Visitar Serra da Arrábida: roteiro com o melhor do Parque Natural da Arrábida

Visitar Serra da Arrábida roteiro

Visitar a Serra da Arrábida é visitar um dos destinos de natureza mais completos de Portugal. A combinação das águas de tons azuis do mar com o verde da vegetação das serras dá o colorido perfeito para uma evasão na natureza. Pode-se dizer, sem rodeios, que a Mãe Natureza não se poupou a esforços quando criou este cantinho de Portugal!

Visitar Serra da Arrábida roteirotrilhos fantásticos para percorrer, um sem número de enseadas e praias paradisíacas para relaxar ao sol, imponentes fortes e altaneiros castelos para visitar, misteriosas grutas e ruínas para explorar, e uma mão cheia de miradouros que o vão brindar com algumas das paisagens mais deslumbrantes da costa portuguesa.

Visitar Serra da Arrábida roteiroSome a tudo isto as cénicas estradas que recortam a serra, os adoráveis golfinhos do Sado, as encantadoras vilas medievais, a ímpar gastronomia da região e a arte de bem receber das suas gentes e tem nas mãos a fórmula mágica que faz da Serra da Arrábida um verdadeiro paraíso à beira mar plantado.

Visitar Serra da Arrábida roteiroNeste artigo vamos revelar alguns dos nossos locais favoritos do Parque Natural da Arrábida e apresentar uma proposta de roteiro de 2 e 3 dias para visitar a Serra da Arrábida que vai muito para além do óbvio.

Visitar Serra da Arrábida roteiroPara além dos principais pontos de interesse da Serra da Arrábida, vai encontrar também muitas dicas práticas, sugestões de hotéis, restaurantes e atividades para lhe dar uma mãozinha no planeamento de uma escapadinha verdadeiramente surpreendente na Arrábida. Só não podemos garantir que queira regressar a casa!

Na preparação da sua viagem à Serra da Arrábida leia também os nossos artigos sobre as melhores Praias da Arrábida e Trilhos da Arrábida

Onde fica o Parque Natural da Arrábida?

Visitar Serra da Arrábida roteiroO Parque Natural da Arrábida fica mesmo ao lado da cidade de Setúbal, a somente 45 km de Lisboa, e abrange os municípios de Palmela, Sesimbra e Setúbal.

O Parque Natural da Arrábida, é vulgarmente chamado de Serra da Arrábida, mas na verdade é constituído por uma série de serras, entre elas a Serra do Louro, Serra do Risco, Serra de São Luís, Serra dos Gaiteiros, Serra de São Francisco e claro, a própria Serra da Arrábida.

O ponto mais elevado do Parque Natural da Arrábida, o Pico do Formosinho, tem apenas 501 metros de altura, mas do seu topo consegue-se avistar quase toda a orla da Costa Vicentina. Em dias com boa visibilidade, claro está!

Quando visitar a Serra da Arrábida?

Visitar Serra da Arrábida roteiroA melhor época do ano para visitar a Serra da Arrábida depende muito dos seus interesses. Se quiser usufruir das suas praias o verão é claramente a melhor aposta. Já se quiser aproveitar as atividades outdoor nas serras a primavera e o outono, com as suas temperaturas amenas, apresentam-se como melhores opções.

Sendo uma região costeira, o clima temperado permite passear agradavelmente até nos meses frios de dezembro e janeiro em que as máximas rondam os 15ºC. Claro que não se livra de apanhar uma chuvinha mas é sempre uma excelente desculpa para se resguardar num café ou restaurante e petiscar qualquer coisa. E olhe que come-se mesmo muito bem por estas paragens!

Onde ficar na Serra da Arrábida? Sugestões de alojamento

A primeira grande decisão a tomar quando se começa a planear uma viagem à Serra da Arrábida é escolher os locais onde ficar alojado.

Se for apenas fazer uma escapadinha de 2 ou 3 dias recomendamos que opte por dividir as noites de hospedagem por várias localidades ao invés de ficar sempre alojado no mesmo local. Assim ganha mais tempo (e energia) para conhecer os principais pontos de interesse da Serra da Arrábida.

