, situada num nível inferior a montante do rio. Mas não as ignore no seu roteiro para visitar Ronda. Ambas cruzam o rio Guadalevín e oferecem vistas esplêndidas sobre o desfiladeiro.

Baños Árabes de Ronda

Descendo à Ponte Árabe e passando pela Ermita de la Virgen de la Cabeza, continue o seu roteiro de Ronda no Barrio de San Miguel, o antigo bairro árabe. Aqui descobrirá os vestígios arqueológicos dos luxuosos Baños Arabes de Ronda, um dos hammams mais bem preservados de Espanha. Construídos por volta do século XIII, o magnífico estado de conservação é impressionante. Preservam-se o sistema hidráulico usado para captar água do rio e as três salas divididas por temperatura: quente, morno e frio. Nos telhados existem aberturas em forma de estrela, uma característica comum na arquitetura árabe.

Jardines de Cuenca

Regressamos à Ponte Velha atravessando-a em direção aos Jardines de Cuenca, mas não sem antes ver de perto a fachada da Igreja de Nuestro Jesús de Nazareno e a histórica Fuente de los Ocho Caños.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerDeste lado do rio, pendurados nas falésias, estão os Jardines de Cuenca ou de La Mina. O grande atrativo são as belas vistas que podem ser desfrutadas de qualquer um de seus terraços. E as vistas daqui para Puente Nuevo são um deleite para os olhos, especialmente de manhã, quando o sol ilumina totalmente a ponte. Fica a dica.

Muralhas de Ronda e Puerta de la Cijara

Voltando ao centro histórico, o próximo ponto de interesse é a Puerta de la Cijara. Não é um imprescindível a visitar em Ronda, mas era uma das principais entradas na cintura muralhada da Ronda muçulmana. Os panos de muralha são também eles de origem árabe, sendo este trecho um dos melhor preservados da cidade. Adoramos a experiência de poder percorrer este troço das muralhas e desfrutar das magníficas vistas.

Iglesia del Espíritu Santo e Puerta de Almocábar

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerNo extremo deste troço de muralha, encontram mais dois tesouros de Ronda. A Iglesia del Espíritu Santo, de aparência robusta e fortificada, data do século XV e foi edificada sobre uma antiga mesquita muçulmana.

Muito perto, fica a Puerta de Almocábar, a porta mais monumental de Ronda e atravessava o primeiro recinto amuralhado da cidade. Foi erguida pelos árabes no século XIII e modificada na época do imperador Carlos V e destaca-se pelos dois torreões circulares.

Dica VagaMundos: se optar por pegar no carro para ir ao Mirador de la Carretera de los Molinos, reserve estes dois pontos de interesse para essa altura e siga das pontes diretamente para a Plaza Duquesa de Parcent.

Plaza Duquesa de Parcent

A vistosa e serena Plaza Duquesa de Parcent é o próximo ponto de paragem deste roteiro para visitar Ronda. Foi a Plaza Mayor após a conquista de Ronda aos mouros que aqui construíram a alcáçova, a cidadela fortificada. Como epicentro que é da cidade velha, alguns dos monumentos mais interessantes do centro histórico de Ronda estão concentrados nesta ampla praça.

O mais emblemático é a Iglesia de Santa María la Mayor. A dimensão (é a maior de Ronda) e decoração (a mais bonita, a nosso ver) estão mais para catedral que igreja. Começou a ser construída logo após a conquista, sobre a mesquita principal da cidade moura como não podia deixar de ser, mas só foi concluída no final do século XVII. Da sua origem muçulmana preservam-se, no interior, o arco do mihrab e uma parede ornamentada, e o minarete octogonal convertido em torre sineira no exterior. Graças ao extenso período de construção, a igreja combina elementos de diferentes estilos arquitetónicos, como gótico, renascentista e barroco.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerAtente também ao Ayuntamiento de Ronda, construído sobre um antigo quartel militar em meados do século XVIII. Destaca-se pelo conjunto de arcadas que decoram os dois pisos superiores. Na porta principal estão os brasões de Ronda e Cuenca, cidades gémeas.

Na praça destaque ainda para o Convento de la Caridad e o Convento de Clarisas de Santa Isabel de los Ángeles. Completando o conjunto monumental, encontra-se o Santuario de María Auxiliadora, que foi erguida sobre as ruínas da alcáçova muçulmana.

