Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da Lousã

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da Lousã

A Serra da Lousã é um dos maiores tesouros do Centro de Portugal e um destino simplesmente perfeito para uma escapadinha na natureza. Troque a azáfama citadina pela serenidade das Aldeias do Xisto, os claustrofóbicos engarrafamentos pelos libertadores trilhos, o barulho das buzinas pelo murmurejar das águas das ribeiras, as noites de zapping à volta da TV pelas noites de conversa à volta da fogueira, a fast food pela slow food serrana e a omnipresente ligação de wi-fi pela cada vez mais rara conexão com a natureza… E deixe-se cair de amores por uma das serras mais românticas de Portugal.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãNós também já fomos vítimas da seta do cupido. Como tal, sempre que a agenda o permite, lá rumamos nós à Serra da Lousã de corações palpitantes, na esperança de que ela nos revele mais um dos seus sedutores segredos.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãE acredite, há muitos segredos para descobrir na Serra da Lousã. Para o ajudar a descobri-los, partilhamos consigo um roteiro pelas Aldeias do Xisto e Serra da Lousã, com todos os locais que não pode perder na sua primeira visita e muitas dicas práticas. Prepare-se para ser surpreendido!

Onde fica a Serra da Lousã?

A Serra da Lousã fica localizada a somente 30 quilómetros de Coimbra, mesmo no Centro de Portugal, e integra a Cordilheira Central Portuguesa, junto com a Serra do Açor e a Serra da Estrela.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãA serra abrange dois distritos, o de Coimbra e o de Leiria, e 6 municípios, a saber Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos (no distrito de Leiria) e Góis, Lousã, Penela e Miranda do Corvo (no distrito de Coimbra).

Os acessos à Serra da Lousã são bons e, em média, demora apenas uma hora e meia a chegar à serra desde o Porto e duas horas desde Lisboa.

Quando visitar a Serra da Lousã e as Aldeias de Xisto?

Na verdade, todas as estações são boas para uma escapadinha na Serra da Lousã. Até mesmo no inverno as Aldeias do Xisto têm o seu encanto e acredite que o aconchego das casinhas de xisto sabe super bem naqueles dias frios de inverno. Passar o serão à volta da lareira a beberricar um bom vinho, enquanto a chuva cai lá fora, está entre as nossas melhores memórias da Serra da Lousã.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãMas ainda assim as nossas estações favoritas para visitar a Serra da Lousã são a primavera e o outono, até porque somos grandes adeptos de caminhadas na natureza. Na primavera a serra enche-se de flores de mil cores e as ribeiras e cascatas estão em todo o seu esplendor.

Já no outono, e porque na serra abunda o carvalho e o castanheiro, fica pincelada de inúmeros tons de amarelo, laranja e vermelho. O outono é a estação ideal para observar o comportamento dos veados, pois coincide com a sua época de acasalamento.

Claro que por vezes temos azar e levamos com umas chuvadas em cima ou gramamos com um nevoeiro de cortar à faca. Mas a natureza é mesmo assim!

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãSe quer ter a certeza que finta a chuva e o nevoeiro, a melhor estação para visitar a Serra da Lousã é o verão. Mas prepare-se para algumas “multidões” nas aldeias de xisto mais conhecidas, para os preços altos da hotelaria e para dias de muito calor. É verdade, está longe de ser a melhor estação para caminhadas, mas em contrapartida é perfeita para desfrutar da maravilhosa Praia Fluvial da Senhora da Piedade.