Caso vá com mais tempo considere montar base numa só localidade e fazer os seus passeios a partir daí, visto que exige menos logística e torna a experiência mais relaxante (andar a fazer e desfazer malas todos os dias é sempre chato, sobretudo se viajar com crianças). Se for esta a sua opção Setúbal é provavelmente a sua melhor aposta, até porque marca o início e o fim da nossa sugestão de roteiro.

Posto isto, as localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro da Serra da Arrábida são Palmela, Sesimbra e Setúbal.

Escolhemos estas localidades em detrimento de outras pois têm bons acessos (Setúbal e Palmela levam a taça neste campo), todo o tipo de serviços que possa precisar e imensa oferta de alojamento. Como tal, é relativamente fácil encontrar quartos a bons preços, sobretudo se reservar alojamento com alguma antecedência.

Clique nos links abaixo para procurar alojamento nas respectivas localidades e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Por último queremos salientar que ao longo do roteiro vamos sugerir-lhe os nossos alojamentos favoritos para cada um dos dias – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

O Melhor da Serra da Arrábida num roteiro de 3 dias – o que ver e fazer

Visitar Serra da Arrábida roteiroÉ importante referir que o número de dias que sugerimos para o roteiro da Serra da Arrábida pressupõe que a viagem seja feita de carro e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região do Parque Natural da Arrábida. Logo, terá sempre de acrescentar mais dois dias para a ida e volta desde o seu ponto de partida até Setúbal, o início e fim deste roteiro de 3 dias para visitar a Serra da Arrábida.

Visitar Serra da Arrábida roteiroNa verdade, visitar todos os locais de interesse referidos neste artigo sem carro ou sem recorrer a um tour, é uma tarefa algo difícil de realizar. Se estiver sem viatura própria, o melhor mesmo é alugar um carro ou combinar a utilização de transportes públicos com tours locais que lhe permitam conhecer os locais mais recônditos do Parque Natural da Arrábida.

Informação Importante – Arrábida sem Carros

Como deve saber a circulação entre Setúbal e as praias da Arrábida está condicionada durante os meses do verão, mais precisamente entre 15 de Junho e 15 de Setembro.

Logo, se visitar a Arrábida nos meses do verão, terá de recorrer a transportes públicos (e fazer umas caminhadas) por forma a conseguir visitar algumas das praias mais bonitas da Arrábida, como sejam as premiadas Gálapos e Galapinhos ou a selvagem Praia dos Coelhos. Posto isto, é imperativo que acrescente mais um dia ao seu roteiro pela Arrábida.

Saiba mais sobre as condicionantes do trânsito e descubra as melhores alternativas para chegar às praias da Arrábida consultando o site oficial do município de Setúbal.

Visitar Serra da Arrábida roteiroSe é nosso leitor assíduo, já sabe que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Caso abdique de fazer alguns trilhos ou de explorar as praias selvagens que sugerimos pode fazer este roteiro em apenas dois dias. No final do artigo sugerimos o itinerário para 2 dias pela Serra da Arrábida.

Visitar Serra da Arrábida roteiroNo sentido oposto, caso pretenda fazer mais algumas atividades de natureza, relaxar numa das maravilhosas praias da Arrábida ou fazer um passeio de barco em busca das grutas e enseadas secretas ou dos super simpáticos golfinhos do Sado, recomendamos vivamente que acrescente mais uns dias à sua visita à Serra da Arrábida.

Visitar Serra da Arrábida roteiroAo longo do roteiro vamos dar várias sugestões nesse sentido e vai ver que é super fácil transformar esta escapadinha pela Serra da Arrábida numa semana de férias.

Dica VagaMundos: de forma a desenhar um roteiro com apenas 3 dias para visitar o Parque Natural da Arrábida não podemos incluir uma visita aprofundada a Setúbal no itinerário. Se ainda não conhece bem a cidade da baía mais bonita de Portugal, acrescente (pelo menos) mais um dia ao seu roteiro da Serra da Arrábida. Para dicas e inspiração espreite este nosso roteiro para visitar Setúbal.

