Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer

O que visitar em Sines e Porto Covo? Praias, muitos dirão. É verdade, este pequeno pedaço de litoral alentejano é um dos destinos de férias de verão mais populares por causa das suas praias de enseada, especialmente as praias de Porto Covo que são das mais belas de Portugal.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Sines

Mas é também história, natureza e fonte de prazeres. Berço do navegador Vasco da Gama, uma das portas de entrada do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, ponto de passagem da imperdível da Rota Vicentina, e detentora duma gastronomia que alia o melhor do mar e do Alentejo, visitar Sines e Porto Covo é sempre uma boa ideia de escapadinha, melhor ainda para umas férias relaxantes.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Ilha do Pessegueiro – Roteiro para visitar Sines e Porto Covo

Para lhe dar uma mãozinha a planear a sua escapadinha ou férias de verão em Sines e Porto Covo, neste artigo respondemos às questões o que visitar, o que ver e fazer em Sines e Porto Covo, as melhores praias e passeios perto. Incluímos também as nossas sugestões de trilhos, de alojamento onde dormir, restaurantes onde comer e mapa interativo, para não perder pitada dum território que junta o melhor da Costa Alentejana.

Na preparação da sua viagem a Sines e Porto Covo sugerimos que leia também os seguintes artigos:

Onde ficam Sines e Porto Covo?

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Castelo de Sines

Sines é uma cidade portuária portuguesa do distrito de Setúbal, região do Alentejo e sub-região do Alentejo Litoral, mais precisamente na ponta do Cabo de Sines. Porto Covo é uma pitoresca vila piscatória e destino balnear a meros 13 km a sul de Sines. A partir de São Torpes integra o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e uma pequena porção do norte do concelho pertence à Reserva Natural da Lagoa de Santo André e da Sancha.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Porto Covo

Sines dista 160 km de Lisboa e 130 km de Setúbal. Tem como concelhos vizinhos Odemira e Santiago do Cacém.

Quando visitar Sines e Porto Covo?

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Praia da Samoqueira – Roteiro para visitar Sines e Porto Covo

Por causa das fantásticas praias, o verão é a altura do ano de eleição para visitar Sines e Porto Covo. Porém, não faltam razões para visitar Sines e Porto Covo ao longo do ano inteiro. Se a desculpa de “vamos experimentar aquele restaurante que tanto falam” em Sines e Porto Covo não chegar para convencer a sua companhia de viagem, experimente argumentar com os seguintes eventos:

  • Festival Músicas do Mundo (julho): o Castelo e arrabaldes viram um universo alternativo, com musica eclética vinda dos quatro cantos do mundo. Este festival é já uma referência internacional e, desde 1999, o evento mais marcante do concelho.
  • Tasquinhas Sines (julho): restaurantes e banquinhas enchem a Avenida Vasco da Gama de sabor (e odores de nascer água na boca), para mostrar o que de melhor se faz na gastronomia local.
  • Feira da Primavera (abril/maio): espetáculos, animação para as famílias e mercado tradicional a colorir o centro histórico durante um fim de semana.
  • Natal no Largo (dezembro): a magia do Natal trazida para o centro histórico com luzes, cor e brilho, mercado tradicional e muita animação de rua.
  • Carnaval de Sines (fevereiro/março): Sines é uma das cidades portuguesas com maior tradição carnavalesca
  • Festa de Nossa Senhora das Salas (14 e 15 de agosto): ainda que o orago de Sines seja São Salvador, Nossa Senhora das Salas é a padroeira dos pescadores de Sines e a santa com maior culto popular.
  • Festa de Nossa Senhora da Soledade (30 de agosto): Porto Covo em festa.
  • Comemorações do Dia do Município (24 de novembro – feriado municipal)

Onde ficar a dormir em Sines e Porto Covo? Sugestões de alojamento

Que tal ir visitar Sines e Porto Covo e ficar, nem que seja só por uma(s) noite(s)? Para fugir da cidade, recarregar baterias, escapadinhas românticas ou umas férias bem passadas a curtir sol, praia e mar, não faltam casas de férias, turismos rurais e hotéis em Sines e Porto Covo capazes de agradar a todos os bolsos. Uma coisa é certa, aqui o tempo desacelera e retempera, independentemente da altura do ano.