Aldeias de Xisto da Serra da Lousã

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãA Serra da Lousã tem nada mais, nada menos do 12 das 27 aldeias que integram a rede das Aldeias do Xisto de Portugal. As Aldeias do Xisto da Lousã são as seguintes:

Aigra Nova | Aigra Velha | Candal | Casal de São Simão | Casal Novo | Cerdeira | Chiqueiro | Comareira | Ferraria de São João | Gondramaz | Pena | Talasnal

Se seguir o nosso roteiro de 2 dias vai ficar a conhecer as seis que consideramos mais emblemáticas. Caso as queira conhecer todas, acrescente mais um dia à sua escapadinha e siga o itinerário que partilhamos na secção “dicas para acrescentar mais um dia ao seu roteiro pelas Aldeias do Xisto e Serra da Lousã”. Acredite que vale bem a pena!

Mapa com a localização das Aldeias do Xisto da Serra da Lousã


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa da localização das Aldeias do Xisto da Serra da Lousã.

Onde ficar na Serra da Lousã | Aldeias de Xisto – Sugestões de Alojamento

Em nossa opinião, uma visita à Serra da Lousã não fica completa sem passar (pelo menos) uma noite numa das suas aldeias do xisto.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãO nosso cantinho de eleição é a aldeia da Cerdeira, provavelmente o segredo mais bem guardado das Aldeias do Xisto. É que a Cerdeira fica, literalmente, escondida num bucólico vale da Serra da Lousã, e é simplesmente perfeita para uma escapadinha na natureza.

Este é daqueles locais onde apetece mesmo ficar e felizmente hoje isso é possível pois a Cerdeira Home for Creativity oferece nove casas de xisto totalmente renovadas e equipadas.

Os quartos são muito amplos, confortáveis e acolhedores e as casas de banho respondem a todas as necessidades dos tempos modernos. Não falta nada na kitchenette para as suas refeições, ligeiras ou caseiras. Algumas casas dispõem de varanda, o que é uma enorme mais-valia.

Por norma o pequeno-almoço, com produtos da região, está incluído no preço. E tanto o pode ir tomar ao acolhedor Café da Videira como optar por receber na sua casa de xisto uma cestinha cheia de iguarias para desfrutar na cama ou na varanda, com vistas sobre a serra e o vale da Ribeira da Cerdeira de suster a respiração. Mais romântico do que isto, é difícil!

Se não dispensa a comodidade dum hotel, espreite o Hotel Parque Serra da Lousã, uma unidade de Turismo Rural onde corpo, mente e espírito encontram um refúgio natural. Os quartos são muito espaçosos e não faltam piscinas (uma interior e uma exterior) e um spa delicioso para mimar o corpo depois de um dia em cheio a explorar a Serra da Lousã.

A cereja no topo do bolo é que tudo está inserido no Parque Biológico da Serra da Lousã com muito espaço para correr, floresta, trilhos, quinta pedagógica com animais, hortas e pomar e… Um Zoo. Se vai com miúdos garantimos que eles vão adorar.

Outro alojamento do qual gostamos muito é o Palácio da Lousã, um dos Boutique Hotéis mais charmosos de Portugal. O hotel está inserido na antiga Casa da Viscondessa de Espinhal, um edifício brasonado, do século XVIII, que está inclusivamente classificado como Património Histórico de Interesse Público. O conforto e o glamour está presente em todos os detalhes do Palácio da Lousã e o pequeno-almoço é simplesmente fabuloso. Acredite que se vai sentir um autêntico(a) rei/rainha!

Clique para ver mais opções de alojamento na Lousã

O Melhor da Serra da Lousã e Aldeias do Xisto num roteiro de 2 dias – o que ver e fazer

É importante referir que o número de dias que sugerimos para este roteiro das Aldeias do Xisto e Serra da Lousã pressupõe que a viagem seja feita com viatura própria e não inclui os dias de viagem do local de origem para a região da Serra da Lousã.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da Lousã
Baloiço da Serra da Lousã – o baloiço mais famoso de Portugal

Na verdade, visitar os locais de interesse referidos neste artigo sem carro ou sem recorrer a um tour é uma tarefa (praticamente) impossível de realizar. Se estiver sem viatura própria, o melhor mesmo é alugar um carro.