Roteiro visitar Serra da Arrábida: 1º dia


Setúbal – Praia da Comenda – 7ª Bataria e Forte Velho do Outão – Miradouro do Portinho da Arrábida – Lapa de Santa Margarida – Portinho da Arrábida – Praia do Creiro – Praia dos Coelhos – Praia dos Galápos e Galapinhos – Praia da Figueirinha – Palmela


Damos início ao nosso roteiro pela Serra da Arrábida bem cedinho para visitar o fantástico Mercado do Livramento, considerado um dos melhores mercados de peixe mundo. Gostamos da azáfama e da forma despachada com que tudo acontece neste centro comercial à moda antiga de Setúbal. É de arregalar os olhos e despertar o master chef que há em nós. Claro que nem só de peixe vive o Livramento, logo, aproveite a visita para comprar umas iguarias para um picnic na Arrábida. Mais tarde vai-nos agradecer a dica!

Livramento visitado, pegue no carro e siga em direção ao Parque Natural da Arrábida. A primeira paragem será no prazenteiro Parque de Merendas da Comenda. Seguramente ainda não está com fome, mas não é para comer que sugerimos a paragem, é sim para conhecer a sua praia e, acima de tudo, admirar por fora o enigmático Palácio da Comenda.

Palácio da Comenda

Durante largos anos este palácio que recebeu a aristocracia europeia e foi cenário de verões repletos de glamour (Truman Capote passou por cá e, provavelmente, Jacqueline Kennedy também, após o falecimento do marido) esteve abandonado, tornando-se num local de paragem obrigatória para os amantes do Urbex.

Chegamos a visitá-lo nessa altura e as vistas que se obtinham da propriedade eram simplesmente maravilhosas. Hoje já não é de todo possível visitá-lo pois foi adquirido por um casal de milionários. Como tal, o acesso é interdito a estranhos. Mas ainda assim vale muito a pena fazer um passeio pela Praia da Comenda para observar um dos edifícios mais icónicos da Arrábida.

Do Palácio da Comenda siga pela cénica N379-1 (a estrada mais alta da Serra da Arrábida) rumo às ruínas da Sétima Bataria do Regimento de Artilharia de Costa (7ª Bataria), onde o espera uma das melhores vistas sobre a costa da Serra da Arrábida.

A 7ª Bataria foi desativada em 1998, como tal, é hoje possível deambular pelo antigo espaço e até mesmo visitar os bunkers e as peças de artilharia abandonadas. Mesmo que não seja grande adepto de Urbex, vai adorar a experiência! E mesmo ao lado pode ainda visitar as ruínas do Forte Velho do Outão sem gastar um tostão.

Regresse à N379-1 e prossiga o seu roteiro pela Serra da Arrábida conduzindo até ao Miradouro do Portinho da Arrábida, o spot mais instagramável da Arrábida. As paisagens são verdadeiramente esmagadoras!

Dica VagaMundos: a Serra da Arrábida é um dos melhores locais em Portugal para voar de parapente, sendo que a maioria dos voos descola desta zona da Serra da Arrábida – encosta sul. Se gosta de emoções fortes, aproveite!

Logo ao lado, encrustado na encosta sul da Serra da Arrábida, encontra-se o idílico Convento da Nossa Senhora da Arrábida, que pertenceu à Ordem Franciscana. Hoje é propriedade da Fundação Oriente e só é possível visitar o seu interior às quartas-feiras, sábados e domingos e mediante marcação prévia (clique para mais informações).

James Bond na Arrábida

Se é fã do 007, o mais certo é ter uma sensação de dejá vu ao percorrer a estrada panorâmica N379-1. É que foi aqui que foi filmada uma das cenas mais dramáticas da já longa história do agente secreto mais famoso do mundo. É precisamente com a Arrábida como pano de fundo que o James Bond vê morrer a sua mulher no filme “Ao Serviço de Sua Majestade”. Se já assistiu ao filme, vai com certeza reconhecer o cenário!

A próxima paragem do roteiro da Serra da Arrábida será para visitar a Lapa de Santa Margarida, um dos locais mais surpreendentes do Parque Natural da Arrábida.

Esta gruta natural fica situada junto ao mar, relativamente perto do Portinho da Arrábida, e no seu interior vai encontrar uma irreal capela. O acesso à gruta é unicamente feito a pé, percorrendo um caminho estreito com mais de 200 degraus que desce a encosta da serra até quase ao nível do mar. Não é de todo apto a pessoas com mobilidade reduzida.