Nunca é demais relembrar: reserve o seu alojamento com o máximo de antecedência possível de forma a garantir os melhores preços e opte sempre por reservar alojamentos que permitam o cancelamento, não vá ter algum imprevisto.

Abaixo encontra os nossos alojamentos favoritos para uma escapadinha a Sines e Porto Covo – testados e aprovados por nós – que apresentam a melhor relação qualidade-preço da região.

Hotel Veleiro (Sines)

O grande trunfo do Hotel Veleiro são os quartos com varanda virada ao mar, com vistas fabulosas para a Baía de Sines. Quartos agradáveis, confortáveis e limpos, aclimatizados e insonorizados, com casa de banho privada, têm todas as comodidades modernas, até tomadas USB para carregar os seus aparelhos eletrónicos. Decoração de bom gosto, com um toque de rústico sofisticado e detalhes alusivos às viagens e ao mar.

Reserva Alecrim EcoSuite & Glamping (Santiago do Cacém)

Viva a intimidade com a natureza da planície alentejana na Reserva Alecrim EcoSuite & Glamping, para nós um dos melhores alojamentos do Alentejo para uma escapadinha na natureza. Campo e lago rodeiam este boutique resort. Disponibiliza domes, eco-houses, tendas safari e casas típicas alentejanas (remodeladas) verdadeiramente irresistíveis. Fica em Santiago do Cacém, mas é uma experiência de camping com glamour inesquecível.

Ahoy Porto Covo Hostel (Porto Covo)

O Ahoy Porto Covo Hostel é um campeão de vendas, de preços imbatíveis e de favoritismo dos hóspedes. Quem busca um alojamento barato em Porto Covo, a dois passos da praia, com bom ambiente e uma equipa que conhece a zona como a palma da mão, pode contar aqui com uma cama em dormitório ou quarto duplo, com casas de banho partilhadas, confortáveis e limpos.

Monte do Cerro (Porto Covo)

O Monte do Cerro está localizado a 4 km de Porto Covo e da Ilha do Pessegueiro, na Costa Alentejana. Dispõe de 3 casas rústicas independentes com cozinha completa, área de estar e de refeições e casa de banho privativa. Prolongue o seu descanso na piscina, no terraço, na cama de rede ou na espreguiçadeira, a seu bel-prazer.

O que ver e fazer em Sines: locais a visitar e experiências a não perder

Estátua de Vasco da Gama

Descubra o que tem andado a perder por não visitar Sines. Distancie-se da imagem pré-concebida de que Sines é só porto de contentores (o maior de Portugal) e dê uma oportunidade a uma cidade que foi moldada pelo mar. Nenhuma terra portuguesa está tão ligada ao Vasco da Gama, o filho mais ilustre de Sines, e o centro histórico pitoresco reaviva a memória do grande navegador a cada oportunidade.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Centro histórico de Sines

Numa visita a Sines, eis os lugares e experiências que não pode perder:

