Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias

Encaixada entre a Serra da Estrela e a Serra da Lousã esconde-se a misteriosa Serra do Açor, guardiã de inúmeros tesouros e senhora de alguns dos cenários paisagísticos mais arrebatadores do Centro de Portugal. É certo que, para muitos, a Serra do Açor resume-se a ser sinónimo da idílica aldeia de xisto de Piódão. Mas acredite que os seus encantos estão (muito) longe de se cingir à apaixonante Aldeia Histórica de Portugal.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Piodão – Visitar Serra do Açor

Para além de Piódão, a Serra do Açor tem mais de uma mão cheia de aldeias do xisto igualmente deslumbrantes, fabulosos trilhos de montanha, rios e lagos bordados por sedutoras praias fluviais, cascatas e bosques mágicos que parecem decalcados de livros de fantasia, incontáveis montes ondulantes decoradas de urze e carqueja, deleitosa gastronomia (ai, a chanfana e o requeijão da serra!), e estradas cénicas que, a cada curva, nos surpreendem com paisagens de cortar a respiração.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Albufeira de Santa Luzia – Visitar Serra do Açor

Como vê, não faltam razões para visitar a Serra do Açor. A dúvida está em saber por onde começar e como aproveitar bem o tempo de visita à Serra do Açor. E é precisamente para ajudar nessa tarefa que preparamos, para si, um roteiro de 2 e 3 dias pela Serra do Açor com os nossos lugares favoritos, muitas dicas práticas e sugestões de atividades e alojamentos. Assim, vai ser super fácil preparar a sua escapadinha de sonho na Serra do Açor!

Clique para ver mais roteiros de carro por Portugal

Onde fica a Serra do Açor?

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasA Serra do Açor é a quinta serra mais alta de Portugal Continental, sendo o Pico da Cebola o seu ponto mais alto a 1418 metros de altitude. Fica localizada a somente 70 quilómetros de Coimbra, bem no Centro de Portugal, e integra a Cordilheira Central Portuguesa, junto com a Serra da Estrela e a Serra da Lousã. Abrange territórios de 6 municípios, nomeadamente Arganil e Pampilhosa da Serra, que detêm mais área da Serra do Açor, e, ainda, Covilhã, Góis, Oliveira do Hospital e Seia.

Quando visitar a Serra do Açor?

Na verdade, todas as estações são boas para uma escapadinha na Serra do Açor. A escolha da melhor época do ano para visitar a Serra do Açor depende muito dos seus interesses e do tipo de atividades que pretende realizar.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Uma das idílicas cascatas da Fraga da Pena – Visitar Serra do Açor

Por exemplo, a primavera e o outono são estações perfeitas para os adeptos de caminhadas na natureza  e para a observação da vida animal (entre os quais nos incluímos). Para mais, são duas estações muito coloridas. Na primavera tem ainda a vantagem de poder ver as ribeiras, rios e cascatas em todo o seu esplendor. Contudo, nada bate o verão se o principal objetivo da sua visita é dar uns mergulhos nas  fantásticas praias fluviais da Serra do Açor (e acredite que são muitas), ou desfrutar das cascatas. Saiba que a região é caracterizada por ter verões quentes o que torna as águas ainda mais apelativas.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Praia Fluvial de Avô – Visitar Serra do Açor

O inverno pode parecer, à partida, uma estação pouco convidativa para visitar a Serra do Açor. Mas não se deixe enganar. As aldeias de xisto da Serra do Açor ganham todo um novo élan com o típico frio serrano. Imagine-se no interior reconfortante duma das casas típicas da região com o aconchego duma manta e o calor duma lareira com o fogo a crepitar. O melhor de tudo é que raramente encontra outros turistas, ou seja, tem os encantos da Serra do Açor (quase) só para si!

Aldeias de Xisto da Serra do Açor

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasA rocha mais abundante da Serra do Açor é o xisto. Logo, não é de estranhar que guarde algumas das aldeias de xisto mais arrebatadoras de Portugal. Cinco das Aldeias de Xisto da Serra do Açor integram mesmo a rede das Aldeias do Xisto de Portugal, nomeadamente Aldeia das Dez, Benfeita, Fajão, Sobral de São Miguel e Vila Cova de Alva.

Mas não pense que as aldeias de xisto da Serra do Açor se resumem a estas. Existem muitas mais que não integram a rede. Entre elas, destacamos Piódão (que pertence à rede das Aldeias Históricas de Portugal), Chãs de Égua e Foz de Égua, três verdadeiras pérolas da Serra do Açor.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Aldeia de Xisto de Vila Cova de Alva – Visitar Serra do Açor

Se seguir o nosso roteiro de 3 dias, não só vai ter a oportunidade de as conhecer todas, como ainda o vamos desafiar a visitar mais 3 aldeias da rede das Aldeias do Xisto de Portugal, que já ficam localizadas nas franjas da Serra do Açor, mais propriamente nas margens do rio Zêzere. São elas, Barroca, Janeiro de Baixo e Janeiro de Cima. Acredite que o pequeno desvio vale bem a pena!