Se é nosso leitor assíduo, já sabe que nos nossos roteiros o número de dias é meramente indicativo. Caso queira fazer mais algumas atividades de natureza, visitar mais algumas Aldeias do Xisto ou simplesmente relaxar neste cantinho mágico de Portugal, recomendamos vivamente a que acrescente mais uns dias à sua visita à Serra da Lousã. Ao longo do roteiro vamos dar várias sugestões nesse sentido e vai ver que é super fácil transformar esta escapadinha pela Serra da Lousã numa semana de férias.

Roteiro da Serra da Lousã e Aldeias do Xisto: Dia 1

Gondramaz – Talasnal – Casal Novo – Chiqueiro – Isto é Lousã (Letras e Moldura) – Lousã – Castelo da Lousã – Cerdeira

Damos início ao nosso roteiro pelas Aldeias do Xisto da Serra da Lousã com uma visita à aldeia de Gondramaz, primorosamente incrustada numa encosta da serra, a poucos quilómetros de Miranda do Corvo.

Perca-se pelas labirínticas ruelas de xisto desta aldeia de artesões que parece ter congelado no tempo. Observe a minúcia das figuras cravadas nas paredes das casas de xisto, divirta-se com os originais nomes das suas ruas (Beco do Tintol ou Largo dos Petiscos, sugestivos, não?), visite a Capela de Nª Srª da Conceição, refresque-se no fontanário, disfrute das assombrosas paisagens envolventes, faça uma caminhada por entre carvalhos, castanheiros e azevinhos e diga olá à raposa selvagem que de Gondramaz fez a sua casa. Com um bocadinho de sorte, ela até lhe faz uma visita guiada!

Dica VagaMundos: se for com mais tempo e gostar de caminhadas, não deixe de percorrer o PR2 MCV – Caminho do Xisto do Gondramaz. Este percurso pedestre com cerca de 5,6km de extensão (linear) liga a aldeia de Gondramaz ao Parque de Merendas da Chapinha pelo trajeto utilizado outrora pelos moleiros para aceder aos vários moinhos de água da ribeira. Não é um percurso pedestre muito fácil, sobretudo se quiser fazer ida e volta, mas é mesmo bucólico.

Clique para conhecer os melhores Trilhos de Portugal


De Gondramaz adentramo-nos pela Serra da Lousã, pela cénica estrada nacional N236, rumo ao Talasnal, a Aldeia do Xisto mais conhecida da Serra da Lousã, que até serviu de cenário para a famosa série televisiva “Mata Hari”.

E a reputação tem razão de ser. O Talasnal é não só a maior Aldeia do Xisto da Serra da Lousã, mas também uma das melhores preservadas. O cenário natural envolvente é simplesmente maravilhoso e as casas de xisto têm detalhes preciosos, que refletem o esmero com que foram recuperadas. Acredite que percorrer as estreitas ruelas do Talasnal é, literalmente, viajar no tempo de olhos abertos.

Não deixe de ver as Alminhas, na rua principal da aldeia, de visitar os antigos lagares de azeite, de tagarelar com as gentes da terra, de desfrutar das fantásticas vistas sobre a Serra da Lousã e de adoçar o dente com um Talanisco, um doce conventual onde o mel e a castanha se unem num casamento perfeito.

Dica VagaMundos: se quiser queimar as calorias dos Talaniscos, nada como percorrer o PR2 – Rota das Aldeias do Xisto, um percurso pedestre circular que liga o Talasnal ao Castelo da Lousã e que passa na aldeia do Casal Novo. No total são cerca de 6 km, mas pode optar por fazer apenas o fantástico troço que liga o Talasnal ao Casal Novo (4 km ida e volta). Com um bocadinho de sorte, até vê um veado!