  • Deambule pelo pitoresco centro histórico. Os principais pontos de interesse do centro histórico de Sines ficam situados em redor da rua do Muro da Praia, do Largo Poeta Bocage e do Largo do Castelo. Aproveite para passear pelas ruas comerciais Rua Teófilo Braga (antiga Rua Direita), e Rua Cândido Reis.
  • Suba ao Castelo de Sines, fortificação construída para defender a costa dos corsários logo após a conquista do Algarve. Continua a ser o melhor miradouro com vistas para a Baía de Sines. Percorra as muralhas e descubra o Museu de Sines que integra a Torre de Menagem, a Casa de Vasco da Gama, o Paço dos Governadores Militares, as Antigas Cavalariças, o Antigo Aquartelamento, a Casa da Guarnição.
  • Visite a Igreja do Salvador, matriz de Sines. Logo ao lado encontra-se a Capela da Misericórdia, e em frente o Centro Cultural Emmerico Nunes.
  • Faça uma pausa para café no Vela D’Ouro e delicie-se com os célebres doces tradicionais: “Sai dois Vasquinhos e dois Al-Bertos para a mesa 7. E uma fatia do Pior Bolo de Chocolate do Mundo”.
  • Mesmo ao lado das muralhas do Castelo e da igreja matriz, a estátua de Vasco da Gama, o primeiro homem a realizar a viagem marítima para a Índia, continua a contemplar o mar. Mas você pode descer as célebres Escadinhas do Muro da Praia, o principal acesso à Praia Vasco da Gama.
  • Poucos sabem mas siga a nossa dica: dê a volta ao castelo e descubra as Fábricas Romanas, espaço museológico com vestígios arqueológicos de fábricas piscícolas descobertos apenas em 1990 na vertente nascente das muralhas do castelo.
  • Faça um passeio ao longo da marginal de Sines até ao Forte do Revelim ou Forte de Nossa Senhora das Salvas onde se situa o Observatório do Mar (Museu de Mar e do Porto de Sines), e abeire-se do Porto de Pesca de Sines, de tradição secular, com os barcos de pesca, a Baía de Sines e a azáfama da faina a colorir o centro histórico de Sines em pano de fundo.
  • Não deixe de percorrer os Passadiços do Penedo das Índias, subindo novamente ao centro histórico, enquanto aprecia uma das melhores vistas panorâmicas para a baía. Nós sabemos que o Elevador dos Penedos das Índias tornaria a vida mais fácil, mas o mais provável é estar “fora de serviço”.
  • A Igreja de Nossa Senhora das Salvas (ou das Salas) passa despercebida a muitos visitantes, mas vale bem uma visita, mais que não seja para contemplar o pórtico manuelino mandado construir pelo próprio Vasco da Gama. Se estiver aberta, não hesite em entrar e admirar o Tesouro de Nossa Senhora das Salas que encerra no interior.
  • Pegue no carro e rume ao Cabo de Sines, pare no Farol, alargue as vistas sobre as extensas praias de areia fina até Troia no miradouro da costa norte, ou estique as pernas no Passadiço da Costa Norte.
  • Passe pelo Jardim da Alameda da Paz e descortine a história e a vida dos pescadores de Sines nos belos painéis de azulejos que decoram as paredes da Antiga Estação Ferroviária de Sines.
  • Atreva-se a partir à descoberta dos muitos segredos deste trecho da Costa Alentejana rumando até à aldeia de Porto Covo. Rume a sul, via a estrada M1109, e deslumbre-se com as primeiras praias de enseada do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Prepare o fato de banho ou a câmara fotográfica porque não vai resistir aos encantos destes areais intimistas e selvagens resguardados por maravilhosas falésias.
Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Porto de Pesca de Sines

O que ver e fazer em Porto Covo: locais a visitar e experiências a não perder

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerPorto Covo é aldeia de praia, petiscos, passeios e paz. Muita paz! Será sempre um dos nossos destinos favoritos para uma escapadinha da cidade para a Costa Vicentina. Se procura um refúgio de eleição, Porto Covo tem de constar da sua lista. A aldeia é pequenina, acolhedora e encantadora. Mas o tempo aqui, sabe sempre a pouco. A nossa sugestão de roteiro para visitar Porto Covo é a seguinte:

  • Comece a sua visita pelo carismático Largo Marquês de Pombal, centrado pelo agradável jardim, rodeado de casinhas tão castiças que apetece morar dentro daquelas portas.
  • Entre na igreja, aprecie o retábulo de talha dourada policromada e a imagem de Nossa Senhora da Soledade, padroeira venerada pela população de Porto Covo e arredores há séculos.
  • Daí siga pelo “calçadão” da rua pedonal Vasco da Gama em direção ao mar.
  • Uma vez na orla da costa, desfrute de um cénico passeio ao longo das falésias de Porto Covo com a Ilha do Pessegueiro e o icónico Farol de Porto Covo a marcar o horizonte. Dum lado descobre uma mão cheia de pequenas praias, das quais destacamos a Praia dos Buizinhos, a Praia Pequena, a Praia do Banho e a Praia do Espingardeiro. As vistas são simplesmente magníficas! Do outro, “esconde-se” a Baía de Porto Covo, com o seu pequeno porto de pesca pejado de coloridos barcos.
  • Termine o passeio pelas arribas na Praia Grande, a melhor praia “urbana” para ir a banhos em Porto Covo – tem tudo como manda a lei.
  • Um passeio “a sério” pelo topo da arriba leva a miradouros com vistas brutais e duas mãos cheias de praia de enseda. Além das acima mencionadas, há ainda a Praia da Gaivota, a Praia da Cerca Nova, a Praia do Salto (naturista), a Praia do Serro da Águia, a Praia de Porto Covinho e a belíssima Praia da Samoqueira.
Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Falésias de Porto Covo

Melhores Praias de Porto Covo e Sines

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Praia dos Buzinhos – Roteiro para visitar Sines e Porto Covo

É impossível visitar Sines e Porto Covo sem incluir as suas praias. Quando visitar Sines e Porto Covo, vista a pele de explorador e parta à descoberta de tesouros, tão pequenos como preciosos, que são as enseadas escondidas ao longo dos 30 km do recortado litoral.

Há areais mais amplos mas a maioria são pequenas praias de areia fina e água transparente, resguardadas por grandes rochedos, que parecem ter sido feitas de propósito para criar uma sensação de intimidade e exclusividade. Destas, Morgável, Navalheira, Vale Figueiros, Serro da Águia, Oliveirinha, Foz e Canudos são nomes que só fazem soar os sinos aos que conhecem aquela costa como a palma da mão.

Abaixo listamos algumas das praias mais populares de Sines a Porto Covo.

Praia Vasco da Gama

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Praia Vasco da Gama vista do Castelo de Sines

No centro da Baía de Sines fica a ampla Praia Vasco da Gama, adormecida entre pontões. A promenade ribeirinha oferece quilómetros para sessões de jogging ou caminhadas aprazíveis o ano inteiro. No verão, o mar calmo convida a mergulhos e o areal a banhos de sol – a melhor praia vigiada e acessível de Sines.

Praia de São Torpes

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerSão Torpes tinha a água mais quentinha das praias da Costa Vicentina, mas o encerramento da termoelétrica de Sines no início de 2021 veio colocar um ponto final às águas de temperatura tropical. Mas os encantos da praia de São Torpes, posta no mapa pelos surfistas, continuam todos lá: as ondas regulares e suaves são simplesmente perfeitas para a iniciação no desporto.

Praia da Samoqueira

Uma das praias mais belas de Porto Covo é a Praia da Samoqueira. Vai querer conhecer cada recanto desta praia selvagem que serpenteia por entre recortes da falésia: grutas, farilhões, piscinas naturais (um deleite para os miúdos na maré baixa) e até uma cascata de água doce (se for num dia de muita sorte!) Ambiente paradisíaco, areias douradas, mar usualmente calmo, águas esmeralda cristalinas. Encha a geleira e vá (vi)ver in loco porque não há foto que faça justiça a todos os seus atributos.

Praia Grande de Porto Covo

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerA Praia Grande em Porto Covo é das mais procuradas do Litoral Alentejano. Vigiada, abrigada e munida de todas as infraestruturas de apoio a banhistas, mas com acesso por escadaria nas arribas. As areias brancas e as águas límpidas do areal da Praia Grande fazem as delícias de miúdos e graúdos e que gozam férias de verão em Porto Covo. De bodyboarders e surfistas o resto do ano.