Mapa com a localização das Aldeias do Xisto da Serra do Açor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa das Aldeias do Xisto da Serra do Açor

Onde ficar a dormir na Serra do Açor? Sugestões de alojamento

A primeira grande decisão a tomar quando se começa a planear uma viagem à Serra do Açor é escolher os locais onde ficar alojado.

Apesar das distâncias geográficas entre os principais lugares de interesse da Serra do Açor serem relativamente curtas, o facto de as estradas serem muito sinuosas torna as viagens algo morosas. Ter de fazer a viagem de regresso ao ponto de partida ao fim do dia torna-se algo cansativo, sobretudo se for com pouco tempo (o que, por norma, é sinónimo de preencher os dias com muitas atividades e visitas).

Posto isto, para escapadinhas de 2 ou 3 dias, recomendamos que opte por dividir as noites de hospedagem por várias localidades ao invés de ficar sempre alojado no mesmo local. Assim, ganha mais tempo (e energia) para conhecer os principais pontos de interesse da Serra do Açor.

As localidades que sugerimos para passar a noite no nosso roteiro de 3 dias para visitar a Serra do Açor são: 

  • Coja | Piodão | Janeiro de Cima | Arganil (e respetivos arredores)

Mas pode fazer pequenas alterações ao roteiro e optar por ficar em outras localidades vizinhas com boa oferta de alojamentos, como sejam:

  • Aldeia das Dez | Avô | Benfeita | Janeiro de Baixo | Oliveira do Hospital

Clique nos links abaixo para procurar alojamento nas respetivas localidades e opte sempre por reservar unidades hoteleiras que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Caso vá com mais tempo, considere montar base numa só localidade e fazer os seus passeios a partir daí, visto que exige menos logística e torna a experiência mais relaxante. Afinal, andar a fazer e desfazer malas todos os dias é sempre chato, sobretudo se viajar com crianças. Se for esta a sua opção, a região de Piódão e da Aldeia das Dez são provavelmente a sua melhor aposta, pois são as localidades mais equidistantes dos principais pontos de interesse da Serra do Açor. Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos em Piódão e na Aldeia das Dez – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço.

Na aldeia do Piódão

Casa da Padaria

O nosso cantinho de eleição em Piodão é a Casa da Padaria. É que, ser recebido na Casa da Padaria, é como ser acolhido com a familiaridade e calor humano daquela tia que nos mima. Entra como hóspede, arrisca-se a sair como amigo. A noite é memorável em qualquer dos quartos privados no piso cimeiro, todos com a promessa de descanso absoluto e vistas refrescantes sobre os socalcos da montanha e a aldeia. De manhã, desperte para um excecional pequeno-almoço, com sabor a aldeia e serra, que vai querer repetir. Não há alma que resista a tanto mimo da Dona Gorete!

INATEL Piódão

Se não dispensa a comodidade dum hotel, espreite o INATEL Piódão. A unidade hoteleira foi construída à imagem da aldeia, procurando respeitar a traça e materiais locais. O xisto vigora no exterior, a madeira marca o interior deste hotel de 4 estrelas. Disponibiliza uma piscina interior, uma sauna e uma piscina de hidromassagem, a par dum ginásio. Os quartos são modernos, confortáveis e espaçosos e o pequeno-almoço é por norma muito bom. A relação qualidade preço é muito positiva.

Na Aldeia das Dez

Plano5 – Robust Design

Uma noite passada no Plano5 – Robust Design é libertar-se do convencional num espaço inédito e arrojado. O look industrial é a forma irreverente de dizer “somos diferentes dos outros”. Mas as comodidades estão lá todas: quartos aclimatizados, confortáveis e limpos, com casa de banho e porta de entrada privadas. Arrojados ainda nas cervejas e tapas que servem no seu Tapasbar, a par de menus especiais dietéticos. Com vistas para a Serra da Estrela, nada como acabar o dia no terraço deste alojamento a usufruir dos prazeres da vida.

Alva Valley Hotel

A meros 4 km da Aldeia das Dez, mesmo defronte da Ponte dos Três Concelhos, o Alva Valley Hotel dá-lhe as boas-vindas num vale encantado repleto de serenidade. Localizado onde o rio Alvoco abraça o rio Alva, esse abraço inspirou os espaços interiores informais, harmoniosos e acolhedores que, com mérito, conjugam o conforto ao requinte. Esta comodidade continua nos quartos, modernos e charmosos, todos com varanda ou terraço donde apetece contemplar a natureza, sentir a vida e esquecer as preocupações.