Continuamos o nosso roteiro pelas Aldeias do Xisto da Serra da Lousã com uma visita à aldeia do Casal Novo, timidamente escondida numa escarpada encosta. A aldeia é pequenina, sobretudo quando comparada com o Talasnal, mas não deixa de ser encantadora. E o mais certo é tê-la quase só para si. Não deixe de ir até à eira comunitária da aldeia para desfrutar das espetaculares vistas sobre a Lousã e o seu castelo.

Do Casal Novo até à Aldeia do Xisto do Chiqueiro é um saltinho. Se seguir a pé pelo percurso pedestre PR5, é pouco mais de 1 km a pé (2 km ida e volta) cruzando uma maravilhosa floresta. E pelo caminho, no cimo do monte, ainda vai poder ver as famosas letras do projeto “Isto é Lousã”, com a vila portuguesa como pano de fundo (veja a caixa abaixo para mais informações). Se não estiver para caminhadas, pode sempre ir de carro.

A aldeia do Chiqueiro é delimitada por dois pequenos cursos de água e como tal não é de admirar que esteja envolta por uma frondosa vegetação. A arquitetura da aldeia é muito similar ao que encontra no Talasnal e no Casal Novo e, com a exceção da Capela da Senhora da Guia, não vai encontrar nenhum edifício rebocado. A aldeia conta apenas com dois habitantes permanentes, por isso, o mais certo é só ter como companhia os rebanhos de cabras e um ou outro cão ou gato residente. Aproveite a quietude para desfrutar dos sons da natureza e encher os pulmões com o ar puro da serra.

Projeto “Isto é Lousã”

Com o intuito de divulgar as maravilhas da Serra da Lousã um grupo de amigos criou uma série de criativas instalações em alguns dos locais mais emblemáticos da serra. Se é utilizador do Instagram, o mais certo é já se ter cruzado inúmeras vezes com os seus trabalhos. Afinal de contas, são eles os criadores do baloiço mais famoso de Portugal.

O nosso roteiro pela Serra da Lousã passa por quatro das suas obras e, para que não deixe escapar nenhuma, colocamos abaixo as coordenadas das instalações (pode visualizar as localizações nos mapas do roteiro pelas Aldeias de Xisto e Serra da Lousã que disponibilizamos no final de cada dia)

  • Moldura no caminho que liga o Talasnal à vila da Lousã: 40°05’43.9″N 8°14’32.5″W
  • Letras “Isto é Lousã” perto da aldeia de xisto do Chiqueiro: 40°05’16.1″N 8°14’07.0″W
  • Baloiço Piscinas da Praia Fluvial da Senhora da Piedade: 40°05’59.4″N 8°14’02.5″W
  • Baloiço Alto do Trevim: 40°04’37.7″N 8°11’28.6″W
Chiqueiro visitado, está na hora de voltar a pegar no carro e descer a serra rumo ao complexo da Nossa Senhora da Piedade, um dos locais mais paradisíacos da Serra da Lousã.

Fazem parte do complexo a Ermida Nossa Senhora da Piedade, o Castelo da Lousã, a Praia Fluvial da Senhora da Piedade e o famoso restaurante o Burgos, responsável pela maior parte dos pecados de gula da região. Talvez não seja coincidência a sua localização vizinha à Ermida! Saiba mais sobre o Burgos na secção “Onde comer na Serra da Lousã” que se encontra no final do artigo.

Imagine-se a apanhar um banho de sol ao lado de uma cascata, ou a baloiçar placidamente sobre as águas transparentes de uma ribeira, numa quente tarde de verão, sobre o olhar atento de um imponente castelo medieval. Soa bem, não soa? É caso para dizer “Isto é Lousã”!


Clique para conhecer as melhores Praias Fluviais de Portugal


O primeiro dia do nosso roteiro termina na aldeia da Cerdeira, a nossa favorita de todas as Aldeias do Xisto da Serra da Lousã, uma verdadeira caixinha de surpresas que apetece abrir. Avidamente. Porém, as pressas não têm aqui lugar e desaparecem assim que lhe abrimos a tampa e olhamos para dentro.