Praia da Ilha do Pessegueiro

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerA ilha mais famosa do Alentejo, a Ilha do Pessegueiro, deu nome à praia que se estende a sul de Porto Covo. Valha-nos que nem todos conhecem o areal que inspirou a música de Rui Veloso. Assim, mantem-se como um reduto menos populoso. No verão, há barcos que fazem a travessia para visitar as ruínas do Forte de Santo Alberto na Ilha do Pessegueiro, de fauna e flora únicas.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazer
Forte da Nossa Senhora da Queimada – Roteiro para visitar Sines e Porto Covo

Para além da praia, há o Forte da Nossa Senhora da Queimada e singulares arribas de areia sob uma gigante laje de pedra virada ao mar.

Quer conhecer mais praias fantásticas da Costa Alentejana? Então, clique para ler o nosso artigo dedicado às melhores praias da Costa Alentejana. Temos a certeza de que vai encontrar a praia perfeita para si!

Melhores Trilhos de Porto Covo e Sines

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerComo afirmamos no início, Sines e Porto Covo são ponto de passagem da Rota Vicentina, uma das melhores grandes rotas da Europa certificada Leading Quality Trail.

Sines e Porto Covo: o que visitar, ver e fazerDa rede de percursos pedestres e trilhos BTT que compõem a Rota Vicentina, o Trilho dos Pescadores é um dos trilhos costeiros mais bonitos do mundo e o troço que passa pelo concelho de Sines vai de São Torpes a Vila Nova de Milfontes, passando por Porto Covo. Acrescente dois dias ao seu roteiro para visitar Sines e Porto Covo e vá conhecer um dos pedaços de costa mais belos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Etapas:

  • São Torpes – Porto Covo (10 km)
  • Porto Covo – Vila Nova de Milfontes (20 km)
Para mais informação sobre o Trilho dos Pescadores, leia o nosso artigo completo sobre a Rota Vicentina.

Onde comer em Porto Covo e Sines? Melhores Restaurantes

Entre todas as razões para visitar Sines e Porto Covo, a gastronomia é uma das principais.

Foi buscar as açordas e as feijoadas ao interior alentejano e deu-lhes um especial sabor a mar. Diretamente da lota de Sines e diretamente das planícies alentejanas, vêm os ingredientes frescos que os restaurantes transformam em iguarias, muitos juntando o puro prazer da comida ao de vistas deslumbrantes sobre o oceano.

E estes são os nossos restaurantes de Sines e Porto Covo prediletos, onde peixe e marisco são reis, açordas e migas, rainhas, Vasquinhos e Areias de Sines, príncipes e princesas doces.

Zé Inácio (Porto Covo)
No Zé Inácio o peixe grelhado é rei e senhor. Mas os súbditos polvo à lagareiro, cataplana de peixe, chocos fritos e o arroz de tamboril não lhe ficam atrás. Nas sobremesas, as migas doces imperam.

Adega de Sines
Restaurante típico, em plena zona histórica de Sines, onde o serviço é a despachar, à moda das antigas tabernas, e a comida reconfortante.

Cais da Estação
Converteu-se um antigo armazém da estação ferroviária num restaurante que aposta na qualidade. Fomos à especialidade da casa, arroz de lingueirão com choco frito, e saímos convertidos.

Restaurante O Castelo
As carnes grelhadas são de comer e chorar por mais. Pena temos deste restaurante não ser à porta de casa.

O que visitar perto de Porto Covo e Sines?

Vila Nova de Milfontes

A menos de 20 km de Porto Covo, Vila Nova de Milfontes é uma joia encastrada entre o mar e o rio Mira. Deambule pelas castiças ruelas do centro histórico, onde vai encontrar a Igreja de Nossa Senhora da Graça e o Forte de São Clemente. Desfrute da tranquilidade da Praia da Franquia, nas margens do rio Mira. Faça um passeio ao longo da marginal que liga o forte ao Farol de Vila Nova de Milfontes e feche o dia a assistir ao pôr-do-sol na Praia do Farol.