Clique para ver mais opções de alojamento em Arganil

O Melhor da Serra do Açor num roteiro de 3 dias: o que ver e fazer

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Barragem de Santa Luzia – Visitar Serra do Açor

O nosso roteiro para visitar a Serra do Açor tem início em Coja e termina em Arganil. Mas pode fazê-lo na ordem inversa sem problema algum, ou até mesmo começar num dos pontos de interesse sugeridos que lhe seja mais conveniente e, a partir daí, desenhar o seu próprio roteiro para visitar a Serra do Açor.

É importante referir que o número de dias que sugerimos para este roteiro pela Serra do Açor pressupõe que a viagem seja feita com viatura própria e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região da Serra do Açor.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Cascatas do Poço da Broca – Visitar Serra do Açor

Na verdade, visitar grande parte dos locais de interesse referidos neste artigo sem carro ou sem recorrer a um tour é uma tarefa (praticamente) impossível de realizar. Sobretudo os lugares que se encontram fora das principais localidades. Se estiver sem viatura própria, o melhor mesmo é alugar um carro.

Se é nosso leitor assíduo, já o sabe, mas se é a primeira vez que lê o VagaMundos, tenha em conta que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Se abdicar de conhecer algumas das aldeias do xisto da Serra do Açor, ou se não estiver minimamente interessado em caminhadas, pode fazer este roteiro em 2 dias sem qualquer problema.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Aldeia de Xisto de Foz d’Égua – Visitar Serra do Açor

No sentido inverso, e porque o roteiro de 3 dias é capaz de lhe saber a pouco, apresentamos-lhe ainda mais uma mão cheia de destinos na Serra do Açor e arredores. Vai ver que facilmente transforma a sua escapadinha na Serra do Açor numa semana de férias!

Fogos na Serra do Açor: os violentos incêndios dos últimos anos (sobretudo o de 2017) foram muito castigadores para esta região, tendo desferido um duro golpe na paisagem, na flora e na fauna da Serra do Açor. Quando a visitamos em 2018, poucos meses após os fogos, ficamos de coração desolado. Regressamos à Serra do Açor recentemente (junho de 2020) e, para nossa alegria, já se sente a natureza a renascer das cinzas. Naturalmente que ainda vai demorar muitos anos para que a vegetação recupere todo o esplendor de outrora, sobretudo nas zonas mais fustigadas pelos fogos, mas aos poucos a Serra do Açor começa a encher-se de vida… E isso, dá gosto ver!

Roteiro visitar Serra do Açor: 1º Dia

Coja – Barril de Alva – Vila Cova de Alva – Miradouro Avô – Avô – Ponte das Três Entradas – Aldeia das Dez – Santuário de Nossa Senhora das Preces – Monte do Colcurinho – Estrada Panorâmica M508 – Piodão
Ponte Romana sobre o rio Alva – Visitar Serra do Açor

O nosso roteiro para visitar a Serra do Açor tem início na histórica Vila de Coja, a Princesa do Alva. E diga-se, em abono da verdade, que o cognome lhe assenta na perfeição. A sua localização, nas margens do rio Alva com as imponentes montanhas da Serra do Açor como pano de fundo, é já de si razão mais do que suficiente para o título de realeza que enverga. A somar a esse (grande) atributo paisagístico, ainda tem um riquíssimo património histórico que dá gosto explorar.

Pelourinho de Coja – Visitar Serra do Açor

Entre os muitos locais de interesse em Coja destacamos a Ponte Romana sobre o rio Alva, a Fonte Romana, a Casa Abrasonada da Praça Central de Coja, o Pelourinho, a Igreja Matriz, a Capela do Senhor do Sepulcro, o verdejante Parque Verde do Prado e a bela Praia Fluvial do Caneiro.

Prossiga viagem rumando em direção a Vila Cova de Alva, a primeira Aldeia de Xisto da Serra do Açor deste roteiro. Pelo caminho, não deixe de fazer uma paragem na aldeia de Barril de Alva, mais concretamente junto à Praia Fluvial da Ponte, uma verdadeira pérola ribeirinha da Serra do Açor.

Dica VagaMundos: praticamente ao lado da Praia Fluvial da Ponte encontra outra praia fluvial estupenda da Serra do Açor: a Praia Fluvial do Urtigal. O acesso é feito por estrada de terra batida, mas, se for no verão e estiver com vontade de dar uns mergulhos, vale a pena o desvio.
Vila Cova de Alva – uma das mais apaixonantes Aldeias de Xisto da Serra do Açor

Uma vez em Vila Cova de Alva tem à sua espera um enorme património histórico para explorar, provavelmente o maior de todas as Aldeias do Xisto da Serra do Açor. Os locais que consideramos serem de visita obrigatória em Vila Cova de Alva são a histórica Rua Quinhentista (onde irá encontrar várias casas com elementos quinhentistas, a grande maioria do século XVI), a imponente Igreja Matriz de Vila Cova de Alva, a Igreja da Misericórdia, a Fonte da Praça e a Casa da Praça (antigos Paços do Concelho), o Pelourinho, o Convento de Santo António (e a sua monumental escadaria), o Solar dos Condes da Guarda e a bela Ponte sobre o rio Alva.