A maneira mais prática de visitar a Lapa de Santa Margarida é estacionar junto à casa de férias da Casa do Gaiato, na rua do Portinho da Arrábida (coordenadas GPS: N 38° 28.234′ W 008° 59.272′) e daí prosseguir a pé pelo caminho que descrevemos atrás (cerca de 500 metros).

Visitar Serra da Arrábida roteiro

Chegou finalmente a hora de ir conhecer as afamadas praias da Serra da Arrábida. A combinação das águas de tons azuis, com a fina areia branca e o verde da vegetação da serra dão às praias da Arrábida um look paradisíaco difícil de igualar. A natureza uniu terra e mar de forma exímia gerando algumas das praias mais incríveis do país, muitas com fama em todo o mundo, outras praticamente selvagens e secretas.

Comece com uma visita ao Portinho da Arrábida, recentemente eleita uma das 7 Maravilhas de Portugal. E olhe que a eleição não foi por mero acaso. É uma pequena baía com uma encantadora vila de pescadores situada num local idílico à beira de claras águas esmeralda ou turquesa, com um par dos melhores restaurantes da região.

Aproveite para almoçar, seja no restaurante seja para fazer o picnic com os produtos fresquinhos que comprou no Mercado do Livramento. Dificilmente vai encontrar melhor cenário!

Do Portinho da Arrábida siga até à Praia dos Coelhos um dos segredos mais bem guardados da Arrábida. Localizada numa pequena enseada, a Praia dos Coelhos é uma praia selvagem, ideal para quem gosta de estender a toalha num recanto de natureza no seu estado mais puro.

Visitar Serra da Arrábida roteiroAo contrário do que acontece com a maioria das praias da Arrábida, a Praia dos Coelhos não conta com qualquer acesso por estrada, nem placas a indicar a sua direção (ou sequer a sua existência). Ou seja a única forma de chegar à praia é a pé, percorrendo um pequeno trilho da Serra da Arrábida. Clique para mais informações sobre a Praia dos Coelhos e para descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Logo ao lado tem à sua espera as – igualmente – maravilhosas Praia dos Galapos e dos Galapinhos. A dos Galapinhos foi inclusivamente eleita a melhor praia da Europa em 2017 pelo site European Best Destinations! Envolvida pela deslumbrante paisagem da Arrábida, oferece águas límpidas e cristalinas e um areal de fina areia branca que fecha em meia lua. O lugar não podia ser mais instagramável e não será muito difícil enamorar-se deste pequeno paraíso azul.

Feche a sua tarde de praia visitando a Praia da Figueirinha o areal mais extenso entre Setúbal e Sesimbra, com vistas magníficas para a península de Tróia e para o Portinho da Arrábida. Na maré baixa mostra uma língua de areia que parece fazer a praia crescer mar adentro, formando uma enseada perfeita para a prática de windsurf.

Visitar Serra da Arrábida roteiro

Dica VagaMundos: antes do túnel de acesso à Praia da Figueirinha vai encontrar do seu lado direito umas escadas que descem até uma estrutura de betão. Era aí que ficava a famosa Seagul, a discoteca mais badalada da Península de Setúbal. Hoje não há discoteca, mas é um local fantástico para assistir ao pôr-do-sol!

Feche o primeiro dia do seu roteiro pela Serra da Arrábida rumando até à vila medieval de Palmela. O mais certo é já chegar bem tarde, por isso, o melhor é reservar as visitas para o dia seguinte.

Onde ficar a dormir em Palmela

O conceito do Porta da Arrábida Hostel & Suites responde na perfeição ao hóspede que procura uma solução prática de alojamento. Pode escolher entre a opção económica duma cama em dormitório ou o conforto duma suite privada. Cozinha partilhada, espaços de estar, e até um sofá para gamers, tudo num ambiente fresco, com decoração moderna e minimalista que agrada ao olho. Vai querer conhecer os terraços ao milímetro até encontrar o spot com melhores vistas para o castelo de Palmela, a Serra da Arrábida, ou até mesmo Lisboa.

Dormir na Pousada Castelo de Palmela é uma experiência além do descanso. Integrada no antigo convento, espere quartos luxuosos, requinte e serviço de primeira no restaurante, a par de fantásticas vistas sobre a Serra da Arrábida até ao Atlântico e sobre a paisagem rural.