Quer mais dicas sobre Vila Nova de Milfontes? Então clique para ler o nosso guia completo para visitar Vila Nova de Milfontes.

Cabo Sardão

Mais 20 km e descobre o majestoso Cabo Sardão, o ponto mais ocidental da costa alentejana e o único local da Europa onde as cegonhas nidificam em orla costeira. Um altaneiro farol, sentinela silenciosa que guia os bravos homens do mar, dá-lhe as boas vindas, mas são as vistas esmagadoras do topo da falésia e a omnipresente paz, entrecortada pelo bater das ondas nas escarpas e pelo sussurrar do vento, que lhe vão conquistar o coração.

Zambujeira do Mar

Como uma tiara reluzente, Zambujeira do Mar coroa as altas falésias que cingem a Praia da Zambujeira, uma das melhores praias da Costa Alentejana. Encavalitado no alto da falésia, o casario branco, alinhado ao longo de ruas repletas de ambiente alentejano, é abrilhantado pelo diadema que é a Capela de Nossa Senhora do Mar, situada num largo cujas vistas são de pôr qualquer alminha a louvar os céus. É o lugar perfeito para assistir ao pôr-do-sol!

Quer mais dicas do que ver e fazer na Zambujeira do Mar? Então clique para ler o nosso guia completo para visitar a Zambujeira do Mar.

Santiago do Cacém

Santiago do Cacém, terra Templária, é uma pacata e agradável cidade coroada pelo Castelo de génese moura, a Igreja Matriz e imponentes muralhas. Encosta abaixo, são os solares que impressionam e segredam a glória da cidade de outrora. E nos arrabaldes, as fascinantes ruínas romanas de Miróbriga. O território é um misto de Alentejo, montes, mar e pinhal. Das colinas do Cercal, a 346 metros de altura, pode-se ver a vastidão do mar a oeste. Mas rume à Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha para o ver bem de perto e conhecer este santuário de flora e fauna.

Reserva Natural das Lagoas de Santo André

Entre o Oceano Atlântico e as plácidas águas das lagunas salobras, a Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, é local de nidificação de milhares de aves e um paraíso para os amantes de birdwatching, principalmente nos meses frios. Bons ventos trazem aves e kitesurfers e windsurfers. No verão, as aves dão-lhe licença e cedem “paletes” de espaço no extenso areal da Praia da Costa para secar ao sol depois de mergulhos com e (mais ou menos) sem sal. Não perca um passeio nos passadiços, no areal ou nas margens da lagoa ao pôr do sol.

Mapa com a localização dos principais pontos de interesse a visitar em Porto Covo e Sines


Clique no canto superior direito para aumentar o mapa com a localização dos pontos de interesse a incluir num roteiro para visitar Sines e Porto Covo.

Outros artigos do Alentejo

Prepare a sua próxima Viagem

Reserve o seu alojamento através do Booking.com. É onde encontramos sempre as melhores promoções e permite cancelar a reserva sem custos.

No GetYourGuide e na Civitatis encontra sempre as melhores atividades e tours locais e pode ainda reservar o seu transfer do aeroporto e saltar as filas comprando antecipadamente as entradas para os principais monumentos.

Jogue pelo seguro e faça um seguro de viagem na IATI Seguros. É uma agência 100% especializada em viagens e apresenta o melhor rácio custo-benefício do mercado, sendo que todos os seus seguros contam com excelentes coberturas COVID-19. Se utilizar o nosso link terá um desconto de 5% por ser nosso leitor.

Se precisa de alugar um carro para a sua próxima viagem recomendamos que utilize a AutoEurope. Permite comparar os preços de dezenas de empresas de rent-a-car e é possível cancelar o aluguer sem custos até 48h antes da partida.

Esta página contem links afiliados. Só recomendamos marcas que utilizamos e confiamos a 100%. Se efectuar as suas reservas através desses links recebemos uma pequena comissão. Dessa forma está a ajudar o VagaMundos a manter-se vivo. E o melhor de tudo é que você não paga mais por isso. Muito Obrigado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.