Ponte sobre o rio Alva em Vila Cova de Alva

Despeça-se de Vila Cova de Alva e continue o seu roteiro pela Serra do Açor dirigindo-se até à vila de Avô, sobejamente conhecida pela sua extraordinária praia fluvial, idilicamente situada no ponto onde a Ribeira de Pomares abraça o Rio Alva. Desta junção resulta um lago com uma maravilhosa ilha no meio: a Ilha do Picoto.

Vista do miradouro de Avô – Visitar Serra do Açor

Mas antes, ainda lhe vamos sugerir mais uma breve paragem. É que, sensivelmente 4 km antes de chegar a Avô (do seu lado direito), vai encontrar o miradouro Varandas de Avô. Deste altaneiro local poderá usufruir de uma das paisagens mais arrebatadoras da Serra do Açor. Terá a seus pés não só a encantadora vila de Avó, emoldurada pelo Rio Alva e a Ribeira de Pomares, como também grande parte do Vale do Alva, com as ondulantes montanhas da Serra do Açor como pano de fundo. Um autêntico postal 3D. Não é à toa que é um dos nossos miradouros favoritos da Serra do Açor!

Será difícil abandonar as vistas contemplativas, mas está na hora de ir conhecer os tesouros da histórica vila de Avô. As suas estrelas maiores são as já referidas Praia Fluvial de Avô e a cénica Ilha do Picoto, mas desengane-se se pensa que Avô se resume às suas belezas naturais.

Castelo de Avô

Avô guarda um riquíssimo património histórico do qual destacamos as altaneiras ruínas do seu antigo Castelo (cujas origens remontam ao longínquo tempo da ocupação romana de Avô) e da vizinha Ermida de São Miguel, a sua bonita Igreja Matriz, o edifício dos antigos Paços do Concelho, o Pelourinho Manuelino e a monumental ponte sobre o rio Alva, que nos faz recordar a lendária ponte de Stari Most, em Mostar. E aqui, à semelhança do que acontece na Bósnia e Herzegovina, também há uns valentes que mergulham diretamente da ponte para as águas do rio.

Dica VagaMundos: É fã de praias fluviais? Então não deixe de ler os seguintes artigos:

E já que estamos a falar de pontes, prossiga a sua viagem pela Serra do Açor para ir conhecer uma ponte ímpar em Portugal: a Ponte das Três Entradas, situada na confluência do Rio Alvôco com o Rio Alva. A unicidade desta ponte é o facto de ter não um, não dois, mas sim três tabuleiros. Uma obra de engenharia notável e com um cenário natural de babar.

Da Ponte das Três Entradas é um saltinho até à Aldeia das Dez, o próximo ponto de paragem do nosso roteiro para visitar a Serra do Açor. A Aldeia das Dez pertence à rede das Aldeias do Xisto da Serra do Açor e a primeira reação quando se entra na aldeia é “onde raios está o xisto?”, visto que a aldeia é maioritariamente composta por construções de granito.

A resposta é simples: a Aldeia das Dez está primorosamente situada na encosta norte do Monte do Colcurinho, a sensivelmente 500 metros de altura, e goza de vistas privilegiadas sobre as montanhas de xisto. No fundo, a aldeia é um gigantesco miradouro que a cada esquina brinda o visitante com soberbas vistas sobre a Serra do Açor e, sobretudo, sobre a vizinha Serra da Estrela. Em dias de boa visibilidade até é possível avistar a Serra do Montemuro e do Caramulo.

Igreja Matriz da Aldeia das Dez – Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto

Para além das maravilhosas paisagens envolventes não falta património edificado à Aldeia das Dez. Os nossos destaques vão para as suas fontes (no total são quatro sendo que a mais emblemática é a Fonte do Povo, junto ao Cruzeiro), para a Igreja Matriz, para a Igreja Santa Maria Madalena, para a Casa do “S” e para o Solar Pina Ferraz.

Dica VagaMundos: se gosta de um bom trilho e quiser acrescentar mais um dia ao seu roteiro para visitar a Serra do Açor, não deixe de percorrer o PR1 OHP – Caminho do Xisto de Aldeia das Dez. São 20 km mágicos pelas Várzeas do Alvoco e pelos antigos caminhos que conduziam ao Santuário de Nossa Senhora das Preces e a Piódão. As vistas são de cortar a respiração!

Informação prática do PR1 OHP – Caminho do Xisto de Aldeia das Dez

Distância: 20 km

Circular: Sim

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida/Chegada: Largo Alfredo Duarte na Aldeia das Dez

Da Aldeia das Dez, continue o seu roteiro pela Serra do Açor rumando em direção à Aldeia Histórica do Piódão, a grande vencedora das 7 Maravilhas de Portugal na categoria de Aldeias Remotas.