Clique para ver mais opções de alojamento em Palmela

Mapa do 1º dia do Roteiro para visitar a Serra da Arrábida


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 1º dia do roteiro para visitar a Serra da Arrábida.

Roteiro visitar Serra da Arrábida: 2º Dia


Palmela – Serra do Louro – Azeitão – Sesimbra


Comece o segundo dia do seu roteiro pela Serra da Arrábida com uma visita ao altaneiro Castelo de Palmela, um dos castelos mais bonitos de Portugal.

Dentro das suas muralhas vai encontrar as ruínas da Igreja de Santa Maria (na sacristia está instalado o Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago), a imponente Torre de Menagem, a Igreja de Santiago, o Museu Municipal de Palmela e a Pousada de Palmela, situada no antigo convento da Ordem de Santiago.

Visitar Serra da Arrábida roteiroE se o património histórico impressiona, as vistas que se têm do castelo apaixonam. Vire-se para onde se virar, será brindado com paisagens arrebatadoras. A seus pés terá Setúbal, o estuário do Tejo e do Sado, a península de Tróia, as planícies do Alentejo e até mesmo a Serra de Sintra.

Para além do castelo não deixe de deambular pelas castiças ruas e ruelas da Palmela medieval e de visitar as Igrejas da Misericórdia e de São Pedro, o Pelourinho, a Capela de São João Baptista, os Paços do Concelho, o Chafariz de Dona Maria I e o Largo de São João.

Vila de Palmela visitada, siga caminho até à vizinha Serra do Louro para conhecer os fantásticos Moinhos de Vento de Palmela e o milenar Castro de Chibanes, que data da Idade do Bronze.

Dica VagaMundos: da zona dos Moinho de Vento de Palmela arranca um dos nossos trilhos favoritos da Serra da Arrábida, o Trilho das Serras e Moinhos. O trilho tem uma extensão de sensivelmente 22 quilómetros, e atravessa a Serra do Louro, o Vale dos Barris e a Serra de São Luís. Se gosta de uma boa caminhada e tem um dia extra para alocar ao seu roteiro da Serra da Arrábida, não hesite. Clique para mais informações sobre o Trilho das Serras e Moinhos

Visitar Serra da Arrábida roteiroProssiga o seu roteiro pela Serra da Arrábida com uma visita a Vila Nogueira de Azeitão, ponto de paragem obrigatório para quem quer apreciar alguns dos produtos gastronómicos mais emblemáticos da região da Arrábida: o delicioso Queijo Amanteigado de Azeitão, as gulosas Tortas de Azeitão (as nossas favoritas são as da Pastelaria Regional Cego) e os incontornáveis vinhos (ai, o Moscatel!)

Se quiser fazer uma prova de vinhos, aposte na Quinta da Bacalhôa ou na cave do José Maria da Fonseca, que fica mesmo no centro da vila.

Gastronomia à parte, em Vila Nogueira de Azeitão, não deixe de visitar o Rossio (cujo nome oficial é Praça da República), onde fica o Palácio dos Duques de Aveiro, o Pelourinho, as Igrejas de São Lourenço e da Misericórdia, a Fonte dos Pasmados e os antigos Lavadouros Municipais (hoje um local para provas de produtos regionais).

O segundo dia do nosso roteiro pela Serra da Arrábida termina na linda vila piscatória de Sesimbra.

Faça um passeio pela sua deliciosa marginal, perca-se pelas suas empinadas ruelas, sinta a forte espiritualidade da Capela do Espírito Santo dos Mareantes e das Igrejas de São Tiago e Santa Maria, visite a imponente Fortaleza de Santiago, desfrute das suas lindas praias e, claro está, deguste o peixe e o marisco, bem fresquinho e acabado de chegar, num dos seus afamados restaurantes.

Feche o dia subindo ao altaneiro Castelo Medieval de Sesimbra onde o espera uma vista simplesmente deslumbrante. Podemos afiançar que o pôr-do-sol visto daqui vai direitinho para o seu top particular!