Alminar de San Sebastián

Outro vestígio interessante do passado muçulmano de Ronda é o Alminar de San Sebastián. Trata-se do minarete de uma antiga mesquita, com um belo arco de entrada que, feito de pedra e tijolo, se destaca entre tantas casas brancas no coração do centro histórico. A pequena praça onde se encontra chama-se Plaza “Abul Beka”, em homenagem ao poeta árabe nascido em Ronda.

Palacio de Mondragón

É um edifício que transmite história mais do que qualquer outro. O Palacio de Mondragón foi a residência do rei mouro Abadel Malik e dos governadores nazaris e, depois da Reconquista, dos próprios Reis Católicos durante a sua estada em Ronda. Hoje, alberga o Museu Municipal e, embora as suas exposições não sejam particularmente marcantes, vale a pena visitar o edifício em si. O palácio combina de forma perfeita os estilos mudéjar, gótico e renascentista. Pessoalmente, adoramos o pátio e os jardins islâmicos com belas vistas das falésias.

Alameda del Tajo

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazerLast but not least… Alameda del Tajo, um dos parques mais importantes de Ronda. Apesar de ficar mesmo ao lado da Plaza de Toros, e poder começar a sua visita a Ronda logo por aqui, só é a última paragem da nossa sugestão de roteiro para visitar Ronda por duas razões: a primeira, ficava a caminho do nosso alojamento; a segunda, é um espaço arborizado com um jardim do século XIX perfeito para descansar ao fim de 1 dia a visitar os recantos e encantos de Ronda.

Três razões se somarmos que das varandas sobre os penhascos, o pôr do sol é simplesmente magnífico! Romântico, tranquilo e com muita sombra. E se quiser “subir às alturas”, continue pelo Paseo de los Ingleses que começa aqui e contorna o precipício.

Iglesia de Nuestra Señora de la Merced
Dica VagaMundos: mesmo ali ao lado fica a Plaza de la Merced presidida pela Iglesia de Nuestra Señora de la Merced. Merece paragem para contemplar a fachada deste templo do século XVI, que guarda a relíquia da mão incorrupta de Santa Teresa de Ávila.

Calle “La Bola” e Plaza del Socorro

Plaza del Socorro

Uma das coisas que não deve deixar de fazer em Ronda é percorrer a Carrera Espinel, mais conhecida por “La Bola”, uma rua pedonal ladeada de lojas, e alguns dos melhores restaurantes e pastelarias da cidade, um centro comercial a céu aberto, sempre vivo.

Ronda, o que visitar | Roteiro com o que ver e fazer
Iglesia del Socorro

A Plaza del Socorro é um dos locais mais movimentados de Ronda. A praça está rodeada de esplanadas de restaurantes que competem para servir as melhores tapas rondeñas, portanto, já sabe onde ir quando a fome e a sede apertarem. Com uma ornada fonte ao centro e uma estátua de Hércules domando dois leões, destacam-se ainda a Iglesia del Socorro e o edifício Circulo de Artistas.

Roteiro para visitar Ronda num 1 dia: lugares e experiências imperdíveis

Alameda del Tajo – Plaza de Toros – Paseo de Blas Infante – Mirador La Sevillana – Puente Nuevo (Mirador de Aldehuela) – Casa del Rey Moro – Puente Viejo y Puente Arabe – Baños Arabes de Ronda – Jardines de Cuenca – Iglesia del Espíritu Santo y Puerta de Almocábar – Plaza Duquesa de Parcent (Ayuntamiento – Convento de la Caridad – Convento de Clarisas de Santa Isabel de los Ángeles – Santuario de María Auxiliadora) Iglesia de Santa María la Mayor – Palacio de Mondragón – Mirador del Puente Nuevo – Plaza de María Auxiliadora – Calle La Bola

O que visitar nos arredores de Ronda?

Olvera

Como vê há razões de sobra para visitar Ronda para além da sua famosa ponte. Aproveite para conhecer outros pueblos de sonho e viver experiências memoráveis para um fim de semana completo. Abaixo deixamos-lhe sugestões do melhor que há a visitar nos arredores de Ronda.

Conheça Pueblos Blancos de fantasia

Setenil de las Bodegas

Alguns dos Pueblos Blancos mais bonitos da Espanha facilmente podem ser incluídos na sua viagem a Ronda já que ficam tão próximos ou a caminho. Na sua grande maioria de origem árabe, estes pueblos unem a arquitetura popular com paisagens naturais impressionantes. Povos tão singulares como:

  • Setenil de las Bodegas, uma incrível cidade construída debaixo de grutas,
  • Grazalema, onde mais chove na Península Ibérica,
  • Zahara de la Sierra, o pueblo fortaleza com dezenas de miradouros,
  • ou Olvera, o pueblo empoleirado no penedo,

São adições ao seu roteiro para visitar Ronda que lhe darão a oportunidade de conhecer a essência mourisca da região, entre olivais, vinhedos e panorâmicas incríveis. Clique para ler o nosso guia completo para visitar os Pueblos Blancos da Andaluzia.