Mas não se apresse! Até porque, para além de ir percorrer a cénica Estrada Municipal M508 (um verdadeiro balcão panorâmico da Serra do Açor que convida a paragens curva sim, curva sim), vai ainda ter a oportunidade de visitar o surpreendente Santuário de Nossa Senhora das Preces, em Vale Maceira, e de subir até ao topo do Monte do Colcurinho que, no alto dos seus 1244 metros de altitude, o vai brindar com esmagadoras paisagens sobre as encostas xistosas da Serra do Açor.

Quando sair da M508 e entrar na M508-1 prepare-se para um chorrilho de curvas e contracurvas rumo ao que parece ser o infinito. É que a Aldeia Presépio do Piódão esconde-se bem no fundo de um profundo vale e chegar lá está longe de ser tarefa fácil, sobretudo se é propenso a enjoos.

Piodão – a rainha das Aldeias de Xisto da Serra do Açor

Todavia, quando vislumbrar o seu casario de xisto negro e telhados de ardósia, com as típicas portas e portadas pintadas de azul, encastelada no intenso verde da encosta da serra, vai ver que valeu a pena fazer cada uma das sinuosas curvas. É simplesmente apaixonante! E quando a vir à noite, com as luzinhas a dançarem na escuridão da serra, arrisca-se a jurar-lhe amor eterno.

Feche o primeiro dia do seu roteiro pela Serra do Açor calcorreando as empinadas ruas de Piódão, um autêntico labirinto estreito e sinuoso de ruelas e escadinhas, travessas e quelhos, que o vão deixar embevecido com cada recanto descoberto. Nas suas deambulações não deixe de visitar o Museu de Piódão, a icónica Igreja Matriz dedicada a Nossa Senhora da Conceição e a Praia Fluvial do Piódão. Clique para ver as melhores opções de alojamento no Piódão.

Dica VagaMundos: Quer mais dicas sobre a aldeia de Piódão? Então não deixe de ler o nosso roteiro com o que ver e fazer em Piódão e arredores. Vai encontrar imensas dicas para o ajudar a desfrutar ao máximo da sua visita a uma das aldeias mais bonitas de Portugal.

Mapa do 1º dia do Roteiro pela Serra do Açor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar a Serra do Açor.

Roteiro visitar Serra do Açor: 2º Dia

Piódão – Chãs de Égua – Foz de Égua – Poço da Broca – Sobral de São Miguel – Minas da Panasqueira – Barroca Grande – Aldeia de São Francisco de Assis – Barroca – Janeiro de Cima

Comece o segundo dia do seu roteiro pela Serra do Açor com uma visita à aldeia de xisto de Chãs de Égua. São as dezenas de gravuras rupestres encontradas na povoação de Chãs d’Égua que atestam que a região teve ocupação humana desde tempos remotos, provavelmente há mais de três mil anos. Para o descobrir, nada melhor do que uma visita ao Centro Interpretativo De Arte Rupestre De Chãs d’Égua. Á semelhança do Piódão, a aldeia serrana de Chãs d’Égua, implantada na encosta, faz-se de ruelas estreitas e sinuosas, entre casas de xisto e rebocadas.

De Chãs d’Égua prossiga a sua visita à Serra do Açor rumando até à vizinha aldeia de xisto de Foz d’Égua, uma das aldeias mais pitorescas da Serra do Açor. Foz d’Égua parece uma aldeia de fantasia. O seu traço mais identificativo são as duas pontes de xisto, como irmãs gémeas, sobre as Ribeiras do Piódão e de Chãs d’Égua que aqui se unem e alimentam a deliciosa e fotogénica praia fluvial de Foz d’Égua. Há ainda uma ponte suspensa de madeira e um presépio no topo da aldeia feito pela população. Já lhe chamaram a aldeia Hobbit pela sugestão de cenário encantado. Este é um daqueles tesouros escondidos a que ninguém consegue resistir.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Aldeia de Xisto de Benfeita – Visitar Serra do Açor
Dica VagaMundos: pode visitar Chãs d’Égua e Foz d’Égua de carro mas, na nossa opinião, a forma mais compensadora de as conhecer é calcorreando os caminhos rurais que unem as duas aldeias ao Piódão. Por isso, se puder acrescentar mais um dia ao seu roteiro para visitar a Serra do Açor, não hesite em percorrer o trilho PR2 ARG “Os Povos das Ribeiras de Piodam”, que une as três aldeias. Veja as informações práticas sobre o percurso pedestre na caixa abaixo.

Informação prática do Trilho PR2 ARG “Os Povos das Ribeiras de Piodam”

Distância: 10 km (6 km se optar pela versão mais curta – PR2-1)

Circular: Sim

Dificuldade Técnica: Moderada

Local de Partida/Chegada: Aldeia de Piodão

O próximo destino do nosso roteiro pela Serra do Açor é a Cascata do Poço da Broca, que fica situada nas imediações da pequena aldeia da Barriosa. No fundo esta maravilha da natureza já pertence ao Parque Natural da Serra da Estrela, mas como fica mesmo na fronteira com a Serra do Açor, seria um pecado não a incluir neste roteiro.