Aninhada num vale encantado, a Cerdeira é daqueles locais que têm a faculdade de aprisionar o coração ao primeiro vislumbre. Pouco mais duma vintena de casas, primorosamente restauradas, surge na cumeada dum pequeno monte, alinhadas pelas duas únicas ruas da aldeia.

Logo à entrada, um carreiro calcetado de xisto, conduz o visitante até ao idílico regato que desce encosta abaixo e cuja voz soa a cumprimento de boas vindas. Mais adiante, uma fonte de água replica o som. Um pouco mais à frente uma represa natural convida a banhos.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãOs sentidos parecem despertar dum torpor a que a vida da grande cidade nos força. O olhar perde-se numa das paisagens mais puras. O ouvido capta o chilreio dos pássaros, o murmurejar da água, o sussurro da folhagem. O olfato desperta para o cheiro que emana da terra, da vegetação, das flores, e à noite, da lareira acesa. Na boca a sensação da água fresca que sacia a sede. Na pele sente-se a carícia da brisa, o afago do sol, e os dedos deambulam pela rugosidade da pedra de xisto. O éden não pode andar muito longe disto!

Dica VagaMundos: se visitar a Serra da Lousã no outono, aproveite para fazer uma caminhada ao final de tarde pelos bosques que rodeiam a aldeia. É que o outono é a estação da brama dos veados (época de acasalamento) e o crepúsculo é uma das melhores alturas do dia (a par das madrugadas) para se observar este espetáculo único. Se tiver a sorte de ver os veados, mantenha-se distante e em silêncio de forma a não os perturbar. Eles agradecem a atenção e nós também!

Mapa do 1º dia do Roteiro das Aldeias de Xisto e Serra da Lousã


Clique no canto superior direito para aumentar o Mapa do 1º dia do Roteiro das Aldeias de Xisto e Serra da Lousã.

Roteiro da Serra da Lousã e Aldeias de Xisto: Dia 2

Cerdeira – Candal (Trilho) – Cascata do Candal – Cascata da Ribeira das Quelhas – Alto do Trevim

O segundo dia do nosso roteiro pelas Aldeias do Xisto e Serra da Lousã começa com uma caminhada entre a aldeia da Cerdeira e a aldeia do Candal percorrendo o bem assinalado trilho PR2 – Rota da Levada.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãPelo caminho vai atravessar frondosos bosques, cruzar uma série de pequenos riachos e ser presenteado com algumas das paisagens mais bucólicas da Serra da Lousã. Ir e vir são cerca de 6 km que se fazem sem grandes dificuldades, o que faz com que seja um excelente passeio para fazer em família. Caso o tempo não esteja de feição, pode sempre ir de carro até ao Candal.

Uma vez na aldeia de Candal, não deixe de visitar o lindo chafariz da aldeia, os lagares de azeite e os 5 moinhos de água que aproveitam a água da ribeira. Ah, e não deixe de subir as empinadas ruelas até chegar ao altaneiro miradouro da aldeia. As vistas sobre o Candal e o seu vale compensam todas as gotas de suor.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da Lousã

Dica VagaMundos: se é fã de cascatas, não deixe de ir até à Cascata do Candal. Fica a somente 800 metros da aldeia e é uma das mais cénicas da Serra da Lousã. Para lá chegar basta continuar pelo PR3 em direção ao Castelo da Lousã.

Depois do almoço continue o seu roteiro pela Serra da Lousã rumando até ao outro lado da serra, mais precisamente até à aldeia do Coentral, ponto de partida para ir conhecer uma das maiores maravilhas da natureza da Serra da Lousã: a Ribeira das Quelhas e as suas magníficas cascatas e lagoas.

Pelo caminho mantenha-se atento, pois na estrada que liga o Candal ao Coentral é usual avistarem-se raposas selvagens.