Dica VagaMundos: em Sesimbra há várias empresas que propõem um sem número de atividades náuticas, que vão desde o mergulho e canoagem aos passeios de barco. Se quiser acrescentar mais um dia ao seu roteiro da Arrábida, sugerimos que embarque num cruzeiro de observação de golfinhos pelo Estuário do Sado (as crianças vão delirar), ou que parta à descoberta dos segredos do litoral de Sesimbra num inesquecível tour de caiaque.

Onde ficar a dormir em Sesimbra

Recentemente experimentámos o Sesimbra Hotel & Spa e foi direitinho para o topo dos nossos alojamentos favoritos em Sesimbra. Adoramos espaços bem pensados, harmoniosos e elegantes e o Sesimbra Hotel & Spa recebe nota máxima nesse aspeto… Bem como no conforto, iluminação e limpeza dos quartos e nas vistas para o mar da varanda onde nos perdemos de amores pelo pôr-do-sol. Nada como começar o dia a tratar corpo e mente no Spa e acabar com um drink no terraço da piscina, à guisa de infinity pool.

Outra excelente opção de alojamento, mesmo no centro da pitoresca Sesimbra é o SANA Sesimbra Hotel. As vistas mar a partir do terraço (e da maioria dos quartos) são estupendas e a piscina (aquecida) é irresistível. E o pequeno-almoço é irrepreensível!

Se procura uma solução de alojamento mais económica, sem comprometer o conforto, aposte no Hotel dos Zimbros. Fica deslocado do centro da vila de Sesimbra, mas apresenta uma relação preço-qualidade estupenda.

Clique para ver mais opções de alojamento em Sesimbra

Mapa do 2º dia do Roteiro para visitar a Serra da Arrábida


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar a Serra da Arrábida.

Roteiro visitar Serra da Arrábida: 3º Dia


Sesimbra – Praia do Ribeiro do Cavalo – Cabo Espichel – Serra do Risco – Setúbal


O último dia da nossa proposta de roteiro para visitar o Parque Natural da Arrábida, começa com uma visita à Praia do Ribeiro do Cavalo, uma das praias selvagens mais extraordinárias de Portugal e que nos faz lembrar as cénicas praias do Sudeste Asiático.

Visitar Serra da Arrábida roteiroÀ semelhança da Praia dos Coelhos, que visitou no primeiro dia, a Praia do Ribeiro do Cavalo não conta com qualquer acesso por estrada. Para lá chegar só mesmo de barco ou percorrendo um pequeno, mas sinuoso, trilho pedestre (sensivelmente 1 km). Clique para mais informações e para descarregar o track GPS do trilho para levar no seu smartphone.

Continue o seu roteiro pela Serra da Arrábida rumando ao Cabo Espichel, o ponto mais ocidental da Costa Azul e um dos locais mais mágicos do Parque Natural da Arrábida.

Para além das deslumbrantes vistas, o grande destaque do Cabo Espichel, é o monumental Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel (também conhecido como Santuário da Nossa Senhora da Pedra Mua), do qual fazem parte a Igreja de Nossa Senhora do Cabo, a Ermida da Memória, a Casa da Água, a Casa dos Círios, a Casa da Ópera, as Hortas dos Peregrinos e o Aqueduto.

Para além do Santuário poderá ainda ver as milenares pegadas de dinossauros da baía dos Lagosteiros, a jazida da Pedra da Mua (Monumento Natural), o Farol do Cabo Espichel e as ruínas da bateria de defesa da costa do Cabo Espichel.

Dica VagaMundos: se quiser estender a sua escapadinha na Serra da Arrábida por mais um dia sugerimos que percorra os percursos pedestres PR1 SSB – Chã dos Navegantes e o PR2 SSB – Maravilhas do Cabo ou, melhor ainda, a combinação dos dois trilhos que desenhamos. Clique aqui para ler mais informações sobre o Trilho do Cabo Espichel e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Cabo Espichel visitado, volte a pegar no carro e siga em direção a Setúbal, percorrendo a cénica N379. Pelo caminho irá passar pela Serra do Risco, lar de uma das arribas mais altas da Europa continental.