Para além da intrínseca beleza das cascatas, formadas pelas puríssimas águas da Ribeira de Alvoco, tem também à sua espera uma excelente praia fluvial, que faz a delícia de miúdos e graúdos nas tórridas tardes de verão destas paragens.

Dica VagaMundos: se tiver mais uns dias disponíveis para alocar à sua viagem aproveite e parta à descoberta dos (muitos) encantos da Serra da Estrela. Clique para ler o nosso guia e roteiro com o melhor da Serra da Estrela.

Continue a sua visita à Serra do Açor rumando até Sobral de São Miguel, outra das aldeias que integra a Rede das Aldeias do Xisto da Serra do Açor. Os principais pontos de interesse turístico da aldeia são a altaneira Igreja Matriz, a Fonte e Ponte do Caratão e a Zona Balnear de Sobral de São Miguel, onde, para além da aprazível praia fluvial da Ribeira do Porsim, é possível visitar uma eira comunitária, um tronco de ferrar, um antigo lagar de azeite e um moinho de água.

Vista do Miradouro da Lavaria do Cabeço do Pião

Sobral de São Miguel visitada, continue o seu roteiro pela Serra do Açor pela cénica estrada M511 em direção às colossais Minas da Panasqueira, um conjunto de explorações mineiras de volfrâmio que opera quase ininterruptamente há mais de cem anos.

Aldeia mineira de São Francisco de Assis

Os principais pontos de visita das Minas da Panasqueira são o Miradouro da Lavaria do Cabeço do Pião, junto ao rio Zezêre, (onde pode observar as gigantescas escombreiras compostas pelo material estéril rejeitado da lavagem do minério), a castiça aldeia mineira de São Francisco de Assis (com as enormes montanhas de coloridos resíduos da exploração mineira como pano de fundo) e a aldeia da Barroca Grande, a principal aldeia mineira do complexo das Minas da Panasqueira, onde pode visitar o interessante Museu Mineiro.

Aldeia Mineira da Barroca Grande

Das Minas da Panasqueira siga até à vizinha Barroca, uma das Aldeias do Xisto que fica plantada nas margens do rio Zêzere. Entre os vários pontos de interesse da aldeia destacamos a majestosa Casa Grande, um antigo solar do século XVIII que presentemente alberga a sede da rede das Aldeias de Xisto, a Igreja de São Sebastião, a Capela de São Romão e a Praia Fluvial da Barroca, situada na margem do Zêzere, rio que pode atravessar utilizando uma ponte pedonal, que outrora servia para atravessar os vagões de minério da Mina da Panasqueira.

Praia Fluvial da Barroca

O segundo dia do nosso roteiro para visitar a Serra do Açor termina na Aldeia do Xisto de Janeiro de Cima. Aqui a arquitetura das casas tem a particularidade de misturar o xisto com pedras roladas provenientes do leito do Zêzere.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasPara além de deambular pelas suas ruas e quelhas, enquanto passa debaixo de arcos que são no fundo os passadiços que uniam casas opostas, não deixe de visitar a Igreja Velha, a Roda de Janeiro, a Casa das Tecedeiras, o Tear Gigante e a praia fluvial de Janeiro de Cima. Clique para ver as melhores opções de alojamento em Janeiro de Cima.

Dica VagaMundos: “Ó da barca!” – se visitar Janeiro de Cima nos meses de verão não deixe de atravessar o rio Zêzere numa barca tradicional, outrora o único veículo que permitia a travessia de uma margem para a outra.

Mapa do 2º dia do Roteiro pela Serra do Açor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do roteiro para visitar a Serra do Açor.

Roteiro visitar Serra do Açor: 3º Dia

Janeiro de Cima – Janeiro de Baixo – Garganta do Zêzere – Miradouro Sul da Barragem de Santa Luzia – Miradouro do Vidual – Fajão – Mata da Margaraça – Cascata da Fraga da Pena – Benfeita – Arganil
Praia Fluvial de Janeiro de Baixo

O último dia do nosso roteiro pela Serra do Açor começa com uma visita à Aldeia do Xisto de Janeiro de Baixo, um autêntico pedacinho do céu situado na margem direita do rio Zêzere. A praia fluvial desta Aldeia do Xisto em formato de península não só é um verdadeiro encanto, como está apetrechada com tudo e mais alguma coisa (até tem parque de campismo). Se a praia fluvial não lhe tomar todas as atenções, recomendamos que visite também a Igreja Matriz, a Fonte de Mergulho, a antiga Escola Primária e o moinho escavado na rocha.