Quando chegar ao Coentral siga em direção à antiga ponte e estacione o carro. A partir daqui siga a pé por um um trilho pedestre ao longo da margem esquerda da Ribeira das Quelhas.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãPara chegar à cascata principal é preciso alguma ginástica, pois é tem que vencer algumas pedras de granito e xisto que se elevam junto á Ribeira das Quelhas. É inevitável ter de recorrer ao auxílio das mãos em algumas partes do percurso.

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãPelo caminho vai poder desfrutar de paisagens verdadeiramente selvagens e ver várias pequenas cascatas, cada uma com o seu poço de água cristalina. Se for no verão, pode até dar uns mergulhos.

Atenção: se for com crianças pequenas, jogue pelo seguro e fique-se pelas primeiras cascatas. Pode sempre voltar mais tarde quando elas já forem mais crescidas.

Dica VagaMundos: se gosta de adrenalina e tem um dia extra para acrescentar ao seu roteiro pela Serra da Lousã, não deixe de praticar canyoning na Ribeira das Quelhas. É o melhor local para esta prática desportiva em toda a Serra da Lousã.

O roteiro pelas Aldeias do Xisto e Serra da Lousã aproxima-se do seu final (ou não) e para fechar com chave de ouro, nada como assistir ao pôr-do-sol no Alto do Trevim, o ponto mais alto da Serra da Lousã (1200 metros de altitude)

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãÉ aqui a casa do baloiço mais famoso de Portugal e acredite que não há melhor maneira de dizer um “até já” à Serra da Lousã do que a baloiçar com uma paisagem infinita, pintada de dourado, a seus pés. Sente-se e sinta. Sinta renascer aquele sorriso de criança que há muito já estava esquecido. E no coração fica a certeza de que por estas terras o tempo não voa, mas sente-se e aproveita-se. Clique para ver as melhores opções de alojamento na Serra da Lousã.

Mapa do 2º dia do Roteiro das Aldeias do Xisto e Serra da Lousã


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 2º dia do Roteiro das Aldeias de Xisto e Serra da Lousã.

Dicas para mais 1 dia de roteiro pelas Aldeias do Xisto e Serra da Lousã

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da LousãSe esticar em mais um dia a sua viagem pela Serra da Lousã, já vai conseguir visitar todas as Aldeias do Xisto da Serra da Lousão e ainda visitar a Praia Fluvial e as Fragas de São Simão, uma das maiores maravilhas naturais do Centro de Portugal.

O itinerário que sugerimos para o 3º dia do seu roteiro pelas Aldeias de Xisto e Serra da Lousã é o seguinte:

Lousã – Comareira – Aigra Nova – Aigra Velha – Pena – Casal de São Simão e Praia Fluvial e Fragas de São Simão – Ferraria de São João

Clique para ver as melhores opções de alojamento na Serra da Lousã

Mapa do 3º dia do Roteiro das Aldeias de Xisto e Serra da Lousã


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa do 3º dia do Roteiro das Aldeias de Xisto e Serra da Lousã.

Onde comer na Serra da Lousã – Restaurantes

Já se sabe que, nas regiões serranas, se costuma comer (muito) bem e a Serra da Lousã só o vem confirmar. A gastronomia típica da Serra da Lousã aproveita ao máximo os produtos endógenos da serra, como sejam o mel, as castanhas, o javali e o cabrito, e o resultado é simplesmente delicioso.

Visitar Lousã
“Boémia” – o prato mais emblemático do restaurante O Burgo – Lousã

Por isso o melhor mesmo é dar umas merecidas férias à tirana balança e esquecer a dieta durante a sua visita à Serra da Lousã. E, acredite, não faltam bons restaurantes para cometer o pecado da gula. Abaixo encontra os nossos restaurantes favoritos para degustar a irresistível gastronomia da Serra da Lousã. Não nos responsabilizamos pelos quilos a mais com que vai regressar a casa!