Para a ver em toda a sua grandiosidade só mesmo percorrendo o Trilho da Serra do Risco, um dos trilhos mais exigentes da Arrábida. Se o quiser percorrer, terá, obrigatoriamente, de acrescentar mais um dia ao seu roteiro da Serra da Arrábida. Clique para ler mais informações sobre o Trilho da Serra do Risco e descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Caso já não esteja virado para fazer mais caminhadas, a nossa recomendação é que estacione o carro perto da Brecha da Arrábida e siga a pé até à Pedreira do Jaspe (cerca de 500 metros). Daí obtém uma das melhores vistas sobre a Serra do Risco sem cansar muito as pernas!

Para fechar em alta o seu roteiro pela Serra da Arrábida suba até ao Forte de São Filipe e grave na memória uma das melhores imagens da Baía de Setúbal. Com a luz dourada do pôr-do-sol as vistas panorâmicas tornam-se mágicas e a baía fica revestida de tonalidades estonteantes. Não conseguimos imaginar um final mais grandioso para o seu périplo pela Serra da Arrábida!

Onde ficar a dormir em Setúbal

A melhor relação qualidade-preço está no Rio Art Hotel. Para além das instalações modernas, a assinatura está nos detalhes de arte que inspiraram a decoração (e nome) deste simpático hotel. Mas ao primeiro contacto com a equipa, sabemos que vamos ser mimados. Quartos amplos, confortáveis e insonorizados, que primam pela limpeza. O pequeno-almoço é soberbo e não o vai querer dispensar.

O RM The Experience é soberbo para aquela escapadinha romântica com luxo e conforto sem arruinar a carteira. O romantismo dos quartos modernos, confortáveis tornam a estadia perfeita (o roupão também é sugestivo). O programa pode incluir passeio de bicicleta à beira mar, pois as da guesthouse são gratuitas para os hóspedes. O pequeno-almoço? Imperdível.

Se procura uma solução mais económica de alojamento, sem beliscar o conforto, espreite as ofertas do Luna Esperança Centro Hotel. Bons quartos, localização central e um pequeno-almoço que nunca desaponta, são os pontos fortes desta unidade hoteleira, que já se tornou um clássico em Setúbal.

Clique para ver mais opções de alojamento em Setúbal

Mapa do 3º dia do Roteiro para visitar a Serra da Arrábida


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 3º dia do roteiro para visitar a Serra da Arrábida.

Roteiro para visitar a Serra da Arrábida em 2 dias

Se só tem 2 dias para visitar a Serra da Arrábida, vai ter naturalmente de abdicar de visitar alguns dos pontos de interesse que descrevemos atrás. De forma a maximizar o tempo disponível para as visitas o ideal é dormir em localidades diferentes.

Claro que pode sempre optar por condensar o roteiro de 3 dias em 2, mas vai passar demasiado tempo na estrada e pouco tempo nos locais de interesse.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 2 dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 3 dias para visitar a Serra da Arrábida.

Dia 1


Setúbal – 7ª Bataria e Forte Velho do Outão – Miradouro do Portinho da Arrábida – Lapa de Santa Margarida – Portinho da Arrábida – Praia dos Galápos e Galapinhos – Praia da Figueirinha – Palmela

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Palmela


Dia 2


Palmela – Azeitão – Sesimbra – Cabo Espichel

Clique para ver as melhores opções de alojamento em Sesimbra


Mapa Roteiro para visitar a Serra da Arrábida em 2 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar a Serra da Arrábida em 2 dias.

Onde comer numa escapadinha à Serra da Arrábida – Restaurantes

A região da Arrábida tem uma gastronomia riquíssima que combina na perfeição os sabores da serra com os sabores do mar. E todos eles regados a preceito por alguns dos vinhos mais afamados de Portugal.

Do mar chega-nos o incontornável Choco Frito de Setúbal, as Ostras do Sado, as mariscadas, o fresquíssimo peixe grelhado e as deliciosas Caldeiradas e Cataplanas de Peixes. Da serra vêm os afamados Queijos de Azeitão, a Sopa Caramela, as Favas à “Palmeloa”, o Cozido do Capado e o Coelho com Feijão.

Obviamente que tudo isto deve ser regado com um belo vinho da região demarcada, e não falta qualidade e variedade para agradar o enólogo em si (sim, está longe de ser só o maravilhoso Moscatel de Setúbal).

Na doçaria, pense numa Queijadinha de Setúbal, numa Torta de Azeitão, na Farinha Torrada de Sesimbra ou nas Fogaças de Palmela.