Garganta do Zêzere

Logo ao lado de Janeiro de Baixo vai encontrar a Garganta do Zêzere, uma maravilha da natureza que o vai deixar boquiaberto. Este geomonumento que integra o Geopark Naturtejo resulta do choque entre continentes durante mais de 100 milhões de anos e consiste em escarpas quartzíticas que se erguem verticalmente a centenas de metros de altitude.

Passadiços do Orvalho
Dica VagaMundos: se gosta de cascatas, geomonumentos e passadiços, acrescente mais um dia ao seu roteiro para visitar a Serra do Açor e vá percorrer os fantásticos Passadiços do Orvalho. Ficam a somente 10 km de Janeiro de Baixo. Os passadiços conduzem à maravilhosa Cascata da Fraga de Água d´Alta e ao Cabeço do Mosqueiro, como ainda o vão brindar com algumas das paisagens mais apaixonantes da Beira Baixa. Clique para mais informações e para descarregar o track GPS para levar no seu smartphone.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasA próxima paragem do nosso roteiro pela Serra do Açor será na Barragem de Santa Luzia, mais concretamente no Miradouro Sul da Barragem de Santa Luzia e posteriormente no Miradouro do Vidual, junto à Capela de Santa Luzia. Ambos os miradouros estão situados no topo de imponentes cristas quartzíticas (em lados opostos da Barragem de Santa Luzia) e oferecem vistas soberbas sobre a Albufeira de Santa Luzia. A beleza paisagística deste enorme espelho de água, rodeado por majestosas montanhas, vai-lhe ficar tatuada na retina.

Dica VagaMundos: a Via Ferrata da Pampilhosa da Serra tem início precisamente na Barragem de Santa Luzia, junto à parte traseira do paredão da barragem. Se for fã de escalada, tem aqui uma excelente oportunidade de viver uma experiência com adrenalina.

Da Barragem de Santa Luzia continue o seu roteiro pela Serra do Açor rumando até Fajão, uma das Aldeias do Xisto mais apaixonantes da Serra do Açor. O enquadramento paisagístico desta aldeia dificilmente conseguiria ser melhor. De um lado profundos vales, por onde serpenteia o rio Ceira. Do outro, as sublimes escarpas quartzíticas dos Penedos de Fajão.

Fajão – Aldeias de Xisto da Serra do Açor

Para além da intrínseca beleza paisagística, Fajão possui uma riquíssima história, que poderá conhecer visitando o Museu Monsenhor Nunes Pereira. Mas o melhor de tudo é calcorrear o autêntico museu vivo que são as ruas e ruelas desta castiça aldeia de xisto da Serra do Açor. Nas suas deambulações não deixe de visitar a Igreja Matriz, a Antiga Casa da Câmara, a Capela de Nossa Senhora da Guia, o Lavadouro Público, o Forno Comunitário e o edifício da Antiga Escola Primária. Ah! Se for no verão, não deixe de ir dar um mergulho à piscina pública da aldeia!

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Mata da Margaraça – Visitar Serra do Açor

O roteiro pela Serra do Açor aproxima-se do seu fim, mas ainda tem algumas das maiores pérolas da Serra do Açor para visitar. A primeira delas é a Mata da Margaraça, um reduto de floresta autóctone de carvalhos, castanheiros, freixo, ulmeiros e orquídeas raras. Um verdadeiro oásis de vida, de paz e de momentos de contemplação.

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasA melhor maneira de a conhecer é percorrendo o trilho interpretativo da Mata da Margaraça. Este pequeno e super acessível percurso pedestre, com somente 1,5 km de extensão, vai conduzi-lo por um bosque mágico pincelado por ribeiras, quedas de água e represas. Pode ainda visitar o forno de refugo, um moinho de água e o espaço museológico agrícola da Casa da Eira. É uma delícia de percorrer e, se for com miúdos, eles vão adorar!

Igreja de Pardieiros – Visitar Serra do Açor

Pegue novamente no carro, dirija-se à aldeia de Pardieiros e, alguns quilómetros depois da aldeia, vai encontrar a extraordinária Cascata da Fraga da Pena, que não só é um dos maiores tesouros naturais da Serra do Açor, como também figura entre as cascatas mais bonitas de Portugal. Para a ver de perto, só terá que andar algumas centenas de metros desde o estacionamento num percurso bem assinalado que não apresenta dificuldades de maior.

Cascata da Fraga da Pena – Visitar Serra do Açor

A Cascata da Fraga da Pena é formada pela água que, rompendo o xisto, se despenha da Barroca das Degrainhas. O resultado é uma majestosa queda de água com quase 20 metros de altura. Some-lhe o idílico enquadramento paisagístico, a omnipresente serenidade e as suas lagoas naturais, e não terá dificuldades em perceber porque é a recomendamos como visita imperdível num roteiro pela Serra do Açor.