O Burgo

Vamos ser francos consigo. Para nós uma visita à Serra da Lousã é sinónimo de (pelo menos) uma refeição no Burgo. Este é um dos nossos restaurantes favoritos na Serra da Lousã e, a avaliar pelas enormes filas com que nos deparamos em cada visita, estamos longe de estar sozinhos na escolha. Por isso, o melhor mesmo é jogar pelo seguro e reservar a sua mesa com antecipação.

O prato mais famoso da casa é a “rapsódia”, que consiste em 6 entradas, 6 pratos principais e 6 sobremesas. É simplesmente perfeito para ficar com uma (excelente) ideia da riqueza gastronómica da região, pois permite-lhe degustar vários pratos típicos, como chanfana, coelho frito, cabrito assado e javali com castanhas. Vai é sair de lá a rebolar!

Morada: N.ª Sra. da Piedade, Lousã; Tel: 239 991 162

Ti Lena

A combinação de um espaço rústico e acolhedor com boa comida, que parece ter sido confecionada pelas nossas avós, tem tudo para dar certo. E a Ti Lena é a prova viva disso. Fica na aldeia do xisto do Talasnal e vale bem a pena o esforço de enfrentar a sinuosa estrada para lá chegar. O bacalhau assado com batata a murro é excelente, mas para nós nada bate o cabrito assado no forno. O único senão é que fora da época alta (Julho a Setembro) só abre mesmo aos fins-de-semana e feriados. Reservar é obrigatório.

Morada: Aldeia do Talasnal; Tel: 911 932 948

Museu da Chanfana

Fica em Miranda do Corvo, a capital da Chanfana, e o nome diz logo tudo. Aqui a chanfana é rainha e, honestamente, ainda não encontramos uma melhor. O espaço é muito agradável, tem um excelente atendimento e uma chanfana de comer e chorar por mais. Para a sobremesa seja ousado e escolha uma Nabada, doce originário do Mosteiro de Santa Maria de Semide. Nunca pensamos que uma sobremesa à base de nabo pudesse ser tão boa!

Morada: Parque Biológico da Serra da Lousã, Quinta da Paiva, Miranda do Corvo; Tel: 239 538 444

Visitar Lousã: Roteiro Aldeias de Xisto e Serra da Lousã
A maravilhosa Chanfana do Museu da Chanfana – Miranda do Corvo

Sabores da Aldeia

Se estiver pelas bandas do Candal ao fim de semana, não deixe de ir jantar aos Sabores da Aldeia, outro dos nossos restaurantes favoritos da Serra da Lousã. O espaço é super acolhedor e se for na estação do frio tem sempre a lareira acesa. Mas é a comida que nos faz regressar. Os nossos pratos de eleição são o cabrito assado e o entrecosto com castanhas. Ah! E o bolo de mel é um verdadeiro pecado! O espaço é pequeno, logo, a reserva é mesmo imperativa.

Morada: Aldeia do Candal; Tel: 239 991 393

Villa Lausana

Se está à procura de um restaurante com fácil acesso, ambiente requintado e boa comida regional com um toque contemporâneo, aposte na Villa Lausana. Fica mesmo no centro da vila da Lousã e são exímios na arte do bem receber. E se for vegetariano, dificilmente encontra uma melhor opção por estas bandas. Somos grandes adeptos do seu queijo de ovelha caramelizado com mel da Serra da Lousã e do bacalhau com migas de broa de Serpins.

Morada: Largo República 15, Lousã; Tel: 239 994 143

Outros roteiros de carro por Portugal

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide encontra sempre os melhores tours locais e pode ainda saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem da World Nomads. São rápidos e fáceis de fazer, são a 100% especializados em viagens e apresentam sempre os melhores rácios custo-benefício do mercado.

Anda à procura de voos baratos? Então utilize o Skyscanner para encontrar as melhores tarifas aéreas do mercado

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o Rentalcars. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o blog “VagaMundos” a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.