Abaixo encontra os nossos restaurantes favoritos para degustar algumas das melhores iguarias da região da Arrábida. Se regressar a casa com uns quilinhos a mais a culpa não é nossa… é da balança.

Casa Santiago – Rei Do Choco Frito

A Casa Santiago já é um clássico de Setúbal, mas a verdade é que nunca sai de moda. Se quer provar o famoso Choco Frito de Setúbal, não tem que enganar. Os anos passam, mas, para o nosso palato, continua a ser o melhor Choco Frito de Setúbal. Vá é preparado para as filas, sobretudo se for ao fim de semana. Já vimos romarias com menos afluência!

Tasca da Avenida

A Tasca da Avenida até pode ser pequena no espaço, mas na arte de bem receber é gigante. E nos sabores também não lhe fica atrás. Abra as hostilidades com umas Bolinhas de Alheira e um Choco Frito, delicie-se com a Frigideira do Mar, o ex-libris de marisco da casa, e feche a loja com uma divinal Mousse de Chocolate.

Casa do Mar

Para nós peixe fresco em Setúbal rima com Casa do Mar. Adoramos a forma como grelham o peixe e babamos com as Lascas de Garoupa Fritas com Açorda de Ovas e o Arroz de Lingueirão. Os preços é que são algo salgados, mas lá diz o povo: dias não são dias.

Carnes do Convento

Se para si a expressão “peixe não puxa carroça” é um mantra, vai adorar as Carnes do Convento. Acredite que em terra de peixe dificilmente encontra carne com melhor qualidade. Adoramos as Carnes Maturadas mas o Chuletón e a Posta Mirandesa também são de trás d’orelha.

Casa Mateus

Ir a Sesimbra e não comer um peixinho pode ser considerado pecado. O melhor perdão é servido na Casa Mateus, um templo que presta digna homenagem aos sabores do mar. Aqui tudo o que vem do mar é tratado a preceito. Adoramos começar com umas amêijoas e um polvinho, mas é a caldeirada de peixe o que nos leva a peregrinar até lá a cada visita a Sesimbra. Adjetivá-la de divinal parece-nos redutor!

Dona Isilda

Quer degustar vários pratos tradicionais portugueses sem gastar uma fortuna? Então tem de ir comer à Dona Isilda. Mas avisamos, a dieta vai ter de ficar à porta! O regime da casa é o buffet, ou seja, por um preço fixo saboreie um sem número de iguarias portuguesas de comer e chorar por mais. Enchidos e queijos nacionais, petiscos das mais variadas espécies e feitios, pratos regionais deliciosos e uma mesa de doces capaz de fazer corar algumas bodas de casamento. Depois deste banquete, vai ter mesmo de percorrer um par de trilhos na Arrábida!

O Rodinhas

Está numa de mariscada? Então vai amar a Roda de Mariscos do Rodinhas, uma farta bandeja com quatro variedades de marisco, onde a bela da sapateira tem lugar cativo. Têm outros pratos? Ter têm, mas nós comemos sempre o mesmo!

Taverna Bobo da Corte

Se gosta de petiscos vai adorar a Taverna do Bobo da Corte, pois aqui o petisco é rei! Fica no interior do Castelo de Palmela e para além da saborosa viagem pelos sabores da região da Arrábida tem à sua espera uma viagem no tempo. A oferta de petiscos é muito variada e o difícil mesmo é escolher. Os nossos favoritos são a Alheira da Corte, o Requeijão com Compota e os Rojões de Porco na Frigideira. Tenha em atenção que só abre para jantares de sexta a domingo.

Velho Cangalho

Sinceramente custa-nos a escrever sobre o Velho Cangalho sem babar o teclado. Fica situado em Olhos D’Água, uma pequena aldeia de Pinhal Novo, e bem que justifica fazer a meia dúzia de quilómetros que o separa de Palmela. A especialidade da casa são as tábuas de carne e mariscos (a nossa favorita é a Tábua Terra e Mar) e o divinal Bacalhau à Velho Cangalho. O espaço é grande, mas não se deixe enganar. Se não quer estar um par de horas à espera faça reserva!

Outros roteiros de carro por Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.