Dica VagaMundos: não se fique apenas pela Cascata da Fraga da Pena. Se subir a Barroca das Degrainhas, vai encontrar mais 3 belas cascatas, que apesar de serem de menor dimensão, criam também pequenas lagoas onde pode tomar banho. Para chegar lá, basta seguir as marcações do trilho “Caminho do Xisto de Benfeita”.
Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 dias
Aldeia de Xisto de Benfeita – Visitar Serra do Açor

Da Fraga da Pena continue a sua viagem pela Serra do Açor com uma visita a Benfeita, um nome que assenta que nem uma luva a esta aldeia de xisto da Serra do Açor. Honestamente, não lhe sabemos dizer o que gostamos mais nesta aldeia branca da rede das Aldeias do Xisto: se das suas estreitas e labirínticas ruelas e passadiços, se das suas refrescantes zonas ribeirinhas (sim Benfeita tem duas ribeiras), se da sua Torre da Paz (que todos dos dias 7 de Maio celebra o fim da II Guerra Mundial com 1620 badaladas, precisamente o número de dias que durou o fatídico conflito), se de observar o seu alvo casario do alto da Fonte das Moscas. O certo é que Benfeita apaixona e custa-nos sempre vê-la desaparecer pelo retrovisor.

Capela Gótica de São Pedro – Visitar Serra do Açor

O nosso roteiro para visitar a Serra do Açor e as suas apaixonantes Aldeias de Xisto termina em Arganil. Entre os muitos pontos de interesse da vila destacamos a Igreja Matriz, o Pelourinho, a Mata da Misericórdia, o altaneiro Santuário do Mont’Alto e a Capela Gótica de São Pedro (fica a somente 2 km de Arganil, na aldeia de São Pedro). Clique para ver as melhores opções de alojamento em Arganil.

Mapa do 3º dia do Roteiro pela Serra do Açor


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 3º dia do roteiro para visitar a Serra do Açor.

Trilhos e Percursos Pedestres na Serra do Açor

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasSe gosta de caminhar, vai adorar a Serra do Açor. No total existem mais de duas mãos cheias de percursos pedestres devidamente marcados e com vários níveis de dificuldade. Os nossos favoritos são o Percurso Pedestre que une as aldeias de Piodão, Chã de Éguas e Foz de Égua (Os Povos das Ribeiras de Piodam), o Caminho do Xisto de Benfeita, o Caminho do Xisto de Aldeia das Dez e o Voltinhas do Ceira.

  • PR1 AGN Caminho do Xisto de Benfeita | 11 km
  • PR2 AGN Percurso Pedestre Os Povos das Ribeiras de Piodam | 10 km
  • PR3 AGN Percurso Pedestre Açor | 9 km
  • PR4 AGN Caminho do Xisto de Vila Cova de Alva | 9 km
  • PR1 CVL – Caminho do Xisto de Sobral de São Miguel | 8 km
  • PR1 OHP – Caminho do Xisto de Aldeia das Dez | 20 km
  • PR4 OHP – Caminho do Xisto de Avô – À volta do Alva | 8 km
  • PR1 PPS – Subida aos Penedos | 4 km
  • PR2 PPS – Voltinhas do Ceira | 6,5 km
  • PR3 PPS – Caminho do Xisto da Barragem de Santa Luzia | 10 km
  • Trilho Interpretativo da Mata da Margaraça | 1,5 km (perfeito para fazer com crianças pequenas)

Roteiro para visitar a Serra do Açor em 2 dias

Visitar Serra do Açor e Aldeias de Xisto: roteiro de 2 e 3 diasSe só tem 2 dias para visitar a Serra do Açor, vai ter naturalmente de abdicar de visitar alguns dos pontos de interesse que descrevemos atrás. De forma a maximizar o tempo disponível para as visitas, recomendamos vivamente que opte por dormir em localidades diferentes.

Claro que pode sempre optar por condensar este roteiro de 3 dias em 2 dias, mas vai passar demasiado tempo na estrada e pouco tempo nos locais de interesse.

Abaixo encontra a nossa sugestão de roteiro para 2 dias, podendo ler a respetiva descrição dos locais de interesse no roteiro de 3 dias para visitar a Serra do Açor descrito acima.

Dia 1

Coja – Barril de Alva – Vila Cova de Alva – Miradouro Avô – Avô – Ponte das Três Entradas – Aldeia das Dez – Santuário de Nossa Senhora das Preces – Monte do Colcurinho – Estrada panorâmica M508 – Piodão

Clique para ver mais opções de alojamento em Piódão

Dia 2

Piódão – Chãs de Égua – Foz de Égua – Poço da Broca – Mata da Margaraça – Cascata da Fraga da Pena – Benfeita – Arganil

Clique para ver mais opções de alojamento em Arganil

Mapa do Roteiro para visitar a Serra do Açor em 2 dias


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do roteiro para visitar a Serra o Açor em 2 dias.

Outros roteiros de carro por Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na World Nomads ou na IATI Seguros. São ambas agências 100% especializadas em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado. Se optar pela IATI use o nosso link e terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog "VagaMundos" a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.