Desfrute da natureza nos Parques Naturais da Serranía de Ronda

Parque Natural de la Sierra de Grazalema
  • Parque Natural de Los Alcornocales, o último reduto de selva tropical na Europa;
  • Parque Natural de la Sierra de Grazalema, se não estiver a chover o que em Grazalema é usual, terá panorâmicas de cair o queixo
  • Parque Natural de la Sierra de las Nieves, paisagens espetaculares e variedade botânica única na Espanha, como os abetos endémicos.

Aventure-se no Caminito del Rey

A menos de uma hora de Ronda, por entre os desfiladeiros de Chorro e Gaitanejo, a maior aventura de caminhada espera por si: o fantástico e fotogénico Caminito del Rey.

O Caminito del Rey é um percurso linear com aproximadamente 8 km, sendo que três desses quilómetros são feitos nos passadiços suspensos sobre os desfiladeiros: de fazer bombar o coração! No final do percurso, um autocarro traz os caminhantes ao ponto de partida do percurso pedestre.

Dica VagaMundos: não vá para o Caminito del Rey sem ter reservado a entrada com antecedência, pois os bilhetes estão quase sempre esgotados. Reserve com o máximo de antecedência possível através do site oficial.

Caso não queira estar a preocupar-se com questões logísticas pode sempre juntar-se a um pequeno grupo com guia certificado. Da última vez que decidimos ir percorrer o Caminito del Rey não conseguimos os bilhetes pelo site oficial e decidimos experimentar este tour do GetYourGuide que inclui os bilhetes (clique para ver) e gostamos bastante da experiência.

Regresse ao passado nas ruínas de Acinipo

Acinipo é uma antiga cidade romana a 18 km de Ronda, onde se pode admirar o seu anfiteatro, um dos mais antigos (século I a.C.) e melhor preservados da Espanha. A entrada é gratuita.

Visite uma “bodega” e prove o vinho

Bodega Joaquín Fernández

Além do seu património histórico, Ronda é também uma cidade com tradição vinícola desde o tempo dos Romanos, com mais de 20 adegas espalhadas pela região, sendo algumas das melhores a Bodega García Hidalgo (a 10km), a Bodega Joaquín Fernández (a 13km) ou a Bodega Doña Felisa (a 18km). Para os apreciadores de vinho, estas adegas oferecem provas de vinho e experiências de enoturismo. Não deixe de incluir pelo menos uma no seu roteiro para visitar Ronda.

Restaurantes onde comer em Ronda

Que Ronda é um deleite para os olhos, é óbvio. Mas talvez ainda não saiba que Ronda também é um deleite para o paladar. Aqui pode-se comer bem e barato (algumas casas servem tapas a 1€), ou degustar comida gourmet em restaurantes luxuosos.

Na nossa última visita a Ronda fomos à La Taberna e recomendamos, para tapear ou para refeições. A comida é bem apaladada, tem bom ambiente e os preços são muito simpáticos para a qualidade da comida. Fica na Plaza del Socorro e mesmo ao lado tem a Confitería Las Campanas onde vendem os doces tradicionais da região como yemas rondeñas, tortitas de miel e queso de almendras. Divinais!

Ronda: mapa dos principais pontos de interesse da cidade


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa com a localização dos principais pontos de interesse a incluir num roteiro para visitar Ronda.

Outros artigos de Espanha

Melhores praias Sul de Espanha | Melhores praias da Galiza | Roteiro da AndaluziaRoteiro das Astúrias | Roteiro da Extremadura | Roteiro da Galiza | Roteiro dos Picos da Europa | Parque Natural Arribes del Duero | Parque Natural Baixa Limia e Serra do Xurés | Ávila | Barcelona | Badajoz | Benidorm | Cáceres | Camino de Hierro | Córdoba | GranadaIlhas Cíes | Lago de Sanabria | Lalín | Madrid | Málaga | Mérida | Ourense | Puebla de Sanabria | Salamanca | Santiago de Compostela | Segóvia | Sevilha | Toledo | Vigo | Zamora

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.